VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Será que saiu no Jornal Nacional?


25/11/2011 - 01h12

por sugestão do leitor Zeca, que assistiu o Jornal Nacional e não viu; abaixo, a obsessão da Folha de S. Paulo com o trânsito:

Leia também:

USP: Privatização e militarização

Eduardo Socha: A PM na USP e o desfile da Victoria’s Secret

Raquel Rolnik: Muito além da polêmica sobre presença ou não da PM na USP

Gilberto Maringoni: “Brasão da PM paulista é um tapa na cara do povo

Relatório da Secretaria de Direitos Humanos confirma: Reitor da USP votou contra vítimas da ditadura



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


64 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Tobias Reis O. LLory

09 de dezembro de 2011 às 20h06

a pergunta é:

precisava ou deveria passar no Jornal Nacional?

será q passou no Jornal da Band?

passou no Jornal da Record, onde o Azenha e o Paulo Henrique Amorin trabalham?

"neguinho" aqui faz muita onda com pouca agua, viu!?

Responder

João-PR

27 de novembro de 2011 às 03h03

Senhores, se a Globo não noticiou, se a Veja não noticiou, é porque o fato não ocorreu.
Como diria o Padre Quevedo: "esta manifestação não ecziste!"

Responder

Maria Inês Nassif: PT, sem a reforma política, um caminho sem volta | Viomundo - O que você não vê na mídia

25 de novembro de 2011 às 20h40

[…] Será que saiu no Jornal Nacional? […]

Responder

Orsola Ronzoni

25 de novembro de 2011 às 18h27

Esta questão nos remete àquele dilema filosófico: “Se uma árvore cai na floresta, mas não há ninguém por perto, ela faz barulho?”
Logo, se a passeata da Paulista não saiu no JN, ela realmente aconteceu? Perguntemos a Chaui?

Responder

Roberto Locatelli

25 de novembro de 2011 às 17h56

Não alimente os trolls.

Vários comentaristas desperdiçaram bites e bytes respondendo à provocação de um troll neste post. Com isso, o troll conseguiu o que queria, ou seja, derrubar o nível do debate.

O post é sobre a questão da repressão na USP. E ficaram discutindo sobre programas de tv. Deprimente.

O troll é um provocador. Ele se alimenta das respostas às suas provocações.

Responder

    Marcelo

    26 de novembro de 2011 às 13h37

    Roberto,nós estamos discutindo a TV,que é uma concessão pública e sobre o senhor Datena,com
    suas opiniões verborrágicas.Não alimento troll porcaria nenhuma.Deprimente é quem tem narizinho
    empinado e diz que TV "é supérflua",etc.Temos que discutir sim a TV porque ela é uma concessão
    pública.Os intelectualóides esquerdistas ficaram perdendo tempo discutindo a bola de papel do Serra.
    Ah,isso não é desperdício de bytes,né?E as repressões no Irã,Síria,Coréia do Norte……

edmar

25 de novembro de 2011 às 16h42

Vi apenas a parte que o Datena mostrou, enquanto implorava pro "choque" "baixar a porrada no moleques que deveriam estar estudando". É o mesmo esquema desesperado por audiência que matou o tal jornalista no morro do Rio. Dá muita raiva, mas chega a dar pena (dos que assistem), a falta de ética dos "datenas" da nossa TV. O sujeito implorava pra PM "baixar o pau", como ele diz. Um nojo!

Responder

Julio

25 de novembro de 2011 às 15h26

Não, não saiu no JN. Assim como a passeata das diretas ja.

Mas o protesto anti-corrupção, com doze pessoas, saiu no JN.

Responder

    FrancoAtirador

    25 de novembro de 2011 às 16h18

    .
    .
    É, Julio…

    Ainda bem que, aos poucos, o povo brasileiro

    está se acostumando a trocar de canal.

    Isto, quando não desliga a televisão no horário do JN.
    .
    .

Marcelo

25 de novembro de 2011 às 12h36

Na semana passada,o Furo MTV do Grupo Abril mostrou Dani Calabresa e Bento Ribeiro detonando o
Datena.Quem diria,existem comediantes petistas trabalhando para a famíglia Civita.É o PIG,Partido da
Imprensa Governista.

Responder

Alexandre Felix

25 de novembro de 2011 às 12h10

…Como assim "..os estudantes pararam a Paulista" ? Aquilo vive parado o tempo todo! Quando alguém usa o espaço pra protestar legitimamente os reacinhas latem esse discurso: "parou o trânsito…hospitais…emergências…cidadão…direito de ir e vir…" – Logo eles relançam o CANSEI e farão um desfile lá também…aí pode!

Responder

Marcelo

25 de novembro de 2011 às 10h17

Se não saiu no JN,deve ter saído no SPTV Segunda Edição.Deve estar disponível no G1,como todos os
noticiários da Vênus Platinada.

Responder

Klaus

25 de novembro de 2011 às 09h43

Taí, acho que o Jornal Nacional perdeu uma grande oportunidade. 95% da população paulistana ficaria contra os estudantes se estas imagens fossem mostradas. Há que se perguntar porque a emissora está protegendo estes estudantes deles mesmos.

Responder

Jorge Nunes

25 de novembro de 2011 às 09h33

Se fosse no Rio de Janeiro, China ou na Síria sairia.

Responder

Será que saiu no Jornal Nacional? « Ficha Corrida

25 de novembro de 2011 às 09h02

[…] Será que saiu no Jornal Nacional? | Viomundo – O que você não vê na mídia Sirva-se:Like this:LikeBe the first to like this post. Deixe um comentário […]

Responder

Bruno

25 de novembro de 2011 às 08h54

Curioso. Estive ontem no campus. Atividade intensa, acho que nunca vi tantos carros ali em 6 anos de vivência. Ora, se a USP pululava de estudantes em semana de prova – que não aderiram à tal "greve" imposta pelo DCE golpista, que empurrou suas eleições para o ano que vem -, quem eram estes que estavam atrapalhando a vida de milhares de pessoas na avenida Paulista ao invés de fazerem um protesto em, digamos, duas faixas da avenida?

Ah, claro. Eles ganham para estudar. Isto explica muita coisa.

Responder

    Jorge

    25 de novembro de 2011 às 14h06

    Que você não concorde com o movimento, é lícito. Que você não este de acordo com a atual administração do DCE, igualmente. Que você tente denegrir a imagem dos que participam do movimento, chamando-os, por outras vias, de mercenários, enterra a legitimidade das tuas reclamações.

Nivaldo

25 de novembro de 2011 às 08h53

O Datena pedia que a PM baixasse o pau nos estudantes, todos vagabundos e viciados, segundo ele. É lamentável que essa figura tenha um horário e um canal a sua disposição. Razão teve a Record de defenestrar essa calhorda disfarçado de repórter.

Responder

    cronopio

    25 de novembro de 2011 às 09h55

    E o que é pior Nivaldo: esse mesmo idiota vai ao Roda-Viva e diz que acha o próprio programa uma "porcaria", um programa "reacionário", mas que "paga suas contas". Insistia no fato de que ele não fazia o programa, de que era "apenas um apresentador". Esse tipo de declaração mostra que o Datena é uma figura corrupta, comprometida, alguém que não tem o caráter e a boa-fé necessárias para exercer a profissão de jornalista. Enquanto não tivermos uma lei de mídia, teremos esse tipo de calhorda sensacionalista exibindo seus preconceitos em rede nacional.

    Marcelo

    25 de novembro de 2011 às 11h11

    E ainda falam que a imprensa é de direita….semana passada,o Furo MTV,do Bento Ribeiro e Dani
    Calabresa passaram o Datena como se fossem um trator.Tiraram o maior sarro dele.O Grupo Abril
    é a dona da MTV no Brasil.E tem comerciais da Petrobrás nos intervalos.Depois vem gente dizer
    que existe PIG……só se for porco,em inglês.

    cronopio

    25 de novembro de 2011 às 17h07

    Assisti ao programa e não vi nada disso. Pelo contrário, o clima parecia bem inofensivo. A ideia de que aquilo não deveria ser levado a sério, inclusive, amenizou bastante o conteúdo das eventuais críticas. Um dos únicos momentos em que algo veio à tona, foi quando o próprio Datena chamou seu programa de "reacionário". Ao fim e ao cabo, poderia ter dito coisa pior, o público dos dois programas é distinto mesmo. Não acho que tirar sarro do Datena resolva alguma coisa, acho que seria mais produtivo simplesmente tirá-lo do ar por incitar o que há de pior nas pessoas. O Datena elogiou a políciae criticou apenas os maus-policiais. Faz de conta que não vê que o problema da polícia militar é estrutural, que não se resume ao caráter dos indivíduos que nela atuam. A maior parte da população não conhece a história da PM paulista, criada por Abreu Sodré e equipada pelo DOI-CODI e pelo DOPS. Até hoje a ROTA diz combater a "guerrilha urbana", mostrando claramente ser uma instituição que não mudou nada da ditadura para cá. O brasão da PM, aliás, tem uma estrela em homenagem à ditadura (consultar texto Gilberto Maringoni). Isso não sai na TV e, enquanto o coronelismo midiático que impera no Brasil vigorar, não sairá.

    Joe

    25 de novembro de 2011 às 22h47

    Alguém pode me dizer qual é a audiência da MTV ???? e do Furo MTV??? Isso não representa coisa nenhuma…

    Marcelo

    25 de novembro de 2011 às 12h15

    E o Furo MTV criticou o Datena semana passada.E vocês sabem quem é a dona da MTV Brasil? O Grupo
    Abril,dos Civitas.O Bento Ribeiro e a Dani Calabresa detonaram o Datena.E ainda tem gente que acredita
    em "PIG"…….com comerciais da Petrobrás?

    Marcelo

    25 de novembro de 2011 às 12h24

    E o Furo MTV criticou o Datena semana passada.E vocês sabem quem é a dona da MTV Brasil? O Grupo
    Abril da famiglia Civita.Detonaram o Datena.Ué,não é o Grupo Abril que faz a Veja?Quem diria,tem
    comediantes petistas no Grupo Abril,ora,ora……Me ajuda aí,pô!!!

    ana

    25 de novembro de 2011 às 13h39

    você não entende nada. a abril não manda em nada na MTV, muito menos no Furo na TV.

    Marcelo

    25 de novembro de 2011 às 14h05

    Que eu saiba,a MTV é do Grupo Abril.Está na Wikipédia.É como a CBN,que finge não ser do
    Sistema Globo,mas é da Globo.Não passa nenhum comercial da CBN na Rede Globo.Estranho……..

Alessandro

25 de novembro de 2011 às 08h50

Só uma observação:ano passado colocamos 100.000 professores na paulista,a glóbulo não disse nada.Não vai falar de 5000. Só que tem um porém:se é a passeata dos cansados de"toda a corrupção desse governo Dilma" aí pode ir 15 pessoas que passa até no globo rural.

Responder

Alvaro Tadeu Silva

25 de novembro de 2011 às 08h43

Ñão vi nem na GloboNews. Pela foto, há muita gente, não é igual àqueles vídeos do "Cansei", onde fecham em 30 pessoas para parecer uma multidão, quando é na verdade uma "multidinha".

Responder

Rodrigo Leme

25 de novembro de 2011 às 08h15

Seria interessante dsaber quantos aí são estudantes militontos e quantos são só militontos engrossando o caldo…

Responder

    Thiago_Leal

    25 de novembro de 2011 às 10h17

    Se você estivesse lá…

    EUNAOSABIA

    25 de novembro de 2011 às 13h11

    A maioria é de miliciano a soldo mesmo.

    cronopio

    25 de novembro de 2011 às 14h37

    Você estava lá para saber? Ou está apenas agindo de má-fé? Por que eu estava lá e fiquei com a impresão contrária. Não vi nenhuma bandeira de partido e apenas uma meia-dúzia de militantes filiados. Aliás, esses partidos, diga-se de passagem, são bem pequenos, não teriam a menor condição de financiar um ato deste tamanho. Até as caixas de som utilizadas era emprestadas. De todo modo, se vocês se interessam tanto em saber disso, por que vão lá conferir? As assembléias são abertas a todos…

    Cesar Constantino

    25 de novembro de 2011 às 15h45

    Você tem como provar? Não? Então, por que não te calas?

    Lucy Aluci

    25 de novembro de 2011 às 18h18

    A maioria da sociedade é cúmplice das milícias: apoiaram-nas em nome da idiotice da guerra às drogas.

    Luís

    25 de novembro de 2011 às 15h16

    Ué. Vai lá pesquisar.

    A gente tem que falar tudo?

Alessandro

25 de novembro de 2011 às 08h12

Não saiu.Se saísse iria ser assim"Cinco mil que invadiram a reitoria atrapalham o trânsito na Paulista"

Responder

    mentalmente capaz

    25 de novembro de 2011 às 13h50

    como se o trânsito de SP precisasse de "ajuda" pra ficar ruim.

Marat

25 de novembro de 2011 às 07h51

Corrigindo: "partenogênese". Obrigado!

Responder

Marat

25 de novembro de 2011 às 07h51

A Folha tergiversa, a Globo finge não saber. Melancólico o fim da Imprensa em SP e a partogênese da impren$$$a amestrada e venal! Trágico e revelador!

