VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Pietá: Oposição não quer perder “monopólio da virtude”


17/04/2012 - 01h04

16/04/12 – 14h16

Artigo: Novos lances da mídia e da oposição no caso Demóstenes & Cachoeira

por Eloi Pietá*, no site do Partido dos Trabalhadores, via twitter do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS)

A semana que passou foi quente. Novos lances específicos ocorreram dentro da permanente disputa na atualidade brasileira sobre quem vai predominar na direção da vida e do pensamento nacional: ou a pequena elite rica ou a maioria da população. A primeira tem grande presença nas instituições públicas e profundas raízes ideológicas na sociedade, se vincula às elites do capitalismo internacional, tem uma mídia poderosa. A segunda está bem representada hoje no Poder Executivo nacional, tem boa presença no Congresso e nos poderes locais, dispõe de movimentos organizados e militância com forte atuação na disputa econômica, política e ideológica.

Na frente de batalha econômica, o governo e o capital financeiro continuaram na semana passada seu jogo de braço, onde o lado do governo quer a queda dos juros cobrados pelos bancos. Na frente de batalha política, a grande mídia privada comandou um movimento da oposição para sair da defensiva no caso Demóstenes & Cachoeira e ir para o ataque.

Quando veio à luz o elo entre o senador e o chefe da organização criminosa, o DEM quis se livrar logo de seu líder, e do assunto. O PSDB ficou perplexo. A grande mídia privada partiu em auxílio do DEM tentando embaralhar a cena com notícias negativas sobre o PT. A ação do lado governista resultou na viabilização de uma CPMI, que o campo adversário não teve como recusar, sob pena de desacreditar seu discurso moralizante já abalado pela descoberta do verdadeiro Demóstenes.

A grande mídia procurou na semana que passou reorganizar as forças da oposição.  Municiada pela turma do Demóstenes, mirou no governo petista do Distrito Federal, e na empresa Delta, que toca muitas obras federais. Secundarizou os fatos e os personagens centrais do caso Demóstenes & Cachoeira. Buscou diluir o DEM e o PSDB no que seria um pluripartidário ‘partido da corrupção’. Abriu campanha dizendo que a CPMI é para desviar a atenção do mensalão. Tentou atemorizar o governo e os partidos governistas, sugerindo um clima de arrependimento por terem permitido a CPMI, do tipo ‘o governo está indo tão bem, que pena vir uma CPMI para perturbar’.

Na verdade, quem tem muito a temer com os desdobramentos do caso Demóstenes & Cachoeira é a oposição e a grande mídia privada. Em particular o DEM, que se recolhe gravemente ferido pelo caso Demóstenes, antes o fora pelo caso Arruda, à espera de quem será o próximo. Ou o PSDB, preocupado com as relações entre o governador de Goiás e Cachoeira. Ou a revista Veja, que foge e teme. Na semana anterior sua capa destacava um assunto de 2 mil anos ( o santo sudário). A desta semana traz um assunto de sete anos atrás (o mensalão). Ela trata com polidez seus velhos parceiros de jornalismo, Demóstenes e o bando de Cachoeira, e investe com superagressividade contra o PT.

A oposição agora tem arranhada sua credibilidade pela dúvida sobre quantos falsos moralistas como Demóstenes há entre eles. Esta é uma excepcional oportunidade de reafirmar à sociedade que o PT, o governo Dilma, muitos aliados, e os movimentos sociais, querem moralizar os costumes políticos, inegável aspiração popular. Os governos Lula e Dilma já fizeram muito neste sentido, especialmente com o impulso e a liberdade de investigação dadas à Polícia Federal e à CGU, com a autonomia reconhecida da Procuradoria Geral da República e do Ministério Público Federal, inéditas em relação a governos anteriores. Agora dá para fazer mais. Que tal uma reforma, por exemplo, que tire do setor privado o financiamento da política?

A grande mídia e a oposição divergem da atual condução da economia essencialmente vinculada à distribuição da renda; da forma como se ampliam os direitos democráticos do povo com respeito aos movimentos sociais; da política internacional soberana que se pratica.

E o país está indo muito bem nisso. Se virem quebrado o monopólio que pretenderam ter da bandeira contra a corrupção, vão perder mais terreno na grande luta de poder que se trava na atualidade brasileira. É o que temem.

