VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Blogueiro Len explica como foram feitas as imagens de Veja


28/08/2011 - 12h45

por Len, no blog  Ponto e Contraponto,  dica do leitor El Cid

Antes de publicar a edição dessa semana, a revista VEJA já tinha se complicado com a  denúncia de José Dirceu. Foi aberto boletim de ocorrência no 5º distrito policial de Brasília, que conta com o depoimento da camareira e do chefe de segurança do hotel. Na edição dessa semana, por burrice ou amadorismo, a revista produz prova robusta contra si mesma.

Com a denúncia de tentativa de invasão e falsidade ideológica pesava contra a revista apenas o fato do jornalista estar a seu serviço, o que poderia ser justificado com a alegação que o seu contratado agiu por conta própria, sem o aval da direção, mas ao usar as imagens obtidas pelo repórter, a VEJA assume cumplicidade e beneficiamento com os crimes conhecidos.

Na reportagem que fez com acusações contra José Dirceu, a VEJA afirma que “obteve” imagens de circulação do hotel, dando a entender que se tratava de imagens da câmera de segurança, só não admitiu que obteve imagens ilegalmente através de equipamento instalado pelo seu jornalista.

Vamos aos fatos: quando me deparei com as imagens, vi na hora que não se tratava de imagem de câmera de segurança interna, pois estas não apresentam data e horário, tem resolução baixa para câmeras normalmente usadas para esse fim e o posicionamento e foco que não privilegiam a tomada de todo o corredor, mas apenas de quem passava por ela.

A câmera que foi usada pelo repórter da Veja provavelmente é uma mini-câmera espiã wi-fi ( imagem abaixo) que pode ser instalada facilmente pois não precisa de fios ligando ao monitor que recebe as imagens. Ela tem uma fonte que pode ser facilmente instalada na fiação de um suporte de luz por algum funcionário da manutenção do hotel, regiamente pago para a função.

A câmera infravermelho acima ( à esquerda), por ter tamanho reduzido, é específica para espionagem e não possui leds IV, e diferente de câmeras usadas em segurança ( acima à direita) que tem uma quantidade desses leds para fornecer a iluminação que vai ser usada para captar as imagens, ela não “enxerga” no escuro como as câmeras comuns e precisam de alguma luz branca para captação de imagens.

Analisando as imagens da VEJA, percebe-se com facilidade se tratar de uma mini-câmera para espionagem. Câmeras de segurança, por ter fonte de luz IV própria, não são instaladas próximas à anteparos de iluminação, pois o reflexo da luz branca atrapalha. As imagens divulgadas pela VEJA identificam que a câmera usada para captá-las estava instalada junto ao anteparo de luz. Eles usam normalmente esse artifício para ocultar o equipamento, ter uma fonte de luz e energia para ligar a câmera. Perceba na imagem abaixo, os reflexos nas cabeças de José Dirceu e Fernando Pimentel que estão mais próximos a câmera, demonstrando que foi ocultada em um anteparo de luz.

As provas que a VEJA produziu contra si mesma agravaram a sua situação, agora além de tentativa de invasão de domicílio e falsidade ideológica, existe a confissão de invasão de privacidade, não só de José Dirceu e os políticos mostrados, mas de todos os hóspedes desse andar e dos funcionários do hotel.

Apesar da vergonhosa operação abafa ( Omertá tupiniquim) movida pelos principais veículos de comunicação, que demonstra um corporativismo criminoso ( se não for rabo preso por culpa no cartório), ainda restam aos atingidos, como o PT, acionar a Polícia Federal e o Procurador Geral da República por se tratar de um crime ainda mais grave quando atinge ministros de estado e põe em risco o estado democrático de direito.

Não sei quanto a vocês amigos, mas esse que vos escreve já está cheio desses abusos, é hora de dar um basta. A minha esperança se renova quando presencio manifestação do deputado Paulo Pimenta no twitter, que apesar de não ser do grupo do ex-ministro José Dirceu, exigiu do presidente José Eduardo Dutra, que o partido tome providências drásticas. Nem tudo está perdido, o deputado mostra que ainda restou algo da velha combatividade do PT.

PS do Viomundo: Por problemas de saúde José Eduardo Dutra deixou a presidência do PT em abril deste ano. O presidente atual é o jornalista Rui Falcão, deputado estadual em São Paulo.

Leia também

Devanir Ribeiro: “Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso?”

Zé Dirceu: Repórter da Veja cometeu crime

Denúncia sofre de um problema cronológico

Evitar que os cidadãos pensem é uma tarefa permanente da mídia

Altamiro Borges: Grileiro da Cutrale e laranjas da mídia





89 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

brz

30 de agosto de 2011 às 00h10

Privatização da Revista Veja, já!!!! Que ela se vire com a verba privada, nenhum centavo público, dos impostos do povo para bancar estes reacionários!!!!
Não são eles defenssores da iniciativa privada????

Responder

Giannoti: “O que pretendem fazer com essa gente?” | Viomundo - O que você não vê na mídia

29 de agosto de 2011 às 18h36

[…] Blogueiro Len explica como Veja espionou Zé Dirceu […]

Responder

Orsola Ronzoni

29 de agosto de 2011 às 18h20

Cá entre nós Sr. Len, o repórter da VEJA é melhor que James Bond e até mesmo que Ethan Hunt, pois conseguiu burlar o sistema de segurança do melhor hotel de Brasília e instalar uma câmera nos seus corredores. Se for verdade a sua versão é melhor que o hotel feche suas portas ou vá aprender regras de segurança na pensão da tia Maricota em Xiririca da Serra.
E é bom mesmo que o “PT acione a Polícia Federal e o Procurador Geral da República” para que os tais ministros de estado expliquem o que estavam fazendo na hora do expediente em conversas sigilosas com o chefe de quadrilha Zé Dirceu, pois isso “põe em risco o estado democrático de direito”.

Responder

Polícia Federal já está no caso Veja/Hotel Naoum | Viomundo - O que você não vê na mídia

29 de agosto de 2011 às 16h09

[…] Blogueiro Len explica como foram feitas as imagens da Veja   […]

Responder

beattrice

29 de agosto de 2011 às 15h03

O PT-SP exigir providências?
Há um cadáver insepulto nas costas do PT-SP há exatos 10 anos, o do Prefeito Toninho do PT, de Campinas, que NUNCA teve sua morte devidamente investigada porque o PT-SP não quis que a PF entrasse nas investigações.

Responder

augusto

29 de agosto de 2011 às 12h27

Consta que o revolucionario JCristo, que era pobre, ia com frequencia ao Cafar Naoum.
Eram outros tempos.

Responder

Saulo

29 de agosto de 2011 às 10h13

Pior ainda é ler o Rei do Esgoto, o Cara de Arroz Azedo tentando defender esse detrito de maré baixa !!!! É preciso mta coragem e estômago pra folhear esta revistinha facista !!!!

Responder

Operante Livre

29 de agosto de 2011 às 09h01

É…acho que esta situação pode e deveria gerar uma indisponibilidade de vagas para hóspedes que trabalham na Veja. Depois desta, acho que até a classe dos jornalistas deveria entrar com uma ação de reparação de danos e manifestar repúdio à atividade clone de agente 86.

Esta situação mostra que quando há uma profissão regulamentada há um código de ética que o pune.
Neste caso o cara nem tem profissão regulamentada e nem tem código de ética.
Vai ser julgado, junto com a "Óia" e se a coisa ficar mais complicada a"Óia" vai deixar tudo nas costas do cara.

Responder

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h19

    Será que tem vaga pra assessor do Mainardi em Venezia?

Alexandre Mattos

29 de agosto de 2011 às 05h34

Dessa vez, não foi sentido apenas o odor dos detritos do PiG, foi também flagrado o próprio detrito exalando o inimaginável odor do PiG e seu serviçal. Caso tão gravíssimo quanto o caso das arapongagens do finado tablóide inglês do Murdock! Cadê a Justiça e STF, Ley dos Medios?! E o crime foi notificado através de B.O.!!!
Se nossa “Justiça” fosse realmente apartidária a Veja e demais do PiG já teriam sido punidas e fechadas a exemplo do tablóide do Murdock!!!

Responder

Renato Lira

28 de agosto de 2011 às 23h55

A veja é a cara da direita brasileira..

Covarde, arrogante, mentirosa, preconceituosa, hipócrita, falso-moralista, se acha acima da lei, corrupta, canalha, criminosa.

Mas também ignorante, burra. Um amontoado de canalhas estúpidos que nem suas pilantragens sabem fazer direito. No caso dessas tramóias, claro.

Porque quando se trata de amealhar uns milhões, principalmente com governos demotucanos, aí eles são bons.

Mas quando é pra armar, a maioria de suas pilantragens dão errado. Visto este festival de trapalhadas do repórter-trombadinha de veja e a confissão de culpa da revista-quadriha da abril.

Canalhas e trapalhões. Veja é bem a cara da direita brasileira.

Responder

Mauro Silva

28 de agosto de 2011 às 22h23

Caro Azenha
Com tudo isso, o Governo Federal e as estatais como PETROBRAS, BANCO DO BRASIL E CAIXA ECONÔMICA FEDERAL continuarão a financiar as ações criminosas da revista Veja? Essas estatais citadas e o Governo Federal continuarão a se associar com esta revista e a editora que a publica, e que não respeita as leis; os princípios básicos da moral; princípios elementares de decência, financiando-as, revista e editora, em ações criminosas através de propagandas?
O Governo Federal e as estatais citadas estão indiferentes a serem associados a este grupo de comunicação, a Editora Abril, useiro e vezeiro de práticas criminosas e a formação de quadrilhas e bandos, seus jornalistas e arapongas?

Responder

Stefan

28 de agosto de 2011 às 22h10

O Grupo Abril é Imprensa sionista seguindo os protocolos do sião.

Responder

abrantes

28 de agosto de 2011 às 22h00

Será que o EU NÃO SABIA não vai comentar nada sobre o assunto , ou será que ele NÃO SABIA que a veja é um esgoto jornalístico , e agora está com vergonha de admitir isso.

Responder

kalango Bakunin

28 de agosto de 2011 às 21h47

CPI da zóia já, será que o ptzim vai reagir?

Responder

Luis

28 de agosto de 2011 às 21h22

De parabéns o Blogueiro Len.
Pode-se afirmar que essa é a matéria da hora.
Ele merece um prêmio de bloguerismo consciente e competente.
Cabe agora exigir que a Polícia descubra quem colocou o dispositivo, como, onde e a mando de quem.
A revistinha veja, que recebeu as fotos está na obrigação legal de se explicar, já que claramente um crime tipificado em lei , foi cometido pelo jornalista que trabalha para ela.

Responder

carlos silva

28 de agosto de 2011 às 21h03

Continuo achando que é matéria para se pedir a CPI da Veja.

Responder

Mineirim

28 de agosto de 2011 às 20h54

E vocês acreditam, mesmo, que com o nosso poder judiciário isso vai dar em alguma coisa?

Responder

ZePovinho

28 de agosto de 2011 às 20h30

A briga é assim mesmo,moçada.Nós com nossos apitos e eles com trombetas e vuvuzelas do tamanho do mundo.Mesmo assim,colocamos muitas coisas na agenda nacional.

Responder

SILOÉ-RJ

28 de agosto de 2011 às 19h34

Se unidos conseguimos acabar com a DITADURA MILITAR por que não conseguiremos com a DITADURA MIDIÁTICA???
Nesse caso é muito mais simples, basta apenas um BOICOTE.
Para isso é fundamental a mobilização, a pressão em cima dos orgãos competentes.
ABI, OAB, e demais orgãos e ongs CADÊ VOCÊS???
Isso é crime contra a democracia, contra a cidadania, é invasão de privacidade, injúria calúnia e difamação, é violação dos direitos humanos e está na nossa constituição.
E o pior : É subestimar a nossa inteligência.
(Vide reação inglesa ao caso MURDOCH.)

Responder

Gerson Carneiro

28 de agosto de 2011 às 19h17

Essa música faz lembrar um certo repórter caloteiro.

[youtube YVzuY0YKJeo http://www.youtube.com/watch?v=YVzuY0YKJeo youtube]

Responder

Marat

28 de agosto de 2011 às 18h45

Já sabemos de antemão o que vai ocorrer:
1) A Polícia, seja a Federal ou a Estadual, deixará a investigação nas mãos da banda podre;
2) Tanto a Veja quanto os demais meios de "comunicação" vão alegar perseguição política;
3) Nosso "jornalismo" alegará que age de acordo com a liberdade de impren$$$a, e que estão tentando calá-los e cerceá-los em sua digna e honesta profissão;
4) O SIP virá correndo em apoio aos criminosos que infringiram a lei…

Responder

    Luis

    28 de agosto de 2011 às 22h12

    Na Argentina o quadro midiático é igual ou até pior.
    Os argentinos foram à luta e passaram a Ley de Médos. Agora estão nas ruas lutando para que setores da Justiça de lá não inviabilizem o efetivo cumprimento da referida Ley. É ver no Programa 678 que vai ao ar pela TV Pública Argentina, diariamente.Inclusive aos domingos.

    Marat

    28 de agosto de 2011 às 23h29

    Prezado Luis, pena não sermos politizados como os argentinos…

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h18

    Nem em sonho, nem em sonho.

    Bonifa

    30 de agosto de 2011 às 14h29

    Não é isso… É que sofremos o dobro da despolitização que os argentinos sofreram.

Gerson Carneiro

28 de agosto de 2011 às 18h26

Vamos entender como a Veja e correligionários produzem suas imagens:

<img src=http://1.bp.blogspot.com/-qlYxjtsYNjs/TeGFqdjgyzI/AAAAAAAABBA/Y0p6hnqnf0s/s320/elis.jpg>

<img src=http://3.bp.blogspot.com/-Nn_EJ9qacFU/TeGFlxCFKsI/AAAAAAAABA4/2o3O4yxGnJ0/s1600/cazuza.jpg>

<img src=http://3.bp.blogspot.com/-o5_OUk8PYsc/TeGFo6MB3XI/AAAAAAAABA8/JUXqKhUaP1s/s320/epoca.jpg>

Nota-se que o método utilizado não mudou.

Responder

Chico Bicudo

28 de agosto de 2011 às 18h25

É mais uma falcatrua de uma publicação que se afunda cada vez mais na prática de um denuncismo indecente. Publiquei também em meu Blog algumas reflexões sobre o tema – "O que Veja faz não é Jornalismo". http://bit.ly/qXg4DS. Se fosse um Trabalho de Conclusão de Curso de Jornalismo, a "reportagem" de capa de Veja seria reprovada. Abraços!

Responder

Morvan

28 de agosto de 2011 às 17h06

Boa tarde.
À guisa de contribuição, não desejando de forma alguma desmerecer o articulista, quero ressaltar que estas câmeras, tanto a sem fio como aquela dotada de "Night Vision" são alimentadas com baixa voltagem, tipicamente na faixa de 11 a 14Vcc e com baixa requisição de corrente, tipicamente também na faixa de dezenas de Miliamperes. Elas estão se tornando bastante comuns aqui e lá fora. É possível comprar "kits" contendo a câmera, desejável com visão noturna (Night Vision), e o monitor, tipicamente de 7", para utilização em automóveis (câmera para estacionamento seguro). Estou fazendo um arranjo para segurança no meu imóvel com um "kit" destes, dotado de microfone e viva-voz. Esperando o "kit" chegar, claro. Não compro aqui, pois com o preço de um conjunto destes eu compro três lá fora…
No mais, concordo em tudo com o articulista.

