VIOMUNDO

Diário da Resistência


O iate da secretária de Educação e o voucher do Bolsonaro
Seaquest, 50 metros, 12 pessoas e U$ 40 milhões. Reprodução redes sociais
Cartas da Heloisa

O iate da secretária de Educação e o voucher do Bolsonaro


03/10/2018 - 10h42

Nova York, 3 de outubro de 2018

Azenha, meu caro,

Acabo de ler um depoimento no jornal britânico Guardian que me emocionou um bocado porque traduz muito do que eu penso e do que a educação pública representou na minha vida.

O texto é de uma escritora americana que está lançando um livro de memórias, que sugere, no título, contar a história de uma vida dura, e pobre, no país mais rico do mundo.

Ela é do Kansas, cresceu em uma família pobre onde os adultos não terminaram o ensino médio.

Mas Sarah Smarsh teve a sorte de passar um ano e meio sob a orientação de um dedicado professor da rede pública, que deu a ela a primeira oportunidade de se ver como futura escritora aos nove anos de idade.

Sarah descreve com alegria as condições precárias da escola que o professor, com maestria, transformou em um ambiente mágico de aprendizado e possibilidades.

Não é preciso muito para instigar a curiosidade e oferecer avenidas de conhecimento.

A garotada traz tudo isso no coração e na mente. Mas aqui, como aí, existe um voraz interesse em avançar sobre a educação como uma das últimas fronteiras de lucro nesse nosso pobre planeta mais e mais dilapidado, entregue aos interesses do mundo financeiro.

Voltando à Sarah e aos descalabros da rapina que se pretende institucionalizar na educação, ela descreve uma troca de mensagens de texto com a avó (foi quem na verdade criou a Sarah) na qual ela pergunta: “Betsy DeVos está tentando fazer com que o governo federal financie armas para os professores. Quão insano é isso? ”

DeVos é a atual Secretária de Educação dos Estados Unidos.

Irmã do Erik Prince, aquele que criou a empresa de mercenários Blackwater, que depois mudou de nome mas foi muito ativa no Iraque e continua vendendo serviços de guerra a meio mundo.

Bom, ser irmã dele não diz muito, mas a Sarah contou à avó que DeVos tem dez iates. Apenas um deles avaliado em US$ 40 milhões.

E destaca que DeVos está brigando pela privatização do ensino americano através do sistema de voucher.

É uma terceirização da educação. Mas não é só isso. E traduzo aqui um trecho do texto da Sarah:

“A privatização que a DeVos persegue a nível federal começou no meu estado há anos. Os distritos escolares processaram o estado em 1999 e 2010 por não ter provido fundos adequadamente, a suprema corte de Kansas deu ganho de causa a eles repetidamente, e os legisladores se recusaram a cumprir a decisão – uma crise constitucional que Democratas e Republicanos moderados brigaram para resolver derrubando os representantes conservadores”.

“Aqueles que lucram com o desmantelamento das escolas públicas não o fazem apenas se apropriando dos dólares de impostos dirigidos aos vouchers das escolas privadas mas também com o controle sobre suas informações e ideias. Uma das maiores ameaças à democracia é o currículo escolar desenhado por interesses privados para seu próprio benefício político, ideológico e financeiro”.

Assim como a Sarah, eu cresci e estudei no sistema público de ensino minha vida toda.

Foi também na escola que tive — pelas mãos de um professor sensível e competente, que foi adolescente no momento mais duro da ditadura militar e começou a dar aulas ainda muito jovem — a revelação de que escrever era algo que me transformava, me dava uma outra dimensão na vida e poderia ser a minha maneira de estar no mundo.

Um bom professor muda a vida de muita gente. Dali eu segui para a universidade pública.

A mesma UFRJ que agora viu queimar o Museu Nacional que lhe competia preservar.  E agora me vem um sobrinho, também ex-aluno da UFRJ, propor algum tipo de projeto que mobilize um grande número de ex-alunos em defesa desse nosso patrimônio.

Nosso direito de aprender, pesquisar, produzir conhecimento…

Sem dúvida, uma proposta inadiável e irresistível.

Um beijo

Heloisa Villela

Anotações à margem para responder à Heloisa: o filho de um certo Jair Bolsonaro já falou nesse tal de voucher. É um cheque estatal para financiar escolas privadas e acabar com o ensino público. Beneficia os empresários amigos e desmantela a carreira dos professores, categoria “inimiga”do mercado.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Morvan

04 de outubro de 2018 às 20h57

Boa noite. Heloisa, Essa Sarah Smarsh, bem que desconfiei, foi criada pela avó. General Mourão está certo. É uma degenerada. Brincadeiras à parte, deixemos para o Prof. Hariovaldo. O que assusta é o leque de “coincidências”: desmonte da escola pública, financiamento de armas para professores (Sic!), desmobilzação de categorias profissionais. Merchadus rules.

Saudações “#HaddadPresidente, #ManuVice, #LulaLivre, Democracia, Justiça E Paz“,
Morvan, Usuário GNU-Linux #433640. Seja Legal, seja Livre. Use GNU-Linux.

Responder

Bernardo

04 de outubro de 2018 às 17h30

Rezar e pedir a Deus é sempre bom. Vamos também acreditar que nós podemos eliminar essa página da história do Brasil e eleger uma mente arejada para a presidência. Vamos fazer nossa parte e agir conclamando as pessoas descrentes com a política e aqueles ainda indecisos a darem seu voto a Haddad. O Brasil merece, Lula merece esse presente. Que Deus nos ilumine. Vamos fazer como disse o Bispo de Jales Dom Andrietta.

Responder

Antonio

04 de outubro de 2018 às 10h57

Esse voucher é muito diferente do prouni?
Dinheiro público para universidades privadas.
O Programa Universidade para Todos é um programa do Governo Federal do Brasil criado com o objetivo conceder bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de ensino superior.

Responder

    Julio

    04 de outubro de 2018 às 19h56

    Em contrapartida aos recursos disponibilizados ao prouni os governos Lula e Dilma criaram o reuni, para reestruturação e expansão das universidades federais. Com isso criaram universidades, expandiram os campi para o interior do pais e, literalmente, bombaram os institutos federais.
    Se não houvesse contrapartida seria a mesma coisa do voucher, mas houve e foi decisiva para a melhoria da qualidade do ensino superior e médio/tecnológico.

Evair da Costa Nunes

03 de outubro de 2018 às 11h36

Eu não posso acreditar que a população brasileira venha a eleger um presidente que deseja acabar com a educação pública, como está ocorrendo nos EUA apesar de o financiamento das escolas públicas dar-se de forma diferente da do Brasil! Pela educaçã pública de qualidade no Brasil! Haddad presidente! Bolsonaro não!!!!!

Responder

ANTONINO DE PÁDUA

03 de outubro de 2018 às 11h05

Ao final desta batalha terrível, depois de ler e reler textos, ver vídeos, escrever, postar, rogar, convencer as pessoas, e outras nem tanto; cheguei a um nobre e plausível pensamento: REZAR, REZAR, REZAR!!!! Os homens desesperados sempre procuram Deus nos momentos de tristeza e de tibieza. Deus nunca se esqueceu da fraqueza nossa de cada dia, mas espera que os homens se voltem pra ele, com a esperança renascida, refundada, no coração. Por isso, meus amigos, tenham fé em Deus! Rezem para que os eleitores no dia 07 de outubro(outubro vermelho!), não cometam a barbárie de votar na extrema direita, num louco, sedento por poder. Que Nossa Senhora nos inspire até o dia 07. Lula 13, Haddad também! Amém!!!!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.