VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Devanir Ribeiro:”Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso?”


28/08/2011 - 01h52

por Conceição Lemes

Desde quarta-feira, 24 de agosto, quando Gustavo Nogueira Ribeiro, repórter da Veja, foi flagrado pela camareira, tentando invadir o apartamento de José Dirceu no Hotel Naoum, em Brasília, era previsível que mais uma “aula” de jornalismo esgoto estava a caminho. Não deu outra. Com capa e tudo.

Com a manchete “José Dirceu mostra que ainda manda em Brasília”, Veja chegou este final de semana às bancas. Logo no olho diz: “Com ‘gabinete’ instalado em um hotel, ex-ministro recebe autoridades da República para, entre outras atividades, conspirar contra o governo Dilma”.

A matéria traz uma sequência de dez fotos, provavelmente extraídas da câmera de segurança, tiradas do andar em que fica o apartamento de José Dirceu. Numa delas, aparece o próprio. Nas demais, ministros, deputados, senadores que lá estiveram.

Entre eles, o deputado federal Devanir Ribeiro (PT-SP), que, aparentemente, está acompanhado de duas pessoas, cujos rostos foram disfarçados pela revista para não serem reconhecidos. Legenda da foto:

07/6/2011 – 20:22:42 – Duração: 25 minutos | Deputado Devanir Ribeiro, PT: “Faz muito tempo que eu não vejo o Zé Dirceu. Nem lembro quando foi a última vez” – Reprodução/Veja

No início da noite desse sábado, conversei com Devanir: “Eu não li ainda a matéria. Encontrei hoje o Vacarezza [deputado federal Cândido Vacarezza, líder do governo na Câmara] num debate, ele me falou. Eu não leio, não compro, não recomendo e não dou entrevista à Veja há vários anos”.

Pedi-lhe para abrir uma exceção, para comentar o que foi publicado. Topou. Como havíamos combinado, voltei a ligar no final da noite desse sábado. Devanir foi logo dizendo:

“Que matéria mais besta? Francamente não sei o que estão querendo com ela. Intrigar o Zé com a Dilma? Jogar a Dilma contra o Zé? Besteira! Dizer que o pessoal do PT frequenta o Naoum?! Vários parlamentares do PT que não têm apartamento funcional ficavam e ficam lá hospedados. Que o Zé faz política, qual a novidade?! É um direito dele. O Zé é um cidadão brasileiro, militante político e dirigente partidário. É um quadro importante do PT  que fez parte das lutas democráticas do Brasil nas últimas décadas. É uma pessoa que eu respeito”.

Viomundo – Segundo a Veja, o senhor disse que faz tempo que não vê o José Dirceu e nem se lembrava de quando tinha sido a última vez que o tinha encontrado. Diz também que o  senhor teria estado no apartamento do José Dirceu em 7 de junho. É isso mesmo que aconteceu?

Devanir Ribeiro – Primeiro, gostaria repetir. Vários parlamentares do PT ficavam e ficam no Naoum. De modo que, de vez em quando, eu vou até lá, sim, para encontrar algum companheiro.

Segundo, eu fui ao Naoum aquele dia — não sei se em 7 de junho como afirma a Veja — para buscar alguns companheiros do Pará e levar para uma reunião que iria acontecer em seguida na minha casa. Ao chegar na portaria,  liguei para um deles, que pediu para eu subir. O Zé atendeu,  cumprimentei-o, ele  estava atendendo umas ligações, conversamos um pouco e fomos embora.

Eu não tinha NENHUMA audiência marcada com o Zé Dirceu. E se tivesse, assumiria. Qual o problema? Nenhum. Sou político, tenho de fazer política. O Zé, a mesma coisa.

Viomundo – E essa história de que o senhor não se lembrava de ter o encontrado o José Dirceu?

Devanir Ribeiro – Veja bem. O Zé é dirigente partidário, logo a gente vive  se cruzando em reuniões do PT, assim como com os demais companheiros do PT.

Como eu não havia solicitado audiência ao Zé Dirceu, eu, na hora, inicialmente, não me lembrei que tinha passado pelo Naoum, pra pegar o pessoal.

Viomundo – Então o que disse para o jornalista?

Devanir Ribeiro – Tem uma coisa importante que eu quero esclarecer. Há alguns dias um repórter da Veja me ligou, querendo marcar um horário para conversar comigo.  Eu disse NÃO. Disse o que já disse a você: que não lia, não assinava, não recomendava nem dava para a Veja em função do péssimo jornalismo que ela faz. Acrescentei ainda que estava processando a Veja.

O repórter disse: “Ah, mas eu sou novo!”.

Eu contrapus: “Você é novo, mas a revista é velha”.

A coisa morreu aí. Só que num outro dia outro repórter me ligou, perguntando se eu não achava estranho o Zé Dirceu receber um monte de gente em Brasília.Respondi que achava   normal, já que o Zé conhece muita gente. Aí, ele me perguntou quando tinha sido a última vez que eu tinha encontrado o Zé. Inicialmente, respondi: “Eu não me lembro”. Mas, em seguida, falei: “Foi no Rio de Janeiro há uns 15 dias na reunião do diretório nacional do PT.

Viomundo – Mas o repórter não citou o Rio de Janeiro na legenda da foto…

Devanir Ribeiro – Eu disse, mas ele colocou só o começo da minha fala.

Viomundo – Esse segundorepórter se identificou como da Veja?

Devanir Ribeiro – Não! Se tivesse dito, não teria respondido nada.

Viomundo – O senhor lembra o nome dos dois repórteres que lhe telefonaram?

Devanir Ribeiro – Não. Não, mesmo. Mas são jornalistas que eu nunca ouvi falar o nome.

Viomundo – O senhor está processando a Veja. Por quê?

Devanir Ribeiro – Na época do dito “mensalão”, que nunca existiu, saiu publicado que uma funcionária minha, Maria Aparecida da Silva, tinha ido ao Banco Rural e sacado dinheiro.

Na época, o meu advogado pesquisando na internet percebeu que o número de dígitos da carteira de identidade da Maria Aparecida envolvida não batia com o que temos em São Paulo. Aí, descobriu que não tinha nada a ver com a minha secretária. Foi a minha sorte.

Aliás, no Brasil, o que não falta é Maria Aparecida da Silva (risos), concorda?

A Globo se retratou. A Veja, não. Eu resolvi processá-la, pois como diz o meu advogado: “Se você é acusado injustamente e fica quieto, é como se admitisse a culpa. Por isso tem de processar, mesmo.  Se você não processar, vão dizer que você é culpado”. Então processei. Não desisto.

Não importa o tempo que demorar. Estou fazendo uma poupança para os meus netos. A Veja não se emenda.  Não está preocupada com a verdade. Aliás, o jornalismo brasileiro está cada vez pior. Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso, tão malfeito?

PS do Viomundo: Hoje, após publicar esta entrevista com Devanir Ribeiro,  soube do post do blogueiro Len, do  Ponto e Contraponto, onde ele afirma que  as  fotos da reportagem de Veja não são  imagens  da circulação do hotel, feitas pela câmera de segurança. Mas que elas teriam sido obtidas por um sistema  implantado pelo próprio jornalista num ponto próximo ao apartamento de José Dirceu. Clique aqui para conhecer os detalhes.

Leia também

Zé Dirceu: Repórter da Veja cometeu crime

Denúncia sofre de um problema cronológico

Evitar que os cidadãos pensem é uma tarefa permanente da mídia

Forbes: A iminente guerra de classes

Altamiro Borges: Grileiro da Cutrale e laranjas da mídia

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


124 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Francisco Costa Oliveira

20 de novembro de 2017 às 16h52

olá o caminho de uma revista que deu a noticia bomba da maneira criminosa será a extinção de uma profissão que é essencial ao aprimoramento da Democracia no Brasil e no mundo e o que é pior.
O jornalista profissional será substituído pelo bandido de mídia como este da veja que segue o exemplo do News of the World.

http://cursodefotografiadigital.com

Responder

Mulher de Cachoeira se cala em CPI « Viomundo – O que você não vê na mídia

07 de agosto de 2012 às 12h47

[…] Devanir Ribeiro: “Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso?” […]

Responder

mquadros1

03 de setembro de 2011 às 07h19

A oposição brasileira e seus meios estão com um país que entrou na guerra com guerreiros movidos a ideais que achavam corretos e que foram sucumbindo ou desertando pela força do "inimigo", de seus acertos, e de suas idéias. Agora seus líderes só contam para a luta com mercenários, velhos, meninos, mulheres e kamikases, muitos de boa fé. A mesma coisa aconteceu na segunda guerra com os derrotados Alemanha, Itália e Japão. É o que parece esse caso da Veja e as incoerências da Globo com seu código de ética. Todo pais precisa de uma oposição, mas o apego ao passado, ao golpismo, e ao complexo de vira-latas com a submissão a interesses externos, não permite ao Brasil uma oposição ética e alinhada com os interesses do povo brasileiro. Vamos ter fé, um dia teremos.

Responder

Escritório de advogados diz que Veja é versão tupiniquim de tablóide inglês | Viomundo - O que você não vê na mídia

29 de agosto de 2011 às 19h50

[…] Devanir Ribeiro, fotografado no hotel: Jornalismo “podre e mentiroso”   […]

Responder

Além de suas “reporcagens”, revista Veja ameaça jornalistas e atenta con tra a democracia | Paraná Blogs

29 de agosto de 2011 às 10h10

[…] Viomundo Devanir Ribeiro:”Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso?” Desde quarta-feira, 24 de agosto, quando Gustavo Nogueira Ribeiro, repórter da Veja, foi flagrado pela camareira, tentando invadir o apartamento de José Dirceu no Hotel Naoum, em Brasília, era previsível que mais uma “aula” de jornalismo esgoto estava a caminho. Não deu outra. Com capa e tudo.Com a manchete “José Dirceu mostra que ainda manda em Brasília”, Veja chegou este final de semana às bancas. Logo no olho diz: “Com ‘gabinete’ instalado em um hotel, ex-ministro recebe autoridades da República para, entre outras atividades, conspirar contra o governo Dilma”.A matéria traz uma sequência de dez fotos, provavelmente extraídas da câmera de segurança, tiradas do andar em que fica o apartamento de José Dirceu. Numa delas, aparece o próprio. Nas demais, ministros, deputados, senadores que lá estiveram.Entre eles, o deputado federal Devanir Ribeiro (PT-SP), que, aparentemente, está acompanhado de duas pessoas, cujos rostos foram disfarçados pela revista para não serem reconhecidos https://www.viomundo.com.br/politica/devanir-ribeiro-aonde-vamos-parar-com-esse-jornalismo-tao-mentir… […]

Responder

João PR

29 de agosto de 2011 às 00h37

Queria saber uma coisa: o tal "jornalista" fez pós-graduação na Universidade de Navarra??

Para quem não sabe, seguem algumas informações retiradas do portal da "Universidade":

"La Universidad de Navarra es una universidad de inspiración cristiana, promovida por San Josemaría Escrivá de Balaguer, fundador del Opus Dei." http://www.unav.es/servicio/informacion/identidad

É meus caros, a Opus Dei forma mentes!! Será que o tal "jornalista" este em Navarra estudando???

Responder

    luiz pinheiro

    29 de agosto de 2011 às 07h23

    É a escola do Noblá-blá-blá.

Zé Fake

28 de agosto de 2011 às 23h58

Acho que esse negócio não vai dar em nada, a Dilma já deixou bem claro que vai dar rédeas soltas ao PIG.

Por outro lado, seguindo a dica de um comentarista no blog do Nassif, tava dando uma olhada nos outros membros do PIG, me parece que estão ignorando o caso, não estão "repercutindo". Estão escondendo, não falam nada, mas também não endossaram. Parece que desta vez a Veja vai ter que aguentar o repuxo sozinha.

Responder

Marcio H Silva

28 de agosto de 2011 às 21h43

Dilma poderia bater um papo com Cristina. Talvez após este papo tenha coragem de levar adiante a lei de media. Ou poderia fazer uma pesquisa popular para saber a opinião da população. Ia dar popularidade e votos em 2014, garanto.

Responder

FrancoAtirador

28 de agosto de 2011 às 21h32

.
.
Sabem por que nenhum outro membro do Quadrado Bruxo (G.A.F.E.)
até agora se manifestou sobre o crime em pauta?
Porque todos eles adotam essa prática ilegal de espionagem.
Eles estão se pelando de medo.
.
.
Porém, quanto à matéria de capa,
eles só estão esperando baixar a poeira.
Daqui uns dias eles virão com tudo.

Hoje repassaram uma mensagem, via e-mail,
convidando para vestir preto no 7 de setembro
em protesto contra a corrupção.
.
.

Responder

FrancoAtirador

28 de agosto de 2011 às 21h23

.
.
VEJA ON LINE
27/08/2011 às 19:48

Comentários. Ou: Vou ver como os outros macacos chegaram ao poder. No Brasil, eu já sei.

Caros, há muitos comentários na fila. Está cheio de petralha “trabalhando”. Eles pensam que me incomodam. Besteira! Eu é que gosto de ver os vagabundos tendo de se coçar em pleno sabadão. VEJA põe a canalha pra trabalhar! Já que roubam o nosso dinheiro, que sofram um tantinho, hehe. Darei conta de tudo, mas vocês terão de esperar um pouco.

Agora vou assistir ao “O Planeta dos Macacos”. Vamos ver como eles chegaram ao poder na ficção.

No Brasil, eu já sei. Tenho escrito a respeito há anos.

Por Reinaldo Azevedo
.
.
NO PLANETA DOS MACACOS
ISSO NÃO É CRIME CONTRA A HONRA.
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    29 de agosto de 2011 às 11h11

    .
    .
    Compreenderam de onde vem este(s) troll(s) que infesta o Viomundo ?
    .
    .

    beattrice

    29 de agosto de 2011 às 20h41

    É o próprio.

    SILOÉ-RJ

    30 de agosto de 2011 às 04h22

    Fora o que ele pensa ou fala, grata notícia é saber dos petralhas bombando no blog dele. Até ele separar o joio do trigo pra publicar o joio, vai levar um tempão, pelo visto a galera tá tirando ele do prumo.
    Também gostamos de ver vagabundo trabalhando para justificar o jabá ( dinheiro que se ganha por fora para fazer o que é de sua obrigação) em pleno sabadão, domingão,etc e tão …

Ronaldo Luiz

28 de agosto de 2011 às 21h07

Eu até já fui assinante. Nos anos 90, percebi que é melhor não ter informação nenhuma do que ter uma informação efetivamente falsa. Percebi que meus colegas que continuavam a ler a Veja, tambem continuavam a não duvidar de nada que ela escrevesse, por mais óbvio que fosse o interesse transverso da revista.

Responder

Rafael

28 de agosto de 2011 às 20h05

Na verdade com a justiça totalmente a favor da elite acredito que mesmo com o governo fazendo uma lei a justiça acaba desfazendo tudo, não podemos esquecer que gilmar mendez tá. A melhor lei que pode haver é o povo não assistir mais, não comprar mais nenhuma revista ou jornal, No entanto como toda atividade tem regulação para evitar abusos é fundamental para o país essa lei.

Responder

SILOÉ-RJ

28 de agosto de 2011 às 20h00

Muito simples: É só vocês politícos pressionarem também pela "LEI DE MÉDYIOS", sem medo.

Responder

Cronopio

28 de agosto de 2011 às 19h58

O Zé Dirceu dando uma surra na Marília Gabriela e nos seus comparsas do Roda-Morta, vale assistir.
http://www.youtube.com/watch?v=LAuHQZL00LI

Responder

Regina Braga

28 de agosto de 2011 às 19h02

O Zé Dirceu, conspirando, contra a Dilma? kkkkk A favor do Serra!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.Espionagem é com os demotucanos,lembram do que a Yeda fez,no Rio Grande do Sul!!!!!

Responder

italo

28 de agosto de 2011 às 19h00

Azenha
Este merece um post
Não é mais preciso esperar o Bernado. A Banda Larga popular já foi inaugurada pelo povo
http://www.midiamax.com.br/noticias/766647-intern

Responder

trombeta

28 de agosto de 2011 às 18h57

Vale tudo, agora?

Responder

Taques

28 de agosto de 2011 às 18h54

" … na época do dito “mensalão”, que nunca existiu … "

O humorista, digo, deputado DEVANIR faz mais do que jus ao seu nome pronunciando tamanho DEVANEIO.

Se não existiu, o patriota Dirceu foi cassado por que ???

Responder

    SILOÉ-RJ

    29 de agosto de 2011 às 00h36

    E se existiu o Eduardo Azeredo do PSDB não foi cassado porquê???
    É!!! Esse mesmo que quer implantar o AI-5 DIGITAL.

Paulo Roberto

28 de agosto de 2011 às 17h53

"Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso, tão malfeito?"
O Deputado deveria dirigir esta pergunta ao ministro Paulo Bernardo, aquele que engavetou a "ley de medios".

Responder

JNascimento/PR

28 de agosto de 2011 às 17h51

Veja ou espia?

Responder

Ronaldo Frazao

28 de agosto de 2011 às 16h51

A veja tirou do site da revista a reportagem sobre o ZD como matéria principal do site o que seria natural ja que é capa da revista impressa. A referencia à matéria so aparece no resumo do conteúdo da revista e como TERCEIRO ASSUNTO apos as chamadas sobre o acidente com o bonde de Santa Teresa e sobre a Política em Campinas!!!!!!!!! Como diz a Globo: isto é Fantástico!!!!!

Responder

flavio marcio

28 de agosto de 2011 às 15h49

Até há pouco, estávamos todos focados nos co-comentários e reporcagens de Veja et caterva, quase sempre vendo-os como expressão máxima da mídia de esgoto que nos é imposta.
Agora se vé que não só eles, mas as práticas para a sua criação também fazem parte da grande sujeira.
Ley dos Medios ontem!

Responder

FrancoAtirador

28 de agosto de 2011 às 15h15

.
.
LEY DE MEDIOS: PARA QUEBRAR O CÍRCULO MAFIOSO DO QUADRADO BRUXO (G.A.F.E.*)

Se estas questões da imprensa malfeitora se restringissem tão-somente aos órgãos de mídia impressa,
os problemas de desvio da informação e de falsificação da notícia seriam mais fáceis de se resolverem.

Aqui no Brasil, há apenas três jornais de alcance nacional: O Globo, do RJ, a Folha e o Estadão, de SP,
todos de tendência conservadora de direita ou de ultradireita, de propriedade de empresas de família;
e umas três revistas conservadoras: a Veja, do Grupo Abril, de ultradireita; a Época, do Grupo Globo, e a IstoÉ.
De tendência de esquerda, há a CartaCapital e a Caros Amigos, que prezam verdadeiramente pela notícia
(e alguém viu uma notícia, ou um artigo, ou só uma manchete destas duas revistas reproduzidas nas demais?).

Porém, no Brasil, a grande maioria das pessoas não lê jornais nem revistas que tratam de política e economia.
Ou porque não sabe ler, ou porque mal lê e não compreende (20% dos brasileiros são analfabetos funcionais),
ou porque realmente não se interessa pelo assunto e prefere viver alienado da realidade do poder político,
não se dando conta, inclusive, que são as decisões políticas que ditam a sua própria condição de vida.
São os analfabetos políticos a quem se referia o notável poeta e dramaturgo alemão Bertolt Brecht .

Acontece que essa imensa maioria da população brasileira escuta rádio e, principalmente, assiste televisão.

Ora, as emissoras de rádio e TV que, sinala-se, são concessionárias por outorga do poder executivo federal,
são as principais responsáveis por repercutir as matérias sobre política e economia publicadas na mídia escrita.

Ainda hoje, o Jornal Nacional (JN), da TV Globo (RGTV), é o noticioso de maior audiência da televisão brasileira e, mesmo que não goste de política ou de economia, a maioria dos telespectadores o assistem do início ao fim.

Assim a RGTV atira no grande ventilador do JN a matéria orgânica decomposta da mídia escrita conservadora,
E, o que é pior, as outras emissoras brasileiras de televisão seguem o mesmo padrão Globo de desinformação
e reproduzem as mesmas inverdades, as mesmas desinformações, as mesmas difamações, as mesmas calúnias,
que no dia seguinte são realimentadas pelos jornais e nos finais de semana pelas revistas Veja e Época.

Aí se forma o oligopólio. Aí se dá a falsificação da notícia. Aí se pratica a omissão da verdade. E aí mora o perigo.

É por isso, para acabar com esse círculo midiático mafioso oligopolista, que precisamos da LEY DE MEDIOS.

E uma pesquisa feita este ano pela TNS Research International, o TRU 2011, estudo realizado em 40 países,
incluindo o Brasil, que entrevista jovens e adolescentes de 12 a 19 anos, traz dados nada promissores ao futuro do País, se permanecermos dando voltas neste círculo:

25/04/2011 – MÍDIA/VEÍCULOS
Por Laís Prado

TV é 1ª fonte de informação de 68% dos jovens

A TV é a primeira fonte de informação da maioria (68%) dos jovens brasileiros. A internet vem em segundo lugar na preferência (20%), seguida pelo rádio (4%).

Os dados são do TRU 2011, estudo da TNS Research International, realizado em 40 países, incluindo o Brasil.

Por aqui, foram entrevistados 1,5 mil adolescentes e jovens de 12 a 19 anos, das classes A a D, de quatro regiões – Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. A maioria dos entrevistados (97%) possui TV e 27% TV a cabo. Segundo o levantamento, 51% têm DVD Player; 33% têm internet banda larga; 32% videogame e 20% MP3 Player.

Nas classes mais altas, segundo aponta a pesquisa, a internet supera a TV em diversos atributos. É considerada a mídia "mais utilizada, divertida, informativa e sem a qual não viveriam". Já na classe D, a TV é o canal de comunicação mais divertido (56%).

O estudo apurou ainda que, enquanto as meninas de todas as faixas etárias gostam de novelas e tramas do gênero, os meninos preferem esporte e humor.

Seus canais favoritos são Globo, SBT e Record, com destaque para a novela “Malhação”, seguida dos programas TV Globinho, Globo Esporte e Pânico na TV.

O estudo detectou também que, entre as jovens, os assuntos mais procurados nas revistas são beleza, moda, horóscopo e fofocas de celebridades, enquanto os rapazes têm preferência por esporte.

Outra tendência apontada pela pesquisa é a pouca importância que os jovens atribuem às atividades culturais. Cerca de 80% deles nunca vão a concertos, teatro, ópera, ballet ou eventos culturais e políticos.

Os jovens também não têm o hábito da leitura – 75% deles não leram nenhum livro no último ano por iniciativa própria e 76% nunca visitaram museus em suas cidades.

http://ccsp.com.br/ultimas/noticia.php?id=52083

Responder

Vinicius Bandeira

28 de agosto de 2011 às 15h05

Hoje o porta voz da Veja chamou as perguntou como estes macacos chegaram ao governo.
Ser que as pessoas que combatem o racismo no Brasil ficarão caladas

Responder

herlan

28 de agosto de 2011 às 14h41

Faço essa mesma pergunta, e condeno totalmente essas atitudes da Veja e da imprensa que se comporta dessa forma.

Agora isso não miniminiza e nem livra os políticos corruptos de seus comportamentos também nada adequados.

Responder

Fabiano

28 de agosto de 2011 às 14h07

Prezado, Instalar uma câmera no corredor de um hotel, é ilegal, certo? A revista sabia disso, certo? E a justiça?? Vai dar escandalo, cadeia, como na Inglaterra??! Ou Nada?!

Responder

EUNAOSABIA

28 de agosto de 2011 às 13h40

Mesmo sem credibiblidade alguma, já mandou três ministros pro farelo…

A Veja mente.. sei..

O bom é que essa turma está tendo que trabalhar final de semana e até altas horas da noite…isso não tem preço… acho que vão pedir aumento.

Responder

EUNAOSABIA

28 de agosto de 2011 às 13h37

E o mensalão nunca existiu não é mesmo??? então tá baum….

Essa gente pensa que engana alguém…

Responder

    jose

    28 de agosto de 2011 às 18h51

    O mensalao original foi o MENSALÃO DA REELEICÃO DO FHC, mas deste vc nada diz não é?

    Rafael

    28 de agosto de 2011 às 19h54

    O que é o mensalão? Responda sem discurso surrado.

