VIOMUNDO

Diário da Resistência


Wagner Moura: “O mais sinistro ataque à democracia desde o golpe de 1964”
Denúncias

Wagner Moura: “O mais sinistro ataque à democracia desde o golpe de 1964”


25/08/2016 - 19h33

wagner-moura-reproducao-facebook

Wagner Moura: “Estamos profundamente agradecidos por essas importantes palavras de apoio de nossos colegas na Grã-Bretanha, Estados Unidos, Canadá e Índia”

Da Redação, com informações de Maria Luisa Mendonça, de Berkeley, Califórnia *

Nessa quarta-feira (24/08), artistas e intelectuais do Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Índia divulgaram um manifesto em defesa da democracia e contra o golpe no Brasil.

Na declaração, que republicamos ao final, eles pedem que os senadores brasileiros respeitem o resultado das eleições de 2014 e criticando “a motivação política do impeachment”.

O texto alerta que isso seria “um ataque as instituições democráticas” no Brasil, que levaria ao retrocesso e causaria reações negativas em toda a regiāo.

A declaração foi assinada por notáveis como o cantor, compositor e ator Harry Belafonte; a atriz vencedora do Oscar Susan Sarandon; a estilista inglesa Vivienne Westwood, o ator de “O Senhor dos Anéis” Viggo Mortensen, o diretor premiado com o Oscar, Oliver Stone; o cineasta premiado em Cannes Ken Loach; a escritora indiana Arundhati Roy, o ator e diretor de cinema Danny Glover, o linguista Noam Chomsky, e o ator, escritor e apresentador inglês Stephen Fry, que em 2013 entrevistou Jair Bolsonaro – um dos políticos que defendem o impeachment.

Também assina a carta Brian Eno, compositor e cantor inglês que foi parceiro de David Bowie, David Byrne, Talking Heads e U2, entre outros. Ele afirma que “Centenas de músicos, atores, escritores, cineastas e outros artistas brasileiros tem denunciado corajosamente as manobras antidemocráticas para remover a presidenta Dilma Rousseff. Queremos mostrar a eles e ao mundo que artistas e intelectuais em outros países apoiam sua defesa da democracia, dos direitos humanos e da justiça social no Brasil”.

Nesta quinta-feira (25/08), o ator brasileiro Wagner Moura, que interpreta o personagem principal na série “Narcos”, afirmou:

“Estamos profundamente agradecidos por essas importantes palavras de apoio de nossos colegas na Grã-Bretanha, Estados Unidos, Canada e Índia. Os políticos corruptos que lideram a articulação para depor Dilma têm de saber que há um holofote internacional iluminando suas ações. Se eles derem continuidade ao seu plano, serão lembrados pela história como os responsáveis pelo mais sinistro ataque à democracia desde o Golpe de 1964”.

A declaração representa mais uma denúncia contra o impeachment da presidenta Rousseff, entre outras cartas de personalidades internacionais, como a de 43 membros do Congresso nos Estados Unidos para o Secretário de Estado John Kerry, a declaração de 115 intelectuais ingleses, incluindo 35 parlamentares, e a declaração do senador norte-americano Bernie Sanders.

Artistas entrangeiros apoiam Dilma

Da esquerda para a direita, a partir do topo: Oliver Stone, Harry Belafonte, Noam Chomsky, Susan Sarandon, Naomi Klein, Vivienne Westwood, Tarik Ali, Danny Glover e Ken Loach

Artistas e intelectuais apoiam a democracia no Brasil

24 de agosto de 2016

Nos solidarizamos com nossos colegas artistas e com todos aqueles que lutam pela democracia e justiça em todo o Brasil.

Estamos preocupados com o impeachment de motivação política da presidenta, o qual instalou um governo provisório não eleito. A base jurídica para o impeachment em curso é amplamente questionável e existem evidências convincentes mostrando que os principais promotores da campanha do impeachment estão tentando remover a presidenta com o objetivo de parar investigações de corrupção nas quais eles próprios estão implicados.

Lamentamos que o governo interino no Brasil tenha substituído um ministério diversificado, dirigido pela primeira presidente mulher, por um ministério compostos por homens brancos, em um país onde a maioria se identifica como negros ou pardos. Tal governo também eliminou o Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Visto que o Brasil é o quinto país mais populoso do mundo, estes acontecimentos são de grande importância para todos os que se preocupam com igualdade e direitos civis.

Esperamos que os senadores brasileiros respeitem o processo eleitoral de 2014, quando mais de 100 milhões de pessoas votaram. O Brasil emergiu de uma ditadura há apenas 30 anos, e esses eventos podem atrasar o progresso do país em termos de inclusão social e econômica por décadas. O Brasil é uma grande potência regional e tem a maior economia da América Latina. Se este ataque contra suas instituições democráticas for bem sucedido, as ondas de choque negativas irão reverberar em toda a região.

Signatários:

Tariq Ali – Escritor, jornalista e cineasta 
Noam Chomsky – Professor Emérito, MIT
Alan Cumming – Ator e escritor 
Frances de la Tour – Atriz  
Deborah Eisenberg – Escritora, atriz e professora 
Brian Eno – Compositor, cantor, artista plástico e produtor musical
Eve Ensler – Escritora 
Stephen Fry – Ator, diretor e apresentador 
Danny Glover – Ator e diretor de cinema 
Daniel Hunt – Produtor musical e cineasta
Naomi Klein – Escritora e cineasta
Ken Loach – Diretor de cinema 
Tom Morello – Músico
Viggo Mortensen – Ator e músico
Michael Ondaatje – Escritor e poeta
Arundhati Roy – Escritora
Susan Sarandon – Atriz
John Sayles – Escritor e roteirista 
Wallace Shawn – Ator, escritor e comediante 
Oliver Stone – Diretor de cinema 
Vivienne Westwood – Estilista 

* Maria Luisa Mendonça, de Berkeley, na Califórnia. Ela é co-diretora da Rede Social de Justiça e Direitos Humanos no Brasile professora de Relações Internacionais na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). 

Leia também:

Organizações de trabalhadores, meio ambiente, direitos humanos e mulheres dos EUA denunciam o golpe

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

FrancoAtirador

27 de agosto de 2016 às 19h37

.
.
Não é somente um Golpe de Estado

é um Ataque a um Modo de Pensar.
.
.

Responder

Messias Franca de Macedo

26 de agosto de 2016 às 09h07

O RITO DO GOLPE MAIS VAGABUNDO DA “ESTÓRIA” UNIVERSAL!
Da Série “Ineditismos do ‘braZ$&l'”!

O tal “rito” do ‘golpeachment’!
Desenhado para maiores de 18 anos!
O AMORAL vampirão usurpador [quase]pedófilo continua na “interinidade definitiva” até o dia primeiro de janeiro… De 2017!
No mais tardar no dia subsequente (sic), os(as)BANDIDOS(AS) parlamentares elegem um biônico presidente Tucano!
O primeiro de uma série!
Em decorrência da interinidade da vida – portanto, por estar mais do que nunca com as patas IMUNDAS na cova – o biônico aclamado deverá ser o ‘José R$ 35 MILHÕES Somente da Odebrecht (S)erra’!
‘O Privateiro preferido do FHC Príncipe da Privataria’!
Em sendo assim, o congênere ‘Aécim’ “esperará a ‘PÓeira’ baixar”!
Ademais, antes de o vampirão matricular o Michelzinho de volta a uma ‘Escola Sem Partido’ na capital paulista do Russomano, o FMI já estará de volta entre ‘nois’ de braços abertos!
E de lombos ‘sFACHINhados’!
A traidora Marta ‘Suplycio’ já terá feito mais duas aplicações de botox na rugas de pau!
Devido à idade provecta, o [suposto] senador Cristovinho já terá perdido cerca de 45 (sic) milímetros da estatura moral!
A senhora ‘Cláudia Cruz Credo CUnha’ já terá renovado a coleção de bolsas para o verão em Miami que se aproxima!
(…)
E o ‘CUnha TEMERário/TEMERo$$$o’?
Bom, para a justi$$$azinha de mmmeeeerrrrdddaa da IMUNDA Casa Grande nativa, o ‘CUnha’ é, no máximo, um fanfarrão!
“Um vazador de peidos cheirosos”, um bufão inócuo à sociedade, por assim dizer!…

Viva o ‘braZ$&l’!

Responder

    Bovino

    26 de agosto de 2016 às 16h00

    Acho que será o FHC presidente indireto, não o José Shevron.
    Mas uma coisa é certa: o povo aceitará qualquer desfecho, ele está se lixando para a política, os partidos só aparecem a cada 2 anos. O que importa ao povo é a cerveja, o celulá, a novela e o futibó de cada dia (Ai de quem enfiar política no meio desses!).

Serjão

26 de agosto de 2016 às 05h44 Responder

Nelson

25 de agosto de 2016 às 23h25

Creio que é mais que um ataque, é o extermínio completo da democracia.

“Eu não tenho provas para condená-lo, mas vou condená-lo assim mesmo, porque a literatura jurídica me permite”. Quando um juiz prolata uma sentença dessas, estamos regredindo a mais de 200 anos atrás, para uma época anterior ainda à Revolução Francesa.

Uma época em que o que valia, o que tinha peso mesmo, era a vontade do monarca ou do sacerdote. Estado Democrático de Direito? Garantias individuais? Isso não tinha importância alguma.

É para esse nível de retrocesso que estão nos conduzindo, amigo.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.