VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Gilmar Mendes admite dois voos em aviões cedidos por Demóstenes

29 de maio de 2012 às 21h06

Ministro do STF nega, no entanto, que tenha viajado em aeronaves de Carlinhos Cachoeira

Mariângela Galucci, de O Estado de S. Paulo – Texto atualizado às 19h35

BRASÍLIA – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse nesta terça-feira, 29, que nunca voou em avião de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, mas que por duas vezes viajou em aeronaves cedidas pelo senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). As duas viagens, segundo Mendes, foram de Brasília para Goiânia e realizadas em aviões de uma empresa de táxi aéreo chamada Voar.

Mendes afirmou ter viajado para participar de um jantar e de uma formatura, em 2010 e 2011. Nas duas ocasiões, o ministro Dias Toffoli também estava no avião, de acordo com Mendes. Em uma das viagens, também estava Jobim e na outra, a ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Vamos dizer que o Demóstenes me oferecesse uma carona num avião se ele tivesse. Teria algo de anormal?”, perguntou Mendes, numa sinalização de que não haveria problemas.

Indagado sobre o fato de o ex-ministro Nelson Jobim não ter confirmado a suposta tentativa de Lula de intimidá-lo, Mendes respondeu: “Se eu fosse Juruna eu gravava a conversa, né? Ficaria interessantíssimo.” “Estou dizendo a vocês o que ocorreu. Posso ter uma interpretação errada, é um relato de uma conversa de quase duas horas. Mas os senhores sabem de uma coisa: eu não tenho a tradição de mentir. Eu posso até interpretar os fatos, mas os senhores não me viram me desmentindo ao longo da minha carreira”, declarou.

Mendes contou que não tem falado com Demóstenes, de quem era amigo. Ele disse que antes do escândalo o senador parecia ser uma pessoa diferente.

O ministro se disse ainda vítima de uma tentativa de desmoralização do tribunal por causa do julgamento do mensalão. Por várias vezes repetiu: “Isso é coisa de bandido”, e afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estaria envolvido na divulgação dessas “mentiras” – segundo palavras do ministro. As declarações foram dadas nesta terça, no momento que Gilmar Mendes chegava à sala onde são realizadas sessões de julgamento do STF.

PS do Viomundo:  Quem pagou pelos dois voos cedidos por Demóstenes Torres a Gilmar Mendes? Teria sido o próprio Demóstenes? Se não, quem?

Leia também:

Demóstenes: “Eu utilizei o avião, não o ministro Gilmar Mendes”

Maierovitch: Gilmar Mendes pode ter cometido crime contra a honra de Lula

Carta Maior: A carona que pode estar na origem de tudo

 

35 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Senado cassa o mandato de Demóstenes Torres « Viomundo – O que você não vê na mídia

11/07/2012 - 13h58

[…] Gilmar Mendes admite dois voos em aviões cedidos por Demóstenes […]

Responder

Voar é com Gilmar, o Mendes « Ficha Corrida

31/05/2012 - 22h16

[…] 1. Disse que nunca voou em avião do bicheiro Carlinhos Cachoeira, mas que por duas vezes viajou em aeronaves cedidas pelo senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). […]

Responder

Voar contradiz versão de Gilmar Mendes « Viomundo – O que você não vê na mídia

31/05/2012 - 18h49

[…] 1. Disse que nunca voou em avião do bicheiro Carlinhos Cachoeira, mas que por duas vezes viajou em aeronaves cedidas pelo senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). […]

Responder

marcos

30/05/2012 - 21h17

Gilmar Mentes jogou uma cartada decisiva de antemão; blefou com um grande soco na mesa, mas corre o risco de ter esperneado demais com provas de menos.a denúncia dele é de palavra contra palavra; só tem repercussão por que a mídia é amiga.
Quando ele diz que não tem problema em voar no jato com o Catão Goiano, ´já está antecipando uma defesa prévia !
A coisa começa a ficar boa !!!

Responder

Jaime

30/05/2012 - 16h25

Texto de Mauro Santayana para lavar a alma. Recomendo.

