VIOMUNDO

Diário da Resistência


Capa da Veja mostra ação coordenada da mídia para levar Alckmin ao segundo turno
Simetal
Denúncias

Capa da Veja mostra ação coordenada da mídia para levar Alckmin ao segundo turno


28/09/2018 - 10h10

Matéria bomba da Veja faz hashtag #BolsonaroNaCadeia explodir nas redes

Ex-mulher de Bolsonaro o acusou de furto de cofre, ocultação de bens à Justiça Eleitoral, “comportamento agressivo” e “desmedida agressividade”

Da Revista Forum
  
De acordo com matéria de capa da revista Veja, antecipada para esta quinta-feira (28), a ex-mulher do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Ana Cristina Siqueira Valle, o acusa de furto de cofre, ocultação de bens e relatos de “comportamento explosivo” e “desmedida agressividade”.

Por conta da matéria, a hashtag #BolsonaroNaCadeia está bombando nas redes desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (28).

As informações constam de um processo de cerca de 500 páginas obtido pela revista.

No documento, Ana Cristina Siqueira Valle acusou seu ex-marido de ocultar milhões de reais em patrimônio pessoal na prestação de contas à Justiça Eleitoral em 2006, quando foi candidato a deputado federal —e eleito em seguida.

A revista diz ainda que Ana Cristina acusou Bolsonaro de furtar US$ 30 mil e mais R$ 800 mil — sendo R$ 600 mil em joias e mais R$ 200 mil em dinheiro vivo — de um cofre que ela mantinha em agência do Banco do Brasil, em 26 de outubro de 2007.

O caso foi registrado em boletim de ocorrência na 5ª Delegacia de Polícia Civil, no mesmo dia.

As acusações da ex-mulher vão ainda mais longe.

Ana Cristina diz que a renda mensal do deputado na época chegava a R$ 100 mil.

Para tal, Bolsonaro recebia “outros proventos” além do salário de parlamentar — à época, segundo a Veja, de R$ 26,7 mil como parlamentar e outros R$ 8.600 como militar da reserva.

Ela não especificou quais seriam as fontes extras.

Em janeiro deste ano, a Folha mostrou o aumento de patrimônio registrado por Bolsonaro e seus filhos — e como adquiriu imóveis por preços abaixo do valor de mercado.

PS do Viomundo: A capa da Veja vem logo depois da denúncia da Folha, baseada em arquivo do Itamaraty, chefiado pelo chanceler tucano Aloysio Ferreira, segundo a qual Ana Cristina refugiou-se na Noruega com medo de Bolsonaro, quando o casal disputava a guarda de um filho. É a bala de prata para levar Geraldo Alckmin ao segundo turno.

Leia também:

Bala de prata contra o PT pode vir em forma de entrevista, suspeita professor da USP





3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Adriano

30 de setembro de 2018 às 08h40

Tá tão na cara essa tramóia dos tucanos e da mídia que só não vê quem não quer.
Sobre o merendão nada, né !
É impressionante a capacidade da classe média não ver os podres dos tucanos. Maldito ódio de classe.
O Áécio desde de antes da eleição de 2014 tinha sérias denúncias contra ele e a ” ricaada “, os metidos a rico, votaram nele.
Será que é tão ruim assim um pobre estudar na mesma universidade que eles.
Preconceituosos é isso que são.

Responder

carlos

29 de setembro de 2018 às 20h16

O panfleto da Abril, é sustentado pelo governo de São Paulo, que segundo Namaria News o Geraldo Alckmin derramou milhões comprando esse panfleto pra distribuir nas escolas de São Paulo, pior sem concorrência, Geraldo Alckmin seu lugar é na cadeia , o lugar do Aécio é na cadeia, o lugar do Perilo e na cadeia , o lugar do Richa é na cadeia o lugar do Moro é na cadeia, o lugar de Rosangela Moro é na cadeia.

Responder

Mau Rufino

28 de setembro de 2018 às 11h14

A Veja nunca decepciona o PSDB.

Feitos um para o outro

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding