VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Altamiro Borges: Aécio, cadê o bafômetro?


27/11/2011 - 21h29

domingo, 27 de novembro de 2011

Aécio na Época. Cadê o bafômetro?

Por Altamiro Borges, via twitter, no blog do Miro

A revista Época, dos filhos de Roberto Marinho, cedeu generoso espaço ao senador mineiro Aécio Neves na edição desta semana. O tucano até parece embriagado pelas suas ambições. Ele tenta ocultar a grave crise da oposição de direita, endurece nas críticas ao governo Dilma e defende penas mais duras para os motoristas que dirijam bêbados. É sério! Faltou um bafômetro antes da entrevista!

Apesar do inferno dos demos e das sangrentas bicadas entre os tucanos, Aécio garante que “a oposição chegará altamente competitiva em 2014”. Para ele, o governo Dilma tende a se desgastar rapidamente. “É refém do que lá atrás se chamou de coalizão, mas que não passa de um governo de cooptação. O governo do PT abdicou de um projeto de país para se dedicar a ficar no poder”.

Bebedeira e perda de memória

O ex-governador, que fez alianças com deus e o diabo para se perpetuar no poder em Minas Gerais – inclusive cooptando a maior parte da mídia local, sabe-se lá com que expedientes –, lembra aqueles borrachos que esquecem o que fazem. Na sua embriaguez, eles ficam ainda mais agressivos. Aécio, na entrevista, tira a máscara de bom-moço e parte para o ataque direto contra a presidenta Dilma.

“Ela é responsável pela formação de seu governo, pela incapacidade de tomar iniciativas, pela falência da infra-estrutura no Brasil, pela má qualidade da saúde. Esse é um governo reativo, sem a dimensão necessária para produzir um futuro diferente para o Brasil – e que passou o ano reagindo às crises que surgiram. O malfeito só é malfeito quando vira escândalo”, afirma o santinho.

A parte mais cômica da entrevista

Mas a embriaguez [no sentido figurado] conduz a erros ainda mais grotescos. Aécio insiste em defender a maldita herança tucana. “Abrir mão de defender nosso legado foi o maior dos equívocos do PSDB”. Para ele, Lula só existe por causa de Itamar Franco e, principalmente, de FHC. “Essa foi a bendita herança para o governo do PT. E abdicamos de disputar isso”, afirmou, sóbrio.

Ao final da entrevista, a parte mais cômica. A Época tenta limpar a imagem do senador, flagrado no início deste ano com a carteira de habilitação vencida – a publicação da famiglia Marinho só não menciona que, segundo boletim de ocorrência da polícia carioca, ele estaria dirigindo “embriagado ou drogado”. A revista pergunta: “O senhor é favorável ao endurecimento da Lei Seca?”.

Aécio: Sou. Votei na Comissão de Constituição e Justiça pelo endurecimento da lei.

Leia também:





84 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Gui Milani (SP)

29 de novembro de 2011 às 23h21

A modernidade do PSDB passa pelos escritórios da CCR, ou de quem mais os financie, então não sobra muito a dedicar pros mortais como nós. O modelo de política desse bando é só deles, e para eles.

Responder

julio/Contagem-MG

29 de novembro de 2011 às 19h47

Depois de anos e anos do pesadelo TUCANO, governando Minas, o estado passa pela maior desindustria
lização da sua historia, hoje temos apenas 10(dez) empresas com mais de 3000 (tres mil) empregados e
104(cento e quatro) com mais de 1000(mil) e se espurgarmos o fator Minerio do PIB, nossa economia passa
para a posiçao 14(decimo quarto).

O Aecio é o sonho de consumo do PIG e da direitona, uma especie de Collor da terceira via.

Responder

Taiguara

29 de novembro de 2011 às 17h17

Bem…a favor dos que querem o Menino do Rio o mais distante possível do Palácio do Planalto há a recente notícia de que um dos “cappos” dos demofrênicos-tucanopatas, o FHC – O Grileiro de Estatais, reconheceu no Baladeiro um comportamento que não o credencia nem o recomenda para o cargo que pleiteia. Incontinenti, parece, mandou-o postar-se NOVAMENTE no final da fila.
O PERIGO MORA EM MINAS. E pior, dirige bêbado.

Responder

Taiguara

29 de novembro de 2011 às 17h17

Portanto essa explicação serve apenas para o consumo dos seus acólitos, suas ”piriguetes” e para o contentamento dos demofrêncios-tucanopatas de plantão. Acresce-se que, a partir desse mau exemplo, a negativa de se submeter ao teste tornou-se padrão comportamental. Mas, nele (Aócio), esse tipo de atitude é previsível, Afinal, nós, mineiros, o sabemos dependente cínico das drogas da dissimulação e do engodo. E que, no fundo, para o Menino do Rio, Minas Gerais é “apenas um detalhe”.
Claro, nós também não devemos nos esquecer que a dívida consolidada do Estado, há nove anos, portanto antes da implantação do midiático “choque de gestão” e das recorrências contumazes à excrescência chamada Lei Delegada, era de 14 bilhões. Hoje, ela situa-se na casa dos, quase, 80 bilhões e avançando célere para os três dígitos. E o que foi feito com essa grana toda? Bem: uma boa maquiagem numa pré-existente estradinha verde, a realização irresponsável de um devaneio pessoal que foi a construção da Neveslândia (belíssima, diga-se de passagem), a promoção de dois ou três jogos da seleção brasileira – num dos quais foi homenageado pela torcida presente ( em uníssono e sem ensaio) com uma pertinente comparação com o craque(êpa) argentino Diego Maradona, o aliciamento de vários artistas mineiros através de contratação de shows com cachês metabolizados, a compra da parcialidade, omissão, silêncio ou cumplicidade (ao sabor da ocasião)da imprensa local, tão provinciana e servil que ficamos na dúvida se ela é mais vendida porque é a mais comprada ou se é a mais comprada por que é a mais vendida.

Responder

Taiguara

29 de novembro de 2011 às 17h16

Em que pese o fato de ser pego, novamente, no flagra de uma balada em companhia de uma “piriguete da vez”, temos que ter a grandeza de registrar, a favor do Baladeiro, o fato de que, nesta oportunidade, não a estava cobrindo de “porradas”e, se estava bêbado ou drogado, conforme fato recentemente registrado e que o forçou a fugir do teste do etilômetro, agora, ele, pelo menos, não estava ao volante do utilitário importado registrado em nome da sua emissora de rádio, o que aliás, registre-se, se não me engano, é também, por ser ele um Senador da República, uma prática marginal ( à margem da lei) Claro que o fato da “BALADA” ter ocorrido em São Paulo gerou descontentamento entre seus “habitués” cariocas, uma vez que o quarto representante do Rio de Janeiro na Câmara Alta desrespeitou, de maneira clara, o seu compromisso tácito de estar sempre abrilhantando as noitadas do Baixo Leblon. Aliás, em obediência à sua atávica capacidade de dissimular, ele disse que o episódio do bafômetro já estava explicado. Como é que é, Aócio? Para quem o ocorrido já foi explicado? Afinal, é o suspeito de estar dirigindo bêbado que decide ser ou não necessária a aplicação do teste ou a autoridade? Estão percebendo? È a dissimulação embrulhada num jogo rasteiro de palavras. O suspeito pode se decidir por não se submeter ao teste, mas, NÃO É O SUSPEITO QUEM DECIDE SOBRE A APLICABILIDADE DO MESMO. Continua

Responder

Pancho Villa

29 de novembro de 2011 às 15h20

Não sei porque o vídeo do youtube não foi linkado, mas vou ver se agora funciona:

[youtube QEm3Q6Lq-Pc http://www.youtube.com/watch?v=QEm3Q6Lq-Pc youtube]

Responder

Wildner Arcanjo

29 de novembro de 2011 às 12h45

O maior erro do PSDB e DEM foi não reconhecer que a maior riquesa que existe no Brasil é o seu Povo e a sua sabedoria. De resto é isso que dá passar as férias, e fins de semana, nos States.

Responder

Gersier

28 de novembro de 2011 às 21h44

"“Ela é responsável pela formação de seu governo, pela incapacidade de tomar iniciativas, pela falência da infra-estrutura no Brasil, pela má qualidade da saúde."
Quanto cinismo,quanta hipocrisia.Esse bebum só está senador porque a maioria dos prefeitos semi analfabetos das pequenas cidades mineiras,com raríssimas exceções, sempre foram chantageados por quem senta na cadeira de Governador.E os inocentões se achando uns expertões,mas não passando de bobalhões,ajudam na base de favores aos anarfas funcionais das suas cidades ,a eleger esses tipicos cara de pau.
Esconde ele que enquanto estava à frente do governo no Estado de Minas,se apropriava indevidamente das iniciativas do Lula,inclusive mudando sorrateiramente os nomes dos programas como o Luz para todos,minha casa minha vida,etc, colocando nos outdoor's em tamanho reduzido a participação do Governo Federal.Muitos irão lembrar que num dos primeiros depoimentos o jeferson citou, com todas as letras,esse procedimento do aébrio.Quanto a saúde,esconde ele que os funcionários do IPSEMG,que é a instituição de saúde que atende os funcionários públicos do estado, comeram o pão que o diabo amassou enquanto ele estava no Palacio da Liberdade.Como ele só conhece o Rio e só viajava por Minas dentro de um avião de um amigo que se tornou Diretor(e ainda tem a cara de pau de acusar o Lupi) de uma estatal mineira,não conhece as recuperações que Lula,fez nas estradas que cortam Minas,muitas delas por décadas serviram de mote para eleger esses cínicos.Lembram que tucanóides e demos acusavam o Lula de não ter descido do palanque?Sabem porque?Porque o Lula prometia e cumpria,o que esses salafrários nunca fizeram.Sentam em cima do rabo e querem coloca-lo nos outros.Demagogos.

Responder

Rafael Molina

28 de novembro de 2011 às 21h00

Interessante este assunto de herança do PSDB, eles pensam em um país moderno?
Eles dizem que trouxeram estabilidade?
Eles sonham com coisas que fizeram e se esquecem da realidade!
Eles pensam que somos Trouxas?

A sim, o Real, a politica de juros… Os empréstimos do FMI, a venda do patrimônio publico…
O PT continuou com isso… Sim? Tem Certeza?

Imagino que este delírio estapafúrdio de pessoas preconceituosas e sem conhecimento de causa, pessoas que SIMPLESMENTE não querem ver, seja fruto de uma grande frustração…
O Fato de o Brasil dar certo sem (EU DISSE SEM!!!) eles!

É simples, é a economia, seu Burro!
Eu cansei de falar isto, sempre que se discute o governo e as politicas do PT vem este vácuo, por que o Brasil dá certo?
Por que, se realmente é como era na era FHC, agora dá certo e antes não dava?

É a economia!

Vamos pensar um pouco:
O período FHC era caracterizado por um alinhamento com a política Neo Liberal (Isso me lembra aquele vestibular da UFRGS em que uma questão dizia que o período FHC foi Neo Liberal, ele processou a Universidade e perdeu.), com o fazer o "dever de casa".
Ora, você deve permitir a entrada do capital estrangeiro e da iniciativa privada, o estado fica mínimo e da possibilidade a maravilhosa autorregulação do mercado.

E era isso que se fazia na época do FHC… Se isto ai tivesse continuado, bom basta olhar para os países desenvolvidos, estaríamos em crise! CRISE!

Ou vocês querem me dizer que o Brasil foi vitima da crise? Criando mais empregos, tirando pessoas da pobreza e fomentando a industria Nacional?

Não, alguma coisa mudou, alguma coisa muito importante!
E é ai, meus amigos que vem o susto, é ai que nós vemos o quão preconceituosas são as pessoas da nossa direita conservadora:
O Bolsa Família.
Ele mesmo, a ajuda do governo às pessoas de baixa renda.

Ai você diz, como assim?

Simples, e ãhhhh… Henry Ford disse isso: Temos de encontrar uma maneira de distribuir a riqueza gerada para que, desta forma, possamos ter consumidores, evitando que o capital se concentre muito no topo, o que seria um problema para a economia.

Simples, precisamos de compradores!
Mas, a resposta Neo Liberal foi o crédito, emprestamos dinheiro, não dividimos… Deu no que deu, veja foram as hipotecas nos EUA que geraram a crise em 2008… Crise de crédito!

Ao invés de ampliar o crédito, a taxa de juros se manteve alta e o governo passou a dar assistência aos mais pobres.
Análise os números do Bolsa Família, veja que as pessoas recebem o auxilio e tendem a se estabilizar financeiramente, não precisando mais recebe-lo!

Ai está o pulo do gato, cria-se uma grande massa de consumidores que desenvolvem a economia em um efeito cascata! QUE VEM DA BASE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Por isso é forte!

Imagine a economia andando, pessoas comprando, empregos sendo gerados, novas industrias… Tudo graças a DEMANDA!
Por isso o governo diz, Gastem!

A classe C e D é a resposta, a nova classe média, os milhões que deixaram a pobreza, esta é a resposta!
Por isso o Brasil cresce…
(E é exatamente por isso que a China também cresce)

É a economia, seus Burros!
O resto meus amigos é a cobertura do Bolo!

É como usar uma trapaça no capitalismo… Sim por que os EUA não vão fazer isso, dividir é coisa de comunista! Apesar de eu discordar… É apenas uma compensação!

O Brasil é outro, não é nem parecido com o da era FHC meus amigos.
O Brasil de Todos, o Brasil sem pobreza!
Sem as reportagens semanais do Fantástico sobre a fome e a miséria no Nordeste!

Agora mesmo, o Capitalismo está em crise e ele vai levar o mundo junto com ele, se deixarmos!
Vejam na Síria, dois Gigantes estão prestes a se encontrar: O Porta-Aviões Russo Almirante Kuznetsov e o Porta-Aviões dos EUA George Bush. Ambos com plena capacidade de combate.
É de dar friu na barriga…

A História mostra, nada como uma guerrinha para salvar o capitalismo!

Responder

    Marcelo

    29 de novembro de 2011 às 10h48

    Rafael,se o FHC foi realmente neolibral,por quê houve um aumento cavalar nos impostos?Você é tão
    inteligente que escreve friu em vez de frio.O ENEM foi criado por FHC assim como a Lei de Responsabilidade
    Fiscal.Mas FHC não é do PT,né?

    Marcelo

    29 de novembro de 2011 às 11h00

    Ah,não é neolibral é neoliberal.O Rafael quase que me contaminou……

    Luiz Reis

    29 de novembro de 2011 às 12h56

    Filho, tu (não vou pôr acento, ok?) és um babaquara (expressão que usava em minha infância para definir um chato que não tem o que dizer e pensa que alguém quer ouví-lo). O "friu" foi de propósito, é claro pelo texto… o aumento de impostos foi feito na base, exatamente como a cartilha neoliberal, o ENEM foi criado mas não existia na realidade, basta você pesquisar a época, filho. Lei de Responsabilidade… boa, mas o que isso tem a ver com a história do neoliberalismo? Volte para pensar um pouco mais e depois torne a postar, talvez se livre um dia do adjetivo babaquara, por enquanto, não… antes que eu me esqueça, vou te ajudar: Consenso de Washington, pesquise…

    Rafael Molina

    29 de novembro de 2011 às 16h54

    Pois é Luiz, até no Português eles atacam…

    É a falta de argumentos!

    Fabio_Passos

    29 de novembro de 2011 às 21h51

    É ainda pior. Neoliberalismo desvairado de fhc!

    Aumento de impostos na base… para transferir diretamente aos bolsos dos especuladores miliardários que depenaram o Brasil dos juros irracionais e entusiasta do livre fluxo de capital.

    Os "técnicos" do joaquim silvério dos reis – vulgo fhc – roubaram o trabalhador para entregar ao capital vagabundo.

    luiz pinheiro

    29 de novembro de 2011 às 13h25

    Tarde demais… engoliu do que vomitou.

    Rafael Molina

    29 de novembro de 2011 às 16h35

    Aumento de impostos cavalar na base, né meu amigo?
    E, sem falar na isenção de impostos para as multinacionais, tu sabes o que é isso?
    Ahhhh… Obvio que tu não sabe, tu assiste a globo e lê na VEJA…
    Ora veja você, fostes enganado… Para cobrir o rombo das isenções os impostos da base foram elevados!

    Eu, realmente não vou discutir minha inteligência contigo… Pelo que vejo tu nem fostes capaz de compreender o cerne do meu texto, o fato que faz o Brasil de hoje dar certo!
    Por que, o fato de FHC ter sido Neo Liberal, é um fato!
    Vá ler Igor Moreira, que modéstia a parte foi meu professor na graduação!

    O Governo de FHC foi ultra Neo Liberal, ele fez exatamente o que o mercado e a cartilha de Washington diziam.
    Um governo que fazia caixa a custa da venda do patrimônio público e de empréstimos no exterior…
    Tu chegou a ver o vídeo em que o Bill Clinton xinga o FHC? É hilário!

    Meu amigo, não tente defender o indefensável… O Gorno de FHC foi para a elite, basta ver a teoria de que o desenvolvimento da metrópole levaria ao desenvolvimento das periferias, coisa que ele passa a defender depois de seu governo… Não faz sentido!

    É por isso que eu gosto da física, permite analogias e o uso da lógica… Nas humanas há uma tendência pós moderna de excluir a lógica… E é lógico que NENHUM SISTEMA funciona direito sem uma base estável e sólida!

    Cara, abre teus olhos, o capitalismo está ruindo, DE NOVO!

    Você sabe que é regra de português colocar um ESPAÇO após a pontuação, não sabe? Ou você é muito inteligente para isso?
    Aqui no Sul faz um friu danado, não sabe?

    Mas, é assim… Eu estou acostumado, vocês não tem argumentos, por isso atacam o interlocutor das formas mais vis possíveis! Não é lógico, é quase futebolístico…

    Com FHC muito foi feito, sim é verdade mas, nosso país ficou estagnado, parou de crescer!
    Se tivéssemos seguido naquela linha, o Brasil não seria hoje a Sétima maior economia do Mundo… Logo seremos a sexta, na frente a Inglaterra… O velho Império!

    Tente entender por que o Brasil de hoje dá certo, com um pouco de humildade e lógica… Por que, eu, dou risada quando passo na frente de uma TV ligada na globo… Este pessoal parou no tempo… O Brasil mudou e eles não viram, ou não aceitam!

    Uma vez eu soube de um país que tinha tudo… Mas estava tudo a venda… Uma terra sem infra estrutura… Uma malha ferroviária voltada para o litoral… Um país exportador… Uma república de bananas mais chique!
    Esse Brasil não é mais assim!

    E principalmente, lembre quê, você nunca pode dizer que o Lula apenas manteve o que o FHC vinha fazendo… Isso é mentira!
    É burrice!

    Mas, se você é só do contra… Não tem problema!
    Nós, temos argumentos!
    http://www.idelberavelar.com/Lula-vs-FHC-2.jpg

    Sagarana

    29 de novembro de 2011 às 17h37

    O Rafael Molina não tem qualquer compromisso com os fatos. Afirma que a concessão de crédito faz parte de uma política neoliberal. Se esquece que a concessão de crédito EXPLODIU no governo lula. Seria o governo do PT neoliberal? Por esses e muitos outros parâmetros, SIM. Desde antes de começar. Desde uma certa carta ao "povo" brasileiro. Aquele povinho que vai trabalhar na Paulista a bordo de helicópteros…

    Rafael Molina

    29 de novembro de 2011 às 23h27

    Crédito a Juros alto, para principalmente fomentar a aquisição de bens duráveis… Não para cobrir o rombo da falta de capital girando na economia!

    E o Juros e crédito em si não caracteriza uma política Neo Liberal… Ou foi só sobre juros e crédito que eu falei?
    A coisa muito mais simples… como PRINCIPALMENTE a entrada descontrolada de capital estrangeiro por meio de empréstimos e não de investimentos.

    Mas, agora você vai dizer que no governo Lula as reservas de capital estrangeiro aumentaram…
    Sim, claro… Por que você não sabe a diferença entre dinheiro investido e dinheiro emprestado, né?

    Mas, bah… Isso é mesmo muito complicado…
    E, nem é um dos meus principais argumentos!

    Ou você vai dizer que havia uma politica de distribuição de renda na era FHC?
    Ou que não se fazia caixa com venda do patrimônio público?

    Acho que quem REALMENTE não tem compromisso algum com a VERDADE aqui é você!

    Nossa, vocês leem os textos por partes. Ou acham que apenas UM PONTO é suficiente para descaracterizar todo um argumento?

    Se vai discordar seja, por favor, mais perspicaz!

    Você poderia, por exemplo, pedir fontes… Apresentar fontes contrárias… Procurar aporte com seus teóricos, há toda uma gama de opções melhores do que tentar estancar o debate com pseudo verdades e declarações bombásticas tentando encontrar contradições no texto que na verdade não estão ali!

    Você pegou apenas um dos meus argumentos que fora de todo um contexto, realmente, fazem parecer que você está certo… Mas, você está errado!

    Sagarana

    30 de novembro de 2011 às 10h01

    Então vamos aos fatos:
    Carteira bruta
    dezembro de 2002 – R$ 418,5 bilhões.
    setembro de 2011 – R$ 2,08 TRILHÕES
    Carteira líquida de provisões:
    R$ 346,1 bilhões
    R$ 1,78 TRILHÕES.
    Agora me responde aí, biduzão: porque aterrorizaram tanto os nossos credores insinuando um calote que nunca promoveram?
    Porque urravam FORA FMI e depois promoveram os maiores superávits primários da nossa história, muito acima dos exigidos pelo FMI?
    Responda, se puder.

    Rafael Molina

    30 de novembro de 2011 às 15h44

    "Mas, agora você vai dizer que no governo Lula as reservas de capital estrangeiro aumentaram…
    Sim, claro… Por que você não sabe a diferença entre dinheiro investido e dinheiro emprestado, né? "

    Sagarana

    01 de dezembro de 2011 às 13h29

    "Reservas de CAPITAL estrangeiro"??? Eu conheço reservas EM MOEDA estrangeira.

    Rafael Molina

    02 de dezembro de 2011 às 12h07

    O Capitalismo mudou?
    Moeda não é mais capital?

    É o que então? Me explica pimpão!

    Você é mesmo um gênio!!!!!!

    (ironia)

    Sagrara, você quer tanto discordar que acaba falando muita besteira…
    Mesmo!

    E ainda vota no seu próprio comentário, é um comediante, com certeza!

    Moeda, meu amigo é a principal forma de Capital!
    Você também pode ter capital em forma de bens, mas o melhor capital volátil é a moeda… Tem mais rotatividade!
    Mas, isso é economia básica.

    No entanto, só para você não perder tempo, volatilidade é uma característica dos combustíveis (eu sei), aqueles com alta volatilidade, ou octanagem, são consumidos mais rápido e, portanto, geram energia mais rapidamente (em síntese). Por isso a analogia com o Capital, no caso a moeda!

    Você não sabe muito bem sobre o que está falando (escrevendo) isso eu já percebi…
    A verdade é que você foi enganado, não são os três pilares que fazem do Brasil o que ele é hoje, é o mercado interno.
    É claro que isso não vai durar para sempre, o capitalismo, para funcionar, precisa se expandir e é por isso que ele sempre quebra!
    Todavia este é um fenômeno comum entre os modos de produção que antecederam o capitalismo. Os recursos fluem da base para o topo e sem um mecanismo de retorno o fluxo acaba e o sistema quebra.

    Só para facilitar, não se esqueça: Clinton xinga FHC, Obama diz para Lula: Você é o Cara!

    FHC < Lula = Dilma

    XD

    Será que eu vou ter que explicar a piada?

    Sagarana

    04 de dezembro de 2011 às 00h47

    Meu caro, capital estrangeiro é uma coisa e reserva em moeda estrangeira é outra coisa. Posso fazer um desenho coloridinho prá você entender. Cara, o quê você anda fumando???

Rafael

28 de novembro de 2011 às 19h08

Aécio dizendo que o Brasil está no caminho errado é sinal de duas fatos: 1º O Brasil está no caminho certo somente porque aécio diz que estamos no caminho errado 2º Brasil com menor nível de desemprego pelo menos no últimos 40 anos depois de um governo que o aécio agora quer defender e que o povo odeia e que foi um desastre excelente significa que vão perder de novo.
aécio tem que se cuidar pode ser efeito alucinógeno do uso da cocaí..

Responder

wilson e. toledo

28 de novembro de 2011 às 19h07

esse aí não é aquele que pregou a mão na cara da namorada, que até caiu no chão dentro de uma boate, fato testemunhado por vários jornalistas?

Responder

Rafael

28 de novembro de 2011 às 19h04

Chega a dar nojo ler essas coisas. É difícil alguém ser tão cínico e manipulador como Aécio. Esse cara não passa de minas.

Responder

Guanabara

28 de novembro de 2011 às 18h55

Eles acusam o PT de realizar o que eles, DEMo/tucanos, efetivamente praticam.

Responder

    Fabio_Passos

    28 de novembro de 2011 às 21h15

    hã… é isso.
    O grande esforço da mídia-lixo-corporativa é tentar demonstrar que o PT é tão trampa quanto os partidos mais corruptos do Brasil: dem-psdb

Gerson Carneiro

28 de novembro de 2011 às 18h23

Tim-tim!
A tua corte agradece
Um brinde!
O nosso astro merece.

Ao teu fã-clube fiel
Dá autógrafo em talão de cheques

Big boss
Tua mão aberta enobrece
Dignifica
Nós que sonhamos em espécie

Classic vira rolex
Sob o luar do teu deck

Só festa "relax"
Boca livre na certa
Robin Hood gentil da galera

Protetor das artes práticas
Valorizando quem sabe
Levar vida fácil, fácil
Vida fácil

Vida Fácil – Cazuza

[youtube AuG3Ubhs4Sc http://www.youtube.com/watch?v=AuG3Ubhs4Sc youtube]

Responder

    Adilson

    28 de novembro de 2011 às 22h54

    Eu fui nesse show..e no do Raulzito, em 89, tb no Caneco!

Pancho Villa

28 de novembro de 2011 às 18h22

Tem gente que confunde os usos das coisas…

[youtube QEm3Q6Lq-P chttp://www.youtube.com/watch?v=QEm3Q6Lq-Pc http://www.youtube.com/watch?v=QEm3Q6Lq-Pchttp://www.youtube.com/watch?v=QEm3Q6Lq-Pc youtube]

Responder

José Netto

28 de novembro de 2011 às 18h19

O Aético tá mais pra carioca do que pra mineiro, votou a favor dos royalties maiores para os estados produtores, ele não aguenta o dossiê do Serra sobre a sua vida de boemia nas noites mineiras e cariocas, nunca trabalhou e tem uma fortuna invejável. Já era Aécio, perdeu mano!!!!!!

Responder

JAIRO OLIVEIRA

28 de novembro de 2011 às 17h45

“O senhor é favorável ao endurecimento da Lei Seca?”.

Aécio: Sou. Votei na Comissão de Constituição e Justiça pelo endurecimento da lei, pros outros.

Responder

mucio

28 de novembro de 2011 às 17h25

Tomou todas antes da entrevista.

Responder

Luciano Prado

28 de novembro de 2011 às 17h09 Responder

Claudio

28 de novembro de 2011 às 16h39

Deviam liberar bebida na rodovia estadual MG-050 que liga Belo Horizonte a região nordeste do estado de São Paulo, nela graças ao Aécio Neves você paga R$3,00 em cada pedágio, para andar numa rodovia perigosa, de pista simples e que não tem nem trevo em pontos extremamente necessários. Isso é que infra-estrutura!

Responder

    julio/Contagem-MG

    29 de novembro de 2011 às 20h06

    Claudio,
    Estive viajando de BH para Franca, nesta semana e tudo q vc disse é mais pura verdade. São seis
    pedagios até S.sebastiao do Paraiso, essa MG, não tem terceira faixa e nem acostamento. Essa con
    cessao faz parte das famosas PPP(parceria-publico-privada) tao apregoadas pela tucanalha mineira.

    Gostaria que algum deputado estadual do bloco de oposição e o combativo ministerio publico estadual,
    investigassem se a concessionaria NASCENTES DAS GERAIS, pertence ao plaboy do LEBLON, ou sua
    irma Andreia.

pretextato

28 de novembro de 2011 às 16h38

A coisa tá ruim para os plumados. FHC foi corneado na moita e ainda registrou como legítimo um filho do Ricardão; Aécio não sopra o bafômetro; João Faustino, amigo do Serra a 50 anos, agora tá em cana federal lá no RN.

Responder

FrancoAtirador

28 de novembro de 2011 às 16h09

Blog do Perisse obriga Aécio Neves a soprar o bafômetro
<img src="http://4.bp.blogspot.com/-_mun6f8nlm4/Ta1sB3QVAuI/AAAAAAAAENk/XEluPsuZgm0/s400/a%25C3%25A9cio-final.jpg">
Quando era governador defendeu a obrigatoriedade da submissão ao
teste do bafômetro, agora apanhado no flagra se negou a soprar.
Conosco não tem farofa não! Tá de porre, tem que soprar!

Responder

    Fabio_Passos

    28 de novembro de 2011 às 21h18

    que maldade.
    Ele não soprou porque não entendeu.
    Na hora que apareceu um canudo na frente dele ele foi logo cafungando.

    FrancoAtirador

    28 de novembro de 2011 às 21h47

    .
    .
    O Aébrio Nébulus é um erudito.

    Tanto que adora "ópera".

    Não perde uma com aquele tenor espanhol:

    José "Carreras".
    .
    .

Julio Silveira

28 de novembro de 2011 às 15h58

Para mim esse episódio do bafometro foi revelador da personalidade do "homem publico".
Não é confiavel.

Responder

Elias SP SP

28 de novembro de 2011 às 15h57

Cheguei a pensar que o PSDB com Aécio tinha chances de polarizar com o PT. Hoje, por incrível que possa parecer, o vampiro paulistano me parece mais forte que o sobrinho do Tancredim.

Responder

Marcio Mino

28 de novembro de 2011 às 15h49

O tal "Aé-ócio" Neves é o garoto prodígio das elites, o representante fiel da casa-grande e,severamente, a ser derrotado da vez. Sem medo de continuar feliz.

Responder

Roberto

28 de novembro de 2011 às 15h47

O senador precisa explicar qual era "agenda política" dele na quinta-feira da semana passada, quando foi flagrado saindo de uma balada na agitada noite de Sampa com a socialite Ana Paula Junqueira.

Responder

Marcio H Silva

28 de novembro de 2011 às 15h27

Neste artigo da revista, o Aecim tá chamando todo mundo de idiota.

Responder

    Fabio_Passos

    28 de novembro de 2011 às 21h19

    É verdade. O aécio deve achar que todo mundo é adestrado pela mídia-lixo-corporativa.

João-PR

28 de novembro de 2011 às 15h22

Haja óleo de peroba para tanta cara de pau do Aécio Never!

Responder

Celso Junqueira

28 de novembro de 2011 às 14h53

O Senador do Leblon ora cai do cavalo, ora do bafômetro, na semana passada foi flagrado em SPaulo num dia útil saindo de uma casa noturna com uma socialite, e agora desanda a falar besteiras. Conceitos e idéias embolorados e que não passam de clichês mal ajambrados. Nada se aproveita.

Responder

    SILOÉ-RJ

    28 de novembro de 2011 às 15h11

    Socialite sequelada física e mentalmente. Pela nova lei do Alkimim, ambos correm o risco de serem deportados.
    HAJA NARIZ!!!

Fabiano Araujo

28 de novembro de 2011 às 14h37

Dignidade e talento político não passa pelo espermatozóide

Responder

Gerson Carneiro

28 de novembro de 2011 às 13h16

Revista e entrevista ideais para as madames do vídeo em que aparecem dizendo que “a polícia deveria dar um banho de água fria nos meninos da USP”. Aliás, na noite de quinta-feira da semana passada (quando deveria estar em Brasília, trabalhando) Aócio Neves foi visto numa boate em São Paulo na companhia de uma delas.

Responder

francisco p. neto

28 de novembro de 2011 às 13h15

Quando o Miro diz:: "Mas a embriaguez [no sentido figurado] conduz a erros ainda mais grotescos".
No caso de Aécio, nunca se sabe quando se aplica o sentido figurado.
Até acho meio impossível usar sentido figurado.
Ele não é um mero figurante no cenário político dos manguaceiros.
Ele é o artista principal, a toda hora, todo dia, toda a semana, todo o mes e todo o ano.
E eu que achava que o Zeca Pagodinho era o rei da manguaça!

Responder

Wladimir

28 de novembro de 2011 às 12h22

A entrevista do Senador Carioca eleito por Minas foi feita em sua residência no Rio de Janeiro?!

Responder

Márcio Oliveira

28 de novembro de 2011 às 11h43

Sim, o Aócio aprova o bafômetro, mas não sopra.

Responder

Antonio

28 de novembro de 2011 às 11h12

As heranças de FHC são a privataria, a desindustrialização, o desemprego, a ignorância, a doença, a miséria, a fome e a violência, além de correligionários bêbados ou drogados ao volante, corruptos e que acham que podem ser presidente. Esse tempo acabou. Acorda demotucanalha.

Responder

Aline C Pavia

28 de novembro de 2011 às 11h05

Uaaahhh >bocejo<

Responder

Aracy_

28 de novembro de 2011 às 10h46

Favorável ao endurecimento da Lei Seca, mas…sem que ela ela perca a ternura com ele. Bafômetro no Senador e no editor da revista!

Responder

luiz pinheiro

28 de novembro de 2011 às 10h36

Provável sucessor do Zé Bolinha, esse Zé Balada não passa mesmo no teste do bafômetro.

Responder

    tulio

    28 de novembro de 2011 às 13h41

    Zé Farinha!

M. S. Romares

28 de novembro de 2011 às 09h46

Mais uma vez o Sr.Nulidade está por aqui. Tou achando muito espaço pra esse cabeça de bagre da política nacional. Ele tá acreditando que em Minas 70% é Serra…faltou completar que o resto é Planície mesmo.
Na "reportagem" faltou perguntar se ele entende que a essencia precede a aparencia, salvo em casos que isso não ocorre.

Responder

pedro

28 de novembro de 2011 às 09h36

Ele acerta ao defender que o partido tem que valorizar a digna herança tucana que foi deixar as bases de uma nação moderna para o molusco, tanto que passados todos esses anos, os petistas não fizeram uma unica mudança estrutural naquilo que o psdb estabeleceu.

Porque não revogaram a LRF?
Porque não reestatizaram as estatais vendidas?
Porque não abandonaram a política de juros?

Aécio no entanto tem que entender que o Brasil não está disposto a tolerar um presidente boêmio e baladeiro, ele precisa de deixar de se comportar como um playboy de meia idade e passar a agir como um HOMEM.

Como conservador digo que Aécio está moralmente muito aquém daquilo que eu desejaria como presidente de um país, só o episódio do bafômetro é por si constrangedor para um homem que almeja um dia a presidência da republica.

Responder

    artenatureza

    28 de novembro de 2011 às 10h59

    Onde tem tukano demo o povo sofre e eles ainda adoram dar o ganho nas conquistas dos outros!!!
    Leia-se plano real, genéricos, as conquistas do LULA PT!
    Tukano demo é assim mesmo uns cara de pau blindados pela velha mídia e um judiciário careta…

    Lei da mídia e reforma no judiciário já!!!
    Ai sim vamos ver quem de fato são: Pasta rosa, lista de furnas, daniel dantas, detrans, e por ai vai porque a lista é grande e fora as emendas paulista e a controlar fresquinhas maracutaias tukano demo!!!

    Marcelo

    28 de novembro de 2011 às 11h26

    Quero que a Copa e a Olimpiada no Brasil se explodam!O Aécio dá dinheiro pro Mineirão mas não deu
    nada pros professores.EU QUERO QUE ESSA COPA VÁ PRO INFERNO!

    Scan

    28 de novembro de 2011 às 12h54

    "…deixar as bases de uma nação moderna…". E FALIDA.
    Faltou o adjetivo crucial, mas o que esperar dum tucano impotente?Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz……….

    ana

    28 de novembro de 2011 às 19h02

    Os tucano são incompetentes, azarados, mas pior de tudo, são traidores da patria. Vade retro tucanaz.

    Luís

    28 de novembro de 2011 às 16h13

    Vc não se cansa não, EUNUNCASEI?

    pretextato

    28 de novembro de 2011 às 16h32

    O Eunucosabia deveria ir a Natal/rn. Lá tem um tucano precisando de um bom advogado. O João Faustino, sub-chefe da Casa Civil do Serra, ex-assessor do FHC tá torando um aço danado. Tá em cana federal. Vai lá eunuco e dá uma força para o teu correligionário de bico grande. O cabra tá para papocar com linha carretel e tudo.

francisco.latorre

28 de novembro de 2011 às 07h49

mobilização nacional.

contra a hipocrisia moral. covarde odiosa caradepau.

contra a cara de pau.

..

Responder

Rossi

28 de novembro de 2011 às 00h36

O quarto senador carioca teve foi um surto de amnésia alcoólica.Vai ter medo de um bafômetro assim,trem!

Responder

El Cid

27 de novembro de 2011 às 23h50

meu avô estava certo: "casa de ferreiro, espeto de pau"…

Responder

    EUNAOSABIA

    28 de novembro de 2011 às 17h30

    Agora eu já sei para quem você puxou rapaz…

    Seu avô era um gênio também…

    "casa de ferreiro, espeto de pau"…. nuuosssa…..que profundo hein….

    Isso aqui é uma terapia… terapia do riso.. eu não tô falando que você é o que eu mais gosto por aqui…

    TANK!

    El Cid

    28 de novembro de 2011 às 17h56

    valeu, "Sebastiana" !!

    Lu_Witovisk

    28 de novembro de 2011 às 19h29

    Dedico a todos os EUNÃOSABIA que juram que o Cerra tem diploma. OK. A discussão é extensa. Mas com ou sem diploma, a noticia do Nassif vale:

    "JOSÉ SERA: PERSONA NON GRATA

    A assembleia dos estudantes do Instituto de Economia da UNICAMP, realizada no dia 17/11/2011, deliberou que o ex-governador José Serra fosse declarado persona non grata deste Instituto. Alguns dos motivos para tal declaração são expostos no texto subseqüente que foi redigido a partir de outra deliberação da supracitada assembleia. Serra e as universidades paulistasImportante conquista para a comunidade universitária como um todo, USP, UNESP e UNICAMP gozam de autonomia universitária desde 1989. Financeiramente a autonomia se dá via um repasse direto de 9,57% do ICMS arrecadado no estado de São Paulo, o que permitiu evitar a política de “pires na mão” do modelo anterior, que sofria sobressaltos de toda ordem já que os recursos eram repassados sob demanda.

    Antes de mais nada, é preciso relembrar o que se passou antes da posse de José Serra no governo de São Paulo: o ex-governador de São Paulo, Cláudio Lembo (do PFL), vetou no último dia útil de seu mandato (29 de dezembro de 2006) o aumento de repasse de verba para as três universidades públicas paulistas (USP, UNICAMP e UNESP) e também para o Centro Paula Souza (responsável pelas faculdades tecnológicas e escolas técnicas). Este aumento tinha sido aprovado pela Assembleia Legislativa depois de pelo menos oito meses de negociação. O repasse previsto seria de 10,43% do ICMS, mas com o veto ficou em 9,57%, uma diferença de cerca de R$ 500 milhões. Segundo declaração1, o ex-governador Cláudio Lembo consultou José Serra antes de tomar a medida afirmando, além disso, que não faltava dinheiro para as universidades públicas e que o problema é a má administração da verba.

    As grandes decisões de interesse comum para distribuição e utilização desse repasse é feita pelo Conselho dos Reitores das Universidades Estaduais de São Paulo (CRUESP), que é sempre presidido por um dos três reitores em forma de rodízio.

    Em 2007, em seu primeiro mês de mandato como governador do estado José Serra criou a Secretaria do Ensino Superior, a qual vinculou as três universidades paulistas. Além disso, nomeou José Aristodemo Pinotti o qual, por decreto, passou a ser o novo presidente do CRUESP, com poderes acima dos reitores das universidades. Seguindo desta ação autoritária e centralizadora houve o contingenciamento de parte dos repasses às universidades (só no primeiro mês, a USP teve uma perda de R$11,5 milhões, a UNESP recebeu apenas R$ 2,4 milhões de R$ 12,7 milhões e a UNICAMP recebeu R$ 5,5 milhões a menos).

    Lu_Witovisk

    28 de novembro de 2011 às 19h29

    (continuando)

    "Neste contexto houve uma das greves mais cansativas nas universidades públicas paulistas, com ocupação da reitoria da USP e longo embate até que o governo estadual retrocedesse e alterasse o decreto, devolvendo às universidades parte da autonomia que lhes é de direito.
    O pacote privatista cindia pesquisa e ensino, sediava a pesquisa em ilhas, associando-a a empresas, substituía o ensino presencial por telecursos e submetia o todo a critérios empresariais.

    Resultou em greves por todo o Estado, na primeira ocupação da reitoria da USP (maio-junho, 2007) e na demissão do secretário Pinotti.

    O governo, porém, não desistiu. Passou a priorizar a liquidação do movimento que obstou o primeiro carro-chefe da campanha de Serra à Presidência. Fez a reitoria nomear um investigador de polícia como diretor de segurança da USP no final do ano de 2007.
    Em 2009, durante o período de negociação de pauta unificada, onde são discutidas as correções salariais para as três universidades, José Serra atuou de forma autoritária novamente, enviando a tropa de choque da PM ao campus, a fim de “garantir o livre acesso” à universidade.

    Em janeiro de 2010, José Serra recebeu, em suas mãos, a lista tríplice da USP com os nomes dos três canditados à reitoria que angariaram mais votos dentro da universidade – por tradição e bom senso, sempre foi nomeado o candidato mais votado como reitor tanto na USP, UNESP quanto na UNICAMP. O que sucedeu foi que o candidato mais votado foi preterido em favor de João Grandino Rodas, que deixou a diretoria da Faculdade de Direito da USP (FDUSP) para assumir a Reitoria.

    Recentemente, dia 29 de setembro de 2011, a Congregação da Faculdade de Direito da USP (da qual fazem parte alunos, funcionários e professores) decidiu, de forma unânime, considerar o reitor da USP, João Grandino Rodas, “persona non grata” na escola. Além disso, a mesma decidiu ainda encaminhar ao Ministério Público uma lista de medidas tomadas por Rodas, ex-diretor da faculdade, que julga merecedoras de atenção, entre elas gasto com os boletins com críticas pessoais à faculdade, o fechamento da biblioteca da São Francisco, último ato da gestão de Rodas na unidade, a assinatura de um contrato de gaveta para batizar uma sala de aula com o nome do banqueiro Pedro Conde e a transferência para o gabinete da reitoria de dois tapetes orientais doados pela Fundação Arcadas à direção da faculdade. Além disso, Rodas tem passado de autoritarismo por ter autorizado a entrada da Polícia Militar no campus Butantã da USP em 9 de junho de 2009 para reprimir uma manifestação de funcionários e estudantes e em 2007 por ter chamado a tropa de choque da Polícia Militar para acabar com uma ocupação simbólica da Faculdade de Direito, organizada por movimentos sociais.

    Tendo este resgate histórico em vista, consta que José Serra não só foi contra, de diversas formas e repetidas vezes, a respeitada linha de pensamento heterodoxo do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas, na qual ele mesmo lecionou como parte do corpo docente de 1979 a 1983, como também atuou contra, tanto por omissão quanto deliberadamente, o desenvolvimento institucional desta mesma Casa quanto das Universidades Públicas Paulistas como um todo.

    Sendo assim, consideramo-nos obrigados a declarar José Serra como persona non grata desta Casa e encaminhamos, cordial e respeitosamente, o pedido para que seja discutida e avaliada a declaração do mesmo como persona non grata pela Congregação desta Casa.""

    luiz pinheiro

    28 de novembro de 2011 às 20h51

    Beleza, Lu. Mas o elemento não tem diploma. Só tem essa "pós-graduação" que os gringos deram pra ele.

    FrancoAtirador

    29 de novembro de 2011 às 08h14

    .
    .
    O Serra é PHD em falcatruas.
    .
    .

    Lu_Witovisk

    29 de novembro de 2011 às 09h20

    Eu sei tb que não tem. Só disse que não importava, pra puxar o foco da questão para o texto. Afinal ex-docente virar persona non grata é o titulo mais importante que o Cerra vai ganhar.

    Fabio_Passos

    28 de novembro de 2011 às 21h07

    "casa de ferreiro, espeto de pau"

    e… "onde há poeira há pó"

Polengo

27 de novembro de 2011 às 23h21

A entrevista foi feita pela sra. Hic!Politro?

Responder

    Marat

    28 de novembro de 2011 às 10h30

    Rsrsrsrsrs

    Morvan

    28 de novembro de 2011 às 14h40

    Boa tarde.

    Tacada de mestre, Polengo.

    Se foi, tá explicado porque o "lolitro" tomou, quer dizer, respondeu todas.

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

José Silva

27 de novembro de 2011 às 23h18

A revista deveria ter perguntado a ele se o mesmo é a favor de Papai Noel distribuir brinquedos às crianças pobres no Natal, só pra ver qual seria a resposta!!!

Responder

    Polengo

    28 de novembro de 2011 às 11h49

    Ele ia ser a favor de distribuir patinetes para os sacis.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding