VIOMUNDO

Diário da Resistência


O que o JN vai esconder do seu público: “Instituto Lula nunca recebeu terreno da Odebrecht”; ouça o áudio
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Denúncias

O que o JN vai esconder do seu público: “Instituto Lula nunca recebeu terreno da Odebrecht”; ouça o áudio


07/06/2017 - 19h42

Crédito da foto da chamada: Geraldo Magela, Agência Senado, via Fotos Públicas

Do Facebook de Lula

O que o Jornal Nacional não mostra em sua edição: o Instituto Lula nunca recebeu terreno algum da Odebrecht. Não recebeu nem jamais receberia nada de graça.

Foi isso o que disse Alberto Lovera, ex-gerente financeiro da Odebrecht e testemunha de acusação intimada pelos procuradores da Lava Jato, sobre o assunto.

PS do Viomundo: Na gravação acima, o advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, faz perguntas a Lovera em audiência diante do juiz Sergio Moro, em Curitiba.

Veja também:

A novela mexicana nos céus do Brasil por causa das flores de Joesley





5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luiz Carlos P. Oliveira

08 de junho de 2017 às 15h33

O que tu sabe cara pálida? Tu só sabe o que a Groubo te conta. Não escutou o áudio? Não viu o vídeo? Acorda coxinha. O Aécio quer conversar contigo.

Responder

Messias Franca de Macedo

08 de junho de 2017 às 14h22

… [DEMoTucano] juizeco ‘mor(t)o’ ‘O infrator’!…
Ah, e não esquecer dos comparsas togados!
Sim, cadeia é pouco!…

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

Moro só usou delações para condenar Vaccari, que pode ser absolvido no TRF-4

Por jornalista Eduardo Maretti, da RBA
publicado 07/06/2017

Leandro Paulsen, desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, apontou que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto foi condenado a 15 anos de prisão pelo juiz Sergio Moro com base apenas em delações, ou seja, sem nenhuma prova material dos suspostos crimes que teria praticado contra a Petrobras.
“Nenhuma sentença condenatória será proferida apenas com base nas declarações de agente colaborador. O fato é que a vinculação de Vaccari não encontra elementos de corroboração. É muito provável que ele tinha conhecimento, mas tenho que decidir com o que está nos autos e não vi elementos suficientes para condenação”, disse o magistrado, segundo informações da RBA.
O advogado de Vaccari, Luiz Flávio D’Urso, disse que a manifestação do desembargador é simbólica porque, pela primeira vez, um juiz de instância superior alerta que Moro usou apenas as delações para sentenciar um réu da Lava Jato.
(…)
Em novembro, Vaccari já havia sido absolvido pela juíza Cristina Ribeiro Balbone Costa, da 5ª Vara Criminal de São Paulo, em ação penal relativa à sua gestão como presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2017/06/advogado-destaca-reconhecimento-em-tribunal-de-que-vaccari-foi-condenado-sem-prova

Responder

Dimitri

08 de junho de 2017 às 08h13

Por favor repostem o áudio.

Responder

    Conceição Lemes

    08 de junho de 2017 às 10h08

    Por que, Dimitri? abs

João Lourenço

07 de junho de 2017 às 20h48

Os futuros desempregados do Instituto Lula tentam de tudo para proteger o CHEFE ,mas a coisa não tem jeito não .Eles sabem,eu sei e milhões sabem também!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding