VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Economista denuncia caixa de empresários para financiar o golpe; ação popular questionará uso de dinheiro público

03 de abril de 2016 às 01h03

Captura de Tela 2016-04-03 às 00.58.40

Campagnolo com Moro no Paraná; Firjan e Fiesp unidas com o pato em Brasília; Heitor José Muller tomou posse na presença de Dilma, mas…

“O Brasil chegou a um impasse político que precisa ser resolvido com urgência, respeitando as possibilidades legais, entre elas o processo de impeachment previsto na Constituição. Do equacionamento da crise política depende a retomada da economia, hoje em forte declínio”. Nota da Fiergs, do Rio Grande do Sul, comandada por Heitor José Mueller

“Podemos ter um novo governo no início de maio, se o Congresso trabalhar no sentido que precisa trabalhar. Vamos mostrar aos parlamentares da obrigação deles, de votar para o Brasil, mudando a presidente do Brasil o mais rapidamente possível”. Declaração de Eugênio Eugênio, da Firjan, Rio de Janeiro

“Posição favorável ao andamento do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional, chamando à responsabilidade todos os parlamentares”. De manifesto encabeçado pela Fiep, do Paraná, presidida por Edson Campagnolo

Da Redação

O jornalista e economista J. Carlos de Assis vem denunciando que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, dirigida por Paulo Skaf, está montando um caixa para financiar deputados que votem pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Skaf é do PMDB. Ele compareceu ao ato de desembarque do partido do governo Dilma. A Fiesp dá guarida a um acampamento montado diante da sede da entidade, na avenida Paulista, em São Paulo.

Um telão que cobre todo o edifício-sede da entidade pediu “Renúncia Já” a Dilma, em verde e amarelo, no dia em que o juiz Sérgio Moro vazou ilegalmente gravações telefônicas do ex-presidente Lula, uma delas com Dilma.

Skaf publicou extensos anúncios nos principais jornais brasileiros pregando o impeachment, para coincidir com o desembarque do PMDB do governo. Teria gasto ao menos R$ 5 milhões.

Em sua campanha contra a volta da CPMF, a Fiesp plagiou um pato holandês e passou a colocar o “personagem” para participar de eventos pró-impeachment. Os patos de plástico de Skaf têm sido atacados por militantes que se opõem ao golpe. O vídeo abaixo circula nas redes sociais. É o registro de um ataque ao pato montado pela Fiesp diante dos apartamentos de parlamentares em Brasília.

No golpe de 64, a Fiesp foi denunciada como partícipe de uma ação decisiva: pagamentos em dólares ao então general Amauri Kruel, que comandava o II Exército em São Paulo, para que abandonasse o então presidente João Goulart e apoiasse a quartelada (veja a reportagem aqui).

Durante a ditadura militar, a entidade empresarial promoveu em sua sede encontros entre agentes da repressão e chefes de segurança de empresas associadas para padronizar a investigação de operários e candidatos a estágio, conforme noticiou o Viomundo.

Segundo o economista J. Carlos de Assis, para o golpe de 2016 o caixa da Fiesp tem R$ 500 milhões.

Leia as denúncias que ele faz:

Caixa 2 montado pela Fiesp para comprar impeachment vai virar o caixão de Skaf

por J. Carlos de Assis*, no site de Roberto Amaral

A Fiesp montou um caixa 2 de, por enquanto, R$ 500 milhões para comprar o impeachment de Dilma. R$ 300 milhões virão dos recursos públicos que administra em nome do Sesi e do Senai; R$ 100 milhões serão “doados” pelo parceiro de Skaf no golpismo a partir do mesmo fundo publico, o presidente da Federação das Indústrias do Rio, Eduardo Eugênio; R$ 50 milhões serão aportados pela Federação do Paraná e outro tanto pela Federação do Rio Grande do Sul, todos irmanados pelo impeachment.

Esses industriais golpistas decidiram apostar tudo na derrubada da Presidenta, não importam as consequências. A solução da crise, conforme havia antecipado Veja em nome de todos eles e de uma parte substancial das classes dominantes, é o Vice-presidente Temer.

Mergulhando na conspiração até o pescoço, Temer promete rever a iniciativa de Dilma de contingenciar 30% dos recursos do Sesi/Senai (ou dos 4 S) e promover uma reforma trabalhista regressiva contra direitos consagrados na Constituição, que estará a cargo de Moreira Franco.

O esquema Skaf/Temer só tem um problema. Como canalizar R$ 500 milhões para os bolsos de parlamentares favoráveis ao impeachment sem o risco de, agora ou no futuro, o dinheiro ser rastreado pela Justiça?

Sim, porque a Justiça não será entregue permanentemente nas mãos de promotores e juízes partidários dos golpistas. Em algum momento aparecerão em seu meio homens honrados que vão buscar na vida pública e privada de parlamentares os indícios de enriquecimento ilícito. Como diz Luís Nassif, acabou a era do dinheiro escondido.

Alguns, obviamente, correrão o risco. Ademais, a decisão do impeachment se aproxima como velocidade anti-natural.

O mais importante nessa questão é que os órgãos controladores da probidade administrativa, a partir do Ministério da Justiça, tomem uma providência para ver de onde sai o dinheiro golpista da Fiesp.

Só um idiota acreditaria que sai dos bolsos dos empresários ou mesmo de suas empresas. Eles são generosos, sim. Mas são generosos com dinheiro alheio. Nesse caso, com o dinheiro dos 4S.

Eu conheço isso muito bem. Fui assessor da presidência da CNI, nos anos 80, e já então se podia perceber a pajelança com dinheiro público que era a gestão do Sesi e do Senai de muitos dirigentes de federações, notadamente de São Paulo, que por seu poder econômico gozava de ampla autonomia.

Isso só deve estar piorado. Gente como Skaf não passa de abutres em torno do dinheiro público quando se trata de dinheiro que controlam, a despeito da retórica anti-imposto e anti-setor público que professam com a maior cara dee pau.

Insista-se que recursos do Sistema S são, inequivocamente, públicos. Correspondem a recolhimentos obrigatórios sobre a folha salarial das empresas destinados ao ensino profissional e a atividades sociais dos trabalhadores.

Federações industriais, como Fiesp e Firjan, para simular seu assalto a esse caixa público, criaram Centros industriais vinculados às federações, por onde flui o dinheiro supostamente livre, mediante manobras contábeis. É muito fácil desmascarar isso. Qualquer órgão controlador público pode fazer uma devassa na circulação desses recursos e desmascarar seu uso indevido.

Defendo o direito da Fiesp propor o impeachment. Mas que seja com o dinheiro dos empresários e não dos trabalhadores. Sesi e Senai, quando foram criados há mais de seis décadas, certamente eram melhor geridas por empresários porque, nessa época, trabalhadores não tinham grande experiência de gestão.

Agora a situação é outra. Sesi e Senai devem ser entregues à gestão dos trabalhadores, inclusive como forma de evitar o uso político dos dinheiro pelas entidades empresariais, suscetíveis de maracutaias. Com isso o grande caixa da Fiesp, para comprar o impeachment, pode virar o caixão de Skaf!

P.S. Encontrei-me ontem no aeroporto de Brasília com o deputado Wadyh Damous, ex-presidente da OAB do Rio, com a deputada Jandira Feghali e com o senador Lindeberg Farias. Os três deram-me a boa notícia de que estará sendo movida na próxima semana ação popular contra a Fiesp e seu presidente, tendo em vista desvio de dinheiro público na campanha do impeachment, aqui denunciada.

*Jornalista, economista, doutor pela Coppe/UFRJ.

*****

Aliança pelo Brasil

Enfim, um empresário realmente revolucionário

por J. Carlos de Assis*, no GNN

Depois de quase um século camuflada em razão das conquistas sociais objetivas dos trabalhadores, lentas mas progressivas, a luta de classes ressurgiu no Brasil sob o comando glorioso de Paulo Skaf, que não esconde seu propósito macabro de destruir os direitos trabalhistas no país em nome da produtividade do capital. Tendo tomado de assalto os caixas do Senai e do Sesi, ele tem uma formidável fonte de financiamento para atacar o Governo, defender o impeachment e ditar para o Congresso uma das agendas mais reacionárias da história da República, comparável e confundida com as agendas do senador Renan Calheiros e a de Temer.

Se implementada, a agenda da Fiesp incendiaria o país com a ressurgência da luta de classes dos tempos da Questão Social do início do século XX, quando a busca de direitos por parte dos trabalhadores levou a uma onda de quebradeiras e incêndios de empresas em São Paulo. Na ocasião foi o velho patriarca Matarazzo que, do alto da sua experiência italiana, esfriou os ânimos dos empresários mais inquietos que queriam responder às greves de trabalhadores com lockt outs.. Hoje, no limitar de uma crise social de proporções gigantescas, não temos Matarazzo, ou Roberto Simonsen, pacificadores. Temos Skaf, o revolucionário.

Os líderes trabalhistas autênticos com os quais tenho conversado, graças à Fiesp passaram a interpretar as propostas de impeachment como um aspecto renascido da luta de classes. O que essa classe empresarial representada pela Fiesp quer — na verdade, em seus arroubos retóricos, exige — é a demolição de direitos trabalhistas, previdenciários e assistenciais.

Tudo aquilo que, desde Getúlio, e incluindo até mesmo o período militar, foi conquistado, consolidando-se na Constituição, tem que ser demolido, segundo a Fiesp. E o atalho para essa demolição é o impeachment de Dilma, a qual, a despeito dos paradoxos como a proposta de reforma previdenciária, se mantém nos trilhos da democracia social.

Com dinheiro público, extremamente mal vigiado pelos órgãos controladores da República, Paulo Skaf, o chefe revolucionário do patronato — felizmente, o presidente Robson e outros três presidentes de federações da indústria ainda conservam a lucidez e não seguiram sua trilha golpista –, comanda na Fiesp um bando de vendilhões da pátria, entre as quais o entreguista encarregado da área internacional, embaixador Barbosa, sabujo articulador dos interesses americanos no Brasil pelas folhas sujas do Globo.

Com uma equipe de fantoches, onde se incluem assessores vigaristas que vendem a alma por dinheiro, Skaf tem seu pequeno reino do qual, com a alavancagem do Sesi, pretende chegar ao governo do Estado de São Paulo, que por enquanto o povo lhe negou sabiamente.

O que se deve investigar, com maior relevância que a Lava Jato, são as articulações financeiras da Fiesp com o sistema Globo e o resto da grande imprensa A televisão sorve com sofreguidão recursos oriundos do Senai e sobretudo do Sesi, como se fosse um direito adquirido seu. E não apenas a TV aberta.

Lá está a TV Futura, criada pela Globo para cuidar do seu próprio futuro, sendo financiada à larga pelo Sesi. A Ação Global é outra propriedade da Globo financiado pelo sistema S. Aliás, o que espanta é que o mesmo esquema prevalece no Senac e Sesc, embora a velha raposa que toma conta desse galinheiro, Oliveira Santos, seja mais discreto e não tenha a pretensão de comandar uma revolução de classe no Brasil.

Entretanto, se Skaf quer guerra, ele a terá. Quando estava no poder, o presidente venezuelano Hugo Chávez foi virtualmente deposto por um golpe chefiado pelo principal dirigente empresarial do país, associado à principal televisão privada. Até fisicamente parecido com Skaf.

Os militares reagiram e liquidaram com o golpe. Aqui não vai ter luta física, como não teve na Venezuela. Não precisa. Skaf não comanda tropas. Comanda dinheiro público. Contudo, mesmo em grandes volumes, e fartamente distribuído pelos jornalões, como se viu na terça-feira, não dá para comprar mais de 200 milhões de brasileiros!

*J. Carlos de Assis, Jornalista e economista, doutor pela Coppe/UFRJ.

Leia também:

Deputados do PT pedem investigação de compra de apartamento por FHC

 

33 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Ricardo

04/04/2016 - 17h00

O golpe já foi dado a muito tempo, isso foi no dia que os militares saíram do poder. Todo partido que assumiu o governo roubou um pouco, e como sempre estamos pagando o pato. O engraçado é que somos roubados pela classe política e estamos divididos. Os que defendem o governo, os que não estão nem aí é os que querem derrubar o governo. O PT roubou? Sim, e muito, assim como PSDB, PMDB, PP, PDT e outros. Temos que primeiro ser honestos e depois livrar o Brasil desses corruptos. Todos e de qualquer partido. Aconselho a acessar o site http://www.transparência.gov.br aí vocês vão ver is absurdos.

Responder

Italo

04/04/2016 - 11h32

Artista plástico Dinamarquês avisa FIESP, se usarem o mico amarelo sem observar seus direitos de criador da arte, também acionará a FIESP na Justiça. E avisa, coxinha amarela pode usar, não pertence a ninguém.

Responder

Julio Silveira

04/04/2016 - 11h01

Olha pessoal, vamos encarar as coisas como elas devem ser encaradas. Com verdade, sem hipocrisia, com o mesmo senso critico que se costuma ter para com a cidadania, que é vitima contumaz e costuma ser responsabilizada pelas culturas devassas e corruptas que assolam o Brasil a décadas, quiçá a séculos. E isso tem funcionado como uma válvula de escape ou camuflagem, para encobrir os verdadeiros indutores dessas culturas os ricos, os que tem prestigio, capacidade intelectual e poder para inspirar pessoas na escala social. Para criar nelas o mesmo estado de ambição para almejar as mesmas condições de sucesso que estes costumam alcançar e que no fim funciona como fator diversionista . Lógico que esses que vem mais baixo na escala social, que se inspiram nesse tipo de gente o fazem sem critica, nem auto critica, por que se o fizessem e continuassem na mesma toada é por que conscientemente saberiam que estariam eivados de hipocrisias, falácias e farisaísmos.
Mas, voltando ao ponto da verdade, sabemos que o capitalismo brasileiro é uma piada, inconsistente. Sabemos (para quem tem alguma noção) que no Brasil expressão é apenas um bordão, um mantra para ser gritado por um grupo de espertos chupins do estado brasileiro, toda vez que percebem a possibilidade de terem que dividir de forma isonômica o grande patrimônio econômico e publico nacional. É nada menos que a história de uma família com uma herança para dividir, o que deveria ser feito de forma igual para seus vários membros, que tem os mesmo direitos sobre o patrimônio construído. Mas acaba que alguns, mais ambiciosos, mais desonestos, desses herdeiros, resolvem que a parte maior desse patrimônio deveria ficar entre eles, e passam a criam estratégias para o possuir e isso de forma irregular, estelionatária. O Brasil, com seus cofres públicos, a anos sustentam esses herdeiros estelionatários, desonestos, que ao menor sinal de isonomia mostrada por governos mais voltados a uma melhor distribuição, saem logo com a tal defesa do capitalismo, mesmo com todos sabendo e poucos se dando conta que o tal capitalismo desses e mantido com grande aporte de recursos e patrimônio publico. Portanto se torna uma coisa muito fácil, se quiserem, encontrar nesses esse tipo de recursos sendo usados para finalidades com o fim de sabotar a busca por isonomia na destruição. Basta que se fiscalize e investiguem esses grandes “empresários” , por que grande parte dos recursos públicos entram nas suas contas privadas, que eles fazem questão de usar para seus fins ilícitos, de forma camuflada mas que está lá, é só procurar.

Responder

Cláudio P. Pinheiro, o CPP!

04/04/2016 - 08h28

GENTE BOA,

MEUS BROTHERS,

AO SENHOR ANÔNIMO INTERIORANO (PELANCO DE MEDIOCRIDADE), OLHE O RESPEITO E JÁÁ…!!!

SENHOR ANÔNIMO, QUEM QUER QUE SEJA QUE QUEIRA SE CANDIDATAR PARA PRESIDENTE DO NOSSO BRASIL VARONIL, TERÁ QUE ESPERAR, SENTADINHO, O ANO DE 2018! FICOU CLARO SENHOR ANÔNIMO?

ATÉ O SENHOR PODERÁ SE CANDIDATAR! SÓ QUE NINGUÉM TIRA A ELEIÇÃO DE LULA DO BRASIL 2018!

FORA DAS URNAS SENHOR ANÔNIMO, É E SERÁ SEMPRE UM GOLPE BAIXO DE ESTADO!

SENHOR ANÔNIMO INTERIORANO, BRADE AOS QUATRO CANTOS ALTO E BOM SOM:

“CEM POR CENTO DEMOCRACIA JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!”

ESSA AÍ É O MICHEL TEMER DE CALÇOLÃO! É A MARINECA (MARINA+NECA DO ITAÚ)!

“A OAB NA CONTRAMÃO DA HISTÓRIA!”

É GOLPE SIM SENHORA DRA. FERNANDA MARINELLA (OAB-AL)!

O PLANETA, INTEIRINHO, SABE, E MUITO BEM, QUE É UM GOLPE DE ESTADO E DOS MAIS BAIXOS!

FANTASIA? QUAL FANTASIA SENHORA?

É GOLPE DE ESTADO MESMO!

URGENTE! DIGAMOS NÃO AO GOLPE DE ESTADO!

DILMA DO BRASIL FICA!

FANTASIA ESCABROSA SERIA! FANTASIA DO SATANÁS SENHORA MARINELLA!

É GOLPE DE ESTADO EM ANDAMENTO E DOS MAIS BAIXOS CARÍSSIMA SENHORA!

“ABRA DO OLHO MUIÉ!”

VAMOS PARA AS RUAS CONTRA O GOLPE BAIXO EM ANDAMENTO SENHORA!

A HISTÓRIA NÃO LHE PERDOARÁ!

TUDO PELA DEMOCRACIA E JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

DIGAMOS NÃO AO GOLPISMO DE UMA VEZ POR TODAS CARA SENHORA! E JÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

GOLPE BAIXO? JAMAIS! “NEM A PAU DE ARARA!”

QUE VERGONHA É ESSA AÍ PAPAI!”

ESSE TAL MICHEL TEMER, NA CONTA DOS HOMENS DE BEM, É ELE, UM TREMENDO VELHACO CANALHA!

CONSPIRADOR TRAIDOR!

O NÍVEL DESSE INDIVÍDUO, O TAL DE MICHEL TEMER, É DOS MAIS RELES POSSÍVEL! ESSE SUJEITO NÃO TEM A MÍNIMA QUALIFICAÇÃO PARA SER UM PRESIDENTE!

PERGUNTEM A IDADE DELE E COMPAREM COM A IDADE DE SUA COMPANHEIRA CONJUGAL!

A MENINA TEM IDADE DE SER SUA BISNETA!

PAPAIS E MAMÃES, IMAGINEM SUA BISNETA TENDO RELAÇÃO AMOROSA COM O MICHEL TEMER OITENTÃO!

A MENINA TEM SEUS VINTE E POUCOS ANINHOS E ELE, O MICHEL TEMER, TEM LÁ SEUS MAIS DE OITENTA ANOS DE IDADE!

QUE VERGONHA É ESSEA AÍ PAPAI!

QUE FIGURINHA CANALHA É ESSE TAL DE MICHEL TEMER MEU AMADO POVO?

GENTE BOA,

MEUS BROTHERS,

AO SENHOR “GILMAR NEVES CARDOSO MENDES”:

POR QUE NÃO TE CALAS SENHOR NULIDADE?

“SEJA ÚTIL AO PAÍS, VÁ CAÇAR MOSQUITO! E JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

“ZICA ZERO!” JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

TUDO QUE ESSE SENHOR PRECISA FAZER É TOMAR VERGONHA NA CARA E NÃO MAIS SE MANIFESTAR EM FEITOS QUE SE TRATEM DE MATÉRIAS RELATIVAS A DILMA DO BRASIL E LULA DO BRASIL!

TODO O POVO BRASILEIRO JÁ TEM CONHECIMENTO DE QUE ESSE SENHOR É, INTEIRAMENTE, VISCERALMENTE, SUSPEITO! É UM SUSPEITO ESCANCARADO!

DESMORALIZA A MAGISTRATURA NACIONAL COM SUA ESTUPIDA CONDUTA POLÍTICO-JUDICIAL!

“FORA “SENHOR GILMAR NEVES CARDOSO MENDES!” E JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

“TÁ LIGADO (A)?”

“O TIRO SAIRÁ PELA CULATRA!” E A VERDADE PREVALECERÁ!

“BABADO NÃO É BICO NÃOI”

HOMI! HOMI! ABRA DO OLHO! MUIÉ! MUIÉ! ABRA DO OLHO!

“CEM POR CENTO DEMOCRACIA!” JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

“GOLPISTAS BARATOS, A HISTÓRIA JAMAIS LHES PERDOARÁ!”

JUIÍO GENTE! JUÍZO MESMO! JUÍZO JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

GENTE BOA,

MEUS BROTHERS,

Quem são os senhores (beócios, pelancos de mediocridades) para referirem-se de tal forma aos melhores presidentes do Brasil varonil de todos os tempos, PRESIDENTE LULA DO BRASIL/PRESIDENTA DILMA DO BRASIL? OLHEM O RESPEITO E JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

FAÇAM ALGUMA COISA DE ÚTIL AO PAÍS!

VÃO CAÇAR MOSQUITOS E JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!

HOMI! HOMI! ABRA DO OLHO! MUIÉ! MUIÉ! ABRA DO OLHO!

“BABADO NÃO É BICO NÃO!”

“AO TRABALHO!”

DILMA DO BRASIL, PRIMEIRA MULHER PRESIDENTA DO NOSSO BRASIL VARONIL! ÓH! GLÓRIA!

DILMA DO BRASIL, CHEIA DE CHARME, PORQUE MULHER!!

DILMA DO BRASIL, SUPRAPARTIDÁRIA, PORQUE MULHER!

DILMA DO BRASIL, SUPER ESTRUTURA, PORQUE MULHER!

DILMA DO BRASIL, IMBATÍVEL, PORQUE MULHER!

DILMA DO BRASIL, CONSTITUCIONAL, LEGÍTIMA, PRIMEIRA MULHER PRESIDENTA, ELEITA E REELEITA, DEMOCRATICAMENTE, SUPREMA COMANDANTE EM CHEFE DAS NOSSAS HONRADAS FORÇAS ARMADAS DO NOSSO BRASIL VARONIL!

DILMA DO BRASIL, A ETERNA FADINHA MADRINHA DO NOSSO AMADO POVÃO DO NOSSO BRASIL VARONIL!

“BABADO NÃO É BICO NÃO!”

“ÁH! CUMA ERA GRANDE!”

“GOLPISMO!” NUNCA MAIS! NEM A PAU DE ARARA!

O PLANETA ESTÁ DE OLHO!

“CEM POR CENTO DEMOCRACIA JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!!”

DILMA DO BRASIL, É UM PUTA PAU NO RESTO DE ORIFÍCIO ANAL (POPULAR C…UUU) DOS GOLPISTAS BARATOS, RELES CONSPIRADORES VELHACOS, ASSECLAS CANINOS, ALIADOS DOS GÊNIOS DA EMPULHAÇÃO E DO EMBUSTE, FHC NEVES MENDES E CIA!

GOLPISTAS CANALHAS! MACHISTAS CORRUPTOS IRRECUPERÁVEIS! VÃO TOMAR NA PAPADA DO ORIFÍCIO ANAL E DE GOLEADA!

JUÍZO GENTE! JUÍZO MESMO! JUÍZO JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ E JÁÁÁÁÁÁÁÁ!!!

Responder

FrancoAtirador

03/04/2016 - 17h52

.
.
QUEM PAGA O PATO, NO BRASIL, NÃO SÃO OS SÚPER-RICOS,
.
SÃO OS TRABALHADORES ASSALARIADOS E A CLASSE MÉDIA.
.
Estudo da ONU mostra que, no Brasil,
.
os Mais Ricos Pagam Menos Impostos
.
(https://youtu.be/sY_xtHf0qHg)
.
.

Responder

Dan

03/04/2016 - 16h27

A rede golpe já não é assistida em minha casa há muito tempo. Agora, estou boicotando os anunciantes dessa emissora: Seara, Havainas, Itaú (fiz minha mãe fechar uma conta e abrir no Banco do Brasil), Natura, Casa Bahia, Skol, Itaipava, Dove, Cacau Show, Net, Crefisa etc. É uma forma de resistência.

Responder

    Jean Nascimento

    03/04/2016 - 20h08

    Em casa a globosta não entra. E sábado, antes de ir ao mercado, printei uma lista dessas. No que deu só comprei produtos de marcas que não constavam na lista. sds.

    FrancoAtirador

    03/04/2016 - 16h43

    .
    .
    “É Bom Abrir o Olho.
    Quando essa Turma e seus Institutos falam de ‘liberdade’,
    está ‘preparando a cama’ para os Adversários Políticos”
    […]
    Os Estados Unidos já haviam patrocinado a deposição de Arbenz na Guatemala
    e instigaram a queda de Perón na Argentina.
    .
    O suicídio de Getúlio, em 1954, e a coragem do então general
    Henrique Batista Duffles Teixeira Lott, Ministro da Guerra,
    em 11 de novembro de 1955, abortaram as tentativas
    de interrupção da normalidade institucional no Brasil.
    .
    Mas, em março de 1964, o País entrou finalmente no roteiro
    dos “golpes democráticos” gestados em Washington.
    .
    O resto da história os brasileiros maiores de 50 anos sabem:
    duas décadas de ditadura militar, cevada e sustentada
    pelo Departamento de Estado [Norte-Americano].
    .
    Está mais do que provado há tempos que a participação da CIA
    e de outras agências americanas no golpe foi decisiva.
    .
    Os americanos foram generosos na transferência de tecnologia:
    enviaram experts nas técnicas de tortura, conforme depoimento insuspeito
    e digno de muitos oficiais brasileiros que se recusaram a compactuar
    com os desatinos do regime autoritário.
    .
    É bom abrir o olho. Quando essa turma e seus institutos falam de liberdade,
    está preparando a “cama” para os adversários políticos.
    .
    Gordon gostava de fumar cachimbo.
    Dizem que, já morto, ainda tem a boca torta.
    .
    Economista Luiz Gonzaga Belluzzo
    Na CartaCapital de 11/01/2014
    .
    (http://www.viomundo.com.br/denuncias/belluzzo-descoberta-da-midia-sobre-kennedy-em-2014-e-de-2001.html)
    .
    (http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/mateus-fiorentini-golpe-paraguaio-tem-ecos-de-54-e-64.html)
    .
    .

Euler

03/04/2016 - 15h08

Que falta nos faz um governo que tenha um serviço de inteligência e que tenha o controle sobre a Polícia Federal para investigar esses canalhas da FIESP e demais federações empresariais, rastrear os recursos que estão usando para financiar o golpe, abrir inquéritos e mandar prender todos eles. Comprar deputados para derrubar um governo eleito legitimamente é o quê? Golpe, traição, ataque à Segurança Nacional, corrupção, mau uso do dinheiro público, ou tudo junto.

Deveriam ser todos eles presos, até que provem o contrário, seguindo a nova lei decretada pelo estado paralelo de Curitiba e que tem validade em todo o território nacional. FIESP, GLOBO, MORO, OAB, caciques tucanos e demos e afins são tudo a ver e têm tudo a ver com o GOLPE no Brasil. Estão destruindo as instituições, as garantias constitucionais e as liberdades democráticas.

Querem agora assaltar o governo federal, obviamente que sem votos, para confiscar TODOS os direitos sociais e trabalhistas duramente conquistados nas últimas décadas. E dividir os lucros entre eles e seus associados internacionais.

Ah, que falta nos faz um governo que saiba usar os poderes que lhe foram conferidos – nisso aí, temos que reconhecer: MORO e CUNHA dão um banho de eficiência nos amadores do governo federal, no STF e no CNJ. Deve ser por causa do tal republicanismo, aspas, que fez com que o PT escolhesse só inimigos de classe para assumirem os postos-chaves da República. Que república!!!

Responder

Urbano

03/04/2016 - 14h10

Obviamente que nem todo empresário é fascista, mas todo fascista é empresário; nem que seja à base de offshore…

Responder

Sebastião Farias

03/04/2016 - 13h44

Pessoal, afinal, essa federação já pagou o pato do holandês?

Responder

Cícero Lobato

03/04/2016 - 12h56

Essas federações estão financiando o golpe com dinheiro público.

Além de ser ilegal esse financiamento, ele poderia ser considerado como um financiamento político de campanha, que é proibido, fora de tempo, pois visa exclusivamente depor, pela atividade política de poucos, um governo eleito pela maioria do povo brasileiro.

Ademais, o dinheiro público que está sendo desviado por essas federações jamais poderiam financiar a compra de votos no congresso!

Responder

Guilherme Soares Pinto

03/04/2016 - 10h14

Por falar em “uso de dinheiro público”, quando vão investigar os gastos da CUT nas manifestações pró-governo?

Afinal, 100% do dinheiro da CUT é público!

Responder

Paulo rodrigues

03/04/2016 - 08h19

Será que mudou mesmo o ministro da justiça? Até quando o governo vai permitir esse tipo de atitude? Tem outro detalhe, e a proibição de doações de empresários, não conta?

Responder

Marcelo Teixeira

03/04/2016 - 07h57

Azenha
Tente descobrir o nome das empresas para que sejam boicotadas pelos consumidores.

Responder

    octavio

    03/04/2016 - 12h19

    Já comecei a boicotar a SEARA. Não compro, não recomendo, não falo bem.

Martha

03/04/2016 - 06h58

Essas federações foram criadas para uso político. A palavra ” seriço” que usam para mascarar seus verdadeiros objetivos, diz respeito a serviços a favor de grupos que se dizem representar às áreas da indústria, comercio, transportes e agricultura e que compram sindicatos patronais pelegos para serem eleitos e assim se perpetuarem na direção dessas entidade que movimenta anualmente milhões de receitas advindas da contribuições compulsória recolhidas pelo governo. Os cursos profissionalizantes que no ato de criação dessas entidades eram gratuitos viraram um rentável grande negócio, Hoje bancado pelo Pronatec que injeta bilhões para permitir que trabalhadores tenham acesso aos cursos. Quer dizer além de receber recursos para- fiscais que teria com finalidade oferecer gratuitamente cursos aos trabalhadores, ainda abocanham mais recursos públicos para custear os golpes. Quem já trabalhou ou trabalha nessas entidades sabem que quando um desses dirigentes se candidatam à cargos eletivos toda a màquina é usada para dar suporte financeiro e de pessoal para eleger seu candidato.

Responder

Cláudio

03/04/2016 - 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo A Voz do Bra♥♥S♥♥il e postando:
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

FrancoAtirador

03/04/2016 - 04h11

.
.
Extra! Extra! Deu no Editorial da Folha de S.Paulo:
.
FRIAS DESISTE DO IMPÍXI E ADERE ÀS CAMPANHAS
.
DE GILMAR MENDES, LUCIANA GENRO & MARINA SILVA.
.
(http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2016/04/1756924-nem-dilma-nem-temer.shtml)
.
.

Responder

FrancoAtirador

03/04/2016 - 03h45

.
.
“Está caracterizada no Brasil a existência
de apenas dois partidos políticos:
o Partido da Banda Podre do Congresso
e o Partido da Banda Saudável do Congresso,
este último em nítida minoria, naquele feudo
das atrocidades contra a nação e o povo brasileiro.
E são estes dois partidos que agora estão a disputar
a manutenção ou não do governo democrático
eleito pelo povo de forma constitucional”
.
(https://gustavohorta.wordpress.com/2016/03/30/seria-um-golpe-e-sim-e-um-golpe-de-estado)
.
.

Responder

FrancoAtirador

03/04/2016 - 02h04

.
.
JORNALISTA CHICO PINHEIRO É O PRIMEIRO ÂNCORA DA REDE GLOBO DE TV
.
QUE ABRE DISSIDÊNCIA E SE MANIFESTA PUBLICAMENTE CONTRA O GOLPE.
.
(http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/chico-pinheiro-nao-vejo-autoridade-moral-ou-etica-nos-politicos-que-querem-julgar-a-presidente)
.
.

Responder

    octavio

    03/04/2016 - 12h30

    Vamos parar de nos iludir. Eles fazem o que os donos do jornal mandam. Tem limite para ser otário e eu não confio mais em nenhum jornalista destas empresas. Eu não confio. Se este âncora deseja a nossa confiança saia da empresa. Do contrário, pode fazer mil elogios a Dilma, para mim será mais um Temer da vida.

Adriano

03/04/2016 - 01h48

Sendo verdade é algo imoral

Responder

Guilherme Soares Pinto

03/04/2016 - 01h32

Por falar em uso de dinheiro público, quem vai investigar a participação da CUT nas manifestações petistas?

100% do dinheiro da CUT é público!

Responder

    octavio

    03/04/2016 - 12h04

    Não se preocupe. É dinheiro legal. Pois se não fosse, já estariam prendendo até a quarta geração do presidente da CUT. Afinal, os juízes e promotores da extrema-direita brasileira não precisam de nenhum indício de crime para começar uma investigação. Diferentemente dos senhores, que cometem crimes bárbaros, mas não são investigados de maneira nenhuma. Acho que vcs deveriam começar a colocar a barba de molho. Vamos boicotar as suas empresas. Se os seus médicos não quiserem nos atender, vamos importá-los. Vamos fali-los.

Deixe uma resposta