VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

O balanço da eleição dos vereadores no Brasil


08/10/2012 - 12h25

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Teoria e Debate | Vereadores: tempos difíceis, atenção redobrada

17 de janeiro de 2018 às 17h11

[…] Viomundo reproduzindo infográfico do jornal O Globo. Disponível em: […]

Responder

» Vereadores: tempos difíceis, atenção redobrada

08 de abril de 2017 às 11h48

[…] Viomundo reproduzindo infográfico do jornal O Globo. Disponível em: […]

Responder

VEREADORES E VEREADORAS PETISTAS. O ALICERCE DA CONSTRUÇÃO PARTIDÁRIA – Toninho Kalunga

25 de julho de 2016 às 13h44

[…] militantes de base, posicionando-se de igual modo ou sendo considerados de igual modo. Fonte: Viomundo reproduzindo infográfico do jornal O Globo. Disponível […]

Responder

FrancoAtirador

08 de outubro de 2012 às 21h18

.
.
O PT, DE NOVO, FOI O PARTIDO QUE OBTEVE MAIS VOTOS

PARA O CARGO DE VEREADOR NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO.

A legenda do PT também foi novamente a mais votada.

Esse dado concreto, extraído do resultado da eleição paulistana de 2012,

é extremamente significativo, pois aponta que o Partido dos Trabalhadores

continua com grande base de apoio popular na capital do estado paulista.
.
.
O PT foi o partido que mais elegeu vereadores para a Câmara Municipal de São Paulo, somando 11 representantes.

Em seguida, aparece o PSDB com 9 (nem todos serristas), e o recém-criado PSD, com 7 vereadores.

Em 2008, o PSDB era o partido com o maior número de cadeiras (13).

PMDB, PTB e PV elegeram 4 vereadores cada.

Na sequência, estão PR e PSB, com 3 vereadores.

DEM, PPS e PRB ficaram com 2 vereadores cada.

PHS, PSOL, PC do B e PP têm 1 vereador eleito.

Fontes: G1 e UOL
.
.
COMPOSIÇÃO DA CÂMARA DE VEREADORES DE SÃO PAULO
NAS DUAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS (2012/2008)

2012

2008

http://g1.globo.com/politica/eleicoes-2012/composicao-camara/platb/sao-paulo

http://placar.eleicoes.uol.com.br/2012/1turno/sp/sao-paulo

Responder

    FrancoAtirador

    08 de outubro de 2012 às 22h45

    .
    .
    Detalhe:

    Ao contrário da maioria dos partidos que têm “puxadores de votos”,

    como são os casos do PSDB com Andrea Mattarazzo, do PV com Trípoli,

    do PSD com Goulart, do DEM com Milton Leite, e outros personalistas,

    os votos nos candidatos petistas são distribuídos uniformemente.

    É a soma dos votos, nominais e na legenda, que fortalece a sigla

    e dá consistência à representatividade parlamentar ao partido.

    Na lista dos candidatos mais votados para a Câmara de São Paulo

    o primeiro colocado do PT, Donato, só aparece na 13ª posição,

    mas vem seguido de outros tantos petistas com votação aproximada.

    .
    .
    1) TRIPOLI · PV · eleito 2,32% 132.313
    2) ANDREA MATARAZZO · PSDB · eleito 2,06% 117.617
    3) GOULART · PSD · eleito 1,83% 104.301
    4) MILTON LEITE · DEM · eleito 1,78% 101.664
    5) CORONEL TELHADA · PSDB · eleito 1,56% 89.053
    6) ANTONIO CARLOS RODRIGUES · PR · eleito 1,18% 67.161
    7) OTA · PSB · eleito 1,10% 62.693
    8) MARIO COVAS NETO · PSDB · eleito 1,06% 60.697
    9) ELISEU GABRIEL · PSB · eleito 0,94% 53.634
    10)CELSO JATENE · PTB · eleito 0,91% 52.099
    11)NETINHO DE PAULA · PC do B · eleito 0,89% 50.698
    12)TONINHO PAIVA · PR · eleito 0,85% 48.613

