Governo Alckmin: Para aplicar lei do piso falta dinheiro; para cargos em comissão, não

Tempo de leitura: 3 min

por Américo da Silva

A todo instante, os tucanos, a começar pelo senador Aécio Neves, de Minas, acusam o governo federal de aparelhamento do Estado com o aumento do número de cargos em comissão.

Só que fazem diferente do apregoam para os outros.  O ex-governador  José Serra, por exemplo,  só no Centro Paula Souza, autarquia que administra as escolas técnicas e faculdades de Tecnologia do estado de São Paulo, criou mais 2 mil cargos em comissão. Isso sem falar nos mais de 224 mil cargos sem concurso público criados nos hospitais geridos por Organizações Sociais de Saúde (OSs).

O governador Geraldo Alckmin está seguindo a mesma prática. Recentemente ele anunciou a reorganização da Secretaria de Educação. Extinguiu quatro unidades orçamentárias, entre elas a Coordenadoria da Grande São Paulo e do Interior, e criou outras seis novas unidades orçamentárias.
Essa reorganização fez com que Alckmin enviasse à Assembleia Legislativa o projeto de lei que cria 1.401 cargos em comissão na Secretaria de Educação, com impacto anual de R$ 62,8 milhões. Além disso, serão criados 342 cargos permanentes, providos por concurso que representarão custo anual de R$ 11 milhões.

Conclusão: aumento de 309%  de cargos em comissão do que os gerados por concurso, com  impacto orçamentário 468% maior.

Veja abaixo o autógrafo do presidente da Assembléia Legislativa. Autógrafo, no jargão parlamentar, significa que o projeto já foi aprovado pela assembleia e segue para sanção do governador com todas as alterações feitas pelo Legislativo:

Para justificar essa medida e temendo desgaste político, o governo Alckmin afirma que haverá economia de R$ 17,3 milhões por ano com a extinção de cargos. Além disso, com o decreto que reorganizou a secretária, projeta-se a extinção de mais de 303 cargos com redução de R$ 6,8 milhões.

Ocorre que esses cargos que serão extintos não gerarão economia ao tesouro estadual, pois estão vagos.
De acordo com a Lei Complementar n° 1.080, de 17/12/2008, a Secretaria de Educação tem hoje 1.230 cargos em comissão. Desses, 699 estão ocupados (56%) e 531 vagos ou não preenchidos, segundo o relatório publicado no Diário Oficial do Estado.

Assim, somando os 1.401 novos cargos em comissão aos já existentes, chega-se a 2.528.  Uma elevação de 105% .Veja o resumo das alterações nos cargos em comissão da Secretaria de Educação.

Segundo o artigo 2 do projeto de lei, aprovado pela Assembleia Legislativa, esses cargos serão preenchidos preferencialmente por funcionários de carreira. Na prática, porém, nada garante que isso vá ocorrer. Por meio de dados públicos do próprio governo estadual, veja os cargos e salários iniciais:

Cargos em Comissão na Educação

Cargos criados por concurso

O governador Alckmin, que “gosta” de dar aula de democracia para alunos da USP e recentemente disse que decisão judicial é para ser cumprida, parece está sofrendo de amnésia.  Afinal,  está se negando  a  cumprir a ordem judicial que determinou o cumprimento da aplicação da lei do piso que, que implica na mudança na jornada de trabalho dos professores da rede pública de ensino do Estado de São Paulo. O cumprimento dessa determinação judicial poderia criar mais 50 mil vagas para professores, além de ajudar, de fato, a melhorar o ensino.

Engraçado que Alckmin e o seu secretário da Educação afirmam que não têm recursos para mudar a jornada de trabalho dos professores paulistas. Só que para cargos em comissão, dinheiro não falta. O que falta é a falta de vontade política para efetuar profundas alterações na carreira docente.

Leia também:

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Turma do tripé não honra o… tripé | TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

[…] quando são eles no governo aumentam os impostos, criam taxas novas, aparelham mais do que ninguém, são campeões em corrupção e fazem todo o tipo de descontrole […]

Camila

Vergonhosa a situação do nosso país!!! O descaso com a educação faz com que seja nítida a sociedade que o PSDB quer formar!

a. barbosa filho

É escandaloso o aparelhamento feito por Alckmin na Secretaria da Educação e algumas outras. A FDE, entregue ao ex-prefeito de Taubaté José Bernardo Ortiz, sustenta dezenas de pré-candidatos a prefeito e a vereadores de todo o estado, do PSDB e partidos aliados. Todos recebem salários elevadíssimos na capital, enquanto fazem suas campanhas no interior.
É crime eleitoral e corrupção descarada, sem que ninguém tome providência e sem que a "mídia investigativa" publique uma linha. Dá nojo desta cambada tucana!

Miriano

Gostaria de ver a extinção dos "Tucanos", ou melhor da "Tucanada" que governa Minas e São Paulo.

Rios

Começa a campanha eleitoral em SP… Chalita já manda material publicitário:
http://noticias.uol.com.br/politica/2011/12/20/pr

Geralda

PSDB,praga do Egito,são déspotas, educação para eles nunca foi prioridade, vão pagar um preço muito alto,qual a nação que supera todas as dificuldades sem investir na educação? O nosso Brasil tem tudo para ser uma das primeiras potências do mundo, mas se não priorizar a educação nunca chegará lá, acorda Tucanos!…

Maria Olimpia

Heitor,
Votar em deputados estaduais que NÂO se vendam, só isso.

paulo chacon

PREPAREM-SE PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DE SÃO PAULO.
A Secretraria de Educação está preparando, via Diretor Geral do DRHU, Jorge Sagae, que é quem manda realmente na Secretaria, um golpe nos professores, quanto à jornada da Lei do Piso.
Estão querendo contar os 15 minutos que o professor fica fora da sala de aula, em local de livre escolha, como jornada fora da sala. ISTO É GOLPE!
A lei éa clara. Ela diz sobre 1/3 da JORNADA, fora da sala de aula e não em minutos.
PREPAREM-SE QUE A LUTA VAI SER GRANDE.

eujasabia

SP merece…

Franco

Em Minas Gerais é a mesma coisa. Não por coincidência é um governo tucano.

Gerson

Igualzinho ao Kassab.

236% contra (acreditem se quiser) 0,01%

thais

Geraldo Alkmin não é nada diferente, apesar de seu discurso mais velado e contido. Seus ataques e poliicas
neoliberais na educação avançam.
E, pior, Alkmin ainda é covarde, pois quando a apeoesp ganhou a ação judicial em favor a aplicação da Lei do Piso,
lá foi ele dar entrevista a folha de São Paulo, e dizer que ia cumprir a lei, e o mandato judicial, achando que
"estava dando mais uma aula de democracia", e depois, sem alarde, ele entra na justiça contra a liminar que
prevê a aplicação da Lei do Piso. Isso, na minha opnião, foi uma "aula de Cinismo".
Falar mal dos Estudantes da Usp, foi fácil,
agora, cumprir uma Lei, aprovada em 2008, é dificil porquê?
A Jornada da Lei do Piso, com um terço de atividades extra-classe é uma conquista da nossa categoria,
e um mecanismo que irá melhorar a qualidade do ensino, já que nós professores poderemos nos dedicar aos estudos,
a preparar atividades, corrigi-las e preencher as burocracias, que não são poucas.

    Antonio

    Os demotucanos são todos iguais. Têm corrupção na alma.

Thais

Sou Professora da Rede Estadual Paulista há seis anos, e neste pouco periodo foram tantos ataques a nossa categoria,
principalmente no Governo Serra, que só fez aumentar a pressão a nós Educadores e usou a Mídia para culpabilizar o
professor pelos maus resultados na Educação. Sua Ex-Secretária, Maria Helena G. Castro, sempre aparecia em jornais e
revistas e fazia esse jogo tucano. Dizem que querem melhorar a Educação, que investem,
criam indices (que são contestados e servem para a meritocrácia), e nada muda para melhor,
e querem dizer que os professores são os culpados.

Sônia

Concordo com o comentário de Rafael e, acrescento ainda que dinheiro não falta, pois o Governo Tarso(PT) aumentou o número de cargos em comissão (Ccs) bem como os salários desses Ccs., isentou empresas com grande potencial de lucro e deixou de receber esses impostos, que poderiam ser investidos em educação, aumentou em 45% o salário dos servidores da Secretaria da Fazenda e em 100% o dos procuradores do Estado, manteve um auxílio-moradia de R$ 7 mil por mês para juízes (do Tribunal de Justiça) e procuradores (e promotores do Ministério Público). O MPE, zeloso com os interesses do Estado, ajuizou uma ação civil pública unificada, nesta segunda-feira, que pede suspensão todas as ações individuais que tramitam no Estado pedindo o pagamento do piso nacional do magistério. Tudo para gerar economia no que diz respeito a custas processuais e honorários, já que há 2 mil ações desse tipo em andamento. Esse número, segundo o MPE, poderia chegar a 200 mil. E o governo cumpriu a determinação do Supremo ou do MPE? Não. E, acaso teve algum tipo de punição? Não. Isso deve ser o todos pela educação, que leia-se como professores, entendam que vocês nada são e que o percentual constitucional a ser gasto em educação é melhor aplicado nos casos acima citados. Fica difícil entrar numa sala de aula e falar em Estado Democrático de Direito, Democracia e ouvir dos alunos: a senhora acredita realmente nisso?