    ZePovinho

    29 de agosto de 2011 às 00h07

    Existiu.Foi a campanha de 2002 de José Serra,Aécio Neves et caterva com dinheiro de FURNAS:
    http://caixadoistucanodefurnas.blogspot.com/

Blogueiro Len explica como foram feitas as imagens de Veja | Viomundo - O que você não vê na mídia

28 de agosto de 2011 às 13h33

[…] Devanir Ribeiro: “Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso?” […]

Responder

Ricardo

28 de agosto de 2011 às 12h55

Sei não. Como levar a sério a palavra de um sujeito que chama o Dirceu tão afetuosamente de Zé e que jura que o mensalão nunca existiu?

Responder

    Marta

    28 de agosto de 2011 às 18h03

    Por que um político que se reune com outros políticos num local onde pode ser reconhecido suscita a imaginação de que deve ter corrupção por trás. A figura da Mafalda, personagem crítica e inteligente que você ostenta não faz juz a você tropicgirlie.

    Marta

    28 de agosto de 2011 às 18h05

    Você diz isso porque tem provas?? A Justiça já o sentenciou? Já o condenou? Ou é porque^você ouviu na Globo, leu na Veja ou ouiviu o Cerra?

    Vlad

    28 de agosto de 2011 às 20h12

    Isso no Brasil não quer dizer nada, Marta.
    Não existe "justiça" aqui…apenas um arremedo tragicômico.
    Até o Arruda está esperando julgamento e (pasme, não é mentira) teve as contas aprovadas pelo TCDFE e pode concorrer em 2014.

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 18h38

    Porque ninguem critica o mensalao da REELEICÃO do FHC? Foi EXATAMENTE a mesma coisa,mas um é bonito e defensavel e outro é o pior crime politico do país?

    Rafael

    28 de agosto de 2011 às 20h01

    O mensalão para mim pelo menos parece pagamento por votação de projetos. Se ocorreu, porque tudo começou com aquela denúncia do jeferson com imagens de um funcionários do correio recebendo 3000 reais. Óbvio que esse caso seria esclarecido se o pig não fizesse um show, total pirotecnia mas o pig não queria esclarecer a intenção era que Lula não se reelegesse. Pior é o caso do DEM Arruda aquele que serra disse vote em um careca e ganhe dois que o desvio de dinheiro era para enriquecimento próprio e foi gravado.

    Conceição Lemes

    28 de agosto de 2011 às 20h35

    Ricardo, o deputado Devanir Ribeiro e toda a torcida do Flamengo e Corinthians chamam o ex-ministro José Dirceu de Zé Dirceu. Aliás, qual José que não é chamado de Zé, Zezé?

    Conceição Lemes

    28 de agosto de 2011 às 21h08

    Ah, Ricardo, esqueci desta informaçao. O blog do José Dirceu chama-se blog do Zé Dirceu. Algum fantasma a mais? Menos, cara, menos.

    luiz pinheiro

    28 de agosto de 2011 às 22h13

    O mensalão é apenas um mantra, uma expressão inventada pelo Roberto Jeferson para ser repetida e alardeada sem cessar pela mídia, com a finalidade de conferir maior impacto a uma denúncia de caixa dois eleitoral. Se acusassem o PT de ter feito caixa dois eleitioral, que impacto teria? Nehum, porque é o comportamento padrão. Então, chamaram de "mensalão", para tentar criminalizar o PT, vender a idéia de que o governo PT seria muito mais corrupto que o usual. Recomendo ler as conclusões da CPI que investigou o mensalão, que teve como relator o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). Tem tres coisas importantes: 1) apesar de muito procurarem, não acharam um único centavo de recursos públicos como fonte do mensalão – se tivessem achado, teriam aberto processo de impeachment contra o Lula; 2) não foi identificada qualquer periodicidade nas transferências, muito menos mensal; 3) também não foi comprovada qualquer relação temporal entre as transferencias bancárias e as votações parlamentares.

    @sergiobio

    29 de agosto de 2011 às 01h57

    Ou seja, a única "prova" é o testemunho do "correto", "honesto" e "infalível" Roberto Jeferson?! Se for, serei obrigado a crer sinceramente que o tal "mensalão" realmente não existiu. Pelo menos não o pós-1998.

nadja rocha

28 de agosto de 2011 às 12h49

A pergunta é:Até quando vamos ficar com uma imprensa golpista de quinta categoria? Usando os leitores como se fossem idiotas? Até quando o governo terá medo?

Responder

juliana

28 de agosto de 2011 às 12h47

E quanto a pergunta : ”Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso?” Resposta: No mesmo lugar em nos levam esses políticos tão podres e tão mentirosos. Ou seja: NA LAMA.

Responder

    Julio Silveira

    28 de agosto de 2011 às 14h34

    Nisso concordo contigo, Juliana.
    Mas independente de ser por ti considerado mafioso, ou não, a privaciadade é uma garantia constitucional, e que só pode ser transposta pelos meios judiciais. A revista age como qualquer justiceiro que se arvora o direito de fazer a justiça de acordo com seu entendimento. Essa cultura de terra sem dono e sem lei tão criticada por todos, por muitos hipocritamente,e tão cobrada por mudanças, é que tem legado momentos históricos tristes para nós, como a própria ditadura militar. E ela, essa cultura de arbitrio, apesar de negarem e fazerem pregação de ética, é cultuada e propagada em atos como esse, que geralmente vem dos senhores do poder, principalmente os da informação, que, se voce se der conta, são os que fazem a cultura de um povo. E com a penetração que tem aqui, fazem a cultura de nosso País.

    edv

    28 de agosto de 2011 às 14h56

    Pois então, a imprensa tem um papel relevante para mudar a política e os políticos.
    Se fôr séria e não de esgoto, denunciando apenas os de fora de sua patota, muito mais nefasta e poderosa.
    Ou vs acredita diferente?

juliana

28 de agosto de 2011 às 12h41

Na minha opinião, as trapalhadas desse jornalista só levaram a vitimização de um gangster da política, o Sr.José Dirceu.Não provou nada,não acrescentou nada ao que já temos conhecimento : José Dirceu continua tramando nos bastidores do poder.O que deveríamos nos perguntar é porque tantos políticos aliados e até da oposição vão tomar a benção de um senhor que já deveria ter sido banido de cena e incriminado por várias falcatruas. Qual o teor das conversas?Qual será a nova maracutaia da vez? E quanto ao Sr. Devanir Ribeiro…está em pleno devaneio. Não lê a Veja, …tá.E também fala com repórter que não se identifica..conta outra.Me pareceu bem enrolado nas respostas.Uma pena.José Dirceu não é digno de nada, a não ser de esquecimento e ganhou mais uma capa de revista.

Responder

    Cristiana CAstro

    28 de agosto de 2011 às 16h49

    Mas essa é a SUA opinião, não a dos eleitores dele. Portanto, não é pq o cara é seu desafeto que um crime cometido contra ele poder ser desconsiderado. A menos, que os desafetos de JD exijam Estado democrático de Direito só para si mesmos. É por causa disso que a lei não se baseia no que cada um acha e sim no que está estabelecido para todos.

    SILOÉ-RJ

    29 de agosto de 2011 às 00h49

    O que nem sempre acontece…

    JotaCe

    28 de agosto de 2011 às 18h05

    Calma, comadre! Até parece que de tanto ler a imprensa marron do PIG e assistir o JN da Globo, queres cassar novamente o José Dirceu, proibindo-lhe sequer de manter suas (corretas) posições políticas. O teu direito de escrever neste blog, e até de dizer tuas asneiras onde que que estejas, foi uma das causas libertárias pela qual o José Dirceu empenhou sua mocidade e arriscou a sua vida. Respeito é como caldo de galinha, te acalma! Sds. cordiais, JotaCe

    SILOÉ-RJ

    29 de agosto de 2011 às 00h51

    É isso aí Jota Ce!!! Pelo visto ela não sabe da missa a metade.

carlos j. ribeiro

28 de agosto de 2011 às 12h37

Será legal quando a veja publicar que, finalmente, o sargento Garcia prendeu o Zorro…

Responder

Paulo Belém

28 de agosto de 2011 às 12h31

Escândalo da Assembleia Legislativa do Pará: Roubo de documentos pode implicar senador tucano

Reportagem do Diário do Pará

O Ministério Público começou a montar o quebra-cabeça que vai permitir individualizar responsabilidades de civis e militares pelo cinematográfico sumiço de 52 processos de licitações fraudulentas dos arquivos impressos da Assembleia Legislativa e pela destruição dos registros eletrônicos desses documentos nos computadores da AL.

