VIOMUNDO

Diário da Resistência


Depois de Randolfe criticar auxílio mudança dos Bolsonaro “sem deslocar um pé de meias”, pitbull Carlos tenta intimidar senador: e o chupão na barriga?
Reprodução redes sociais
Denúncias

Depois de Randolfe criticar auxílio mudança dos Bolsonaro “sem deslocar um pé de meias”, pitbull Carlos tenta intimidar senador: e o chupão na barriga?


17/01/2019 - 20h03

Da Redação

O senador Randolfe Rodrigues mostrou-se indignado no twitter com o fato de que Eduardo e Jair Bolsonaro optaram por receber o auxílio-mudança. Um pelo fim, outro pela reeleição. Ou seja, “mudança” de Brasília para Brasília.

Também ex-deputado federal, Bolsonaro tirou proveito da mesma maracutaia imoral, embora legal.

Na sequência, Randolfe escreveu (de baixo para cima):

Pres. @jairbolsonaro, explique à sociedade a origem das movimentações financeiras malcheirosas de seu filho e o porquê dele ter ido ao STF barrar a investigação: não adianta mandar sua matilha raivosa e amestrada me patrulhar, que não tenho medo! #FicaDica #CadeOQueiroz

O @BoldonaroSP [Eduardo] recebeu dois  “auxílios” pra fazer a mudança pra Capital, um por terminar um mandato e outro por ser reeleito, no valor de quase R$ 80 mil, com um detalhe: já vive em Brasília e não vai precisar deslocar um par de meias sequer.

Seu pai, o Presidente @jairbolsonaro, também embolsou o seu ? pra mudança que nunca fará: a família Bolsonaro nunca teve pudor em se apoderar dos privilégios parlamentares descabidos. Esse é seu estilo particular de combate à corrupção.

Como Senador reeleito, prontamente rejeitei esse privilégio descabido: não poderia me permitir a sem-vergonhice de embolsar quase R$ 80 mil do Contribuinte se não vou me mudar de Brasília!

O q vc faria se fosse senador ou deputado e pudesse escolher receber ou ñ a quantia imoral R$34 mil?! O presidente ñ abriu mão do auxílio mudança. Parece bem condizente com os cortes de gastos q precisam ser feitos, ñ é?!

Identificado pelo pai como seu pitbull, Carlos Bolsonaro respondeu a uma das mensagens: Senador, e o chupão na barriga, já sarou?

Carlos, vereador no Rio de Janeiro, tem assumido o desgaste político de bater pesado em adversários da família.

O chupão na barriga, segundo a assessoria de Randolfe, refere-se ao soco que Jair Bolsonaro deu no senador durante uma disputa no Rio (ver vídeo abaixo), quando parlamentares da Comissão da Verdade visitaram o Doi-Codi.

“A única intenção do sr. Bolsonaro aqui era impedir que essa visita se concretizasse”, afirmou Randolfe à época aos repórteres.

Bolsonaro era deputado federal do PP, o partido que teve o maior número de integrantes mais tarde denunciados na Operação Lava Jato.

“Não adianta mandar sua matilha raivosa e amestrada me patrulhar, que não tenho medo!”, escreveu Randolfe em uma das mensagens, sem mencionar o tweet de Carlos.

O documento do Coaf mostrando que o ex-motorista de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, havia movimentado R$ 1,2 milhão em sua conta bancária, durante um ano, vazou para a família Bolsonaro entre o primeiro e o segundo turnos da eleição de 2018.

Antecipando-se ao escândalo, na mesma data Flávio demitiu Queiroz no Rio de Janeiro e Jair Bolsonaro demitiu a filha dele, Nathalia, em Brasília.

Apesar do gabinete de Bolsonaro ter atestado que Nathalia nunca faltou, nem mesmo um dia, isso parece incompatível com o fato de que ela, servidora do gabinete no Rio de Janeiro, tinha emprego como personal trainer de famosos.

Um aliado de Bolsonaro chegou a dizer que as oito horas diárias de serviços prestados por Nathalia a Jair poderiam muito bem ter acontecido de madrugada.

Flávio, Queiroz e outros envolvidos no escândalo postergaram e faltaram a vários depoimentos no Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro, encarregado de investigar o caso.

Se o relatório tivesse chegado à imprensa antes do segundo turno, poderia colocar em risco a vitória de Bolsonaro.

A especulação de bastidores é de que o grupo de militares que servem ao governo ou o grupo do ministro Sérgio Moro teriam vazado o documento para enfraquecer o entorno do presidente eleito.

Agora, Flávio Bolsonaro acionou o STF para tirar proveito do foro privilegiado.

A defesa possivelmente acredita que tem maiores condições de frear a apuração em Brasília, mas o MPE carioca chegou a aventar a possibilidade de indiciar Queiroz mesmo sem que ele preste depoimento, previsto para acontecer depois da recuperação de uma cirurgia.

Os Bolsonaro tem tradição em confundir e atrasar investigações.

Flagrado por um fiscal do Ibama pescando em área de proteção ambiental, no Rio de Janeiro, o então deputado federal Jair Bolsonaro alegou em sua defesa que não estava no local da autuação — ainda que tivesse sido fotografado.

Um aliado afirmou que o fato de Bolsonaro ter sido fotografado em um barco onde estava presa uma vara de pescar não era prova de que ele estava pescando.

Agora, sob Michel Temer, a Advocacia Geral da União opinou que Bolsonaro não teve direito de defesa adequado no processo, cancelou a multa de 10 mil reais e devolveu o caso para ser refeito no Rio de Janeiro.

Talvez as ações do pitbull Carlos não sejam mero acaso: podem fazer parte de uma estratégia de intimidação calculada para inibir os críticos da família, enquanto os Bolsonaro ganham tempo para esconder seus malfeitos.

PS do Viomundo: O texto foi editado para esclarecer o “chupão” mencionado por Carlos Bolsonaro.

Leia também:

Ministro do STF sustenta que Flávio Bolsonaro errou estratégia

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luiz Carlos P. Oliveira

19 de janeiro de 2019 às 09h07

Os insanos colocaram essa família em Brasília. Açaí, irmão funcionário fantasma, Queiroz Laranjal, pesca ilegal com multa cancelada, auxílio mudança sem precisar mudar, assessora que “poderia trabalhar de madrugada”, etc. etc. etc. Isso me lembra uma frase: ME CHAMA DE CORRUPTO.

Responder

Rustin

19 de janeiro de 2019 às 02h22

Sangessuganaros Malditos, cadê o Deltan, cadê a Dodge, cadê o Presidente da Justissa, será que morreram todos ?

Responder

Zé Maria

18 de janeiro de 2019 às 21h05

Marcha-ré do Dia

Governo Bolsonaro recua e suspende nomeação
de Resende, diretor responsável pelo Enem

Da Série: As Recuadas de Bolsonauro

Responder

Eduardo

18 de janeiro de 2019 às 14h07

Para depor Jair Bolsonaro, não bastam um cabo, um Jeep e um soldado, não basta o STF da república do Brasil e o congresso! Isso é insuficiente! Seria necessário muito mais que isso! Seria necessário um “homem”!

Responder

    Jardel

    18 de janeiro de 2019 às 21h01

    Para depor qualquer presidente aqui no Brasil, basta ele perder força no Congresso.
    Com a capacidade descarada de conchavos imorais e acordos obscuros que os Bozo têm, acho isso muito difícil.
    Pobre Dilma, sua honestidade a condenou.

    Celio

    06 de março de 2019 às 16h59

    Parece que o “homem” Adelio tentou e falhou….

Nelson

18 de janeiro de 2019 às 10h14

Assistir ao vídeo do es-fake-amento do Bozo é algo deprimente. Não só pela grande possibilidade de ter sido uma grande armação, um fake mesmo, mas por ver zilhões de pessoas, em um séquito que se reproduziu por muitos outros lugares do Brasil, a bradarem “Mito”, “Mito”, “Mito”.

Como é que gente letrada, com curso superior, muitos pós-graduados ou mesmo mestres e doutores têm a capacidade de desempenhar papel tão degradante, de adoração a um ser desprezível como o Bozo?

Será que Freud ou Jung explicariam?

Responder

Julio Silveira

18 de janeiro de 2019 às 06h54

Resposta bem ao estilo miliciano.

Responder

Cláudio

18 de janeiro de 2019 às 04h13

Sou contra a pena de morte mas há casos que devem ser exceção. Essas desgraças da mafiosa famíglia Bolsonazi, por exemplo… E toda a quadrilha formada desde os começos do golpe de 2016, ainda em junho de 2013…

Você foi enganado. Bolsonaro é viado ! !

Responder

Jardel

18 de janeiro de 2019 às 00h52

Quando não se tem argumentos, fala-se qualquer merda.
Não passam de parasitas do dinheiro público.
Não elegemos um mito, antes sim, um meme.
Acordem, coxinhas, enquanto há tempo. Receber dinheiro público referente à mudança que não ocorreu, se não é crime é o que então?

Responder

Áureo Inácio Esteves de Amorim

17 de janeiro de 2019 às 22h28

Esse tipo de falcatruas e o possível silêncio das autoridades já era esperado
O Brasil caiu nas garras dos milicos e dessas garras vai demorar muito tempo para sair
Só sairá depois q os milicos quebrarem o país , como foi feito nos anos 60 , 70 e 80
Bem feito para os coxinhas q são os maiores culpados dessa desgraça

Responder

Era dos Boçais

17 de janeiro de 2019 às 21h20

o fato é que tais recursos já estão no orçamento. Ou se gasta ou vão para o lixo.

Responder

    Jardel

    18 de janeiro de 2019 às 20h30

    hahahahah… de onde você tirou essa “informação”?
    Então o dinheiro do auxílio mudança do qual o senador Randolfe abriu mão, foi para o Lixo?
    Só se for o cesto de lixo de algum político corrupto.
    O dinheiro de auxílios dos quais os parlamentares abrem mão é ECONOMIZADO e permanece nos cofres públicos.
    É cada uma…

Zé Maria

17 de janeiro de 2019 às 21h19

O Bezerrinho do Bolsonauro gosta de uma Mamata…
https://pbs.twimg.com/media/DxIHr9JWkAAkoMx.jpg

Responder

maria do carmo

17 de janeiro de 2019 às 20h49

Os Bolsonaros tem que parar com baixarias e comecar a trabalhar se e que sabem, auxilios mudanca e cancelamento de multa de IBAMA e falta de pudor, o Brasil esta esperando MP e judiciario sobre o laranjal da familia Bolsonaro o mundo esta escandalizado !

Responder

    Rustin

    19 de janeiro de 2019 às 02h25

    que nada, nada leva a crêr que esse povo ai tem capacidade para fazer algo, somente farão alguma coisa em prol de se próprios

josé fernandes

17 de janeiro de 2019 às 20h43

Transformaram isso aqui em um puteiro,e só assim se ganha mais dinheiro….em brasília esta cheia de ratos e as ideias deles não correspondes aos fatos…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.