    13)DONATO · PT · eleito 0,82% 47.039
    14)JULIANA CARDOSO · PT · eleito 0,82% 46.757
    15)SENIVAL MOURA · PT · eleito 0,81% 46.524
    16)PASTOR EDEMILSON CHAVES · PP · eleito 0,80% 45.858
    17)SANDRA TADEU · DEM · eleito 0,80% 45.770
    18)NABIL BONDUKI · PT · eleito 0,74% 42.411
    RICARDO YOUNG · PPS · eleito 0,74% 42.098
    MARCO AURELIO CUNHA · PSD · eleito 0,70% 40.130
    ADILSON AMADEU · PTB · eleito 0,70% 40.100
    SOUZA SANTOS · PSD · eleito 0,69% 39.658
    DALTON SILVANO · PV · eleito 0,69% 39.304
    FLORIANO PESARO · PSDB · eleito 0,66% 37.780
    CLAUDINHO · PSDB · eleito 0,66% 37.441
    ALFREDINHO · PT · eleito 0,64% 36.634
    NOEMI NONATO · PSB · eleito 0,62% 35.601
    JEAN MADEIRA · PRB · eleito 0,61% 35.036
    PATRICIA BEZERRA · PSDB · eleito 0,60% 34.511
    EDIR SALES · PSD · eleito 0,60% 34.476
    JOSÉ AMÉRICO · PT · eleito 0,60% 34.291
    MARTA COSTA · PSD · eleito 0,58% 32.914
    AURELIO MIGUEL · PR · eleito 0,57% 32.520
    ATILIO FRANCISCO · PRB · eleito 0,57% 32.513
    ARSELINO TATTO · PT · eleito 0,56% 32.135
    DAVID SOARES · PSD · eleito 0,56% 32.081
    GILSON BARRETO · PSDB · eleito 0,56% 31.995
    CONTE LOPES · PTB · eleito 0,56% 31.947
    JAIR TATTO · PT · eleito 0,55% 31.685
    PAULO FRANGE · PTB · eleito 0,54% 30.891
    RICARDO NUNES · PMDB · eleito 0,54% 30.747
    RICARDO TEIXEIRA · PV · eleito 0,54% 30.698
    VAVA DOS TRANSPORTES · PT · eleito 0,51% 29.242
    AURÉLIO NOMURA · PSDB · eleito 0,51% 29.236
    EDUARDO TUMA · PSDB · eleito 0,50% 28.756
    REIS · PT · eleito 0,50% 28.627
    POLICE NETO – VEREADOR NETINHO · PSD · eleito 0,50% 28.278
    PAULO FIORILO · PT · eleito 0,49% 27.805
    WADIH MUTRAN · PP 0,48% 27.429
    CORONEL CAMILO · PSD 0,47% 26.966
    GILBERTO NATALINI · PV · eleito 0,47% 26.806
    ADOLFO QUINTAS · PSDB 0,47% 26.693
    ALESSANDRO GUEDES · PT 0,46% 26.142
    FRANCISCO CHAGAS · PT 0,46% 26.006
    ITALO CARDOSO · PT 0,45% 25.603
    ANIBAL · PSDB 0,45% 25.434
    JUSCELINO GADELHA · PSB 0,43% 24.739
    JONAS CAMISA NOVA · DEM 0,43% 24.616
    GEORGE HATO · PMDB · eleito 0,43% 24.611
    DR. CALVO · PMDB · eleito 0,43% 24.282
    QUITO FORMIGA · PR 0,42% 24.195
    SELMA ROCHA · PT 0,41% 23.681