As investigações conduzidas por Azevedo chegaram perto do gabinete do presidente da AL, Manoel Pioneiro. Na antessala, Rufino, que é homem de confiança do ex-presidente e hoje senador Mário Couto (PSDB), teria sido o artífice, com a ajuda do coronel Osmar Nascimento, da operação militar que escoltou a papelada para fora do prédio.

Link: http://www.diarioonline.com.br/noticia-164042-cas

A matéria completa está disonível na edição online do Diário do Pará deste domingo.

Responder

nilauder

28 de agosto de 2011 às 12h29

O ruim não é a Veja em si. Pior é ter que ouvir "ah mas eu li na Veja". Em relação a "reportagem" sobre Dirceu, segue bem a linha da revista: digo o que quero, de quem eu quero, como e quando quero e f***-se. Dilma, vai amarelar tipo o Lula e não fazer uma Ley de Medios mesmo?

Responder

CLÁUDIO LUIZ PESSUTI

28 de agosto de 2011 às 12h27

Ora, então façam um lei de mídia!Só ficar reclamando não adianta nada!

Responder

O_Brasileiro

28 de agosto de 2011 às 12h26

A Veja bem que poderia explicar quem é o verdadeiro dono do prédio NEA, Novo Edifício Abril, na Av. das Nações Unidas… É da PREVI ou não? http://www.diarioliberdade.org/index.php?option=c

Responder

Melinho

28 de agosto de 2011 às 12h06

Comentário de uma internauta no Conversa Afiada:

E um idiota dizendo para mim “ah, é Zé Dirceu? Então pode”.

Vai nessa. Mais tarde sou eu, você, a Dilma ou qualquer um outro desafeto. Os Muedochs da vida não tem escrúpulos, principalmente num país como o nosso onde reina a impunidade.

Eles sabem que o BraZil é o paraíso dos vigaristas e que tem um Ministro da justiça sem pulso e sem vontade de punir os criminosos. Por isso eles deitam e rolam.

Saia da sua toca, Senhor Ministro da Justiça. Dê o ar da sua graça fazendo um pronunciamento em rede nacional de televisão. E por que não?

Responder

luiz pinheiro

28 de agosto de 2011 às 11h41

Revistas e jornais da direita marrom sempre vão existir. A elite neocon, ultralib, neofascista, ou como quer que chamemos, sempre terá, infelizmente, poder econômico suficiente para produzi-los. O que precisamos é de novos jornais e revistas (ou pelo menos UM novo) compromissados com o jornalismo isento, com o processo de inclusão social e a democratização da sociedade, com a soberania nacional, que nós possamos ir à banca e comprar com dignidade. Há muito tempo eu não compro mais jornais nem revistas – a não ser, e só de vez em quando, a Carta Capital – porque me dão nojo. Me informo pela internet. Gostaria muito de poder ir a uma banca e comprar um jornal sem sofrer a sensação de que os poucos reais gastos, mesmo sendo uma merreca, estarem contribuindo para o negócio sujo capitaneado por esta máfia fascista que domina nossa mídia.

Responder

Gerson Carneiro

28 de agosto de 2011 às 11h40

Isso tudo na semana em que William Bonner confundiu a careca do Marcos Uchoa com um capacete. O PIG tá cada vez mais desnorteado.

Responder

El Cid

28 de agosto de 2011 às 11h37

qual dessas câmeras foi usada…
http://pontoecontraponto.com.br/wp-content/upload

e o resultado, vejam só:
http://pontoecontraponto.com.br/wp-content/upload

Responder

Gerson Carneiro

28 de agosto de 2011 às 11h37

Não se admire se um dia, um repórter da Veja invadir, a porta da tua casa , te dar um click e partir.

Até que foi engraçadinha a piada da Veja: "José Dirceu conspira contra Dilma e ajuda José Serra". Tem que ser leitor da Veja para acreditar em um devaneio desse.

Não haverá surpresa alguma quando "repórteres" da Veja invadir o Sítio do Pica-Pau Amarelo, "descobrir" e revelar que Dona Benta ainda cozinha e o Visconde de Sabugosa ainda faz exeperimentos. Vamos aguardar.

Responder

Sebastião Medeiros

28 de agosto de 2011 às 11h13

Depois dos ARROMBADORES,quem a nossa MÍDIA VENAL,O POPULAR PIG, vai contratar como Jornalistas:Matadores de aluguel,ladrôes,assassinos psicopatas,sequestradores,traficantes,estupradores,o pessoal do esquadrão da morte e do extinto DOI-CODI!
PS:A REDAÇÃO do antigo jornal Folha da Tarde,do grupo FOLHA DE SÃO PAULO,era composta,nos anos 70,quase que exclusivamente, por AGENTES DO DOI CODI e da POLÍCIA FEDERAL.Por isso que o então jornal Folha da Tarde ficou conhecido como jornal de maior "TIRAGEM" de São Paulo.

Responder

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 18h56

    E tem gente que acha que o que vc disse é exagero, Lula e Dilma que se cuidem, os lesa patria fazem QUALQUER coisa para voltar ao poder, vender o que resta do país e continuar a escravizar a maioria pobre e sem voz desta terra.

@luisk2017

28 de agosto de 2011 às 11h08

O "probrema" é mais grave. Alguns veículos, como o "Lixo Veja" se acham no direito de limtar o direito de ir e e vir do Zé Dirceu, do Lula etc Mas não só a Veja. A Folha e seus carrapatos, o Globo etc. Se imagens dos corredores, ou do hall foram de câmaras de segurança do próprio hotel, isso também é crime. Se foram foto-manipulação (ou seja datas diferentes, circunstâncias idem) isso não pode ficar barato. Por que não iniciamos a divulgação de fotos, endereços e telefones pessoais de jornalistas que agem dessa forma?

Responder

Marcos

28 de agosto de 2011 às 11h07

Grande novidade… Padrão The Veja of The World. #thevejaoftheworld

Responder

O_Brasileiro

28 de agosto de 2011 às 11h06

A Veja não passa de um panfleto eleitoral do PSDB/DEM voltado para a classe média paulista!
Se regozijam em inventar pseudo-acusações contra seus adversários políticos, ignorando a ética que pregam. Parecem não saber que ética não é só uma palavra, nem um conjunto de palavras, mas um conjunto de ações que visa o bem comum de TODOS, e não apenas das elites a que a classe média é subserviente!

Responder

    Marcio H Silva

    28 de agosto de 2011 às 21h47

    Classe media alta paulista só não. É feita para toda classe media alta do BRASIL. Não é só a classe media Paulista que tem este privilégio não. Toda classe media alta pensa igual, de norte a sul e de leste a oeste do país.

Klaus

28 de agosto de 2011 às 11h05

Acho que a Conceição Lemes deveria entrevistar o presidente da Petrobras. Este sim seria interessante explicar porque ele vai até um hotel se encontrar com um consultor de empresas privado. Por que o presidente de uma das maiores empresas do mundo se desloca para conversar com um ex-deputado cassado,, e não o contrário? E escondido num quarto de hotel?Um deputado como o Devanir (que nem sabia que existia) tem todo o direito de conversar com quem quer que seja, né? Mas o presidente da Petrobras…hummm. Pensem bem, gente, vocês comprariam um carro usado do Zé?

O pessoal aqui não gosta de ser manipulado pelo PiG, mas faz questão de ser manipulado pela blogosfera progressista. Por que?

Responder

    Muchacho

    30 de agosto de 2011 às 04h12

    Klaus, vc tá agindo de má fé ou é um mané mau informado ? O Gabrielli é filiado ao PT e deve concorrer nas próximas eleições, o JD faz e sempre fez política dentro e fora do PT, qual a novidade ? quer que desenhe ?

    Victor

    30 de agosto de 2011 às 10h04

    Se a Veja o acusa de alguma coisa, que prove. Até então, Dirceu é inocente. Ou a presunção de inocência é seletiva? E por que a Veja não esclarece como obteve as imagens? Não responde ao gerente do hotel?

