VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

História do 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, em vídeo


04/03/2012 - 20h05

de Radialistas. Net, sugerido  por Telia Negrão: “Curtam e divulguem esta pequena joia”

PS do Viomundo: Telia Negrão é jornalista e cientista social. Integra o Coletivo Feminino Plural, a Rede Feminista de Saúde Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos e a Rede de Saúde das Mulheres Latinoamericanas e do Caribe (RSMLAC).

Leia também:

Ministro Padilha, o erro não foi da ONU e sim do Estadão

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

isis

08 de março de 2012 às 13h23

sei que todas mulher ´´e batalhadora nao tem grasa

Responder

Divina Maria

06 de março de 2012 às 21h45

Amei esse poema da Vera Silva, copiei e vou usar na escola dia 08 de março, achei mto realista, parabéns!!

Responder

Maurício

06 de março de 2012 às 14h27

Isso é sinal de desespero da antiga classe media alta,o desespero da IGUALDADE!!!que a cada ano que passa fica mais próxima!!VIVA LULA,ELE É ETERNO ASSIM COMO FIDEL!!!HUGO CHAVEZ!!

Responder

Vera Silva

05 de março de 2012 às 13h45

8 de Março*
Que longa luta!
Luta que não acaba.
Luta que o Estado não assume.
Luta que o capital renega.
Luta que às crianças nega pão,
Nega escola,
Nega família,
Nega tudo.
Luta que não é só das mulheres,
Luta que é das professoras,
Das idosas e dos idosos,
Das doentes e dos doentes,
Das crianças,
Das profissões com muitas mulheres
E da saúde.
Luta que parece eterna,
Porque se eterniza no desrespeito cotidiano.
Nas mortes e agressões de todo dia,
Na negação de espaço,
Na negação do afeto,
Na negação da cidadania.
Ah, como entendo o poeta dos escravos!
“Deus, ó Deus, onde estás que não respondes?”
Somos as escravas do século XXI.

*Vera Silva, psicóloga, março de 2012.

Responder

Carlos Malaquias

05 de março de 2012 às 13h25

Me lembrou o 1º de maio, dia do "trabalhador", publicizado como dia do "trabalho" – toda a carga de emancipação e luta do marco fica desfeita na comemoração da "folga", ou das compras, no caso do 08 de março.

Responder

Depaula

05 de março de 2012 às 05h20

Muito bom. Parabéns por compartilhar

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!