VIOMUNDO

Diário da Resistência


Luís Bustamante: Moro poderá ser o Alfredo Buzaid do Bolsonaro
Memorial da Democracia
Política

Luís Bustamante: Moro poderá ser o Alfredo Buzaid do Bolsonaro


02/11/2018 - 00h30

por Luís Augusto Bustamante Lourenço, via whatsapp

O objetivo de Jair Bolsonaro nomear o juiz Sergio Moro como superministro da justiça não é parar a Lava-Jato.

Ao contrário, a intenção é lava-jatizar a justiça.

É provável que operações midiáticas, cinematográficas, com nomes espetaculares, ocorram aos montes daqui em diante.

Terão como alvo, obviamente, lideranças petistas e de movimentos populares, como o MST e MTST.

O objetivo será desmoralizar a oposição e destruí-la até as eleições de 2022. Haverá eleições, mas serão ao estilo das da Rússia, Turquia ou Venezuela, isto é, controladas e com a oposição desfalcada.

Com a criação dos superministros, o governo Bolsonaro ficará parecido com o do general Emilio Médici (1969-1974).

Naquela época, Delfim Neto, superministro da Fazenda, era o sumo pontífice da economia.

Orlando Geisel, superministro do Exército, centralizou a repressão nos DOI-CODI, antes caoticamente dispersa nos DOPS, Cenimar, Ciex e Cisa.

Alfredo Buzaid era o superministro da Justiça, responsável pela censura e pela manipulação judicial.

Foi um dos redatores do AI-5 e bloqueou todas as investigações contra os esquadrões da morte, que atuavam livremente como grupos de extermínio.

O Moro poderá ser o Alfredo Buzaid do Bolsonaro.

*Luís Augusto Bustamante Lourenço é médico pediatra da Universidade Federal de Uberlândia e doutor em história pela FFLCH – USP

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

03 de novembro de 2018 às 19h14

Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABDJ), em nota emitida neste sábado (3), afirma que vai entrar com representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz Sergio Moro.
De acordo com a ABDJ, o objetivo é cobrar do CNJ o “zelo pela isenção da magistratura, o respeito ao princípio da imparcialidade e a garantia da legalidade dos atos de membros do Poder Judiciário”.

https://t.co/9NvP6je6ms
https://twitter.com/revistaforum/status/1058818518723018754
https://www.revistaforum.com.br/associacao-juristas-pela-democracia-vai-entrar-com-representacao-contra-moro-no-cnj/

Responder

Paulo Drubi

03 de novembro de 2018 às 00h49

O texto é esclarecedor.Citando personagens de outrora,fazendo um paralelo perfeito com a atualidade.Os personagens se encaixam perfeitamente ;tanto Buzaid comparado a Moro quanto aos personagens ocultos militares que nos rodeia afinal a historia segue um ciclo de repetições das quais pelo visto o povo brasileiro ainda não aprendeu com erros,por isso repassam a liçao.

Responder

Luiz Antonio Maia de Araujo

02 de novembro de 2018 às 10h48

Texto interessante em suas linhas gerais, porém, é mais um que usa como exemplo negativo países como Rússia e Venezuela… interessante essa obsessão… talvez Freud possa explicá-la… quem sabe aqui achem legal a estrutura política de países tão democráticos como a Arábia Saudita e a Colômbia?

Responder

Cires Pereira

02 de novembro de 2018 às 07h42

Bustamante constrói uma narrativa cujo ponto marcante é o equilibrado é honesto diálogo com o passado. Vê com perspicácia pontos comuns entre a ditadura militar mais recente é o governo Bolsonaro na iminência de se iniciar. Parabéns

Responder

    Francisco Águas

    05 de novembro de 2018 às 16h07

    Luiz Bustamante, quanto Cires Pereira foram meus professores. Grandes referências até hoje.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.