VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

A lógica torta da Globo no caso de José Dirceu

04 de dezembro de 2013 às 21h28

por Luiz Carlos Azenha

Dezenas de milhares de presos brasileiros, que cumprem pena em regime semiaberto, trabalham.

Não é nenhum privilégio: está previsto na legislação. Assim como está prevista a remissão de pena, ou seja, a redução da pena em função dos dias trabalhados.

Não há nada de excepcional nisso.

Pergunta básica sobre um preso hipotético: José da Silva é responsável pelas ações daquele que o emprega?

Se a empresa que acolheu José da Silva for condenada por tráfico de drogas, se sonegar Imposto de Renda ou se for de propriedade de um laranja, José da Silva deve pagar também por isso?

Resposta óbvia: não.

Qualquer tentativa em sentido contrário significa punir por associação.

Diz, com razão, o advogado de José Dirceu:

“A constituição societária do hotel St. Peter não diz respeito a meu cliente. Por que 400 pessoas podem trabalhar no hotel e o ex-ministro não? Esse hotel é antigo em Brasília, tradicional, mas para alguns parece que foi inaugurado ontem. Juntamos toda a documentação necessária para que meu cliente possa trabalhar e espero a decisão da Justiça”.

O que o Jornal Nacional está tentando fazer é “punir” um hotel que ofereceu um emprego a José Dirceu. É punir o preso por práticas supostamente ilícitas do hotel, o que é um absurdo jurídico.

Ou isso, ou a Globo está tentando lançar no ar uma ilação: José Dirceu seria o dono oculto do hotel que pretende empregá-lo, através de um laranja num refúgio fiscal, o Panamá.

Mas, aí, eu também posso fazer uma ilação: José Dirceu comprou parte da Abril, com o objetivo de calar Victor Civita.

Sim, porque como revelou um sítio, a mesma empresa do “laranja” envolvido com o hotel Saint Peter — que ofereceu emprego a José Dirceu — comprou parte da TVA, da Abril.

Já pensaram nisso? José Dirceu compra a Veja para torná-la uma publicação esquerdista!

Por falar em ironia, o blogueiro Mello desafiou a Globo  a ir fundo não apenas no Panamá, mas também nas ilhas Virgens Britânicas, onde uma certa Globo Overseas comprou os direitos de transmissão das copas de 2002 e 2006 usando uma empresa de fachada. A palavra não é minha, é da Receita Federal.

O que a Globo está tentando fazer no caso de Dirceu equivale ao Mello pedir que William Bonner seja punido por eventual sonegação fiscal dos empregadores dele, os irmãos Marinho!

Hoje, a Globo mobilizou três pessoas para fazer valer sua tese de que o escândalo diz respeito ao preso José Dirceu: Álvaro Dias e “ministros” do Supremo Tribunal Federal. Nem Gilmar Mendes, nem Marco Aurélio Mello, ouvidos, foram assim tão enfáticos. Mello, aliás, lembrou que não falava como juiz do caso. Por motivos óbvios: a decisão de permitir ou não que José Dirceu trabalhe não tem relação alguma com o fato de o hotel pertencer a um laranja ou a marcianos.

O que a Globo quer é vingança. É evitar que José Dirceu tenha os mesmos direitos de dezenas de milhares de outros presos que cumprem pena em regime semi aberto. Direito ao trabalho. À ressocialização.

A Globo não quer que a lei seja cumprida. Ou quer que ela seja cumprida seletivamente. É isso o que se esconde por trás do “jornalismo” do Ali Kamel.

Leia também:

Uma carga realmente difícil de esquecer

 

90 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

fernando alves do nascimento

09/06/2014 - 13h55

O domínio que os meios de comunicação de massa exercem na cabeça do povão é algo assombrosamente diabólico e doentio. Levo o indivíduo a pensar, falar e agir por reflexo condicionado. Confundem informação com conhecimento e notícia com opinião.Transformam o óbvio no obscuro, o sucesso na desgraça, a mentira ou meia verdade, na verdade, espetaculariza o crime que pretende combater. Contradiz tudo de acordo com seus interesses. Solução : Educação de qualidade, polivalente , com sentido do belo e do sagrado e em tempo integral por esta grande e bela nação abençoada de um povo lindo e acolhedor.

Responder

Mariano

05/12/2013 - 19h14

NO CONVERSA AFIADA: DIRCEU DESISTE DO EMPREGO NO HOTEL ST. PETER

Está no Conversa Afiada

O jornalista Breno Altmann confirmou ao ansioso blogueiro que José Dirceu é o responsável pela nota PÚBLICA, OFICIAL, em que Dirceu denuncia o linchamento mediático que o emprego num hotel se transformou e, para nao prejudicar mais ninguém, desiste do emprego.

Portanto, a combinação de Globo, Folha (*) e os carrascos de plantão no PiG (**), Gilmar e Vaidoso foi, de novo, vitoriosa nesse julgamento de exceção.

Em que todos, inclusive advogados de réus publicamente linchados, se transformam em serviçais do PiG.

Viva o Brasil !

(Não surpreende que o Dirceu, inocente, esteja onde está !)

Eis a nota de Dirceu, assinada pelos advogados que contratou e remunera:

Obs: tentei copiar a nota para colocar no vi o mundo mas não consegui. Segue o link:

Responder

Edno Lima

05/12/2013 - 18h49

É verdade que “Dezenas de milhares de presos brasileiros, que cumprem pena em regime semiaberto, trabalham”, mas nenhum deles recebe, poucos dias após a prisão( e sem qualquer experiência no ramo) uma oferta de “trabalho” para ganhar R$ 20.000,00(diga-se, registrados em carteira)enquanto quem está no topo da carreira da mesma empresa, recebe R$ 1.800,00 (diga-se, registrados em carteira). É provável que para os petistas e blogueiros progressitas “não há nada de excepcinal nisso”, mas para o restante das pessoas o trato não aparenta normalidade e isso é de interesse público!

Responder

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h05

    É isso aí. Continuem bancando os ingênuos. Continuem forçando a barra. E com certeza, não demora muito, o Zé Dirceu irá iniciar a politização do sistema prisional. Aguardem.
    _______________________________
    Dizem que o Comando Vermelho nasceu assim; do contato direto de presidiários comuns com presos políticos durante a ditadura de direita, no regime [de exceção] militar.

    Marcos C. Campos

    05/12/2013 - 22h10

    Tá vendo o linchamento midiático como funciona? O objetivo é justamente este, fazer com que as pessoas achem que o sujeito está “armando” alguma. Já foi condenado utilizando uma teoria nunca aplicada no Brasil, sem provas e agora esta “mensalando” de novo. Pô 20.000 é muito tem treta.

    Ainda bem que não consigo ler todos os comentários … Se tiver que responder aqueles que não pensam …

Maria Thereza

05/12/2013 - 18h43

Enquanto a gente discute o emprego, o salário do Dirceu, o “julgamento do mensalão” vai se tornando verdadeiro. Tudo isso que está acontecendo decorre da indecência que foi esse julgamento, desde sua origem, até os desmandos do jb, agindo como “dono do pedaço”, distorcendo teorias, inovando, alterando SOZINHO o regimento interno do stf, para ser o único a tomar decisões em tudo que se refere ao tal mensalão, troca juiz de execução penal, enfim uma sandice só, corroborada pelos seus pares, que mantém absoluto silêncio sobre essas diatribes. Não está na hora de recorrer às cortes internacinais, do Pizolatto mostrar como foi engendrada a denúncia, o julgamento e todas as suas consequências?

Responder

Néia

05/12/2013 - 17h18

Para Daniela Filippini: Brasília é uma das capitais mais caras do Brasil por que há muito “poder contributivo” circulando na cidade por conta dos mais altos cargos do serviço público nacional. Então, cargos de gerência naquela cidade tendem a ser melhor remunerados do que em Não Me Toque/RS. Agora tu deves ter parâmetros bem rebaixados, pois até eu, que não tenho cargo de gerência atualmente, ganho um pouquinho mais que isto.

Responder

Germano Nascimento

05/12/2013 - 14h49

Essa fixação toda em José Dirceu pretende, também, esconder sua condição de Sonegadora. A Rede Globo astutamente desvia a atenção do público para a condição do “mensaleiro preso” que está sendo ajudado por “outros praticantes de ilícitos” e,assim, se livra de prestar contas a população. Me frustrar ver que o Ministério Público do RJ até agora deu resposta sobre o processo aberto lá.

Responder

ricardo silveira

05/12/2013 - 13h37

Uma empresa de comunicações deixou muito claro no segundo semestre de 2012 que tem poder absoluto sobre a grande mídia e que define, para imensa tristeza da cidadania brasileira, o que deve ser a vida do país do ponto de vista jurídico, político, econômico e social, para além de qualquer estatuto de legalidade. É assim que percebo a Globo. Mais, acho que em nenhum país do mundo alguém tenha tanto poder para submeter as instituições de estado.

Responder

Diniz

05/12/2013 - 12h04

A Globo foi investigar o Dirceu no Panamá mas não investiga em sua própria casa aonde foi parar o DARF de R$ 400 milhões que sonegou.

A Globo foi investigar o Dirceu no Panamá mas não investiga, ali pertinho, nas Ilhas Virgens, a empresa de fachada que a Globo criou para sonegar impostos.

A Globo foi investigar o Dirceu no Panamá, mas não investiga, ali pertinho, nas Ilhas Cayman, o José Serra e os depósitos em contas da privataria tucana.

A Globo foi investigar o Dirceu no Panamá, mas não investiga aqui em Minas o helicocainóptero da turma do Aécio.

A Globo foi investigar o Dirceu no Panamá, mas não investiga aqui em Sampa o trensalão tucano.

Responder

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h10

    É… essa perseguição toda já está dando na vista. Pó para rede grobo. Pó para.

José BSB

05/12/2013 - 11h45

A globo, na finalidade de melar o “trampo” do zé dirceu, enviou uma equipe ao Panamá para investigar a constituição acionária do hotel. Já no caso da corrupção nas licitações do metro paulista, na globo news ontem a jornalista limitou-se a ler um “comunicado oficial” do Cerra alegando desconhecer quaisquer irregularidades a respeito das denúncias de cartel dos trens. Roubalheira calculada em quase 10 “mensalões”. Enfim, deve sair mais barato para a globo mandar gente ao Panamá do que para Salvador fazer umas boas perguntas ao mauro ricardo sobre a máfia dos fiscais. Indicação, pasmem, do Cerra.

Responder

janio ieso

05/12/2013 - 11h01

Meu caro Azenha, este tv é o ,inferno literalmente.Temos que combatê-la constantemente.

Responder

Mauricio Bernardi

05/12/2013 - 10h54

O noticiário sobre a pretensão empregatícia do Zé Dirceu tem as características de um voo de galinha. Iniciou uma discussão sobre laranjas, paraísos fiscais e outras formas heterodoxas de aquisição de impérios de comunicações. Um tradicional hotel de Brasília, quem diria, faz parte desse nebuloso mundo. Isso pode gerar discussões indesejáveis para os barões da mídia. Como diz a apresentadora do Jornal Hoje, Sandra Annemberg – Vamos mudar de assunto?

Responder

Mardones

05/12/2013 - 10h50

E a Receita Federal não cobra da Globo o que deve? Será que a Globo iria fazer como o PSDB e acusar o governo de revanchismo contra a Globo? k k k k k k.

Responder

Carlos Lima

05/12/2013 - 10h10

A GLOBO se tornou um conglomerado MARGINAL ao não pagar impostos, SONEGAR que é crime fiscal em uma operação em paraíso fiscal segundo blogs e até jornalões, a moral da globo é pouca, beira ao desespero uma coisa dessas. Perseguir preso político na cadeia? Impedi-lo de trabalhar? O governo deve continuar pagando propaganda na GLOBO e ainda deve ainda esta lhes fornecendo as CNDs. Más o DARF é igual a cabeça de bacalhau ninguém viu ninguém vê. Enquanto isso as pequenas empresas tem que ter CNDs até da virgindade da avó.

Responder

Flavio Lima

05/12/2013 - 09h51

Muito bom, Azenha.

Responder

renato

05/12/2013 - 09h33

DIRCEU deve trabalhar na GLOBO!!!
Ficamos no aguardo da Policia federal fazer uma
pesquisa nos negócios escusos da mesma, se nada
houver então libera a Dirceu o trabalho, pode ser
o camera man do Jornal nacional.

Responder

aparecido

05/12/2013 - 09h32

Gostei do artigo, resta a vocês, cobrarem DA REDE GLOBO a demissão dos funcionários ou o pagamento dos Impostos devidos pela Globo, o caso seria idêntico.

Responder

Eduardo

05/12/2013 - 09h26

Quando interessa ao judiciário o “fato que não está no processo não está no mundo”, e nós aqui podemos nos esbaldar de falar da auditoria do BB que demonstra que não ocorreu o desvio de 73 milhões de reais da VISANET.
Quando é para ferrar teu inimigo, vale só o que está no processo.
Quando o interesse muda, os “fatos de ampla repercussão” passam a ser considerados.

Responder

Henrique Sérgio

05/12/2013 - 09h21

Caro Azenha,
minha leitura sobre esta investida da globo sobre os donos do tal hotel vem no sentido de desestimular futuros empregadores dos condenados petistas, sobretudo o Dirceu. Não basta ele estar preso, precisa ser execrado publicamente, se possiível diariamente até a eleição de 2014.

Responder

Mauro Assis

05/12/2013 - 09h21

Azenha… menos.

“Dezenas de milhares de presos brasileiros, que cumprem pena em regime semi-aberto, trabalham.”
E daí? Outras dezenas de milhares de presos do regime semi-aberto passam o dia na cadeia.

O que caracteriza o regime sem-aberto é a segurança menor, menos ostensiva. O preso tem o direto de PLEITEAR trabalhar, E o juiz vai decidir se é conveniente ou não. Isso vai ser decidido a seu tempo, conforme os prazos e o ritmo da justiça brasileira.

Enquanto isso:

– O Dirceu foi contratado sem que a justiça o permitisse, com o objetivo de criar o fato consumado.

– R$ 20.000,00 chamam a atenção como salário.

– O hotel é de propriedade de laranjas, no papel.

– O dono do hotel foi beneficiado por uma decisão da ANATEL (contrariando parecer dos técnicos da agência) NO DIA em que apareceu o contrato com o Dirceu.

Tudo isso acima é notícia. Os repórteres foram atrás do hotel porque o Dirceu foi contratado lá, embora sem saber se ia poder trabalhar. E acharam uma lambança, devidamente denunciada.

Agora: porque será que esse camarada nunca aparece ligado a algo lícito? Diz-me com quem andas…

Responder

    Luiz (o outro)

    05/12/2013 - 10h31

    “Agora: porque será que esse camarada nunca aparece ligado a algo lícito? Diz-me com quem andas…”
    Tá falando de qual dos tucanos? Os ligados à Alstom ou os ligados aos Perrelas?

    Marcos

    06/12/2013 - 01h39

    Luiz, nós ficamos sem saber se comentários como o desse Mauro ou o do Rodrigo Troll Leme são decorrentes de completa burrice mesmo ou de má-fé. É de estarrecer!

Antônio Sá

05/12/2013 - 09h00

247 obteve, com exclusividade, os registros de duas empresas abertas no Panamá pelos pais e pela irmã do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes; elas se chamam Conval Corporation e Vittenau Corporation; criadas em 12 de junho e 19 de junho de 2008, ano em que Paes se elegeu pela primeira vez, elas pertencem a Valmar Souza Paes, pai do prefeito, Consuelo da Costa Paes, a mãe, e Letícia da Costa Paes, a irmã; cada uma possui capital social de US$ 4 milhões, ou seja, US$ 8 milhões que equivaleriam a cerca de R$ 20 milhões no câmbio atual; agora pasmem: os contratos foram elaborados pelo escritório Morgan y Morgan e as empresas pertenceram a Jose Eugenio Silva Ritter, apontado pelo Jornal Nacional como dono do Hotel St. Peter, que ofereceu emprego a José Dirceu; será que o JN, de William Bonner, noticiará nesta noite as contas dos familiares do prefeito do Rio, um político que mantém ótimas relações com os irmãos Marinho?

Responder

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h18

    Ih! Suspeito de que o mundo do Dirceu se entrelaça tanto com o mundo da Globo que faz tremer o mundo dos Marinhos e outros nem tão oceânicos assim.

Martha

05/12/2013 - 08h33

Rodrigo Leme acusa Dirceu de malfeitor mas não diz nada a respeito da avalanche de malfeitos e malfeitores tucanos. Aplaude quem bate em mulher, cria empresa de fachada para compra de imóvel em Miami para fazer um vantajoso negócio, usa dinheiro público para pagar passagem aérea de jornalista para cobrir sua palestra, recebe salário da UERJ sem lecionar e vai a jantares de banca de advogados com processos sob sua responsabilidade , só para citar alguns malfeitos. Ainda por cima, sua fonte de informação se reduz a. TV golpista, aliada da ditadura e sonegadora de impostos, e o jornal que participava da tortura na ditadura emprestando sua frota de veículos para esse fim.

Responder

    Marcos

    06/12/2013 - 01h32

    E o Rodrigo Troll Leme chama o Dirceu de malfeitor sem que haja uma prova sequer contra o Dirceu. Dirceu é um herói da nossa pátria. A democracia brasileiro deve muito, muito mesmo, ao José Dirceu, ao José Genoino e ao PT.
    Para mim, canalha, malfeitor, bandido é quem acusa levianamente os outros de malfeitores, sem provas, apenas porque é inimigo político-ideológico daqueles a quem acusa.
    Não tenho o menor respeito por esse tipo de gente.

Jorge Portugal

05/12/2013 - 08h08

Será que a globo sonegou mesmo? Será que a globo pagou a transmissão da copa com empresa laranja? Acho estranho que ninguém do governo faz nada!!! Muito estranho, mas muito estranho mesmo tudo isso!!!!!

Responder

Jorge Portugal

05/12/2013 - 08h06

A Globo persegue e ninguém faz nada, sabem porque? O PT espera que na próxima eleição, isso venha lhe fortalecer! Deixar seus inimigos fazer o que quer, amanhã você será morto por eles. O que e estão esperando?

Responder

Romanelli

05/12/2013 - 07h55

fora de pauta

AZENHA ..antes que chegue janeiro ..vc voltará ao caso do IPTU e do custo das passagens de ônibus em SP ?

Você sabia :

-sabia que depois de desnudado o escândalo, sabia que a prefeitura esta batendo recorde em arrecadação de ISS ?

-sabia que MARTA, pra aplacar a quadrilha de perueiros, sansionou uma lei em 2001 que GARANTE emprego a cobrador (com titulo de auiliar de motorista) ?

-sabia que a existência destes cargos de cobradores (30 MIL na cidade) custa pras empresas R$ 1 BILHÃO/ano ..valor este que se dado nas passagens teria o dom de, com o mesmo nível de subsídios, diminuir as tarifas em até 25% ?

nota – os cobradores (substituídos pelos cartões magnéticos), assim como feitor de arco e flecha, telefonista, sapateiro, ferreiro e cocheiro, taquigrafo, digitador, técnico de main frame e datilógrafo, são profissões, dentre centenas, que por força do desenvolvimento ficaram obsoletas e desnecessárias. Assim, será mesmo que por conta dum capricho POLÍTICO, e de se adiar um enfrenamento que, mais cedo ou tarde, deverá ser feito, será que toda a população, AINDA MAIS as mais humildes, tem que pagar por tanta ineficiência e covardia ?

Responder

    Romanelli

    05/12/2013 - 08h18

    ah sim

    o gUverno federal tem priorizado verba pros BRTs (bus rapid transport ..nome chic)

    Pesquisa feita em SP indica que a velocidade nestes corredores exclusivos e caros – talvez por terem poucas paradas disputadas – é MENOR (16 a 21 km/h)que o dos puxadinhos feitos com uma pinturinha no asfalto (25 km/h)?

    pois é pois é pois é ..diria a Chiquinha

    Mais, estudos indicam que o ganho de velocidade dado aos ônibus NÃO fez a cidade andar no todo ..pois com esta mania de se escolher inimigos, os proprietários de carros – que não vão de ônibus pq a frota inclusive DIMINUIU – ficaram cada vez mais parados ..fazendo com que a equação tivesse soma ZERO pra cidade..uma cidade movida a serviços, diga-se

    Enquanto isso, sobre os monotrilhos elétricos suspensos que circulariam nas principais avenidas JÁ abertas (corredores naturais e reconhecidos pelo trafego/usuário), sem necessidade de desapropriação, com construção MUITO mais rápida e barata que os metrôs ..enquanto isso nem uma palavra

Jose Mario HRP

05/12/2013 - 07h52

Roubalheira de BI! em Sampa, e a Globo/Foia/Estadinho preocupados com o Cardozo!
Tucano rouba dez, 17 anos, mas o problema é o Dirceu,,,,,,,,,,,,,,,,,
Isso é que é coitadismo!
E esqueci os ajudantes do Cerra e do Kassab, na “fiscalização” da prefeitura!
Dessa fica uma pergunta:
Porque esse tipo de ladrões adora se amaziar, ter filhos, com putas?

Responder

Romanelli

05/12/2013 - 07h40

Data Venia (com o devido respeito, desculpe) ..mas não concordo.

Dirceu não é um qualquer, e dar emprego imediatamente a um cara destes, sem duvida que quem o fez esta retribuindo, ou pretendia algum benefício ..ou mesmo cumprindo ordens ..e provocando, claro.

Ademais, acho que ninguém aqui duvida, inclusive lhe dando o devido valor, que JOSÉ DIRCEU sabia com quem estava se metendo.

Salário MUITO acima da média, suspeita de favorecimento no caso de transferência duma antena pra Paulista (sem amparo da área técnica), e empregado num hotel de político, aonde um dos donos do prédio, fora de ser político de partido nanico, é irmão do Sergio Naya (que tb foi dono do imóvel)..

..uma empresa lotada no PANAMÁ em nome dum LARANJA, paraíso e estada de dinheiro ilícito, inclusive vindo do narcotráfico.

Então ? Vc se lembra do caso NUNCA investigado por LULA, da fuga bilionária de divisas via CC5 na época de Dom Fernando ? Daquela que somada aos HDs de Dantas, tb nunca transcritos, poria fim a esta republica das bananas ?

Lembra quanta miséria, acompanhada do FMI/EUA, aqueles atos nos trouxeram ? (inclusive a fragilidade que nos empurrou mais ainda pra privataria e falência do Estado, inclusive MORAL ?)

Lembra do desabamento do Palace de Naya, e das vítimas que ficaram vendo navio por mais de década ? ..e não duvido que ainda tem gente na fila de espera.

Realmente, penso que motivos não faltam pra apurarmos este caso com muito cuidado.

Aliás, tanto quanto o envolvimento de deputado e senador com o caso do narcotráfico ..e os tucanos com a construção, compra e reforma de TODO metrô (desde produto a até serviços e concessão)

Isso, em que pese o “dom” de muito petista se justificar, a exemplo de Pallocci, que por apenas pagar imposto sobre grana SUSPEITA, teve as investigações por enriquecimento ilícito, via lobby e trafico de influência por exemplo, suspensas (pelo governo, não pela controladoria, bom que se diga).

Infelizmente, pela confluência e coincidência de fatores, SEM duvida que eu não me surpreenderia se achasse muito dinheiro de pogreçista envolvido nesta bagunça.

Aliás, se me fosse permitido aconselhar, eu diria para os que querem defender açodadamente estes líderes, que já demostraram ter pés de barro, para terem muito mais cautela, muito mais do que eu fararia pros que estão querendo, com todo direito, investigar e tirar a limpo mais este enredo que promete desnudar ainda mais a forma de vida e conceitos de ética das pessoas que entendem o ilícito e a bandalheira como fatores precípuos pra quem deseja e quer se destacar na política brasileira.

Convenhamos, em toda a nossa estória, por tudo o que vem ocorrendo, penso que NUNCA vivemos um momento dão propício para os homens de bem dizerem:

AGORA CHEGA !!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=Aicv3wq1xYw

Responder

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h28

    Homens de benz? Mas, já não disseram antes, em 54, com o Getúlio, e em 64 com o Jango?
    ____________________________

    E ainda querem dizer mais o quê? E pra fazer o quê com o Brasil depois? Você recebeu ou receberá algum dividendo?
    ________________________________________
    E, afinal, por que tanto ódio ao Zé Dirceu? Ele te traiu?

mario lucio de o oliveira

05/12/2013 - 07h00

Análise simples:
Enquanto a Globo e outras emissoras ficarem a denunciar o dia inteiro noticias de corrução dos outros, (sem denunciar nunca ou quase nunca os corruptores) não haverá tempo para que seja manchete os crimes que a Globo pratica em conluio com “autoridades” nem sempre tão velado.
Portanto bastaria que a blogosfera se unisse e em conjunto fizesse o que estes representantes do mal fazem ‘FALAR 24 HORA POR DIA INSISTENTEMENTE SOBRE TODOS OS CRIMES DA GLOBO, MESMO OS EM TESE COONESTADOS”
mario

Responder

Márcio

05/12/2013 - 06h47

José Dirceu não tem que responder por seus “futuros” patrões. Na condição de presidiário, Dirceu poderia ser mais seletivo e não aceitar um emprego com tanto enrolo. A Globo faz todo sensacionalismo, mas o Dirceu entra num barco furado, com laranjas. Acho esse negocio duvidoso, embora Dirceu não seja culpado, ele entrou em negocio duvidoso. Neste momento delicado, deveria ter mais cuidado.

Responder

Gerson Carneiro

05/12/2013 - 06h04

Demóstenes Torres – não foi julgado, não foi condenado, foi aposentado por Roberto Gurgel. E de aposentadoria recebe mais do que o José Dirceu receberá se conseguir trabalhar. R$ 24 mil. E a Globo, nem um pio.

Responder

    José X.

    05/12/2013 - 10h45

    Bem lembrado.

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h37

    Bandido ruim é só “bandido” do PT. O resto é bandido santo. São Demóstenes; São Cachoeira; Santo Arruda do Painel Violado; Santos Anões do Orçamento; Santo Helicóptero do Pó de Origem Não Identificada, e por aí vai. Tem muito mais… santos. Todos homens de benz.

Cláudio

05/12/2013 - 04h14

“Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” – Joseph Pulitzer.

Ley de Medios Já ! ! ! . . .

Responder

ccbregamim

05/12/2013 - 03h54

tanto trabalho pra convencer a sociedade
a dar uma chance a presidiários e ex-presidiários
e a globo em franca campanha contra..

tanta campanha pra melhorar o atendimento aos presos
e a globo trabalha contra.

contra trabalho de presos, saúde de presos
médicos na periferia, investigação de corrupção no metrô, bolsa família etc.

Responder

Lúcia

05/12/2013 - 03h50

Eu adoraria ver Ali Kamel indicando um “jornalistas” para cobrir a venda da TVA da Abril, com a turma de “laranjas” da Geni Zé Dirceu — kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

fagner

05/12/2013 - 00h58

Necessitamos uma Cristina K, para acabar com a nossa querida Globo!

Responder

    Hilda Lima

    05/12/2013 - 07h22

    Precisamos de uma sociedade cuja maioria apoie um lei dos meios. Aqui no Brasil eu vejo dificuldade até para se debater o assunto. Infelizmente a maioria de nosso povo ainda está muito ligado à rede globo e afins.
    Primeiro é preciso dar oportunidade para a sociedade formar opinião embasada nos fatos, analisados de todos os lados, ouvindo-se o contraditório. Nem isto a gente consegue. Raras vezes, o nosso judiciário julgou contra os impérios da comunicação. A luta é de guerrilha. Tem que comer pelas beiradas.

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h41

    “Precisamos de uma sociedade cuja maioria apoie um lei dos meios. Aqui no Brasil eu vejo dificuldade até para se debater o assunto. Infelizmente a maioria de nosso povo ainda está muito ligado à rede globo e afins.”

    _______________________________
    E você queria o quê? É isso mesmo: o povo anda muito ligado à rede globo e afins. Aliás, ligado, não. É o contrário: a globo é que se liga na gente. Nas realidade o povo anda mesmo é enfeitiçado. E o feitiço é brabo, meu.

SILOÉ-RJ

05/12/2013 - 00h40

Porque a Globo não investiga o laranja do Cachoeira que também ofereceu emprego ao Dirceu???

Responder

Maria Carvalho

05/12/2013 - 00h29

(…)”Se a empresa que acolheu José da Silva for condenada por tráfico de drogas, se sonegar Imposto de Renda ou se for de propriedade de um laranja, José da Silva deve pagar também por isso?
Resposta óbvia: não.
Qualquer tentativa em sentido contrário significa punir por associação.”(…)

Se não me engano: não foi pela teoria do “domínio do fato” que ele, José Dirceu, foi condenado? “Ele tinha que saber”… foi responsabilizado, sem provas, por atos alheios…

Responder

lulipe

04/12/2013 - 23h46

Na realidade o Zé não tem, ainda, nenhum direito de sair para trabalhar, senão vejamos o que diz a Lei de Execuções Penais, principalmente no art.123,II:

“Art. 122. Os condenados que cumprem pena em regime semi-aberto poderão obter autorização para saída temporária do estabelecimento, sem vigilância direta, nos seguintes casos:

I – visita à família;

II – freqüência a curso supletivo profissionalizante, bem como de instrução do 2º grau ou superior, na Comarca do Juízo da Execução;

III – participação em atividades que concorram para o retorno ao convívio social.

Parágrafo único. A ausência de vigilância direta não impede a utilização de equipamento de monitoração eletrônica pelo condenado, quando assim determinar o juiz da execução. (Incluído pela Lei nº 12.258, de 2010)

Art. 123. A autorização será concedida por ato motivado do Juiz da execução, ouvidos o Ministério Público e a administração penitenciária e dependerá da satisfação dos seguintes requisitos:

I – comportamento adequado;

II – cumprimento mínimo de 1/6 (um sexto) da pena, se o condenado for primário, e 1/4 (um quarto), se reincidente;

III – compatibilidade do benefício com os objetivos da pena.”