*Elói Pietá, secretário geral nacional do PT

Leia também:

Rodrigo Vianna: Boatos contra Chávez agora partem do Brasil



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


22 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Andre

23 de abril de 2012 às 00h11

Os petistas parariam de ser contra o grande porco golpista facilmente.
Bastaria que esses mesmos jornais e veículos que eles dizem ser os grandes responsáveis pelos problemas brasileiros , ainda que o PT mantenha maioria e pudesse ter feito muita mudança necessária, cessassem as matérias que apontem os malfeitos do governo popular do Brasil.
Aí sim veríamos como as coisas funcionam nesse país e concluiríamos bem rápido que o jogo é de se manter no poder.
As mazelas no Brasil pobre – porque é pobre e desigual a despeito das bolsas família e dos discursos que não resistem à realidade – não teriam lá muita importância e não importaria tampouco que os jornais não as publicassem independentemente dos autores.
Afinal, dizem , são 500 anos. Teve o FHC, o Collor,o Sarney -ambos aliados hoje- a ditadura… Não dá, é impossível arrumar tudo isso né?
Como diria Raul Seixas : "Pena eu não ser burro. Eu não sofria tanto."
Eu juro que tenho até boa vontade com o governo popular do Brasil, mas não dá.
Aceitar isso que se vê é negar minha própria essência. Ora, eu me considero honesto e com certos princípios que não comportam o que observo nesse jogo. É demais.
Não se trata de optar por outro caminho porque definitivamente não há.
Depois do governo popular do Brasil , só daqui muitos e muitos anos se verá alguma luz no fim do tunel.
E o que me incomoda é que os apoiadores disso não são ingênuos. Eles sabem disso e ainda assim aceitam com facilidade o que lhes impuseram. A qualquer um que observe a realidade do jogo sujo é lhe dada uma acusação qualquer e tudo está resolvido. Agora está mais complicado acusarem de tucano porque o Datafolha mostrou que 60% dos que se dizem tucanos apoiam o governo.
Bizarro. País bizarro.
O que fizeram com esse povo?
A insistência quase religiosa para que o povo enxergue apenas certa corrupção é gritante, vergonhosa. No entanto não conseguem. O povo , ao contrário, acabou se acostumando .
Como alguém honesto e com princípios pode aceitar isso baseado em pesquisas de aprovação ?
Que vale-tudo é esse?
Esse país deixa qualquer um que tenha bom senso com uma enorme falta de esperança.
Não se confia na imprensa, nos partidos, nos governos, na justiça. A que ponto se chegou.
E não há chance desses milhões adestrados por cada governo que passou por eles, incluindo o de agora, esboçar qualquer mudança.
Morreremos todos e esse jogo não muda. Os únicos sempre a perder já sabemos quem são.

Responder

Jorge Nunes

21 de abril de 2012 às 13h17

Mais importante no debate todo é que a oposição não quer resolver o problema e sim achar o melhor modo de mascará-lo.

Outro problema que bato na mesmo tecla é a falta de participação e cobrança nos partidos conservadores.

O PT é cobrado tanto pela mídia quando pela sociedade civil e junto com seus aliados são os únicos, que segundo a mídia não podem falhar.

O exemplo mais cristalino é o ENEM se fosse num governo tucano seria um pela mídia um retubante sucesso, pois, só houve 0,001% de falhas localizadas. Mas o governo é do PT os 400 problemas num universo de 4 milhões é um grande fracasso.

Hoje a oposição quer mostrar ética em administração pública mas qual a vitrine? São Paulo? Minas? O governo de Ieda no Rio Grande do Sul? Quando o PT era oposição seus governos locais eram usados de vitrine. Neste caso os governos da oposição e seus problemas são ocultados pela mídia.

Se um dia o Brasil tiver umas redes de notícias tipo CNN ou BBC esta oposição sumiria.

Pensem bem FHC governou com todo apoio da mídia e nunca foi popular, o PT está no terceiro governo com altos índices de popularidade. Acho que o pessoal da oposição deveria se perguntar a razão disto.

Para o pessoal da oposição e da mídia parece que só seres pensantes dentro das redações de jornais e entre seus amigos.

Responder

Outro Antonio

21 de abril de 2012 às 11h58

Quando alguém entra para a máfia, é para ser mafioso. Os que estão dentro desse calderão não se salvam e nem são anjos.

