PATROCINE O VIOMUNDO

SOMOS 31.817 FAÇA PARTE !

O depoimento de Vitor, que perdeu a visão por estilhaço de granada

publicado em 9 de setembro de 2013 às 16:11

Enviado por Igor Felippe, por e-mail

Vitinho, o manifestante de 19 anos atingido por um estilhaço de granada de efeito moral perdeu mesmo a visão do olho direito. Acompanhamos ele no hospital sábado e também ontem durante a vigília pelas vítimas do 7 de setembro na frente do Hospital das Clínias, e ele deixou um depoimento para todo o Brasil.

O rapaz é simplesmente um exemplo de coragem e dedicação. Quando eu perguntei se ele precisava de alguma coisa, ele pediu pra eu levar pra ele um nariz de palhaço, pois ala pediátrica fica ali pertinho do quarto dele e os choros são constantes, ele quer animar a criançada no hospital.Sábado duraante o “Setembro Negro”, como ficou conhecido o 7 de Setembro aqui em São Paulo nós socorremos mais de 8 pessoas, minhas calças estavam manchadas de sangue dos outros no qual eu ajoalhei, mas NADA me abalou mais do que ver um rapaz de 19 anos mostrar o nível de coragem que eu vi. Se eu tivesse recebido a notícia da perda da minha visão como ele, eu teria caído no chão e chorado.Ele simplesmente disse: “Ta tudo bem. A luta continua”Coragem que não se vê todo dia.

Obrigado, Vitor, por lutar por nós. Você é um heroi.

Leia também:

Julie Feinsilver estudou a diplomacia médica cubana: mortalidade infantil caiu 50%; FBI vigiou-a

Médica brasileira, formada em Cuba: Brasil é um país “medicalocêntrico”

Médico de Goiás acha que foi demitido por causa de cubanos; chefe diz que não

Médico brasileiro: Que os médicos cubanos ajudem no “resgate do raciocínio clínico”

Presidente do CRM/MG vai denunciar médicos cubanos na delegacia, mas nega que sugeriu omissão de socorro

Médico que duvida de estrangeiros tem filhos “importados” de Cuba

Mílton de Arruda Martins: “Elitização brutal” ajudou a concentrar médicos

O mau jornalismo da Folha no caso dos médicos “desistentes”

Juan Carlos Raxach: Carta de um médico cubano

Cebes: O SUS precisa de mais médicos. E muito mais!

Dr. Rosinha: Médicos estrangeiros são bem-vindos

Fátima Oliveira: Quem deve lavar as louças sujas são os governos

 

22 Comentários para “O depoimento de Vitor, que perdeu a visão por estilhaço de granada”

  1. qua, 11/09/2013 - 0:17
    Alves Reis

    Vitor, meus sentimentos; mas ir pra linha de frente com os black- blocks, você ainda saiu no lucro de não perder as duas visões. Também sou brasileiro e defendo tudo que você defende, mas participar desses manifestos ditos “pacíficos” não vou. Já dizia o grande poeta conterrâneo baiano, “Não preciso ler jornais mentir sozinho eu sou capaz”………

  2. ter, 10/09/2013 - 18:37
    assalariado.

    Vitor, você tem que processar o Estado, pedir uma indenização. A minha culta ignorância sobre esse assunto e, sobre esta situação a qual você está (perda de visão), porque foi agredido pelos braços armados do Estado burguês, tenho até a impressão que isso lhe dará um salário para o resto da vida. Espera baixar a poeira, em seguida, corra atrás.

    Abraços Fraternos.

  3. ter, 10/09/2013 - 16:43
    Leo V

    No meu Word não tem Negrito, só Afrobrasileirito. É uma versão politicamente correta.
    (gente estou ironizando essa doideira de politicamente correto quando chega nesse ponto do Setembro Negro não poder ser dito como Setembro Negro, apesar de ser o Setembro do que se vestem de preto.

  4. ter, 10/09/2013 - 16:23
    Eduardo Albuquerque

    Uma coisa é interessante neste debate. Aumentou o número de pessoas que entendem aparentemente de capitalismo e posicionam-se contra. Espero que isso se traduza em cadeiras nos parlamentos estaduais e federal em 2014. Pois são nesses espaços que o presente e o futuro do país se define.
    Por outro lado enquanto as manifestações continuarem com o caráter atual, mais se parecerão com duelos entre “jovens corajosos” e “exercício de capacitação” para policiais. E o número de participantes tende a cair mais ainda.
    Pena que disso não emerjam soluções contra traficantes, milicianos, os
    criminosos que desestabilizam a vida de milhares de famílias na nossa sociedade cotidianamente.

  5. ter, 10/09/2013 - 7:21
    Matheus

    Fascistinha armado ameaçando manifestantes que foram convivados a entrar por uma moradora. Se alguém conhece esse filho da p***, provavel leitor da Revista Veja ou comissionado no governo Cabral, favor divulgar:
    http://www.youtube.com/watch?v=KwfRN_YY5DM&fb_source=message

    Tropa de Choque do Espírito Santo ataca sem motivo, encurrala manifestantes no campus universitário e passa a bombardeá-lo com tiros e bombas, além de prender e ameaçar duas jornalista:
    http://vimeo.com/74182286

    Senhor atropelado por viatura da PM-RJ: http://www.youtube.com/watch?v=pxdbDirQhxk&feature=c4-overview&list=UU7G7saR0vFSMh-SdEyF3Utg

    PM-RJ reprime o Grito dos Excluídos com o costumeiro terrorismo: http://www.youtube.com/watch?v=zBs1LwHMVt8

    Jornalista preso: http://www.youtube.com/watch?v=g2Jg-p7tblo&feature=youtu.be

    PM reprime manifestação, se recusa a ajudar um manifestante atropelado e ainda por cima atropela mais manifestantes: http://www.youtube.com/watch?v=379ju6-cwlA

    56 presos por bunda-lelê em BH: http://www.youtube.com/watch?v=BZg3-AQFY0w

    Capitão Bruno do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Distrito Federal diz porque atacou manifestações pacíficas: “porque eu quis, pode denunciar lá”: http://www.youtube.com/watch?v=qKMEej-ptoE

    Isso são apenas alguns dos casos de brutalidade e selvageria contra manifestantes em 7 de setembro. Violação do direito de livre-manifestação foi sistemática em todo o país. Conduta criminosa e violenta de governadores e suas Polícias Militares, com apoio da mídia.

    Desmilitarização da polícia e regulamentação da mídia é pauta para ontem!

  6. ter, 10/09/2013 - 4:14
    edir

    Engracado, quero entender.
    Comecaram as manifestacöes em junho, contra a corrupcäo, e por melhoria nos sevicos públicos: saúde , educacäo, transporte etc….
    Até aí eu entendo e apoio.
    Agora pergunto: é possível melhorar esses servicos em dois meses ? é possível acabar com a corrupcäo em dois meses ?
    A Presidenta está fazendo a parte dela. Os 100% dos royalties está já aprovado e já neste ano comecará o investimento na educacäo. Na saúde já comecaram as primeiras atitudes do Governo com o programa Mais Médicos e a partir do próximo ano os investimentos entraräo com forca mais, pois 25% do Pré-Sal fará essa diferenca. Agora os coxinhas, radicais da direita e radicais da esquerda, anönimus ,Black… näo saem mais das ruas. Será que os “meninos” näo tem paciencia de esperar ? Será que é por mudancas e melhorias que eles väo para as ruas ? eu näo acredito, o que eles querem mesmo é outra coisa, no meu ver os “movimentos” com vandalismo que estäo ocorrendo no Brasil, tem outro sentido. O Jair Bolsonaro e os militares de pijama e fraldas agradecem seus seguidores malucos que se dizem querer um Brazil melhor. Pobre desse rapaz que por sua teimosia e radicalismo, perdeu um olho, que nunca mais recuperará. Fique quietinho, dê um tempo. Os coxinhas que agora se deram conta que a educacäo vai mal, nunca foram às ruas apoiar os professores nas greves, e nem defende-los dos cassetetes dos policiais. Há 20 anos o PSDB bate sem piedade nos nossos mestres e os coxinhas nunca se importaram com isso. Os coxinhas nunca fizeram manifestacöes nas pracas dos pedágios.

    • ter, 10/09/2013 - 9:34
      Fernando

      haha paciencia de esperar.

      eu rio demais com os chapinhas brancas daqui.

      vamos esperar então… eu já estou sentado aqui OK.

      é muita besteira junta.

    • ter, 10/09/2013 - 13:07
      anti

      Vou te fazer uma única pergunta: Mudaram ou vão mudar IMEDIATAMENTE o padrão MEC-USAID da educação nacional? Não? Então xiu.

  7. seg, 09/09/2013 - 20:39
    Urbano

    O que um dia foi bomba de efeito moral (mas normalmente de causa imoral), atualmente é bomba de feito mortal ou muito próximo disso.

  8. seg, 09/09/2013 - 19:18
    Marat

    Vitinho, meu respeito e admiração!

  9. seg, 09/09/2013 - 19:17
    CRB

    Esse Vitor é Coxinha!

    Opa, mandei essa só pra aumentar a contagem da palavra Coxinha na mesma página.

    Agora já são dois.

  10. seg, 09/09/2013 - 17:59
    Gerson Carneiro

    “Porque eu quis. Pode ir lá e denunciar”, diz capitão da PM de Brasília após agredir manifestantes.

    Vídeo aqui => http://www.youtube.com/watch?v=qKMEej-ptoE

  11. seg, 09/09/2013 - 16:48
    Eunice

    Só pra enviar um beijinho ao Vitor.

  12. seg, 09/09/2013 - 16:29
    Luiz Fortaleza

    Ele ainda vai sentir o baque com o tempo. O discurso ainda é muito emocional. Mas a questão é q os governantes e a polícia tem que repensar as suas formas de repressão. Uma vitrine quebrada pode ser reconstruída,mas um olho perdido, jamais.

    • seg, 09/09/2013 - 17:32
      Leo V

      Bem colocado. Mas acho que a questão não é a forma da repressão, mas o objeto da repressão.

      O capitalismo só pode existir reduzindo as pessoas a objetos. E alguns objetos valem mais que outros, da perspectiva de quem tem poder.

      • seg, 09/09/2013 - 19:02
        LUIZ FORTALEZA

        Com certeza… mas toda polícia em qualquer parte do mundo é para proteger a propriedade privada, a classe hegemônica econômica e política. Maquiavel nos dá uma lição sobre as forças militares que são forças mercenárias porque estão lá pelos soldos e pior, baixos soldos. Há uma certa lavagem cerebral nestes seres humanos soldados que acham q estão defendendo a pátria e a ordem, qdo na verdade estão defendendo interesses de uma única classe, a dominante.

Comentar