:-)

Morvan, Usuário Linux #433640.

Responder

    Cronopio

    28 de agosto de 2011 às 20h49

    Você vai colocar um treco desses em casa? Bom, tudo bem, só peço que avise todos os moradores. Não me leve a mal, sei que você deve ter suas razões, mas será que a gente deve incentivar esse tipo de tecnologia?

    Morvan

    28 de agosto de 2011 às 21h52

    Boa noite.
    Como eu disse antes, Cronopio, estas câmeras estão se tornando comuns, aqui e lá fora. Não são para espionagem. Por exemplo, chega alguém à sua casa e você, via câmera (e áudio, se disponível) decide se abre ou não a porta. ..
    Eu já tenho uma delas, bem mais simples, anexada ao meu micro estação de trabalho e a utilizo para ver o nível da água na caixa, a qual fica no sótão. Não há nada de espionagem. É conforto, mesmo.

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Scan

    29 de agosto de 2011 às 14h57

    Cuidado, Morvan. O link que vc mandou é uma com padrão PAL…

    Morvan

    29 de agosto de 2011 às 19h33

    Boa noite.
    Não chega a ser problema, Scan. A requisição de definição de vídeo destes trecos é baixa. Pode ser PAL[-M/N/G] ou NTSC. Até porque o monitor consegue decodificar o Padrão de vídeo e o subsistema de resoluçãoa ajustar automaticamente.

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Luis

    28 de agosto de 2011 às 21h08

    Não entendi qual a sua divergência com o texto. Pode explicar, por favor?

    Morvan

    28 de agosto de 2011 às 21h48

    Boa noite.
    Nenhuma. Apenas faço (suponho) esclarecimentos sobre o modo de alimentação dos dispositivos. A ler o texto, o usuário pode supor (erroneamente) que a câmera é alimentada direto via rede; ela é alimentada por qualquer fonte de 11 ~ 14Vcc (um simples eliminador de pilhas, por exemplo).

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Morvan

    28 de agosto de 2011 às 22h03

    Boa noite.

    Exemplo de uma câmera com visão noturna e microfone embutido, custando (lá fora!) U$ 11,80:

    http://www.dealextreme.com/p/cmos-color-surveillance-security-camera-with-4-ir-led-night-vision-pal-44677

    A sua característica de visão noturna lhe confere uma sensibilidade de 0,2 lux! Quase escuro total.
    Excelente para vigilância.

    Observação: fica a critério do Azenha ou da Conceição a publicação do elo de acesso à câmera, pois não conheço as regras quanto a poder postar ou não material de sítios comerciais.

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Gustavo Pamplona

    29 de agosto de 2011 às 01h14

    Uau! Que eloquência em expressar tais vocábulos!

    Este Morvan é um figura! hahahahahhahaha

    —-
    Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG
    Desde Jun/2007 expressando eloquentemente no "Vi o Mundo"! ;-)

    Scan

    29 de agosto de 2011 às 14h21

    Pois é, Morvan.
    O cara utilizou uma fonte (a câmera deve consumir uns 70~100 mA com transmissor e tudo) ou então alimentou com "rabo quente", o que é pouco provável. Deve tê-la colocado dentro de um espelho ou coisa parecida. Se o reporter saiu voando do hotel, pode ter pego a câmera e puxado, arrebentando os fios, mas certamente a fonte continua lá: dá trabalho desfazer a gambiarra quando se tem pressa.
    Basta que a polícia verifique: conhece-se o ângulo de filamgem, conhece-se o local. É bico saber onde estava ligada.

@sergiobio

28 de agosto de 2011 às 16h33

Não existe espionagem ilegal contra políticos e militantes de esquerda. Quando a espionagem, mesmo com autorização judicial, é sobre banqueiros, aí sim, é abuso.

Responder

Operante Livre

28 de agosto de 2011 às 15h54

Essa Óia, heim!!!
Gente, mas com tanta incompetência será que a veja e seus representantes não poderiam ser considerados pessoas inimputáveis devido à mediocridade? (rsrsrsrs).

E esse araponga é da turma da Cia em que se formou o agente 86?
Não tem nada de Max, nada de Well e nada de Smart. Mas deve ter se inspirado em Maxwell Smart. rsrsrsr

Responder

    Morvan

    28 de agosto de 2011 às 18h22

    Boa noite.
    Agente 86?
    Operante Livre, você tirou essa do baú.
    Adorável Agente 86.

    Valeu pela lembrança.

    Morvan, Usuário Linux #433640.

Eudes H. Travassos

28 de agosto de 2011 às 15h28

Eita meu PT velho de guerra, a grande incógnita que habita minha cabeça é que reação o partido vai tomar ou irá ficar quieto pra nogociar com esta revista por baixo dos panos.
Política pode tudo, e o povo só não perde quando está ocupoando rua na sua eterna tarefa de denfender-se ,já se ficar em casa assistindo o acontecido pela TV , pode ter certeza, a cobrança cairá em sua conta, quer dizer, nossa.

