VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

CNJ vai investigar desembargadora; milhares pedem Justiça para Marielle no Rio, onde samba enredo da Tuiuti foi lembrado

20 de março de 2018 às 22h24

No Rio, milhares foram às ruas num ato ecumênico em memória de Marielle, marcado pelos pedidos de Justiça (Fotos Mídia Ninja)

Por Marielle eu digo não, eu digo não à intervenção. Palavra de ordem do ato no Rio

Estou aqui em nome da minha família. Não esperávamos por isso, estou muito indignada, com sangue nos olhos. Vou lutar por justiça, não vou descansar enquanto não for resolvido. Anielle, irmã de Marielle, ao discursar

Fiquei triste pelos meus amigos que passaram a madrugada comigo. Me senti maltratado na delegacia. Mas depois fiquei feliz. Recebi mais de cem ligações. O Chico Buarque esteve no bar para falar comigo, mas eu não estava.Um vizinho me deu o recado. Hoje estou fortalecido. Alfredo Jacinto, o Alfredinho, dono do Bip Bip, que foi ao ato — ele foi levado a uma delegacia de polícia por um policial rodoviário federal que se revoltou contra manifestação pró-Marielle no bar de sua propriedade

CNJ abre procedimento para investigar manifestações de desembargadora

Do site do CNJ, 20/03/2018 – 17h56

O ministro João Otávio de Noronha, corregedor Nacional de Justiça, acaba de distribuir a seguinte nota à imprensa:

“Diante das recentes notícias veiculadas em meios de comunicação sobre manifestações públicas da desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), Marília Castro Neves, a respeito da vereadora carioca assassinada, Marielle Franco, o corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, determinou a abertura de procedimento para averiguar os fatos.

O Psol e a Associação Brasileira de Juristas para Democracia entraram no CNJ com duas representações contra a magistrada. Em relação às postagens feitas pela desembargadora Marília Neves em redes sociais sobre a atuação de uma professora portadora da Síndrome de Down, o corregedor nacional determinou a abertura de Pedido de Providências e será concedido prazo para que a desembargadora se manifeste a respeito. ”

Corregedoria Nacional de Justiça

 

6 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

    FrancoAtirador

    21/03/2018 - 14h44

    “Sobre essa desembargadora do Rio, órgãos de controle têm o DEVER LEGAL de esclarecer se ela pratica crimes ou se é inimputável. Em ambos os casos, não pode continuar a julgar outras pessoas.”
    Flávio Dino
    @FlavioDino

    https://twitter.com/FlavioDino/status/975487738958041089

Jose carlos

21/03/2018 - 09h04

Baseado nessa opinião preconceituosa dessa desembargadora dá para entender porque as cadeias estão cheias de pretos e pobres.
E essa tontinha disse algo do filho traficante daquela outra desembargadora ? Será que ele faz negócios com o pcc ou com o tráfico internacional da América latrina.
O filhinho da mamãe desembargadora foi pego com muita droga e por que a brilhante desembargadora do Rio não diz a que facção o filhinho da mamãe é ligado. Pcc talvez ?!
Tem tempo para falar da vida alheia, mas trabalhar que é bom nada.

Responder

Milton Correia

21/03/2018 - 03h19

A Desembargadora Marília Neves, Acusou A Marielle Franco De Envolvimento Com Traficantes E Que Ela “Foi Eleita Pela Comando Vermelho”. A Acusação É FALSA Pois A Desembargadora Nem Conhecia Marielle E Depois Confessou Que Repetiu “A Opinião De Uma Amiga”. Esta Difamação Não Pode Ficar Impune! O Conselho Nacional De Justiça (CNJ) Tem Que Agir. O CNJ Agiu Antes Contra Desvios De Conduta Dos Juízes, E Agora Temos Que Exigir Que O CNJ Se Manifeste Nesse Caso. Entre No Site Abaixo E Mande Seu Email Para Que O CNJ Tome Providências. http://www.cnjcontracalunia.meurio.org.br/

Responder

FrancoAtirador

20/03/2018 - 23h06

.
.
#MarielleVive

#NãoNosCalarão

#FascistasNãoPassarão
.
.

Responder

Deixe uma resposta