Responder

Luciana

25 de novembro de 2011 às 07h48

dá vontade de vomitar quando ouço esses jornalistas da grobo babando as falácias deles…

Responder

    cronopio

    25 de novembro de 2011 às 10h01

    Tou contigo. Nojo, nojo, nojo,,,

    Alexandre Lins

    26 de novembro de 2011 às 07h18

    Luciana, o que eu fiz foi cancelar a Grobo (em Miami) e soh vejo noticias pelos Blogs Sujos, incluindo o "Vio" do Azenha! Sao mais confiaveis e honestos, doa a quem doer!

    Orsola Ronzoni

    25 de novembro de 2011 às 23h58

    Luciana, ué e por que você vê?

Jorge

25 de novembro de 2011 às 07h39

No Jornal Nacional não sei se saiu, mas sim na Bandeirante, que trataram – Ricardo Boechat – os manifestantes como 'os trezentos sei-lá-o-que'. Reduzir a trezentos a massa já foi uma tentativa de menosprezar o protesto, mas chamar pessoas de 'sei-lá-o-que' foi de uma grosseria ímpar.

Responder

    slave.

    25 de novembro de 2011 às 11h05

    Felizmente temos tv pública que faz jornalismo de qualidade e nos informa sempre dando voz a todos os lados além da imagem e som perfeitos e transmissão 100% para todo o país…oh glória!

Romanelli

25 de novembro de 2011 às 07h04

em tempo

protesto de ALGUNS alunos da USP ..pois minha filha e colegas estavam fazendo prova naquela hora e suas faculdades (a maioria) trabalhando normalmente

em tempo ..verdade, parar TRANSITO e atrapalhar a vida da cidade ..bloquear o trafego e atrasar mais ainda a ida ou vinda do cidadão (que foi as compras, ao trabalho, ao hospital, pra um exame, emprego etc) sem duvida, continua sendo algo REPROVÁVEL sob todos os aspectos ..quer vc seja da turma dos limpinhos, ou dos sujinhos ..PAU NELES

aliás, fato este que tb deveria ser levado em conta quando vemos hordas de crentes de todas as correntes e gays tomando o espaço coletivo

..se for pra se pedir respeito e reconhecimento, faça o mesmo, RESPEITE o direito alheio

Responder

    cronopio

    25 de novembro de 2011 às 09h59

    Incitação à violência e homofobia. Ufa, ainda bem que não estou do seu lado!

    romanelli

    25 de novembro de 2011 às 10h19

    vc não pensar igual a mim, tudo bem ..normal ..mas peraí

    aonde violência? ..eu não entendo mais nada ..por acaso já é permitido, sem aviso, invadir rua ? bloquear transito ? ..agora devemos tb insuflar e estimular quem desobedece ordem judicial ..o "pau" neles a que me refiro é a crítica mesmo, e se necessário, com uso de força policial dissuasiva sim

    acho engraçado como muitos se aderem a causas sem causa ..isso só pq as causas afetam seus adversários e oponentes políticos ..quero ver se tais movimentos fossem em período de governos de seus líderes ..não faça ao outro o que não quer que façam a vc ..é o máximo que te digo

    aliás, no caso, não sou eu quem esta bloqueando ou prejudicando a vida de gente inocente e que não tem nada a ver com a "causa da gente" ? gente que tinha compromisso e foi pega no meio do caminho ..e isso com tanta praça pública ..francamente

    E homofobia? O que vc entende por homofobia ? pra vc me dizer uma coisa dessas vc deveria saber mais de mim, da minha vida

    Falo de direitos iguais, PRA TODOS ..o mesmo estaria aqui dizendo se tivesse havendo passeata de machões, agnósticos ou de ateus ..lembre-se, não faça aos outros o que não quer que façam aos teus

    abrá

    Tiago Magaldi

    25 de novembro de 2011 às 12h37

    Temos aqui, como é normal, um conflito de valores. Vc está dando mais valor ao não-atraso do "cidadão" do que à manifestação política legítima. Sua discordância conosco é a perfeita medida da distância entre valores políticos conservadores e os de esquerda. Quando o Cansei fez sua festinha na rua, ninguém de esquerda os criticou dizendo que estavam atrapalhando trânsito, fazendo baderna, entre outras besteiras. Mas não nos abstivemos de criticá-los politicamente, naquilo que defendiam, diferentemente da sua tentativa de trazer o debate pra um certo/errado.

    cronopio

    25 de novembro de 2011 às 14h00

    O direito à manifestação é garantido pela constituição de 1988. Acho que isso encerra a questão sobre atrapalhar o trânsito. Seria interessante, aliás, levar adiante a questão do trânsito, que não precisa de passeatas para ser um dos mais violentos do mundo. A prioridade do automóvel é também algo que merece ser criticado, uma vez que os carros são muito mais poluentes, caros e perigosos do que os transportes públicos. Isso sem falar no fato de que essa opção corrobora a injustiça e a desigualdade que ainda são alarmantes no Brasil.

    "Pau neles" não é uma expressão neutra e todos aqui sabem muito bem o que ela significa. Uma das condições para o debate de idéias, democrático e civilizado, é abrirmos mão de expressões que contêm clara incitação à violência. Desculpe, mas sua vida pessoal não está em questão, você está em um espaço público, não em um espaço privado.

    Você não apenas manifesta desrespeito em relação aos gays, mas também aos evangélicos. Você se refere a eles como se fossem uma "horda". Um dos significados de horda, segundo o Houaiss, é: "bando indisciplinado, malfazejo, que provoca desordem, brigas etc." Seu comentário não é apenas homofóbico, contém também um forte preconceito contra os evangélicos. Como se sabe, o preconceito contra os evangélicos, no Brasil, é profundamente marcado por um corte de classe. De todo modo, vale lembrar que manifestações de grupos minoritários como GLS, negros, feministas, etc., não equivalem a manifestações de caráter protofascistas, como "orgulho hétero", "pureza caucasiana", etc. Os grupos de negros, gays e mulheres, por exemplo, foram historicamente vilipendiados e perseguidos e até hoje sofrem as consequências desse processo de exclusão, violência e perseguição, ainda não erradicado.

    Se os estudantes decidiram por utilizar a Av. Paulista como palco de suas manifestações, foi justamente por que consideram que a atuação da PM de São Paulo e sua própria existência são problemas que dizem respeito a todos os cidadãos. O fato de termos a polícia mais violenta do mundo, que tem sido inclusive denunciada por organismos internacionais como a OEA por praticar torturas, chacinas, extorsões) é suficientemente importante para que todos se manifestem a respeito, posto que são responsáveis pela vida na "polis". As chacinas, torturas, extermínios e extorsões praticados pela polícia militar, instituição que afronta o Estado Democrático de Direito, são responsabilidade de todos nós. É preciso manifestar sua opinião a respeito com argumentos.
    Grato.

    Reynaldo

    25 de novembro de 2011 às 10h29

    O direito de ir e vir do cidadão foi respeitado. Tanto é que qualquer motorista pode descer dos seu carro e chegar até o outro lado da passeata. O direito de ir e vir é o cidadão e não da sua máquina de matar.

    Marcelo

    25 de novembro de 2011 às 10h45

    Máquina de matar,Reynaldo?Pirou?Cheirou meia,é?Baixou o caboclo do Luiz Carlos Prates em você,pô?

    luiz pinheiro

    25 de novembro de 2011 às 10h43

    O cronopio falou bem, o post desse elemento incita a violencia e a homofobia, crimes previstos no Código Penal.
    Será que esse Romanelli é contra também as marchas contra a corrupção? É verdade que elas tem muito menos gente, mas nem por isso deixam de atrapalhar o trânsito.

    romanelli

    25 de novembro de 2011 às 11h19

    Pinheiro

    sim, este elemento aqui é contra a interrupção do transito feito pelo movimento LEGÍTIMO dos que se dizem "contra a corrupção", mas que pra mim, parece ser parcial, político e pontual

    E especificamente sobre a PARADA GAY , um ato que violentou cidadãos que chegaram MUITO antes que eles e que até hoje atrapalha o vida da cidade ..não sou eu só quem a questiona, tem tb a procuradoria do Estado ..a mesma procuradoria que agora acusa Kassab de desviar recursos da vistoria por ex ..ou a mesma que questionou a doação de dinheiro público pro estádio do corinthians

    ou seja, se questionar posicionamentos e/ou movimento (ou mesmo leis, vide a marcha da macona e o STF agora) NÃO pode ser confundido como sendo praticar fobia, mas sim se tentar estabelecer o que seriam de direitos e de deveres entre os indivíduos ..só isso, sem drama

    abrá ..e grato pela gentileza de ter me lido

    Orsola Ronzoni

    25 de novembro de 2011 às 13h04

    Tens meu apoio, Romanelli.

    Miron

    25 de novembro de 2011 às 14h18

    Não se preocupe; vai chegar sua vez de levar madeira da PM mais corrupta e que que mais mata jovens negros pobres no Brasil: a Polícia de Alckmim/Serra/PSDB, é só aguardar. Ou vc acha que está fora só porque tem um carro do ano ou mora num ap de 3 quartos ?

    francisco.latorre

    25 de novembro de 2011 às 21h40

    pau neles?.

    pau neles?..

    ora vá.

    ..

    Romanelli

    26 de novembro de 2011 às 12h17

    me diga colega .essa MOLECADA já pagou pelo prejuízo da invasão ..ou vai mandar a conta pra viúva

    me diga colega, pela depredação e radicalismo ..quantas macas,vacinas, remédios e aptos populares, micro, salário de professores e auxilio bolsa família daria pra bancarmos? e quem pagará ? eu de novo ?

    por atrapalhar o transito, quanto em combustível e tempo/hora homem desperdiçamos ? ..quando stress criamos ..quanta poluição juntamos ? quem paga pelo prejuízo colega ?

    tinha necessidade ?

    oras ..se querem ser respeitados ..respeitem primeiro

    penso que pra defender os nossos direitos, não necessariamente precisamos ofender o direito dos outros

    abrá

    francisco.latorre

    28 de novembro de 2011 às 07h44

    não pise na grama.

    não diga não.

    tudo nos conformes.

    ..

Francisco

25 de novembro de 2011 às 06h07

Se eles todos estivessem nus e tivessem tocado fogo no próprio corpo, eles não apareceriam no JN…

Responder

Lucas

25 de novembro de 2011 às 04h44

O Datena estava jogando a população contra os estudantes. Aliás, não só a população como sugeriu que a PM deveria agredir os estudantes. Sei lá, não é só o Bolsonaro que trata o Congresso Nacional como se fosse a casa dele. Os Datenas da vida – pagos por nós, via tunganos (Sabesp) – tratam nossas concessões públicas como se fossem a casa da mãe joana.

Responder

    Joe

    25 de novembro de 2011 às 22h42

    Sei não, eu estava assistindo o Datena e tenho certeza que era um especial humorístico! ( que 9 catchigoria…)

Lu_Witovisk

25 de novembro de 2011 às 02h11

Esse PIG….

Responder

FrancoAtirador

25 de novembro de 2011 às 02h02

.
.
Manifesto

São Paulo é uma métropole múltipla, muitas numa só.

Por isso, é muito mais ousado do que parece anunciar que se vai fazer um portal de notícias desta cidade. Mas é esse o desafio do SPressoSP.

Ele nasce com objetivo de fazer jornalismo regional na maior cidade global do país e vem para discutir seus problemas, contar histórias e abrir espaço para uma série de iniciativas que são solenemente ignoradas pelos espaços midiáticos tradicionais.

São Paulo tem atividades culturais que surgem cada vez com mais força e que estão longe da região central e que por isso não são noticiadas. Tem problemas com transporte coletivo que não comovem aqueles que não o utilizam.

Tem movimentos sociais que agrupam milhares de pessoas e que são ignorados ou criminalizados.

Tem eventos todos os dias debatendo os mais variados temas e que não têm cobertura.

Tem falta de creche, futebol de várzea, problemas na coleta de lixo, boas peças de teatro, rios poluídos, gastronomia autêntica, carência de atendimento na saúde…

São Paulo tem de tudo muito.

Além de buscar fazer jornalismo dessas questões, o SPressoSP também pretende ser um espaço aberto para o debate sobre políticas públicas, contando com a opinião de especialistas e profissionais das mais diversas áreas, que participarão do projeto como colunistas.

E em alguns momentos vai realizar séries de reportagens multimídias num formato de jornalismo colaborativo, envolvendo blogueiros e ativistas digitais de todos os cantos da cidade.

Falando em todos os cantos, o SPressoSP pretende contribuiir organizando eventos e oficinas para que muitos outros blogs floresçam, principalmente na periferia.

Mas este não é um projeto pronto.

Ele vai ser construído como se fosse um software livre, com código aberto.

Em breve, vamos convidar você para participar deste processo.

Esperamos que este primeiro passo o anime a caminhar conosco.

<img src="http://www.spressosp.com.br/wp-content/themes/Hotgoss2/images/logo.png"&gt;

TUDO O QUE VOCÊ
NUNCA VAI LER
NOS JORNAIS DO PSDB

Responder


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!