VIOMUNDO

Rogério Correia: “Se tudo for investigado, ele acaba preso”; ele é Aécio

08 de outubro de 2014 às 13h16

aecio-neves

Correia  cita como casos de corrupção, os dois aeroportos feitos por Aécio com dinheiro público nas fazenda da família do pai e da mãe, a rádio Arco-Íris, o Mineirão, o mensalão tucano e a Lista de Furnas

por Conceição Lemes

Antes do último domingo 5, Aécio Neves (PSDB) alardeava que, em Minas Gerais, teria 4 milhões de votos a mais que Dilma Rousseff (PT) na disputa presidência da República.

Os mineiros lhe deram uma baita cortada nas asas, assim como de outros tucanos.

Em Minas, segundo colégio eleitoral brasileiro, Dilma teve mais votos: 4.829.513 — 43,48%. Aécio, 4.4414.452 – 39,75%.

Na disputa ao governo do Estado a surra foi maior. Fernando Pimentel (PT) ganhou no primeiro turno 5.362.870 (52,98%). Pimenta da Veiga, candidato de Aécio, teve 4.240.706 votos (41,89%).

“Minas tem uma tarefa importante agora”, avalia o deputado estadual Rogério Correia (PT), em entrevista ao Viomundo. “Demonstrar ao Brasil o quanto é falso o discurso aecista e os malefícios produzidos aqui pelo choque de gestão.”

“A corrupção em Minas é enorme”, diz Correia. “Só que as pessoas não sabem.”

“Enquanto a Dilma manda investigar toda denúncia, pois não tem nada a temer, Aécio não deixa investigar nada aqui”, frisa.

“O senador Aécio não deixa investigar nada, porque tem denúncias que o envolvem pessoalmente, além das denúncias contra o seu governo”, afirma Rogério Correia.  “Se tudo for investigado, ele acaba preso.”

Rogério Correia foi reeleito para um quarto mandato na Assembleia Legislativa de Minas com 72.413 votos. É o vice-líder do Minas Sem Censura, bloco parlamentar de oposição que ajudou a criar. 

Segue a íntegra da nossa entrevista

Viomundo — Como avalia a derrota de Aécio em Minas Gerais?

Rogério Correia – Aqui, tudo era escondido.  Mas, com a campanha nacional, Minas passou a conhecer melhor o Aécio e isso levou à derrota dele. O que ele dizia na televisão, no horário eleitoral, chocava o povo mineiro.

Viomundo – De que forma?

Rogério Correia — Ele insistiu muito que nós tínhamos uma educação maravilhosa. Só que aquela educação maravilhosa não existe aqui. Quando os alunos, os professores e os mineiros em geral viram aquela propaganda mentirosa, eles compararam e ficaram chocados. Era um discurso falso. Ou seja, o marketing que o Aécio fez para o restante do Brasil entrava em contradição com a realidade. Essa falsidade levou à derrota dele aqui.

Houve ainda mais dois fatores que levaram Aécio à derrota em Minas. Um foi a arrogância. Achava que mandava em Minas. Ele dizia que ia ter aqui 4 milhões a mais de votos que a Dilma.

O outro fator é que quem cuidou do povo de Minas foi a presidenta Dilma, não foram os tucanos. Tanto que a votação dela nas regiões mais carentes foi estupenda.  No Norte de Minas, Dilma chegou a ter mais de 70% dos votos.

A cerca neoliberal tomou um curto circuito, ela foi desligada e o choque de gestão desmascarado.

Com a cerca neoliberal desligada, nós pudemos saber melhor o que estava se passando em Minas. E a opção foi pela Dilma.

Minas Gerais tem, agora, uma tarefa importante: demonstrar o quanto é falso, mentiroso, o discurso aecista e revelar ao Brasil os malefícios produzidos  aqui pelo chamado choque de gestão.

Viomundo – O senhor falou da cerca neoliberal. Ela seria o quê? 

Rogério Correia – Seria uma espécie de cerca eletrificada, circundando o Estado de Minas por todo lado, e que dá choque. No caso, choque de gestão. Aqui, em Minas, a cerca neoliberal aqui tem quatro pontos. O primeiro deles, um Estado quebrado.

Viomundo – Como um Estado quebrado?

Rogério Correia – Aécio fica falando do crescimento do Brasil, só que Minas não se desenvolveu. Minas ficou exportando minério. O minério caiu de preço, a economia mineira foi para o buraco.

Eles [Eduardo Azeredo, Aécio Neves e Antonio Anastasia] nunca propuseram um desenvolvimento de forma sustentável para o Estado de Minas.

Viomundo – Por quê?

Rogério Correia — Eles nunca acreditaram que o Brasil fosse se desenvolver. Para eles tudo é dependente do capital financeiro internacional. É o vínculo ao capital estrangeiro e, no caso aqui, à exportação de minério.

Então eles ficaram esperando o fracasso do Brasil em vez de fazer de Minas um Estado que planejasse o seu desenvolvimento.

Tanto que aqui não tem projeto para metrô, estradas, anel rodoviário. Aqui, não tem projeto regional de desenvolvimento.

Nós vamos ter que fazer esse projeto. Desenvolver Minas do jeito que o Brasil se desenvolveu. Colocar Minas na mesma rota que o Brasil se desenvolveu.

Viomundo – E o segundo ponto da cerca neoliberal?

Rogério Correia — O neoliberalismo em si. Essa cerca conta com privado. Aqui, tudo feito com parceria público-privada (PPP). Tanto que eles nunca quiseram trazer para cá as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal.

Viomundo – Por quê?

Rogério Correia — Porque aqui só serve se for PPP e privatização. Metrô, anel rodoviário, estradas. Aqui, ou é PPP ou não se faz. E, em Minas, as PPP fracassaram.

O pedágio cobrado na MG 50 [rodovia estadual] é o mais caro que existe em Minas e essa estrada sequer foi duplicada.  Ela mostra que o modelo de privatização de estradas foi um fiasco.

Aqui, privatizaram até presídio.  Os presídios privados custam mais caro ao Estado do que os presídios públicos.

Eles privatizaram o Mineirão. Melhor dizendo, doaram o Mineirão.

E, agora, no final do atual governo eles queriam vender a Cemig [Companhia Energética de Minas Gerais] e a Gasmig [Companhia de Gás de Minas Gerais].  É a PEC 68 que pretendia a privatização dessas empresas e que nós, do Minas Sem Censura,  não deixamos que fosse adiante.

Tem ainda a desorganização do Estado. É o que eles fizeram com as professoras. Eles baixaram a lei 100, que mentia, dizendo que iria efetivar todo mundo sem concurso público. Depois, caiu por terra.

O pessoal do Aécio desorganiza para poder privatizar depois. Esse é segundo ponto da cerca neoliberal em Minas.

Viomundo – E o terceiro?

Rogério Correia– As questões sociais. Em Minas, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) cresceu menos que no Brasil. Somos o último estado do Sudeste e agora Goiás ultrapassou Minas.

Esse é resultado de 12 anos ininterruptos de Aécio e Anastasia e mais os quatro anos de Azeredo. Todos tucanos.

Viomundo – E o quarto ponto da cerca neoliberal?

Rogério Correia — O estado de exceção. O Aécio e seu grupo político têm controle absoluto na Assembleia Legislativa, no Tribunal de Contas, no Tribunal de Justiça, no Ministério Público. Falta democracia nesses órgãos. Isso sem falar no controle absoluto que eles têm sobre a mídia mineira. Censura, mesmo, com mãos de ferro.

Isso foi rompido com o Bloco Minas Sem Censura, os movimentos sociais e a própria campanha eleitoral deste ano.

Ao romper o cerco midiático e o aparato do Estado, que é completo, nós desmontamos para a sociedade o que é o governo neoliberal em Minas.

Essa cerca neoliberal em Minas esconde tudo.  Ela não deixa investigar nada.  Por exemplo, os dois aeroportos que o Aécio construiu em Minas com dinheiro público para a família dele.  A rádio Arco-Íris, do Aécio e da irmã dele, a Andrea.

Viomundo – Aécio e os tucanos em geral vivem acusando o governo Dilma de corrupção, como se fossem vestais, não tivessem telhado de vidro.

Rogério Correia – Isso é piada. Aécio e a tucanada mineira sabem disso.

A corrupção em Minas é enorme.  Os governos de Aécio e Anastasia foram tremendamente corruptos, só que não deixaram investigar. Aqui, nós temos ex-secretários que estão em processo judicial, inclusive com pedido de prisão.

Viomundo – Os mineiros sabem desses casos de corrupção?

Rogério Correia – Quase ninguém sabe, porque a Andrea Neves, irmã do Aécio, controla a mídia mineira com mãos de ferro. Quem tenta furar esse bloqueio, acaba preso, como o jornalista Marco Aurélio Carone, do Novo Jornal. Eles acabaram com o jornal do Carone e, ainda, o mantêm preso desde janeiro deste ano.

Viomundo – Que casos de corrupção o senhor apontaria?

Rogério Correia – Para começar, os dois aeroportos feitos por Aécio à custa de dinheiro público para beneficiar a família. Ele é tão generoso com os parentes que fez um aeroporto para a família do pai e outro para a família da mãe.

O de Cláudio, da família da mãe, é o mais conhecido. É aquele que fica fechado o tempo inteiro e o tio do Aécio guarda a chave para que outros não o utilizem.

Mas tem também o de Montezuma na área da fazenda do pai.

Tem a rádio Arco-Íris, localizada na Grande Belo Horizonte, que é do senador e da irmã Andrea. Ela injetou milhões lá.  Nós não sabemos quantos exatamente, porque nunca deixaram investigar. Nós pretendemos criar uma CPI na Assembleia Legislativa para descobrir essa corrupção.

Viomundo – Qual corrupção será alvo de investigação?

Rogério Correia  — Além dessas que acabei de citar, tem a reforma do Mineirão, a dívida de mais de  R$ 8 bilhões com a Educação e outros R$ 8 bilhões com a Saúde, descumprindo o mínimo constitucional… E por aí vai.

A corrupção tem de ser sempre enfrentada.  É o governo Dilma faz. A Dilma enfrenta, não põe pra baixo do tapete.  Já o Aécio não enfrenta a corrupção.

Viomundo – O Aécio teria medo de enfrentar essas denúncias?

Rogério Correia — Teria, não. O Aécio tem medo de enfrentar essas denúncias.

Viomundo — Por quê?

Rogério Correia — Porque as denúncias de corrupção o envolvem pessoalmente. A perda do controle sobre a Assembleia Legislativa de Minas Gerais e a perda do governo levaram os tucanos ao desespero.