    ZELÃO · PT 0,41% 23.678
    SALOMÃO PEREIRA · PSDB 0,41% 23.174
    DR.FARHAT -ADVOGADO DO RATINHO · PR 0,41% 23.160
    KAMIA · PSD 0,40% 22.683
    ARI FRIEDENBACH · PPS · eleito 0,40% 22.597
    MARQUITO · PTB 0,39% 22.198
    CLAUDIO FONSECA · PPS 0,39% 22.161
    FÁBIO RIVA · PSDB 0,38% 21.988
    ZÉ TURIN · PSDB 0,38% 21.677
    ABOU ANNI · PV 0,37% 21.370
    DR. PEDRO KAKÁ · PSD 0,37% 21.350
    TERESA RIBEIRO · PT 0,37% 21.223
    MANOEL DEL RIO · PT 0,37% 21.222
    VERINHA · PT 0,37% 20.910
    CHICO MACENA · PT 0,37% 20.896
    CLAUDETE ALVES · PT 0,35% 19.839
    ORLANDO SILVA · PC do B 0,35% 19.739
    MARCELINHO CARIOCA · PSB 0,35% 19.729
    SIDNEY OLIVEIRA · PV 0,34% 19.587
    DOUTOR MILTON FERREIRA · PSD 0,34% 19.446
    CLAUDIO PRADO · PDT 0,34% 19.199
    VICTOR KOBAYASHI · PSD 0,34% 19.198
    NELO RODOLFO · PMDB · eleito 0,32% 18.219
    LAÉRCIO BENKO · PHS · eleito 0,31% 17.918
    JAMIL MURAD · PC do B 0,31% 17.574
    GILBERTO NASCIMENTO JR · PSC 0,31% 17.467
    TIÃO BEZERRA · PT 0,28% 16.180
    PR. PAGLIARINI · PSDB 0,28% 16.137
    BETO CUSTÓDIO · PT 0,28% 15.793
    ZAMBERETTI · DEM 0,27% 15.460
    ADEMIR DA GUIA · PR 0,25% 14.345
    RAUL GIL JR · PSC 0,25% 14.193
    PAGLIARIN · PSDB 0,25% 14.170
    OLIVEIRA · PSD 0,25% 14.059
    JORGE PEREZ · PSD 0,25% 14.030
    JOÃO JORGE · PSDB 0,24% 13.794
    BELIZARIO · PV 0,24% 13.645
    VALDECIR CABRA BOM · PTB 0,24% 13.571
    MARA GIANETTI · PSD 0,23% 13.326
    MEDEIROS · PDT 0,23% 13.203
    MOZART RUSSOMANNO · PRB 0,23% 12.864
    LUIZA ELUF · PMDB 0,22% 12.641
    MISSIONÁRIA EDILAINE PIRES · PSDB 0,22% 12.574
    CHICO LANG · PTB 0,22% 12.340
    LUCIANO GAMA · PSDB 0,21% 12.154
    AGNALDO TIMOTEO · PR 0,21% 12.009
    JOSÉ ROLIM · PSDB 0,20% 11.447
    FABRICIO COBRA · PSDB 0,20% 11.249
    PR MARCOS MIRANDA · PPS 0,19% 11.051
    YAMADA · PPS 0,19% 10.806
    RODOLFO DESPACHANTE · PHS 0,19% 10.627
    EMILIANO ZAPATA · PT 0,19% 10.580
    PROFESSOR GIBA · PT 0,17% 9.915
    VIVIANI FERRAZ · PR 0,17% 9.804
    MIRO LEITÃO · PPS 0,17% 9.699
    EVERSON MARCOS · PSDB 0,16% 9.358
    DINEI · PDT 0,16% 9.243
    LELIS TRAJANO · PSL 0,16% 9.217
    PAULINHO HELIÓPOLIS · PT 0,16% 8.881
    TONINHO VESPOLI · PSOL · eleito 0,15% 8.722

