Egito: O gás lacrimogêneo que veio dos EUA

Tempo de leitura: 2 min

Funcionários de porto no Egito rejeitam toneladas de gás lacrimogêneo vindas dos EUA

Carga seria usada contra os manifestantes da praça Tahrir, alegaram os fiscais

do Opera Mundi, sugerido pela Regina Braga

Funcionários do porto de Suez se recusaram nesta segunda-feira (28/11) a assinar o recebimento de sete toneladas e meia de gás lacrimogêneo dos Estados Unidos, alegando que o gás seria utilizado contra os manifestantes da praça Tahrir.

Agencias de noticias locais publicaram o documento que identifica a carga de 479 barris programada para ser entregue ao Ministério do Interior. Os relatórios também informam que um segundo carregamento de 14 toneladas estaria previsto para ser entregue esta semana, totalizando mais de 20 toneladas do gás.

A mídia local já apelidou os funcionários do porto como “os cinco corajosos”. Um comitê de avaliação investigará a razão que levou os funcionários a recusarem a execução de suas funções.

A noticia da chegada do gás agitou também as mídias sociais. “Bombas de gás lacrimogêneo são mais importantes que a importação de trigo para fazer pão”, disse um egípcio no twitter.

A reportagem do Opera Mundi foi abordada inúmeras vezes na praça Tahrir por manifestantes que queriam mostrar as bombas utilizadas pelas Forcas Armadas, sempre enfatizando a procedência das mesmas – “made in USA”.

De acordo com o “Journal of Royal Medicine”, o uso do gás pode ter sintomas que duram mais de um ano. Manifestantes relatam que os efeitos da exposição incluem tosse, dores no peito, visão turva e muitas vezes sentem os braços tremerem.

“Trabalho a 500m de Tahrir e estamos lacrimejando no escritório o dia inteiro. As Forcas Armadas usaram o gás lacrimogêneo há cinco dias, mas nos continuamos sentindo os efeitos.”, relata Ayman Assem.

Milhares de bombas de gás lacrimogêneo foram disparadas contra manifestantes egípcios nas ultimas duas semanas nos confrontos que aconteceram no centro do Cairo.

Leia também:

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Alvimar

"Gás lacrimôgeneo "made in Brazil" é usado na repressão no Bahrein, dizem ativistas"

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram bombas fabricadas no Brasil que teriam sido usadas para reprimir manifestantes no Bahrein
http://revistaepoca.globo.com/Mundo/noticia/2011/

Bonifa

Surpresa total. Essa interdição vai ficar na História, para quem acredita que depois do mom

ento atual ainda vai haver História. É tremendamente simbólico, e anuncia que ouitras surpresas vão acontecer.

marcosomag

Uma sugestão ao editor do site: o "blog da saúde" poderia abordar forma de evitar conseqüências nocivas ao organismo do uso de armas de dispersão de multidão pela Polícia. Existe pouquíssima informação sobre o assunto na rede e também nas mídias convencionais. Uma matéria a respeito poderia esclarecer dúvidas. Por exemplo: cobrir o nariz com pano molhado ajuda a evitar efeitos do gás lacrimôgeneo? Quanto ao Egito: alguém acredita que os resultados da "eleição relâmpago" promovida pela Junta Militar têm alguma credibilidade?

5 de dezembro de 1976: O dia em que o Corinthians conquistou o Rio « LIBERDADE AQUI!

[…] Egito: O gás lacrimogêneo que veio dos EUA […]

FrancoAtirador

.
.
Polícia de São Paulo usa spray de pimenta contra crianças da favela

Polícia Militar de São Paulo usa spray de pimenta, gás lacrimogêneo e balas de borracha para desocupar casas construídas na região da Favela Real Parque, na capital de São Paulo.

Entre os atingidos pela ação da PM, uma criança de colo, um bebê de apenas um mês de vida e uma mulher grávida, que entrou em trabalho de parto.

[youtube b256iMiRAQc http://www.youtube.com/watch?v=b256iMiRAQc youtube]

Nelson

Coisas daquele que, dizem, é o país mais democrático do planeta.

Lu_Witovisk

É o povo acordando!! Esses fiscais representam a ponta do iceberg: todos os poderosos tem "subalternos" do povo. É um excelente exemplo de boicote dessa corja. Divulgando!!

FrancoAtirador

17/10/2011

Oficial PM acusado de lançar spray de pimenta em crianças no Morro do Bumba é promovido a major

O ex-capitão, atual major da PM Bruno Schorcht, transferido do 12º BPM para o 20º BPM há 45 dias, saiu com uma promoção da denúncia oferecida por promotores do Ministério Público, após ele ter sido flagrado em março deste ano espirrando um spray de pimenta nos olhos de manifestantes em Niterói, entre eles duas crianças e a avó delas, que protestavam contra o descaso do poder público após a tragédia no Morro do Bumba.

Segundo o boletim 162 da PM, o major PM Bruno Schorcht, com a matrícula 65.145 publicada no memorando 0581/2551, foi transferido do 12º para o 20º Batalhão de Polícia Militar (BPM), que responde pela área dos municípios de Nova Iguaçu, Nilópolis e Mesquita, distante portanto da região de Niterói, onde o oficial foi flagrado junto com o soldado D’Angelo de Matos Pinel espirrando a substância em duas crianças, de 6 anos e 7 anos, além da mãe deles, que também aguardavam o pagamento do aluguel social destinado às famílias vítimas do desabamento.

Na denúncia, o Ministério Público Estadual ainda requereu, judicialmente, a concessão de medida cautelar em que solicita suspensão imediata dos envolvidos de suas funções policiais até que o processo seja concluído. O MP afirma que a medida “é extremamente necessária, porque os policiais militares denunciados demonstram que não têm vocação e aptidão para o exercício de função tão importante que é a de policiamento ostensivo”. O requerimento, porém, não surtiu qualquer efeito prático.

Além da denúncia de agressão aos moradores, o oficial PM responde desde o início deste ano, a outro processo criminal instaurado junto ao Tribunal do Júri de São Gonçalo, por suposto crime de homicídio duplamente qualificado, em atividade típica de extermínio.

<img src="http://correiodobrasil.com.br/wp-content/uploads/2011/10/pm-rio-300×191.jpg"&gt;
O major PM Bruno Schorcht flagrado agredindo crianças com spray de pimenta

<a href="http://correiodobrasil.com.br/oficial-pm-acusado-de-lancar-spray-de-pimenta-em-criancas-no-morro-do-bumba-e-promovido-a-major/313321/” target=”_blank”>http://correiodobrasil.com.br/oficial-pm-acusado-de-lancar-spray-de-pimenta-em-criancas-no-morro-do-bumba-e-promovido-a-major/313321/

Julio Silveira

Os States e sua industria da desgraça contradizem toda a retórica de direitos humanos e paz que vivem apregoando inclusive como motivos para inundarem paizes com bombardeios.
A maior parte das mortes do mundo hoje tem um dedo (e boas vezes toda a mão), americano.

EUNAOSABIA

O gás lacrimogêneo é considerado um "gás de guerra" e tem cheio de flor de maçã.

Seus principais efeitos são a irritação da pele, olhos e pulmões, se a pessoa estiver molhada ou suada a irritação da pele é muito mais intensa.

A granada de fabricação americana (uma delas claro) é redonda e tem cor escura, ao ser lançada emite o gás em várias direções e por várias furos em sua superfície, fica girando e se movimentando de forma aleatória, o que dificulta que seja apanhada e lançada de volta.

Quem já sentiu o odor dessa gás nunca mais esquece.

ZePovinho

Digite o texto aqui![youtube VwcKwGS7OSQ http://www.youtube.com/watch?v=VwcKwGS7OSQ youtube]

ZePovinho

Ele foi o modelo que Bob Dylan copiou.Odiava fascistas e tinha no violão a frase "This machine kills fascists".Faz uma falta enorme.Woody Guthrie:

[youtube G5NJKx8ObDY http://www.youtube.com/watch?v=G5NJKx8ObDY youtube]

Maria Fulô

Pois é… mostarda no rabo dos outros é refresco. E a mídia ocidental, quietinha… Que vergonha!

Regina Braga

Maravilhoso,os portuários não aceitam o gas…que seria usado contra eles…Fala sério, o EUA parece a rede esgoto,psdb-dem..Comem carniça e arrotam consciência.

    Marat

    Graaaande colocação! São sempre os vigaristas vestidos de mocinhos!

Marat

A democracia estadunidense é exportada diariamente aos "obscurantistas"… ahhhh, nada como ser do "primeiro" mundo, não é??? Dá até lágrimas…

Deixe seu comentário

Leia também