VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

Dilma: Brasil não vai transferir empregos para outros países


25/11/2011 - 15h42

Presidenta Dilma cumprimenta subchefe de máquinas Alessandra dos Santos, na cerimônia de entrega do navio Celso Furtado no Estaleiro Mauá. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

do Blog do Planalto

A presidenta Dilma Rousseff participou hoje (25) da cerimônia de entrega do navio Celso Furtado no Estaleiro Mauá. É a primeira embarcação entregue por um estaleiro brasileiro ao Sistema Petrobras desde 1997. Sua construção faz parte do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), que marca a retomada da indústria naval brasileira com a abertura de novos estaleiros e a modernização dos existentes.

No discurso, Dilma Rousseff lembrou o desmonte vivido pela indústria naval no Brasil. Seu ressurgimento, afirmou, é resultado do esforço do ex-presidente Lula, que acreditou no trabalhador brasileiro.

“A indústria naval, quando o presidente Lula chegou ao governo, estava paralisada. E você via no chão, nos muitos estaleiros que já tinham produzido navio, a grama crescendo por entre as pedras. Isso foi responsabilidade de um momento terrível da nossa história, em que nós tivemos uma das maiores perdas para os trabalhadores do setor metalúrgico do Brasil. E aí, o presidente Lula tomou uma decisão. Nós podemos produzir no Brasil o casco, o navio e a plataforma.”

A presidenta Dilma disse ainda que a indústria naval vai continuar gerando emprego. Além da Petrobras, as empresas de petróleo que atuam no país vão manter seus investimentos, o que aumentará a demanda por navios, plataformas e sondas. Os postos de trabalho aqui criados, afirmou a presidenta, não sairão do país.

“Eu lutei muito para que o Brasil voltasse a produzir o que ele era capaz. Nós não vamos transferir emprego para ouros países do mundo. Os empregos gerados para o Brasil serão mantidos no Brasil.”

[Cara presidenta, diria o Viomundo, não vale escárnio com os  que viraram piada na Bloomberg]

A presidenta fez uma homenagem ao economista Celso Furtado (1920-2004), que, segundo ela, soube separar crescimento de desenvolvimento.

“Um país só se desenvolvia se os empregos ficassem cada vez melhor, se cada família pudesse colocar seu filho na escola e ter acesso à saúde. Para ter desenvolvimento, teria que ter crescimento, geração de emprego e distribuição de renda. Senão, não era desenvolvimento.”


Programa de Navios
– Com o Celso Furtado, já foram lançados ao mar quatro navios, todos batizados em homenagem a importantes personagens da história do Brasil. Com capacidade para 48,3 mil toneladas de porte bruto, ele será responsável pelo transporte de combustíveis (gasolina e diesel) entre os estados.

Segundo a Transpetro, subsidiária da Petrobras, duas mil pessoas trabalharam na construção do navio. Uma delas, Alessandra dos Santos, subchefe de máquinas, não segurou a emoção. No discurso, falou do antigo sonho de ser comissária de bordo que deixou de lado quando conheceu o trabalho da Marinha Mercante. Trocou o céu pelo mar e acompanhou de perto a construção do Celso Furtado.

“Há dez meses acompanho o nascimento do navio que já faz parte da minha vida. Assim, não poderia deixar de prestar homenagem a todos os trabalhadores do Estaleiro Mauá. Vi de perto o empenho e dedicação de cada um deles que ajudaram a transformar esse sonho em realidade.”

Pelo Promef, que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), deverão ser entregues, até 2015, 49 navios petroleiros e gaseiros de grande porte, sendo 23 deles na primeira fase do projeto (com 65% de nacionalização) e 26 na segunda etapa (com 70% de nacionalização). Com isso, a frota da Transpetro, hoje com 53 navios, vai superar o número de 110 embarcações.

“Há dez anos, a indústria naval brasileira estava destruída. Não havia navios em construção, não havia funcionários, apenas um resíduo de dois mil funcionários, e nada mais. Hoje são 60 mil funcionários que trabalham na industria naval brasileira”, disse o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


65 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

natalie

10 de dezembro de 2011 às 10h25

A Dilma está bonita.

Responder

Tomudjin

26 de novembro de 2011 às 15h42

Se alguma mulher se apresentou ao Lula com cremes. esta se apresentou com pastas.

Responder

Ana Cruzzeli

26 de novembro de 2011 às 09h23

Azenha
Realmente não dá para entender o Brasil de antigamente. O Brasil é um dos poucos paises que mais tem costa maritima.
Quem não vive virado para o oceano é que não pode construir navios, mas o Brasil de jeito nenhum. Levar mercadorias de norte a sul, o mais barato é por navios. Agora que o norte está prosperando, cada vez mais navios serão necessários para levar mercadorias para norte e nordeste e vice-versa.

Realmente, só um Lula, uma Dilma para entender que o Brasil é um país continental…não dá para tratá-lo de maneira pequena. Só um metalurgico e uma economista guerrilheira para entender a importancia do transporte marítimo não só transcontinental, mas sim transregional.

Estou doidinha para ver o Brasil construindo também navios de pesquina oceanica e quebras-gelos, afinal a Atlantida é nossa e a Antartica também.
P.S. Quando falo nossa, logicamente estou falando dos latinoamericanos.
Quero ver também o Brasil construindo submarinos para a marinha, porta-aviões e a aeronáutica participando da produção de caças, aviões de cruzeiro e foquetes espaciais, nosso exercito construindo carros anfibios e tanques para ajudar em catastrofes . Sonho no futuro em que não precisaremos mais gastar dinheiro com bombas e armas de defesa. É muita energia disperdiçada para homens matarem homens. Acho que a era da auto-mutilação está no fim, afinal só 1% ainda gosta disso, logo…

Imagina, Azenha um observatorio no fundo do atlantico. Ah meu deus só de pensar me dar um arrepio. Esse mundo veio sem porteira, é um mundão mermo. Quanta coisa para explorar, quanta coisa ainda para descobrir…
Enquanto os ianques fazem guerras, nos aqui fazemos navios. É por isso que eles vão cair e a China vai lhes tomar o lugar.

Responder

    JVicente

    27 de novembro de 2011 às 21h18

    Enquanto isso……

    Negócio com país pobre não é prioritário, diz empresário

    O presidente do conselho de administração do Grupo Ultra, Paulo Cunha, defende que o país amplie os negócios com países ricos. "Pobre com pobre dá mais pobreza. A integração SulSul deve existir, mas não como prioridade", afirma Cunha em entrevista a Eleonora de Lucena.

    Mercado B09

EUNAOSABIA

26 de novembro de 2011 às 08h49

A tese de PhD em economia de José Serra existe, Serra é Doutor em Economia, sua tese está publicada….só para lembrar que na UNICAMP qualquer professor tem que ser no mínimo doutor…quem passou por lá sabe disso.

Cadê as teses de Mestrado e Doutorado da presidente da república??? ou sera que ela "não sabia" que o Lattes dela estava preenchido com informações inverídicas??? será ela mais uma da turma do "eu não sabia" também?

Responder

    Coutinho

    27 de novembro de 2011 às 16h15

    Nós demos o principal título brasileiro e daremos o segundo em 2014.

EUNAOSABIA

26 de novembro de 2011 às 08h40

Cornell Masters’ Thesis for José Serra
Serra obtained a Ph.D. in Economics from Cornell

Who’s Who in the World 2009 and other sources state that Serra studied at the University of Chile before he came to Cornell. The library catalog of the Universidad de Chile lists a thesis:

El milagro econo?mico brasilen?o: un intento de evaluacio?n / Jose? Serra; profesor gui?a: Ani?bal Pinto
Autor: Serra, Jose?
Editor: Santiago,null
Año de pub: 1972
Páginas: 73 p. :
U.CHILE Economi?a y Negocios
Tesis
Coleccio?n General Estanteri?a Cerrada

Serra obtained a Ph.D. in Economics from Cornell. His dissertation:
Some aspects of economic policy and income distribution in Chile, 1970-1973 by Jose Serra. Thesis (Ph.D.)–Cornell University, Aug., 1977. (The dissertation is available through your local library’s interlibrary loan program or it can be purchased from UMI Dissertation Express or Cornell University Library.)