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2012/05/30/gilmar-mendes-nao-e-o-supremo/

Responder

Diniz

30/05/2012 - 15h09

O Ministro do STF, Gilmar Mendes, acusa o ex-Presidente Lula de fazer intrigas contra ele. Acusa, sem apresentar nenhuma prova, de que Lula insinuou uma barganha para adiar o julgamento do mensalão. Sua única testemunha, Nelson Jobim, desmente-o. Em 2008, Mendes acusou, sem nunca apresentar até hoje qualquer prova, de que o governo Lula grampeava ilegalmente seu telefone. Sua única testemunha chamava-se Demóstenes Torres, que auxiliava Cachoeira, contra o qual há várias provas de grampear ilegamente para fazer intrigas. Ou seja, no raciocínio de Mendes quem acusa não precisa apresentar provas e o acusado é quem faz intrigas. E olha que ele é Ministro da mais alta corte da Justiça !

Responder

Paulo Santos

30/05/2012 - 15h01

O ex-ministro Carlos Lupi caiu por causa de uma carona em um avião privado. Por que a mídia não fica indignada com a carona do Gilmar Mendes? Pau que bate em Chico não bate em Franciso?

Responder

Paulo Santos

30/05/2012 - 15h00

O ex-ministro Carlos Lupi caiu por causa de uma carona em um avião privado. Por que a mídia não fica indignada com a carona do Gilmar Mendes? Pau

Responder

Carlos Eduardo

30/05/2012 - 13h16

Este ministro sempre que faz acusações e, que logo em seguida checadas e desmentidas apela , correndo para debaixo do STF e trazendo nome de pessoas que nada tem com suas artimanhas. Vide seus acompanhantes em suas viagens. Covardão.

Pelo jeito este ministro passou o mes de abril/2011 viajando com o senador demostenes. Dia 08/ 04/11 , quinta feira, tres/quatro dias antes da viagem para Berlim este estava em Contagem. Dando uma palestra” e lançando seu livro na faculdade do senador e do limirio (socio do Cachoeira)

http://www.youtube.com/watch?v=3cbnV7DL7tg

Responder

Sergio Costa

30/05/2012 - 12h30

Azenha,por favor me ajuda a entender.Uma hora ele disse q o Pres.Lula,tinha pedido, pra ele atrasar o julgamento e que isso seria uma pressão despropositada.No outro dia,disse q ele tinha “entendido” uma pergunta do Presidente,como sendo uma “forma” de pressão.Ontem era uma afronta divulgarem,de novo na conta de Lula, informações sobre ele e sobre a conversa.Qual será a versão de amanhã?

Responder

José Luiz de Araujo Neto

30/05/2012 - 11h53

Gostaria de perguntar pro Demóstenes quem seria o Gilmar, que o senador fala na gravação? Quem é o Gilmar?

Responder

Padim Ciço

30/05/2012 - 11h21

Exame de voz destaca “segmentos fraudulentos” em fala do ministro Gilmar Mendes

http://mais.uol.com.br/view/1575mnadmj5c/analise-de-voz-aponta-fraudes-na-fala-de-gilmar-mendes-04024E983760C8C12326?types=A&

29/05/201218h14
Exame de voz destaca “segmentos fraudulentos” em fala do ministro Gilmar Mendes
COMENTE
Do UOL, em São Paulo
O laudo de uma perícia em análise de frequência de voz aponta trechos “fraudulentos e suspeitos” na entrevista do ministro Gilmar Mendes veiculada nesta segunda-feira (28) pelo canal “GloboNews”, sobre um encontro seu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Na edição do último domingo (27), a revista Veja publicou reportagem em que o ministro Gilmar Mendes relata um suposto encontro entre ele, Lula e o ex-ministro Nelson Jobim no dia 26 de abril.

ANÁLISE DE VOZ APONTA FRAUDES EM ENTREVISTA DE GILMAR MENDES
Segundo Mendes, o ex-presidente teria insinuado que poderia protegê-lo na CPMI do Cachoeira, que investiga a relação entre políticos e agentes públicos com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, em troca do adiamento do julgamento dos envolvidos no mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal). O escândalo do mensalão, que deve ser julgado em agosto próximo, envolveu pagamentos a parlamentares da base aliada do então presidente Lula em troca de aprovação de projetos no Congresso Nacional.
LEIA MAIS
• OAB defende Supremo e cobra explicação de Lula
• Lula propôs ajuda em CPI para adiar mensalão, diz Gilmar Mendes

À emissora de TV, Mendes confirmou o teor da conversa que teria travado com Lula.
Na análise de um total de 3 minutos de trechos da entrevista, foram detectadas 11 ocorrências de “alto risco”, cinco de “provável risco” e duas de “baixo risco”.
“Alto risco é uma maneira de dizer que a pessoa está mentindo”, afirma o perito responsável pela análise, Mauro Nadvorny.
Nadvorny é diretor-presidente da empresa Truster Brasil, que produz a tecnologia que detecta sinais de tensão, estresse, medo, embaraço e excitação em arquivos de voz.. De acordo com Nadvorny, esses fatores permitem situar declarações em uma escala de veracidade.
MAIS SOBRE O MENSALÃO
• STJ livra 15 acusados do mensalão de ação por improbidade
• STF rejeita pedido de Marcos Valério para tirar Joaquim Barbosa da relatoria do mensalão

O laudo indicou “alto risco” de fraude nos trechos em que o magistrado diz que o mensalão “entrou na pauta das conversas”, que “o presidente tocou várias vezes na questão da CPMI” e no trecho em que Mendes diz ter “nenhuma relação, a não ser relação de conhecimento e de trabalho funcional com o senador Demóstenes”.
Veja a seguir alguns dos trechos da entrevista de Gilmar Mendes considerados “fraudulentos e suspeitos” pelo laudo de Nadvorny, acompanhados da conclusão do perito:
Gilmar Mendes: “Este assunto entrou na pauta das conversas”
De acordo com a análise do software, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que o assunto (mensalão) entrou na pauta das conversas.
Gilmar Mendes: “E aí o presidente disse da importância do julgamento do mensalão, que se possível não se julgasse esse ano porque não haveria objetividade”
De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes está sendo verdadeiro quando afirma que o presidente Lula teria dito que não haveria objetividade. Não é possível concluir que ele tenha dito algo sobre a importância do julgamento não acontecer este ano.
Gilmar Mendes: “O presidente tocou várias vezes na questão da CPMI, desenvolvimento da CPMI, o domínio que o governo tinha sobre a CPMI”
De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que o presidente Lula tocou no assunto da CPMI.
Gilmar Mendes: “Então eu disse a ele: ‘com toda franqueza, presidente, eu vou lhe dizer uma coisa, parece que o senhor está com alguma informação confusa’”
De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes está sendo verdadeiro quando afirma que disse ao presidente Lula que ele estava com uma informação “confusa”.
Gilmar Mendes: “ ‘O senhor não está devidamente informado, eu não tenho nenhuma relação, a não ser relação de conhecimento e de trabalho funcional com o senador Demóstenes”
De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que não tem nenhuma relação com a matéria da CPMI.
Gilmar Mendes: “Aí então eu esclareci a viagem de Berlim, (…) me encontrara com o senador em Praga porque isso foi agendado previamente, ele tinha também uma viagem para Praga, então nos deslocamos até Berlim. Eu vou um pouco a Berlim, como o senhor vai a São Bernardo
De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes não está sendo verdadeiro quando afirma que se encontrou com o senador (Demóstenes) em Praga para ir a Berlim (para visitar sua filha) numa viagem previamente agendada.
Gilmar Mendes: “Claro que houve a conversa sobre o Mensalão, o Jobim sabe disso”
De acordo com a análise do programa, o ministro Gilmar Mendes muito provavelmente não está sendo verdadeiro quando afirma que a conversa existiu e que Jobim sabe disso.
Procurado pelo UOL para comentar o laudo, o ministro Gilmar Mendes não se manifestou até agora.
Equipamento
A análise de Nadvorny foi feita voluntariamente, com o software de análise de voz da Truster Brasil, o mesmo usado pelos serviços de inteligência das polícias do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal.
“A tecnologia faz uma varredura em todo o arquivo de voz para estabelecer uma linha básica e aponta os techos em que a fala foge dessa linha, o que indica, em diferentes graus, que a pessoa não está sendo verdadeira”, diz Nadvorny.
Segundo ele, nos trechos em que o programa aponta “alto risco”, há praticamente certeza de que a pessoa está mentindo. “Isso porque a natureza humana não é construída para mentir. Quando a pessoa mente, ela está sob estresse”, afirma.