O senador Aécio não deixa investigar nada, porque tem denúncias que o envolvem pessoalmente, além das denúncias contra seu governo. Se tudo for investigado, ele acaba preso.

Além dos dois aeroportos, da rádio Arco-Íris e do Mineirão, o senador não consegue responder à população sobre o mensalão tucano e o caso Lista de Furnas, do qual ele e o partido fizeram parte. Aécio recebeu R$ 110 mil de Marcos Valério e R$ 5,5 milhões da Lista de Furnas.

Enfim, o governo tucano em Minas endividou o Estado, não planejou o nosso desenvolvimento, não aplicou o mínimo para Educação e Saúde, impedindo um melhor IDH. Escondeu tudo através da censura e substituiu os três poderes de Montesquieu pelo lema dos 3 mosqueteiros: “Um por todos e todos por um”.

[Todo o conteúdo exclusivo do Viomundo é produzido graças ao apoio de nossos assinantes. Torne-se um deles]

Leia também:

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

63 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Aline Iannuzzi Moraes

15/10/2014 - 10h36

CPI já!!!!

Responder

Carlos

10/10/2014 - 14h34

Infelizmente parece que desta vez o PT não ganhará, e por culpa exclusivamente dele. O que mais entristece é que com tantas acusações sofridas percebemos que ele não sabe se defender, não tem uma mídia que tenha força em todos os anos desse massacre pelo PIG. Onde estão José Eduardo Cardoso, tão atuante em SP e uma negação em Brasília, Aloísio Mercadante, não vi um pronunciamento sequer, estamos reféns agora do PIG.

Responder

    Elvio

    20/10/2014 - 17h17

    Somos reféns de nossa burrice. O Brasil precisa de patrióta e não de idióta. O partido coloca o candidato para votarmos, depois se der errado. A culpa é de quem votou de graça. Quem cobra caro como político tem seu valor. Somos torcedores de futebol. Comemoramos a vitória e não levamos nada. Vamos estudar !!!! Livros não mordem !!!!

dorival

10/10/2014 - 12h02

É isso aí Sr. Correia do PT, vamos continuar com o PT no poder que é imaculado!!!!

Responder

    Paulo Roberto

    10/10/2014 - 23h38

    Não é imaculado, não, Dorival. Mas foi quem mais fez pelos menos favorecidos. Louvemos a Deus por nunca termos precisado de ajuda do governo, e perdoemos aqueles que embora não precisassem se favoreceram.

Carlos Magno

10/10/2014 - 00h49

Mas “raquetada” quem levou mesmo foi o PT e o Lula aqui em SP, né?

Alckimim eleito em 1º turno

Serra eleito

Aécio com quase o dobro dos votos de Dilma…

Muito maior do q a “derrota” de Aécio (diferença de 3% pra Dilma e ainda elegeu o Senador) foi a raquetada retumbante q o PTrês% levou em SP!

Responder

    jose marcos

    10/10/2014 - 15h33

    Sobre o texto você não diz nada né????? este é o problema de vocês, fogem do debate. Será que você entendeu o que esta escrito ou tem que desenhar??? Isto aqui não é jogo de futebol, exige mais inteligência.

totonho candelaria

09/10/2014 - 15h38

Em 2006, o então governador Aécio Neves, com toda pompa, anunciou a primeira PPP do Brasil: a concessão da MG 050 à empresa Nascentes das Gerais. Argumentava Aécio que, a duplicação da estrada que viria com a concessão á iniciativa privada traria enorme desenvolvimento econômico à região. O que aconteceu: a rodovia tem o pedágio é o mais caro do Brasil e cobrado em seis praças de cobrança. Prestem atenção: se o motoristas de um carro simples percorrer toda a MG 050 que tem372 quilômetros quadrados, ele vai pagar de R$ 28,20. Caso ele percorresse o mesmo trecho da 381 (Fernão Dias) que fica ao lado, o mesmo motorista pagaria R$ 7,20.
Para completar: de caso pensado, Aécio Neves assinou o contrato de concessão, onde não consta a obrigação a Nascentes das Gerais de duplicar a rodovia. Pelo contrato, a Nascentes só deverá fazer obras no Anel Rodoviário das principais cidades ao longo da MG 050. Em 2013, com a pressão da população que exige a duplicação, o governo de Aécio/Anastasia anunciou que o Estado de Minas Gerais, leia-se cofres públicos, com dinheiro do contribuinte, iria gastar R$ 230 milhões na duplicação do trecho entre Divinópolis/Mateus Leme, onde passam cerca de 30 mil carros diariamente. Por favor, denunciem mais este crime de lesa contribuinte ao brasileiros. Isso quer dizer que a população da região paga duas vezes: paga através do pedágio, paga através dos impostos.
Quem conhece Aécio, vota em Dilma!

