VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

Algodão transgênico é liberado com base em relatório da Monsanto


17/08/2012 - 14h34

Agora há 10 variedades transgênicas de algodão liberadas no Brasil. Foto: site da ONG Akatu

da AS-PTA – Agricultura Familiar e Agroecologia

Na reunião realizada ontem a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança liberou o plantio comercial de mais uma variedade de algodão transgênico da Monsanto. Chamada de Bollgard II Roundup Ready Flex (MON 15985 x MON 88913), a semente [piramidada] combina efeito inseticida sobre certas lagartas e resistência ao herbicida glifosato. Com ela, chega a 10 o número de variedades transgênicas de algodão liberadas no Brasil.

Na última reunião em que entrou na pauta da CTNBio, alguns de seus integrantes pediram vista ao processo por entender que ele estaria incompleto. Ontem esses votos foram apresentados e debatidos em plenária, ou pelo menos assim deveria ter sido. Isso porque o presidente da Comissão Dr. Flavio Finardi pediu que os relatores apresentassem apenas um resumo de seus pareceres. O pedido foi acatado, porém o presidente impediu que os votos fossem discutidos e colocou o processo em votação imediatamente após as manifestações dos relatores. “Se é para votar sem debater o tema, por que não se faz tudo via internet”, questionou uma integrante da comissão. Finardi alegou falta de tempo, porém a reunião que estava prevista até às 18h foi concluída às 16:30h.

O que diziam os pareceres contrários à liberação? Basicamente que os dados apresentados pela empresa foram gerados no exterior e que os estudos de campo foram realizados em apenas duas safras, sendo que boa parte destes coletados em um só ano e em só dois municípios, um em Minas e outro em Mato Grosso. Já as conlusões sobre sua suposta segurança são extrapoladas para todo o território nacional.

Além disso, “boa parte das afirmativas não se sustenta nos dados apresentados, as amostragens não são representativas, os dados de campo são insuficientes, as informações disponibilizadas são incompletas e suas análises são frágeis”, defenderam os representantes do MDA e da agricultura familiar.

Destaca-se ainda que a empresa proponente deixou de apresentar todas as informações solicitadas pelas normas que regem a CTNBio. O processo estava insuficientemente instruído, mas foi aprovado. A deliberação se deu entre o parecer contrário e o próprio relatório da empresa, já que não havia um parecer pela aprovação. O relatório de vistas que defendia a liberação alegou que não foram apresentados fatos novos e que a votação era necessária em função de prazos regimentais. Assim, criou-se a situação inédita de a CTNBio aprovar o próprio relatório da empresa e não um parecer elaborado por seus integrantes. O dossiê da empresa tem algumas centenas de páginas. Vejamos o que será em enviado para publicação no Diário Oficial da União.

 Leia também:

Rubens Nodari: Em vez de reduzir, transgênicos aumentam consumo de agrotóxicos

A mineradora, a energia de Itaipu e o golpe de Estado no Paraguai

Idilio Grimaldi: Com apoio da mídia, Paraguai inaugura o “golpe transgênico”

Cientista denuncia omissão da Embrapa na discussão do Código Florestal e censura a pesquisadores

Milho convencional rende 93% a mais que o transgênico em SC

Gabriel Fernandes: Norma da CTNBio viola regras de biossegurança



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Guinada de Marina levou-a para mais longe de dúvida sobre transgênicos; pesquisador espera que seja apenas na campanha « Viomundo - O que você não vê na mídia

14 de setembro de 2014 às 20h23

[…] exemplo? Aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. Sigam os links postados no pé dos textos para outras entrevistas e reportagens. Nossa ideia […]

Responder

Roberto Requião: Monsanto descumpre acordo com plantadores de soja transgênica « Viomundo – O que você não vê na mídia

27 de fevereiro de 2013 às 15h20

[…] Algodão transgênico é liberado com base em relatório da Monsanto […]

Responder

Hidrelétricas devem ser instaladas ou não no Pantanal Matogrossense? « Viomundo – O que você não vê na mídia

21 de novembro de 2012 às 15h40

[…] Algodão transgênico é liberado com base em relatório da Monsanto […]

Responder

Reforma agrária: número de assentados cai 24% em 2012 « Viomundo – O que você não vê na mídia

13 de novembro de 2012 às 14h56

[…] Algodão transgênico é liberado com base em relatório da Monsanto […]

Responder

Comitês de bacias hidrográficas do Brasil repudiam o novo Código Florestal « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de novembro de 2012 às 19h58

[…] Algodão transgênico é liberado com base em relatório da Monsanto […]

Responder

Joao Aurelio

16 de setembro de 2012 às 12h30

Fala-se em petróleo, transgênicos, energia, etc. Mas nao se fala no comercio de nióbio, mineral estratégico q tem o Brasil como maior produtor mundial. Por que a Monsanto que detem 90% do mercado de transgenicos fez disso uma mega indústria e o Brasil tem a mesma importancia com relaçao ao nióbio nao consegue agregar maior valor ao produto?