José

A propósito, o chavismo tucano em São Paulo rendeu o que em quase 20 anos? Não obstante o empenho devotado à causa, o tratamento obsequioso da mídia paulista/globo e seus sabujos é incapaz de encobrir as mazelas que afligem a "locomotiva".
O sistema elétrico vive de apagões, policiais e professores mais mal pagos da federação, saúde terceirizada, pedágios escorchantes, enchentes, estatisticas manipuladas para escamoter o crescimento de homicídios e latrocínios…
E agora esse tal Amaury Ribeiro Jr pretende macular a honra desses homens impolutos e competentes! assim não pode, assim não dá!

Almir

Aécio Neves é contra o "aparelhamento" da máquina pública? É mesmo? E porque ele não abre mão dos 25 cargos comissionados de que ele dispóe no senado? Quem duvidar visite o site http://www.senado.gov.br/transparencia/ menu recursos humanos, – cmissionados e vá ´à página 29.

emerson57

seria esse sr, da foto o irmão carmelo?
ou ele é um comb-over expert? http://www.youtube.com/watch?v=uHm_1116f_Q

marilamar

Alckmin, Serra, Fhc, Covas, kassab, e todos os tucanos, demos, pps, pv , psd e outros deveriam estar presos numa cadeia publica, umida e fetida…..se no Brasil tivesse Justiça. Pois toda privatizaçao tem como objetivo final o beneficio proprio ou da familia e amigos, operaçao vulgarmente chamada de ladrao de colarinho branco???? cadê o Poder Judiciario, Policia Federal, Ministerio Publico Federal, ABIN, OAB/NACIONAL….estao de ferias coletivas contra a elite brasileira ou estao no bolsos deles tambem????
PRIMAVERA ARABE….JÁ, JÁ, JÁ….temos que ir para ruas num grande movimento civico sem mauricinhos manipulados……só o zé povinho e guerreiros de plantao!!!!

Antonio

E o pior é que continuam a votar nesse partido e aqueles que votam, acham que sao muito bem informados por VEJA, Estadao, Folha e Globo. Triste de um povo que nao consegue enxergar o obvio na frente do nariz.

José do Ceará

Enquanto isso, os primeiros 1.500 alunos selecionados pelo Programa Ciencias sem fronteiras estão embarcando primeiramente, para os EUA.Acabou de passar no Jornal da Band;Em 2012,outra leva irá para a Europa(Inglatrra,Alemanha,França,Italia,Espanha,Portugal,Holanda) Serão ao todo 101 mil bolsas até 2014.(75 mil do governo federal e 26 mil doadas pela iniciativa privada).Esse País mudou, graças ao Pres.Lula, à Dilma e a ação de milhares de patriotas como você Azenha e de tantos outros "sujos" como o PHA, Eduardo Guimarães,Rodrigo viana,Nassif,Altamiro ,Brizola neto……

Luciano Prado

São os tucanos se aproximando do povão.

Essa foi a pauta da última reunião dos bichos emplumados: aproximar-se do povo, dos sindicatos, voltar a falar com as classes mal cheirosas.

O problema é que depois da reunião a natureza do bicho fala mais alto.

Ele volta a picar.

EUNAOSABIA

Quem será o próximo sparrig de Geraldinho Xuxu??…alguns o chamam de "esse sujeito""… perdeu tudo pra Geraldo em São Paulo… aqui não apita nada…

fan_na

Isso é só cargo em comissão. Imagina o conselho das empresas de SP!!! É por isso que Secretários e primeiro escalão tão pouco se lixando para aumento do subsídio do governador, reposição salarial, etc… Além do mais esse pessoal só sobe porque são todos da maçonaria. Eta clube do bolinha!

Rafael

Aqui no Rio Grande do Sul também falta vontade política do Gov. Tarso Genro para implementar a lei do piso mínimo para os professores. O mais interessante é que o Tarso Genro sempre apoiou o movimento do CPERS (sindicato dos professores do estado do RS) enquanto não era governo, porém este ano só faltou chamar os professores de vagabundos durante a greve. O salário de professor no estado de SP é um luxo perto do que se paga aqui no RS. É vergonhosa a realidade da educação no estado… e quem sempre se comprometeu a melhorá-la, agora ainda quer fazer reformas para tornar o ensino médio mais deficiente do que já é.

    EUNAOSABIA

    Seu golpista, leitor de Veja, Tiro Rei, Falha, estadão…Grobo…

alberto

coloco aqui, o despacho do Tribunal de Justiça de SP favorável a implantação da jornada de trabalho, de acordo com a Lei do Piso

O dispositivo a ser observado é decorrência do princípio da valorização do
professor, cuja atividade não se restringe a ministrar aulas, mas exige a dedicação e o
dispêndio de inúmeras horas com estudo, para aperfeiçoamento e aprofundamento pro-
fissional, correção de provas, avaliação de trabalhos, controle de frequência e registro de
notas, indispensáveis ao ensino de qualidade que é garantido pela Constituição Federal
e reconhecido pela Suprema Corte. Nas circunstâncias, diante do tempo decorrido, o
Estado de São Paulo teve tempo suficiente para se preparar e se adaptar à lei, não sendo
razoável que, após a decisão do STF, mesmo que pendente o julgamento de vários em-
bargos de declaração, exijam-se, ainda, mais sacrifícios do professorado, com prejuízo à
qualidade da educação. Do exposto, indefiro o pedido de suspensão da liminar requerido
pelo Estado de São Paulo.”
Secretaria de Comunicações

Alvaro Tadeu Silva

Já contei pra muita gente, se não contei aqui, repito. As escolas estaduais de SP não têm biblioteca. Descobri isso quando quis doar alguns livros e revistas para a única escola estadual da Avenida Paulista. A Secretaria estava fechada (18:30h), vi dois funcionários ou professores na parte interna da escola, perguntei se a escola tinha biblioteca. Um disse que sim, o outro, que não. Dias depois, voltei num horário mais civilizado, eram 15:30h. Perguntei na secretaria se a escola tinha biblioteca. A secretária disse que sim, mas que estava fechada. Em pleno horário de aulas (era agosto ou setembro deste ano).

francisco p. neto

É isso aí.
Tucanos não gosta, aliás, detesta administrar gente. O negócio deles é adminastrar a bufunfa para distribuir para seus apaniguados.
Sou paulista não votei nessa gente, mas eles estão aí , e vão completar vinte anos de desgraça no estado.
Não tem projeto nenhum de governo, a não ser premiar com cargos de "comissôes" seus capangas.
E mais. Ano que vem diz que vai economizar 900 milhões de reais com verbas de custeio, luz, água, telefone, aluguéis… Ótimo. Então devemos trabalhar no escuro, desligar a água da Sabesp, luz da CPFL, desligar os computadores para ajudar o Geraldinho economizar para sobrar para dar para seus apaniguados.
Reajuste do funcionalismo foi na média de 15%, sendo que um policial teve de reajuste, a fantástica cifra de 120 reais. Mas eles estão aí a dezessete anos para fazerem isso mesmo.
E tome tucano!!!
Amaury, dê um pulinho aquí e umas fuçadinhas, por exemplo, para descobrir quem são os concessionários das principais rodovias paulista.

    Maria Olimpia

    Francisco,
    Acho muito importante que nós, paulistas, mineiros e outros estados que são governados por tucanos, façamos uma reflexão sobre as escolhas para vereadores, deputados estaduais e federais, pois é à partir deles que os governos acabam fazendo suas maracutaias. São Paulo, por exemplo, tem o que há de pior em termos de Assembléia Legislativa, uma oposição guerreira, mas pequena – a ponto de não conseguir 1/3 dos votos para instalar uma CPI. Quando a base aliada é "comprada" e é maioria, adeus democracia.

Regis

A lesma lerda de sempre.
Sou professor da rede estadual desde 1992 e estes tucanos me acompanham por toda a carreira, sei na carne o que eles representam para a educação.

Antonio

O dinheiro arrecadado tem que ir para a corrupção. Não pode ir para professor. Essa é a administração competente dos preparados. Por isso a CPI da Privataria Tucana tem estourar a quadrilha.

lucia

Em Minas o Anastahitler tambem diz não ter dinheiro para pagar o piso dos professores, mas pra PAGAR pesquisa que torturou os números e disse que ele tem 70% de aprovação o Kim JOng Mineiro tem.

    Alcides Santos

    O povo de minas também, afinal aqui os tucanalhas fazem o que quer e do jeito que quer.

janilson

O povo paulista merece. Afinal, são quase vinte anos de poder tucano no Estado. O atual governador está há 16 anos no governo de SP (10 anos como gov. mais 6 anos como vice)., fora o tempo de secretário no governo Serra. A Opus Dei mostrou que tem força.

    Augusto SP

    de novo essa mesma conversa. Eu não mereço isso não!

    fan_na

    Eu diria que é a maçonaria.

    Aline C Pavia

    Millenium tem tanto maçom que deviam mudar o nome para Loja Millenium.

m.a.p

Prezado Azenha
Essa postura dos tucanos é mais que ideologia, é interesse economico .
O alto tucanato e seus comparsas são donos de escolas portando adoram professores famélicos, aceitando uma segunda jornada em suas empresas.
Qualquer medida em favor do professor fere seus interesses.
Alckmin teve que recorrer, se não, adeus financiamento para as próximas campanhas.

Israel Almeida

Porcariatucana
O Tucano é uma ave que come os ovos de outras aves e então já é de esperar de um partido que tem a ave como mascote.

Marcio H Silva

Não é privilegio só de tucanos, não. O Governador do RJ, que é do PMDB faz igualzinho. Professores, pessoal da saúde e bombeiros ele nem recebe para dialogar, mas tá dando aumento para si e toda a cúpula do seu governo.

lia

A última novidade nas escolas é que as impressoras para uso pedagógico e administrativo serão alugadas. Pergunto – Será mais barato do que manter as que já estão nas escolas e fazem parte do patrimônio?

Nilo Aguiar

Azenha, qual foi o dia que esses tucanos fizeram alguma coisa pela educação? Outro detalhe, acusam o PT de aparelhamento e de abrigar os "cumpanheiros", mas no caso deles não, é cabidão mesmo! Até pouco tempo a prefeitura da cidade de São Paulo tinha a progressão automática, quando o Padim era prefeito, copiado do César Maia, do DEM no Rio. Esse é o tipo de benefício trazido pelos desgovernos deles! Alckmin escrevre a mesma cartilha, todos componentes da privataria tucana em todos os níveis!!

Marcio H Silva

Não é privilegio só de tucanos, não. O Governador do TJ, do PMDB faz igualzinho. Professores, pessoal da saúde e bombeiros ele nem recebe para dialogar, mas tá dando aumento para si e toda a cúpula do seu governo.

gilberto

Cite-me um tucano que fez algo para o bem do Brasil e de seu povo!

    Aline C Pavia

    >cri – cri – cri<

Jairo_Beraldo

Sem comentários….

Carl

A Educação pública de SP está sucateada. O PSDB conseguiu.

Heitor

Faz parte do DNA tucano o descuido com a educação. O que mais precisamos fazer para q o governador cumpra a lei?

Vinicius Garcia

Me cite um tucano que fez algo de substancial para a o bem da educação. Parece que este assunto é uma espécie "non grata" entre suas hostes.

    Fabio SP

    Me cite um petista que tenha feito isso… empatamos!

    Leider_Lincoln

    Lula, que tal? Vamos comparar a quantidade de Universidades, Cefets e vagas no ensino superior e na pós graduação criadas por ele com as de quaisquer outros tucanos?

    Rodrigo

    Deixa de ser criança rapaz, com esse argumento chulo de "o meu é melhor que o seu!!!" Atenha-se a fatos! Vc não faz isso pois provavelmente não é funcionário da Educação de São Paulo…Eu sou! E eu sei o que passamos nos últimos anos…Então, busque informações e aproprie-se delas para fundamentar seus argumentos. Quer alguns fatos? Segundo a VEJA (provavelmente SUA revista querida…) já divulgou que os professores recebem um salário de cerca de 27% menor que qualquer outra função com exigência e nível superior. O salário dos professores não tem aumento significativo a muitos anos…E a questão aqui nem é essa, mas sim a contrariedade de argumentos do governo: para o que for conveniente ao governo é CUMPRA-SE a lei…Quando não favorece, fabricam-se dados aos montes para que NÃO SE CUMPRA a lei…Cargos comissionados? De onde vem a verba? Se ela não existe para a ampliação do corpo docente, como ela surge para tais cargos (e diga-se de passagem, quem assume esses cargos são os costas quentes em muitos casos)…Na boa, dificilmente eu comento reportagens e afins, mas vc foi tão infantil que causa uma enorme repulsa…

Deixe seu comentário

Leia também