VIOMUNDO

Diário da Resistência


Parentes cobram na Assembleia gaúcha punição a deputado fundador do MBL
Denúncias

Parentes cobram na Assembleia gaúcha punição a deputado fundador do MBL


10/04/2015 - 17h10

Wandell-Seixas

O deputado é um dos fundadores do MBL, o Movimento Brasil Livre

por Danny Wiest, no Facebook

Bom pessoal, acredito que todos saibam que o [deputado estadual do PP] MARCEL VAN HATTEN atropelou e meu pai veio a falecer…

Pois então, já se passaram 9 anos… e ontem 08/04/15, fomos à Assembleia Legislativa do RS, pois o deputado não respondeu a processo criminal, o processo ficou 5 anos na delegacia de Ivoti sem serem chamadas testemunhas, perícia e etc.

E, claro, após 5 anos prescreveu.

Não foi divulgada à juíza a morte de meu pai, foi dada como lesão leve.

Abaixo os documentos com os quais formalizamos denúncia à Comissão de Direitos Humanos, passamos estes documentos a todos os deputados das comissões, Manuela D’Ávila, Miriam Marroni, Jorge Pozzobom, missionário Volnei, bombeiro Bianchini, Ronaldo Santini, Pedro Ruas e Jeferson Fernandes.

Por favor repassem, queremos resposta de o porque ele não respondeu, por ser importante, uma pessoa pública?

Queremos resposta, queremos justiça.

11080717_790507241035456_8907526483419827081_o
11037504_790507277702119_2767467715669981892_o
11082237_790507317702115_7931739856719336522_o
11080544_790507361035444_3253910522229006977_o

*****

NOTA OFICIAL – ASSASSINATO DE REPUTAÇÃO: MAIS UM CAPÍTULO

Estou, novamente, sendo vítima de uma tentativa de assassinato de reputação. Dessa vez, meus opositores estão fazendo uso político de um acidente de trânsito – acidente!! – para me atacar.

Como muitos já sabem – e, apesar de ser um assunto muito pessoal e delicado, nunca escondi nem me neguei a falar sobre ele -, em 2006 sofri um acidente de trânsito que resultou infelizmente – e posteriormente – no falecimento de uma pessoa.

Voltando da aula em Porto Alegre, a caminho de Dois Irmãos, fui surpreendido, após uma curva, por uma pessoa que ingressou inadvertidamente na pista da BR-116, na altura da cidade de Ivoti. Infelizmente, não consegui desviar a tempo. Conforme demonstram claramente os autos do inquérito, eu não invadi o acostamento nem me desviei do fluxo normal da pista [veja na imagem deste post a página 24 do inquérito policial escaneada]. Parei o carro e, evidentemente, prestei socorro. Para minha profunda tristeza, o acidente levou a vítima ao hospital e, após pouco mais de meio ano, veio a falecer.

O acidente foi investigado a fundo pelas autoridades competentes. O inquérito policial concluiu que eu não tive culpa alguma pelo acidente e o arquivamento foi solicitado pelo Poder Judiciário. Não fui processado nem, muito menos, condenado por homicídio, lesão corporal ou por qualquer crime. SOU INOCENTE. Apesar disso, as partes interessadas no processo ingressaram com uma ação cível buscando indenização (algo que é seu direito). Essa ação ainda está tramitando, em fase recursal e se alguém quiser acompanhar, o número do processo (apelação cível) é 70039964804.

Nesta semana, contudo, fui informado de que foi protocolado na Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, da qual sou membro, um documento pedindo, quase nove anos depois dos fatos ocorridos, nova apuração. É um pedido descabido sob o ponto de vista das atribuições da Assembleia e do ordenamento jurídico brasileiro, já que o caso foi encerrado por eu ser inocente.

Usar uma tragédia pessoal para fins políticos já é, em si, absolutamente lamentável. Mas está ocorrendo pior do que isso: assessores de deputado do PT e militantes começaram agora a aproveitar-se desta tragédia para espalhar falsas acusações contra mim, o que é uma estratégia baixa, suja e rasteira. Estão fazendo aquilo que se tornou corriqueiro para o PT: tentar assassinar a reputação de quem tem a coragem de ser oposição.

Estou tão indignado quanto triste com tamanha falta de dignidade. Que terrível escassez de meios para me combater!

Portanto, aos opositores políticos que espalham falsas notícias a meu respeito, repito o que já disse outras vezes aqui: não aceitarei e denunciarei sempre as tentativas de me calarem tentando assassinar a minha reputação. Continuarei com minha conduta transparente, combativa e coerente com os meus valores.

Assassinato de reputação, COMIGO, NÃO!

Marcel van Hattem
Deputado Estadual/RS

Leia também:

Brasil de Fato: A Rede Globo choca os seus ovos da serpente

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



23 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

italo

01 de setembro de 2015 às 13h24

Uma freada de 32 metros numa curva, se atropelar uma vaca morre, se atropelar um ser humano mata. Essa decisão foi tomada antes e tem que responder por isso. Nunca será justo matar alguém, de qualquer forma, e se safar das responsabilidades por falta de ação das autoridades competentes. As vítimas não foram atendidas pela justiça, o autor foi beneficiado, essa é a indignação.

Responder

C.Paoliello

31 de agosto de 2015 às 20h51

Do jeito enviesado que funciona nossa “justiça”, é provável que o atropelador ainda acione a família da vítima por danos causados ao seu veículo na hora do atropelamento fatal. Já entrevistaram alguém do judiciário do RS para explicar este engavetamento do processo por 5 anos para beneficiar o atropelador? E o ministério público já explicou por quê não apresentou denúncia?

O maior problema da família da vítima em busca de justiça é a inimputabilidade de tucanos no Brasil. Eles estão liberados para cometer qualquer tipo de crime.

Responder

Donizeti - SP

11 de abril de 2015 às 11h34

Se o distinto deputado fosse petista, já estaria mofando na cadeia há muito tempo, até sem julgamento por sentença de 1º grau, como estão os réus da tal lava jato na sucursal de campo de concentração montada pelo tal juiz moro de Curitiba.

Sou advogado mas estou ficando enojado com a partidarização do judiciário e do ministério público brasileiro, parece que viraram assessoria jurídica e linha auxiliar direta do PSDB e da direita política, fazendo tudo e mais um pouco para afrontar e tentar tirar do governo federal uma presidenta eleita em voto livre e soberano pelo povo.

Responder

FrancoAtirador

11 de abril de 2015 às 11h06

.
.
“E, claro, após 5 anos prescreveu”
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    11 de abril de 2015 às 14h46

    .
    .
    Leia também:
    .
    30% dos deputados federais candidatos em 2014 são investigados
    .
    De cada dez deputados que concorrem a algum mandato nesta eleição,
    três estão sob investigação no Supremo Tribunal Federal (STF).
    .
    Levantamento feito pelo Congresso em Foco revela que 140
    dos 479 integrantes da Câmara que disputam as eleições
    respondem a inquérito ou ação penal na mais alta corte do país,
    onde tramitam as acusações criminais contra parlamentares
    e outras autoridades federais.
    .
    Dez deputados são alvos de mais de cinco investigações.
    .
    (http://www.jfolharegional.com.br/Mostranovo.asp?Noticias=22929&Classe=Andradina)
    .
    .
    Crimes prescrevem e deputado Nilson Leitão (PSDB) se livra de duas acusações.
    .
    A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), declarou a extinção da punibilidade em relação ao deputado federal Nilson Leitão (PSDB) por dois crimes (fraude em licitações e quadrilha) em consequência da “prescrição da pretensão punitiva”.
    .
    Trata-se de ação penal decorrente da operação Sanguessuga (deflagrada pela Polícia Federal em 2006) e movida pelo Ministério Público Federal (MPF), que também reconheceu a prescrição.
    .
    (http://www.olhardireto.com.br/juridico/noticias/exibir.asp?noticia=Crimes_prescrevem_e_deputado_Nilson_Leitao_se_livra_de_duas_acusacoes_resta_uma_denuncia&id=6655)
    .
    .
    Mensalão Tucano prescreve para Tesoureiro do PSDB
    .
    Claudio Mourão (PSDB), que foi o arrecadador
    da campanha à reeleição de Eduardo Azeredo (PSDB) em 1998,
    completa hoje 70 anos; assim, ele fica livre de qualquer punição,
    porque o caso, em 16 anos, ainda não foi julgado;
    destino é semelhante ao de Walfrido dos Mares Guia,
    que foi vice-governador de Azeredo
    e deve ser o mesmo do ex-governador tucano;
    como seu processo foi enviado à primeira instância,
    também não deverá ser julgado a tempo de puni-lo.
    .
    (http://www.plantaobrasil.com.br/news.asp?nID=77834)
    .
    .
    Justiça Beneficia Tucanos Acusados de Corrupção
    .
    (http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/03/folha-justica-beneficia-tucanos-acusados-de-corrupcao)
    .
    .

mineiro

11 de abril de 2015 às 08h41

nao sou a favor de fazer justiça com as proprias maos , mas quando acontece isso da vontade de linchar um desgraçado desses. e depois de cinco anos o crime ainda prescreve . agora eu pergunto , da para confiar em alguma justiça da terra?

Responder

Liberal

11 de abril de 2015 às 05h42

Esqueceram de dizer que ele é decendente de alemão e que trabalha pra CIA. Ah! E que a culpa do acidente foi na verdade do FHC. Respeito ao morto? Zero!

Responder

    FrancoAtirador

    11 de abril de 2015 às 15h18

    .
    .
    Também esqueceram de mencionar
    que esse Deputado Estadual do PP,
    que foi beneficiado pela Prescrição,
    é do mesmo Partido que os seguintes:
    .
    – Deputado Arthur Lira (AL)
    – Ex-deputado João Leão (BA)
    – Ex-deputado Luiz Argôlo (BA) (filiado ao Solidariedade desde 2013)
    – Ex-deputado Mario Negromonte (BA)
    – Deputado Roberto Britto (BA)
    – Ex-deputado José Linhares (CE)
    – Deputado Roberto Balestra (GO)
    – Deputado Sandes Júnior (GO)
    – Deputado Waldir Maranhão (MA)
    – Deputado Luiz Fernando Faria (MG)
    – Ex-deputado Pedro Henry (MT)
    – Deputado Aguinaldo Ribeiro (PB)
    – Deputado Eduardo da Fonte (PE)
    – Ex-deputado Pedro Corrêa (PE)
    – Ex-deputado Roberto Teixeira (PE)
    – Deputado Dilceu Sperafico (PR)
    – Deputado Nelson Meurer (PR)
    – Deputado Simão Sessim (RJ)
    – Ex-deputado Carlos Magno (RO)
    – Deputado Afonso Hamm (RS)
    – Deputado Jeronimo Goergen (RS)
    – Deputado José Otávio Germano (RS)
    – Deputado Luis Carlos Heinze (RS)
    – Deputado Renato Molling (RS)
    – Ex-deputado Vilson Covatti (RS)
    – Ex-deputado João Pizzolatti (SC)
    – Ex-deputada Aline Corrêa (SP)
    – Deputado Missionário José Olímpio (SP)
    – Deputado Lázaro Botelho (TO)
    .
    – Senador Gladson Cameli (AC)
    – Senador Benedito de Lira (AL)
    – Senador Ciro Nogueira (PI)
    .
    (http://www.cartacapital.com.br/politica/pp-gaucho-a-maior-vitima-de-janot-122.html)
    .
    E é também correligionário do Deputado Paulo Maluf (SP),
    .
    do ex-senador Francisco Dornelles, atual Vice-Governador do RJ,
    .
    (http://www.galizacig.gal/actualidade/200609/ab_a_reveladora_biografia_francisco_dornelles.htm),
    .
    e do falecido Deputado JOSÉ JANENE (PR) que indicou
    .
    o corrupto Paulo Roberto Costa para diretor da Petrobras.
    .
    (http://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2014/10/dornelles-o-homem-bomba-da-cpi-da-petrobras-que-constrange-aecio-3767.html)
    .
    .

    FrancoAtirador

    11 de abril de 2015 às 16h03

    .
    .
    E, se não bastasse, esse Motorista Infrator
    .
    foi um dos Candidatos a Cargo Parlamentar
    .
    apoiados pelo Pateta da Veja/Abril/Naspers.
    .
    (http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/tags/marcel-van-hattem)
    .
    .

S Rod

11 de abril de 2015 às 02h23

MBL para a direita significa um movimento onde lutam por um Brasil livre de pretos, pobres, prostitutas, petistas, e o povo que votou em Dilma. Este é o movimento?

Responder

    DOMENICO

    11 de abril de 2015 às 14h23

    COM CERTEZA.

    Hell Back

    13 de abril de 2015 às 00h43

    Este deveria ser a sigla correta MBL …

Léo

10 de abril de 2015 às 21h57

Façam denuncia deste cara junto a Comissão de Direitos Humanos da ONU e urgente.

Responder

    Lukas

    11 de abril de 2015 às 08h56

    Você acha que todos devem ser denunciados a ONU ou só seus inimigos? É cada sem noção que aparece por aqui…

    Ricardo Sousa

    31 de outubro de 2018 às 12h36

    Rapaz.. larga de ser besta… a ONU não apita nada aqui e nem em lugar algum…
    ONU = ORGANIZADOS NADA ÚTEIS

Rodolfo Lisboa Cerveira

10 de abril de 2015 às 20h23

Incrível, como pode acontecer um caso desse, num estado com boa referência na luta política. E o M.P., é preciso denunciar o fato ao CNJ, para punir os serventuários que deram ensejo a este absurdo. Depois ficam dizendo que o Juiz Moro (Lava Jato) tá inventando coisas que não existem nos códigos e na Constituição Cidadã.

Responder

    mineiro

    11 de abril de 2015 às 08h43

    nao adianta nada , é tudo da mesma laia , um protege o outro.

Mário SF Alves

10 de abril de 2015 às 20h16

MBLpeCF – Movimento Brasil Livre do Petismo que Embaraça Cretinos e Fascistas.

Responder

Eunice

10 de abril de 2015 às 18h24

Deputado que fugiu da responsa? Que feio… E quais autoridades cooperaram com isso?

Processo nelas. O sul do Brasil é mesmo esquisito.

Responder

    regis

    10 de abril de 2015 às 20h02

    ” O sul do Brasil é mesmo esquisito.” Falaste pouco mas disseste tudo. Sou gaúcho, achamos que somos melhores que o restante do Brasil, somos motivo de chacota, e gostamos, e temos este tipo de Deputado. Somos esquisitos. Alguns mais que os outros. Perdoe-nos.

    Edgar rocha

    11 de abril de 2015 às 02h34

    Regis, colega, tirando a bombacha (desculpa, hehe) não há nada de mais esquisito no sul do que no restante do Brasil. Estas coisas não são privilégio de nenhuma região e de nenhum contingente populacional. Sou de São Paulo. Preciso falar mais alguma coisa?

    P.S.: Calça de muleke da perifa com a cinta no meio da bunda e o cavalo abaixo do joelho ganha da bombacha. Tenho que admitir.

Geraldo Nascimento

10 de abril de 2015 às 18h01

Diante da omissão ou arbitrariedade de autoridade policial você pode noticiar a prática de crime ao magistrado (juiz), ou ao MP (promotor).

Responder

    Léo

    10 de abril de 2015 às 21h59

    Excelente sua sugestão, pois milhares de brasilerios que passam por desleixo como este pode muito bem tomar esta inciativa.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!