Responder

Débora Calheiros: Sociedade vai ter de escolher entre conservar o Pantanal ou gerar 2% de energia « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de setembro de 2012 às 22h39

[…] Algodão transgênico é liberado com base em relatório da Monsanto […]

Responder

Urbano

18 de agosto de 2012 às 13h36

Uma megamáquina de desertificação.

Responder

Julio Silveira

17 de agosto de 2012 às 19h09

Esses caras mandam na Agricultura Brasileira. Se não obedecer, vem a farsul e suas co-irmãs e incendeiam o Ministro da Agricultura, que não, ou sim, por acaso, e das bandas gaúchas territorio livre para o transgenicos, e porta de entrada do contrabando Argentino da Monsanto de soja transgênica.

Responder

Uélintom

17 de agosto de 2012 às 18h10

Consequencia de um “ih, ferrou!” em alimentos: todo mundo morto de fome.

Consequencia de um “ih, ferrou!” nas roupas: todo mundo nú.

Responder

Rodrigo

17 de agosto de 2012 às 16h38

Uma empresa como a Monsanto, que fabricava e distribuía o terrível “Agente Laranja” responsável pela morte de milhares e gerações inteiras de indivíduos deformados no Vietnã e em outros países, e que hoje ironicamente trabalha (e lidera) a indústria de alimentos, deveria ser banida da face da Terra para sempre. Isso é só uma palha de todas as enormes atividades controversas nas quais essa entidade bizarra está envolvida em todo o mundo, tendo sido já banida de alguns países. Monsanto é uma monstruosidade.

Responder

Roberval

17 de agosto de 2012 às 15h14

O plantio comercial de transgênicos foi liberado pela primeira ver no Governo Lula – PT;
A EMBRAPA vai ser privatizada pela proposta de Delcídio Amaral – deputado do PT
As hidrelétricas que estão causando graves danos ambientais e sociais na Amazônia são projetos dos governos do PT;
O governo Dilma – PT está numa cruzada pela retirada de direitos civis e sociais no Brasil, inclusive enfraquecendo as instâncias mais democráticas;
Em breve o setor de agricultura familiar e reforma agrária do PT será extinto, pois o PT não luta mais pelas classes oprimidas do país. Agora são aliados da elite empresarial. Pelo menos enquanto estiverem no poder;
Nessas eleições ficou impossível votar. Já não dá mais para votar no Partido dos Transgênicos PT.
É impressionante a velocidade de deterioração desse partido.

Responder

    Jotace

    21 de agosto de 2012 às 18h09

    Caro Roberval,
    Pena que, com suas diatribes contra o PT, você tenha se esquecido de dizer em quem aconselha a votar. Jogue limpo. Se é com Serra ou qualquer um dos apaniguados do bando de FHC, não vale da mesma forma. Já que o PT – e praticamente todos os demais partidos- abriga figuras desprezíveis a exemplo do Delcídio Amaral, a única saída é tentar selecionar com extremo cuidado quem deverá ter nosso voto. Inclusive no PT, como tem sido o meu caso. Concordo com sua crítica ao ato de Lula quanto aos trangênicos, mas lhe pergunto o que ele poderia fazer com um congresso como estamos tendo, cheio de vigaristas, servís e vendepátrias. E com um Rio Grande do Sul totalmente minado por transgênicos, introduzidos justamente pela ‘elite’ dos grandes e apátridas empresários rurais, igualmente à dos kátios que estão a desgraçar o Brasil e, de lambada, o Paraguaiainda mais. Quanto às represas, você acredita de fato que as ONG’s, beneficiárias de vantagens de potências interessadas nas riquezas amazônicas, estejam preocupadas de fato com a defesa do meio ambiente e dos povos indígenas?Se nos seus próprios países dão o exemplo mais notável da degradação ambiental e do desrespeito aos povos originários? Mais ainda, todo ato corruptor ou corrupto do poder internacional mo Brasil é apoiado por uma imprensa transformada em esgoto de sujeiras, sempre a dificultar qualquer ação corretiva que tome um Presidente e que seja contra os seus propósitos.Quanto à Dilma, igualmente a Lula, vive tolhida por restrições legais, além do constante receio de posições contrárias do congresso, e de uma imprensa que só atua contra o povo…É evidente que devemos todos, como você, ser contra tentativas como a da privatização da Embrapa proposta pelo entreguista servil Delcídio Amaral. Mas, como fazê-lo? Dentro do sistema que vige no Brasil, reconhecendo as nossas culpas como eleitores e jamais voltarmos a dar o voto a figuras que se comportaram desonestamente…Cordial abraço. Jotace

    Jotace

    21 de agosto de 2012 às 18h25

    Caro Roberval,

    Completando o meu comentário anterior diria eu que, frente ao divulgado pela AS=PTA- Agricultura Familiar e Agroecologia, o comportamento do Presidente da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança, Dr. Flávio Finardi, foi absolutamente anti-ético e de extremo servilismo aos interesses da Monsanto. Teria sido mais adequado se ele houvesse atendido a solicitação de serem discutidos os votos dos relatores, ou então solicitado sua demissão. Abs, Jotace


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!