VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Vereadora Juliana Cardoso prevê confronto com Telhada na Câmara de SP


14/01/2013 - 21h14

Juliana Cardoso: “O fato de o vereador Telhada vir fardado à posse é estar numa posição que não é a da Casa”. Fotos: Telhada (Facebook) e Juliana (arquivo pessoal)

por Conceição Lemes

Em 5 de fevereiro, começa a nova legislatura da Câmara Municipal de São Paulo.  E, desde já, há dois fatos inusitados.

Primeiro: três dos 55 vereadores eleitos são egressos da Polícia Militar: o coronel Álvaro Batista Camilo (PSD), ex-comandante da PM, Conte Lopes (PTB), capitão aposentado das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), e o coronel Paulo Adriano Telhada (PSDB), ex-comandante da Rota.

É a chamada “bancada da bala”, que quer leis mais duras, redução da maioridade penal, acabar com baile funk e valorização da polícia.

Segundo: Telhada já comunicou ao vereador Floriano Pesaro, líder do PSDB, o desejo de integrar de integrar a Comissão de Direitos Humanos e Segurança Urbana da Câmara. Quinto vereador mais votado eleições de 2012, ele compareceu fardado à cerimônia de diplomação no dia 1 de janeiro.

Durante a campanha eleitoral, o ex-comandante da Rota usou a sua página no Facebook para fazer apologia à violência policial na periferia da capital paulista.

Em reação à reportagem Ex-chefe da Rota vira político e prega a violência no Facebook, de André Caramante, Telhada incitou seus seguidores na rede social contra o repórter. No início de setembro, o tom subiu: as ameaças de morte ultrapassaram o território da internet e foram estendidas também à sua família. O jornalista teve de sair do país.

“O fato de o vereador Telhada vir fardado à posse é estar numa posição que não é a da Casa”, diz a vereadora Juliana Cardoso (PT). “Aqui, a nossa relação é com o parlamento, com a vereança. Trabalhamos pela legalidade, para ajudar a construir políticas de qualidade para a cidade e não como uma instituição de segurança. Se ele tenciona representar a corporação a que pertenceu, poderia ter continuado como coronel da PM.”

Descendente de indígenas, nascida em Sapopemba, bairro da Zona Leste da capital, militante do movimento popular e educadora social, Juliana integrou na legislatura passada  justamente a Comissão de Direitos Humanos, onde continuará atuando:  “Pelo que já li e ouvi do vereador Telhada, teremos problemas, conflitos político-ideológicos com ele na Comissão de Direitos Humanos”.

Nos últimos tempos, os temas que tomaram conta da pauta  da Comissão foram principalmente as denúncias de violência policial – justamente um dos grandes atores da violação dos direitos humanos no Brasil —   e a Comissão da Verdade.

“As violações de direitos humanos que aparecem aqui são muito ligadas a policiais, e o vereador Telhada tem uma visão totalmente equivocada da questão”, reforça Juliana. “Assim, se ele vier com a visão de segurança urbana, para tratar a violação dos direitos humanos, vai ter confronto.”

Na avaliação da vereadora, não dá certo tratar de direitos humanos e segurança urbana numa mesma comissão. São focos antagônicos.

O ideal é que esses temas fossem tratados em comissões distintas. Tanto que vai solicitar isso à presidência da Câmara no início da legislatura, em fevereiro.

Leia também:

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Vereadores do PT assinaram projeto de Telhada de homenagem à Rota: A troco do quê? - Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de abril de 2013 às 21h43

[…] Vereadora Juliana Cardoso prevê confronto com Telhada na Câmara de SP […]

Responder

Juliana

05 de março de 2013 às 21h53

Ao cidadão que perguntou o que um vereador pode fazer pela seguranca pública, aconselho que vá estudar um pouco a respeito das corporações de São Paulo e aprender que a gestão da Guarda Municipal é de competência do Município, e é nisso que o Coronel vai trabalhar.

