VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Emílio Rodriguez:  Até quando OAB, MPF e STF vão ficar calados diante da crucificação da arte e da destruição do Estado Laico?
Você escreve

Emílio Rodriguez: Até quando OAB, MPF e STF vão ficar calados diante da crucificação da arte e da destruição do Estado Laico?


17/09/2017 - 15h51

Picasso (Guernica), Munch (O Grito), Chagal (Rosa Azul) e Kandinsky  eram alguns dos artistas “degenerados” do passado na Europa nazista. Assim como é no presente a performance de Viviany Beleboni, na parada gay de 2015, em São Paulo

A Crucificação da Arte e a luta para salvar o Estado Laico e a Democracia….

por Emílio Rodriguez, especial para o Viomundo

No Brasil, a liberdade de expressão e a arte também estão sob forte ataque.

Nos últimos 15 dias, isso aconteceu pelo menos três vezes.

Em Porto Alegre, uma exposição foi cancelada devido à ação de milícias fascistas do MBL (Movimento Brasil Livre).

A repercussão negativa foi tamanha que o Ministério Público foi vê-la e desmascarou os obscurantistas: não se tratava de incitação à pedofilia.

Depois, em Campo Grande (MT), a polícia a apreendeu uma tela exposta no Museu de Arte Contemporânea do Mato Grosso do Sul, sob a acusação de “apologia à pedofilia.

A intenção é justamente o contrário, reagiu  a artista mineira Ropre, autora da tela: O quadro denuncia o machismo!

Nessa sexta-feira, um juiz passa por cima dos fundamentos do Estado Democrático de Direito e proíbe uma peça de teatro.

A democracia tem como pressupostos a tolerância, a liberdade de expressão e a defesa do direito de expressão da minoria.

Quando um grupo social busca impor sua visão sobre os demais e as instituições ditas democráticas, ao silenciar, aceitam, isso é sinal – atenção! – de que a democracia está em perigo real.

Cadê os verdadeiros liberais para defender o Estado laico e os fundamentos do Estado de Direito?

Cadê o Ministério Público, que tem como missão garantir os direitos das minorias?

Inegavelmente, o MBL assume cada vez mais o seu fascismo.

Não bastasse invadir as escolas públicas no Paraná, agora usurpam uma exposição de arte, assumindo o assume o papel de censor da chamada “arte degenerada”, tal como fizeram os nazistas na década de 1930.

Os adoradores de Hitler pregavam que toda arte moderna, como as de Pablo Picasso, Van Gogh, Kandinsky, Chagal e muitos outros, era degenerada e deveria ser eliminada.

O nazismo defendia o padrão clássico, que retoma a arte do Renascimento, que se aproximava do padrão típico da raça ariana.

Assim, tal como os nazistas, os MBL da vida acham que tudo que lhes é “estranho” ou questiona o modo de verem o mundo deve ser negado e não pode ser exibido.
Por isso, agora, querem impor a censura e decidir o que eu posso ou não assistir.

Por quê?

Tirar o ser humano da zona de conforto é uma das funções da arte.

Assim, às vezes choca nos obrigando a refletir sobre nós como seres humanos e nossa ação no mundo e questionar.

E, aí, o x da questão: esses grupos fascistas não admitem questionamentos, críticas. Por isso, passam a perseguir e tentar destruir todos que divergem deles em todos os planos, inclusive no religioso.

Por que um Estado Laico?

Por uma razão muito simples: impedir guerras religiosas dentro de um país, como ocorreram, por exemplo, na França no século XVI.

Por isso, no século XVIII os iluministas substituíram o fundamento do poder do direito divino dos reis pelo pacto social fundado na vontade popular.

Enfraquecer o estado laico é criar condições para uma guerra religiosa futura.

Além disso, lembre-se de que, durante o golpe de 2016 contra a democracia brasileira, líderes religiosos de extrema direita se juntaram ao MBL.

São os mesmos que agora estão nesta cruzada contra a “arte degenerada” e querem ser os fiscais da minha, da sua consciência.

Ironicamente, afrontam a religião.

Por quê?

Por se acharem DEUS que não pode ser questionado e que a VERDADE deles tem de ser a de toda a sociedade.

Há ainda outro ponto político importante que incomoda esses grupos fascistas.

Os artistas foram a vanguarda da luta contra o golpe que derrubou a presidenta Dilma e colocou no poder a quadrilha comandada por Temer e aliados.

Daí a censura, pretendem calar um setor que é crítico por natureza.

A arte muda a forma de o ser humano ver o mundo.

A arte tem o poder de atingir a nossa alma.

A arte nos liberta da condição de escravos do mundo capitalista e nos torna gente.

Por isso, querem calar os diferentes.

Sou cristão, mas defendo a tolerância.

Há uma frase de Voltaire que deveríamos ter sempre tem mente:

“Posso não concordar com nada do que você diz, mas vou defender seu direito dizê-lo até a morte”.

Hoje você cassa o direito alguém se manifestar, mas amanhã alguém poderá calar a sua voz.

Sempre fui contra a censura. Pode-se discordar da peça de teatro, mas jamais impedir sua exibição.

Já tivemos homens religiosos envolvidos em escândalos de corrupção e pedofilia, por exemplo.

Mas jamais eles foram impedidos de ter livre religião, jamais se impediu um culto.

Então por que proibir uma peça de teatro ou uma exposição?

Destruir ou enfraquecer o Estado Laico e passar por cima da liberdade de expressão são passos rumo à ditadura, ainda mais quando já vivemos o estado de exceção.

Na década de 1980, a peça de Plínio Marcos sobre Jesus Negro causou enorme comoção.

Hoje, os registros históricos mostram um Jesus homem de pele tostada e muito diferente da imagem clássica de um homem branco de olhos azuis. E, aí, como fica?

Eu sei que as instituições foram avacalhadas pelo golpe, estão inclusive desmoralizadas. Mas não temos outra saída que não lutar pela manutenção do Estado de Direito.

Cadê OAB, Ministério Público, STF?

Vão deixar que fundamentalistas religiosos e grupos de extrema direita continuem a crucificar a arte?

Senhores e senhoras, por favor, deixem de olhar os seus umbigos e ajudem a salvar a nossa já combalida democracia enquanto ainda há tempo.

Sugiro, agora, que assistam o documentário Arquitetura da Destruição que desnuda a propaganda nazista e a história do governo de Hitler.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Otto

11 de outubro de 2017 às 09h28

O que porcarias como a performance dos “Macaquinhos” e aquela nojeira no MAM tem a ver com Picasso, Munch e Kandinsky?

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

18 de setembro de 2017 às 16h18

MORVAN: Será que teremos a volta do TFP, versão evangélica, ou ela já está aí, com outro nome?

Responder

    Morvan

    19 de setembro de 2017 às 10h00

    Bom dia.
    Luiz Carlos P. Oliveira (18/09/2017 – 16h18):

    “MORVAN: Será que teremos a volta do TFP, versão evangélica, ou ela já está aí, com outro nome?”

    Luiz Carlos, a dita cuja nunca esteve ausente; latente, esperando uma deixa, isso sim. Com o golpe, e as políticas ‘desafirmativas’ da UDN, a qual, como sempre, é financiada e munida pelos tenebrosos idem, eles ressurgem com força. Já em 2010 eu falava, aqui mesmo, bem como em outros sítios, como o CAf, da miopia política das alianças com os medievais das igrejas, seitas e congêneres. Aquele recuo de Dilma e Haddad, no caso do Kit Anti-homofobia, foi uma vitória do obscurantismo cuja repercussão não parecia clara, à época. Hoje sim. A interdição do debate artístico é o empoderamento destes escroques.

    Saudações “#ForaTemerGolpsista; Eleger o ‘Jara’, recobrar o país das mãos dos destruidores. Reforma do Golpiciário urgente. Com esta curriola togada, jamais teremos democracia“,
    Morvan, Usuário GNU-Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use GNU-Linux.

Luiz Carlos P. Oliveira

18 de setembro de 2017 às 16h14

Esses mentecaptos que querem censurar a arte, na maioria, são apoiadores do Bolsonaro e o defendem no caso Maria do Rosário. Definitivamente, a mídia criou monstros sem cérebro. São incoerentes com o que eles pregam. Já cansei da estupidez dessa gente.

Responder

José Maurício

18 de setembro de 2017 às 16h02

Assim que tomei conhecimento da blitz feita pelo MBL em Porto Alegre, me lembrei do filme Equilibrium.
A historia do filme se passa num futuro distópico. Todas as pessoas são controladas pelo estado. Para conter os sentimentos (amor, raiva, afeto, ódio, alegria, tristeza…), as pessoas tomam uma droga chamada Equilibrium. O efeito da Droga? Apatia geral nas pessoas.
Apesar do rigoroso controle algumas pessoas se livra da droga.
Cena emblemática do filme é quando os agentes do estado confiscam obras de arte, alegando que as mesmas despertam as emoções que o estado foi obrigado a erradicar. Até animais de estimação são proibidos.

Aí hoje fico sabendo que um militar graúdo disse que um intervenção militar é uma possibilidade ( já não acho que seja possibilidade. Acho que vai acontecer). O Desenho se cristaliza e toma proporções reais.
E a apatia? Que raios de droga estamos tomando?

Responder

David

18 de setembro de 2017 às 13h08

OAB, MPF e STF se transformaram em instituições partidarizadas.
Não há nada a esperar dessas instituições no momento.

Responder

ana 13

18 de setembro de 2017 às 12h58

Não e não!!! Como acreditar nessas ditas instituições se a cada dia levamos uma paulada naquilo que acreditamos ser Justiça?
Infelizmente…

Responder

Luiz

18 de setembro de 2017 às 11h31

É isso que da eleger pastores.

Responder

Morvan

18 de setembro de 2017 às 08h58

Bom dia.
O Estado laico foi uma enorme conquista da civilização, contra várias formas de extrema opressão. É impossível dissociar Direitos Humanos de Estado laico. Só se pôde julgar sem o ‘tacão divino’ a partir do Estado soberano, desvencilhado da madre (não minha) igreja. O golpe, cujos arautos já tinham trazido a Escola Sem Partido (Sic!), trouxe o rebento anunciado, a repressão fascista, sem verniz. Previsível até demais, pois o rentismo não sobreviverá sem muita repressão, em todos os níveis.
Trouxe também de volta os Acácios & Solanges ou sensores do Cebolinha: tudo é ‘imoral’, ‘degenerado’ (menos, é claro, Sentença precificada…).
Quanto a interpelar OAB, STF, MP*´s, esqueçam. São parte do golpe. Sempre o foram. São, em sua maioria, da lodjhinha.
O Golpe, aqui e alhures, sofre de ‘síndrome da camisinha‘: só desenrola no cacete!

Saudações “#ForaTemerGolpsista; Eleger o ‘Jara’, recobrar o país das mãos dos destruidores. Reforma do Golpiciário urgente. Com esta curriola togada, jamais teremos democracia“,
Morvan, Usuário GNU-Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use GNU-Linux.

Responder

a.ali

17 de setembro de 2017 às 23h28

e alguem, em sã consciência, acredita nas ditas instituições ????

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!