Responder

FRANKLIN

21 de abril de 2012 às 11h49

Apesar de tudo o PT ainda é o melhor partido, quando oposição não se ouvia falar em esquemas de corrupção com petista, já a oposição atual é um desastre, sem a mídia não existiria devido a sua incompetência e o seu comprometimento com corruptos e corruptores. O PT é governo e deveria ser exemplo, mas é bom lembrar que ser governo significa estar à mercê de todo tipo de atração do poder corruptor de empresas com negócios com o estado, não justifica o envolvimento de petistas, mas é claramente muito menor do que governos passados, exemplo da privatização da Vale por três bilhões, uma ninharia. Por que será que se privatizou por tão pouco? Só foi por ideologia neoliberal? Ou foi por motivos inconfessáveis? È só ir atrás do dinheiro. Quem vendeu o Brasil por ninharias? Quem apoio isso? Será que nossa imprensa apoio as privatizações, ou melhor, dizendo pilhagem do patrimônio do povo? O jogo deu uma embaralhada, mas os lados continuam os mesmos. Por fim, não devemos ter ilusões (partido 100%honestos) e buscar o melhor para o Brasil, hoje o melhor é o PT no governo central, amanhã veremos.

Responder

Willian

21 de abril de 2012 às 11h37

Jesus me abana! O PT acusando alguém de querer ter o monopólio da virtude! Justo quem! O PT sempre se comportou como a virgem no prostíbulo, ruborizada por ter alguém beijando na boca ao seu lado. Perguntaria ao senhor Pietá em que campo ele colocaria Fernando Collor e Renan Calheiros, que provavelmente farão parte da CPI do Cachoeira: no da pequena elite rica ou a na da maioria da população? Por favor, não tenha medo do ridículo, ok?

Responder

Flora

21 de abril de 2012 às 09h49

Sabe o que descobri sobre alguns comentaristas dos blogs sujos? Eles vão lá nos "limpos", lêem o que que gostariam que fosse verdade e vêm cair na real aqui, no PHA, no Nassif, no Edu, no Tijolaço e em outros maravilhosamente imundos. Daí a choradeira. A verdade dóe, gente, pega leve…rsrs

Responder

Marconi Perigo

21 de abril de 2012 às 08h56

FIXAÇÃO ANAL

As manchetes de O Jornal o Globo online estão impregnadas de "mensalão". Elas são diárias e dizem "nós queremos f…. o Zé Dirceu".
Dizem também que a Dilma, nos bastidores, constroi um muro inespugnável de proteção contra os respingos de merda que virão do ventilador da CPI do Cachoeira – Veja. Mas quando o PIG cita uma frase atribuída à Dilma ou ao Lula, eu logo pergunto: cadê o vídeo?

Proveniente do PIG, eu não acredito em nenhuma notícia que não venha acompanhada de um vídeo com o acusado dizendo o que o PIG disse que ele disse. E memso assim eu ainda fico desconfiado.

Eu reconheço um "jornalista" vigarista ou bandido a quilômetros de distância, e quando um vem se aproximando a primeira coisa que eu faço é colocar a mão no bolso e segurar firmemente a minha carteira com os meus trocados. Esses tais "jornalistas" estão espalhados por todos os jornais, semanários e redes de televisão do Brasil e precisam ser denunciados para que uma parte da população, aquela interessada em saber o que de fato acontece no país, se proteja percebendo o que existe por trás de cada
notícia/enganação/extorção/picaretagem/golpe.

É uma tarefa muito difícil, principalmente para aquelas pessoas que não tem tempo nem computador/banda larga para acessar a internet. Mas devagar a gente chega lá. Não sei se antes de morrer, mas eu insisto.

Responder

O monopólio da vigarice ganha apoio dos papas da mídia « Ficha Corrida

21 de abril de 2012 às 08h37

[…] Pietá: Oposição não quer perder “monopólio da virtude” | Viomundo – O que você não … Rate this: Sirva-se:Gostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. Deixe um comentário […]

Responder

EUNAOSABIA

21 de abril de 2012 às 08h32

Por que será que os mensaleiros e até o filho de um deles não assinaram a CPMI?

Responder

LuizCarlosDias

18 de abril de 2012 às 10h46

Centro do RIO, 18 de abril, banca de revista, VEJA da semana, um exemplar vendido, , sifu, melhor fazer fogareu ou doação pra catadores de lixo. Viva CPI, veja/cachoeira.

Responder

    Aline C Pavia

    21 de abril de 2012 às 11h47

    A capa de hoje tem o Schwarzenegger com o Danny deVito? É isso mesmo?
    Acabei de receber a imagem pelo Face do Gerson Carneiro, mas ainda estou achando que é piada.
    A Veja agora vai concorrer com a Quem, Caras e Contigo nas mesinhas de centro de consultório médico?
    Tem jeito MELHOR de começar o fim de semana, do que gargalhando?

Heber

18 de abril de 2012 às 10h37

para um brasileiro amorfo, insípido e inútil, a sociedade mutatis mutandi, exige absoluta tranparência nas CPIs, no Banestado, no Marka, nos DVDs do oportunity, nas privatizações das teles e das elétricas.
Sugiro trazer dona cristina do boca juniors para ensinar e motivar nosso sempre aguardado comando.
O que faz dona dilma que não disponibiliza banda larga gratuita para todos?

Responder

Gilson Rocha

18 de abril de 2012 às 00h25

E se não me engano, o Monopólio
da Virtude também já foi revindicado
por algumas outras legendas que
já foram oposição… :)

Responder

Gilson Rocha

18 de abril de 2012 às 00h12

Isonomia nenhuma não é?
O governador do DF e o deputado petista
que foi pego negociando 100 mil reais foram
esquecidos como sempre acontece.
E para os desavisados, o sr. Elói Pietá é investigado
pelo Ministério Público Federal/SP desde 2009.
Além disso, o inquérito também apura se houve enriquecimento
ilícito.
Prejuízo de uma obra inconclusa na casa dos 30 milhões.
Foi prefeito de Guarulhos de 2001 a 2008.
Só para informar.

Responder

    Leider_Lincoln

    18 de abril de 2012 às 05h43

    Para merecer o jabazinho do Graeff… http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/04
    Só para lembrar de onde vocês vêm!

    Gilson Rocha

    18 de abril de 2012 às 21h41

    Eu não venho de lugar algum, não tenho
    partido.
    Assim, eu não preciso defender ninguém
    nem partido algum.
    Minha preocupação é com o Brasil e a corrupção
    que tomou conta das instituições do país.
    Corrupção que infelizmente, quase nenhuma legenda
    se salva…

    Paulo Fernandes

    21 de abril de 2012 às 08h55

    A corrupção começou a "tomar conta" do Brasil em 1500, quando Pero Vaz Caminha pediu, na carta ao Rei, emprego pra um parente. Desde então não houve um único momento da história nacional sem (muita) corrupção. A diferença é que durante os períodos autoritários a divulgação das "maracutaias" era proibida. Por isso tem inocente (ou mal intencionado) que diz que na Ditadura "não havia roubalheira". É gente que não conhece (nem quer conhecer) história. A grande vantagem da democracia (pra quem não vive como um avestruz) é que a gente fica sabendo do que acontece e pode tomar alguma atitude. Pra saber da "roubalheira" é preciso imprensa livre. E a imprensa nunca foi tão livre como agora. Nunca se apurou e puniu como agora. E não é mérito (só) do governo atual. É que na democracia muitas coisas saem de debaixo do tapete. Na Ditatura a imensa parte podre do regime fica nos porões. Eu prefiro como está agora. Quem não gosta de democracia deveria ir morar na Coréia do Norte. Ou na Bielorussia.

    joão33

    21 de abril de 2012 às 11h49

    mais mente hein!, gilson rocha voçe faz parte dos trolls , que somen de vez em quando , principalmente quando o bicho pega e fica evidente a podridão da sua turma , vçes tem que periodicamente se reorganizarem para fazer esse trabalho sujo , quanto voçes ganham ?

    Outro Antonio

    21 de abril de 2012 às 11h57

    Você fala da corrupção na privataria? Essa ainda não foi resolvida e nós brasileiros temos que aguentar o PSDB e as empresas bandidas internacionais nos achacando nas tarifas cobradas e no mal serviço prestado. Acho que é disso que você fala né?

    Gilson Rocha

    22 de abril de 2012 às 21h55

    Vou falar quando tudo que estiver
    no livro for comprovado.
    Livros foram escritos sobre Lula, nem
    por isso para eu são verdades.
    Hoje o governo tem maioria no congresso.
    Depende só dele encaminhar uma CPMI.
    O estou errado?

    Sérgio Ruiz

    21 de abril de 2012 às 12h23

    Gilson você é tão imparcial quanto a Veja, Globo, Folha, Estadão… ….

Marcelo de Matos

17 de abril de 2012 às 16h30

Monopólio da virtude é bom hein? Gostei.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!