    http://g1.globo.com/sp/sao-paulo/apuracao/sao-paulo.html

Yarus

08 de outubro de 2012 às 20h12

PSDB, quase 1.000 prefeitos no ano de 2.000, agora, 688 – PT, menos de 200 prefefeiros em 2.000, agora 627 http://t.co/YXkfhiqA

Responder

lulipe

08 de outubro de 2012 às 18h08

Convenhamos que vencer em apenas uma capital no primeiro turno, tendo Dilma e lula com a popularidade nas nuvens, pelo menos nas pesquisas, é muito pouco, não???Mas se preferem se enganar, fiquem à vontade….Ah, e não vale falar em partidos da base aliada não, heim….

Responder

Paulo Moreira Leite: O vencedor foi o Lula; o PSDB, o grande derrotado « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de outubro de 2012 às 15h05

[…] O balanço da eleição dos vereadores no Brasil […]

Responder

lulipe

08 de outubro de 2012 às 14h48

Boa parte do crescimento do PT se deu em municípios pequenos, sem importãncia, no contexto nacional da política.Nas capitais, onde realmente importa, eis os números:

Por mais que queiram os blogueiros progressistas, seja lá o que isso quer dizer, contra fatos não há argumentos.

Responder

    Fanz

    08 de outubro de 2012 às 16h02

    ‘contra fatos… bla blá blá…’ De fato, não há. Vc mostrou uma tabela. Cadê os argumentos?

    Roberto Locatelli

    08 de outubro de 2012 às 16h46

    Além das capitais, há outras cidades importantes. Não dá para comparar uma cidade como Osasco, com 700.000 moradores, com uma pequena cidade do interior (com todo respeito às pequenas e simpáticas cidades interioranas).

    Fatos: 1) O PT foi o partido que mais elegeu vereadores para a Câmara Municipal de São Paulo.

    2) O PT elegeu 612 prefeitos contra 550 em 2008.

    3) PT foi o campeão nacional de votos, com 17,25 milhões, contra 16,68 milhões do PMDB. Pela 1ª vez o PT ultrapassou o PMDB.

    4) Segundo TSE, PT elegeu 5.107 vereadores. Ou seja, 1.901 vereadores a mais em relação às eleições de 2008.

    5) PT elegeu a maior bancada de vereadores em SP; PSDB perdeu mais de 1/3 da bancada.

    6) A resposta à condenação de João Paulo Cunha foi dada nas urnas. PT venceu em primeiro turno em sua cidade – Osasco – SP.

    7) A resposta ao massacre de Pinheirinho foi dada nas urnas. O PT venceu em primeiro turno em OSão José dos Campos – SP.

    Roberto Locatelli

    08 de outubro de 2012 às 17h00

    Mais um dado importante: O PT é o partido c/ mais vitórias nas cidades c/ mais de 200 mil eleitores. Também é o partido que disputará mais segundos turnos.

    Maria Thereza

    08 de outubro de 2012 às 18h22

    Tem gente que ainda acredita em formadores de opinião, nos especilaistas da globo, nos julgamentos midiáticos, nas pesquisas eleitorais sem segundas intenções, que não houve compra de votos para reeleição, nem privatizações no limite da irresponsabilidade, que houve “mensalão”, mas não existe caixa 2. Fazer o que?

    FrancoAtirador

    08 de outubro de 2012 às 21h47

    .
    .
    Outro dado concreto importante, Locatelli:

    O PT continua sendo o partido mais votado

    para a Câmara de Vereadores de São Paulo.

    PT==================1.122.486===(19,65%)

    (Só a legenda do PT===327.886====(5,74%)

    PSDB================1.033.500===(18,10%)
    PSD===================523.918====(9,17%)
    PV====================391.259====(6,85%)
    PMDB==================302.164====(5,29%)
    PRB===================296.230====(5,19%)
    PTB===================287.786====(5,04%)
    PR====================264.636====(4,63%)
    DEM===================223.284====(3,91%)
    PSB===================215.519====(3,77%)
    PPS===================213.356====(3,74%)
    PCdoB=================164.969====(2,89%)
    PSOL==================117.475====(2,06%)
    PP====================111.441====(1,95%)
    PDT====================97.610====(1,71%)
    PHS====================94.298====(1,65%)
    PSC====================54.279====(0,95%)
    PTN====================51.373====(0,90%)
    PRP====================29.988====(0,53%)
    PTdoB==================20.462====(0,36%)
    PPL====================18.825====(0,33%)
    PSL====================17.834====(0,31%)
    PSDC===================14.347====(0,25%)
    PSTU===================12.091====(0,21%)
    PMN====================10.066====(0,18%)
    PRTB====================9.680====(0,17%)
    PTC=====================7.412====(0,13%)
    PCO=====================2.759====(0,05%)
    PCB=====================2.317====(0,04%)