Responder

alvaro

09/10/2014 - 13h16

Os eleitores brasileiros que estão seriamente preocupados com a corrupção devem pensar no seguinte na hora do voto: 1) Os governos tucanos de FHC, Serra (ministro planejamento e da fazenda) e Aécio (presidente da câmara de deputados) privatizaram a Vale do Rio Doce, a Cosipa, a CEMIG, a Telebrás, a Embratel, a Telemig a Light, o Banespa e o Banerj, entre inúmeras outras empresas, além de deixar o funcionalismo público 8 anos sem reajuste. Apesar disso, não construiu uma ponte, uma escola, um posto de saúde sequer. Aonde foi parar o dinheiro? Ninguém sabe, ninguém viu. Ao final de 2002, as reservas internacionais do Banco Central estavam em míseros 30 bilhões de dólares. As poucas denúncias que a imprensa divulgava muito a contragosto foram todas engavetadas pelo então procurador geral da República, justamente apelidado de “engavetador geral da república”. 2) Os governos do PT, de Lula e Dilma não privatizaram nenhuma empresa e reativaram a indústria naval brasileira, estão construindo as usinas de Belo Monte, Santo Antonio e Jirau, construiram 18 novas universidades federais, criaram o PRONATEC, destinaram recursos expressivos para o programa bolsa família, estão terminando a transposição do Rio São Francisco, construiram milhares de linhas de transmissão elétrica por todo o país, destinaram recursos para a construção de milhões de casas para o programa Minha Casa Minha Vida, multiplicaram por três os recursos para a agricultura familiar, estabeleceram uma política de aumentos reais para o salário mínimo, e terminaram o seu terceiro mandato com a inflação dentro da meta e com o menor desemprego da sua história. Além disso, as reservas internacionais no Banco Central estão na casa de 400 bilhões de dólares. Tudo isso passando pela maior crise econômica internacional. De onde surgiu tanto dinheiro para tudo isso? Será que ele caiu do céu? Ou será que foi porque os tucanos ficaram longe das canetas de Brasília por 12 anos? Acho que o eleitor preocupado com a corrupção deve pensar pelo menos 10 vezes antes de entregar de novo para os tucanos os royalties do pré-sal, o controle da administração do país e das reservas internacionais do Banco Central. Do contrário, apesar do fim das denúncias de corrupção na imprensa tucana em um eventual governo tucano e da provável volta dos engavetadores, a decepção poderia ser muito grande.

Responder

    masanobu aoki

    11/10/2014 - 14h49

    Belo texto, companheiro Álvaro!!!! Infelizmente, uma boa parte do eleitorado de PSDB daqui de S.Paulo, vota, influenciado pela grande mídia que a Rede Globo e Band, os jornais Folha e Estadão, as rádios Jovem Pan, Estadão, Globo News, que martela 24 hs do dia em fvr. da candidatura do Aécio, que representa os interesses da MINORIA rica, do mercado financeiro, da direita conservadora etc.etc., mas tenho a certeza de que no segundo turno, vamos abrir os olhos de muita gente, inclusive dos eleitores da Marina, esclarecendo quem é o candidato Aécio e os interesses que ele representa. VIVA DILMA.

    Ilson Roberto

    11/10/2014 - 18h47

    Fico muito esperançosa em saber que existem pessoas tão sóbrias como você, ótimo comentário, tomara Deus que nesse segundo turno que os olhos e as mentes dos nossos cidadãos sejam aclarados.

Urbano

09/10/2014 - 11h59

Aquela a quem chamam de justiça está cansada de dizer de que lado está…

Responder

Homero Mattos Jr.

09/10/2014 - 10h41

[“há algo errado…
jornais, rádios, televisões, o poder financeiro… todos se uniram numa máquina medonha que procura convencer-nos que um cidadão que não tem rigorosamente nada de popular e austero em sua biografia é o personagem que há de restaurar a moralidade e desenvolver um programa de obras, investimentos e transformações que ele mesmo nunca fez. e que, pior ainda, representa todas as forças políticas responsáveis por uma das piores eras da vida brasileira…”]
http://tijolaco.com.br/blog/?p=21931

Responder

maria nadiê rodrigues

09/10/2014 - 10h12

Dilma terá que ser muito astuta nos próximos debates. A começar pelos discursos de Aécio no início da campanha, que não apenas falava da educação exemplar de MG, como dizia que havia cortado seu próprio salário, e, o melhor de tudo, que saira do governo com 95% de aprovação. Dilma poderia mostrar o quanto ele é mentiroso, até porque o próprio povo mineiro, ao eleger um petista no primeiro turno, caso quase impensável, provou exatamente o contrário: que não tá nem aí par Aécio.

Responder

    Carlos Magno

    10/10/2014 - 00h52

    Podemos dizer o mesmo a respeito de Lula em SP…

    Alias, em SP foi beeeeemmmm pior pro PT!

maria nadiê rodrigues

09/10/2014 - 10h08

O Procurador Geral da República já arquivou o processo da denúncia do PT contra o aeroporto de Claúdio. Portanto será muito difícil um dia ser desmascarado quem tem a seu favor toda a imprensa e a Justiça. Basta vermos que o mensalão tucano não será julgado jamais. Por outro lado, o mensalão petista, televisivo, com apoio direto da imprensa golpista, se deu no exato momento da eleição de 2010, como ora prossegue a CPMI da Petrobrás nesta eleições. Não há como não dizer que o PT está vivo de teimoso. Agora, o que me amedronta é saber que esse mineiro play boi vai governar nosso país com o mesmo esquema neoliberal, provavelmente causando desemprego, em especial se decidir fazer com os bancos estatais, correios, etc. o que costumam fazer os tucanos.

Responder

    sonia

    10/10/2014 - 17h33

    Um dia, o tapete voa…e saiamos de baixo, porque tem muito lixo.!! Aécio é podre.

Mailson

09/10/2014 - 09h29

Biografia secreta de Aécio: o patrimônio milionário oculto, longe dos olhos do eleitor.

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2014/10/biografia-secreta-de-aecio-o-patrimonio.html

Responder

henrique de oliveira

09/10/2014 - 09h15

Tem um estado logo em baixo de Minas que é bem pior , parece que tucano gosta de aparelhar o estado para poder roubar cada vez mais e não ser incomodado pela justiça , podem ate fazer investigações , mas jamais haverá punição.
Minas esta de parabéns por se livrar desse lixo chamado PSDB.

Responder

J. Alberto

09/10/2014 - 08h43

CPI neles! O PT tem que ir pro tudo ou nada em MG (estado onde passei muitos anos erradicado), a menos que compre a imprensa também, coisa que não acontecerá.

Portanto, o partido será bombardeado diuturnamente pelos próximos 4 anos.

Ora, tá na chuva é pra se molhar… Aproveitem essa maioria histórica. É a primeira vez que o PT governa um estado “top 3″ e tem que fazer bem feito.

Um bom trabalho de desconstrução da roubalheira tucana em MG vai acabar com a influência desse câncer no estado, igualzinho foi feito no RJ hehe

Responder

Gerson Carneiro

09/10/2014 - 06h05

São Paulo também. No dia em que o PSDB perder o controle de São Paulo, por força das urnas, e o tapete for levantado… veremos toda podridão.

Não há mal que dure para sempre.

Responder

    Carlos Magno

    10/10/2014 - 00h54

    o mal federal vai acabar agora, no 2º turno…

    rsrsrs

    jose marcos

    10/10/2014 - 15h41

    O Sr tem razão, realmente vai acabar como acabou em Minas e em SP, pois o seu PSDB não investiga nada, não permite CPI nomeia procuradores amigos, lembra do engavetador geral ou o SR é novinho??? e ainda tem a blindagem da mídia e do ministério público. Assim o Brasil vai ficar livre da corrupção para vocês poderem comprar votos, construir aeroportos particulares, triplicar o custo das obras do metro, mineirão, etc sem perturbação, vai ser uma maravilha!!!!!

Maria Rita

08/10/2014 - 22h14

O quartel general do PIG já está produzindo novos factóides de corrupção contra o PT. Um em MG, afirmando que pessoas que já trabalharam com Zé Dirceu (sentiram o veneno? já botaram Dirceu no meio) teriam levado um montante de dinheiro para comprar a reeleição em MG. Com essa matéria acima, é impossível a gente acreditar nessa lógica podre do pig. A, outra para variar, é sobre depoimentos na CPI e aí vem com meias-verdades, meias-mentiras, prevalecendo as mentiras, claro. Gente, nunca mais usei a palavra cansei só para não ser confundida com aquele grupelho do Dória dos salões paulistas. E anda tive que aguentar uma cínica Eliana Catanhede depois de um discursinho falso (copiado dos blogues independentes indignados com a última fala do FHC), dizendo que estão querendo dividir o país em pobres e ricos e entre nordestinos e sulistas. Terminou com a maior cara de pau, dizendo que estava com medo. Não vai dar certo, a primeira foi Regina Duarte, que atuou com intensidade de atriz no seu depoimento. Agora, foi a vez da paródia de Catanhede. Revejam o jornal da Globo News de hoje a noite. Mas, o que essa imprensa ordinária faz está um saco! Já deu!

Responder

MAAR

08/10/2014 - 21h07

Cara, tudo isto tem que ser divulgado amplamente, ao máximo. Este conjunto de denúncias põe a nu a farsa do discurso anti corrupção alardeado pelo PSDB.

E o entrevistado é preciso e firme ao apontar a real diferença entre a postura do Aécio Never diante das denúncias de corrupção em Minas Gerais e a conduta transparente e destemida adotada pela Presidente Dilma no apoio à investigações de todas os indícios de irregularidades e de todas as acusações que envolvem o governo federal.

Divulgar os inúmeros e gravíssimos esqueletos escondidos nos armários do PSDB é tarefa urgente e importantíssima, para evitar que o eleitorado seja iludido pelos corruptos e corruptores travestidos de bons moços.

Responder

Messias Franca de Macedo

08/10/2014 - 20h11

DA SÉRIE ‘O LEMBRADOR’!

###############

… O meu temor não está relacionado aos resultados dessas pesquisas descaradamente manipuladas! O meu temor provem dos softwares das urnas eletrônicas!…

Lembram do Proconsult na época do Brizola?!…

Uma das fontes da pesquisa:

http://observatoriodaimprensa.com.br/news/view/a-globo-e-a-proconsult

E MAIS:

VÍDEO PEDAGÓGICO – E ACAUTELATÓRIO:

http://www.youtube.com/watch?v=hmPkcJ_LzFg

Responder

Euler

08/10/2014 - 19h43

O corajoso deputado Rogério Correia denunciou somente (o que não é pouco) a parte que cabe aos tucanos mineiros. Mas, as denúncias de corrupção, com fartas provas, contra os tucanos en geral vai muito além. Da privataria de FHC, que entregou as riquezas do país para empresas privadas nacionais e estrangeiras e comprou sua reeleição, passando pelos inúmeros focos de desvios e propinas, como o Trensalão em SP. Houvesse o mínimo de imparcialidade nos tribunais e na PF e a metade dos tucanos, pelo menos, estaria na cadeia.

Enquanto isso, a Globo, a Itatiaia em Minas, a Folha, o Estadão, a Band, os jornais de Minas e outros dão total destaque a quaisquer denúncias apenas contra o PT.

Que democracia é esta que nós vivemos? Não seria o caso de pedir a cassação de todas as concessões de rádios e TVs que claramente estão fazendo campanha política para o PSDB, de forma descarada e vergonhosa?

Responder

Volumevivo

08/10/2014 - 19h33

Os Mineiros já deu o recado para todo BRASIL.Fujam do Arrocho neves

Responder

Adilson

08/10/2014 - 19h09

Pessoal, quem são as pessoas que trabalham na campanha da Presidenta que não expuseram as vísceras do Arrocho? Aliás, quando o Arrocho lardeava que tinha feito um ótimo governo e que a educação em Minas é a melhor do Brasil, sempre desconfiei, e agora sabemos que não passa de uma bravata.
Passou da hora dos parlamentares petistas irem à tribuna do Congresso para desmascarar o arrocho (por favor revisor – é minúsculo mesmo).
Os choques que o Arrocho vai dar é no salário dos trabalhadores e nas empresas públicas, além é claro de menosprezar o Nordeste e o Mercosul, como sempre, menosprezou.

Responder

Jorsom

08/10/2014 - 18h26

O horário político desmistificou os 92% de aprovação de seu governo e o povo mineiro acordou para a realidade.

Responder

Francisco

08/10/2014 - 17h44

O que ninguém, NÍNGUEM suporta mais do PT é saber da bandalheira adversária e não tomar as providências cabíveis.

Que o judiciário deixe “para lá”, que o MP se cale, que as TVs não cubram eu engulo, o que eu não engulo mais – mais nenhuma vez mais! – é o PT se calar e não denunciar.

Eu não sou fraco, eu sou forte! E sendo assim, forte, vou gradativamente perdendo identificação existêncial com o PT.

Reclamar e não tomar providência é coisa de gente fraca!!!

Responder

FrancoAtirador

08/10/2014 - 17h42

.
.
Neste Segundo Turno, se agruparam as Gangs

AndreaN, BandaPodrePF, Cachoeira & DDBanqBand

Em torno da Candidatura do Boneco Tucano Voador.

#AérioNéco_Quadrilheiro
.
.

Responder

Laura

08/10/2014 - 17h34

Ai, Sâo Paulo ainda tem que ser Minas!

Responder

    Cidadã brasilis

    08/10/2014 - 19h56

    Sou paulista e estou envergonhada por termos reeleito, em 1º turno, o picolé de chuchu, apesar de todos os horrores que estamos vivendo,graças a essa maldita mídia vendida.Odeiam pobres e os querem escravizados. São elite . O Brasil, para eles, é para ser usurpado, para seu mero capricho. Consideram-se acham acima do restante da humanidade. Gente perigosa. Parabéns aos mineiros!!! Um dia, quando, nós paulistas, deixarmos de ser tão arrogantes e preconceituosos, também daremos um basta nesta escória psdbista. Saudações aos mineiros!!!

    Cibele

    08/10/2014 - 23h47

    Somos duas. Não sei como descrever o que estou sentindo. Tentando ver o lado positivo: vamos pensar que, se Padilha tivesse sido eleito, pode ter certeza de que, em seis meses, a fatura da água estaria no colo dele, e tudo seria investigado muito bem. Não importa a lógica, todos o crucificariam. Pensando bem, ele não merece o povo de SP.

Cláudio

08/10/2014 - 16h38

Sou empregado da COPASA, Companhia de Saneamento de Minas Gerais a exatos 21 anos, e lá vivemos em um ambiente de terror e constrangimento. Inúmeros colegas estão afastados do trabalho por problemas psicológicos. O sucateamento da empresa está a olhos vistos, grande parte das atividades fim da empresa estão terceirizadas, o que vai de encontro à lei. A empresa se tornou um cabide de empregos, onde inúmeros assessores ficam o dia inteiro sem fazer nada e ganhando mais de R$25.000,00 por mês. E se eu for enumerar tudo aqui dá um livro de umas 500 páginas.
Quem conhece o aécio não vota nele, quem conhece o jeito tucano de governar não vota neles, claro a não ser que faça parte do mesmo saco. Aí é outra história.

Responder

Veras

08/10/2014 - 16h26

Parabéns aos mineiros, deram um show nesta eleição. Tomara que um dia os paulistas aprendam com vocês.

Responder

Francisco de Assis

08/10/2014 - 16h24

Vamos conversar sobre corrupção, Aecim?

Responder

Rodrigo Leme

08/10/2014 - 15h53

E o Rogério Correia defende a investigação sobre o uso dos correios na campanha mineira? Minas sem Censura, mas depende do lado, né…

Responder

    Julio Silveira

    08/10/2014 - 17h29

    Andei lendo que os Correios vão entrar na justiça contra teu candidato. Você acredita?

    FrancoAtirador

    08/10/2014 - 17h49

    .
    .
    Também, convenhamos, né Julio:

    O que poderia se esperar desses

    Eleitores Tucanos Mitomaníacos,

    Senão a Compulsão pela Mentira?

