VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Reuters: Se eleição fosse hoje, iria para o segundo turno


29/06/2013 - 18h59

Com essa campanha midiática, não é de estranhar

Dilma perde apoio e tem 30% das intenções de voto para 2014

sábado, 29 de junho de 2013 17:21 BRT

SÃO PAULO, 29 Jun (Reuters) – A presidente Dilma Rousseff perdeu apoio dos eleitores, em meio a protestos nas principais cidades brasileiras, e hoje conta com 30 por cento das intenções de votos para a disputa presidencial de 2014, segundo um dos cenários de uma pesquisa Datafolha divulgada no site do jornal Folha de S.Paulo.

A taxa de votos da presidente caiu até 21 pontos percentuais nesse cenário em relação a uma pesquisa feita nos dias 6 e 7 de junho.

“Embora ainda lidere a disputa de 2014, Dilma é a pré-candidata que mais perdeu apoio na corrida presidencial, e a queda indica que hoje ela teria de enfrentar um segundo turno”, afirmou a reportagem neste sábado.

O cenário hoje mais provável para a disputa inclui Dilma (PT), Marina Silva (Rede), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

O índice de votos de Dilma é o mesmo percentual da aprovação de seu governo, segundo outro levantamento divulgado pelo jornal neste sábado.

No cenário eleitoral que aponta Dilma com 30 por cento das intenções de voto, a taxa da ex-senadora Marina Silva subiu de 16 para 23 por cento — Marina disputou a última eleição presidencial pelo PV.

As intenções de voto do senador Aécio Neves aumentaram de 14 para 17 por cento. Já o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, oscilou de 6 para 7 por cento.

O Datafolha ouviu 4.717 pessoas entre quinta e sexta-feira em 196 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

PS do Viomundo: Muita água ainda vai rolar por sob esta ponte.

Leia também:

Beatriz Cerqueira: Aécio fala em ouvir o clamor das ruas, mas governo tucano de MG não pratica o discurso

Centrais marcam ato conjunto para 11 de julho

Stedile: Empreiteiras e Globo se apropriaram de gastos exagerados da Copa

Zé Dirceu: “DNA elitista” de tucanos teme soberania popular

#changebrazil: Leitores estranham conexões do “movimento”



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

NELCY

14 de julho de 2013 às 19h22

Só sei dizer uma coisa sendo Dilma OU Lula, qq um deles ganha essa eleição de 2014 fácil, fácil. Pq não tem uma outra opção.. Aécio? Marina? Serra? Todos muito fraquinhos!! Sem possibilidades!!!! E vamos de Dilma ou Lula. O povo sabe o q aconteceu no passado com os tucanos. Retroceder jamais. O Brasil está muito melhor e vai melhorar mais não tenho dúvidas!! Muito mais empregos,vida melhor!!!! Podem negar isso?

Responder

Maria Rita

02 de julho de 2013 às 14h58

Mas esse não foi o 3o. turno? O governo ainda assim, ganha.

Responder

Jose Saguy Tenorio

29 de junho de 2013 às 23h50

Vai Dilma, cria serpentes, dá mais grana para o PIG, Mantêm Helena Chagas, Paulo Bernardes, Ideli Salvatti, José Eduardo Cardozo. Ea a ABIN não sabia de nada, a PF do PSDB e do DEM também não sabem de nada.
O PT, se acomodou, se acovardou, se omitiu e afrouxou, na CPMI do Cachoeira amarelou e depois pede para nós militantes, irmos às ruas lutar por democracia.

Responder

Francisco

29 de junho de 2013 às 22h56

O ônibus já baixou o preço, a corrupção já recebeu legislação mais dura, a saúde já recebeu seus 25% do pré-sal (a educação 75%, embora eu não tenha visto os “estudantes” preocupados com isso…)…

Ainda na rua porquê?

Não vi uma faixa contra o metrô lerdo dos tucanos, nem uma faixa sobre a privataria (ou lista de furnas, ou mensalão, ou…), nenhuma faixa sobre a privatização da saúde pelos tucanos paulistas (e nada contra os conglomerados da educação superior privada…)…

Ainda na rua a troco de quê?

Vai ser desestabilização direto até o começo da campanha para presidente.

Quando ela começar ai vai ser “bate-pau” fascista direto…

Responder

FrancoAtirador

29 de junho de 2013 às 22h43

.
.
A par da manipulação praticada de forma contumaz
pelo DataFrias, especialmente na última década,
há uma grande curiosidade em saber o detalhamento
da pesquisa, principalmente na simulação eleitoral,
que mostra o quadro com Lula como candidato do PT.

De qualquer forma, depois do caos generalizado
que gerou insegurança na população em geral
e que afetou tanto o cotidiano dos trabalhadores
como o de comerciantes e pequenos empresários,

causando transtornos os mais variados nas cidades
e atingindo desde o livre deslocamento das pessoas
até o funcionamento regular dos órgãos públicos
determinando enormes prejuízos econômico-financeiros,

uma conseqüência negativa na imagem dos governantes
que não conseguiram conter de forma adequada o “Movement”
já era mais do que esperada.

Para o Povão, que quer mesmo é sossego e tranqüilidade,
a imagem que ficou disso tudo o que aconteceu no País
é que o Brasil virou uma anarquia geral incontrolável.

E tem toda razão.

Um resultado até certo ponto previsível, por óbvio,
inda mais numa pesquisa feita sob os efeitos do trauma,
e com perguntas direcionadas pelo DataFrias como de costume.

Aliás, deve-se receber com reserva essa manchete
de que ‘8 entre 10 brasileiros apóiam as manifestações’,
porque tudo leva a crer que a pergunta foi feita
especificamente em relação ao transporte coletivo.

O indício disso é uma outra questão na mesma consulta
que diz respeito aos que têm preferência partidária:

‘A pesquisa também consultou os entrevistados sobre a preferência partidária.

De acordo com a reportagem, 79% daqueles que se disseram favoráveis ao PT apóiam as manifestações.

Já entre aqueles simpáticos ao PSDB, o apoio aos protestos é maior: 88%.’ (G1)

Ora, o caos no transporte coletivo urbano é unanimidade.
.
.

Responder

Murilo Dias

29 de junho de 2013 às 20h43

Gostei da pesquisa, pois mesmo no olho do furacão Dilma continua na frente e irá recuperar quando a poeira baixar.
Mas quando entre o Lula a vitória já se dá no primeiro turno, com o negão e tudo.
E o mais interessante, a intensão dada à direita (Aoceio) oscila ente 12 e 17). Ponto final.

Responder

lidia virni

29 de junho de 2013 às 20h28

O que eles entendem de Brasil? O desejo nem tão oculto assim dos conservadores europeus e estadunidenses é que o governo Dilma caia para eles se apossarem do resto do patrimonio nacional que se salvou da sanha privatista de Serra e FHC, sobretudo o pré-sal e a Amazonia, na esperança de que os demais governos progressistas da américa Latina vão de roldão.na esperança de que os demais governos progressistas da AL caiam de roldão.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!