    BRANCOS
    741.560 (10,55%)

    NULOS
    573.524 (8,16%)

    VOTOS VÁLIDOS
    (nominais + legenda)
    5.711.364 (81,28%)

    http://placar.eleicoes.uol.com.br/2012/1turno/sp/sao-paulo

    RicardãoCarioca

    08 de outubro de 2012 às 16h56

    “municípios pequenos, sem importãncia”! Que delícia ver um conservador, militante de uma direita decadente, exprimindo esse pensamento preconceituoso. Isso é um dos motivos pelos quais estão se exterminando. O voto das pessoas lá nos “municípios pequenos, sem importãncia” vale tanto quanto o seu e o meu. São os votos dos brasileiros, onde estiverem, que elegem o presidente e, se a maioria é do PT, Dilma e Lula se quiserem, irão se alternar no poder por décadas. Bye, bye PSDB, que aliás, como diz PHA, só existe no PiG.

    lulipe

    08 de outubro de 2012 às 20h05

    Você deve ter faltado às aulas de interpretação de texto, não??No contexto nacional da política quem tem importância, um prefeito de Belo Horizonte ou de Exu-PE ???

    Abel

    08 de outubro de 2012 às 20h21

    Esse lulipe (em minúsculas mesmo ;) sofre da mesma doença do Merval: câncer no cérebro em estado de metástase avançada…

RicardãoCarioca

08 de outubro de 2012 às 14h36

Globo mostra ída do PSDB para a cova:

http://oglobo.globo.com/infograficos/eleicoes2012-evolucao-partidos/

Articulista da Época – que tem o mesmo patrão do Merval – escreve o óbvio (mas que não é dito no PiG):

http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2012/10/08/pml-quem-ganhou-foi-o-lula

Responder

SILOÉ-RJ

08 de outubro de 2012 às 14h33

E o PSOL heim!!!!
Belíssima trajetória

Responder

Sagarana

08 de outubro de 2012 às 13h55

O PT venceu em Tabocas do Brejo Velho e em Grotões da Macaxeira.

Responder

    Bonifa

    08 de outubro de 2012 às 19h27

    Lá, e em São Paulo também. De A a Z. Não adianta, o PT venceu, aliados do PT venceram, o PSDB encolheu e seus aliados DEM e PPS estão à beira da extinção.

    lulipe

    08 de outubro de 2012 às 22h27

    Em São Paulo???Essa nova matemática eu não conhecia….

Marcos

08 de outubro de 2012 às 13h36

O PT, tendo em vista os ataques que sofreu, é claramente o vencedor dessa eleição.
Mas o novo partido Kassab explica em parte a “desnutrição” dos partidos de direita.
Em minha opinião , não houve grandes mudanças no cenário.
Se o PSB fosse um partido claramente de esquerda, ai teríamos uma hegemonia da esquerda nunca vista.
Aguardemos os próximos capítulos. A única chance da oposição em 2014 é um atrito entre o PT e o PSB. O jogo da mídia será pesado nesse sentido.
Aguardem um tratamento VIP para Eduardo Campos.

Responder

    Ricardo

    08 de outubro de 2012 às 14h32

    Eduardo Campos é o novo queridinho do golpe. Mas acredito q ele não se entrega.

francisco niterói

08 de outubro de 2012 às 12h34

Tendo em vista que as camaras nao foram renovadas em 100%, muito da queda de um partido ocorre porque determinado vereador foi (re)eleito em 2008 por um partido e em 2012 foi reeleito por outro.

Assim, dada a fragilidade do sistema partidario brasileiro, a queda de alguns partidos está relacionada com a ascençao de outro.

Por exemplo: a queda do DEM representa que muitos dos seus eleitos em 2008 nao foram reeleitos, mas significa tambem que muitos foram reeleitos por outro partido (principalmente PSD ou PSB)

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.