Klaus

28 de agosto de 2011 às 10h57

Ultimamente camareiras não têm sido boa fonte para denúncias…

Responder

Avelino

28 de agosto de 2011 às 10h47

Caro Azenha
E se a veja falar que o repórter foi por conta própria, e daí? O que acontece?!
Saudações

Responder

    Guilherme Silva

    28 de agosto de 2011 às 13h47

    Não muda nada… A Veja continuaria como cúmplice ou mandante da mesma forma, pois publicou o material obtido pelo repórter ao invés de denunciá-lo.

    Luciano Prado

    28 de agosto de 2011 às 14h08

    Você já ouviu falar em mandante, em conivência, em co-autoria, em participe do crime etc. etc. etc. ?

    Pois é, meu caro… Não há saída para o que perpetrado pela Veja e seus jornalistas.

    Punição já é uma outra história.

    Que houve crime da revista e de seus jornalista não há dúvida, punição são outros quinhentos.

José Roque Neto

28 de agosto de 2011 às 10h47

Azenha, fico indignado com o PT que não assume que é Governo e deixa essas ratazanas soltas (pig, folha, veja e outras porcarias). Os Ministérios só servem para policiar políticos do PT e muitas vezes nem investigam, sai logo a sentença. A imprensa golpista nos últimos 8 anos vem fabricando dossiês, manipulando dados, inventando todo tipo de denuncia e todas contra a adiministração do PT. Onde tiver um Vereador, um Deputado Estadual, um Dep. Federal ou Prefeito e ainda um Governador coitados! Vamos tomar atitudes se acusou tem que provar se não provar é crime e dá cadeia. Tô puto!!

Responder

Vlad

28 de agosto de 2011 às 10h46

Duvido que o Zé Dirceu esteja jogando contra o governo DIlma.

º,…,º

Responder

Cronopio

28 de agosto de 2011 às 10h09

Pelo que entendi, a Argentina está criando uma lei para reduzir a influência do setor privado na mídia, uma lei contra o monopólio da mídia. Não poderiámos fazer o mesmo?

Responder

    Rodrigo Falcon

    28 de agosto de 2011 às 12h51

    Precisamos de 10 Cristinas para pensarmos em, qualquer dia, numa gestão qualquer, que não seja a de deus, discutirmos uma possível regulamentação de mídia…
    . deste ou de qualquer governo que se paute pela costura mal-acabada, turva da governabilidade não veremos uma palha mexida à favor de uma mínima regulamentação de mídia. Cabe a nós esse papel. Cabe a nós como sociedade civil exijir, pressionar este governo passivo sobre a necessidade urgente de uma Ley de Medios.

    Sem Ley de Medios e sem Reforma Agrária não há democracia!

    JotaCe

    28 de agosto de 2011 às 17h01

    Penso como você, Falcon. Cabe primeiramente a nós, o povo, saber eleger nossos representantes e pressioná-los para que se façam as reformas exigidas, como a Ley de Medios e a Reforma Agrária. Enquanto elegermos malufes e outros da mesma laia e que infestam o Legislativo, e não protestarmos com o que se passa nos altos escalões do Judiciário e do Executivo, jamais que as conseguiremos. JotaCe

    JOSE DANTAS

    28 de agosto de 2011 às 18h38

    Jamais conseguiremos exatamente aquilo que queremos porque jamais existirá um consenso nesse sentido. O Brasil passou 500 anos nas mãos de um grupo e após 08 anos de avanços, principalmente na área social, surge uma insatisfação generalizada movida pela ganância característica de um povo que sempre elegeu vantagens pessoais como prioridade, mesmo na base de migalhas e com isso caminhamos para um retrocesso que com certeza não beneficiará as classes menos favorecidas, cujas lideranças são especialistas no "fogo amigo". Se o governo Dilma ainda não fez a "Ley de Médios" é porque não teve forças para tanto e não por falta de vontade, isso é muito claro, diante das dificuldades para se governar o País sem apoio político, a não ser que ela seja masoquista.

    SILOÉ-RJ

    29 de agosto de 2011 às 00h46

    Ou então ainda não chegou a hora!!!
    Me parece pelo atual contesto que Dilma está dando a corda para eles se enforcarem.
    Pois sem exceção, o PIG só está dando furo furado, tiro n'agua, quando não dá no próprio pé.
    É só uma questão de tempo.

    Doralice

    30 de agosto de 2011 às 13h34

    Discordo.

    Néstor e Cristina estavam (no caso dele) e estão (no dela) "diminuindo"o poder da mídia comprando ELES os canais de comunicação dos veículos que tentam desmembrar.

    A população argentina faz muitas merdas, mas agora já percebeu o truque.

    Disse e repito, paremd e advogar a Ley de Medios argentina sem saber quem são os Kirchner. Querer a tal ley de medios DELES aqui seria querer que Dilma controlasse a mídia. Não quero os Civita e não quero controle do Estado.

    Lei de Imprensa, como tem de ser.

    Vlad

    28 de agosto de 2011 às 13h11

    Vejam que arauto do atraso esse Mujica:
    http://www.lanacion.com.ar/1308894-mujica-la-mejohttp://www.tecnologiahechapalabra.com/sociedad/so

    Mujica é o anti-cara…hahaha
    º,..,º

erivaldosilva

28 de agosto de 2011 às 09h52

PHA, tem toda a razão, porque essa revista já foi longe demais. Lembro-me, hoje a historia de meu vizinho Alexandre José Peixoto Jatobá, que a Veja ajudou a destruir, trata-se do pai de Anna Carolina Jatobá, casal Nardoni. Nunca mais Alexandre José Peixoto Jatobá conseguiu retomar sua vida normal. Até hoje ele pagar por um crime que nao cometeu apenas é pai de Anna Carolina Jatobá.

Responder

    Klaus

    28 de agosto de 2011 às 10h59

    A Veja ou a filha?

reinaldo carletti

28 de agosto de 2011 às 09h48

lei dos meios já!!!! ontem!!!!!deixem de ser medrosos, srs. deputados e senhor ministro das comunicacões.
reinaldo carletti

Responder

A,S, Braga

28 de agosto de 2011 às 09h27

O duro Deputado é que ainda tem um punhado de imbecis!cordeiros que leem essa por caria!!!! Braga

Responder

Julio Silveira

28 de agosto de 2011 às 09h19

Parabéns pelo processo. Espero que receba uma gorda indenização. Essa gente só aprende tirando do bolso.

Responder

CEci

28 de agosto de 2011 às 09h07

E eu pergunto ao deputado "Aonde vamos parar com a inépcia do PT e do governo bajulando a mídia? Principalmnte o PTSDBistas que tem no próprio PT ?????????"

Responder

    JOSE DANTAS

    28 de agosto de 2011 às 18h12

    O governo bajula a midia porque quando ela se posiciona contra num País contaminado pela corrupção se torna simplesmente cruel, principalmente quando metade da população ainda se utiliza da telinha como GPS em suas vidas. O governo não está no fogo cruzado, apenas é alvo tanto para a direita como para a esquerda, cujos integrantes não costumam abrir a mão nem para dar "tchau".

    Ceci

    28 de agosto de 2011 às 20h03

    Vou dar o no,e aos bois dos PTSDBistas : Marta suplicy, Eduardo Suplicy, José Eduardo Cardoso, que não vai ter culhòes para acionar a polícia federal, O Palóffi…deve ter mais alguns…

    MAX

    28 de agosto de 2011 às 18h37

    Ceci,
    O PT está se mostrando um partido de FRACOS.
    Se os parlamentares e outros não agirem com rigor, deixam a entender que são todos VIGARISTAS!
    Tem que ter COJNES para enfrentar estes bandidos.
    Fico profundamente decepcionado ao ver que NINGUÉM faz p—-ra nenhuma!
    Dilma deveria chamar a PF para investigar esse crime.. Ou O DIRCEU, ou o Gabrielle,ou o Pimentel, ou….etc.
    É isso.