Good luck with your research!
Olin Library Reference

Responder

    EUNAOSABIA

    26 de novembro de 2011 às 17h21

    Ninguém me desmentiu.

    Tão pouco poderiam, a verdade suprema sempre prevalece.

    Hasta la vista babes.

    EUSABIA

    27 de novembro de 2011 às 21h22

    No Brasil pelo menos, para ingressar em Mestrado e Doutorado é preciso ter Graduação. Coisa que ele, sabidamente não tem, pois fugiu do país antes de concluir o curso em que estava matriculado.
    E não esqueça que ele foi professor lá na UNICAMP, onde é amado e idolatrado até hoje! http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/alunos-d
    Placa e novo de rua em homenagem a gente que não merece tem um monte por aí!

    Pitagoras

    29 de novembro de 2011 às 22h56

    E daí? Bush recebeu de Yale, se bem me recordo. Por mais famosas que sejam certas universidades norte-americanas, são privadas, vivem de recursos privados de figurões, corporações, são a seu modo empresas de ensino!

FrancoAtirador

26 de novembro de 2011 às 01h18

.
.
O estilo Dilma

Por Luis Nassif, em seu Blog, no Brasilianas.Org

Algumas informações sobre o estilo Dilma de governar, após um ano de trabalho.

Um dos pontos que chamou a atenção foi o fato de, logo na largada, Dilma ter esvaziado os principais pontos de fricção da mídia com o governo Lula – como a questão do Irã, entre outras.

O marqueteiro João Santana ajudou com algumas pesquisas. Mas o ponto central do estilo é a própria Dilma. Não aceita nada que não seja natural, que não pense ou acredite. Muitas vezes vai contra o receituário e impõe seus pontos de vista. Não é intuitiva como Lula, mas tem bom discernimento. Principalmente, tem um conselheiro fundamental, que é Lula.

Não aceita nenhuma pressão por diferenças ideológicas, mas é implacável com denúncias de irregularidades. No episódio Palocci, a decisão de demissão foi exclusiva dela, contra os conselhos do próprio Lula e o desejo de Palocci, de permanecer no cargo. No episódio Orlando Silva, cedeu à pressão da mídia, mesmo sem haver provas objetivas de irregularidade.

Internamente, o Ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, é o que mais a tem provocado para pensar estrategicamente a crise. É o contraponto ao dia-a-dia de governo. insistindo para que o país pense estratégias globais, inclusive compra de grandes empresas multinacionais.

Guido Mantega, da Fazenda, é outro prestigiado, assim como Alexandre Tombini, do Banco Central. O mutismo da área econômica é devido a ordens diretas dela. Quer completar o ciclo de queda dos juros com a menor turbulência possível.

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-estilo

Responder

betinho2

26 de novembro de 2011 às 00h18

Olha, eu não sei qual é o cachê do Richard (EUNÃOSABIA), mas com certeza, pelo que ele costumeiramente leva aqui no blog, o adicional de periclosidade deve ser um pote de vasilina por semana.

Responder

pereira

26 de novembro de 2011 às 00h00

Será que a Dilma, agora acorda com a do senador golpista(demostenes torres) que soltou as garras, querendo a cadeira de presidente, uma hora a farsa caia, A Dilma que se cuide lá e nós aqui, vem chumbo grosso por a ir.

Responder

Pitagoras

25 de novembro de 2011 às 22h51

Não obstante seu eleitor, vou discordar: os últimos governos desde o sarney, passando por collor, fhc (êta turminha braba!) decidiram abraçar visceralmente o neo-liberalismo e a "grobalização" exportando não só empregos, mas fábricas, empresas.

Fui experimentar um tal de sabonete dettol e adivinhem: lá em baixo, bem miudinho, estava: feito na China! Até sabonte agora vem da China, num país que até foguete já fez!

Responder

Marcos

25 de novembro de 2011 às 21h42

Mas esse Eunaosabia é muito reaça, não? Cruz credo!!!!!!!!!!