    Pois elegeram até o Zé Bolinha,

    Paradigma Nacional da Mitomania,

    O Novo Paulo Maluf de São Paulo.
    .
    .

    Gerson Carneiro

    09/10/2014 - 05h59

    Uso dos Correios na campanha mineira:

    “Correios: Entregamos 1 milhão de pacotes de Aécio em Minas Gerais”.

    http://www.viomundo.com.br/politica/110561.html

    Jorge Couceiros de Matos

    09/10/2014 - 07h46

    Me escrevi para a campanha de Aécio, me falaram que iria receber pelos correios e até o momento não chegou nada, quer prova melhor que esta?

    Gerson Carneiro

    09/10/2014 - 15h05

    O Aécio te enganou.

    Wladimir

    09/10/2014 - 09h56

    O Zóio Torto voltou e só olha para um lado: o da direita; e ainda acredita nos factóides criados pelo candidato “bom de bico” preferido dele!

General Antonio Gaspar

08/10/2014 - 15h31

A Grande Imprensa que se vendeu ao Aético Fezes por verbas de publicidade oficial e empréstimos, como globo, band, folha, diarios associados (estado de minas) terão que responder pelo enriquecimento ilícito para começar devolvendo os recursos aos cofres públicos.

Responder

General Antonio Gaspar

08/10/2014 - 15h24

O Ditador-bandido Aético Fezes já tem dois presos políticos (Marco Aurélio Carone do novojornal.com retirado do ar com o dominio já revendido, pela colaboradora godaddy.com, e Nilton Monteiro, informante do caso da lista de Furnas, ambos com acusações ridículas de ameaçarem testemunhas – os denunciados e falsificação de provas, rebatida pela perícia da Policia Federal), censurou, ameaçou, invadiu domicilio, prendeu, obteve mandados de juizes-bandidos contra facebook, google e godaddy.com que colaboraram e recebem verba publicitária, mas o Twitter resistiu a princípio (todos estes responderão na justiça dos EUA pois os ativos e serviços estavam lá). Todo enriquecimento ilícito como valorização imobiliária por construção de infra-estrutura pública, verbas publicitárias canalizadas para rádio arco-iris etc etc etc etc, podem eventualmente ser confiscadas, embora o carioca Aético tenha o costume de viajar de jatinho para Aspen devendo pousar no caribe para desovar. Todos os funcionários aquadrilhados, especialmente MPMG e TJMG, que apoiaram o Aético, terão eventualmente que responder pelos seus atos, devendo ser demitidos e bens bloqueados para ajudar a pagar o prejuízo. A IMPRENSA NÃO DEMONSTROU QUALQUER SOLIDARIEDADE AO JORNALISTA CARONE, deveriam colocar na capa o fato até que ele seja solto e o novojornal.com volte ao ar. Sugiro que este jornal o faça imediatamente.

Responder

foo

08/10/2014 - 14h58

O tema deste segundo turno tem que ser corrupção e mídia.

As duas coisas podem ser feitas *simultaneamente*, para não ficar refém do agenda-setting da mídia.

Como fazer isso?

O programa eleitoral deve abrir um espaço para notícias. Uma espécie de programa jornalístico dentro do programa, com um lema similar ao do Viomundo: “aquilo que você não vê na mídia”.

O programa deve começar com algo do tipo: “você sabia que Aécio construiu um segundo aeroporto em Montezuma? A mídia esconde, mas nós vamos mostrar”.

Depois da mini-reportagem, o programa deve concluir afirmando com todas as letras: “a imprensa brasileira tem lado”.

Este mini-programa colocará os escândalos de Aécio Neves na pauta jornalística, nem que seja para que os jornais e revistas o defendam. Mas se a mídia optar por defender Aécio, vai confirmar o que o programa está dizendo.

Moral da história:

Ao invés de ficar refém do agenda-setting da mídia, o programa eleitoral da Dilma deveria colocar a mídia no centro do debate, junto com os casos de corrupção de Aécio.

Responder

alvaro

08/10/2014 - 14h37

Os eleitores brasileiros que estão seriamente preocupados com a corrupção devem pensar no seguinte na hora do voto: 1) Os governos tucanos de FHC, Serra (ministro planejamento e da fazenda) e Aécio (presidente da câmara de deputados) privatizaram a Vale do Rio Doce, a Cosipa, a CEMIG, a Telebrás, a Embratel, a Telemig a Light, o Banespa e o Banerj, entre inúmeras outras empresas, além de deixar o funcionalismo público 8 anos sem reajuste. Apesar disso, não construiu uma ponte, uma escola, um posto de saúde sequer. Aonde foi parar o dinheiro? Ninguém sabe, ninguém viu. Ao final de 2002, as reservas internacionais do Banco Central estavam em míseros 30 bilhões de dólares. As poucas denúncias que a imprensa divulgava muito a contragosto foram todas engavetadas pelo então procurador geral da República, justamente apelidado de “engavetador geral da república”. 2) Os governos do PT, de Lula e Dilma não privatizaram nenhuma empresa e reativaram a indústria naval brasileira, estão construindo as usinas de Belo Monte, Santo Antonio e Jirau, construiram 18 novas universidades federais, criaram o PRONATEC, destinaram recursos expressivos para o programa bolsa família, estão terminando a transposição do Rio São Francisco, construiram milhares de linhas de transmissão elétrica por todo o país, destinaram recursos para a construção de milhões de casas para o programa Minha Casa Minha Vida, multiplicaram por três os recursos para a agricultura familiar, estabeleceram uma política de aumentos reais para o salário mínimo, e terminaram o seu terceiro mandato com a inflação dentro da meta e com o menor desemprego da sua história. Além disso, as reservas internacionais no Banco Central estão na casa de 400 bilhões de dólares. Tudo isso passando pela maior crise econômica internacional. De onde surgiu tanto dinheiro para tudo isso? Será que ele caiu do céu? Ou será que foi porque os tucanos ficaram longe das canetas de Brasília por 12 anos? Acho que o eleitor preocupado com a corrupção deve pensar pelo menos 10 vezes antes de entregar de novo para os tucanos os royalties do pré-sal, o controle da administração do país e das reservas internacionais do Banco Central. Do contrário, apesar do fim das denúncias de corrupção na imprensa tucana em um eventual governo tucano e da provável volta dos engavetadores, a decepção poderia ser muito grande.

Responder

    Nelson

    08/10/2014 - 15h58

    Álvaro.

    FHCV privatizou quase 70% do patrimônio pertencente aos brasileiros, sem nos perguntar – mui democraticamente, por supuesto. Os recursos arrecadados com as privatizações, ele disse que utilizaria para amortizar a dívida interna.

    Pois, de janeiro de 1995, quando assumiu o poder, a janeiro de 2003, quando o passou para o Lula, FHC fez a dívida interna decuplicar. Era de R$ 68 bilhões e foi parar em R$ 685 bilhões.

    E a nossa mídia hegemônica, Folha, Veja, O Globo e outras, vivem a incensar FHC, Malan, Parente, Franco, Fraga e demais asseclas como exemplos de bons administradores.

    Onde está o dinheiro?

    alvaro

    09/10/2014 - 13h27

    Pois é. Temos que perguntar isso para os eleitores que estão muito preocupados com a corrupção nos governos do PT. Para onde foi o dinheiro das privatizações dos primeiros governos do PSDB? Quais as empresas que o governo do Aécio irá privatizar, caso seja eleito? E para onde esses eleitores acham que esse dinheiro iria. Tenho certeza de que para o Bolsa Família é que não irá. O fato é que parece que há um grande conluio internacional para que o Brasil pague a conta da falência da Europa e dos problemas de caixa dos EUA para manter sua indústria bélica. E os operadores dessa tramoia aqui seriam o PSDB, a globo e alguns bancos nacionais (sic).

L@!r [email protected]+e5

08/10/2014 - 14h32

Só esse povo informado pela mídia bandida pra votar em um bandido desses.

Responder

Alemao

08/10/2014 - 14h01

O PT está há 12 anos no poder. Ou é incompetente, ou essas acusações são mentiras.

Responder

    Conceição Lemes

    08/10/2014 - 14h44

    O PT está no poder federal há 12 anos, mas não em Minas. Isso tudo já deveria ter sido investigado lá, mas o senador Aécio Neves sempre conseguiu barrar as investigações. Bastou pra ele perder em Minas, para se conseguir as assinaturas para a CPI do Mineirão. Os novos ares levaram dois parlamentares a perderem o medo de domingo para cá. abs

    Alemao

    08/10/2014 - 16h29

    Essa lógica nao faz sentido, o Aécio ainda pode ganhar no segundo turno, o que tornaria seu poder ainda maior.

    FrancoAtirador

    08/10/2014 - 20h02

    .
    .
    Não, Tucano Germânico.

    Não na Assembléia Legislativa

    do Estado de Minas Gerais.
    .
    .

    FrancoAtirador

    08/10/2014 - 20h07

    .
    .
    No Congresso Nacional, sim, com essa ‘Nova’ Composição

    de Parlamentares de 1964, eventual Presidente do PSDB

    teria um Poder Absoluto, inclusive para Privatizar,

    no Canetaço, o que bem entendesse: BB, CEF, Pré-Sal.
    .
    .

    Carlos Magno

    10/10/2014 - 00h56

    quer dizer q o “super Aécio” manda no Executivo, Legislativo, Judiciário, no Ministério Público e na mídia de Minas?

    Vc quer ser levada a sério?

    abolicionista

    10/10/2014 - 17h21

    Tucaninhos, o Aécio é um representante da elite econômica nacional.Vocês acham que essa elite oligárquica desapareceria só por que um partido de esquerda foi eleito para o poder executivo? A pergunta é retórica.

    Cesar

    08/10/2014 - 17h00

    E você, Alemão, votaria no Aécioporto para dar mais poder e esconder tudo debaixo do tapete?

Urbano

08/10/2014 - 13h56

Um caba com mais de trinta anos que vota no aéreo never, tenham certeza, é mais por burrice do que por desconhecimento do mundo. E a coisa mais escroque de um mulo desses é se acreditar altamente inteligente e sabedor das coisas. Isso sim é o que arromba tudo, não sobrando nem a inteligência da respiração, nem do batimento cardíaco.

Responder

Zé Antônio

08/10/2014 - 13h46

Só corrija, por favor, que Minas na verdade é o segundo colégio eleitoral do país.

Responder

    Conceição Lemes

    08/10/2014 - 14h50

    Zé Antonio, obrigadíssima pelo alerta. Já corrigimos. abs

Deixe uma resposta