JOSE DANTAS

28 de agosto de 2011 às 08h52

Vamos parar no ninho tucano em 2014 e disso não tenho a menor dúvida, por um motivo muito simples: temos uma extrema direita que não desiste de recuperar o comando do País e uma extrema esquerda que não se conforma com o atual governo adotando uma postura mais ao centro da política, como se fosse possível, além de interessante para a maioria, transformar o Palácio do Planalto num sindicato.
A extrema direita é insistente e não mede distâncias no sentido de alcançar os seus objetivos, só que isso é puro interesse, porém totalmente desvinculado daquilo que se chama fanatismo e venda todos os olhos, principalmente aqueles que funcionam com os outros fechados. Por outro lado, a extrema esquerda, embalada por boa parte da blogosfera e entidades classistas, ataca o atual governo, taxando-o de neoliberal, privativista, corrupto – se o braço é doente o corpo também é – e tudo o mais que criticou e usou como plataforma política para conquistar o poder, sufocando-o ao ponto do comando acabar indo junto na onda de faxinas. É pura insensatez!

Responder

Helena Pahl

28 de agosto de 2011 às 08h52

Caro Azenha e Internautas

Li essa materia. Seria uuma boa pauta para a (in)veja. http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011

Responder

Roberto Ribeiro

28 de agosto de 2011 às 08h46

Da minha parte já desisti do drama de fazer o Governo Dilma e o PT entenderem que os grandes veículos de comunicação do país forma um partido político de extrema direita.

Responder

    luiz pinheiro

    28 de agosto de 2011 às 11h45

    Voce acha que eles não sabem perfeitamente bem disso?

    El Cid

    28 de agosto de 2011 às 12h13

    esse é o problema, luiz: sabem e não agem… se estão agindo, tem que dar um basta !!

    Aliás, eu não entendo como é que se assina ou se compra uma droga dessas…

    JotaCe

    28 de agosto de 2011 às 17h28

    Você está certo, El Cid. Contudo, cabe muito a nós, o povo, saber eleger nossos representantes, particularmente no Legislativo. Bem escolhidos que fossem, apoiariam e até pressionariam o Executivo desmemoriado de suas promessas e comensal de banquetes da mídia, para que se façam as reformas exigidas, como a Ley de Medios e a Reforma Agrária. Enquanto elegermos malufes e outros da mesma laia, e não protestarmos com o que se passa nos altos escalões dos demais Poderes, jamais que as conseguiremos. JotaCe

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 18h45

    Olha eu voto na esquerda desde os 16, os que votam no PMDB e demais canceres do país é que tem que vestir a carapuca de congresso podre e vendido, PMDB, dem, psdb pps, pp pr e essas corjas todas nao tem nenhum compromisso com o povo mas nao se elegeriam sem o voto desse mesmo povo que depois vem vomitar contra o PT que sozinho nao consegue governar sem abrir mão de varias coisas para os parasitas de cargos e de verbas do governo.

    Vitor Sorenzi

    28 de agosto de 2011 às 21h23

    "Lei de Imprensa, por favor. Somos a 7ª economia do planeta e falamos P O R T U G U Ê S!!
    E se fôssemos um país de fato e de direito, não da impunidade, não precisaríamos de uma Lei dessas – era só aplicar a lei mesmo. Porque arrombamento no Codigo Civil é crime!! Simples!!

    Luís

    28 de agosto de 2011 às 17h00

    Sabem, mas não fazem orra nenhuma. Que vantagem maria leva?

    nilda

    28 de agosto de 2011 às 18h41

    Maria leva a vantagem de passar muita raiva e stress, dar um pane no coracão e ir encontrar S Pedo mais cedo, pelo menos lá a gente deve ter serenidade e justica ao contrario daqui.

    luiz pinheiro

    28 de agosto de 2011 às 21h46

    Vejo muitos comentários cobrando do governo a ley de medios. É claro que precisamos dessa lei, mas os comentários parecem esquecer que leis são votadas pelo Congresso, e o nosso Congresso é muito conservador, fisiológico (para dizer o mínimo). Pior que o da Argentina. Eleger um presidente progressista é possível, conseguimos isso nas tres ultimas eleições. Mas há alguma possibilidade de elerge aqui no Brasil, com essa atual lei eleitoral, um Congresso progressista? O governo tem a maior dificuldade. É uma quantidade enorme de partidos, e de bancadas dentro de cada partido. No fundo, devido ao nosso sistema eleitoral, com o voto proporcional nominativo e o abuso do financiamento privado, cada deputado é um balcão próprio de negócios, muitas vezes negócios pra lá de escusos. São também extremamente ligados à grande mídia. Na maioria, são eles mesmos donos de emissoras de rádfios. (Continua)

    luiz pinheiro

    28 de agosto de 2011 às 21h47

    (Continuação)
    O governo tem a maior dificuldade para aprovar cada medida provisória, cada projeto de que precisa para implementar suas ações. Se o Paulo Bernardo, por hipótese, decidisse encaminhar ao Congresso a ley de medios imaginada pelos blogueiros, sinceramente, voces acham que a proposta andaria pra frente nesse Congresso?

Roberto Locatelli

28 de agosto de 2011 às 08h38

Onde vamos parar com esse Governo tão leniente com a mídia golpista?

Responder

FrancoAtirador

28 de agosto de 2011 às 08h28

"Aonde vamos parar com esse jornalismo tão podre, tão mentiroso, tão malfeito E TÃO MALFEITOR?"

Não vamos parar.
O Quadrado Bruxo, também conhecido por G.A.F.E.*, há muito tempo está infringindo a Lei
e principalmente os preceitos constitucionais que dizem respeito aos direitos fundamentais.
Isso com o endosso ou a omissão de todas as instituições políticas e judiciárias,
nos âmbitos dos poderes executivo, legislativo, judiciário e do ministério público,
e em todas as instâncias, sejam elas de nível municipal, estadual e federal.

Somente uma mobilização popular de massa, nacionalmente unificada,
organizada por todos os grupos e movimentos sociais, a partir das capitais,
com marchas e protestos nos grandes centros populacionais urbanos,
de preferência na frente das sedes dos jornais e emissoras de rádio e TV,
quem sabe até culminando num grande acampamento em Brasília,
para surtir o efeito de mudança na atitude dos governantes e legisladores.

É preciso urgentemente uma legislação reguladora específica para a mídia:

A LEY DE MEDIOS.
.
.
POR UMA ASSOCIAÇÃO DE JORNALISTAS PARA A DEMOCRACIA

Ainda que não tenha sido o primeiro, o fato é gravíssimo.
Inadmissível em um País que se pretende democrático.

Diante dos constantes malfeitos e ilegalidades praticadas
por essa mídia oligárquica famigliar mercantil braZileira,

está na hora de os jornalistas do Brasil inteiro, os autênticos,
os que não estão comprometidos com essa oligarquia mafiosa,

pensarem em criar uma entidade de classe, de âmbito nacional,
para se contraporem a esta corporação jornalística fora-da-lei

que está, inclusive, destruindo a reputação dos próprios jornalistas,
daqueles profissionais que trabalham honestamente, com afinco,

e que não se coadunam com as regras impostas arbitrariamente
pelos donos dessas empresas e executadas pelos diretores.

Certamente a alienação dos brasileiros ainda é muito grande.
A maioria das pessoas está alijada de qualquer senso crítico.

Mas é de se observar, por exemplo, que as poucas manifestações
que, nos últimos anos, fizeram o Luiz Carlos Azenha e o Rodrigo Vianna,

revelando as artimanhas internas da "poderosa", quando lá trabalhavam,
obtiveram uma repercussão que, há pouco tempo atrás, não teriam.

Tanto é que, o artigo do Rodrigo Vianna, no blog Escrevinhador,
que recentemente expôs a última grande falcatrua da Rede Globo,

obteve um alcance como nunca antes visto, atingindo em cheio
a imagem e, portanto, a credibilidade da "Madame de Programas"

obrigando-a a trazer a público uns tais de "Princípios Editoriais",
notadamente para colocar panos quentes e abafar o caso.

Porém deve-se destacar que alguns fatores foram fundamentais
para a repercussão e o consequente êxito do artigo do Vianna:

1) A credibilidade conquistada pelo jornalista Rodrigo Vianna
pela exemplar conduta profissional ao longo da carreira que,
assim como os jornalistas Luiz Carlos Azenha e Conceição Lemes,
nunca negligenciou ou se omitiu perante a má-fé e a injustiça.

2) O fato de Vianna haver sido repórter da própria Rede Globo
e não ter aceito se conspurcar na campanha eleitoral de 2006,
agindo em desfavor da orientação criminosa dessa emissora
que, desde 1989, vem atuando insidiosamente contra Lula
para beneficiar o grupo político-empresarial a que pertence.

3) A notícia, de que a Globo armava um complô contra Amorim,
haver sido revelada por um funcionário da própria RGTV.
Um corajoso trabalhador rebelde, diga-se de passagem,
que, por certo, provocou o alvoroço maior dentro da empresa.

É assim que se faz diminuir o número de bobos das redes globos.

Mas se não houver a articulação dos profissionais do jornalismo,
dos que trabalham honestamente nos diversos campos de mídia,
contra esse monopólio da desinformação e de falsificação da notícia,

o caminho será a extinção de uma profissão que é essencial
ao aprimoramento da Democracia no Brasil e no mundo.

E o que é pior:

O jornalista profissional será substituído pelo bandido de mídia.

Como este da Veja que segue o exemplo do News of the World.
.
.

Responder

Rodrigo Falcon

28 de agosto de 2011 às 08h00

Certa ou errada a atitude de qualquer político, em legistatura ou não, seja de que partido for, deixo para uma outra ocasião.

O que está em pauta e temos que discutir urgente, é o comportamento disforme, predatório, criminoso, sociopata e desligado de qualquer senso de justiça social que a imensa maioria, infelizmente, de nossa mídia pratica. Ética e deontologia são códigos de conduta profissional que passam anos luz das salas (recuso usar o termo redação) destes veículos de desinformação e factóides. Assim como religiões usam o nome de seus deuses para justificar e praticar pilhagens e massacres pelos milênios da existência, a imprensa usa o deus da auto-regulamentação e transforma liberdade em libertinagem de expressão para justificar e praticar centenas de assasinatos sociais, quiçá coisa pior (alguém lembra da Escola de Base?) pra ficar só nesse pequenino exemplo. É uma imprensa, e acrescente aí seus empregados, crescida nos louros do totalitarismo latino, aristocrática e acostumada a servir de garoto de recado escuso para toda e qualquer forma desumana de ditadura, de direita e esquerda, e que hoje se cobre em vestes democráticas, mas esconde por baixo da putrefata pele as entranhas facistas de quem as dirige. Uma imprensa que historicamente sempre foi contrária a democratização da América Latina porque sabe que o peso da verdadeira democracia, a participativa, e não a delegativa, como temos em nosso país, é inviável para a sustentação do modelo mídia-de-poucas-famílias que defendem. Sem pressão social, esse modelo totalitário/aristocrático jamais mudará!
Por tudo isso e muito mais é urgente que a sociedade civil exija deste governo letárgico uma regulamentação para frear esse trem doido, esquizofrênico patológico que devora tudo e todos que se atrevem a enfrentá-lo.

Sem Ley de Medios e sem Reforma Agrária não há democracia!

Responder

    Rodrigo Falcon

    28 de agosto de 2011 às 10h17

    obs: * assassinatos, bem dito;

P A U L O P.

28 de agosto de 2011 às 07h58

VEJA passou recibo do crime

Antes de publicar a edição dessa semana, a revista VEJA já tinha se complicado com a denúncia de José Dirceu. Foi aberto boletim de ocorrência no 5º distrito policial de Brasília, que conta com o depoimento da camareira e do chefe de segurança do hotel. Na edição dessa semana, por burrice ou amadorismo, a revista produz prova robusta contra si mesma.

Com a denúncia de tentativa de invasão e falsidade ideológica pesava contra a revista apenas o fato do jornalista estar a seu serviço, o que poderia ser justificado com a alegação que o seu contratado agiu por conta própria, sem o aval da direção, mas ao usar as imagens obtidas pelo repórter, a VEJA assume cumplicidade e beneficiamento com os crimes conhecidos.

Na reportagem que fez com acusações contra José Dirceu, a VEJA afirma que “obteve” imagens de circulação do hotel, dando a entender que se tratava de imagens da câmera de segurança, só não admitiu que obteve imagens ilegalmente através de equipamento instalado pelo seu jornalista.

Vamos aos fatos: quando me deparei com as imagens, vi na hora que não se tratava de imagem de câmera de segurança interna, pois estas não apresentam data e horário, tem resolução baixa para câmeras normalmente usadas para esse fim e o posicionamento e foco que não privilegiam a tomada de todo o corredor, mas apenas de quem passava por ela.

A câmera que foi usada pelo repórter da Veja provavelmente é uma mini-câmera espiã wi-fi ( imagem abaixo) que pode ser instalada facilmente pois não precisa de fios ligando ao monitor que recebe as imagens. Ela tem uma fonte que pode ser facilmente instalada na fiação de um suporte de luz por algum funcionário da manutenção do hotel, regiamente pago para a função.

——————————————————
http://pontoecontraponto.com.br/?p=6507

Responder

Leider_Lincoln

28 de agosto de 2011 às 07h55

A Veja, como diz bem o PHA, este detrito da maré baixa, parece que é escrita e dirigida por trolls. J. Nogueira Rebolla, Richard Smith (EUNAOSABIA, Carmem Leporace, Suzana Alves, Henderson Sousa, Ubaldo…), e mais tantos outros personagens poderiam muito bem escrever aquelas páginas que ninguém notaria as diferenças. Ela mente, calunia, deturpa, macula, suja e agora, pratica crimes, abertamente.
Lê-la, que era apenas um sinal de mediocridade intelectual, agora torna-se também cumplicidade com o crime,recomendá-la e apologia, e discuti-la em grupo é conspiração para prática criminosa…

Responder

spin

28 de agosto de 2011 às 07h22

O hotel vai entrar na justiça contra a Veja, quem informa é PHA:
Em tempo: o sr. Rogério Tonato, gerente do hotel Naoum, telefonou para este ansioso blogueiro às 20h40 deste sábado e informou que já consultou os advogados do hotel para estudar como processar a revista Veja. Ele informou que o hotel existe há 22 anos e que isso jamais aconteceu. (O gerente respondendo ao PHA que o hotel Naoum não foi cúmplice do crime da Veja http://altamiroborges.blogspot.com/2011/08/dirceu

Responder

spin

28 de agosto de 2011 às 06h33

Não seria o ET de Varginha um repórter da Veja? http://www.advivo.com.br/blog/iv-avatar-do-rio-me

Responder

Leo

28 de agosto de 2011 às 06h18

Devido a noticia bomba da maneira criminosa que fez a revista veja resolvi dar uma olhda no site para ver como estava as noticias,na maior cara de pau eles escrevem acusando uma pessoa como um criminoso sem menor respeito.
e ainda mas essa do Reinaldo Azevedo para todos os Petistas não importa quem, e chega até a minha pessoa essa falta de respeito.
"Caros, há muitos comentários na fila. Está cheio de petralha “trabalhando”. Eles pensam que me incomodam. Besteira! Eu é que gosto de ver os vagabundos tendo de se coçar em pleno sabadão."

Responder

Marcio H Silva

28 de agosto de 2011 às 04h42

Porque estes deputados não pressionam para levar avante a lei de media? são eles e os Ministros que ficam sempre na berlinda e não fazem nada? porque será? medo de que? Se o Governo botar o Bloco na Rua o povo vai adorar, e vai dar muito voto.

Responder

Sérgio

28 de agosto de 2011 às 03h17

E como as fotos da câmera de segurança do Hotel Naoum chegaram até a Revista do Esgoto?

Responder

peraledo

28 de agosto de 2011 às 03h14

Eu ainda acho que o grande erro do Murdoch foi não ter enviado seus repórteres/espiões para estagiarem nas redações da Folha, Estadão e Veja. Se o tivesse feito, teria se safado.

Isso não é jornalismo de esgoto. É de Fossa Séptica.

Responder

zé Augusto

28 de agosto de 2011 às 02h47

Ele não lê a revista há vários anos. Discordo do deputado petista . Como político – e do PT – deveria sim ler a revista. Ou ele só lê quando ela "derruba ministros"?

Responder

zé Augusto

28 de agosto de 2011 às 02h11

Ele não lê.
Com todo respeito , mas como político seria mais útil se ele "abrisse os olhos".

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!