Responder

    Marat

    25 de novembro de 2011 às 23h43

    Rsrsrsrs todos nós abemos disso.. – rsrsrs

    Luís

    01 de dezembro de 2011 às 21h40

    Sem querer ofender, mas você descobriu a América.

Zé Brasil

25 de novembro de 2011 às 21h42

Dêem uma olhada no link abaixo, do excelente blog Tijolaço, sobre uma mega cagada referente ao “errinho” de US$ 2,3 bi de Roger Agnelli e seus 12 megacargueiros fabricados no exterior e que transferiram muitos de nossos empregos para o exterior. http://www.tijolaco.com/o-errinho-de-us-23-bi-de-

Responder

    Scan

    26 de novembro de 2011 às 00h12

    Este é o motivo de virarem piada da Bloomberg como o Azenha bem lembrou.

Claudio

25 de novembro de 2011 às 21h39

Mandou recado pro PIG e pra VALE!!!

Responder

    Marat

    25 de novembro de 2011 às 23h43

    3QOPC?

NER

25 de novembro de 2011 às 21h27

Por favor. EUNANSABIA não sabe nada mesmo! tem ainda que aprender muito. Acho até que quando escolheu a "logo" assumiu. Mas vamos ao caso. A noticia não saiu nos telejornais. Agora o mote é o Ministério das Cidades. Eu não sei como vamos sair desta. A DILMA tem que jogar duro com a mídia. É simples: só cortar as propagandas das empresas estatais, inclusive a Petrobrás, na GLOBO e BAND. Esta é a única linguagem que eles entendem!

Responder

    Marat

    25 de novembro de 2011 às 23h44

    O ENS é apenas um brincalhão… Ele sabe a verdade, mas prefere brincar com as palavras… Ele ainda tem jeito, diferente do Jasão Key…

Paulo Guedes

25 de novembro de 2011 às 20h22

José Serra é uma das maiores frustrações geradas neste país. Um homem absolutamente vazio de idéias. Um coração extravasando ódio. Uma vida em busca de seu destino.
Compará-lo com Celso Furtado é uma das maiores sandices que se pode perpetrar.
Lamento!

Responder

    EUNAOSABIA

    25 de novembro de 2011 às 20h32

    Vocês comparam Lula até com "Deus".

    ZePovinho

    25 de novembro de 2011 às 21h58

    Eu não comparo.Adoro Lula e nem sei quem é Deus.

    El Cid

    26 de novembro de 2011 às 14h47

    não será o contrário ?

    Marat

    25 de novembro de 2011 às 23h41

    "frustração"??? Ele sempre foi esse dinossauro direitista, malandro e burro!!!

    Francisco de Castro

    26 de novembro de 2011 às 12h37

    Olha Paulo, podemos tentar fazer outra comparação: Çerra versus um monte de estrume. Bom, o estrume a gente sabe que pode usar como adubo orgânico, mas, e o Çerra? Ih, cara, me desculpe. Acabei de cometer uma injustiça enorme com o estrume. rsrsrsrsrsrsrsrsrs

Bernardino

25 de novembro de 2011 às 19h06

Grande homenagem a este genial econiomista e meu conterraneo CELSO MONTEIRO FURTADO empenhou sua vida a serviçp do Brasil,Ninguem jamais escutou desonestidade deste grnade brasileiro o que é exceçao emsua area de economia,onde muitos sao conselheiros dos donos da grana apos passarem pelo setor publico.E mais Celso foi heroi da FEB como tenente e no golpe 64 saiu de peito aberto do pais,tendo como superintendente da Sudene,peitado o entao Comandante do IV exercito Justino Alves Bastos ate porque quem lutou na II guerra nao temeria jamais uma BRIGA de BAR como foi o Golpe de 64
Parabens ao ex Pres LULA,mentor da homenagem e a Pres DILMA pela promessa cumprida

Responder

dukrai

25 de novembro de 2011 às 18h57

já os mega-navios que a Vale encomendou da Coreia foram barrados nos portos chineses. não se sabe quem vai se estrepar mais, se a Vale que contratou a construção dos navios sem combinar com os russos, digo, os chineses e vai ficar com um mega-mico leão dourado na mão ou os estaleiros coreanos, que perderam a encomenda e vão ter os contratos cancelados, independente das multas. se o Agnelli, o ex-presidente da Vale, tivesse contratado os estaleiros brasileiros, quebrava todo mundo, já tô até começando a gostar do moço.

Responder

EUNAOSABIA

25 de novembro de 2011 às 18h32

Tem uma placa em bonze no hall de entrada de Instituto de Economia da UNICAMP em homenagem ao "Doutor Celso Furtado"… placa esta que está ao lado de outra em homenagem a um certo "Doutor José Serra".

Celso Furtado e José Serra são "DOUTORES" em economia por mérito e esforço pessoal, nunca precisaram serem sujeitos ativos na prática de lobie e favores junto ao governo de turno para virarem "doutor" de favor e por puro interesse.

Responder

    Pancho Villa

    25 de novembro de 2011 às 19h31

    A diferença entre Celso Furtado e José Serra (que se enxerga a anos-luz de distância) é que um contribuiu demais para pensar o Brasil e o outro vive de procurar saber o que o Brasil pensa dele.

    Herminio

    25 de novembro de 2011 às 20h00

    Eunaosabia, Joé erra doutor por méritos? quais?

    Lu_Witovisk

    25 de novembro de 2011 às 20h16

    Ir pro Chile sem a graduação pronta, engravidar a mulher, ela aborta, nao conclui a pos e é doutor. Assim é facil.

    EUNAOSABIA

    25 de novembro de 2011 às 20h31

    Teve um aqui que também tentou fazer a amante abortar na marra.

    Isonomia nos comentários, baixaria vai ser respondida com baixaria.

    Coisas pessoais nunca citei aqui.

    Vamos ver se há isonomia.

    Leider_Lincoln

    25 de novembro de 2011 às 21h47

    Richard, não tergiverse. O que as pessoas estão perguntando é CADÊ O DIPLOMA DO SERRA, entende? Só isso. Cadê o diploma?

    El Cid

    26 de novembro de 2011 às 14h49

    teremos que esperar sentado pra "Sebastiana" responder…

    Carlos Cruz

    25 de novembro de 2011 às 20h39

    Eu queria ver o "diploma" de economia do Serra, que ele alega possuir…E a bolinha "preciosa" de papel…

    EUNAOSABIA

    25 de novembro de 2011 às 20h33

    Tinha um aqui que chamava FHC de FDP.. alegremente… dizia ele… ""esse FDP.. digo… FHC"""…

    Pior de tudo que publicava depois de ter sido previamente lido….parece que ou ele parou ou não passou mais..

    betinho2

    26 de novembro de 2011 às 00h15

    EUNASABIA
    Para por aí, se não vai acabar contando a história de um pai que nunca foi, com suas consequências humoristicas…rsrs

    Rafael

    25 de novembro de 2011 às 20h38

    Mostra o diploma do serra.

    Marat

    25 de novembro de 2011 às 23h47

    Vá até a Praça da Sé, que eles te montam um diploma do Serra colorido. Montam até diploma de doutor Honoris Causa…, mas, um diploma ele tem, e ninguém tira: Mestre em Malandragem!!!

    Creuza Maciel

    25 de novembro de 2011 às 20h39

    Queiro ver o diploma do "Dr. Cerra"…. mpostra….mostra…. mostra….

    El Cid

    25 de novembro de 2011 às 20h41

    entre o Zé Bolinha e Celso Furtado têm uma distância enorme, "Sebastiana" !!!

    edv

    25 de novembro de 2011 às 21h22

    Pois é há médicos competentes e outros desastrosos.
    Todos doutores… com diplomas…
    Mas o grande DOUTOR é aquele que recebe o título de outros DOUTORES, que a ele se curvam (apesar de seus diplomas) por sua competência e resultados.
    Isso é que é ser doutor!!!

    francisco.latorre

    25 de novembro de 2011 às 21h43

    pateta.

    ..

    Marat

    25 de novembro de 2011 às 23h42

    Eu já sabia que algo assim seria escrito… Celso Furtado ainda era ousado e inteligente, e queria um Brasil melhor… já o Serra é um coitado complexado e inútil…. a comparação foi infeliz

    EUJASABIA

    25 de novembro de 2011 às 23h42

    Apesa de nunca ter mostrado o diploma, o José Serra deve ser doutor sim. Porque pelo menos de ambulância, ele entende muito.

    betinho2

    26 de novembro de 2011 às 00h09

    O 'doutor" Serra é aquele da gripe do espirro do fucinho do porquinho?

    “A gripe suína é transmitida dos porquinhos para as pessoas só quando eles espirram, ou quando a pessoa chega mais perto no nariz do porco.“

    Segundo o blog do Vinicius, Serra ainda tentou consertar a “bobice” dizendo o seguinte:

    “Portanto, a providência elementar é não ficar perto de porquinho algum, mesmo não tendo a gripe suína no Brasil. Ela pode ser transmitida de pessoa a pessoa, mas não temos nenhum caso registrado ainda”

    Seria trágico se não fosse engraçado (ou coisa parecida com isso)!
    Veja a entrevista: http://www.youtube.com/watch?v=m44w3zSIiuw
    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Ou é o "doutor professor" de aula de matemática?

    José Serra tenta dar uma aula sobre porcentagem para crianças de uma escola aparentemente da rede estadual de ensino de São Paulo.
    Veja o resultado! http://www.youtube.com/watch?v=UiRNvK95438

    Nessa aula ele conseguiu transforma uma ciência exata em uma ciência "mais ou menos"….rsrs

    Scan

    26 de novembro de 2011 às 00h09

    O Não-sei-que depois de aprender tudo sobre mecânica quântica lendo a orelha de um livro de auto ajuda (ele conhece tudo sobre a dualidade onda-partícula), fazer suas andanças pela cosmologia e citar filósofos escolásticos (um tal que criou a "navalha de Okun" (sic!)), transforma-se agora em guardião do diploma do SSerra.
    Apertem o cara que ele conta onde está!
    Que babaca…

    ZePovinho

    26 de novembro de 2011 às 01h46

    Entrou na UNICAMP sem concurso,por indicação de Franco Montoro.A tese,que ele diz que fez em Cornell, ninguém nunca viu.Aliás,ele até pode ser doutor.O grande problema é ele explicar como descolou o financiamento disso após fugir do Chile que estava sendo golpeado pelos EUA.

    Fábio

    26 de novembro de 2011 às 11h34

    Salvo engano, a Mônica Serra, também "caiu de para-quedas" no corpo doscente da Unicamp.
    Talvez por "notório saber"!

    Lu_Witovisk

    27 de novembro de 2011 às 10h30

    Tem gente que tem o forevis virado pra Lua… ou melhor, tem as mãos grudadas nos testiculos dos poderosos. Pra quem é picareta, nada mais util que "boas relações", so assim também. Um farsante.

    vivi

    26 de novembro de 2011 às 11h55

    Onde está o diploma?? EUNÃOSEI! hehehehe

    Francisco de Castro

    26 de novembro de 2011 às 12h26

    Cara, se manca, meu… "Çerra doutor em economia por mérito e esforço pessoal"????? Em que planeta ou em que vida foi isso, por que nesta, certeza que não foi. E outra, não sabia que a EXECELÊNCIA na arte de roubar intensamente (em sua forma ativa e passiva) conferia título de doutor a alguém. Piada pronta, né? Vá de retro, tucanalha!

    Coutinho

    27 de novembro de 2011 às 16h07

    Pelo visto você não sabe o que é doutor honoris causa. Não se trata de um título de cidadão da cidade x, da cidade y, etc, por iniciativa de algum vereador bajulador. Trata-se de um TÍTULO RARO, dado às de reconhecida sabedoria. Sabedoria para cuja obtenção, a universidade não é condição necessária nem suficiente. É a escola vida que forma as pessoas dotadas de refletir e entender bem as coisas, os acontecimentos e usá-las em favor da população.