Pelo que se sabe não houve até agora cumprimento de 1/6 da pena, então…

Responder

    maria edith ferrarezi

    05/12/2013 - 02h27

    Acho que o tal de 1/6 é para quem foi condenado ao regime fechado e após o cumprimento de 1/6 passa a ter direito ao semi aberto.Acontece que Dirceu já foi condenado a cumprir a pena em regime semi-aberto,portanto com direito a sair para trabalhar e dormir na prisão.O que estão fazendo é o que o Quinzão queria :rasgar a Constituição.E está fazendo uma vez que a lei é ele.Depois de todo aquele espetáculo midiático das prisões em pleno dia da República e ouvir as criticas a ele voltadas por gente gabaritada ele resolveu destinar médicos ,como se fazia na ditadura,no nazismo para dar laudo.MAS O QUE PREVALECE é o dele,

    lulipe

    05/12/2013 - 11h37

    Acho que você esqueceu de ler o art.122, cara Maria.Os artigos em questão tratam de prisão em regime semiaberto e não fechado.

ricardo

04/12/2013 - 23h44

Deixa o homem trabalhar! hehe.

Responder

luiz rogerio

04/12/2013 - 23h44

Continuo escrevendo q o + engracado e q no intervalo vem as propagandas da Petrobras, bb, caixa, ministerio disso e daquilo, dizem q o governo tem q aprender com as grandes empresas, mas que gd empresa paga pra ser `ridicularizada?’

Responder

Fabio Passos

04/12/2013 - 23h43

A globo, imenso entulho da ditadura, adora perseguir presos políticos.

Responder

Frank

04/12/2013 - 23h43

Nào tenho pena de Dirceu, não tenho pena do Genuíno e não tenho pena Gushiken. A culpa disto tudo é do Lula, da Dilma e da SECOM. Estes são os covardes, estes são os carrascos dos três acima ao se negarem a brecar as verbas de publicidade à Globo e ao se negarem a levar os processos judiciais por sonegação até o final. Não há mobilização política para uma Ley de Medios? Ok, entendemos os entraves que há no Congresso. Mas contratação de publicidade e execução da divida sonegada diz respeito ao Executivo, e se nem isto os covardes Lula e Dilma ousam enfrentar, como podem esperar apoio dos congressistas do PT para as demais batalhas?

Responder

FrancoAtirador

04/12/2013 - 23h29

.
.
Imagine se helicóptero da cocaína fosse de Genoíno

Por Bob Fernandes, no Jornal da Gazeta, via Maria Frô

Vem aí um novo capítulo da novela político-policial do Brasil. Quem seria o dono do Hotel Saint Peter, onde José Dirceu quer trabalhar?

E José Genoino segue nas manchetes. Ele renunciou ao mandato, e não teria como não estar nas manchetes. O problema é quanto ao que não chega, ou não permanece nas manchetes.

O ministério público requisitou a suspensão de 10 contratos para reforma de trens em São Paulo. O tal escândalo dos trens e metrô.

O promotor Marcelo Milani diz que um pacote de reforma de trens em São Paulo custou mais do que a compra de trens novos.

Segundo Milani, em 4 dos contratos não houve competição. Só foi apresentada uma proposta por lote. Valor destes 4 contratos? R$ 1 bilhão e 600 milhões.

Cada trem reformado, só o trem, custou 80% do preço de um trem novo, informa o promotor.

O metrô alega que a reforma de cada trem custou 60%, e não 80% de um novo trem. Vamos ver o fôlego deste escândalo.

Há 8 anos, José Adalberto Vieira da Silva foi preso no aeroporto de Congonhas. Ele era assessor do então deputado no Ceará, José Guimarães. Que é irmão de Genoino.

Adalberto foi preso com US$ 100 mil na cueca, isso em meio às investigações do “mensalão. Hilário, chocante e monumental escândalo, aquele dos “dólares na cueca”.

Adalberto assessorava Guimarães, lá no Ceará. Mas, mesmo sem prova alguma, na repercussão quem pagou a conta foi Genoino.

Tem gente que não exerce o livre arbítrio. Analisa os outros pelo que carrega dentro de si mesmo, pelo que é.

Quem é assim não aceita que liberdade de escolha e liberdade na crítica possam conviver numa só pessoa.

Maior cronista do Brasil, Luis Fernando Veríssimo declarou voto no PT por mais de uma vez. E, aos 77 anos, Veríssimo segue dizendo o que pensa. Outro dia ele escreveu:

-Proponho o fim da hipocrisia no julgamento de casos de corrupção no país. Oficialize-se, já, dois sistemas de pesos e medidas diferentes. Um que só vale para o PT… e outro para os outros, principalmente o PSDB.

Como previsível, aplausos de um lado da arquibancada. O outro lado da arquibancada vaiou. Ou fez que não leu. A proposta de Veríssimo provoca reflexão. E a imaginação.

Imagine, cara amiga, caro amigo, que Genoino não está condenado à prisão. E que ele não é deputado, e sim senador.

Imagine que Genoino e um dos seus filhos, que é deputado, têm um helicóptero. E que nesse helicóptero o piloto é preso, pela Polícia Federal, com 450 quilos de cocaína.

Imagine a dimensão, o tamanho da repercussão. Já imaginou?

(http://www.youtube.com/watch?v=JjnNyR_D9Rc)

(http://mariafro.com/2013/12/04/41568)
.
.

Responder

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h48

    O quê?

    “Segundo Milani, em 4 dos contratos não houve competição. Só foi apresentada uma proposta por lote. Valor destes 4 contratos? R$ 1 bilhão e 600 milhões.”
    ____________________________________
    O quê? R$ 1 bilhão e 600 milhões?!!!

    Pela santa mãe do guarda, Batman!

Luís Carlos

04/12/2013 - 23h02

Cinismo e moralismo global com desejo e vingança.

Responder

    Fabio Passos

    04/12/2013 - 23h55

    A casa-grande nada tem a oferecer. A direita não tem nenhuma proposta. Apenas retrocesso… e este udenismo piegas e hipócrita da globo e seus parceiros do PiG.

    Em 2014 psdb-PiG serão varridos do mapa.
    E o Brasil vai comemorar.

Eduardo

04/12/2013 - 22h59

por favor, alguém tem que acabar com a globo.

Responder

    Elenir Mello

    04/12/2013 - 23h20

    Como dizia o saudoso LEONEL DE MOURA BRIZOLA…
    Se eu ganhar as eleições pra Presidente da República,no outro dia fecho essa que está me entrevistando agora(a GLOBO)
    Esse sim não tinha medo da mídia da globo.
    Pena que se foi antes de cumprir essa promessa…
    Era corajoso,enfrentava cara à cara…

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 20h54

    Mas, os tempos eram outros, não? Será que teria condição de fazer isso no pós-FHC?

Euler

04/12/2013 - 22h52

Um verdadeiro ato de perseguição política descarada e covarde. Sim, covarde, porque eles têm o monopólio da mídia, dominam o STF e ditam a pauta do país e não dão o direito de resposta com o tempo e o espaço necessários. Destroem imagens e a honra de pessoas que estão presas, e sequer têm o direito de se defenderem diretamente, o que constitui um crime, na minha modesta opinião.

Um absurdo a presidenta Dilma, Lula e o PT aceitarem isso. Todos os comentaristas e todas as emissoras associadas ou ligadas à rede globo passaram o dia atacando Zé Dirceu ou Genoino. Do imbecil comentarista da ditadura militar Alexandre Garcia, que tem espaço na Rádio Itatiaia, de Minas, passando pelos comentaristas da CBN e pelos portais da mídia golpista, todos fizeram coro ao noticiário de perseguição da Globo. Por que não fazem a mesma apuração quando se trata das falcatruas ligadas aos políticos tucanos, demos e afins?

Alguma coisa precisa ser feita contra este assalto à democracia brasileira. Vivemos em situação de permanente golpe imposto pelas elites através desta mídia bandida. Infelizmente o PT se tornou o partido dos frouxos, dos bundões (com raras exceções), que têm parcela importante do poder nas mãos, mas se comportam como se tivessem devendo favores às elites. Foram eleitos pelo povo, mas conciliam com os de cima o tempo todo.

São oito anos de ataques diários contra o governo federal, especialmente no tema mensalão, sem o menor senso crítico por parte da mídia. O mentirão talvez seja o menor dos crimes se comparado com centenas de casos de desvios, apropriação indébita, corrupção, caixa dois, etc, praticados em todos os cantos do Brasil pelos mais diferentes partidos e lideranças políticas ou empresariais – e que permanecem impunes.

Mas não bastou prender os “mensaleiros”. Agora querem destruí-los por completo. Como ainda não conseguiram pegar o Lula – mas nunca pararam de tentar, ingratos que são, já que Lula, num ato de amadorismo e burrice salvou a Globo da falência -, como não conseguiram destruir o Lula, dizia, querem descontar no Zé Dirceu e no Genoino com todo o ódio do mundo que guardam em relação ao PT, às políticas sociais e ao povo pobre.

É certo que Zé Dirceu e Genoino cometeram os seus erros – e acho que o pior deles foi terem contribuído com este projeto de conciliação de classes com as elites. Deveriam ter apostado mais na força social organizada dos de baixo, ao invés de acreditarem que fazendo concessões aos de cima eles seriam poupados e estariam seguros.

Fato é que não se pode mais tolerar esta arrogância impune desta grande (em canalhice) mídia brasileira, que se apropriou indevidamente da liberdade de expressão da maioria da população. Somos obrigados a engolir esta ditadura da palavra midiática controlada por poucas famílias e seus agentes bem remunerados para reproduzir, feito papagaios, a ideologia e as taras dos de cima. Sem direito ao contraditório, sem direito de resposta. Até quando vamos continuar aceitando esta ditadura disfarçada?

Responder

    Mauricio

    04/12/2013 - 23h41

    Foda. O que deu no Lula pra salvar a Globo da falência? AHH SIM!! AGORA ENTENDI COMO O LULA BEBE!! Devia ter ENCHIDO A CARA aquele dia e aí assinou a porra sem ver.

    Volney Albano

    05/12/2013 - 01h45

    Onde assino em seu comentário? Perfeito. Ando farto dessa ditadura da opinião, do pensamento único e do jornalismo golpista. Ando farto da apatia do PT e do governo, em relação essa ditadura midiática no Brasil.

    Sidney

    05/12/2013 - 08h13

    Seu comentário esta perfeito e eu tambem estou me cansando de defender este governo de covardes que so ficam na defensiva. Parecem se desculpar as elites por estarem no poder. Como lamento nao termos um Hugo Chaves ou ate uma Cristina no Brasil. Parabens!

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 21h08

    “Alguma coisa precisa ser feita contra este assalto à democracia brasileira. Vivemos em situação de permanente golpe imposto pelas elites através desta mídia bandida. Infelizmente o PT se tornou o partido dos frouxos, dos bundões (com raras exceções), que têm parcela importante do poder nas mãos, mas se comportam como se tivessem devendo favores às elites. Foram eleitos pelo povo, mas conciliam com os de cima o tempo todo.”
    ___________________________
    Num comentário rápido, sem maiores reflexões eu lhe diria:

    Já estamos no limiar do andar de rastros. E esse é o problema!
    _____________________________________________
    E quem enfiou na cabeça desses “jecas” que os elegemos pra que viabilizassem isso, essa treta toda pra que a gente vivesse envergonhado e de migalhas?
    _____________________________________________________

    E o que é mais grave. Eu sou mais um otário que votou em candidatos a presidente da República Federativa do Brasil acreditando piamente que estava votando pra presidente do Brasil. Ledo e letal engano. Antes tivesse votado na Central Globo de Sonegação e Manipulação Bolinha de Papel.

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 21h35

    Êpa! Alto lá. Cadê a lógica?

    Se Euler tem razão; se Euler não mentiu e Euler tem provas do que diz, então, eu, otário, tenho de admitir que:

    1) Tal Lula é um boçal que, mesmo após negociar com os mais sagazes prepostos de capitalistas internacionais, ficou de bobeira numa tratativa com um dos piores entulhos da ditadura e dos piores inimigos do Brasil?

    Peraí, esse Lula além de boçal, tinha de ter aprendido política sozinho, tinha de ter andado empencado de párias politicamente iletrados e, se não bastasse, além de tudo isso, tinha de ter chegado já de rabo preso no governo. É isso?

    2) Toda a articulação internacional, toda a política externa do Brasil no governo Lula deve ter sido empulhação e nada mais. É isso?

    3) Tal Lula, ou é exímio enganador ou os segredos de traição ao Brasil, além de trancados a mil chaves. Caso contrário a carapuça um dia dia cairia e ele, tal Lula, seria ridicularizado em cada quadrante do Planeta. Ou não necessariamente?

Paulo Monarco

04/12/2013 - 22h52

Quem pariu Matheus que o embale meus caros!

11 ANOS DE AFAGOS À OLIGARQUIA MIDIÁTICA TUPINIQUIM, DESPÓTICA POR CRIAÇÃO E FORMAÇÃO, SÓ PODERIAM REPRODUZIR ESTES TIPOS DE FILHOTES!

11 anos no poder e nunca tivemos a mínima coragem, nem vontade política, por falta da mesma coragem, de enfrentar os fantasmas que impedem o florescer de uma verdadeira democracia (participativa), não esta capenga democracia delegativa que temos hoje.

SEM LEY DE MEDIOS NÃO HÁ DEMOCRACIA!

SEM REFORMA AGRÁRIA NÃO HÁ DEMOCRACIA!

SEM DESMILITARIZAÇÃO DA POLÍCIA NÃO HÁ DEMOCRACIA!

SEM JULGAR OS CRIMES DA DITADURA NÃO HÁ DEMOCRACIA!

Responder

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 21h10

    E com os EUA, há?

Sr.Indignado

04/12/2013 - 22h41

Torço pelo dia em que José Dirceu dê a volta por cima.

Responder

Jorge

04/12/2013 - 22h39

é muito fácil.
a globo que punir os donos do hotel por ousarem empregar dirceu.
passa o recado. quem ajudá-los será punido.

Responder

Bonifa

04/12/2013 - 22h38

O setor hoteleiro de Brasília deve estar apavorado. A Globo e o PPS estão em diligência procurando saber o que há de irregular no setor.

Responder

jose carlos lima

04/12/2013 - 22h29

A empresa e o apartamento de Joaquim Barbosa em Miami, por Paulo Nogueira, no Diário do Centro do Mundo

Empresa de araque em Miami

O texto abaixo, publicado em julho passado, viralizou agora, dada a truculência de JB. Aos leitores do DCM que não o tenham lido, aqui uma nova chance.

E mais uma vez Joaquim Barbosa aparece em meio a uma controvérsia.

Para sonegar imposto, ele abriu uma empresa nos Estados Unidos ao comprar uma casa em Miami calculada em 1 milhão de reais.

A empresa se chama Assas JB Corp, e os brasileiros souberam dela pela Folha de ontem.

A sonegação derivada da Assas JB é, a rigor, um problema americano. Com ela, JB transmite a seus herdeiros a casa sem os impostos habituais.

Vai ser interessante observar como as autoridades dos Estados Unidos – neste momento lutando fortemente para evitar mecanismos de sonegação – lidarão com a Assas JB.

No Brasil, você tem um duplo efeito colateral.

O primeiro é moral: tudo bem um presidente do STF recorrer a uma mentira – uma empresa não existente – na ânsia de burlar o Fisco?

O segundo é legal: o Estatuto do Servidor trata da questão de empresas privadas. Proíbe “participar de gerência ou administração de empresa privada, de sociedade civil, ou exercer o comércio, exceto na qualidade de acionista, cotista ou comanditário”.

Você fica em dúvida, ao ler, se a exceção — no caso de acionista como JB — é para tudo ou apenas para o comércio. Na internet, a proibição tem sido lembrada, mas sem o complemento confuso.

O que é fato é que é mais um embaraço para Joaquim Barbosa e outra mancha para a reputação de um homem que posou como um Catão para os brasileiros no julgamento do Mensalão.

Em todo o mundo, nas questões tributárias, está sendo feita hoje uma distinção entre o que é “legal” e o que é “moral”.

Nos últimos 30 anos, grandes empresas em todo o mundo encontraram brechas para reduzir ao mínimo os impostos pagos. Recorreram a paraísos fiscais.

Empresas como Google, Microsoft e Apple, para ficar apenas em alguns exemplos, carregam contabilmente quase todo o seu faturamento bilionário para países em que a carga fiscal é quase nula.

É legal? Sim. É moral? Não.

O governo britânico está dando combate a esse tipo de coisa. Recentemente, o caso do Google foi analisado no Parlamento.

A deputada Margaret Hodge, presidente do Comitê de Contas Públicas, assinou um relatório cheio de informações.

“O Google vem tendo enormes lucros no Reino Unido. Mas, apesar do faturamento de 18 bilhões de dólares entre 2006 e 2011, pagou o equivalente a apenas 16 milhões de dólares em impostos para o governo do Reino Unido.”

Continuou a deputada:

“O Google descaradamente argumentou perante este comitê que seu regime fiscal no Reino Unido é defensável ​​e legal. Alegou que suas vendas de publicidade são realizadas na Irlanda, e não no Reino Unido.”

“Esse argumento é profundamente inconvincente e foi minado por informações de denunciantes, incluindo ex-funcionários do Google, que nos disseram que a equipe baseada no Reino Unido está envolvida nas vendas de publicidade. O pessoal na Irlanda simplesmente processa as contas.”

Ainda a deputada:

“Diminuiu também nossa confiança no HMRC [o equivalente à Receita Federal]. É extraordinário que o HMRC não tenha questionado o Google sobre a incompatibilidade total entre suas receitas e seus impostos no Reino Unido.”

“O HMRC precisa ser muito mais eficaz no combate a estruturas corporativas artificiais criadas pelas multinacionais com nenhuma outra finalidade que não para evitar impostos.”

O governo inglês quer que o Google pague imposto direito
O governo inglês quer que o Google pague imposto direito
A empresa criada por Joaquim Barbosa enquadra-se exatamente aí: não tem nenhum outro propósito que não seja evitar impostos.

No caso de JB, o debate fiscal se soma ao dos privilégios desfrutados pelos magistrados – e de usos e costumes altamente questionáveis.

Recentemente, soube-se que ele usou verba pública para viajar de Brasília ao Rio para ver um jogo da seleção brasileira.

Viu no camarote de Luciano Huck, hoje chefe de seu filho na Globo. Existe aí um claro conflito de interesses.

A Globo, como o Google, tem práticas fiscais extremamente agressivas. Há uma pendência bilionária na Receita sobre uma trapaça fiscal da Globo em que a compra de direitos de transmissão da Copa de 2002 foi contabilmente tratada como um investimento no exterior.

Caso esta questão, ou qualquer outra da Globo, chegue ao Supremo, qual a isenção de JB para julgá-la?

E não só dele, aliás. O novo integrante do Supremo, Luiz Roberto Barroso, trabalhava até recentemente para a organização que faz o lobby da Globo, a Abert.

A Justiça brasileira tem, para prejuízo do interesse público, relações de grande promiscuidade.

Com Huck: relações complexas
Com Huck: relações complexas
Não há muito tempo, empresas privadas e públicas patrocinaram um encontro de juízes federais em um resort na ilha de Comandatuba, sul da Bahia.

No encontro, os juízes ocuparam apartamentos de luxo e bangalôs cujas diárias variam entre 900 e 4 mil reais. Os participantes tinham direito a levar acompanhantes.

Os participantes podem julgar casos fiscais em que as empresas patrocinadoras da boca livre sejam réus. Isso configura um monumental conflito de interesses.

Na mesma linha, o jornal Lance revelou há algum tempo que a CBF pagou todas as despesas de um torneio de futebol entre juízes federais espalhados pelo país.

Não era a primeira vez que a CBF oferecia mimos a magistrados, notou o jornal. Ficaram tristemente famosos os vôos da alegria promovidos pela CBF nas Copas do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, e em 1998, na França.

Altos funcionários da Justiça, acompanhados de suas mulheres, ficaram em hotéis cinco estrelas pagos pela CBF.

Como lembrou o Lance, Ricardo Teixeira, então presidente da CBF, foi condenado, em agosto de 2000, a seis anos de prisão por prestar informações falsas às autoridades.

Só que a sentença ficou tanto tempo parada no Superior Tribunal de Justiça que prescreveu, e Ricardo Teixeira se livrou da condenação.

Quem fiscaliza as práticas dos magistrados? A mídia deveria fazer isso. Mas quase não faz. Como fiscalizar os passos de alguém que foi classificado como o “menino pobre que mudou o Brasil”, como fez a Veja na época do Mensalão?

Há esparsos esforços de investigação da mídia. Um deles, no calor dos protestos de junho, veio do Estado de Minas.

Assinalou o jornal:

“Com salários na casa dos R$ 28 mil, os ministros do STF têm direito a cota de passagens que deve ser gasta em viagens oficiais, mas pode ser estendida a parentes, quando, diz uma resolução interna de 2010, a presença deles for indispensável. Os magistrados e também os representantes do MP têm ainda benefícios como auxílio-alimentação, licença remunerada para estudar no exterior e duas férias por ano de 30 dias cada – com direito a um terço a mais do salário por período.”

Continuou o jornal:

“Como se não bastassem tantas regalias, alguns ainda têm direito a certos “mimos”, como um “assessor de check-in”, funcionário especializado em agilizar os voos no aeroporto de Brasília de senadores e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). De terno e gravata, ele providencia o cartão de embarque, o despacho das malas e ainda carrega as bagagens de mão. Tudo para evitar que essas autoridades tenham que enfrentar filas ou se misturar aos demais passageiros.”

“Um contraste não só com a rotina do trabalhador, mas também com a dos colegas da Suécia, onde os parlamentares não têm direito a assessores, secretária, carro oficial. Lá, o que lhes cabe é apenas um apartamento funcional de até 40 metros quadrados, com cozinha e lavanderia comunitárias.”

A mídia é leniente na fiscalização a magistrados. O que fazer então?

Claudio Abramo, coordenador da Transparência Brasil, entende que compete à sociedade mesma exercer a fiscalização. A sociedade tem que cobrar firmemente transparência nos gastos públicos, diz ele.

“Esse negócio de ter carro, motorista e regalias paralelas é tipicamente latino. E não é apenas para compensar os salários pagos no setor público. Quem ocupa esses cargos quer ser distinguido como ocupante de um cargo de nobreza, com símbolos exteriores de prestígio”, afirma Abramo.

No mundo, dois homens extraordinários estão dando um exemplo formidável na questão de privilégios.

Mujica e seu fusca são uma inspiração
Mujica e seu fusca são uma inspiração
Um deles é o Papa Francisco, que viajou de classe econômica de Buenos Aires para o conclave que o elegeu para o Vaticano.

O outro é Pepe Mujica, o presidente do Uruguai, que vive em seu sítio modesto e não no palácio presidencial, e dirige seu próprio Fusca.

Quem sabe os homens públicos brasileiros se inspirem em tais figuras?

Enquanto isso não ocorre, para lembrar a boa recomendação de Claudio Abramo, compete à sociedade cobrar transparência, transparência e ainda transparência

Responder

Edi Passos

04/12/2013 - 22h25

Penso que nem é necessário exigir tanto da Globo, ou seja, que ela investigue e divulgue diuturnamente seus próprios crimes, até porque, constitucionalmente, ninguém pode ser obrigado a produzir provas contra si mesmo. Bastaria que ela demonstrasse uns 10% desse interesse todo em investigar e divulgar a roubalheira tucana do trensalão, por exemplo mandando um jornalistazinho qualquer fazer uma visita ao ministério público da Suíça, que não arquiva documentos em “gavetas erradas”!

Responder

    Mário SF Alves

    05/12/2013 - 23h33

    Então? Este País é ou não é ainda um País-colônia? E qual o papel da globo frente aos interesses da matriz?

    ________________________________________
    E nós, brasileiros? A globo foi capaz de nos domesticar tão bem assim? Somos tão corrompidos, corrompíveis e fracos assim? E o que dizer dos políticos que elegemos, esses nobres sem brasões?

Ana

04/12/2013 - 22h22

Como li em artigo da Carta Maior, não só a globo não quer que Dirceu tenha direito ao trabalho e à ressocialização. Ela não quer algo reservado aos homens ditos de bem. Que ele (Dirceu) se arranje em um subemprego qualquer reservado aos malfeitores prisioneiros…
Estou cada dia mais enojada dessa famiglia e seus capachos.

Responder

    Rodrigo Leme

    04/12/2013 - 23h47

    E o Dirça não é um malfeitor prisioneiro?

Leandro

04/12/2013 - 22h10

Não é assim. O judiciário analisa todas ofertas de emprego para presos no seimiaberto, isso para evitar fraudes como essa. Por isso, a idoneidade do empregador tem peso sim.

Responder

Rodrigo Leme

04/12/2013 - 22h07

Azenha, teu Dirceuzismo já está ficando over. TUDO nessa história do hotel é esquisita (liberação de antena na Paulista, empresa de laranja, salário completamente desproporcional ao mercado) e vc quer fingir que isso tudo é alheio ao Dirceu? Que ele caiu nisso aí na inocência?

Para quem cola foto do Aecio em toda postagem do helicóptero de cocaína do filho do Perrella, sua visão do St. Peter está (para ser brando) bem Poliana. Daqui a pouco você vai vender que o Dirceu é o Forrest Gump do crime, cai sem querer onde tem negócio torto.

Responder

    Marcilio Serrano

    05/12/2013 - 07h10

    Rodrigo Leme,

    Nenhuma comentário sobre a Siemens e Alstom? Pau que dá em chico dá em Francisco o mesmo se aplica ao Alckmin ou também é Poliana….esqueci você vota no Ivan valente….somente rindo dos seus comentários.

    Tudo no caso da Alstom é esquisito assim como do Helicóptero mas pertence ao seu partido…tem que ser investigado com isenção….não é a toa que vem despencando na audiência. Porque erá que Globo não mandou ninguém na Suíça até agora??? Se tiver faltando dinheiro pode mandar alguém em Itajubá é logo ali não precisa nem pegar voo.

    Estamos diante do verdadeiro PSDBBoy…..que ridículo.

    Rodrigo Leme

    05/12/2013 - 14h31

    O grito desesperado por atenção volta outra vez. O que ele quer compensar? Não sei. Vou te dar a migalha de atenção, pq vc precisa e pede muito.

    Marcilio Serrano

    05/12/2013 - 19h36

    Fala PSDBBoy……alem de tudo é presunçoso típico dos marqueteiros. Nada sobre a Alstom????

    Marcilio Serrano

    05/12/2013 - 19h40

    Rodrigo PSDBoy,

    Completando eu sempre estive aqui rindo dos seus comentários você é que some quando o PSDB fica em evidência…esqueci você vota no Ivan Valente.

    Rodrigo Leme

    06/12/2013 - 11h33

    Presunçoso não, vc que é apaixonado por mim. Eu te dou a atenção que vc desesperadamente pede.

    Luís Carlos

    05/12/2013 - 08h47

    Concordo com vc Rodrigo numa coisa: esse roteiro está bem complicado. Conforme divulgado pelo Bail 247, a mesma empresa e o mesmo laranja estariam envolvidos em venda da TVA da ABRIL para o bispo RR Soares, via Panamá. Além disso, o mesmo veículo informa que a família do prefeito Paes, do RJ teria também “negócios” com a mesma empresa envolvendo cerca de R$ 20.000.000,00 ao câmbio atual, sempre via Panamá. Tudo realmente estranho e ainda por ser explicado. A questão é: Globo averiguará e divulgará no JN isso também ou somente levantará suspeitas sobre Dirceu?

Messias Franca de Macedo

04/12/2013 - 22h00

[DESAFIO À GLOBO!]

Desafio o Jornal Nacional a fazer com a Globo Overseas reportagem como a que fez sobre o hotel onde José Dirceu vai trabalhar

Por jornalista Antonio Mello

O diretor geral de Jornalismo e Esportes da Rede Globo, Ali Kamel, diz que o jornalismo da emissora é independente, ponto, mas, acrescento eu, “dos fatos”, só agora ponto.
Para mostrar essa independência, desafio o Jornal Nacional da Rede Globo a produzir reportagem semelhante à que exibiu na edição de ontem do telejornal sobre o hotel em que José Dirceu vai trabalhar. Só que o alvo da operação investigativa tem que ser a Globo Overseas.
Na reportagem de ontem, o JN chegou a enviar repórteres ao Panamá para investigar a quem pertence o Hotel Saint Peter, onde Dirceu vai ser gerente administrativo. Será pelos R$ 20 mil de salário dele? Ou porque a Globo não admite que se dê emprego a “mensaleiros”?
Mas, volto eu, que tal mostrar a independência do jornalismo Global, fazendo uma grande reportagem sobre a Globo Overseas, aquela empresa que a Globo criou no exterior apenas para fraudar a Receita Federal, segundo processo em que foi condenada a pagar, à época, mais de R$ 600 milhões?
Que tal esclarecer aos brasileiros por que a empresa foi criada? Por que a Receita a autuou e a Justiça reconheceu a dívida milionária – hoje, com a correção, provavelmente bilionária?
Por que o processo foi surrupiado da sede da Receita, quem o surrupiou, com que intuito e a mando de quem?
Taí o desafio.

IMPORTANTE: o texto é acompanhado por uma cópia do documento da Receita Federal conclusiva da Ação Fiscal contra as organizações(!) Globo sonegadora!

http://blogdomello.blogspot.com.br/2013/12/desafio-o-jornal-nacional-fazer-com.html

Responder

    Bonifa

    04/12/2013 - 22h42

    Se Dir5ceu conseguisse um emprego na pensão da

    Bonifa

    04/12/2013 - 22h46

    Se Dirceu conseguisse um emprego na pensão da Dona Maria, coitada da dona Maria. A Globo acabaria com ela e com a família dela.

LUIZ FORTALEZA

04/12/2013 - 21h43

COMO SAIR DA EDIÇÃO TELEGRÁFICA DO JN DA GLOBO? DESDOBRANDO A REFLEXÃO… SABENDO DAS LEIS E FATOS REAIS.

Responder

Deixe uma resposta