VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Jair de Souza: Documentário Catastroika em português


02/06/2012 - 17h05

por Jair de Souza

Creio que você já conhece o documentário grego Catastroika, recentemente lançado ao público pelos mesmos realizadores de outro importante documentário, Dividocracia.

Fiz a adaptação das legendas ao português do Brasil e gostaria de contar com a ajuda do Viomundo  para sua divulgação entre nós.

Neste novo documentário, podemos constatar como se originou a política global de privatizações em massa, com a aplicação dos métodos muito bem relatados por Naomi Klein em seu conceituado livro A doutrina do choque.

Podemos ver que, para implementar o propalado modelo de “Estado mínimo”, é preciso usar ao máximo a força do Estado, especialmente forças militares e policiais, para vencer as enormes resistências de grande parte da população. Ou seja, os defensores do “Estado mínimo” apelam para o Estado máximo para impor suas condições a toda a sociedade.

A partir dos postulados do neoliberalismo, entenderemos que o Estado só deverá manter-se afastado na hora da apropriação dos recursos gerados pelo conjunto da nação (para evitar que os mesmos caiam nas mãos erradas da maioria). Estes recursos devem sempre ficar à disposição dos grupos econômicos (especialmente os representantes do capital financeiro) que de fato comandam o Estado. A participação estatal na questão da distribuição da renda só será admitida (e, na verdade, exigida) quando o modelo entrar em crise e gerar situações que ponham em risco os interesses dos grupos econômicos dominantes. Aí, sim, o Estado precisa desempenhar um papel de primeira linha e deve atuar para fazer com que o conjunto da sociedade assuma os custos da crise originada pelas ações especulativas daqueles que vinham se beneficiando do sistema.

O documentário nos mostra em detalhes como se gestou a crise na Grécia. Também nos deixa muito claro que permanece plenamente em vigor a máxima do neoliberalismo econômico, a qual reza que: “Todo lucro deve sagradamente ser apropriado de forma privada, e todos os prejuízos que surjam desse processo de apropriação devem necessariamente ser assumidos pelo conjunto da sociedade”.

Em outras palavras, o neoliberalismo defende a ideologia robinhoodiana com sinal trocado: “Tirar dos pobres para servir aos ricos”.

Leia também:

Costas Lapavitsas: Grécia no euro será empobrecida, envelhecida e colonizada

Grécia: Cada vez mais próxima de uma saída à Argentina

Grécia ameaça detonar o partido do austeritarismo

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

LEANDRO

04 de junho de 2012 às 15h28

“emigram ou tem que viver com 500 euros por mês”…aqui com 291,00 (114,00 euros) por mês você já é da classe média “de acordo com os novos critérios do governo, divulgados pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE).”…e eles que estão em crise?

Responder

Gerson Carneiro

04 de junho de 2012 às 05h31

Essa palavra Catastroika lembra a Rússia.

O que me fez lembrar de notíca recente daquele país.

“Morre na Rússia, ao 77 anos, Trololó”.

Me chamou atenção porque com Trololó agora falecido o discurso de um certo eterno candidato enfraquece.

Curioso é que Trololó morreu de derrame cerebral. teria sido causado por uma bolinha de papel?

Fonte: http://actualidad.rt.com/actualidad/view/46085-Fallece-M%C3%ADster-%E2%80%98Trolol%C3%B3%E2%80%99%2C-cantante-sovi%C3%A9tico-que-revolucion%C3%B3-Red

e

http://blogdomello.blogspot.com.br/2012/06/morre-na-russia-aos-77-anos-trololo-e.html

Responder

Renan

04 de junho de 2012 às 00h31

O problema deste documentãrio e das reportagens que vão na mesma linha, é que NUNCA se dá nome aos bois. É sempre assim: Empresa tal deu propina, Grupo tal domina isto indevidamente, o Parlamento resolveu por isto, e por aí vai.

O dia em que passarem a dar nome aos criminosos: Fulano de tal fez isto, Sicrano de tal negociou indevidamente aquilo… , neste dia as coisas começarão a mudar pois será quando estes caras saberão que o povo sabe quem eles são. Nada como o suor do povo no cangote de aproveitadores para colocá-los no devido lugar.

Disto tudo no vídeo, nenhum deles foi ou vai para a cadeia. Portanto, continua valendo a pena sempre se tentar e tentar subjugar os povos e nações.

Responder

Frank

03 de junho de 2012 às 22h57

Muito bom documentario. Parabens Jair pela traducao!! Confesso que o que mais me tira o sono hoje é o fato de todos nós ao usarmos Windows, Android, Apple e Facebook , estarmos enviando dados, informacoes para as maos dos americanos de graça. Todos os nossos dados passam por lá e, comoo sabemos, os americanos sao por natureza : golpistas. Chegará o dia que usarão deste poder ilicitamente. Estejam certos disto!!

Precisamos que se traduzapor completo o documentario abaixo: Confissoes de uma Assassino Economico

Conta perfeitamente como os Eua trabalham as privatizacoes e as crises no mundo.

http://m.youtube.com/index?desktop_uri=%2F&gl=BR#/watch?v=aqIHKWd9rSc

http://m.youtube.com/index?desktop_uri=%2F&gl=BR#/watch?v=7fVAifnnlg0

Segue um pequeno trecho ja traduzido. Parte 1
http://m.youtube.com/index?desktop_uri=%2F&gl=BR#/watch?v=spcNZ2seh_Y

Responder

Emir Sader: O dedo do Lula e sua origem de classe « Viomundo – O que você não vê na mídia

03 de junho de 2012 às 22h05

[…] Jair de Souza: Documentário Catastroika em português […]

Responder

Luiz Cláudio Ribeiro

03 de junho de 2012 às 19h50

Reforço meu desafio ao Lula e à Dilma, tendo em vista a divulgação desse documentário: por que não abrem a caixa preta da privataria tucana revogando o decreto presidencial que dilatou o prazo de confidencialidade dos documentos presidenciais arquivados com selos os mais diversos (secretos, confidenciais, sigilosos etc.)??? Não existe democracia petista, grega, tucana, estadunidense, venezuelana… Só existe uma democracia: aquela em que os governantes não ficam manipulando informações por terem o rabo preso… Será que no meio da papelada existem outros documentos que podem comprometer pessoas que os tucanos não gostam???

Responder

mineiro

03 de junho de 2012 às 18h02

podemos dar graças a deus de joelho pelo povo nao ter caido na armadilha dos demonios tucanos, porque se nao estariamos na mesma situaçao da grecia. o que esta acontecendo mundo afora mostra que os ditadores de plantao disfarçado nao mercado economica mostra isso. o que esta acontecendo na grecia e em mais paises europeus é a prova disso. o povo esta sofrendo as consequencias da maldita crise global implantada pelos malditos ditadores dos banqueiros. a se o brasil tivesse nas maos dos demoniacos tucanos , estariamos todos passando fome. so para ter uma ideia é capital da elite golpista paulista , olha a diferença dos estados que sao governados por esses desgraçados e os que nao sao. e ainda por cima sao os principais a ajudar a derrubar o governo dilma. logico que nao sao todos , mas a maioria claro.

Responder

Fabiano Araujo

03 de junho de 2012 às 13h59

Este vídeo é bem feito e serve para nos advertir sobre o que teria acontecido com economia e com a sociedade brasileiras se o PSDB tivesse continuado no comando do governo federal. Duas decisões tomadas pelos governos do PSDB no ambito estadual paulista podem ilustrar a “catastroika” que estaria ocorrendo no Brasil:
1-) a compra do Banespa pelo Santander está se transformando em uma ameaça ao conjunto do sistema financeiro brasileiro. Atualmente, o Santander- Espanha tem uma exposição (empréstimos concedidos) na Europa,que é 9 vezes maior que o total de depósitos feitos, pelos clientes, nesse banco.O sintoma de que, as coisas não estão nada boas, para o banco espanhol, é a tentativa do grupo Santander de vender uma parcela dos ativos que possui no Brasil,objetivando, desse modo, transferir mais recursos (além dos lucros) para a matriz espanhola na tentativa de fechar o buraco lá. É bom lembrar que, na crise de 1929, o sistema financeiro alemão afundou, quando os americanos iniciaram o repatriamento de seus ativos para os EUA.
2) O controle da linha amarela do Metro por uma empresa privada criou um situação administrativa confusa no Metro, pois uma parte está sob controle público e outra parte sob domínio privado. O acidente verificado na linha vermelha, algumas semanas atrás,devido a uma falha do sensor, não teve consequências funestas porque o maquinista acionou os freios de emegência. Se tal fato tivesse ocorrido na linha amarela poderia ter havido mortes, pois para maximizar os lucros, o consórcio privado que a controla suprimiu os maquinistas. No trecho do vídeo que aborda a privatização do sistema ferroviário britânico observa-se que, vários técnicos dizem que os acidentes aumentaram inclusive com mortes.

Responder

Paciente

03 de junho de 2012 às 06h40

A única arma contra isso é a informação. É preciso diminuir o poder que uns poucos meios de comunicação possuem de formar opinião.

Lula foi um grande presidente (mas não teve coragem/oportunidade/apoio) para enfrentar os bancos e a midia… politico algum quer briga com midia e com isso a midia vai se fortalecendo e ampliando os limites de sua influencia (tem brasileiro pobre a favor da privatização, a globo e a veja o convenceram de que era algo bom).

Dilma é uma excelente presidenta está inclusive indo mais longe que Lula enfrentando os bancos (Lula deixou condições para isso), mas também não enfrenta midia.

Dilma deveria ampliar o numero de concessões de TV, mas ampliar muito, muito, de forma que cada famlia pudesse escolher entre dezenas de canais e criar estratégias para que estes novos canais não voltassem a se concentrar em algumas familias.

A internet melhorou bastante a relação entre os brasileiro e ainformação, mas a maior parte dos internautas visitam UOL e Terra… os blogs da midia de direita e bobagens… é a midia influenciando na midia.

Responder

Jair de Souza

03 de junho de 2012 às 00h45

Estimados amigos, ao rever o documentário após a legendagem, me dei conta de que várias expressões alheias ao português do Brasil ainda permaneciam na tradução. Fiz uma nova revisão e subi novamente o vídeo ao Youtube. O acesso a esta nova versão com as legendas corrigidas é o seguinte: http://youtu.be/RXYAJF9ZmkY . Embora fosse possível ter compreensão plena do conteúdo do vídeo na forma como estava, acredito que será melhor vê-lo com as legendas num nível mais apropriado. Obrigado pela compreensão.

Responder

Elza

02 de junho de 2012 às 23h50

Eh devido a esse modelo neoliberal da era FHC, q hj estamos sofrendo as consequências de uma saúde, educação e segurança pública, horrível sucatearam estes três valores básicos do ser humano. A população foi crescendo, ficando kd vz mais pobre e investimentos nessas áreas nenhum, devido a esse modelo infame de estado mínimo. E depois ainda temos q/ assistir e ouvir comentários c/ críticas ridículas do Pig ao governo Lula, q/ conseguiu melhorar um pouco mais a vd dos mais pobres e pq ñ dizer tbm dos mais ricos, já q o Brasil cresceu.

Responder

carlos dias

02 de junho de 2012 às 21h23

Isso ai ja aconteceu aqui no Brasil, na Era FHC!!! Igualzinho!!
Era horrivel, culminou no Apagão elétrico que nos fez ficar as escuras….
Esses povos caem no conto do vigário sempre.. putz
As reflexões finais do filósofo grego são muito importantes..
Vamos ficar passivos???
Tranquilidade ou liberdade? o que o povo quer, afinal?

Responder

abolicionista

02 de junho de 2012 às 21h12

É exatamente isso que o PSDB estava fazendo no Brasil.

Responder

clodoaldo

02 de junho de 2012 às 20h30

LCA, não podemos nos esquecer que no fim do governo tucano,eles queriam implantar novas leis trabalhistas no Brasil,com a curtina de fumaça que servia para desinformar os trbalhadores, dizendo através de veículos de imprensa (como exemplo a Veja, e vários outros do PIG) que essas novas leis seriam para viabilizar o relacionamento trabalhista entre patrão e empregado, porem seu verdadeiro propódito era o de facilitar a vida dos patrões em detrimento de direitos de seus trabalhadores.

Responder

Roberto Weber

02 de junho de 2012 às 20h11

Qualquer semelhança entre o neoliberalismo e a prostituição, mais antiga profissão no mundo, é verdadeira e não proposital.

Responder

Moacir Moreira

02 de junho de 2012 às 20h08 Responder

demetrius

02 de junho de 2012 às 19h10

muito obrigado

Responder

João Caveira

02 de junho de 2012 às 18h50

Já vi o video que fala sobre a “Doutrina do Choque”, da Naomi, e não resta dúvidas sobre a veracidade dos fatos. Qdo começou a grita da globalização já se esperava que isso era um golpe contra os mais pobres. O pior é ver gente da raia miúda defendendo o “Estado Mínimo” sem saber o que estão falando. Apenas repetem o PIG. Pobres diabos!

Responder

    Mário SF Alves

    03 de junho de 2012 às 20h33

    Perdoe-me pela observação, mas, prezado João, arraia miúda só é arraia porque a oligarquia-Casa-Grande-Brasil-Eterna-Senzala e seu braço ideológico, o PiG, assim o quer. Mas, felzmente, isso está mudando, meu caro, e esse papel de papagaio de pirata atribuído à dita arraia miúda tende a perder força.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.