VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Burburinho: Serra acusa Dilma de estelionato eleitoral


21/02/2011 - 12h22

Serra acusa governo de estelionato eleitoral

Sem poupar críticas, José Serra diz que governo não cumprirá projetos de campanha

[Dica do Stanley Burburinho]

Publicada em 21/02/2011 às 00h08m

O Globo

SÃO PAULO – Depois de um período sabático de quase três meses, o ex-governador e candidato derrotado do PSDB à Presidência da República, José Serra, começou há duas semanas a retornar, aos poucos, à cena política. Esteve na Câmara para uma reunião com a bancada tucana em meio à discussão sobre o reajuste do salário mínimo, apareceu em uma feira agropecuária no Paraná e, em seu escritório, em São Paulo, voltou à agenda de reuniões políticas.

Nesta primeira entrevista ao GLOBO, após a derrota eleitoral, concedida sob a condição de que fosse por e-mail, Serra diz que vê em marcha um “estelionato eleitoral” ao comentar o início do governo Dilma. É contundente ao negar eventual intenção de lançar um novo partido e fala da adaptação à vida “normal”. Dias depois da votação do salário mínimo, considera que oposição se “saiu bem”.

Apesar de as especulações sobre o seu futuro político, o ex-governador nega que haja um movimento em curso para levá-lo à presidência do PSDB. Afirma que não é hora de fazer essa discussão, mas não rechaça a possibilidade, como faz categoricamente quando perguntado se vai disputar eleições em 2012. Sobre a disputa presidencial de 2014, Serra considera o debate neste momento uma “perda de tempo”.

Como o PSDB se saiu na votação do salário mínimo na Câmara, primeiro teste da oposição na gestão Dilma Rousseff?

JOSÉ SERRA: O PSDB se saiu bem, e o mesmo vale para nossos aliados. A bancada caminhou unida e de maneira clara e firme. O partido defendeu com força e razões a proposta dos R$ 600. Há uma outra questão importante apontada pelo deputado Roberto Freire. O projeto que a maioria governamental aprovou na Câmara é inconstitucional, pois permite ao Executivo legislar sobre o salário mínimo por decreto nos próximos três anos.

Parte do PSDB, liderado pelo senador Aécio Neves, chegou a flertar com as centrais sindicais para apoiar um mínimo de R$ 560 e abandonar a proposta de R$ 600, bandeira da sua campanha. Como o senhor viu esse movimento?

JOSÉ SERRA: Ponto um: é evidente que o PSDB deve dialogar com os sindicatos, centrais sindicais, associações, universidades. Deve apoiar e ser apoiado quando há convergência de pontos de vista, em torno de ideias e propostas concretas. Ponto dois: no reajuste do salário mínimo, a Força Sindical defendia R$ 580, muito mais próximos da nossa proposta de R$ 600 que do decreto do governo, de R$ 545. Só nos últimos dias, diante do rolo compressor do governo, as centrais começaram a mencionar os R$ 560. Agora, qualquer conversa do PSDB com entidades da sociedade civil deve ter o interesse do país como bússola. Não o interesse partidário ou o da corporação.

Qual a sua avaliação sobre a postura do governo Dilma nesse primeiro teste da presidente no Congresso?

JOSÉ SERRA: Lamentável. Está à vista de todos: oferece cargos, loteia o governo, promove a troca de favores não republicanos em troca da submissão de parlamentares. O valor do mínimo está sendo usado para o governo evidenciar ao mercado um rigor fiscal que ele absolutamente não tem. O falso rigor esconde a falta de rigor. Por que não começam pelos cortes de cargos comissionados ou dos subsídios, como os que são entregues ao BNDES? São uns 3% do PIB, R$ 110 bilhões. O governo está inflando despesas de maneira enganosa ou vai falir o país em um ano. Dou um exemplo: as despesas de custeio foram de R$ 282 bilhões em 2010. O orçamento deste ano diz que o governo vai gastar R$ 404 bilhões: um aumento de 43%. Os restos a pagar do governo Lula se elevam só neste ano a R$ 129 bilhões. Quer apostar como vão cancelar muitos dos projetos, depois de servirem como instrumento para atrair votos na campanha?

Leia a entrevista na íntegra no Globo Digital (Somente para assinantes)

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/02/20/sem-poupar-criticas-jose-serra-diz-que-governo-nao-cumprira-projetos-de-campanha-923847117.asp

[Clique aqui para saber como, na Venezuela, Hugo Chávez pendurou FHC no pescoço do Serra]

[Veja aqui como O Globo “aliviou” quando cobriu a divulgação de telegrama do Wikileaks comprometedor para o candidato derrotado do PSDB]

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


67 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

sexshop

24 de fevereiro de 2011 às 13h59

Como sempre Serra e suas atitudes ridículas!

Responder

edv

23 de fevereiro de 2011 às 09h55

Por esre seu comentário, acho que começo a entender melhor suas desordenadas colocações.
Vc supõe que conhece "A" realidade e não a SUA realidade, que vai até onde o seu conhecimento e sua percepção alcançam.
Aí se permite querer "ensiná-la" por aí.
Não percebe que a realidade é mutante, dinâmica e dependente de cada, como a dos índios, dos bilionários, dos doentes terminais, das crianças, dos adolescentes, da África e da "América", do micro e do macro, do agra, antes e depois, e por aí vai.
Imagino que um Deus onipresente e todo-poderoso poderia conhecer uma só realidade
A cada momento…
O bom de conversar entre nós é exatamente o de poder mudar e ser mudado pela realidade …
Nossa e dos outros.
E perseguir uma realidade melhor para si e para todos, né?

Responder

alexei

22 de fevereiro de 2011 às 13h37

É isso aí Serra! Continue assim.
Quanto mais insistir nesse discurso derrotado, mais a direita gira em círculos junto com você e mais a esquerda segue em frente.

Responder

Dinha

22 de fevereiro de 2011 às 11h41

Esse pessoal do globo adora bater palma para maluco dançar.

Responder

kané

22 de fevereiro de 2011 às 11h16

comentário que precisa ser aprovado pelos administradores? Hehehe. Tá bom

Responder

kané

22 de fevereiro de 2011 às 11h15

O Serra foi um político medíocre a vida toda. Bom saber que agora, depois de falecido, ele continua a mesma coisa.

Responder

Juquinha

22 de fevereiro de 2011 às 02h07

Dessa vez ele acertou. Estou me sentindo roubado no meu voto.
Dilma para mim até agora é SÓ DECEPÇÃO.
Votei na esquerda e levei a direita (cruzado no olho).

Pra mim, CHEGA !!!!

Responder

Alexandro

21 de fevereiro de 2011 às 20h55

VADE RETRO!!!

O Padim Pade Cerra deveria ir ao Super Pop para discutir sobre "O Nada", teria tudo a ver.

Responder

Marco

21 de fevereiro de 2011 às 20h13

Meu caro, tens alguma psicopatia…

Responder

    Marco

    22 de fevereiro de 2011 às 17h53

    O que é a "verdade", cara-pálida?!

Burburinho: Serra acusa Dilma de estelionato eleitoral « Blog do EASON

21 de fevereiro de 2011 às 20h04

[…] Blog Vi O Mundo de Luiz Carlos Azenha […]

Responder

Renato Lira

21 de fevereiro de 2011 às 19h48

Cerra é a maior autoridade do Brasil no quesito estelionato eleitoral.

Assina documento e registra em cartório se compromentendo a cumprir seu mandato e não cumpre.

Pega ideias e realizações de outras pessoas e diz, na maior desfaçatez, que foram dele.

Dá uma de santo, de imaculado, e faz uma campanha suja, com sujeitos do pior nível possível, ofendendo a honra das pessoas.

Fez uma campanha, com a parceria inclusive da esposa, atacando Dilma por uma prática que sua própria esposa fez.

Aliás, Cerra critica os outros por coisas que justamente ele quem faz com maestria.

É…

Definitivamente, o sujeito sabe tudo sobre estelionato eleitoral. É com Cerra mesmo.

Responder

betinho2

21 de fevereiro de 2011 às 19h36

Serra?..tá vivo ainda, ou falta deitar?
Me nego a comentar sobre essa "vítima" de bolinhas.
Prefiro recomendar a leitura sobre a banda larga "pública" tucana de Minas:

Para Aécio Neves e Anastasia, banda-larga é "coisa de rico" http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011
Esse sim é um estelionato.

Vejam a situação totalmente inversa no Rio grande do Sul:

Governo gaúcho oferece à Telebrás sua rede para Banda Larga http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011

Responder

A ficha falsa, a enchente e o economista competente | Viomundo - O que você não vê na mídia

21 de fevereiro de 2011 às 19h32

[…] candidato supra-citado, “economista competente”, acusa a presidenta que hoje homenageia o jornal que publicou a ficha falsa de ter cometido “estelionato […]

Responder

Glecio_Tavares

21 de fevereiro de 2011 às 19h23

Agora na globo o profeta tramontina lançou um : O TEMPO É MUITO LOUCO!!!!

Responder

CLAUDIO LUIZ PESSUTI

21 de fevereiro de 2011 às 18h41

E sempre interessante ler o que o Serra pensa, pois ele representa a falsidade em pessoa, e representa o pensamento, infelizmente , de muitas pessoas no Brasil, nao so de 4% como muitos pensam.Lembrem-se que ele teve 44% dos votos em 2010.Contudo, creio que deveriamos nos concentrar mais no governo Dilma, e sermos vigilantes para que aquilo que foi prometido e sugerido nao se perca.Nao e o que tenho visto.Tenho visto um governo de perfil conservador:gerenciamento reforcado e conservadorismo economico e politico.Sera que e isso que esperavamos?SInceramente, nao e o que eu esperava.E , volto a dizer, ela MENTIU, disse que nao ia fazer ajuste fiscal e esta fazendo.Se alguem puder contestar isso ao inves de so ir la e mandar um "negativo " para mim, seria alentador.

Responder

Rodrigo

21 de fevereiro de 2011 às 18h33

Nem li. Parei em "Serra…"

Serra pra mim só aquela pra descer pro litoral.

Responder

Luiz

21 de fevereiro de 2011 às 18h11

É pouco para os idiotizados do PIG

Bando de idiotas que pagam para: ler oia, fsp, rede gobels etc

Responder

Paulo Silva

21 de fevereiro de 2011 às 18h08

Serra acusa Dilma e dramaturgo defende a Ministra Ana de Hollanda, pra variar!
O importante é que isso incentiva o bom debate! http://pedroayres.blogspot.com/2011/02/cultura-ne
E vamos que vamos!

Responder

mello

21 de fevereiro de 2011 às 18h01

Foi uma pegadinha da dona judith, da ANJ; ela mandou o Pig ressuscitar os defuntos políticos serra e fhc e o PIG acreditou e cumpriu! E a dona judith, sarcasticamente mandou publicar anúncio de página inteira no o globo dizendo que o PIG tem credibilidade!
Hilária essa dona judith.

Responder

Regina

21 de fevereiro de 2011 às 17h41

Gente
Não conseguí ler. Não sei porque dar espaço pra esse cara.
Regina

Responder

rodrigo.aft

21 de fevereiro de 2011 às 17h41

Azenha e colegas,

falar do Çerra é uma não notícia, chover no molhado… deixe a múmia na tumba!
vai q ele requisite direito de resposta… e depois de ler sobre o çerra, ainda teremos de ler o çerra… rsrs

isto é uma artigo parecido com aquele do tarso genro falando nada com coisa nenhuma: uma não notícia!
(somente marketing pessoal e selecionando blogueiros chapa branca para futuras verbinhas)

na falta de coisa melhor, põe alguma notícia do battisti, assim os deslumbrados por battisti (nada contra os homo-afetivos), os defensores de causas humanitárias (só do battisti) vem aqui com aqueles discursos prontos, meticulosamente dirigidos (ao battisti) e sempre escondendo quem é (ou são) o grupo q defende ele, fora os "voadores", os "mudernos", q compraram o peixe q lhes oferece e nem sabem o q estão levando.

Responder

ANA

21 de fevereiro de 2011 às 17h39

Estelionato eleitoral?
Serra abandonou a prefeitura para ser candidato a governador. Abandonou o mandato que disse jamais iria fazê-lo
Que moral, que qualidadepolítica tem esse senhor derrotado para criticar quem quer que seja?

Responder

    rodrigo.aft

    21 de fevereiro de 2011 às 20h30

    helow Ana,

    conhecia os links ou o contexto até "maquiavélico" sobre o consenso de washington?
    alguma coisa aproveitável nos links? conhecia o assunto?

    ANA

    22 de fevereiro de 2011 às 15h54

    Ñão conhecia os links, foi uma coincidência somente. Li quatro dos que você me enviou,um não abriu.
    Diante dos fatos e da leitura, acho que é isso mesmo: farsa democrática, o poder dos lobbies, que aliás, foram invenção norte-americana.

    obrigada pelas dicas.

aparecida

21 de fevereiro de 2011 às 17h16

O SERRA TÁ DESEMPREGADO, SEM TER O QUE FAZER. POR FAVOR NÃO DE OUVIDOS , ELE QUER APARECER DE QUALQUER GEITO.
PORQUE A GLOBO NÃO CONTRATA ELE PÁRA SUBSTITUIR A MÍRIAM LEITÃO NO COMEMTÁRIO DE ECONOMIA NO JORNAL BOMDIA BRASIL? RSRSRSRS

Responder

    rodrigo.aft

    21 de fevereiro de 2011 às 20h26

    Aparecida,

    não dê a idéia… vai q alguém goste… rsrs
    mas… é quase impossível o çerra trabalhar pela manhã… dizem as más línguas, q só sai do sarcófago perto do meio dia… talvez no jornal da noite dê mais jogo… ;-)

    se não me levar a mal, procure usar menos CAPS LOCK (deixe negrito ou maiúsculas só para destacar PARTE do texto).

Zeca

21 de fevereiro de 2011 às 17h14

Fazia tempo que eu não acessava o viomundo, abro e me deparo com uma entrevista do Serra no Globo.
Li um pedaço e li alguns comentários. O tema é ontem e o Serra é de anteontem. E o Globo? eu não sei…ah é dos Marinho, aqueles que todo o mundo conhece… Que porre!!!

Responder

Marta

21 de fevereiro de 2011 às 16h58

O Serra é tão incoerente que afirma que o governo não vai dar conta de cumprir as promessas de campanha, mas brigou por um SM de 600reais. O SM aprovado está longe de ser o ideal, mas ter um acordo que prevê como serão os reajustes é confortante para quem paga e para quem recebe, pois assim ambos podem se programar e fazer planos. E o funcionalismo público de SP? Nem isso tem. Vai se catá Serra. Vc já morreu faz tempo e sua equipe midiática esqueceu de lhe enterrar. Vão morrer abraçados nas águas das enchentes de Sun Paolo.

Responder

Valdecir

21 de fevereiro de 2011 às 16h52

Não há razões para acreditar no Serra. Veja o vídeo no ele e sua turma apresentam ideias equivocadas (já demonstradas) ao opinarem sobre a maneira "errada" do Lula enfrentar a crise mundial: http://bit.ly/hhlzGt

Responder

Rafael

21 de fevereiro de 2011 às 16h44

Serra é um cadáver político. A globo se apoia nele porque não tem com quem contar para fazer oposição. Se serra não ganho em 2010 então muito menos chance em 2014. Se o governo Dilma não estiver bem o suficiente para vencer a eleição então temos alternativa do Lula.

Responder

Remindo Sauim

21 de fevereiro de 2011 às 16h38

Quem é Serra?

Responder

Benedito

21 de fevereiro de 2011 às 16h33

O Serra é aquele brilhante economista que, durante a crise financeira de 2008, disse a empresários que o governo Lula estava levando o Brasíl à bancarrota. Gênio, esse Serra. Gênio. Será que alguém, honestamente, ainda leva em conta o que ele diz???

Responder

Antoninni Antonioni

21 de fevereiro de 2011 às 16h19

Serra?
Dá um tempo, ô Azenha!

Responder

João Sérgio

21 de fevereiro de 2011 às 16h06

Pois é. Enquanto isto, aqui em Sum Paulo, o novo governador, que é, diga-se de passagem, do mesmo partido do anterior, e que o apoiou incondicionalmente, corta e redireciona gastos, inclusive aqueles com publicidades, cancela obras que o outra já havia até inaugurado, embora estivesse apenas no papel; emprega a Soninha Francine com incentivadora do artesanato, isto sem contar as filhas desta que já estavam e continuam empregadas no governo atual, assum como as filhas do Paulo Afro-descendente, e o estelionatário são os outros. Ah ! Vá te catar. Vai chorar na cama que é lgar quente; ou então vá reclamar ao Bispo de Guarulhos; ou ao Papa seu chorão. Junto com FHC vocês enganaram por um bom tempo, mas, parafraseando John Kennedy : " Pode-se enganar parte do povo, por parte do tempo, mas não se pode enganar todo o povo por todo o tempo."

Responder

Gilson Raslan

21 de fevereiro de 2011 às 15h58

Desde o dia em que o Serra afirmou em uma reunião de evangélicos em Foz do Iguaçu que a expressão "SOB A PROTEÇÃO DE DEUS" foi acrescentada ao preâmbulo da Constituição Federal por uma emenda de sua autoria, passei a não levar a sério o que esse rapaz diz.

Responder

Teco

21 de fevereiro de 2011 às 15h49

Ô carequinha raivoso e invejoso. Chá de Cidreira, e Simancol para a dupla, Nosferatu e Fhgá.
Não tem o que fazer? O cara quer morrer e a Globo não deixa. Isso não é dar espaço, e sim
dar corda para se enforcar. Se torna insuportável mais do que durante a campanha, se é que é possível.

Responder

José Maria Pimenta

21 de fevereiro de 2011 às 15h38

O retorno do Vampiro Anêmico.

Chega a se hilário a apoio recebido da midia por uma figura tão medíocre que nem o Serra. Até parece que esse cidadão vai ganhar alguma eleição com isso. No fundo entendo que a elite medíocre, preguiçosa e tacanha que governou esse país no0s últimos 500 anos, e que o apoia o serra, não enchergue nenhuma alternativa. No fundo esse pessoal tem ódio do povo e morre de medo da evolução social desse mesmo povo nos últimos 8 anos…..

Responder

Julio Cesar

21 de fevereiro de 2011 às 15h38

E o PIB ressuscitando o "sem jeito"! Fora Rede GLobo!

Responder

Gerson Carneiro

21 de fevereiro de 2011 às 15h14

Estelionato eleitoral é o salário mínimo paulista. Salário mínimo de outdoor.
É um salário mínimo apenas "recomendável". Nenhuma empresa ou patrão em São Paulo está obrigado a pagar o salário mínimo de fachada do PSDB.

Responder

    Mel

    21 de fevereiro de 2011 às 16h02

    Sabe quanto ganham aqueles funcionários que trabalham ajudando os funcionários do Metro, nas estações? Menos de 300,00 Reais. Pode perguntar pra um deles. E trabalham para o Metro.

    ANA

    21 de fevereiro de 2011 às 17h44

    E muito menos o Governo Estadual que não cogita aumento algum para o funcionalismo público!

Ivan

21 de fevereiro de 2011 às 15h04

Segundo José Serra, o governo Dilma irá falir o país em um ano.
É só esperarmos, e enquanto isso, lembrarmo-nos do anúncio que ele fez na época da crise.
Afinal o Brasil não quebrou.
A crise, a marolinha, veio e se foi, mas o Serra ainda é o mesmo.
É o Globo tentando dar sobrevida, após a derrota nas eleições, ao que há de pior na política brasileira.
E o mais curioso é que tem gente que aplaude.

Responder

Carmem Leporace

21 de fevereiro de 2011 às 15h02

Estou adorando.

Responder

Depaula

21 de fevereiro de 2011 às 15h01

O que chama a atenção no comportamento invejoso quer de Serra quer de FHC, é que ambos se contituem em casos psiquiátricos. São dois homens doentes, consumidos pela inveja ilimitada, que foge dos prãmetros de normalidade. O PSDB precisa se livrar deles indicando um bom psiquiatra. Não há outro jeito para a insanidade deles. O problema do PSDB agora é caso de psiquiatria.

Responder

Gerson Carneiro

21 de fevereiro de 2011 às 14h57

Isso é dor de cotovelo.

Por suas manifestações concluo que como político o Serra é um comediante medíocre.

Ele é capaz de afirmar após mais uma derrota que “O PSDB se saiu bem, e o mesmo vale para nossos aliados…” .

Mas surpreende com um lapso de lucidez: “Sobre a disputa presidencial de 2014, Serra considera o debate neste momento uma 'perda de tempo' ”.

Quanto a esse chororê de que o Governo Dilma “oferece cargos, loteia o governo, promove a troca de favores não republicanos em troca da submissão de parlamentares” isso é o que o PSDB mais faz em São Paulo. Inclusive atualmente com o Geraldo Alckmin nomeando o cunhado envolvido em denúncias de corrupção, e o presidente da FDE condenado pelo STJ.

Quanto à previsão do mago de que o Governo Dilma “vai falir o país em um ano”, em que pese o vídeo com membros do PSDB, incluindo o próprio Serra, e demais oposicionistas pregando desgraças durante os oito anos do Governo Lula e nada do que pregaram aconteceu, vamos aguardar.

Responder

Pedro Aguiar

21 de fevereiro de 2011 às 14h29

Dá pena do Serra, está morrendo de raiva, rancor e ódio. Não devemos dar atençao, afinal não se chuta cachorro morto.

Responder

thomaz

21 de fevereiro de 2011 às 14h22

O Viomundo pegou a doença do Paulo Henrique Amorim, publica algo de alguém e depois manda ler outras matérias já publicadas.

Responder

Quintela

21 de fevereiro de 2011 às 14h15

Estelionato eleitoral é prometer salário mínimo de R$ 600,00 sabendo que não tem como cumprir.
Esse é José Serra…o Exterminador do Futuro!

Responder

Hans Bintje

21 de fevereiro de 2011 às 13h46

José Serra tem lido o Viomundo de madrugada.

Podem apostar: daqui a pouco ele vai começar a falar sobre o desastre "Ana de Hollanda" no Ministério da Cultura.

(e esquecer, convenientemente, o desastre da TV Cultura paulista)

Para alegria de José Serra, o infeliz padrão "Ana de Hollanda" se espalha em outras áreas do governo.

De Luis Nassif, "As prioridades conflitantes da política econômica" – http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/as-prior

Responder

ZePovinho

21 de fevereiro de 2011 às 13h46

http://www.conversaafiada.com.br/politica/2011/02

Entrevista do Cerra ao Globo é um estelionato eleitoral

O Padim Pade Cerra ocupou a pág. 3 inteira do Globo com uma entrevista absolutamente inútil.

O Jorginho Guinle dizia que é preciso ter muita competência para não fazer nada.

É preciso ter muita competência para não ter uma única idéia.

A única coisa interessante da entrevista é um estelionato.

Para se referir à Presidenta, ele diz que ela pratica um “estelionato eleitoral”.

Como disse do Cerra, uma vez, o Pedro Malan: o que é novo não presta; o que presta não é novo.

A expressão “estelionato eleitoral” não é do Cerra.

Como não é o programa Anti-Aids, como não são os genéricos, nem o Protec.

O que presta não é novo.

É uma expressão do Delfim Netto – mais inteligente que o Cerra mesmo enquanto dorme.

Delfim se referiu aos dois estelionatos do Farol de Alexandria.

Aliás, Delfim usa também o verbo “surfar”, de que o Fernando Henrique se apropria ao destilar toda a inveja, hoje, no Estadão: Inveja ou rancor ?

Acompanhe, amigo navegante, a origem da expressão de que o Cerra tentou se apropriar:

DEPUTADO DELFIM NETTO: FH “SURFOU SOBRE O PLANO REAL E QUEBROU O PAÍS”

Ex-ministro denuncia desastre e “métodos absolutamente heterodoxos para se reeleger”

O deputado federal Delfim Netto (PMDB/SP) afirmou que Fernando Henrique “surfou sobre o plano real” para se eleger presidente da República por dois mandatos, aplicando um “duplo estelionato eleitoral” no povo brasileiro.

“Elevou para 29% a carga tributária bruta e aumentou de 31% para 49% do PIB o endividamento. Não fez o menor esforço para controlar as despesas, reduzindo o superávit a zero no primeiro quadriênio. Em apenas quatro anos, acumulamos um déficit em conta corrente da ordem de US$ 100 bilhões! O resultado foi trágico”, ressaltou o deputado, assinalando que essa política levou o Brasil a quebrar em 1998 e recorrer ao FMI “com o chapéu na mão, pedir um socorro de US$ 40 bilhões!”. Foi o primeiro “estelionato”, disse Delfim.

O deputado continuou, afirmando que no segundo mandato – depois de se eleger e procurar, “com métodos absolutamente heterodoxos, a sua reeleição sem desincompatibilização, o que seria o segundo ‘estelionato eleitoral’” – diante da exigência de arrocho fiscal feita pelo FMI “descarregou o problema sobre o setor privado, aumentando a carga tributária bruta para 32% já em 1999” .

“Puxado pelo nariz, o governo perdeu o controle do câmbio para o ‘mercado’. Instalou-se depois uma nova e melhor política monetária. Mas o fim foi melancólico. Terminamos 2002 com uma inflação de 12,5% e um crescimento de 1,9%. Acumulamos mais US$ 80 bilhões de déficit em conta corrente. Com reservas de US$ 16 bilhões, e o Brasil ‘quebrado’ pela segunda vez”, observou.

Delfim Neto destaca também que o último surto de desenvolvimento experimentado pelo Brasil ocorreu no governo Itamar Franco (1993/94), “quando crescemos 5,4% ao ano, com equilíbrio externo”. “A carga tributária bruta era de 27% do PIB, e a dívida líquida do setor público, 31% – graças ao vigoroso superávit primário de 3,7% ao ano, em média, no período. As reservas internacionais eram de US$ 40 bilhões, correspondentes a um ano de importação”, completou.

Em tempo: o Conversa Afiada ilustra esse flagrante de apropriação indébita com um trabalho do Daniel Silva, sobre outro momento de glória do Padim Pade Cerra.

Graças a Deus que o Cerra teve oportunidade de fazer a tomografia que descobriu a causa da falta de inteligência dele ! (O que presta não é novo; o que é novo não presta – Pedro Malan)

Responder

Jairo_Beraldo

21 de fevereiro de 2011 às 13h43

Mas afinal de contas…."o que pensa esse rapaz"? Nada, mas nada do que ele destilou neste seu pseudo discurso, desenhado pelo seu emissário oficial, as Organizações Globo, se notou em suas passagens pelo executivo municipal e estadual na condução dos paulistas.

Responder

fernandoeudonatelo

21 de fevereiro de 2011 às 13h29

O legal de ler as opiniões da ortodoxia econômica neoliberal, é que para eles, só existe Despesas de Custeio especificando Governo Central, mas não abrangendo para Despesas Correntes + Despesas de Capital,
nas subcontas Juros e encargos da dívida + Amortizações da Dívida, que juntas engolem TODO o custeio.

E aí Serra ? Estado desaparelhado PODE, Rentista sem bolsa oligarquia NÃO PODE ?

As despesas do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social, Gov. Fed. e Banco Central), em 2010, tiveram expansão de 22,4% em comparação a 2009.

Só que tem um pequeno detalhe, em janeiro, o Tesouro Nacional anunciou que, mesmo com o aumento percentual dos gastos, cumpriu a meta de superávit primário do Governo Central, de 2,15% em relação ao Produto Interno Bruto (PIB).

Responder

Lusíadas

21 de fevereiro de 2011 às 13h27

O Serra também previu que o Brasil ia quebrar com a crise de 2008. Está registrado em filmes no youtube. O problema do salário mínimo é outro: sem enfrentar o rentismo que arrasa o país, não dá para encarar o debate de forma séria. Aí, a crítica o pallocismo é justa. Só que essa crítica nunca vai ser feita pelo Serra.

Responder

Ramon

21 de fevereiro de 2011 às 13h24

Nenhuma relação com o assunto, mas por acaso encontrei uma matéria antiga e não contive o riso: http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/coluna/26
Adoro as "análises" e certos colunistas…

Responder

    P A U L O

    21 de fevereiro de 2011 às 15h50

    Esses 'analistas' escrevem besteiras, para os seus próprios'comentaristas', que se dizem 'esclarecidos' e produzem ainda mais sandices.

    É um festival coprofágico, em que os participantes se alimentam dos dejetos que produzem.

gilberto

21 de fevereiro de 2011 às 13h19

recalcado….

Responder

ricardo silveira

21 de fevereiro de 2011 às 13h12

O Serra é o da bolinha de papel? Ele melhorou? Teve alguma seqüela? Acho que sim, pois ele continua achando que todo mundo é idiota. Manda ele pentear macaco.

Responder

Digger

21 de fevereiro de 2011 às 13h07

O Zé Pedágio bolinha de papel é uma gracinha!
Ele e o IFHC quebraram o Brasil três vezes. Entregaram 70% por cento do patrimônio público, para os espertalhões. E por preço de banana. Ainda por cima, aumentaram enormemente a dívida externa e interna do País.
Põe desfaçatez nesse sujeito!
Suas críticas infundadas e maldosas, não merecem consideração de ninguém que tenha mais de um neurônio.

Responder

duarte

21 de fevereiro de 2011 às 12h54

Tinha que ser na globo, né moçada?

Responder

Carmem Leporace

21 de fevereiro de 2011 às 12h48

Podem malhar o Serra…aqui é liberado claro…. já li cada ofensa por aqui contra pessoas de bem… pior de tudo… tipos de comentários que são deletados em portais do que eles chamam de PIG….aqui é liberado depois de ter sido lido previamente e aprovado… nos portais do tal do PIG, mesmo quando publica uma ofensa (para um ou outro lado, o comentário é deletado)…

Tudo bem, sem problema, podem meter o malho em Serra, vocês só não podem dizer uma coisa.. que ele está mentindo…

Espero que minha opinião seja publicada.

Responder

    P A U L O

    21 de fevereiro de 2011 às 16h04

    Çerra vive de mentiras.

    Se falasse uma verdade hoje, amanhã ele iria desmenti-la..

    hua….. hua…… hua….hua….. hua…… hua….

    Carlos

    21 de fevereiro de 2011 às 16h40

    Carmem, lamento dizer, mas não vi verdade alguma no que o Serra disse. O sujeito é um mentiroso contumaz, e tem uma sede de poder e uma ambição desmedidas, que o tornam muito perigoso e capaz de desferir os golpes mais baixos e praticar o jogo mais sujo para atingir seus objetivos. Para mim, o Serra tem sérios problemas de ordem psicológica.

Carmem Leporace

21 de fevereiro de 2011 às 12h43

Vou me divertir ao ler o que vai ser destilado por aqui em forma de ódio e rancor, por parte de alguns que odeiam ler algumas verdades.

Responder

    João Sérgio

    21 de fevereiro de 2011 às 16h12

    Pois é Sra. Carmem. Enquanto isto, aqui na terrinha, o novo Alcaíde não mudou nada na política que o Burgo Mestre anterior, do mesmo partido so atual, alardeava como maravilha. Não está havendo corte de gastos ( inclusive aqueles nas verbas astronômicas para publicidade e comunicação ); não há linha do Mêtro paralisadas. Isto sem contar obras inauguradas, que nem do papel haviam saido. A Sra. tem razão. " ALGUNS ODEIAM AS VERDADES", principalmente aqueles que se julgam "Jenios" (sic), e aqueles que se acham mais informados que todos os outros.

    Marcelo Fraga

    21 de fevereiro de 2011 às 20h01

    A única verdade deste texto é: não resta a José Serra nem um pouquinho de caráter, além de não ter nenhum comprometimento com o povo ao qual deveria servir.

    Renato Lira

    21 de fevereiro de 2011 às 20h01

    Ódio não, dona Carmen.

    Eu, do Serra, e de seus seguidores, tenho é pena.

    Rancor?

    De quê?

    Perdemos a eleição?

    Ao que me consta, foi "são serra", o padroeiro dos reaças, preconceituosos e ignorantes, que, ele sim rancoroso, além de arrogante, mal-perdedor e mal-educado, não conversou nem pessoalmente, tampouco parabenizou publicamente a presidente Dilma, postura de pessoas civilizadas, democratas de alto nível e costume em todos os países civilizados.

    Bom, mas como se trata de "são serra", o mártir da bolinha de papel, alto nível, civilidade e democracia passam longe, muito longe.

    Eu tenho é pena de gente como Serra, pobre de espírito e amargas.

    Esta é a verdade, dona Carmen. Que a senhora certamente odeia, assim como Serra, que, aliás odeia toda forma de verdade.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.