E aos demais, agradeço por estarem popularizando cada vez mais o Coronel… Futuro deputado por SP!

Responder

abolicionista

17 de janeiro de 2013 às 08h04

Procurem informações a respeito do histórico de Telhada. O coronel já esteve preso várias vezes e enriqueceu de maneira obscura, não me parece um currículo muito desejável para quem alega combater o crime…

Responder

Rodrigo Leme

15 de janeiro de 2013 às 20h52

Agora que me liguei da manchete catastrófica, cheia de drama…rs.

Incrível como algumas manchetes usam e abusam da manipulação de termos para dar uma idéia errada. No exemplo desta manchete, a palavra “confronto”.

Responder

    Elton

    16 de janeiro de 2013 às 20h09

    E o que é “confronto” em sua visão? Briga de PORRADA? tiroteio? Luta corporal?
    Explica aí, senhor direita….

Luiz Gomes

15 de janeiro de 2013 às 20h11

A fala do coroné durante toda uma vida é menos rica que uma entrevista do traficante Nem, defendido pelo advogado Luiz Azenha (rs).

Responder

Lilian

15 de janeiro de 2013 às 17h15

O cidadão insufla, incentiva violência contra bandidos e ‘bandidos’, insuflando assim, também, mais violência de bandidos e ‘bandidos’ contra população, já que bandidos e ‘bandidos’ têm acesso à internet.

Assim, como quem quer uma coisa, ele consegue outra: um círculo vicioso que só faz aumentar a criminalidade, demandando mais guerra e mais grana. Assim, Telhada ajuda a apertar o gatilho da arma do latrocida e satisfaz sua patológica vaidade.

Sistema político falido, comprovadamente, por mais esta aberração: um jornalista é obrigado a sair do país por ameças de morte causadas por um…deputado.

Responder

    genital lacerda

    15 de janeiro de 2013 às 19h31

    entendeu pessoal??? então não fiquem aqui falando mal de bandidos pq eles podem se zangar e da próxima vez alem de te assaltar, degolar, estuprar, queimar sua casa podem ainda chutar seu cão e falar mal de sua comida…
    quer dizer, não reclamem que fica pior…afinal os bandidos sofrem muito com a má fama que tem, suas mães ficam muito tristes…vc deve falar assim
    (quando te contarem que foram assaltados e agredidos)..”mas vc deve se dar por feliz pq te pouparam a vida…dinheiro a gente consegue mais”…
    essa é a sensatez da classe media acovardada e bestializada pelo “Humanismo cristão” da esquerda…e se entenderam..me explica que não entendi nada.

    Elton

    16 de janeiro de 2013 às 20h11

    Com um apelido como esses, não há de entender nada mesmo…

Yacov

15 de janeiro de 2013 às 17h04

O Legislativo não é a caserna nem academia de polícia, portanto, não se justifica o uso da farda no recinto, assim como n]ão se justifica o uso de armas. E a PM, principalmente a de SP, é o maior e mais torpe resquício da ditadura, quando cada estado tinha o seu próprio ‘exército’. Também é um antro de bandidos e corruptos de farda que matam por prazer, fazendo o papel de polícia, advogado de acusação e juíz, nada sabem, portanto, de direitos humanos e cidadania. Os DIREITOPAZZOS se indignam com o termo direitos humanos, pois acham que nessa sociedade excludente que eles (ainda) comandam, e que eles próprios construíram às custas da exploração, expropriação e apropriação do trabalho alheio, só eles, os ‘mais-preparados’ e seu capital manchado de sangue, é que são humanos. UM MILHÂO DE VEZES: FORA TELHADA !!!

“O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBBBo – O que passa na gloBBBo é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

Responder

    Ted Tarantula

    15 de janeiro de 2013 às 19h34

    O PR (public relations) do PCC ta fazendo hora extra..

Urbano

15 de janeiro de 2013 às 16h36

Arfe, Maria… Vai botar a Câmara na rota.

Responder

Edno Lima

15 de janeiro de 2013 às 14h28

Os petistas são mesmo engraçados; se algum vereador/a tomasse posse com trajando alguma indumentária que representasse raça, religião ou que carregasse algum outro simbolismo,certamente teria sido louvado pelos petistas, mas com uma farda da PM não pode. O PM está lá porque foi eleito, tal qual os petistas. A câmara dos vereadores não é o clube da luluzinha , não é reunião de comadres.caso a vereadora não quisesse ter conflitos político-ideológico na cãmara dos vereadores ,deveria ter continuado em casa cuidando do marido e dos filhos.
A PM, em qualquer lugar do Brasil tem maus elementos em suas fileiras , porém não são os maiores violadores de direitos humanos, os bandidos o são.
Obs. Não sei de onde foi tirada a ideia de que vereadores vão legislar sobre aplicação da lei penal (endurecimento das leis e redução da maioridade penal), eles podem querer á vontade, mas não podem legislar a respeito do assunto.

Responder

    alício

    15 de janeiro de 2013 às 16h46

    Sua teoria é “ladrão que rouba ladrão tem cem anos perdão”.Vocês psdbostas são engraçados!!

    Edno Lima

    15 de janeiro de 2013 às 18h14

    Ladrão? Onde vc leu a palavra ladrão? Por enquanto é o PT que possui quatro parlamentares/dirigentes “condenados” por corrupção, formação de quadrilha. fora a petista solicitou a confcção de diploma falso para o marido!Ah petistas1111

    Elton

    16 de janeiro de 2013 às 20h13

    “ficar em casa cuidando do marido e dos filhos”………machista além de tucano…. mas as coisas são assim mesmo……

    Joe

    17 de janeiro de 2013 às 19h40

    Você esta comparando a farda policial com “indumentária que representasse raça, religião…” ????
    Simbolismo tipo os que estão na bandeira da PM???

leia

15 de janeiro de 2013 às 13h53

Vereadore, näo fique täo indignada näo, pois quando este infeliz morrer ainda deixará para a filha ou filhas uma boa pensäo para elas viverem bem às nossas custas. E viva o Brasil

Responder

    Leilane

    15 de janeiro de 2013 às 14h43

    É verdade Leia, vamos todos pagar as pensões das filhas do vereador Telhada (as que forem menores de 21 anos ou inválidas); assim como pagamos a bolsa ditadura do Lula e de muitos outros “perseguidos”; vamos pagar a pensão das filhas da vereadora Juliana Cardoso, vamos pagar a pensão da viúva do Michel Temer, assim como pagamos (todos os brasileiros) pensões aos jogadores de futebol das seleções campeãs do mundo em 1958, 1962 e 1970 e talvez paguemos também a pensão das suas filhas quando vc morrer !
    E viva o Brasil!!!

Wagner Martos

15 de janeiro de 2013 às 12h13

“Três dos 55 vereadores eleitos são egressos da Polícia Militar: o coronel Álvaro Batista Camilo (PSD), ex-comandante da PM, Conte Lopes (PTB), capitão aposentado das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), e o coronel Paulo Adriano Telhada (PSDB), ex-comandante da Rota.”

O que eles t~em em comum?
Todos são filiados ao demotucanismo.
Se o Jeca Tatu existisse ele diria: “ou acabamos com os demotucanos ou eles acabam com o Brasil”

Responder

    alício

    15 de janeiro de 2013 às 16h50

    Eles estão em extinção(psdb/dem/pps). Como disse o filósofo Romário: “O mal por si mesmo si destrói”.ELES ESTÃO EM EXTINÇÃO!!!!

strupicio

15 de janeiro de 2013 às 09h30

A marcha da insensatez da “sensível” pequena burguesia “de esquerda” que nada sabe da realidade exterior a seus texticulos viajantes..na maionese.
O exemplo mais impressionante disso é, por exemplo, é o doutor drauzio varela, médico midiático, que por sua experiencia no Carandiru, tomou-se de encantos pela “ética dos criminosos” que presenciou na prisão. E vive a quatro cantos a louvar essa “honra entre ladrões”..a seu favor pode-se considerar que, como burguês e médico, provavelmente foi na prisão que pela primeira vez viu algum tipo de “ética”…o que diz muito sobre ele mesmo e muito pouco sobre seus “heróis”, estupradores, psicopatas, assassinos e ladrões que tanto frêmito causa à alma de pequenos burgueses atoleimados.

Responder

    MariaC

    15 de janeiro de 2013 às 11h46

    Estoou bastante orgulhosa de meu trabalho de cabo eleitoral de Dr. Haddad.

augusto2

15 de janeiro de 2013 às 09h16

por falar em municipalidade, nao estamos sabendo de algo direto, algo cheguei nem impacto até agora. Prefeito Haddad o sr nao pegou a doença da sra dilma, pegou?
Quais os novos, bons e bonitos ovos nessa cesta, sr haddad? Eu tenho pra mim que à boa galinha nao basta botar, é preciso cacarejar.

Responder

Romanelli

15 de janeiro de 2013 às 08h18

vamos lá VEREADORA, aí é casa de DEBATE e de contrários, de entendimentos e não de CONFRONTOS e ameaças.

..penso que temos coisas MAIS importantes pra debater do que atacar chapéu de um e cocar do outro, ou rabo de cavalo dum qq..

prime-se pelo conteúdo e menos pelas aparências, faz favor ??!!

aliás, alguns temas pra vc se inspirar

-LOCOMOÇÃO da população, por exemplo com a transformação do minhocão num “MONOTRILHO” suspenso aliado a boulevard (bom pra desafogar metrô e pra qualidade de vida da cidade) ou, ou uma Política de transporte coletivo embasada mais em MONOTRILHO suspenso (mais barato por ir sobre o canteiro central dos corredores e SEM exigir desapropriação e/ou transporte de terra) do que os intermináveis metrôs e INEFICIENTES e PRIMITIVOS corredores de ônibus que TOMAM espaços já exíguos

-política de melhoria do ar envolvendo adensamento de árvores pelas ruas, avenidas, em estradas das entradas da cidade, com mais parques e praças, por exemplo, com o do ESTADO que esta sendo ameaçado de virar um Salão pra feiras e eventos.

-atacar Habitação em áreas de risco e meta ZERO pra FAVELIZAÇÃO/invasão, INCLUSIVE DENTRO de RIOS, como no caso do Tamanduatei próximo a AV.Juntas Provisórias

-rever o plano de benefício e salamaleques dados aos vereadores que NÃO se justificam, e/ou podem ser classificados como abusos e arbítrios

-rever a lei do PSIU que facilitou a vida de BADERNEIROS e SELVAGENS que pensam que o espaço público é deles, estes que constantemente ATORMENTAM a população com seus FUNKS, forrós, samba e sertanejos varando a noite inteira, deixando a população ordeira sem ter a quem poder recorrer.

bem, idéias e sugestões não falta, aqui penso que cabe lembrarmos do ditado que dizia, “CABEÇA VAZIA, morada do diabo”

Responder

    Rafael Kurdt

    15 de janeiro de 2013 às 23h38

    Romanelli;

    Faço minhas as suas palavras.
    Melhor e mais sensato comentário a respeito dessa questão!

    __
    Rafael

J.Amaro

15 de janeiro de 2013 às 07h30

Telhada é a rota do atraso.

São Paulo tá dando marcha a ré. Que tristeza.

Responder

Rodrigo Leme

15 de janeiro de 2013 às 07h25

Eita gente que não tem o que fazer. Tem tanta coisa duvidosa para discutir sobre o Telhada para se discutir se ele usa farda ou não. Qualquer membro da corporação tem direito de ter orgulho da farda, usada inclusive em cerimônias solenes, como foi o caso da diplomação.

Precisa parar com essa coisa de estigmatizar policial, tomando o todo pela parte. Ta cheio de canalha, assassino, que se esconde atrás de um terno. Na hora do aperto todo mundo liga pro 190…

PS: Esse é o mesmo povo que acha lindo Fidel e Chavez comandarem seus países usando farda. Sem contar que se denominam “comandantes”. Inclusive a vereadora deve ser uma dessas que ADORAM o fardão do Fidel…

Responder

    alício

    15 de janeiro de 2013 às 16h54

    Ainda bem que eu moro a 2000Km de Sum paulo. Cruz credo!!

    Ted Tarantula

    17 de janeiro de 2013 às 13h15

    qual o nome do filme?? Alicio não mora mais aqui..

    Juliana

    05 de março de 2013 às 21h58

    Rodrigo, finalmente uma pessoa sensata por aqui.
    Telhada é formado em Direito e pós graduado em segurança. Tem competência de sobra para alavancar uma melhoria na segurança do nosso Município.
    E as pessoas, que se acham tao inteligentes e certas, perdem tempo discutindo se o cara vai fardado ou não.

    Qualquer coisa que esse Coronel faz se torna polêmica… Deixem o cara trabalhar vestido como quiser.

    Hipócritas!

abolicionista

14 de janeiro de 2013 às 23h41

Telhada fardado na câmara é o retrato mais evidente dos anseios democráticos da elite paulista.

Responder

Messias Franca de Macedo

14 de janeiro de 2013 às 22h58

… Respeito absoluto aos direitos humanos é algo inalienável! Ponto. Agora, seja na periferia, seja nos bairros da burguesia, a ação policial tem que ser ostensiva e contundente! Ou continuaremos a assistir barbaridades a exemplo da morte estúpida da gestante, vítima da delinquência abominável e inaceitável? Políticas públicas de inclusão social; geração de emprego e renda; investimentos massivos em educação; ações de inteligência, prevenção e repressão por parte dos órgãos policiais… O que importa é a paz social… A meu ver, o vereador tucano pode comparecer fardado em todas as sessões da Câmara Municipal de São Paulo… Contestar o livre arbítrio é, antes de tudo, intolerância e discriminação… Perfumaria diante dos problemas seriíssimos e gravíssimos que encontramos todos os dias e todas as noites neste país da impunidade e da barbárie…

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    genital lacerda

    15 de janeiro de 2013 às 09h36

    Pelo que entendi vc acha que deve-se, sim, se preocupar com a segurança publica e com a punição de ações anti sociais???? que se deve prender ladrões e assassinos a fim de poupar os inocentes de sua ação nefasta?
    como ousa vir a um blog de esquerda dizer uma coisa dessas? aqui criminosos são intocáveis e quem disser o contrario só pode ser um…fascista, um troll, quiçá, horror, horror..um tucano. O PCC é apenas um grupamento de pobres oprimidos, politicamente inconscientes mas com enorme potencial de uso politico quando chegar a hora da revolução final, nosso grande sonho..

FrancoAtirador

14 de janeiro de 2013 às 22h54

.
.
A Elite Paulistana

também tem um Bolsonaro.

Deve estar vibrando…
.
.

Responder

    maria olimpia

    16 de janeiro de 2013 às 17h42

    Disse tudo, FrancoAtirador!

Messias Franca de Macedo

14 de janeiro de 2013 às 22h45

O TARSO GENRO ESTÁ CERTO: O PT TEM QUE SER “REFUNDADO”!

########################

Haddad diz não a indicações políticas na prefeitura
Enviado por luisnassif, seg, 14/01/2013 – 13:49
Por marcelosoaressouza
Do Último Segundo

Haddad recusa pressão por cargos, causa insatisfação no PT e suspense na Câmara
(…)
Ricardo Galhardo

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/haddad-diz-nao-a-indicacoes-politicas-na-prefeitura

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!