Responder

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 17h21

    Vamos ver amanha, mas pelo passinho da PTartaruga, nada acontecera visto que o partido se borra todim de meda do PIG. A ver…

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h09

    O pT-SP no comando? Não vai fazer rigorosamente nada, se não tomarem cuidado, pede desculpas à VEJA dizendo que o foco não estava bem.

    Morvan

    29 de agosto de 2011 às 19h28

    Boa noite.
    Beattrice, você fez ironia agora. Ironia fina.

    Morvan, Usuário Linux #433640.

FrancoAtirador

28 de agosto de 2011 às 15h11

.
.
.
LEY DE MEDIOS: PARA QUEBRAR O CÍRCULO MAFIOSO DO QUADRADO BRUXO (G.A.F.E.*)

Se estas questões da imprensa malfeitora se restringissem tão-somente aos órgãos de mídia impressa,
os problemas de desvio da informação e de falsificação da notícia seriam mais fáceis de se resolverem.

Aqui no Brasil, há apenas três jornais de alcance nacional: O Globo, do RJ, a Folha e o Estadão, de SP,
todos de tendência conservadora de direita ou de ultradireita, de propriedade de empresas de família;
e umas três revistas conservadoras: a Veja, do Grupo Abril, de ultradireita; a Época, do Grupo Globo, e a IstoÉ.
De tendência de esquerda, há a CartaCapital e a Caros Amigos, que prezam verdadeiramente pela notícia
(e alguém viu uma notícia, ou um artigo, ou só uma manchete destas duas revistas reproduzidas nas demais?).

Porém, no Brasil, a grande maioria das pessoas não lê jornais nem revistas que tratam de política e economia.
Ou porque não sabe ler, ou porque mal lê e não compreende (20% dos brasileiros são analfabetos funcionais),
ou porque realmente não se interessa pelo assunto e prefere viver alienado da realidade do poder político,
não se dando conta, inclusive, que são as decisões políticas que ditam a sua própria condição de vida.
São os analfabetos políticos a quem se referia o notável poeta e dramaturgo alemão Bertolt Brecht .

Acontece que essa imensa maioria da população brasileira escuta rádio e, principalmente, assiste televisão.

Ora, as emissoras de rádio e TV que, sinala-se, são concessionárias por outorga do poder executivo federal,
são as principais responsáveis por repercutir as matérias sobre política e economia publicadas na mídia escrita.

Ainda hoje, o Jornal Nacional (JN), da TV Globo (RGTV), é o noticioso de maior audiência da televisão brasileira e, mesmo que não goste de política ou de economia, a maioria dos telespectadores o assistem do início ao fim.

Assim a RGTV atira no grande ventilador do JN a matéria orgânica decomposta da mídia escrita conservadora,
E, o que é pior, as outras emissoras brasileiras de televisão seguem o mesmo padrão Globo de desinformação
e reproduzem as mesmas inverdades, as mesmas desinformações, as mesmas difamações, as mesmas calúnias,
que no dia seguinte são realimentadas pelos jornais e nos finais de semana pelas revistas Veja e Época.

Aí se forma o oligopólio. Aí se dá a falsificação da notícia. Aí se pratica a omissão da verdade. E aí mora o perigo.

É por isso, para acabar com esse círculo midiático mafioso oligopolista, que precisamos da LEY DE MEDIOS.

E uma pesquisa feita este ano pelo TNS Research International, o TRU 2011, estudo realizado em 40 países,
incluindo o Brasil, que entrevista jovens e adolescentes de 12 a 19 anos, traz dados nada promissores ao futuro do País, se permanecermos dando voltas neste círculo:

25/04/2011 – MÍDIA/VEÍCULOS
Por Laís Prado

TV é 1ª fonte de informação de 68% dos jovens

A TV é a primeira fonte de informação da maioria (68%) dos jovens brasileiros. A internet vem em segundo lugar na preferência (20%), seguida pelo rádio (4%).

Os dados são do TRU 2011, estudo da TNS Research International, realizado em 40 países, incluindo o Brasil.

Por aqui, foram entrevistados 1,5 mil adolescentes e jovens de 12 a 19 anos, das classes A a D, de quatro regiões – Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. A maioria dos entrevistados (97%) possui TV e 27% TV a cabo. Segundo o levantamento, 51% têm DVD Player; 33% têm internet banda larga; 32% videogame e 20% MP3 Player.

Nas classes mais altas, segundo aponta a pesquisa, a internet supera a TV em diversos atributos. É considerada a mídia "mais utilizada, divertida, informativa e sem a qual não viveriam". Já na classe D, a TV é o canal de comunicação mais divertido (56%).

O estudo apurou ainda que, enquanto as meninas de todas as faixas etárias gostam de novelas e tramas do gênero, os meninos preferem esporte e humor.

Seus canais favoritos são Globo, SBT e Record, com destaque para a novela “Malhação”, seguida dos programas TV Globinho, Globo Esporte e Pânico na TV.

O estudo detectou também que, entre as jovens, os assuntos mais procurados nas revistas são beleza, moda, horóscopo e fofocas de celebridades, enquanto os rapazes têm preferência por esporte.

Outra tendência apontada pela pesquisa é a pouca importância que os jovens atribuem às atividades culturais. Cerca de 80% deles nunca vão a concertos, teatro, ópera, ballet ou eventos culturais e políticos.

Os jovens também não têm o hábito da leitura – 75% deles não leram nenhum livro no último ano por iniciativa própria e 76% nunca visitaram museus em suas cidades.

http://ccsp.com.br/ultimas/noticia.php?id=52083

Responder

    JotaCe

    28 de agosto de 2011 às 16h35

    Excelente o material postado! Abs.

    JotaCe

    FrancoAtirador

    28 de agosto de 2011 às 17h16

    .
    .
    Valeu JotaCe.

    Como versejava o bravo guerreiro Marighela: É PRECISO DIZER!

    Rondó da Liberdade
    (Carlos Marighela)

    É preciso não ter medo,
    é preciso ter a coragem de dizer.
    Há os que têm vocação para escravo,
    mas há os escravos que se revoltam contra a escravidão.
    Não ficar de joelhos,
    que não é racional renunciar a ser livre.
    Mesmo os escravos por vocação
    devem ser obrigados a ser livres,
    quando as algemas forem quebradas.
    É preciso não ter medo,
    é preciso ter a coragem de dizer.

    O homem deve ser livre…
    O amor é que não se detém ante nenhum obstáculo,
    e pode mesmo existir quando não se é livre.
    E no entanto ele é em si mesmo
    a expressão mais elevada do que houver de mais livre
    em todas as gamas do humano sentimento.
    É preciso não ter medo,
    é preciso ter a coragem de dizer.
    .
    .

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 17h19

    Até agora nem um pio de FORA TEIXEIRA nos jogos que estao transmitindo, ou estao manipulando o som, ou as bonecas torcedoras nao tem culhao para protestar contra o mafioso.

    Luiz Carlos Azenha

    28 de agosto de 2011 às 18h17

    A Band mostrou uma cena de uma torcida organizada do São Paulo com faixas onde estava escrito "Fora Ricardo Teixeira", na Vila Belmiro. abs

Reg

28 de agosto de 2011 às 14h48

E ninguém diz o nome do hotel, cujo empregado foi corrompido para instalar a câmera.
Tem que dizer o nome, para que ninguém mais se hospede neste hotel, que não respeita a privacidade de seus hóspedes, além de ter cometido este crime também.

Responder

    Morvan

    28 de agosto de 2011 às 16h50

    Boa tarde.

    Reg, o hotel está limpo nessa, até prova em contrário. O que se deveria, e cabe ao hotel, é acionar o presumível empregado participante do crime. Lembre-se de que o próprio hotel registrou B. O., julgando crime de natureza comum (roubo ou furto, dependendo da situação).
    Para mais detalhes, favor ver o Post do "Yes, We Créu", abaixo; peguei os dados sobre o B. O. lendo-o, bem como outros Posts.

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 17h19

    Hotel Naoum

    Renato Lira

    29 de agosto de 2011 às 03h40

    Hotel Nahoum Plaza

    Klaus

    29 de agosto de 2011 às 09h11

    Reles mortais não se hospedam neste hotel. Quem somos nós pra pagar uma diária lá.

Werner_Piana

28 de agosto de 2011 às 14h47

Se depois desta nada acontecer com a mafia midiatica comandada pela Veja, terei certeza que nossa "Democracia" e seu "Estado de Direito" não passam de falácia. Com Lula ou Dilma ou FTHC, ou seja quem for a marionete desta canalha que -tudo indica- possui este país e a nós outros…

Caso de POLÍCIA este #VejaInvaders . Nojento…

Responder

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 17h24

    Estou só esperando o PTartaruga…pra ver o que farão contra esse crime da Veja, se nada fizer além de beicinho, só nos resta comecar tudo de novo, um novo partido, porque todos que existem estao dominados. Stand by.

Antonio Silva

28 de agosto de 2011 às 13h59

Vamos nos mobilizar galera ?
Então, liguem para 61-3322-4545 e solicitem providências aos hotel para que esta criminosa violação de imagens de seus hospedes efetuadas pelo panfleto tdemotucano seja exemplarmente punido .
O telefone DIRETO da supervisão do hotel que está responsável pela apuração deste escandaloso delito é :
61- 3319-4933
Em tempo : Cabe ressaltar, que o Hotel (até prova em contrário) também é vítima da delinguência da revista lixo .

Abs.

Responder

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h07

    O hotel já tomou as providências que lhe cabiam, quem tem que tomar providencias é o governo que precisa fazer o Marco Regulatorio e deixar de enrolar.

Eduardo Raio X

28 de agosto de 2011 às 13h56

Não espere nada desse ministro da justiça migarem dos contos das mil e um noite vulgo Zé Cardoso, ele é um medroso ou coisa pior como alguns leitores de blogs com seus posts o chama um emplumado disfarçado, Veja cometeu um crime e tem que ser exemplarmente punida, os atingidos deve levar todas as provas as últimas consequências judiciais. O escândalo tem que ter repercussão é preciso fazer barulho é a oportunidade do começo do trabalho para tampar esse esgoto a céu aberto das organização Abril!

Responder

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 17h26

    Já que nao conseguimos furar o bloqueio da midia vendida daqui, sera que nao tem nenhum organimo internacional que pudessemos denunciar o crime para dar repercussao mundial? ISSO sim faria a midia vendida fazer de conta que é isenta e cobrir o caso.

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h10

    De fato, quem espera o Cardozo Dantas investigar a VEJA deve esperar sentado, e numa poltrona confortável, ergonômica se possível.

João PR

28 de agosto de 2011 às 13h46

Tem mais é que apurar, provar, e processar a Veja e seus jornalistas.

Sugiro que se abram vários processos! E que se processe, criminalmente, o jornalista responsável, pois da próxima vez ele vai pensar bem antes cometer crimes sob o argumento de que "sou jornalista, e preservo a fonte"!.

Tem mais é que arrancar uma boa grana de indenização, tirar a primariedade deste jornalista (??), e pedir direito de resposta à Justiça!!!

Fora Veja!!! Fora PIG!! Ley dos Medios já!

Responder

Yes we créu !!!

28 de agosto de 2011 às 13h34

A direção do hotel Naoum Plaza, em Brasília, confirmou ao Globo que houve tentativa de invasão de domicílio por parte do repórter Gustavo Ribeiro, que foi pautado pelo redator-chefe Mario Sabino – interino no comando, pois o diretor Eurípedes Alcântara está em férias – para seguir os passos do ex-ministro José Dirceu. Todas as informações prestadas pelo Naoum Plaza vêm sendo repassadas pela gerente Elisabeth Mendes ([email protected]).

Num caso de invasão de domicílio num hotel, um boletim de ocorrência pode ser registrado tanto pelo hóspede quanto pela administração do empreendimento, que tem a obrigação de zelar pelo domicílio temporário de seus clientes.

Na Editora Abril, que a partir da próxima semana terá um novo presidente, o executivo Fábio Barbosa, sabe-se que o crime foi cometido. Mas a estratégia é de simplesmente ocultá-lo gritando mais alto, por meio de sua tropa de choque, liderada pelo blogueiro Reinaldo Azevedo.

Reinaldo tem escrito em seus posts que a direção do hotel foi instada a registrar o boletim de ocorrência. Ao contrário disso, o hotel confirma que registrou o B.O. por iniciativa própria porque também se sentiu vítima de uma crime cometido por outro hóspede, chamado Gustavo Ribeiro. Aliás, o hotel não tinha conhecimento de que se tratava de um jornalista de Veja. Poderia ser, simplesmente, um assaltante tentando entrar no quarto de um hóspede vizinho – e, por isso mesmo, a direção do hotel tomou a iniciativa de registrar a ocorrência.

Responder

Mariana

28 de agosto de 2011 às 13h21

Será que ficará por isso mesmo? Cadê o MP? Cadê o MJ? Se não agirem está formalmente oficializado quem manda no país, não são os três poderes, legitimamente constituído, mas o quarto poder, este que faz os três tremerem e ditarem, ou melhor, pautarem o país. O silêncio é sepulcral.

Responder

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h05

    O silêncio do gabinete DILMA diante do PiG é retumbante.

    Bonifa

    30 de agosto de 2011 às 14h32

    Que faça silêncio, não importa. O que importa é agir em silêncio.

Devanir Ribeiro:”Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso?” | Viomundo - O que você não vê na mídia

28 de agosto de 2011 às 13h21

[…] PS do Viomundo: Segundo o blogueiro Len, do Ponto e Contraponto, as imagens não são as da circulação do hotel, feitas pelas câmeras de segurança. Foram obtidas por uma microcâmera implantada pelo próprio jornalista no andar, próximo ao apartamento de José Dirceu. Clique aqui para saber os detalhes. […]

Responder

ADILSON SANTOS

28 de agosto de 2011 às 13h18

Náo se iludam , A presidente que se Borra da Imprensa Golpista e seu simulacro de Ministro da Justiça , que possui uma capivara maior que a sua estatura , já decidiram o que fazer :

Iráo pedir desculpas á Veja, processar o Ex-Ministro Jose Dirceu e cancelar o alvará de funcionamento do Hotel em questáo , além de qubrar o sigilo fiscal, bancário e telefonico da Camareira , para de algum forma coloca-la na cadeia.

Que empregadinha mais insolente !

Onde já se viu , náo deixar a Revista Vesga, cujo o proprietário possui 128 passaportes e está sendo procurado pela Interpol , náo espionar que quer que seja .

E a liberdade de Imprensa ?

A patuleia brasileira precisa saber que Jornalistas e os Baronetes da Imprensa Golpista e Venal brasileira sáo representantes de Deus na Terra , e portanto náo podem ser contestados e , é claro , estáo acima das leis que regem os simples mortais , como nós .

Nada que uma calibre 12 , náo resolva a contento !!

Responder

    Luis

    28 de agosto de 2011 às 21h18

    Estamos diante de uma ação típica da Guerra de Quarta Geração promovida pelos imperialistas e vc vem com esse papo de culpar a Dilma?
    Faz sentido, é o que os trols "rebeldes" têm como tarefa principal no momento.

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h16

    Não se trata de culpar, mas de responsabilizar devidamente quem deve e pode responder ao mandato das urnas viabilizando um marco regulatório e não o faz enquanto frequenta coqueteis e rapapés com os que deveriam ser investigados.

Francisco Silva

28 de agosto de 2011 às 13h18

Por que uma comissão da Câmara e do Senado não convoca Pimentel, Dirceu, etc, para depor no Senado e/ou CD para criar um fato político? É só Alvaro Dias e cia que convocam Ministros e criam CPI? Cadê as convocações e CPI da MAIORIA? Acorda PT? O Ministros Pimental vai ficar como se nada tivesse acontecido? Os deputados do PT também?

Responder

    FrancoAtirador

    28 de agosto de 2011 às 22h05

    .
    .
    Parece que o Pimentel se animou

    a fazer um veemente protesto

    de 140 caracteres no Twitter.
    .
    .

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h17

    E o Rui Falcão, ja fez seu protesto no TT de 139 caracteres??

Ricardo

28 de agosto de 2011 às 13h15

Sei, a camera utilizada foi, "provavelmente", uma câmera para espionagem… Provalvelmente…

Responder

    Leider_Lincoln

    28 de agosto de 2011 às 16h56

    Richard, por que não aproveita e defende o Murdoch também?

    Renato Lira

    29 de agosto de 2011 às 03h41

    Voltaste, Richard Leporino?

    Defender bandido é contigo mesmo, hein?

Cronopio

28 de agosto de 2011 às 13h13

A maior fraude do pig desde a bolinha de papel! A próxima matéria da Veja será a defesa de Rojas.

Responder

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 17h30

    NÃO!! As próximas vitimas serão Lula e Dilma e eu vou achar bem feito! Bando de frouxos covardes dos infernos, o governo, o PT e toda a base aliada um bando de mocas meigas e de acucar.

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h11

    Quem dorme com o inimigo a ele se submete.

Douglas O. Tôrres

28 de agosto de 2011 às 13h10

Eu que atuo na área de segurança eletrônica,concordo em tudo que o Len disse,mais este tipo de câmera,de pouco alcance,que tem tecnologia CMOS(diferente das camera profissional mostrada na imagem que utiliza imagem com sistema CCD,com consumo mais alto de energia) que produz uma imagem de baixa qualidade,para que tenha pouco consumo e possa ser miniaturizada ao máximo,podem ser ligadas a baterias de 9 volts,uma pilha quadrada muito usada em controles remotos de portões eletrônicos mais antigos.

Responder

    Scan

    29 de agosto de 2011 às 14h32

    Douglas, uma bateria de 9V pode ser usada, claro, mas terá autonomia reduzida, o que obrigaria o bandido a ficar ligando e desligando a câmera. Tenho uma micro CMOS aqui que consome 80 mA sem o transmissor. Dependendo do transmissor, o consumo pode dobrar (frequência de 2.4GHz é bastante atenuada por paredes e concreto).
    Acredito mais na hipótese de uso de fonte externa.
    []

    Morvan

    29 de agosto de 2011 às 19h39

    Boa noite.
    Sem dúvida, Scan. Um requisito nestes "gadgets" é que a câmera fique em modo de espera e com baixo consumo. Uma bateria padrão de 9V não conseguiria prover alimentação por muito tempo, pois em geral elas dispõem de baixa amperagem. Melhor ligar o dispositivo a uma fonte retificada de baixa voltagem e que lhe forneça alguns miliamperes de modo sustentado.

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

Gustavo Pamplona

28 de agosto de 2011 às 13h09

E daí? O governo do PT do qual vocês tanto defendem vai fazer algo contra?

Sonhem bastante com a "Ley de Médios", sonhem mesmo…

Bom… eu já adianto para vocês que não vai acontecer nada… e se acontecer alguma coisa o PORCO vai cair de pau em cima invocando a "liberdade de imprensa".

—-
Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG
Desde Jun/2007 sonhando no "Vi o Mundo"! ;-)
Fundador do PORCO – Partido de Oligarcas Reprsentantes de Capitalistas Opressores (PIG)

Responder

    Rodrigo Falcon

    28 de agosto de 2011 às 16h42

    Passageiro troll do expresso caverna detect…

    Marcos C.Campos

    28 de agosto de 2011 às 17h30

    Tudo tão previsível para a "oposição", não é? O único apoio que a midia-"oposição" realmente possui neste país se chama poder judiciário. Quem realmente é muito fraquinho.

    Vinicius

    28 de agosto de 2011 às 19h29

    O nosso amigo Gustavo não falou nada ainda da privatização dos leitos do SUS no Estado de São Paulo, ou falou?

    Angela RAMarques

    28 de agosto de 2011 às 20h50

    Cuidado, Gustavo, saiu no Globo de hj, na oluna do Ilimar, que Franklim Martins já tá sendo cogitado para substituir o Paulo Bernardo. Aí que a giripoca vai piar …

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 15h13

    E quem vai substituir o Cardozo Dantas???


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding