VIOMUNDO

Rogério Correia: Tucanos barraram CPI da Mineração agora aprovada pela Assembleia de Minas Gerais

11 de novembro de 2015 às 17h10

MINAS SEMPRE FOI A ‘CASA DA MÃE JOANA’ PARA AS MINERADORAS

Mais uma herança maldita tucana que agora vamos consertar!

do Facebook do deputado Rogerio Correia

Em abril de 2013, o então bloco de oposição ao governador Anastasia, o Minas Sem Censura, tentou instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito — CPI — para investigar irregularidades e diversos danos causados ao meio ambiente e à população pela expansão e intensificação da atividade minerária em Minas Gerais.

Infelizmente os interesses dos poderosos falaram mais alto e não conseguimos.

Aí está pedido de CPI apresentado na época:

Captura de Tela 2015-11-11 às 17.07.07

 

PUBLICADO EM 10/11/15 – 19h03

ALMG

Deputados conseguem assinaturas para abertura da CPI das barragens

O foco do trabalho será analisar a responsabilidade pelo rompimento das barragens em Bento Rodrigues, em Mariana, na região Central do Estado, mas também analisar a situação das barragens em todo o Estado

TÂMARA TEIXEIRA, no jornal O Tempo

Os deputados Fred Costa (PEN) e João Magalhães (PMDB) unificaram os requerimentos para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Barragens e do Mineroduto. Essa união fez com que conseguissem em um dia todas as assinaturas necessárias para a abertura da CPI e irão protocolar nesta quarta-feira (11) o pedido de abertura.

Ao todo são necessárias 26 assinaturas para instaurar a comissão. O foco do trabalho será analisar não só a responsabilidade pelo rompimento das barragens da empresa Samarco, em Bento Rodrigues, na cidade de Mariana, na região Central do Estado, mas também levantar a situação e os riscos que possam existir nas demais barragens em funcionamento pelo Estado.

A comissão irá analisar a legalidade e os trâmites dos licenciamentos ambientais concedidos para as mineradoras que atuam em Minas Gerais e a situação de risco de rompimento em outras barragens pelo Estado. Segundo o deputado Rogério Correia (PT), a CPI irá abordar os empreendimentos espalhados por todo o Estado. “Não foi a primeira vez que isso aconteceu.  Já vimos esse tipo de tragédia em Itabirito, Macacos e outras cidades. É um problema recorrente”, disse Correia.

Segundo o deputado, o foco não é apurar possíveis falhas em governos anteriores, mas, as responsabilidades pelo rompimento das barragens em Mariana e ainda propor mudanças que possam garantir a segurança dessas atividades no Estado. “Vamos apurar as causas e ver se é possível conviver ou não com as barragens. A intenção é propor também novas diretrizes de como deve ser o funcionamento de mineração no Estado, pois Minas é a casa da mãe Joana das mineradoras”, disse.

O deputado Fred Costa (PEN), que pertence ao bloco independente Compromisso com Minas Gerais, começa a colher assinaturas na Casa para uma outra CPI com o mesmo intuito na tarde desta terça-feira (10). Segundo o parlamentar, a tendência é que as duas frentes se unam no futuro.

“Queremos apurar, no caso de Mariana, os motivos que remeteram a essa catástrofe, quais eram os cuidados que a mineradora havia tomado para possíveis acidentes. Além disso, queremos saber como tem sido o processo de licenciamento de mineradoras no Estado. Enfim, queremos fazer um raio-x de como estão as barragens e as licenças ambientais dessas atividades para que novos acidentes não ocorram”, disse. Com relação ao movimento da base que já reúne assinaturas, ele diz que, como o tema é o mesmo, “com certeza vamos nos unir”.

Veja as imagens:

Do extermínio do rio Doce

Do extermínio do rio do Carmo

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

21 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Olivier gonçalves Fernandes

19/01/2016 - 19h15

Sugiro, caro deputado, que alem da CPI da Mineração, tambem seja levado uma denuncia ao STF, que faz questão de investigar toda e qualquer denuncia contra petista, ainda que partindo de bandidos presos pela lava-jato, dos reais responsaveis pela aprovação da famigerada LEIC 100, pois todos eles sabiam que estavam assinando em baixo de algo sabidamente inconstitucional e quq hoje esta provocando todo esse horror ao atual governo e principalmente aos atingidos por mais esse absurdo dos governos do PSDB, lembrando que na ALMG tem muita gente que tamben é responsavel pelo desastre conhecido por Lei 100, vou citar só um: JOÂO LEITE, e não só o maior dos cafagestes, AECIO NEVES.

Responder

Cidadão Brasileiro,contribuinte e idiota.

12/11/2015 - 12h57

A mídia convencional, Globo etc. tornou-se um grande e fácil negócio,altamente rentável! É o comércio da ilegalidade com alto requinte e aplicação de inteligência! São oferecidos apenas dois produtos : 1 )Vende-se verdade ou mentira nua e crua! 2) Vende-se mentiras! Os dois produtos têm preço. O leitor ou ouvinte pode ter apenas uma certeza : Tudo que se divulga na imprensa é manipulado comercialmente, é um produto! Se fores deficiente visual : Nunca acredite! Se enxergares : Faça como São Tomé : Creia após ver! Escolha ser seguidor de Tomé ou Idiota!

Responder

Eu

12/11/2015 - 10h28

O certo seria estas empresas “capitalistas burguesas malvadas” fecharem as portas e DEMITIREM todos os seus trabalhadores…, certo, seu bando de idiotas? A Esquerda é uma merda mesmo.

Responder

    Paulo Figueira

    12/11/2015 - 14h13

    O certo é permitir que as mineradoras ajam de forma irresponsável e criminosa provocando mortes e um enorme passivo ambiental, essa direita é uma bosta mesmo.

Helena/S.André SP

12/11/2015 - 07h36

Esta parado no Congresso Nacional o Marco Civil da Mineração desde 2011. O tema fixa regras para exploração de recursos minerais em todo o território nacional e cria uma agência reguladora para o setor. Envolve também desde regulação da presença de companhias estrangeiras na atividade aos direitos das comunidades tradicionais que vivem em áreas atingidas por exploração mineral. Essas informações constam no site http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2014/12/com-ultimo-recesso-da-legislatura-votacoes-importantes-ficam-para-a-proxima-4159.html Acho importante que agora, mais do que nunca, se dê prioridade a colocar em pauta esse Marco da Mineração no Congresso e, por tabela, a discussão em torno da estatização das jazidas de Nióbio. Não se pode mais ignorar a importância desse minério para a economia nacional, pois trata-se de um mineral de 1001 utilidades e o Brasil detém 95% de toda a sua reserva mundial. Esse minério é tão importante quanto o pré-sal, pois é uma riqueza que vale trilhões de dólares. Para quem quiser saber mais sobre essa riqueza que significa o Nióbio chamo a atenção para um artigo publicado na Revista do Brasil de agosto/2012 intitulado “O nióbio é nosso?” Este artigo pode ser visto também no seguinte link: http://www.redebrasilatual/revistas/74/ciência Não custa lembrar que FHC queria vender por R$ 600 mil reais a jazida de nióbio de São Gabriel da Montanha (AM) em 1997 e o almirante Roberto Gama e Silva impediu essa verdadeira ação lesa-pátria. Vejam só, os tucanos sempre querendo vender a preço de banana as riquezas de nosso país. E não se esqueçam que o sr. Cunha teve muito dinheiro em sua campanha proveniente dessas empresas mineradoras, e, é claro, os tucanos de MG também.

Responder

    Hell Back

    24/11/2015 - 10h35

    O nióbio não é mais nosso (se é que se pode dizer que temos alguma coisa nossa), pois foi vendido junto com a Vale no governo de FHC.

FrancoAtirador

12/11/2015 - 03h48

.
.
“É ENGANO DIZER QUE ESTA LAMA NÃO É TÓXICA.
.
SÃO RESÍDUOS DO MINÉRIO QUE ESTÃO LÁ
.
E VÃO FORMAR UMA CAMADA, EM TODO O CURSO,
.
LIBERANDO, AOS POUCOS, SUBSTÂNCIAS TÓXICAS”
.
Na Avaliação do Mestre em Ecologia e Doutor em Botânica,
Reinaldo Duque-Brasil, são Devastadores os Efeitos
do Rompimento das Barragens da Samarco [BHP/VALE].
.
Para o Professor de Agroecologia e Botânica
do Campus Avançado de Governador Valadares
da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
a Biodiversidade foi Arrasada no Vale do Rio Doce.
.
A habitual cor do rio deu lugar a tons de marrom e vermelho-escuro, de aspecto denso, por causa do minério.
O cheiro forte do barro com reagentes químicos piorou nos últimos dias, devido aos animais mortos, como cavalos e capivaras,
que não conseguiram escapar da força da avalanche e agora se misturam ao rastro de destruição nas margens.
.
“A lama que chegou ao Leste de Minas é o golpe de misericórdia
no Rio Doce, que este ano atingiu seu nível mais baixo”,
reagiu, com indignação, o professor de agroecologia e botânica Reinaldo Duque-Brasil,
do câmpus avançado de Governador Valadares da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).
.
Para ele, mestre em ecologia e doutor em botânica,
são devastadores os efeitos do rompimento
das duas barragens da Samarco [BHP/VALE].
.
“Vivemos um clima de apreensão,
principalmente com a interrupção
no fornecimento de água em Valadares.
Ficamos só com o que tem na caixa-d’água”, disse.
.
“É engano dizer que esta lama não é tóxica.
São resíduos do minério que estão lá
e vão formar uma camada, em todo o curso,
liberando, aos poucos, substâncias tóxicas.
.
Este ano o rio não conseguiu chegar ao mar, no Espírito Santo.
Imagine uma situação dessas em um rio que recebe uma carga desse tipo, de repente”.
.
“O dano ambiental é irremediável, pois tudo o que respira no ecossistema está morrendo:
peixes, tartarugas, pequenos mamíferos e aves. Houve interrupção na cadeia alimentar”, diz.
.
Para as matas ciliares, as consequências foram igualmente nocivas.
Com a lama de mineração, o assoreamento do Rio Doce vai aumentar.
.
(http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2015/11/10/interna_gerais,706095/lama-de-mineracao-acelera-degradacao-do-ja-poluido-rio-doce.shtml)
.
.

Responder

FrancoAtirador

11/11/2015 - 20h57

.
.
Por falar em Casa da Mãe Joana…
.
Partido Solidariedade [a Eduardo Cunha]
.
indica Paulinho Boca Suja para Conselho
.
de Ética [?!?] da Câmara dos Deputados…
.
.

Responder

FrancoAtirador

11/11/2015 - 20h35

.
.
REDE JABÁ DE COMUNICAÇÃO CORPORATIVA COMPRADA E VENDIDA
.
Na Mídia Corporativa não se fala contra os Problemas Sócio-Ambientais causados
.
pelas Grandes Empresas de Mineração, pois isso significa ir contra o Dinheiro Grosso
.
que patrocina as Atividades Empresariais dos Donos dos Veículos de Comunicação.
.
.
“Principais Impactos ao Meio Ambiente
Decorrentes da Extração de Minérios”
.
Retirada da Vegetação Nativa;
Modificação nas Calhas dos Cursos d’Água;
Instabilidade de Margens e Taludes;
Alteração nos Lençóis Freáticos;
Efluentes Líquidos e Resíduos Sólidos;
Contaminação de Aqüíferos;
Poluição Atmosférica;
Compactação e Infertilidade do Solo;
Interferência sobre a Fauna;
Trepidação do Terreno no Entorno;
Poluição Sonora;
Alteração da Paisagem;
.
.
“Avaliação dos Riscos de Contaminação”
.
Na Avaliação da Toxicidade de um Contaminante
são considerados a intensidade, a freqüência, a duração
e os prováveis caminhos da Exposição Humana.
.
As concentrações do contaminante
são medidas nos Pontos de Exposição,
e as concentrações teóricas devem ser estimadas
por meio de modelos de transporte de massa.
.
Os resultados da avaliação, para cada via de exposição específica (atual ou futura),
serão comparados com os dados toxicológicos específicos do composto de interesse.
.
As Avaliações de Riscos a Ecossistemas Aquáticos e à Fauna e à Flora Terrestres
seguem, basicamente, os Mesmos Princípios Utilizados para a Avaliação de Risco à Saúde Humana.
.
(http://www.dmg.ufcg.edu.br/ambientemineral/ed6/artigo5.PDF)
(http://sergiorochareporter.com.br/mineracao-destruicao-dos-solos-e-contaminacao-das-aguas)
(http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-40142010000100016&script=sci_arttext)
(https://www.passeidireto.com/arquivo/5011543/avaliacao-de-risco-toxicologico-a-saude-humana)
(http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-25042008-160351/publico/DT.pdf)
.
.

Responder

Urbano

11/11/2015 - 20h08

Mais uma prova inconteste de que o tunganato tem a maior aversão ao povo, embora sempre se sirva dele para os seus interesses mais recônditos.

Responder

Cláudio

11/11/2015 - 19h26

:

: * * * * 19:13 * * * * Ouvindo A Voz do Bra♥♥S♥♥il e postando:

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

Eduardo

11/11/2015 - 18h55

Rogério Corrêa, como voçê sabe o subsolo e suas riquezas são constitucionalmente propriedade da União que concede sua exploração à iniciativa privada sob condições legais. O ministério de Minas e Energia pelo órgão federal DNPM é o concedente do direito à exploração. A concessão só é dada pelo Ministério após o devido processo de licenciamento ambiental cuja autonomia e responsabilidade é única e exclusiva do Governo do Estado onde se dá a mineração. Assim, se nossas instituições fossem sérias, bastaria o MPF,o MME bem como o Ministério do Meio ambiente convocarem e obrigarem o ex-Governador de Estado Aécio Neves, seu secretário de Meio Ambiente e o órgão licenciador estadual responsável para explicarem o que de fato ocorreu nos últimos 12 anos em MG! Caso contrário, os mineiros terão direito de praticar humor negro e pensar que foi um “choque de gestão”que rompeu a barragem. É preciso punir os omissos e negligentes responsáveis pelas vidas humanas perdidas e os prejuízos da casa de “Mãe Joana”,seja quem for!

Responder

Leo

11/11/2015 - 18h26

Não adianta. É o jogo sujo da política feita por toda a esquerda brasileira, quer seja do PSDB, quer do PT.
.
Enquanto o PT atua na esfera federal como, por exemplo, com aquele relatório pífio do Deputado Luiz Sergio, o PSDB arma essas em MG. É o sujo falando do mal lavado.

Responder

Eduardo

11/11/2015 - 18h23

Caro Rogério Corrêa, Concomitantemente à CPI das mineradoras na ALMG,sugiro que o MPF designe uma equipe de procuradores que não sejam “fanfarrões” como na Lavajato, para lavar a jato a lama criminosa da Vale/Samarco e diminuir o canibalismo minerário praticado pelo capitalismo internacional e nacional , que segundo o “Privatizador Geral da República- FHC” faria Minas Gerais rica e seu povo desenvolvido.

Responder

Fagner

11/11/2015 - 17h17

Adriano Magalhães, esse senhor tem muito a contar sobre como essas licenças ambientais eram concedidas:

http://jornalggn.com.br/noticia/as-suspeitas-de-fraudes-nos-licenciamentos-ambientais-em-mg

http://www.hojeemdia.com.br/noticias/adriano-magalh-es-vira-reu-por-prevaricac-o-1.286059

Responder

Deixe uma resposta