VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Professora Débora, que tem síndrome de down, à desembargadora: Ensino às crianças “que tenham respeito pelas outras”

19 de março de 2018 às 22h40

Da Redação

Débora Araújo Seabra de Moura tornou-se a primeira professora brasileira com síndrome de down.

Ela já publicou um livro, Débora Conta Histórias, que traz fábulas sobre o direito de ser diferente.

Segundo a Tribuna do Norte, faz 13 anos ela trabalha como professora assistente na Escola Doméstica, de Natal.

Foi a notícia de que o Brasil tinha professora com síndrome de down que levou a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a fazer uma postagem num grupo fechado do Facebook.

Marília é a mesma que escreveu que a vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio, era “engajada com bandidos” e teria sido eleita pelo Comando Vermelho.

Depois disso, internautas foram atrás de outras postagens de Marília.

E encontraram esta, a um grupo fechado do Facebook:

 “Voltando para a casa e, porque vivemos em uma democracia, no rádio a única opção é a Voz do Brasil…Well, eis que senão quando, ouço que o Brasil é o primeiro em algumas coisas!!! Apuro os ouvidos e ouço a pérola: o Brasil é o primeiro país a ter uma professora portadora de síndrome de down!!!. Poxa, pensei, legal, são os programas de inclusão social…Aí me perguntei: o que será que essa professora ensina a quem??? Esperem um momento que eu fui ali me matar e já volto, tá?”.

Hoje, a professora respondeu:

Leia também:

Psol também denuncia desembargadora por sugerir fuzilamento de Jean Wyllys

 

16 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luiz Aldo C. Leite Filho

27/03/2018 - 10h41

Com a palavra Sua Excelência. Responda, por obséquio!

Responder

Adriana

21/03/2018 - 19h41

Ela falou que ia ali se matar e ja voltava ne? Agora alguem me faça um favor poe ela no porta mala de um carro e joga ela pra mim na favela mais perigosa do Rio de Janeiro que ela vai ve o que e bom para tosse.😝😝😝

Responder

Jossimar

21/03/2018 - 15h59

Débora 10 x 0 marília*
* minúsculo mesmo.

Responder

Maria T. Andrade

21/03/2018 - 05h18

Pois e gente em grupo fechado ela se mostrou preconceituosa.Imagina o que estes q se dizem INTELECTUAIAIs. nao zombam d nos por traz das roupas q vestem camaras,jantares as escondidas etc….Que Paiz e’ este onde

Responder

maria do carmo

21/03/2018 - 00h35

Desembargadora Marilia Castro Neves preconceituosa me lembra a Day McCarthy ate na aparencia, aquela que se dizia socialite, Parabens Debora! Quem discrimina e criminoso!

Responder

Valdir Rocha

20/03/2018 - 17h04

Parabéns Professora Débora
A senhora acaba de dar uma lição nesta desembargadora.
Enquanto existir a vitaliciedade para os cargos de juízes e desembargadores, nós iremos ter que conviver com este judiciário acéfalo, preconceituoso, parcial, hipócrita e imbecil.
(Lógico que tem as suas exceções).

Responder

Rose zancanaro

20/03/2018 - 15h53

Sou mãe de um menino com SD e sou orgulhosa em ver meu bebe de 10 meses que nasceu prematuro permaneceu 78 dias na uti e no mês de fevereiro internou novamente e ficamos 45 dias no hospital e agora em casa com o uso do oxigênio direto ate fazermos a cirurgia do coraçãozinho em porto alegre no mês de abril e se vc DONA MOÇA soubese quão especial e ter um filho co SD vc lavaria sua boca com soda primeiro de fazer qualquer comentário desnecessário sobe isso pois sou cabeleireira larguei tudo por ele esto pedindo doações pra comprar remédio etc e tenho certeza que meu filho vai crescer e ser um ser instruido eo que mais quero que ele tenha respeito pq amor proprio e dignidade e muita luz ele ja tem e vc TODA ESTUDIOSA ME EVERGONHA TAMANHO PRECONSEITO 😠😠😠😠#maedemeninoespecial amor puro respeito verdadeiro

Responder

FrancoAtirador

20/03/2018 - 14h46

O que Mais dirão esses Juízes NeoFascistas em Grupos Fechados na Internet?

Responder

Gerson Ferreira Lima

20/03/2018 - 10h59

Pessoas como essa “desembargadora” merecem apenas ser ignoradas. Não fossem pelas suas manifestações estúpidas, nunca seriam sequer notadas.
A Débora é diferente. Foi sábia, simples e direta: “Quem discrimina é criminoso!”
Parabéns Debora! Foi emocionante ler sua carta. Não poderia ter havido resposta melhor.

Responder

Eduardo

20/03/2018 - 10h13

Desembargadora Marília Castro Neves, não aceitamos que se mate! Se voçê tem problemas mentais, podemos ajudá-la a se tratar, mas não se mate! A vida humana é a razão do universo!

Responder

    JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

    20/03/2018 - 12h36

    mesmo porque o inferno está cheio

Cida Pavan

20/03/2018 - 09h08

Preconceito no judiciário não é exceção é regra. Tem muitas Marílias de toga.
Essa desembargadora é um poço de preconceito. Por que ela não disse nada do juiz que estava andando com o carrão do Eike Batista ?
Mal comida, mal amada, aí da nisso. Gosta de caluniar as pessoas.

Responder

Vera Lúcia Vieira Silva

20/03/2018 - 08h10

É bem como a Palavra de nosso amoroso Criador Jeová elucida;”Pois a sabedoria é melhor do que corais; Nenhuma outra coisa preciosa pode se comparar a ela.” Provérbios 8:11 E essa SABEDORIA independente de Curso superior, ou cargo renomado, ela pertence aqueles que tem intimidades com o Seu autor; sim!!!Nosso Deua a concede ao que voluntariamente obedece a Bíblia Sagrada. “temor de Jeová é o princípio da sabedoria. Todos os que cumprem as suas ordens revelam bom entendimento. Seu louvor dura para sempre.” Salmo 111:10 O temor de Jeová nosso Deus significa: “O temor de Jeová significa odiar o mal. Eu odeio a arrogância, o orgulho, o caminho mau e declarações perversas.” Provérbios 8:13

Responder

a.ali

19/03/2018 - 23h25

essa tal marilia representa o que de mais podre existe: preconceito! e por pertencer a uma “casta” se acha acima de qualquer mortal, além de golpista porque o golpe veste toga, sim!!!

Responder

airoldi lacroix bonetti junior

19/03/2018 - 23h17

Precisamos divulgar o recado da Débora aos quatro cantos do mundo, que puder ajude!!!

Responder

airoldi lacroix bonetti junior

19/03/2018 - 23h14

Boa noite Débora, li sua carta emocionado, vim as lágrimas com o coração feliz e apertado ao mesmo tempo, feliz por ter conhecido sua linda história de professora e de vida que tens a ensinar para teus alunos, não somos nada se não passarmos por nossas professoras da vida, aquelas que nos marcam e deixam saudades, tenho certeza que viestes neste mundão de DEUS para brilhar e marcar teu espaço, coisa que fazes com maestria das mestras ou maestras, obrigado por ter aprendido na tua carta, que a essência da vida, são as coisas simples que vem do coração, destes uma aula de como sermos humanos, e não máquinas atrás de mamon, apertado o coração de como pessoas que provavelmente passaram e passarão pela vida vazias, sem essência, com rancor e ódio, expressos nos seus dias sem graça, com luxo e vaidades, que logo ali somem na frente dos espelhos sombrios de uma vida fútil de soberba e preconceito, Viva Débora VIva!!!

Responder

Deixe uma resposta