VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Abaixo-assinado contra Bolsonaro atinge 268 mil adesões
Denúncias

Abaixo-assinado contra Bolsonaro atinge 268 mil adesões


09/12/2014 - 20h27

Maria-do-RosárioJair-Bolsonaro

da Assessoria da Liderança do PT na Câmara dos Deputados, via e-mail

NOTA DE REPUDIO DA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES AO DEPUTADO JAIR BOLSONARO

O Deputado Jair Bolsonaro é representante, aqui neste Parlamento, de um outro estágio civilizatório: um que a sociedade brasileira felizmente superou, mas que não está enterrado porque tem nesse senhor sua cria, a destilar a grosseria, o ódio, o desrespeito  e a violência próprios dos tempos de barbárie.

Hoje este senhor cometeu mais um ato torpe ao declarar que “não estuprava a deputada Maria do Rosário porque ela não merece”, deixando assim transparecer como lhe é admissível a ideia de assumir o papel de estuprador condicionando, porém, sua agressão ao “merecimento” da vítima, assim demonstrando a covardia que é tão típica dos estupradores.

A dignidade da pessoa humana, que é relembrada, comemorada e reivindicada nesta semana do Dia Internacional dos Direitos Humanos, é um valor estranho a esse senhor: tudo o que está em sua mente e em sua boca é maldade e depravação, marcas indeléveis do regime de usurpadores e torturadores que ele tanto defende.

Num exercício de paranoia conspiracionista, os malfeitos desse tempo de horror ele quer projetar no nosso governo, que ao contrário de tudo o que ele representa, é democrático e vitorioso. Nossa Constituição prevê   punição para práticas discriminatórias que atentem contra os direitos e liberdade fundamentais. O artigo 1º, da Carta Magna fundamenta-se, entre outros valores, na cidadania e na dignidade da pessoa humana e no pluralismo político.

Diante disso, a Bancada do PT decidiu tomar todas as medidas judiciais e regimentais contra o deputado Jair Bolsonaro. A barbárie cometida hoje no plenário da Câmara ofende a cidadania brasileira e as consciências das pessoas que lutam por uma sociedade civilizada, tolerante e democrática. No âmbito do Parlamento e do Judiciário, todas as iniciativas serão tomadas por nós, parlamentares da Bancada do PT, já que as declarações – ameaças – de Bolsonaro demonstram total desrespeito à condição de representante do povo deste país.

Cara companheira deputada Maria do Rosário, temos orgulho do seu caráter e do seu compromisso com a dignidade humana. Não se deixe abater por este ataque vil e conte sempre conosco.

Dep. VICENTINHO – PT/SP

Líder da Bancada na Câmara

PS do Viomundo: Abaixo-assinado no Avaaz, que pede a cassação de Bolsonaro, já passou de 268 mil assinaturas.

Leia também:

CPTM: Alckmin se diz “vítima” de ação pela qual também é responsável

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



91 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Judite Almaden

29 de dezembro de 2014 às 09h25

E para completar porque não fazemos um abaixoassinado pela revocação da lei da anistia? Esta lei foi um Contrato Leonino entre um poder ditatorial e uma sociedade indefesa. É nula de nascença, assim como o são todos os contratos leoninos firmados por pessoas e entidades jurídicas. A jurisprudência da lei internacional é clara a respeito.

Responder

Nelson Sales e Silva.

27 de dezembro de 2014 às 22h35

Realmente temos que conviver com uma sociedade que acolhe este tipo; Quem serão seus eleitores? Talvez Psicanalise pudesse explicar.

Responder

S Rod

20 de dezembro de 2014 às 12h05

Jair Bolsonaro já está condenado internacionalmente nos paises civilizados

https://andrewdownie.wordpress.com/2014/12/09/jair-bolsonaro-and-the-rape-of-maria-do-rosario/

http://time.com/3630922/brazil-politics-congresswoman-rape-comments/

https://au.news.yahoo.com/world/a/25825955/too-ugly-to-rape-brazil-lawmaker-comment-sparks-fury/

http://www.nytimes.com/aponline/2014/12/16/world/americas/ap-lt-brazil-lawmaker-rape-comments.html?_r=0

O Aécio, a Marina e quase todo o PSDB “calados” são coniventes com a existencia deste monstro que estaria preso em qualquer País civilizado do Planeta. Cassar e punir Bolsonaro é obrigação do Congresso e da Justiça. Gente como este individuo não pode continuar existindo como representante do povo, é um animal que precisa ser extinto. Não podemos permitir isso em um mundo civilizado. É atitude de idade média.

Responder

    Flavio Wittlin

    22 de dezembro de 2014 às 07h13

    Meus parceiros no exterior fazem uma pergunta que não cala: se o suíço Julien Blanc foi proibido de botar as patas aqui pelo Estado brasileiro, por que o Bolsonaro não é expulso por este da vida política nacional? Afinal, dizem eles, é a mesma alma tarada habitando corpos diferentes.

Juma

17 de dezembro de 2014 às 11h52

Espero que esse abaixo-assinado ultrapasse de muito as 500 mil assinaturas. Espero que os movimentos em repúdio a esse episódio aumentem cada vez mais. É preciso discutir esse e outros episódios semelhantes em alto e bom tom na sociedade brasileira. Esse tipo de coisa não pode se passar impunemente, como se fosse muito natural…

Responder

José Cicero Botelho Zito

14 de dezembro de 2014 às 16h56

Prezado Romanelli,
O vídeo por você indicado só faz incriminar mais ainda o Deputado Bolsonaro. Pela forma do seu comentário deve ser amigo dele. Acredito que é melhor você desistir de defendê-lo, pois com o vídeo que você indicou agora vejo que o Bolsonaro é bem pior do que se estar falando dele.
Saúde, Consciência, Luz, Paz, Felicidades e Amor Fraterno, agora, para sempre, eternamente e infinitamente.
Abraços,
Zito

Responder

    leo

    15 de dezembro de 2014 às 09h52

    O pior cego é aquele que não quer ver.

    Os vídeos não mentem. Maria do Rosario iniciou a discussão, instigando a reação de Bolsonaro que teve sua entrevista interrompida pelos xingamentos da petista. E nesses xingamentos iniciais estava a palavra estuprador!

    Querem calar a qualquer custo o deputado, logo ele que é de um partido da base do Governo, o PP.

italo

13 de dezembro de 2014 às 10h03

Precisamos mostrar ao mundo que no Brasil, torturadores, golpistas, e agora estuprador tem lugar na cadeia e não no Congresso Nacional.

Responder

Morvan

12 de dezembro de 2014 às 16h36

Boa tarde.
Bolsotário, para os íntimos, Menino Bolsa, o meigo, está na berlinda. Merecidamente (epa!).
Em tempo: a campanha da sociedade civil (“Nenhuma Mulher Merece…”) também poderia ser ressignificada, pois o verbo merecer causa no mínimo estranheza, no seu âmbito polissêmico:

Merecer: v.t. Ser digno ou passível de alguma coisa. Apresentar as condições requeridas para alcançar uma coisa.
Ela merece ser eleita. É nossa melhor professora.
Joãozinho teve o castigo merecido. Ficou sem a mesada.

Estupro não é merecimento, sob qualquer aspecto. Estupro é crime hediondo e profundamente abominável. Se a Corregedoria não 'odarelar', o fascista vai responder pela apologia criminosa e pela quebra de decoro.

Saudações bolivarianas,
Morvan, Usuário Linux #433640 (Fedora 21-x_64). Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

Responder

Carlos Ribeiro

12 de dezembro de 2014 às 13h33

O Estado do RJ pariu essa vergonha chamada Bolsonaro. São Paulo, talvez por inveja, pariu seu filho. Não servem nem pra estrume.

Responder

Mario

12 de dezembro de 2014 às 09h37

Gilmar e os riscos das bancadas privadas no Congresso
sex, 12/12/2014 – 06:00
Atualizado em 12/12/2014 – 08:55
Luis Nassif

Na abertura da sessão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que julgou as contas da campanha de DIlma Rousseff, o dúbio presidente Antônio Dias Toffoli fez uma afirmação relevante: os R$ 353 milhões doados por uma empresa (JBS) a candidatos eram uma tentativa de compra do parlamento.

De fato, o financiamento privado de campanha política está prestes a transformar o Parlamento em um mercado persa. Além da JBS, as informações que correm em Brasilia é que o notório deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teria recebido algumas centenas de milhões de reais para financiar a sua bancada de parlamentares.

Ou seja, as duas maiores bancadas do Congresso seriam controladas por interesses econômicos dos mais obscuros.

***

Esses dois episódios desmentem cabalmente o deplorável Ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), para quem não se deve misturar caixa 1 com financiamento regular de empresas. Um é crime; outro é uma distorção estrutural da democracia representativa. Mas ambos são igualmente perniciosos para a democracia brasileira.

***

Ao longo de sua carreira de Ministro do STF Gilmar tem recorrido a todo estoque de protelações abertas por uma legislação permissiva: o pedido de vistas de duração eterna, uma das grandes aberrações dos tribunais.

Em si, o pedido de vista é relevante, se para permitir ao julgador mais tempo para formular seu julgamento. Como envolve processos em julgamento, só tem lógica por prazos curtos.

No STF – assim como em outros tribunais -, no entanto, presta-se a um jogo nebuloso de postergações.

No julgamento do chamado “mensalão” tucano, por exemplo, o ex-MInistro Ayres Britto guardou o processo na gaveta por quase oito anos. Essas manobras dão margem a toda sorte de especulações e suspeitas.

No julgamento do financiamento privado de campanha, a votação já estava decidida. Todos os Ministros já haviam votado pelo fim do financiamento, restando apenas o voto de Gilmar. Ele pediu vistas e não devolveu mais o processo. Um único Ministro, valendo-se de uma manobra espúria para impedir a concretização da vontade de todos os demais pares.

***

A bancada da JBS – assim como a de Eduardo Cunha – representa um risco central para a democracia. Confere a um grupo privado, e a um deputado notoriamente negocista, poder político extraordinário.

Onde Gilmar pretende chegar com suas manobras? Transformar o país em um quintal de Mato Grosso?

***

O episódio torna indispensáveis duas ações corretivas.

A primeira, a de se obrigar Gilmar a desovar o processo que ele levou para casa.

A segunda, a de se acabar, vez por todas, com as gavetas no STF.

***

Recentemente, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, definiu o prazo de um mês para pedidos de vista. Não se sabe como serão tratados os estoques de processos armazenados.

Uma medida de transparência seria configurar os bancos de dados do STF incluindo no nome de cada Ministro a relação de processos com pedidos de vista, assim como a data em que houve a solicitação.

Esse mesmo procedimento deveria ser adotado pela Procuradoria Geral da República, depois das revelações sobre processos retidos pelo ex-PGR Roberto Gurgel.
Tags

Responder

Maria Paula

12 de dezembro de 2014 às 08h25

Todos os parlamentares antes do inicio de seus mandatos deveriam estudar e saber o que significa conviv er nas devidas casas. Os funcionarios publicos tem direitos e deveres que devem seguir. Medidas administrativas vao de inqueritos a demissao. No caso do legislativo vai de inquerito a cassacao.
Nos todas nos sentimos ultrajadas por este deputado.

Responder

Cláudio

12 de dezembro de 2014 às 08h13

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

****

*************.

* . . . . **** . . . . Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

Responder

Marcelo Coutinho

12 de dezembro de 2014 às 06h59

Sabe porquê este dePUTAdo nunca será cassado pelos seus pares, porque eles precisam de cafajestes iguais a este, para falar aquilo que eles, como covardes que são, não tem coragem para falar. Bando de pulhas, fdps….

Responder

ana s.

12 de dezembro de 2014 às 01h33

Vcs viram a matéria do Glenn Greenwald sobre Bolsonaro no Intercept? Greenwald mora no Brasil há quase 10 anos, mas nunca escreve sobre a política brasileira. Dessa vez ele não se segurou. Disse ontem no twitter, em resposta a Stanley Burburinho, que a reação da mídia brasileira a essa última do tresloucado foi “nojenta”. Hoje, publicou um artigo virulento. É sempre bom ter um Pulitzer contando pro mundo sobre essa abominação que o Rio elegeu (poderia ter sido eleito em qq outro estado, infelizmente). E os gringos perguntando: mas quem vota nesse prick? Mais de 100 comentários. Aqui: https://firstlook.org/theintercept/2014/12/11/misogynistic-hateful-elected-official-democacratic-world-brazils-jair-bolsonaro/

Responder

Edir

11 de dezembro de 2014 às 19h45

E por falar nisso, Marina apareceu para criticar Bolsonaro ? Marina apareceu para apoiar a deputada ?
Por anda Marina nessa hora !!!!

Responder

    Saint Clair Ligorio

    12 de dezembro de 2014 às 00h12

    Marina se pintou…

Léo

11 de dezembro de 2014 às 18h57

PSDB apoia este tipo de pessoa e Lobão.

Responder

Léo

11 de dezembro de 2014 às 18h53

Senhores e Senhoras…

Se isso não é apologia ao estupro. O que será?

É por isso que milhares de estupros acontecem anualmente no Brasil.

Vamos dar um basta neste tipo de crime.

Homens e mulheres UNI-VOS. É agora ou nunca,

Responder

Léo

11 de dezembro de 2014 às 18h49

A Imprensa Golpista e o PSDB, ainda cortejam este criatura.

Responder

Ricardo Mello

11 de dezembro de 2014 às 18h49

Ainda faltam ainda cerca de 400 mil assinaturas para que seja igualado o número de votos que Bolsonaro teve no Rio de Janeiro!

Responder

roberto

11 de dezembro de 2014 às 16h24

No caso dele nem daria mesmo para estuprar ninguém. Faltam-lhe condições técnicas,digamos.
O Bolsona tem um jeitinho esquisito.

Responder

    Saint Clair Ligorio

    12 de dezembro de 2014 às 00h17

    Quando o cara odeia gay e faz tanta questão de afirmar isso, humm ai tem…

alício

11 de dezembro de 2014 às 16h03

Ele pensa que está no quartel chicoteando os seus subordinados.

Responder

Mardones

11 de dezembro de 2014 às 11h42

Acabei de assinar.

Obrigado pela divulgação do ato contra esse deputado que insiste em infringir todas as regras de conduta mínimas para um representante do povo.

Responder

Muhamad

11 de dezembro de 2014 às 11h11

A AMAN – Academia Militar das Agulhas Negras convidou esse elemento para proferir palestra no Auditório general Médici.

Qual o nome da anta que dirige e comanda essa instituição de ensino público?

Responder

    Saint Clair Ligorio

    12 de dezembro de 2014 às 00h21

    não se sabe mas ele e o anta estudaram lá.

    S Rod

    12 de dezembro de 2014 às 07h04

    Não é só isso, como pode um militar que serve o atual governo convidar um fora da lei, um infrator dos direitos humanos para dar palestra para nossos jovens. Isto não é democracia. Democracia não tem lugar para facistas. Em qualquer país sério e democrático deste planeta, este individuo estaria cassado ou demitido. Veja na Alemanha, tente falar que é nazista, seria preso.

Horridus Bendegó

11 de dezembro de 2014 às 10h01

Fora, estuprador!

Responder

Flavio Wittlin

11 de dezembro de 2014 às 07h24

Mandela dizia que um bom coração e uma boa cabeça são sempre uma combinação formidável. Mas, digo eu, quando ambos são maus, isto aí é Bolsonazi. Ele é uma bravata sórdida para dizer aos lutadores dos direitos humanos: cuidado, que nós, os ogros, voltaremos e vamos barbarizar mais ainda. Fantasmagórica, esta ameba reacionária não deve passar!

Responder

Romanelli

11 de dezembro de 2014 às 07h17

AZENHA, publique isso, NÃO CENSURE, por favor ..não ajude a calar que pensa o contrário

Por favor, SEJAMOS HONESTOS, vejam quando tudo começou e entendam por parte de quem a agressão se iniciou.

Uma mulher que se vale do seu GÊNERO pra insuflar parte da Nação, uma que chama o outro de estuprador ..que tenta forçar suas idéias e ações INEFICIENTES e inservíveis ..ela que parte pra cima e ameaça esbofetear o camarada, chegando mesmo a quase que peitá-lo ..tudo pra depois sair correndo e posar de vítima..

Gente, pelamordedeus …não se trata de defender Bolsossauro, mas de não fazermos papel de HIPÓCRITAS ao, como cidadãos, nos admitirmos do cinismo que só é cabível a advogados agiotas (infelizmente).

https://www.youtube.com/watch?v=atKHN_irOsQ

Responder

    Wladimir

    11 de dezembro de 2014 às 10h36

    Uma coisa é a discussão – acalorada, diga-se de passagem – entre dois Parlamentares nos corredores do Plenário da Câmara, natural numa democracia, ocorrida anos atras; outra coisa é um deles, mesmo transcorrido tantos anos, numa demonstração de que não “digeriu” o fato de ter sido “peitado” por uma “mulher” Parlamentar, dos microfones da Tribuna da Câmara vir a “regurgitar”, repetir e ainda dar mais ênfase às ofensas à mesma Deputada, incorrendo em explicita e flagrante quebra de decoro Parlamentar dentre outros crimes. Esse senhor demonstrou e demonstra que não respeita as instituições e não serve para estar onde está; por isso deve responder pelos seus atos!

    zequinha

    11 de dezembro de 2014 às 12h45

    Se fosse um deputado petista no lugar do Bolsonaro a midia não daria trégua. Quem não se lembra qdo o Zé Dirceu foi agredido por um senhor com uma bengala na porta da Câmara? Ah, isso pode, né! A midia toda gostou daquela palhaçada.

    José Costa

    11 de dezembro de 2014 às 12h56

    Se fosse uma das suas entes queridas, sua opinião seria a mesma? Ou você, por ser partidário desse besta-fera, escolhe a quem vai estuprar?

    humberto silva

    11 de dezembro de 2014 às 17h41

    Esta certo Bolsonaro, abra o verbo, fale o que estes ccordeiros do PT, não qurem houvir, hj Dilma chorou qdo recebeu o relatório desta fajuta comissão da verdade será que ela chora quando vê o que o PT esta fazendo com a saúde no Brasil, pessoas morrendo nos corredores,será que vai dizer que não sabe de nada, como diz seu senhor, o LULLA.

    Renata

    11 de dezembro de 2014 às 18h06

    Não tem atenuante, nada justifica. Bolsonaro fora do congresso já. Chega. As mulheres já foram humilhadas e destratadas demais nesse país. E não é só esse caso que faz o parlamentar merecer a cassação.

    Vixe

    11 de dezembro de 2014 às 20h25

    Hipocrisia é votar num cidadão destes, sem equilíbrio emocional.
    Um sujeito deste, no comando da nação, é capaz até de declarar guerra à Alemanha só pelo fato do Brasil ter perdido de 7 a 1…
    Se não sabe medir as palavras e não tem controle emocional, que não vá para o parlamento.

    paulmoura

    12 de dezembro de 2014 às 01h35

    Tenho lido alguns de seus comentários e creio “injustamente” que lhe cabe um lugar no varal dos dissimuladores.
    A discussão que você se propõe a dar, conotação de gênero(sic), era sobre a maioridade penal. A violência, infantil, entendeu!
    A reação do mesmo, o que vale um capitão?, um mero comandante de uma companhia, quase um estafeta, foi dessa ordem, ou seja, não se trata de ação e reação de Newton, lei universal, trata-se de um ser que absolutamente não tem nenhuma essência e por isso agride, por isso inflama, por isso denigre, por isso deve, ele sim, ir a p.q.p.

maria nadiê rodrigues

10 de dezembro de 2014 às 22h30

Precisamos nos unir para mandar esse abutre miserável pro lugar dele: o lixo.
Hoje vi-o no Plenário da Câmara tentando atenuar suas palavras. O medo bateu?

Responder

Marat

10 de dezembro de 2014 às 22h15

Ao que tudo indica, partidários do PSDB não pediram a cassação do Bolsonaro!

Responder

    Luís CPPrudente

    10 de dezembro de 2014 às 22h57

    Partidários do golpista e udenista (redundância) PSDB defendem que vagabundos como o Bolsonaro possam atacar livremente qualquer mulher que lute por justiça social.

    O PSDB é tão reacionário quanto o marginal Bolsonaro.

José Ademar

10 de dezembro de 2014 às 22h13

Com esse comportamento ele a cada dia parece mais com o Aécio Neves,sem dúvida nenhuma.

Gostaria de saber se é verdade que ele é primo do Roger Abdelmassih?

Responder

Luís CPPrudente

10 de dezembro de 2014 às 19h44

Esse marginal chamado Bolsonaro tem milhares de pessoas no Rio de Janeiro que o apoiam e o reelegem. Esse marginal deveria estar é na cadeia.

Responder

renato

10 de dezembro de 2014 às 19h21

o BRASIL merece ter uma direita.
Sem problema, merece ter uma OPOSIÇÂO.
MAS…isto, este ser humano, não pode
representar o País.
Não esta fazendo bem seu papel, perante
aqueles que o Pagam.
Nem a estes ele serve.
FORA com ele.
Não ajuda o BRASIL.

Responder

José Ricardo Romero

10 de dezembro de 2014 às 17h40

Bolsonaro na AMAN (academia militar das agulhas negras sendo aclamado pelos cadetes como Meu Lider: https://www.youtube.com/watch?v=MW8ME9S87SI&feature=player_detailpage

Responder

Mauro

10 de dezembro de 2014 às 16h20

Para ele qual membro da família bolsonaro seria digna de ser estrupada

Responder

lauro c. l. oliveira

10 de dezembro de 2014 às 16h16

Este psicopata é perigoso! Se isto não é falta de decoro acredito se perdeu a noção de qualquer sentido civilizatório de nossa sociedade.

Responder

Melissa

10 de dezembro de 2014 às 16h05

Esse tipo tinha puxar uma cana de pelo menos 1 ano entre os agressores de mulher.

Eu estava revendo o vídeo da época em que esse animal a chamou de vagabunda e deu um empurrão na ex-ministra Maria do Rosário.

Estou abismada por ela não ter processado esse troglodita na época. Cabia até a Lei Maria da Penha. Ela vacilou. Qualquer bandido entra no Congresso e agride senadoras e deputadas como fizeram com a Vanessa Grasiotin.

A extrema direita pode tudo neste país. Eles batem em mulher, roubam à vontade e fica tudo escondido pela mídia criminosa e engavetado no judiciário.
Imagine se fosse um petista (óbvio que um petista jamais faria isto), mas mal comparando.

Estou muito desiludida com este país. O judiciário é uma máfia que protege poderosos de direita e incriminam inocentes de esquerda. Esquerda, leia-se: POVO POBRE.

Responder

FrancoAtirador

10 de dezembro de 2014 às 15h47

.
.
BANCADA DA BALA PODE CHEGAR A 50 DEPUTADOS

Por Roberto Almeida, em (http://robertoalmeidacsc.blogspot.com.br)

Levantamento do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) aponta para a eleição de 23 deputados federais da chamada “Bancada da Bala”. Esse número pode ser maior.

O Diap admite que quando o estudo for finalizado o grupo pode chegar a 50 parlamentares.

A Bancada da Bala seria, segundo o Departamento Intersindicaal, um grupo político composto por policiais, comunicadores que fazem no rádio e televisão estardalhaço em torno de crimes e outros políticos que rezam pela mesma cartilha.

Eles têm em comum a defesa da redução da maioridade penal, admitem a pena de morte e acreditam que o problema da violência se resolve com mais violência.

A verdade é que se os setores mais à esquerda venceram na eleição de presidente da República o novo Congresso Nacional é de assustar.

As forças conservadoras avançaram bastante e a presidente terá muito trabalho pela frente.

Alguns exemplos: O deputado federal Marcos Feliciano, conhecido pelas posições homofóbicas e pelo conservadorismo em todos os aspectos foi reeleito com 398 mil votos em São Paulo.

No Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro garantiu a volta à Câmara com 464 mil votos.
De quebra ainda elegeu um filho deputado estadual no Rio e outro [federal] em São Paulo.

Os Bolsonaro pensam todos do mesmo jeito: defendem o Golpe Militar de 1964 e acreditam que uma nova intervenção militar faria um bem enorme ao Brasil.

No campo conservador ainda devem ser comemoradas as vitórias do líder ruralista Luiz Carlos Heinze (PP), que se elegeu com 162 mil votos no Rio Grande do Sul.

Em Goiás o deputado federal Ronaldo Caiado, outro extremista da direita, se elegeu para o Senado.

Quem defende os direitos humanos, dos gays ou lésbicas que se preparem a turma acima, eleita com muitos votos, é da pesada.

O pensamento deles se assemelha ao do ditador alemão Adolf Hitler, que pretendia construir um mundo melhor eliminando os seres considerados inferiores.

Assim, enquanto durou o poder do nazista, milhões de judeus, homossexuais, deficientes, ciganos, comunistas e outras “pragas” foram fuzilados ou mortos nas câmeras de gás.

Não é exagero comparar alguns direitistas brasileiros aos fascistas do século passado.

Há poucos dias o deputado eleito Eduardo Bolsonaro (SP), participava de um ato pela intervenção militar no Brasil e ao discursar disse essa pérola:

“Se o meu pai tivesse sido candidato a presidente da República teria fuzilado Dilma”.

Não acredite em flores com essa gente. O negócio deles é na bala.

(http://robertoalmeidacsc.blogspot.com.br/2014/12/a-bancada-da-bala.html)
.
.
Deputados trabalham para aprovar porte de 9 armas e 50 balas por mês antes de 2015

Jornal GGN – Um grupo de deputados ligado à indústria de armas trabalha para aprovar, até o final deste ano, um projeto que, na prática, susta os efeitos do Estatuto do Desarmamento, permitindo que civis possam pleitear a posse de até 9 armas de fogo e 50 balas por mês.

Segundo reportagem do Congresso em Foco (http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/camara-discute-liberar-ate-nove-armas-por-pessoa),

10 dos 24 membros da comissão especial da Câmara que discute o assunto

foram financiados por fabricantes de armas durante a eleição.

Eles pretendem aprovar esse projeto antes que a nova legislatura comece e a comissão seja extinta, isso em janeiro de 2015.

Ignorando os índices de homicídio, os parlamentares argumentam que a maioria da população quer regras mais brandas para andar armada.

(http://horia.com.br/noticia/deputados-trabalham-para-aprovar-porte-de-9-armas-e-50-balas-por-mes-antes-de-2015)
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    10 de dezembro de 2014 às 16h09

    .
    .
    BANCADA DA BALA: Financiada pela Indústria Bélica

    De acordo com levantamento feito pelo Correio Braziliense,

    em 2010, a Bancada da Bala elegeu cerca de 30 Representantes,

    entre Senadores e Deputados Federais.

    Juntos, eles receberam Doações Financeiras durante a Campanha

    de R$ 2,77 milhões, vindos de Empresas e Associações

    ligadas à produção e ao comércio de armamentos.

    (http://www.diap.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16682:financiada-pela-industria-belica-bancada-da-bala-promete-reagir&catid=35:agencia-diap&Itemid=206)
    .
    .
    Alguns Representantes Comerciais das Indústrias de Armas
    Eleitos em 2010 para Cargos na Câmara e no Senado Federal:

    Onyx Lorenzoni (DEM-RS) – Deputado – R$ 250 mil
    Sandro Mabel (PR-GO) – Deputado – R$ 160 mil
    Abelardo Lupion (DEM-PR) – Deputado – R$ 120 mil
    Moreira Mendes (PPS-RO) – Deputado – R$ 90 mil
    Guilherme Campos (DEM-SP) – Deputado – R$ 80 mil
    Jorginho Maluly (DEM-SP) – Deputado – R$ 80 mil
    Lael Varella (DEM-MG) – Deputado – R$ 50 mil
    Ana Amélia Lemos (PP-RS) – Senador – R$ 50 mil
    Marcos Montes (DEM-MG) – Deputado – R$ 40 mil
    Valdir Colatto (PMDB-SC) – Deputado – R$ 40 mil
    Gonzaga Patriota (PSB-PB) – Deputado – R$ 40 mil
    João Campos (PSDB-GO) – Deputado – R$ 40 mil

    (http://www.diap.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16682:financiada-pela-industria-belica-bancada-da-bala-promete-reagir&catid=35:agencia-diap&Itemid=206)
    .
    .

    FrancoAtirador

    10 de dezembro de 2014 às 16h30

    .
    .
    MÍDIA EMPRESARIAL POLICIALESCA
    E A FASCISTIZAÇÃO DA SOCIEDADE

    Os números a respeito dos parlamentares eleitos para a legislatura que se inicia em 2015 trazem notícias não tão boas para os trabalhadores –
    diminuiu a bancada sindical e a bancada de empresários aumentou;
    detalhe que chama a atenção é que mais da metade da nova Câmara é formada por Milionários.

    Além disso, bancadas assumidamente conservadoras,
    como a evangélica e a chamada “bancada da bala”,
    permanecem expressivas.

    Os sindicalistas viram seu grupo se reduzir pela metade,
    passando de 83 para 46 deputados federais.

    A bancada empresarial, ao contrário,
    não viu redução tão drástica –
    até agora, estima-se que são 190 parlamentares.

    O mapeamento dos grupos vem sendo feito
    pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

    O Diap identificou como principal causa
    para as mudanças na bancada sindical
    os altos custos de campanha,
    cenário que acabou por favorecer
    os empresários na disputa eleitoral.

    O segmento se lançou na disputa
    visando alguns objetivos principais –
    uma reforma tributária com o propósito
    de redução da carga tributária,
    maior competitividade da indústria nacional
    e mudanças na legislação trabalhista,
    o que pode significar a retirada de direitos trabalhistas.

    Esses parlamentares estão presentes em todas
    as legendas representadas na Câmara.

    Quanto aos milionários, somam 248 parlamentares,
    número que só aumentou desde o pleito de 2006,
    quando o grupo somava 165 deputados;
    em 2010, se elegeram 194.

    O PMDB é o partido que reúne mais milionários,
    com 39 candidatos eleitos.

    O PSDB vem em segundo, com 32 deputados.

    Os dois partidos que têm menos milionários eleitos
    são PT, com 13, e PDT, com 11.

    Em resumo, foram os financiamentos privados de campanha,
    as coligações sem lógica ideológica e/ou programáticas,
    os motes moralistas dos meios de comunicação, as cruzadas religiosas, especialmente contra a emancipação das mulheres e dos movimentos LGBT,
    e os programas de rádio e televisão com caráter policialesco, com ênfase na redução da maioridade penal, que levaram a uma onda de conservadorismo que resultou na eleição de um dos Congressos mais atrasados do período pós-redemocratização.

    A propalada renovação nas duas Casas, entretanto, foi apenas no aspecto formal. Na verdade, o que houve foi uma circulação no poder, com o retorno de ex-agentes públicos, seja no Parlamento, seja no Poder Executivo.

    Os ‘novos’, ou ‘sem experiência política’,
    ou são parentes de políticos tradicionais,
    ou são celebridades, pastores evangélicos,
    policiais contrários aos direitos humanos,
    apresentadores de programas de rádio e TV
    e os endinheirados com propaganda na Mídia.

    (http://www.vermelho.org.br/noticia/251951-8)
    .
    .

André

10 de dezembro de 2014 às 15h39

E pensar que o montante anual do imposto de renda que pago é usado para pagar um mês de salário desse crápula fascista.

Responder

masanobu aoki

10 de dezembro de 2014 às 13h17

Êsse Bolsonaro, merece uma manifestação monstro, em todas as capitais do país, pela sua cassação por falta de decoro parlamentar.

Responder

O Mar da Silva

10 de dezembro de 2014 às 13h11 Responder

Júlio De Bem

10 de dezembro de 2014 às 12h45

Tão machão, não aguenta 2 minutos de porrada. Bunda mole é assim, grita grita e na hora do “vamo vê” se acadela. Típico de mauricinho bundão como tb o Aécio Neves.

Responder

Fernando Barreto

10 de dezembro de 2014 às 12h11

Quem é vicentinho?

Responder

O Mar da Silva

10 de dezembro de 2014 às 11h01

“Diante disso, a Bancada do PT decidiu tomar todas as medidas judiciais e regimentais contra o deputado Jair Bolsonaro. A barbárie cometida hoje no plenário da Câmara ofende a cidadania brasileira e as consciências das pessoas que lutam por uma sociedade civilizada, tolerante e democrática. No âmbito do Parlamento e do Judiciário, todas as iniciativas serão tomadas por nós, parlamentares da Bancada do PT, já que as declarações – ameaças – de Bolsonaro demonstram total desrespeito à condição de representante do povo deste país.

(…)Dep. VICENTINHO – PT/SP

Líder da Bancada na Câmara”

Pausa para rir.

As empresas de comunicação vem há décadas ‘estuprando’ os telespectadores brasileiros com uma manipulação da realidade ao apresentar à sociedade apenas o que e como lhe interessa e a bancada petista, cujo partido ocupa legitimamente o poder central há 12 anos, só fez manter o caixa dessas organizações que agem como máfias.

O estuprador seletivo Bolsonaro é menor pior que os estupradores seletivos Marinhos, Frias, Civitas e Mesquitas?

Responder

    Maria

    10 de dezembro de 2014 às 19h45

    Pausa para rir de você,

    pois cada coisa é uma coisa. Se Vicentinho ajudar nessa, muito bom.

    Depois cobramos Vicentinho pelas outras….

    Assim funciona a política. Desde a primeira lição sindical: se o patrão quer te dar uma cesta de batata, pega. Depois, pede aumento salarial.

zé da venda

10 de dezembro de 2014 às 10h42

Isso é insano, e mais insano e quem vota nessa, estorvo.

Responder

flavio

10 de dezembro de 2014 às 08h37

se o parlamento brasileiro não se manifestar é porque perdeu de vez a decência.

Responder

    Eduardo

    10 de dezembro de 2014 às 10h38

    Concordo plenamente.

Francisco

10 de dezembro de 2014 às 05h22

Eu sei que todo mundo é politicamente correto e blá blá blá.

Mas… não tem homem no PC do B, não? E no PT? E no Brasil?

A deputada tem marido? Tem irmão? Tem pai?

Podem me achar um troglodita, mas se fosse com minha irmã, mãe, esse balde de lixo ia ter que se esconder num poço o resto da vida!

Outro dia chamaram uma Senadora na Tribuna de vagabunda (!), antes xingaram a Presidente da República (a Presidente da República!!).

Não se respeita mais mulher, não?

Na boa, esse Bolsonaro está precisando encontrar um homem pela frente!!!

Responder

    Daniel de Souza

    10 de dezembro de 2014 às 08h34

    Concordo plenamente, longe de mim ser alguém violento, mas tem hora e tem pessoas que só entende as coisas tomando muita, mais muita pancada mesmo.

    Julio Silveira

    10 de dezembro de 2014 às 09h25

    Tocou num ponto importante, meu caro, são todos umas minhocas politicamente e um bando de almofadinhas com pouca ou nenhuma dignidade em questões de carater.

    Julio Silveira

    10 de dezembro de 2014 às 09h27

    Esqueci de acrescentar a falta de hombridade.

Adilson

10 de dezembro de 2014 às 02h45

Para mim a fisiologia desse sujeito está invertida, explico: ele defeca pela cabeça e pensa pela “saída”. Não há um parlamentar no parlamento capaz de estancar as investidas desse extremista da pior espécie? Ele e o Arrocho Never se merecem, é esse tipo de gente e seus asseclas que não aceitam as derrotas nas urnas.
Em relação ao líder do PT, ele ao invés de repudiar tem a obrigação diante dos seus eleitores e diante da deputada, tomar as medidas cabíveis junto à Câmara dos deputados e as medidas judiciais pertinentes, pois por muito menos ja presenciamos parlarmentar ser devidamente punido.

Responder

Saint Clair Ligorio

10 de dezembro de 2014 às 02h39

O Deputado capitão Jair Bolsonaro representa o exercito brasileiro? Era assim que ele tratava os seus subordinados? Quem foi que financiou a candidatura desse animal à Câmara Federal? O financiamento de sua campanha vem da novaOBAN? No mínimo Lei Maria da Penha nele, mas pode acrescentar acédio moral com uma boa indenização contra ele. Terei o prazer de ser testemunha da autora da inicial.

Responder

FrancoAtirador

10 de dezembro de 2014 às 02h33

.
.
Para os Bolsonarianos do Tea Party braZil

isso não é Quebra de Decoro Parlamentar,

é Liberdade de Expressão, de acordo

com a Primeira Emenda da Constituição

do Império Militar do Hemisfério Norte.
.
.

Responder

FrancoAtirador

10 de dezembro de 2014 às 02h24

.
.
O Humano se distingue dos Animais por ser Político.

O Bolsonaro se distingue dos Humanos por ser Animal.
.
.

Responder

Mancini

10 de dezembro de 2014 às 02h20

Meninos, esse cara vai para o lixo da História, corrijo, lixo da existe, talvez a latrina, talvez também não. A China de Mao aproveitava tudo! A melhor coisa é o total e absoluto esquecimento! http://refazenda2010.blogspot.com.br/ ‘Tô’ falando do pós-direita-milico!

Responder

    Mancini

    11 de dezembro de 2014 às 16h21

    Azenha, Conceição, só um palpite, mais tarde, subam, ou melhor, coloquem a matéria no topo, se lhes convier, é claro…

Andre

10 de dezembro de 2014 às 01h53

Pelo que entendi da nota os deputados entrarão com pedido de cassação por falta de decoro do representante dos fascista. Louvável e necessário. Mas como alguém lembrou aqui, o representante do partido fascista foi o deputado mais votado do rio de janeiro. Para os fascistas que votaram nele ele será um herói injustiçado, cantarao o mantra da liberdade de expressão. E bom lembrar que os fascistas utilizam o discurso da vitima, sem nenhuma base racional pois fazem política com apelos emocionais irracionais. O deputado do partido fascista deve sim responder a processo por falta de decoro. A questão que fica para mim e o que fazer com as milhares de pessoas que votaram nele? O fascismo deve ser combatido em todas as frente, todos os momentos, em nossa vida cotidiana, publica e privada. Não podemos fazer o discurso reverso que só os alimenta, como muitos comentaristas aqui fizeram, o fascismo se espalha como um vírus , quem não se previne acaba contaminado. Também não podemos ter medo, medo e o que eles querem provocar. E hora de ter coragem e agir com a racionalidade contra o fascismo. Sempre há tempo.

Responder

    marcelo

    10 de dezembro de 2014 às 09h59

    Sábias palavras,
    sábias palavras…

Giordano

10 de dezembro de 2014 às 01h39

Isso não caso de psicopatia mórbida? Decoro parlamentar nele!!!

Responder

Sr. Indignado

10 de dezembro de 2014 às 01h18

Lembram da dancinha da deputada Ângela Guadagnin (PT-SP):

“Irritado com a dança da deputada petista, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) subiu à tribuna do Senado e defendeu a abertura de um processo contra Guadagnin no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar. Entre outros adjetivos, o senador classificou a comemoração como “dança mensalista”.”

Sinceramente, fala sério, Bolsonaro é só um artista e muito mal-educado. Perdeu sua missão de impedir a comissão da verdade, foi derrotado e agora virou terrorista da boca suja. Se isso não for quebra de decoro, nem sei mais o que é decoro.

Responder

MacCain

10 de dezembro de 2014 às 00h42

não tem nehum homem no congresso para meter um soco na cara deste covarde, que so grita e xinga mulher….

Responder

Ana

10 de dezembro de 2014 às 00h23

Em tempo, que sorte a dela não merecer ser estuprada.

Responder

Ana

10 de dezembro de 2014 às 00h16

quem merece é a mãe, a esposa ou a filha dele?

Responder

Julio Silveira

09 de dezembro de 2014 às 23h38

Me desculpem, mas fazer o que se tem “gente” que dá voto para esse macaco tião. Alias desculpe-me o macaco tião, ele é mais gente que esse cara e certamente se eleito representaria muito melhor o cidadão brasileiro que esse outro animal.

Responder

Marat

09 de dezembro de 2014 às 23h11

Esse lixo ai vem dizer que líderes latino-americanos são escória??? Ele que faz o triste papel de capacho dos EEUU???? Tem que internar esse cara, urgentemente!

Responder

Fred

09 de dezembro de 2014 às 23h10

Já o ignóbil deputado Bolsonaro merece, merece ser estuprado para provar seu próprio veneno!

O sindicato dos ex-presidiários curradores de estupradores vem a público divulgar a seguinte resolução, dirigida aos seus (avantajados) membros: “Currem o Bolsonaro!”

Responder

Marat

09 de dezembro de 2014 às 23h06

Vejo no discurso desse ser abjeto muito do que vejo em certos bairros “nobres” de São Paulo!

Responder

Sergio

09 de dezembro de 2014 às 22h48

Não sei porque mas sinto cheiro de titica.

Responder

joão carlos

09 de dezembro de 2014 às 22h44

Já passou da hora de cassar esse deputado por falta de decoro.

Responder

    Maria

    10 de dezembro de 2014 às 19h49

    Seria possível cassar dois de uma vez?

    Ele levaria o outro, cujo nome sumiu-me: o que cura gays.

Edgar Rocha

09 de dezembro de 2014 às 22h10

Vejam bem, não merecer um estupro não é sinal de nada que possa denegrir uma mulher, creio eu. Isto, levando em conta o grau de sanidade de quem escuta o libelo obrado pelo Deputado Bolsonaro.

Por outro lado, posso ter entendido errado a colocação do nobre parlamentar, mas meu pareceu que estupro, pra ele, é uma questão de mérito. Seguindo a lógica meritocrática subentendida em seu raciocínio profundo (muito profundo), suponho que o notório defensor da família e dos valores tradicionais, na condição de bom filho que é, bom marido, bom pai, bom irmão, reconheça em suas aparentadas os atributos meritosos necessários a tamanha honra, capaz de colocá-las em posição privilegiada em relação a Deputada Maria do Rosário, seu antigo desafeto, opositora ferrenha daquilo que ele, deputado Bolsonaro, representa.

Sejamos sábios em conceder à mãe, à filha, à esposa e até as irmãs de Bolsonaro as características as quais tão corajosamente o referido fez questão de expor ao parlamento. É preciso mérito pra ser estuprável. Não tenham dúvidas disto.

Responder

`Pedro Ribeiro

09 de dezembro de 2014 às 22h04

Eu sempre achei que o Bolsonaro era doido. Mas o cara é portador de várias doenças e a doideira do ridículo é apenas uma delas.

Responder

Ana Maria

09 de dezembro de 2014 às 21h56

Só pra lembrar: ele foi reeleito (o MAIS VOTADO do Rio de Janeiro). E não teremos só um bolsonaro no Congresso ano que vem. Teremos a cria dele. Aquele que vai em manifestações públicas armado, como quem diz: se me incomodar, meto bala!!!

Tenho medo do que o futuro próximo nos aguarda. Estamos, a passos largos, caminhando para uma Alemanha Nazista. Tudo com a conivência dessa imprensa nefasta. Não duvidem que ainda possamos ser mortos em praça pública, sermos jogados em campos de extermínio, sermos obrigados a ostentar uma estrela vermelha ou rosa (afinal, o ódio também é aos homossexuais) ou o que for….
Essa sociedade “caridosa e cristã” brasileira mostra a cada dia sua cara. Não engana mais… é um monstro que só cresce…

Medo…

Responder

Nadja Maria lima Barbosa

09 de dezembro de 2014 às 21h34

Este senhor é um câncer, um tumor maligno no Congresso Nacional.Lastimável o seu pronunciamento.

Responder

Mário SF Alves

09 de dezembro de 2014 às 21h20

Se a ditadura que ele quer de volta, vade retro satanas!, voltar, o melhor que a ilustre deputada tem a fazer é, desde já, cuidar-se.

Ora, isso foi confissão pública, não?

Mas… cadê o tal decoro parlamentar?

Essa extrema direita…humm, sei não. É ou não é a mais estúpida, covarde e entreguista, e confessadamente estupradora do mundo?

O Brasil ao permitir eleições turbinadas com dinheiro proveniente de empreiteiras e demais pessoas jurídicas está enchendo o Congresso de cobras. Pior do que os trezentos picaretas denunciados pelo Lula.

Enquanto isso…

Supremas e tenebrosas nádegas continuam sentadas sobre o processo que inibe significativamente a corrupção inerente ao círculo vicioso das doações de campanha.

É o paradoxo do vaso-ventosa. Sentou, grudou.

Em tempo:

Tais doações, destinadas ao empoderamento antidemocrático de determinados candidatos em campanhas eleitorais jogam no lixo o parágrafo único da CFB/88, pois desse modo, políticos são eleitos ATRAVÉS do povo, mas jamais PELO povo.

E por falar nisso, onde foi parar a lista das doadoras de campanha do réu confesso que manifestou publicamente desejo/intenção de estuprar?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.