VIOMUNDO

Diário da Resistência


Coligação PT-PSB veta candidatura de Vanessa Grazziotin ao Senado, mas dá legenda a defensor de Bolsonaro; veja vídeo
Divulgação
Denúncias

Coligação PT-PSB veta candidatura de Vanessa Grazziotin ao Senado, mas dá legenda a defensor de Bolsonaro; veja vídeo


06/08/2018 - 21h43

Divulgação

por Conceição Lemes

Na noite desse domingo (05/08), no twitter, o senador Roberto Requião (MDB-PR) denunciou:

A assessoria de imprensa da senadora pelo PCdoB amazonense confirmou ao Viomundo: a coligação PT-PSB vetou, sim, a candidatura dela ao Senado na chapa majoritária.

Pelo acordo, David Almeida (PSB), ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa, é o candidato da coligação ao governo do Amazonas.

O PT vai indicar o vice. O nome ainda não foi divulgado.

O veto partiu do PSB local, que não gosta de Vanessa por sua firme e aguerrida atuação contra o golpe que derrubou em 2016 a presidenta Dilma – a maioria do PSB votou a favor do impeachment — e em defesa do ex-presidente Lula

Em entrevista à imprensa, David Almeida negou o veto.

Alegou que não podia ter Vanessa como candidata ao Senado na chapa, pois já havia se comprometido com outros candidatos ao mesmo cargo: Chico Preto (PMN), vereador da Câmara Municipal de Manaus, e Francisco Praciano (PT), ex-deputado federal.

A militância do PCdB do Amazonas está mordida. Com justa razão.

Primeiro, porque há 30 anos PT e PCdoB caminham juntos em defesa da democracia, dos direitos dos trabalhadores, de melhores condições de vida para o povo brasileiro.

Segundo, porque a senadora Vanessa Grazziotin sempre defendeu com coragem as mulheres, os trabalhadores, a Zona Franca de Manaus.

Terceiro, porque Vanessa, como admite no vídeo ao final, está sofrendo forte pressão para desistir da candidatura à reeleição.

“Estranhamente, aqui no Amazonas estou vetada dentro de uma aliança composta por partidos aliados”, afirma.

“Não querem a minha reeleição para o Senado Federal”, frisa.

Quarto, Chico Preto, um candidatos ao Senado pela coligação PT-PSB é declarado defensor de Jair Bolsonaro (PSL), candidato de extrema-direita à Presidência da República.

Basta verificar o twitter vereador bolsonarista.

Ele segue e é seguido pelo candidato ao governo amazonense.

Ao retuitar uma mensagem de Chico Preto, David Almeida o saúda: “Chico Preto está junto com a gente, como pré-candidato ao Senado, na caminhada da esperança”.

Será por isso que, apesar de fechar com o PT, David Almeida se esquivou ao ser questionado se firmaria o apoio ao nome de Lula à Presidência?

Segundo o jornal A Crítica, ele afirmou: “O PT não fez essa cobrança a mim, sobre essas coisas vamos conversar pessoalmente. Temos bons nomes, bons quadros”.

Quem seria esse bom quadro?

Estaria o PT do Amazonas dormindo com os inimigos desde já?

O PT vai aceitar mesmo participar de uma chapa com defensor do fascista, misógino e machista Bolsonaro?

Leia também:

Greve de fome tenta furar bloqueio do STF

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jairo Bahia

07 de agosto de 2018 às 22h07

Essa esquerda brasileira comunista, adepta de Marx e Lenin, exterminadores de cristãos, de Tchê Guevara, fuzilador de homosexuais e de Fidel e Maduro, torturadores e assassinos de oposicionistas aos seus governos ditatoriais, não se entende, a luta pelo poder está sempre acima de seus ideais, o importante sempre será estar no poder, mamando e se locupletando dos bens do povo e do suor dos trabalhadores. Bando de sem vergonha cara de pau.

Responder

Antonio Passos

07 de agosto de 2018 às 13h53

Tá já fizeram a propaganda anti-PT, depois falta confirmar não é, porque até agora é só cogitação. Vocês já ouviram falar em alianças políticas, coligações ? Existem desde que a democracia foi inventada.

Responder

    Marcelo

    07 de agosto de 2018 às 23h13

    Sim, já ouvimos falar.

    Porém, esse acordo foi o PIOR já feito na história da política brasileira. E a cada dia eu descubro um novo “sacrifício” feito em nome dessa neutralidade do PSB… primeiro a Marília, depois a Vanessa… tudo isso pra anular um sujeito que é só o quarto nas pesquisas, atrás de Marina, Bolso e Lula/Haddad, e ainda vai ser ultrapassado por Alckmin, com quase metade do tempo de TV.

Luiz Antonio

07 de agosto de 2018 às 12h30

Perguntas a um jornalista que Lê.
Por que é que não se ouviu o “outro lado”, por que não se escutou o Candidato do PT ao Senado, Ex-Dep. Federal Francisco Praciano? Por que o PT teria que abrir mão do SEU candidato para garantir a candidatura de Vanessa? Por que Praciano, que teve mais de 500 mil votos nas últimas eleições para Senado teria que abrir não do seu direito de disputar eleições em nome de Vanessa (PCdoB)?
Em que medida o Projeto do PT/AM tem que ser, mais uma vez, eliminado para viabilizar o Projeto do PCdoB?
Por que a Vanessa não apoiou a candidatura do PT ao Governo do AM em eleições complementares de 2017, optando por apoiar Eduardo Braga (PMDB)?

Responder

    Edgar Rocha

    08 de agosto de 2018 às 07h24

    Pelo que eu entendi, a questão não é com o Praciano, mas com o segundo candidato ao senado, Chico Preto do PMN.

Decio

07 de agosto de 2018 às 10h29

Tem que ver se vai ganhar, né !
Não dou 1 semana para a lava jato começar a inventar crimes do Haddad.
Agora, uma coisa é certa. O Alckimin e o Temer são uma única pessoa, o que um faz o outro assina embaixo.
Se o Alckimin ganhar podem esperar uma agenda bem retrógrada e impopular.
Será um ótimo presidente para o mercado e bastante péssimo para os pobres que são a maioria do povo. Em + de 20 anos em SP o psdb não fez nada para as classes c,d e E. Procurem e não acharão.

Responder

    Mané

    08 de agosto de 2018 às 09h26

    A sua argumentação implica que o PSDB venceu as últimas 6 eleições para o governo de SP apenas com os votos das classes A e B. Você acredita realmente nisso?

Lukas

07 de agosto de 2018 às 07h32

Ou seja, dependendo da situação, até o LULIPE poderia ser apoiado pelo PT.

Brigar pra quê, não é verdade?

Responder

    Antonio Passos

    07 de agosto de 2018 às 13h50

    Tá difícil né, sem emprego o jeito ganhar uns trocados postando bobagem. Pena que os espaços diminuíram pra vcs na blogsfera. Kkk

Mario

07 de agosto de 2018 às 05h40

Pessoas que sofreram Lavagem Cerebral, via João-o-Milionário:

Petistas!
E cá entre nós, no Brasil…, quem vota no lula livre do PT e seus satélites embusteiros ao estilo de PCdoB (e, também, no bregaço do Petismo) é:

1.
Autoritário,
2.
Grotão convencido a sabichão,
3.
Pessoas toscas,
4.
Pessoas que sofreram Lavagem Cerebral, via João-o-Milionário-Santana (o ex-publicitário do brega petismo),
5.
Bregas e barangonas,
6.
População reacionária,
7.
Ladrões, bandidos e mulheres revoltadas;
8.
Imbecis de toda ordem!

O petismo, lula, dilma etc. são totalmente autoritários de esquerda…
Vejamos. Eis tais pessoas:
Elas têm uma abordagem mental tão estreita como o buraco de uma agulha (PT, PCdoB): ali não cabe outra opinião além da sua, outra crença ou outra verdade, algo que ela mesma criou ao longo da sua vida.
Ser petista é ser brega.

Responder

    Antonio Passos

    07 de agosto de 2018 às 13h48

    Não consegue escrever nada, só cola o mesmo besteirol ? Kkkkkkkk

    Brega é ser capacho do Trump, colônia americana, cucaracha, essas coisas que vocês são.

    Roberto Silva

    07 de agosto de 2018 às 18h17

    Democrático seria Bolsonaro e seu vice?Ou o candidato do vampirao, Alckmin e sua fala mansa que do fala em um novo Brasil que ele e seu partido apoiaram o impeachment e não querem assumir que fazem parte da tragédia da ponte pro futuro?

assim falou Golbery

07 de agosto de 2018 às 01h54

A desgraça é que sempre se quer culpar o PT pelo seus erros e pelo que nem é seu. A dita não é filiada ao PT, mas ao PC do B, portanto, é esse partido que deve lançar e defender sua candidatura. Se fosse petista não passaria por isso.

Responder

    Lukas

    07 de agosto de 2018 às 07h33

    Sério?

    João Henrique

    07 de agosto de 2018 às 14h28

    Tipo a Marília Arraes

    Jairo Bahia

    07 de agosto de 2018 às 22h18

    Com o pt vale aquela máxima antiga, vc pode até não saber porque está batendo, mas ele sabe porque está apanhando, apesar de negar até o fim.

Cláudio

07 de agosto de 2018 às 00h13

Aqui no Piauí o PT deixou de lançar candidatos/candidatas para as vagas no Senado visando com isso favorecer a reeleição de Ciro Nogueira (do PP) e eleição de Marcelo Castro (do (P)MDB), caciques de algumas das oligarquias interioranas que repartem o Estado entre si. E a maioria dos outros partidos no campo progressista, de esquerda, também não apresenta opções para os votantes. As que restam, afinal, são do PSOL (2 candidatos) e PSTU (1 candidato), e o PCO não tem, até o momento, registro de convenção no “site” do TRE-PI.

Responder

    Paulo Roberto Abreu de Oliveira

    07 de agosto de 2018 às 12h44

    Aqui no Ceará, o PT vetou a candidatura à reeleição do Pimentel para deixar livre pro Eunício se reeleger. NOjento.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!