VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Martinho da Vila pede para ver Lula e comissão da Câmara pretende encontrar ex-presidente mesmo contra decisão de juíza
Reprodução You Tube
Denúncias

Martinho da Vila pede para ver Lula e comissão da Câmara pretende encontrar ex-presidente mesmo contra decisão de juíza


23/04/2018 - 23h59

Reprodução You Tube

“O alargamento das possibilidades de visitas a um detento, ante as necessidades logísticas demandadas, poderia prejudicar as medidas necessárias à garantia do direito de visitação dos demais”. Juíza Carolina Moura Lebbos, decidindo contra as visitas da ex-presidenta Dilma e de uma comissão da Câmara dos Deputados ao ex-presidente Lula. Ela já havia decidido contra as visitas do prêmio Nobel da Paz Adolfo Perez Esquivel e do teólogo Leonardo Boff

“É um momento muito difícil da democracia no Brasil quando um ex-presidente não pode receber visitas. Isso acho que nem no momento da ditadura militar em plena operação no Brasil era tão rígido”. Dilma Rousseff, ao ser informada da decisão

“Excelentíssima senhora juíza. Saudações. Gostaria de fazer uma visita ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva com minha esposa Clediomar Ferreira. Trata-se de uma visita de amizade, sem conotações políticas. Isto posto, solicito autorização. Antecipadamente grato, Martinho da Vila”. Petição do artista, por e-mail, à juíza

Pimenta garante visita de Comissão Externa a Lula na terça (24)

Em nota, líder do PT na Câmara afirma que comissão manterá inspeção in loco onde o ex-presidente é mantido como preso político em Curitiba

do site do PT 

O líder do PT na Câmara, Paulo Lula Pimenta (RS), em nota divulgada no início da noite desta segunda-feira (23), afirma que a Comissão Externa de deputados manterá a inspeção in loco onde o ex-presidente Lula é mantido como preso político em Curitiba.

Pimenta, que é coordenador da comissão, lembrou que “em nenhum momento a Comissão solicitou à juíza Carolina Lebbos autorização para a inspeção, pois se trata de prerrogativa constitucional da Câmara dos Deputados formar comissões externas para que averiguem condições carcerárias em todo o território nacional, inclusive na sede da Polícia Federal em Curitiba”.

O parlamentar destaca que a negativa da juíza é um “grave ataque ao poder legislativo e um atentado à independência dos três Poderes e ao estado democrático de direito”.

A Comissão Externa estará nesta terça-feira (24), na sede da Polícia Federal na capital do Paraná.

Confira a nota na íntegra:

A propósito de decisão da juíza Carolina Lebbos de barrar inspeção da Comissão Externa da Câmara dos Deputados à sede da Polícia Federal em Curitiba, o coordenador, deputado Paulo Lula Pimenta (PT-RS), esclarece:

Na qualidade de coordenador da Comissão Externa, comuniquei aos outros doze membros e ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que a inspeção está mantida para amanhã, terça-feira (24), às 11h, com o objetivo de verificar in loco as condições em que se encontra detido o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em nenhum momento a Comissão solicitou à juíza Carolina Lebbos autorização para a inspeção, pois se trata de prerrogativa constitucional da Câmara dos Deputados formar comissões externas para que averiguem condições carcerárias em todo o território nacional, inclusive na sede da Polícia Federal em Curitiba.

A Comissão comunicou à juíza a data da realização da inspeção e lhe solicitou providências junto à Polícia Federal para viabilizar o acesso da delegação parlamentar.

A juíza não poderia invadir prerrogativa da Câmara dos Deputados, definida pela Constituição Federal, e tampouco lhe caberia negar um pedido que não foi feito pela Comissão.

A atitude da juíza é um grave ataque ao poder legislativo e um atentado à independência dos três Poderes e ao estado democrático de direito.

Brasília, 23 de abril de 2018

Paulo Lula Pimenta (PT-RS), coordenador da Comissão Externa da Câmara dos Deputados

Leia também:

Sem pressão da TV, ministros de turma do STF podem tirar Lula da cadeia por 4 a 1

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Mara Vânia

24 de abril de 2018 às 21h12

Não acredito que essas pessoas não tenham pelo menos uma dúvida da verdade…a toda prova, “ops”, Sem provas.

Responder

FrancoAtirador

24 de abril de 2018 às 21h09

https://t.co/EyHU3H2C0J

Deputados denunciam abuso de autoridade
de juíza que proibiu inspeção no local
onde Lula está preso

Comissão Externa da Câmara dos Deputados,
criada para vistoriar a cela onde Lula
está mantido como preso político,
foi impedida de entrar no local hoje.
A juíza Carolina Lebbos
rasgou a Constituição Federal.
Estamos vivendo num estado de exceção.
#LulaLivre
Essa juíza desrespeita prerrogativas constitucionais
e será processada por abuso de autoridade!
https://twitter.com/wadih_damous/status/988878132466864129
https://twitter.com/pauloteixeira13/status/988847568372330496
https://twitter.com/DeputadoFederal/status/988873083317518337

https://ptnacamara.org.br/portal/2018/04/24/deputados-denunciam-abuso-de-autoridade-de-juiza-que-proibiu-inspecao-no-local-onde-lula-esta-preso/

Responder

Otto

24 de abril de 2018 às 09h47

É impressionante o cinismo dos petistas e seu líder supremo. Condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, Lula ainda acha que está em algum spa ou colônia de férias, onde pode receber convidados ao bel prazer. Gostem ou não os petistas e simpatizantes, as acusações que o ex-presidente enfrenta por tráfico de influência, lavagem de dinheiro, organização criminosa, obstrução de Justiça, e corrupção passiva são robustas. Só aqueles cegados pelo fanatismo ideológico ou falta de caráter aceitam a inocência do ex-presidente. Lula é um preso comum e não um mártir de alguma suposta perseguição política. Por que mereceria privilégios que presos comuns não tem? Lula destruiu sua reputação ao se submeter à corrupção. É apenas mais um político corrupto entre tantos outros. Esta é a amarga verdade.

Responder

    Julio Silveira

    24 de abril de 2018 às 10h20

    Por mais amargo que possa parecer para vc Otto, sua opinião e cada vez mais só sua.

    JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

    24 de abril de 2018 às 12h39

    condenado sem provas sr.otto,não tem escritura no nome da lula,não houve reformas,não tem elevador,o lula nunca dormiu lá,condenado na base da mentira e da falsidade.

    Mauricio

    24 de abril de 2018 às 16h40

    O que é impressionante mesmo é o cinismo e a deficiência de caráter de fascistas como você. Se tem alguém cego por ideologia ou falta de caráter é o seu lado, não o lado de quem defende o Lula e a democracia. Você é tão burro que nem percebe que cometeu um deslize no seu texto patético, ao afirmar que as acusações são robustas. Acusar é fácil, difícil é ter provas robustas, se é que um fascista sabe a diferença entre ambos. Não existe um único jurista decente que diga que a condenação do Lula foi baseada em evidências sólidas, todos afirmam que o processo é repleto de ilegalidades e é frágil do começo ao fim. Se tem alguma prova robusta contra o Lula, leve para o powerpoint boy ou para o juiz fascista, eles adorariam ter algo parecido com uma evidência.

a.ali

24 de abril de 2018 às 00h13

a lebbos cumprindo, à risca, seu “papel” de lacaia nos desmandos em que se encontra o nosso pais!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.