VIOMUNDO

Diário da Resistência


Mídia atropela a notícia para servir ao “governo anterior”
Opinião do blog

Mídia atropela a notícia para servir ao “governo anterior”


13/02/2015 - 10h54

Captura de Tela 2015-02-12 às 22.33.20

Foto do Facebook de Maurício Machado registra: “período que antecede o governo petista” é governo FHC!

por Luiz Carlos Azenha

Milhares de pessoas cercam o prédio de uma assembleia legislativa. Encaram bombas e balas de borracha. Impedem a votação do plano de austeridade de um dos principais governos estaduais do Brasil.

Manchete da Folha? Outra notícia, vinda também de Curitiba, extraída de um antigo depoimento do doleiro: José Dirceu sabia (dos desvios na Petrobras). Depoimento, aliás, desmentido pelo próprio. E pelo também citado tesoureiro do PT, João Vaccari. O doleiro disse à PF o que bem entendeu. No caso, ele é o réu confesso. Mas sua palavra é publicada como verdade absoluta e inquestionável.

O que está acontecendo?

O suposto envolvimento de Dirceu cai como uma luva no roteiro. Mensalão + petrolão = Lula derrotado em 2018. Mas, para que tenha credibilidade, é preciso eliminar do escândalo o que a Globonews chamou de “período que antecede o governo petista”. Sarney? Itamar? Médici?

É por isso que, como notou o presidente do PT, a curiosidade dos delegados que colhem depoimentos na Operação Lava Jato parece se fixar no período pós-2003.

É como se Youssef, o doleiro, não tivesse servido também a tucanos.

Aliás, a credibilidade do PT está no fim com os eleitores também pelo fato de o partido ter convivido muito bem, sempre, com a herança maldita dos antecessores.

A origem da máfia dos sanguessugas — que vendia ambulâncias superfaturadas — foi o ministério da Saúde sob José Serra, mas ela prosseguiu depois que Lula assumiu o poder.

O mesmo aconteceu com a máfia dos vampiros — que negociava hemoderivados.

O PT de Lula, em nome de um acordo em Minas, manteve no poder em Furnas o diretor Dimas Toledo, justamente o homem da Lista de Furnas, o esquema de financiamento de campanha de tucanos e aliados através dos fornecedores da estatal.

Marcos Valério serviu ao esquema de caixa 2 do PSDB e aliados antes de repetir a jogada com o PT e aliados.

Quando o PT no poder teve a oportunidade de provocar rupturas com o passado, não o fez.

CPI do Banestado? Terminou em acordão. CPI da Privataria? Nem então, nem depois do livro de Amaury Ribeiro Jr.

Quando um delegado da Polícia Federal teve a coragem de encanar o banqueiro, o governo se voltou… contra o delegado. O chefe da Polícia Federal foi mandado para o exílio. O banqueiro hoje financia um site de apoio ao governo Dilma!

Quando um repórter da Veja foi flagrado em aliança jornalística com o bicheiro, o PT olhou, olhou e fez que não viu.

Por isso, não foi surpresa quando o vice de um governador tucano — Afif Domingos — se tornou ministro de uma presidente petista.

Ninguém enrubesce com a perspectiva de ver Marta Suplicy, petista histórica, concorrendo à Prefeitura de São Paulo pelo PSB com o apoio de Geraldo Alckmin.

É nesta geleia geral que Curitiba assume relevância ainda maior. Não a Curitiba do Moro, mas a que impediu a austeridade de Beto Richa.

É junho de 2013, de novo.

Mas a mídia não entendeu isso. Ela está ocupada na campanha que parece não ter fim: criminalizar apenas um dos irmãos — eles estão ficando cada vez mais parecidos.

Não mencionem “PSDB” que ela enterra nas páginas internas. Na Globo, como famosamente saia no Jornal Nacional já na campanha de 2006, é “o governo anterior”.

Para esconder o grande desastre em andamento no Brasil, o apagão da água em São Paulo — este sim, não é um depoimento sem provas –, disfarça criando a perspectiva de um racionamento de energia que ainda nem é considerado.

É a mídia, em campanha permanente contra o trabalhismo desde 2003.

PS do Viomundo: Conforme dissemos anteriormente, quando a blogosfera entrou em surto com a eleição de Eduardo Cunha, ele nunca se interessou pelo impeachment de Dilma. Definido como lobista por Altamiro Borges, o deputado carioca é isso: serviçal da grana. Ele não vai entregar a chave do cofre para os tucanos. Jamais. Cunha é o artífice da reação da elite brasileira contra junho de 2003. Se deixarem, vai fazer uma reforma política que nos fará ficar com saudade daquele Congresso cercado pelos manifestantes.

Leia também:

PT pede que investigações da Lava Jato se estendam ao governo FHC

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



44 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Messias Franca de Macedo

17 de fevereiro de 2015 às 08h17

Se não for regulada, a mídia privada corrompida destruirá o Brasil

FÁBIO DE OLIVEIRA RIBEIRO
TER, 17/02/2015 – 00:38

(…)

FONTE: http://JORNALGGN.COM.BR/BLOG/FABIO-DE-OLIVEIRA-RIBEIRO/SE-NAO-FOR-REGULADA-A-MIDIA-PRIVADA-CORROMPIDA-DESTRUIRA-O-BRASIL

Responder

FrancoAtirador

17 de fevereiro de 2015 às 00h08

.
.
MÍDIA-EMPRESA OLIGOPÓLICA ANTI-NACIONAL

E UM JUIZ EGOCÊNTRICO E IRRESPONSÁVEL

PRATICAM CRIME CONTRA A ECONOMIA NACIONAL

(http://jornalggn.com.br/noticia/crise-na-petrobras-ja-atinge-a-industria-naval)

Responder

FrancoAtirador

16 de fevereiro de 2015 às 18h28

.
.
Bastou o Ministro da Justiça sair da Inépcia

e tomar uma Atitude contra as ilegalidades

(http://www.vermelho.org.br/noticia/258903-1)

que vem sendo praticadas no caso Lava-Jato,

(https://www.viomundo.com.br/politica/lava-jato.html)

que a Mídia-Empresa Oligopólica Anti-Nacional

caiu de pau nele, com uma saraivada de Factóides.

(http://jornalggn.com.br/noticia/midia-lanca-suspeicao-sobre-o-ocio-criativo-de-cardozo)
.
.
A Política e o Jornalismo
estão como o diabo gosta:
se cobrir vira Circo,
se cercar vira Hospício.

Por Luis Nassif, no GGN

(http://jornalggn.com.br/noticia/midia-lanca-suspeicao-sobre-o-ocio-criativo-de-cardozo)

Responder

Luiz Clete

16 de fevereiro de 2015 às 03h37

O PT dos moderados, do zé dirceu, palocci, genoino, rui falcão, jose eduardo cardozo, mercadante, etc. O PT só leva bola nas costas por confiar no “eu sei o que vc fez, então tb posso fazer”, só que os tucanalhas tem a simpatia da midia, o PT não. O PT caminha para um final melancólico e não como partido, mas como alternativa de mudança.

Responder

FrancoAtirador

16 de fevereiro de 2015 às 00h24

.
.
O VÍDEO QUE A GLOBO ESCONDEU:

(http://youtu.be/6SAowHldubE)

ESPECIALISTA EM PETRÓLEO AFIRMOU AO VIVO,

EM PLENO JORNAL DAS SEIS DA GLOBONEWS,

QUE A COMPRA DA REFINARIA DE PASADENA

FOI UM ÓTIMO NEGÓCIO PARA A PETROBRAS.

Jean-Paul Prates, consultor na área de petróleo,
afirmou, no Jornal das Seis da TV a Cabo da Globo,
que a Compra da Refinaria de Pasadena pela Petrobras
foi um Bom Negócio, na época em que foi realizado.

O especialista, convidado da própria emissora da Globo,
disse ainda que a atual discussão em torno da transação
que envolve Pasadena é de natureza estritamente política
e que assuntos desta magnitude são de muita complexidade
e não podem ser tratados de modo superficial e oportunista,
“inclusive numa entrevista de 3 minutos como esta” [Dãã!].

A jornalista Leilane Neubarth até se esforçou, em vão,
para rebater as palavras do Especialista Convidado.
Aí, sem saber o que fazer no momento, a apresentadora,
assim que teve oportunidade, encerrou a entrevista.

E a Globo se apressou em retirar logo o vídeo do sáiti.
(http://imgur.com/oQecSMt)

(https://www.youtube.com/watch?v=6SAowHldubE)
(http://br29.com.br/o-video-que-a-globo-escondeu-especialista-em-petroleo-tapa-a-boca-de-leilane-neubarth)
(http://facebook.whotalking.com/post/Globo)

Responder

Cláudio

15 de fevereiro de 2015 às 20h13

Saiu no carnaval do ConversaAfiada e no Tijolaço: Impítiman é meuzovo ! ! ! !

**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

Responder

FrancoAtirador

15 de fevereiro de 2015 às 17h13

.
.
Deputados Aecistas querem Governar o BraSil, na Marra,

com o Apoio Logístico Integrado (ALI) da Rede Globo.
.
.

Responder

Messias Franca de Macedo

15 de fevereiro de 2015 às 13h44

Tucanos apreensivos com a Lava Jato, por Ilmar Franco

DOM, 15/02/2015 – 11:56

ATUALIZADO EM 15/02/2015 – 13:27

Por Ilimar Franco

Apreensão

Em O Globo

FONTE: http://jornalggn.com.br/noticia/tucanos-apreensivos-com-a-lava-jato-por-ilmar-franco

Responder

Messias Franca de Macedo

15 de fevereiro de 2015 às 13h32

Folião cearense trolla impítiman da Globo. Na Globo !​

Como se sabe, quem mais precisa de impítiman é a Globo !

Publicado em 15/02/2015

(…)

FONTE: http://www.revistaforum.com.br

Responder

Messias Franca de Macedo

15 de fevereiro de 2015 às 13h13

O prefeito Fernando Haddad desmonta alguns dos fascigolpistas do PIG!

E olhando na cara dos facínoras!

Incluindo a ScherAZARde!

E um tal “historiador”!

##############################

Confira a versão completa da entrevista com o prefeito Haddad no Jornal da Manhã

12/02/2015 14h09

FONTE: http://jovempan.uol.com.br/pro

Responder

Nelson

15 de fevereiro de 2015 às 12h18

Só um reparo a fazer no teu texto, Azenha. Ao invés de escrever “É a mídia, em campanha permanente contra o trabalhismo desde 2003”, eu escreveria “[…] desde 1930, 1964… desde sempre”.

De resto, você foi direto ao ponto.

Como explicar a recusa do PT em fazer um “pente fino” em toda a roubalheira, toda a corrupção e em todas as sacanagens feitas pelos tucanos nos oito anos em que eles, desgraçadamente, estiveram à testa do Governo Federal?

Não sei precisar o ano, acho que foi lá pelo início dos anos 2000, mas lembro muito bem do que o Sr Aloisio Mercadante disse, sobre os tucanos: “PT e PSDB têm muito a contribuir para a democracia brasileira”.

Mercadante disse essa barbaridade mesmo depois de FHC ter entregado à iniciativa privada quase 70% do patrimônio pertencente ao povo brasileiro sem a mais mínima consulta a esse povo. Ou seja, mui democraticamente.

Responder

    FrancoAtirador

    16 de fevereiro de 2015 às 02h42

    .
    .
    Tens razão, camarada Nelson.

    Continua Monarquia x República.
    .
    .

irineu

15 de fevereiro de 2015 às 01h06

Muito bacana a irreverencia e atitude diante das câmeras da Globo.
Observem que os cartazes surgem a partir do primeiro minuto.

Abç
Irineu

Responder

FrancoAtirador

14 de fevereiro de 2015 às 19h09

.
.
BLINDADO PELA MÍDIA FASCISTA,

CUNHA INSTITUI NA CÂMARA O PTD:

PARLAMENTO TEOCRÁTICO DE DIRETA

Gestão de Eduardo Cunha Ameaça Democracia Brasileira

O Legislativo deve ser o Mais Plural dos Poderes
e não ser Guiado apenas por uma Concepção de Mundo
Conservadora, Preconceituosa e Discriminatória

Por Najla Passos, na Carta Maior

Desafeto do Governo Dilma, evangélico fundamentalista
e Porta-Voz dos Interesses Mais Mesquinhos das Grandes Corporações,
o Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) assumiu a Presidência da Câmara
há apenas 15 dias e já mudou a cara do Parlamento Brasileiro.

“A Nossa Democracia está em Risco e estamos mergulhando, aqui nesta Casa,
em um Período de Muitas Trevas”, afirma a deputada Érika Kokay (PT-DF),
reconhecida Militante dos Direitos Humanos e das Minorias.

De acordo com ela, o País vive hoje uma Crise Flagrante da Democracia Representativa,
com um Parlamento que não espelha a Realidade Social
e se torna mais cada vez mais Refém de Grupos Específicos.

“Temos Poucas Representações de Mulheres e Trabalhadores, por exemplo.
Com as Eleições cada vez mais Deformadas pelo Poder do Dinheiro,
o que Mais Cresce no Congresso é a Bancada do BBB: Bala, Boi e Bíblia”,
analisa.

Para piorar o Quadro, Kokay acrescenta
que a Gestão do Presidente Eduardo Cunha,
Erroneamente Vinculada à sua Concepção de Mundo,
tende a aprofundar o Problema,
colocando Conquistas Importantes dos Brasileiros
sob o Risco de Retrocesso.

“Se o Presidente da Casa passa a Pautar os Trabalhos
a partir da sua Concepção de Mundo, da sua Concepção Religiosa,
ele comete um Atentado contra a Pluralidade
que deve ser a Marca do Poder Legislativo”,
denuncia.

De fato, na Pauta da Câmara para o Novo Período,
já abundam Proposições de Cunho Conservador e Discriminatório,
como os Projetos de Autoria do Próprio Cunha que institui
o Dia do Orgulho Hétero e que Criminaliza o Preconceito contra Heterossexuais.

“Esses Projetos são um Verdadeiro Escárnio
contra as Vítimas da Homofobia,
um Atentado contra a População LGBT
que já sofre um Forte Processo
de Desumanização Simbólica e Literal”,
contesta a deputada.

Também ganham Força na Casa a Tramitação Propostas
de outros Companheiros Ideológicos Dele,
como a que cria o Estatuto da Família,
um Receituário Conservador que Restringe o Núcleo Familiar
à União de um Homem e uma Mulher – e, na Prática,
Impede a Adoção por Casais Homossexuais-,
e o Estatuto do Nascituro, que Endurece
as já Medievais Leis Anti-Aborto Brasileiras
e Institui a “Bolsa-Estupro” para que as Mulheres
Criem os Filhos Decorrentes Desse Tipo de Violência,
ao Invés de Terem a Opção Legal de Interromper a Gestação.

Mesmo as Bandeiras mais Progressistas Empunhadas pela Sociedade Brasileira,
como a da Reforma Política, Ganham Novos Contornos na Gestão do Peemedebista,
que não esconde sua Vocação para fazer Oposição a Quaisquer Pautas
Mais Progressistas do Governo ou da Sociedade.

Apesar da OAB, CNBB e mais 200 Entidades terem encaminhado à Casa
um Projeto de Lei que Proíbe o Financiamento Privado de Campanha por Empresas,
o que ele submeteu à Tramitação é Justamente o que Amplia e Regulamenta o Dispositivo.

“Cunha está se Apropriando da Bandeira da Reforma Política,
Necessária para o Povo Brasileiro, Para Tirar Dela Qualquer Caráter Transformador.
O que ele quer é Constitucionalizar o Financiamento Privado de Campanha,
justamente o que os Movimentos Sociais e a Sociedade Civil organizada Lutam para Mudar.
O que ele quer é Reforçar o Poder Econômico e Excluir os Setores
que Historicamente foram Marginalizados no nosso País”,
avalia Kokay.

Nos Trâmites Internos da Casa, a Mudança também já é Evidente e Preocupante.

Para Adequar às suas Concepções Políticas e Ideológicas
a Rotina do Poder que mais deveria ser Plural,
Cunha vem Interferindo até mesmo em Regras Tradicionais do Parlamento,
como a que designava a Definição dos Critérios para Eleição
da Bancada Feminina às Deputadas Eleitas.

“Pela Primeira Vez, um Presidente [da Câmara] Determinou
o Critério pelo qual se deve dar a Votação da Coordenadora da Bancada Feminina.
E determinou que seja através da Decisão dos Blocos,
o que favorece seu Grupo e impede, por exemplo,
que o Maior Partido da Casa, o PT,
possa apresentar Candidatura Própria”,
explica.

Conforme Kokay, não há Ingerência da Mesa Diretora da Câmara
em Nenhuma Bancada Partidária, à Exceção da Feminina.

“As Mulheres tinham que decidir seus Critérios com Autonomia,
como sempre o fizeram. Sem Imposições do Presidente,
que está destruindo Instrumentos Conquistados
pela Luta das Mulheres nesta Casa”,
ressalta.

Até a TV Câmara, a Emissora Pública da Casa
até então Comandada por Funcionários de Carreira do Parlamento,
está sob a Mira da Concepção Religiosa do Novo Presidente.

Segundo notícias veiculadas esta semana na imprensa,
ele pretende entregar sua gestão ao PRB
e determinar que a direção do veículo
seja assumida por terceirizados,
vinculados à Igreja Universal.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF),
inclusive, já manifestou Preocupação com a Medida em Nota Oficial
(http://www.sjpdf.org.br/noticias-teste/38-extra/2286-sindicato-repudia-possiveis-mudancas-no-comando-da-area-de-comunicacao-da-camara-dos-deputados).
E declarou que entrará em contato com os demais membros da mesa diretora da Câmara para cobrar a manutenção do veículo sob a direção dos servidores de carreira e a permanência da isenção e pluralidade da linha editorial.

“Cunha Representa um Projeto de Poder
que Desrespeita a Laicidade do Estado
e a Pluralidade de Vozes no Parlamento.
Ele vem dizendo que vai respeitar sempre a Maioria,
mas um presidente da Câmara precisa
respeitar também as Minorias.
Ou a Sociedade Civil se Mobiliza na Perspectiva
de que nós Possamos Fazer Frente a Isso
que está se Desenhando neste Poder legislativo,
ou esta vai ser uma Legislatura
que Vai nos Remeter a uma Lógica Medieval.
Vai Retirar uma Série de Avanços da Sociedade”,
ressalta Érika Kokay.

(http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/-Gestao-de-Eduardo-Cunha-ameaca-democracia-brasileira-/4/32873)
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    14 de fevereiro de 2015 às 19h22

    .
    .
    SE OS MOVIMENTOS SOCIAIS, SINDICAIS E ESTUDANTIS

    DEMORAREM EM SE MANIFESTAR, PODE SER TARDE DEMAIS

    Sobre o governo Dilma, Requião define a relação política
    da sua gestão com o Parlamento como um “jogo mal jogado”.

    Nesse cenário, a eleição de Eduardo Cunha à presidência da Câmara
    seria mais fruto da atuação do governo junto ao Congresso
    do que de sua capacidade de liderança.

    Para o senador, as medidas econômicas de Joaquim Levy
    “não têm chance” de serem aprovadas.

    “Seria melhor o governo retirar essas propostas”, afirma.

    O parlamentar paranaense também afirma que Eduardo Cunha
    acalenta o sonho de ser candidato à presidência da República,
    por isso não apoiaria um eventual pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff,
    o que colocaria no cargo um adversário do deputado, Michel Temer.

    Dentro desse projeto de poder estaria a tomada de espaço dentro do partido,
    representada, por exemplo, pela eleição de Leonardo Picciani
    a líder do PMDB na Câmara, que teria contado com apoio do presidente da Casa.

    Questionado sobre se o sonho de Cunha
    de chegar ao Planalto é factível,
    Requião responde: “Se Fernando Collor foi eleito…”.

    (http://jornalggn.com.br/noticia/protestos-no-parana-podem-ser-termometro-as-manifestacoes-nacionais)
    .
    .

    FrancoAtirador

    14 de fevereiro de 2015 às 21h26

    .
    .
    (http://imgur.com/p8jYtzQ)
    http://www.virusplanetario.net/wp-content/uploads/2015/02/702x702xCu-do-Cunha.png.pagespeed.ic.ouwC510MRr.png

    Eduardo Cunha Sambando nos Direitos LGBTs

    O Arqueólogo do Conservadorismo Ataca Novamente

    Enquanto tamborins, pandeiros e agogôs se aquecem
    para o Carnaval, o recém-eleito Presidente da Câmara
    Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anda fazendo barulho.

    A última do deputado foi solicitar (e conseguir)
    o desarquivamento de alguns projetos de sua autoria
    que visam combater as discriminações contra pessoas
    heterossexuais [SIC].

    Íntegra em:

    (http://www.virusplanetario.net/eduardo-sambando-direitos)
    (https://www.facebook.com/virusplanetario)
    .
    .
    13 de fevereiro de 2015
    Blog Socialista Morena na CartaCapital

    Um perfil de Eduardo Cunha que escrevi em 2013

    Por Cynara Menezes

    Pouco conhecido da opinião pública, ainda atuando nos bastidores da Câmara,
    a figura do deputado federal Eduardo Cunha me chamou a atenção.

    Era tido como “gênio” por colegas que cobriam o Congresso
    e começava a galgar postos significativos na Casa.

    Escrevi algumas notas sobre ele em CartaCapital
    e, em fevereiro de 2013, quando ganhou a liderança do PMDB,
    eu o entrevistei para um pequeno perfil também publicado na revista.

    De lá para cá, o deputado, que era calvo, ganhou cabelo e poder:
    se transformou no presidente da Câmara dos Deputados.

    Sua briga com a Globo (e a imprensa em geral) também arrefeceu
    desde que prometeu derrubar qualquer tentativa de regulação da mídia.

    Fundamentalista religioso, vai fazer o impossível para impedir
    pautas progressistas e mergulhar o País no obscurantismo.

    Não se subestima o inimigo.

    Regra básica na guerra e na política
    que, pelo visto, o PT não soube respeitar.

    Vale a pena ler de novo:

    (http://socialistamorena.cartacapital.com.br/tag/fundamentalismo)
    (https://www.facebook.com/SocialistaMorena)
    .
    .

Messias Franca de Macedo

14 de fevereiro de 2015 às 18h25

[Singelo tributo à jornalista amiga dos patrões barões Marinho “que acompanha a legenda acima” (sic)]

“Eu tenho dito e repito: no Brasil não há liberdade de imprensa, há meia dúzia de famílias, se tanto, que controlam os meios de comunicação. As pessoas costumam ingenuamente imaginar que esses meios de comunicação têm por finalidade informar as pessoas. Não têm, são empresas, elas têm por finalidade ganhar dinheiro. Portanto, têm que agradar aqueles que os sustentam. E quem são? Os anunciantes. Nunca vão ter isenção. Pelo menos não num país como o nosso.
Em países desenvolvidos têm muitas fontes de informação, o cidadão lê livros, vai ao teatro, ao cinema, ele se ilustra. Em país subdesenvolvido, não existe essa ilustração. Então, o que está escrito nesses meios de comunicação entra como faca na manteiga na cabeça da classe média alta, que é muito influente. O povão não liga, mas a classe média alta liga. E quando é muito insistente, vai se generalizando até para o povo. A eleição (de 2014) foi apertada, por isso estão usando esses expedientes. Se tivesse sido uma vitória esmagadora como a do Lula, não iam se atrever.
Curioso que o parecer de Ives Gandra é de José de Oliveira Costa, advogado de FHC…”

Jurista Celso Bandeira de Mello

FONTE: http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2015/02/bandeira-de-mello-foi-fhc-quem-colocou-raposa-para-cuidar-de-galinheiro-na-petrobras-2905.html

Responder

Messias Franca de Macedo

14 de fevereiro de 2015 às 18h20

Por que dinheiro para diretor da Petrobras é corrupção e BV da Globo não?

Por jornalista Antonio Mello

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

(…)

FONTE: http://blogdomello.blogspot.co

Responder

Messias Franca de Macedo

14 de fevereiro de 2015 às 18h11

[Singelo tributo à jornalista amiga dos patrões barões Marinho “que acompanha a legenda acima” (sic)]

“Abrir empresa em paraíso fiscal faz parte de um velho modus operandi da Globo”

Postado em 13 fev 2015
por jornalista Joaquim de Carvalho

(…)

FONTE: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/abrir-empresa-em-paraiso-fiscal-faz-parte-de-um-velho-modus-operandi-da-globo/

######################

“As dificuldades enfrentadas pelo PT e seus governos, de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, no âmbito do Judiciário, são em grande parte decorrentes do “desprezo” da esquerda pelo direito. “Tanto a esquerda não dá muita importância ao direito que o Supremo (de hoje) praticamente foi composto, em boa parte, por governos do PT. E, no entanto, como é que o Supremo se comportou no chamado mensalão? Condenou, não apenas o Genoino, mas o Dirceu de uma maneira absurda.”
A partir de agora a esquerda vai ser obrigada a dar mais atenção a aspectos jurídicos ao governar.”

Excerto da entrevista concedida pelo egrégio jurista Celso Bandeira de Mello ao portal Rede Brasil Atual

FONTE: http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2015/02/bandeira-de-mello-foi-fhc-quem-colocou-raposa-para-cuidar-de-galinheiro-na-petrobras-2905.html

Responder

Messias Franca de Macedo

14 de fevereiro de 2015 às 17h57

“As dificuldades enfrentadas pelo PT e seus governos, de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, no âmbito do Judiciário, são em grande parte decorrentes do “desprezo” da esquerda pelo direito. “Tanto a esquerda não dá muita importância ao direito que o Supremo (de hoje) praticamente foi composto, em boa parte, por governos do PT. E, no entanto, como é que o Supremo se comportou no chamado mensalão? Condenou, não apenas o Genoino, mas o Dirceu de uma maneira absurda.”
A partir de agora a esquerda vai ser obrigada a dar mais atenção a aspectos jurídicos ao governar.”

Excerto da entrevista concedida pelo egrégio jurista Celso Bandeira de Mello ao portal Rede Brasil Atual

FONTE: http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2015/02/bandeira-de-mello-foi-fhc-quem-colocou-raposa-para-cuidar-de-galinheiro-na-petrobras-2905.html

Responder

Gerson Carneiro

14 de fevereiro de 2015 às 04h23

Na Band News: “Governo do Paraná retira projeto de lei após confusão.”

Ahãn… Na Europa é PROTESTO, aqui é CONFUSÃO.

Responder

Edgar Rocha

14 de fevereiro de 2015 às 01h51

Só não entendi o porquê de tantas referências a junho de 2003. Formei minha opinião aqui, no Viomundo sobre o episódio. Ficou claro pra mim (e acredito que pra muitos), que as chamadas Jornadas de Junho foram organizadas, patrocinadas e cooptadas por setores mais preocupados com o enfrentamento ao Governo Federal do que com reivindicações sérias. E não se pode esquecer o lado escuro de gente da direita de mãos dadas ao movimento, contra-tudo-que-taí.

A invasão da assembleia paranaense tem tudo pra ser um marco político no início de um processo de resistência. Não é “todo-mundo” que entrou na Assembleia e ganhou a parada no tapa e na coragem. É uma categoria. É gente com receios, interesses e posições bem definidas.

Quanto à postura do PT diante dos fios soltos deixados pelo PSDB no Governo federal, hoje dá pra se tirar conclusões e referências bastante úteis à democracia futura: a mais importante delas, eu acho, é a de que é um erro político gravíssimo costurar alianças e definir estratégias de ação unindo todo tipo de gente sob a bandeira dos objetivos. No caso do governo petista, as alianças foram articuladas a partir de um objetivo comum a todos: afastar do poder o setor mais truculento da política nacional, capaz de indignar aliados históricos e até opositores ferrenhos ao pensamento progressista: o PSDB. Foi a gula desmedida de Serra e sua confraria paulistana neofascista durante o Governo FHC que empurrou pro lado de Lula gente como ACM, Sarney, ruralistas… O pedantismo político do PSDB é insuportável até aos coronéis.

O problema é que, estando unidos por um objetivo, uma vez alcançado, a luta política passa a ser interna e a dependência aos aliados aproxima e une setores fisiológicos de todos os lados – da esquerda e da direita. Quem segura esta turma durante o governo? Lula? Segundo declarações do próprio Ciro Gomes, o eterno Presidente confidenciou-lhe o medo constante e a necessidade de ceder às oligarquias e aos aliados.

Dizer isto a um petista de carteirinha é tentar convencer a um evangélico sobre a santidade da Virgem Maria. E a resposta é sempre a mesma: é mentira e você não faria melhor. Nas condições impostas pelo jogo adotado, concordo. Mas, hoje paga-se o preço por não ter-se construído outras condições melhores. Creio que a única forma correta de se costurar projetos sob uma única bandeira, é fazê-lo sob a bandeira dos princípios. É estar disposto a dialogar com o diferente de fato, e não com o antagônico (e este, ao que parece, só o é pela perspectiva do discurso. Creio que se pode aventar a possibilidade de que certos setores da esquerda sentem-se mais confortáveis com esta gente do que com os que estão supostamente do mesmo lado).

Um exemplo recente aqui mesmo no Viomundo desta falha estratégica é o post que denuncia a criminalização sobre mulheres que abortam. Vejamos: amplos setores são contra criminalizar o aborto; o objetivo de todos é um só: impedir que isto ocorra. Mas, há pessoas que são contra esta criminalização porque acham injusta e fere o direito da mulher de assistência médica e as empurram para a clandestinidade. Há, por outro lado, mulheres que são contra porque não estão nem aí pra vida de um feto se o que está em jogo é sua comodidade pura e simples. A outros então, que acham que mulheres pretas, pobres são responsáveis pela geração de criminosos e que o controle populacional “desta gente” deve ser feito, até pra não se gastar tanto com pobre no país. Depois de alcançado o objetivo, qual das teses irá vencer?
Seria mais prudente, unir forças pelo princípio de defesa da vida, negociar com os que são contra o aborto e pensarem antes de tudo na defesa da saúde da mulher e do direito à vida, independente da condição social. Seria um acordo possível e não uma vitória parcial como diriam os radicais. Aliás, quanto mais radical, mais disposto a negociar com gente da pesada pra obter uma vitória completa, mesmo que com consequências horríveis. E ainda usam o argumento da cooptação e diálogo como mote pra tais junções políticas. Depois, acusam de radical os que se opuserem. Isto dá um ódio, não?
Acho que o governo Dilma nos dará a maior prova deste erro político cometido pelo PT. Além de enfrentar o retrocesso, terão de limpar a casa. Serviço dobrado. Tudo pela pressa (ou pela sede de poder).

Responder

Rose PE

13 de fevereiro de 2015 às 22h54

PT vai pagar por ser frouxo e fazer conchavos com Deus e o diabo.

Responder

Nelson Sales e Silva.

13 de fevereiro de 2015 às 22h01

Ninguem está dizendo que o P T é santo. O que se questiona é o fato das autoridades selecionar os defeitos do P T e deixar de lado os dos tucanos.

Responder

Francisco

13 de fevereiro de 2015 às 20h06

“período que antecede o governo petista”…

Dom João VI tinha maracutaia com o doleiro da Petrobras. Ele e Campos Sales! Rsrsrs.

Responder

    FrancoAtirador

    16 de fevereiro de 2015 às 02h33

    .
    .
    Há Lógica.

    São os mesmos com outros nomes.

    A Nobreza Monarquista contra

    a Abolição da Escravatura

    e a Proclamação da República.

Donizeti - SP

13 de fevereiro de 2015 às 16h52

A jogadinha e o roteiro da mídia suja é manjado: levantam a denuncia ou o balão de ensaio na 5a. feira (qualquer uma, desde que envolva três nomes: PT; Lula ou Dilma), na 6a. feira as manchetes explodem contra o PT e tem o final de semana para as revistas semanais – veja, isto é (quanto custa?) e época fazerem a festa.

Só não vê esse tipo de armação quem é cego ou reaça juramentado.

Responder

FrancoAtirador

13 de fevereiro de 2015 às 16h40

.
.
Celso Amorim diz que Imprensa Nacional [SIC]
tem Obsessão por Denegrir a Imagem do Brasil

Para o ex-Ministro, é excessivamente negativa,
uma “obsessão” local, o tratamento depreciativo
do Brasil na Grande Mídia ­ (e não só sob Lula).

“Há uma Obsessão pelo Autodenegrimento na Mídia brasileira,
deve ser uma Coisa da Psicologia Coletiva.
Eu acho que é Pior com o PT, mas mesmo sem o PT era assim.”

(http://jornalggn.com.br/noticia/celso-amorim-diz-que-imprensa-nacional-tem-obsessao-por-denegrir-a-imagem-do-brasil)
(http://brasil.elpais.com/brasil/2015/02/11/politica/1423613530_120331.html)
.
.

Responder

Lucas

13 de fevereiro de 2015 às 16h13

porque é que a blogosfera se importa mais em acusar a midia corporativa de não dar informações sobre o ocorrido em Curitiva, do que em aprofundar as reportagens e notas sobre o ocorrido lá?

poderiam fazer entrevistas com as organizações que puxaram a greve e a ocupação, poderiam dar voz a essas pessoas, para que pudessem ter um papel pedagógico que transcendesse o caso específico do Paraná.

Responder

O Mar da Silva

13 de fevereiro de 2015 às 15h02

A cara da apresentadora é sensacional. Nem ela acredita no que está lendo. k k k k k k k k

Como esse povo da Globo suporta isso?!

É o salário de PJ?

É a celebrização que carregam?

O que faz esse povo ser tão abjeto?

Responder

    Nelson

    15 de fevereiro de 2015 às 11h54

    É arrivismo no mais alto grau, meu caro da Silva.

    FrancoAtirador

    16 de fevereiro de 2015 às 00h56

    .
    .
    Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

    ARRIVISTA
    Que ou quem tem ambições ou quer triunfar,
    a todo o custo e sem escrúpulos.

    Sinônimos

    ARRANJISTA
    Que ou quem é amigo das suas conveniências
    e quer alcançar algo sem se preocupar com escrúpulos.

    OPORTUNISTA
    1. Que ou quem é partidário do Oportunismo.
    2. Que ou quem aproveita as oportunidades,
    normalmente sem preocupações éticas.
    .
    .

Dani

13 de fevereiro de 2015 às 14h47

Desculpe Azenha, mas o que está acontecendo em Curitiba não tem nada a ver com as jornadas de junho de 2013.
O ocorre é um movimento essencialmente politico, com bandeiras de vários partidos (PSTU< PCdoBPMDB), a UJS, a CUT, Sindicatos, entidades de classe, estudantes, educadores, profissionais da saúde e apoio geral de toda sociedade paranaense. É um movimento contra o arrocho neoliberal. Claro e focado.
Políticos governistas entraram e saíram da ALEP em camburão enquanto que políticos da oposição, que lutaram pelos educadores, como Requião Filho e o sensacional Tadeu Veneri estavam junto com o povo. Doutor Rosinha, apesar de não ser mais deputado, foi aclamado com gritos de “esse me representa” ao final de seu discurso. Muito diferente de junho de 2013.
Esse movimento não nega a politica. Sabe de sua importância. E por isso é tão inspirador.
Recomendo uma entrevista com o líder da oposição Tadeu Veneri.
Abraços.

Responder

Andre

13 de fevereiro de 2015 às 12h43

Concordo totalmente com o PS do viomundo. Eduardo Cunha não tem qualquer interesse em um impechment agora. Ele representa o candidato ideal da aliança entre a pequena burguesia (a classe média reacionária) e a aristocracia financeira. Aécio é um ‘devasso’, Eduardo Cunha é um ‘homem de Deu$’. Marina é uma ‘mulher de Deu$”, mas carrega um passado petista além de vários preconceitos da classe média reacionária – é mulher, não é ‘branquinha’ é do norte. Não eram os candidatos ideias de uma aliança entre a aristocracia do grande capital e a pequena burguesia reacionária.Os que votaram neles, o fizeram a contragosto; ouvi isso de muita gente da classe média reacionária. Mas Cunha precisa de tempo para ser testado e trabalhado politica e midiaticamente para passar de candidato ideal para efetivo. Aguardem 2018.

Responder

David

13 de fevereiro de 2015 às 12h14

Muito antes de ser governo FHC, é governo PSDB… ou melhor… PSDBISTA, pra equiparar à generalização da Globo. :)

Responder

Julio Silveira

13 de fevereiro de 2015 às 11h55

Os canalhas, criminosos flagrados e confessos, aprenderam o caminho do coração da midia e consequentemente da justiça que adora trabalhar pras cameras, o caminho é bater no incompetente PT, que de posse dos melhores instrumentos para atuar em sua defesa, provocando a verdadeira justiça, jazem aos prantos suplicando compaixão ante a arma de assassinos acostumados a proteger e valorizar unicamente os seus.

Responder

FrancoAtirador

13 de fevereiro de 2015 às 11h23

.
.
Manchete da Folha Frias de S.Paulo:

‘Doleiro afirma que petista sabia’
.
.
Nota de Rodapé da mesma Folha Frias de S.Paulo:

“O doleiro não apresentou provas documentais de suas afirmações
nem explicou como teria conhecimento da eventual participação
de petista no recebimento dos recursos”
.
.

Responder

    Narr

    16 de fevereiro de 2015 às 13h30

    Reparei nisso também. O jornalismo dupla face da fôia.

    O problema é que a maioria da população é como eu, só lê o jornal pendurado na banca, ou entre os braços do desconhecido sentado no banco em frente do metrô, lê a manchete e pronto, já sabe o que aconteceu.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.