De Paula

25 de novembro de 2011 às 18h31

É; a classe "C" vai às compras. E como tem empresário burro criticando isso!…

Responder

Roberto Locatelli

25 de novembro de 2011 às 18h13

Será que o Governo Dilma começa a sair de cima do muro? Tomara…

Responder

    Lu_Witovisk

    25 de novembro de 2011 às 20h18

    Ai Roberto, que o universo te escute!! tomara!! to cada vez mais orgulhosa :D

    Elza

    26 de novembro de 2011 às 02h12

    Ai gente, eu confio tanto na Dilma, o problema que ñ interessa pro PIG divulgar as obras do PAC II. Aqui no RN ela tah investindo legal. 2ª dia 28/11, ela virá assinar projetos relacionados a construção do maior aeroporto do Brasil, tudo bem que será parte privatizada acho q por 20 anos. Esse Aeroporto foi prometido no governo FHC, mas ñ saiu do papel. No governo Lula ele reiniciou o projeto, mas ñ evoluiu mt, na época dela candidata, mas ainda ministra visitou as obras e prometeu q se ganhasse as eleições daria continuidade as obras reiniciada pelo governo do ex presidente Lula e agora ela volta pra reforçar q em 2014 o mesmo estará funcionando, tenho dúvidas se será com sua capacidade total, mas para a população do RN é maravilhoso, mts empregos, melhoria da área metropolitana de Natal, melhorias da qualidade de vida para a cidade de São Gonçalo, onde está sendo construído o aeroporto.

    E os investimento em para em parques de energia eólica por aqui. A previsão é que em 2014 só o RN estará produzindo energia eólica igual a Dinamarca e Portugal juntos, dados divulgados pelo secretário de Energia Sr. Jean Paul Prates. IFRN mais e mais… Será q interessa pra oposição divulgar dados positivos do governo do PT, será? O povo do RN tem q olhar p a presidente Dilma com carinho, pois a presidente está atenta ao potencial do estado. É a 2ª vz esse ano, q ela nos visita. Valeu presidente, me orgulho de ter votado na senhora.

    SILOÉ-RJ

    26 de novembro de 2011 às 05h12

    Roberto, a nossa presidenta nunca esteve em cima do muro, o que ela faz é agir com cautela, fazendo a coisa certa no momento certo. Política é estratégia também.
    Nós é que somos anciosos e queremos resolver tuda na hora. Há que ter paciência.
    Com essa turma sem escrúpulos, todo cuidado é pouco e ainda tem muitas armadilhas escondidas por aí, para serem desmontadas com todo cuidado, para não explodir, como nas guerras.
    Sem falar nos infiltrados colocando cascas de bananas à toda hora.
    Quer melhor resposta do que essa bofetada de luvas de pelica que o LUPI deu no PIG quando eles tiveram que engulir a seco ao noticiar o menor índice de desemprego desde 2002???
    Não podemos esquecer que DILMA teve 2 grandes mestres estadistas que foram implacavelmete perseguidos por essa velha mídia que quer ampliar seu poder a qualquer custo.
    LEONEL DE MOURA BRIZOLA E LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA

Klaus

25 de novembro de 2011 às 15h47

Já pensou se algum país não aceitasse receber estes navios em seus portos, o que teria de gente vindo aqui criticar o governo?

Responder

    ZePovinho

    25 de novembro de 2011 às 18h53

    Os navios são para a Petrobrás,Klaus.O problema do Agnelli foi querer passar a perna nos chineses,o que prova que devaríamos fabricar aço por aqui mesmo.

    betinho2

    26 de novembro de 2011 às 00h24

    O problema do espertalhão do Roger Agneli é que comprou navios com capacidade de 400 mil toneladas para atracar em portos que por normas internas, segurança e poluição, não aceitam atracação de navios com capacidade acima de 300 mil toneladas.
    Sem contar ainda a insensatez de querer furar o mercado de transporte marítimo de minério, que, fosse ele (Agneli) menos metido a sabichão, negociado toda essa questão antes de contratar os navios.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!