Responder

Luiza

30/05/2012 - 10h30

O Lupi foi cassado por que pegou uma carona de jatinho que tinham arranjado para ele, que ele nem sabia. Coitado deve ta fulo. Porque a imprensa que foi tão agressiva com o ministro do trabalho esta com do do gilmarzinho, afinal (por enquanto) só foram duas viagenzinhas no jatinho de um criminoso. O bom jornalista deveria comparar os fatos e questionar o Gilmar sobre o caso lupa, se achava justo! Também deveriam confirmar com ele se o Lula realmente insinuou sobre pressionar os OUTROS ministros do supremo, como diz a vejica. Aí quero ver sua voz ser firme (ja apareceu como fala mentirosa num teste de voz, numa outra entrevista que ja minimizava a revista) ou ele apontar que nao e comprovar que a revista mentiu (mais uma vez). Porque ninguem perguntou isso (é o que falta, sendo ainda a acusação mais grave!)

Responder

Gerson Carneiro

30/05/2012 - 10h12

Gilmar Mendes usou tática da Suzane von Richthofen que guardou o tickt do motel para provar inocência.

Será que Gilmar tem as três passagens anteriores e as três posteriores?

Responder

Rodrigo Giordani

30/05/2012 - 10h11

Atenção que o blog do Nassif ao que parece saiu do ar…

Responder

Wladimir

30/05/2012 - 09h57

Mas, deixa eu entender uma coisa: Se durante o seu depoimento na CPMI, ontem 29/05, Demóstenes confirmou que os aparelhos NEXTEL habilitados nos EUA, foram cedidos e cujas contas no valor mensal de R$ 50,00 eram pagos por Carlinhos Cachoeira, além de outras contas do Senador pagas pelo mesmo contraventor, significa que as “gentilezas” feitas pelo Parlamentar ao Ministro Gilmar Mendes, em “vôos de avião”, também seriam pagas pelo próprio Cachoeira!!! Ou não?!?! Pois se o Senador não tinha “cinquentão” para pagar a conta do telefone, como pagaria as viagens de Gilmar, e por quê?!?!

Responder

trombeta

30/05/2012 - 08h46

Mas e a viagem de SP à Brasília no retorno da europa com seu amigão Demóstenes Torres e “por grande coincidência” aonde também se encontrava Cachoeira, quem pagou ministro Mendes?

Só responda não precisa ficar nervoso.

Responder

Yarus

30/05/2012 - 07h11

Tava na cara:

http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2012/05/29/exame-de-voz-destaca-segmentos-frauduluentos-em-fala-do-ministro-gilmar-mendes.jhtm

————————–

“Jornal O Globo promove campanha contra Lula no Twitter

Então, leitor, se faltava algo para a grande imprensa brasileira comprovar que se converteu em partido político, não falta mais. O segundo (?) maior jornal do país lançou mão do recurso mais banal da política contemporânea para um grupo político atacar outro. O que será que o TSE acha disso?…”
http://www.blogdacidadania.com.br/2012/05/jornal-o-globo-promove-campanha-contra-lula-no-twitter/#comment-292481

Responder

Yarus

30/05/2012 - 06h36

“Exame de voz destaca “segmentos fraudulentos” em fala do ministro Gilmar Mendes”
http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2012/05/29/exame-de-voz-destaca-segmentos-frauduluentos-em-fala-do-ministro-gilmar-mendes.jhtm

Responder

Yarus

30/05/2012 - 06h25

“Jornal O Globo promove campanha contra Lula no Twitter

Então, leitor, se faltava algo para a grande imprensa brasileira comprovar que se converteu em partido político, não falta mais. O segundo (?) maior jornal do país lançou mão do recurso mais banal da política contemporânea para um grupo político atacar outro. O que será que o TSE acha disso?”
http://www.blogdacidadania.com.br/2012/05/jornal-o-globo-promove-campanha-contra-lula-no-twitter/#comment-292481

Responder

Francy Granjeiro

30/05/2012 - 00h45

a veja, que antes era uma “tigresa” no combate à corrupção agora mais parece uma “gatinha” acuada e sem representar perigo algum.

Cachoeira aumentou em 2.433% seu patrimônio imobiliário em sete anos
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2012/05/29/interna_politica,304624/cachoeira-aumentou-em-2-433-seu-patrimonio-imobiliario-em-sete-anos.shtml
E,quantas vezes aumentou o patrimõnio do Demóstones, Marconi,ZéAgripino,Álvaro,Gurgel, Kassab….. e demais políticos do mesmo grupo.Alguém tem este montante???
A SENZALA O CASARAO TA PEGANDO FOGO TA CAINDO..KKKKKKKKKKKKKKKKKK

Responder

Geysa Guimarães

30/05/2012 - 00h36

Não foi um voozinho desse que defenestrou o Lupi do Ministério do Trabalho?
Ministro do STF pode menos ainda.

Responder

Joao

30/05/2012 - 00h07

É complicado o comportamento publico de um ministro do STF assim.

Me parece o caso do grampo telefonico no caso daniel dantas que ninguem viu ou melhor escutou as gravacoes. Operacao abafa.

Responder

Fabio Passos

29/05/2012 - 23h51

E não é que o gilmar dantas gosta muito de voar “de grátis”?

Olha só o comparsa do rupert civita passeando com dinheiro do povo brasileiro:

terça-feira, 29 de maio de 2012
GILMAR MENDES USOU DINHEIRO PÚBLICO PARA “VER” EQUINÓCIO NO AMAPÁ
http://cloacanews.blogspot.com.br/2012/05/gilmar-mendes-usou-dinheiro-publico.html


Além das passagens aéreas com tratamento VIP, o povo brasileiro bancou, também, as diárias do ministro Gilmar Mendes em sua passagem por Macapá, nos dias 19 e 20 de março de 2009. Naquela ocasião, o magistrado-empresário largou o serviço em Brasília para ser homenageado pela Assembléia Legislativa do Amapá com o título de “cidadão amapaense”, em evento que contou com a presença de outro amapaense ilustre, o maranhense José Sarney.
O jurista-maior do Brasil aproveitou o embalo e foi até o Marco Zero da cidade conferir a horizontalidade dos raios solares na efeméride conhecida como “Equinócio das Águas”. Tudo com o nosso rico dinheirinho.

Responder

SILOÉ-RJ

29/05/2012 - 23h20

Uma viagenzinha dessa derrubou um ministro do governo, E agora José???
Dois pesos duas medidas???

Responder

José Lucena

29/05/2012 - 23h19

Perde-se o rumo, perde-se o prumo, perde-se a razão. Estou para ver um indivíduo ficar próximo/muito próximo da lama e sair limpo, mesmo sendo autoridade. O mais grave é que a instituição suprema toma nas fuças. Se ja não bastasse a jagunçada, o empate 5 X 5 indefinido por longo tempo, o estrelismo e, parece que, tem vaga para muito mais. Diante dessa sujeira, parodio constrangido: Que vergonha!!!!!!!!! Tem gente por aí precisando tomar um rela. Era assim que minha mãe dizia e fazia quando saíamos da linha: Nos chamava na grande e botava as coisas nos lugares certos. Alguém precisa tomar o lugar de mãe. Faça-se alguma coisa o quanto antes!

Responder

SILOÉ-RJ

29/05/2012 - 23h14

Gilmar mostra os tickts das passagens e diz que elas fora pagas pelo STF. Até aí tudo bem!!!
Mas quem garante que ele utilizou os tickts???

Responder

    francisco niterói

    30/05/2012 - 11h43

    E ele não foi a Berlim pra visitar a filha?? E quemmpagou foi o STF? Tá tudo muito confuso e a nossa midia nao vai investigar.

Luiz Carlos

29/05/2012 - 22h41

O destempero do Sr. Gilmar Mendes demonstra todo o seu autoritarismo e falta de respeito. Em vez de ficar lançando impropérios aos gritos deveria explicar :
1- Qual o motivo dos seus passeios com o Demóstenes. Encontro em Praga e viagem para Berlim, formaturas, festas. Ser amigo de um sujeito que está sendo questionado por corrupção juntamente com um bicheiro sem categoria é levanta dúvidas sim!
2 – Explicar como colocou o araponga Jairo, dentro de STF, pondo em risco a segurança de todos;
3- Explicar o caso do grampo que ele e o Demóstenes inventaram para presionar o governo, cujo áudio nunca foi achado;
4 – Explicar porque seu nome é citado várias vezes nas escutas telefônicas no caso da Celg, para diminuir o valor das dívidas em bilhões, e tornar esta empresa viável.
Entre outros pontos que estão sendo levantados pela CPMI, é isto que queremos saber.

Responder

Nielsen Holland

29/05/2012 - 22h38

Se os aviões que serviram dom gilmar não forem de carlinhos, pode ser que sejam da D air lines.(D de demóstenes) mas, o mais provável é que tais aeronaves pertençam a GCD linhas aéreas ltda. (Gilmar,Carlos, Demóstenes).
Ou,numa versão mais pomposa, CATARATAS E CASCATAS AIR LINES. Ou ainda,
Jardins do Eden Linhas aéreas.(especializada em transportar santos, como são demóstens, S. joséserrasconi etc, em suas viagens entre o céu e a terra, e vice-versa. Sabe se lá. Nem a própria candura em pessoa, o dom gilmar sabe…então só resta mesmo especular se os aviões cedidos por são demóstenes pertencem a uma, ou a outra, dessas companhias aéreas aí descritas. Avaaaante, ou seria: aviaaaaaaaaaaaaaannnnnte ,dom gilmar…o inferno é o seu limite!

Responder

Lafayete Gonçalves

29/05/2012 - 22h25

O Gilmar Mentes vai morrer pela boca … e ainda leva o pobre do Toffoli.

Responder

Fabio Passos

29/05/2012 - 22h17

“Vamos dizer que o Demóstenes me oferecesse uma carona num avião se ele tivesse. Teria algo de anormal?”, perguntou Mendes…

quem pagou foi o criminoso carlinhos cachoeira?

Este cínico do gilmar mentes quer nos fazer crer que ministro do stf viajando com despesa paga pelo crime organizado é normal?
Nem leitor de veja acredita nesa. rsrs

gilmar dantas é um pulha.
O lugar dele é nas páginas da quadrilha veja de rupert civita.
E o lugar de rupert civita, demóstenes torres e gilmar dantas é na cadeia com carlinhos cachoeira.

Responder

zanuja

29/05/2012 - 22h14

A Cia. Voar emitiu OFÍCIO enviado ao Conselho de Ética NEGANDO que tenha alugado qquer aeronave para o Senador Demóstenes o qquer outra pessoa. Afirma tb que NÃO ALUGA AERONAVES.

Responder

Messias Franca de Macedo

29/05/2012 - 22h08

GRAMPO EM SALA DE AULA DE GOIÂNIA! ENTENDA

– Ô “fessora”, é verdade que o nosso conterrâneo DEMÓstenes Torres foi Secretário de Justiça do nosso Estado?
– É verdade, “doutorzinho curioso”!
– Ô “fessora”, o nosso conterrâneo falou na televisão que ele é muito bem informado…
– “O doutor” DEMÓstenes é senador…
– Sim, “fessora”, ‘intonci’ me explique: ‘Currupio’, meu vizinho, “tá no primário que nem eu”, sabia, há muito tempo, que o nosso outro conterrâneo, o Cachoeira, alugava aquelas máquinas de jogos, tome-lhe moedinhas, toda cheia de cores… Aquelas do bar do português, a cara do Gilmar Dantas…
– Uai, menino, “e o que tem a ver cré com cré?!”
– Ô “fessora”, o nosso conterrâneo disse no conselho de Aética…
– Conselho de ética…
– “Vá lá”, “fessora”!… O nosso conterrâneo disse que não sabia das estripulias do Cachoeira!… “Pode ‘to be?!”
[Toca o gongo! Hora do recreio!]
– Ufa! – suspira a “fessora”!
– “Fessora”, a senhora deixou cair o grampo no chão!…

Que país é esse, sô?!

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Marcelo de Matos

29/05/2012 - 21h36

Pagou com os pontos do cartão de crédito, trocados por milhas com o Cachoeira? É uma hipótese.

Responder

Deixe uma resposta