VIOMUNDO

Diário da Resistência


Marcelo Zero, o “luxo” do triplex atribuído a Lula e a realidade paralela construída pelos barões da mídia
Fotos Frente Povo Sem Medo, perícia da PF e promocionais da OAS
Denúncias

Marcelo Zero, o “luxo” do triplex atribuído a Lula e a realidade paralela construída pelos barões da mídia


18/04/2018 - 15h43

Fotos Frente Povo Sem Medo, perícia da PF e promocionais da OAS

O “luxo” do apartamento atribuído a Lula foi baseado em fotos promocionais da OAS para vender o prédio, que está encalhado. Segundo um militante do MTST que esteve no apartamento, há um elevador que abre diretamente no décimo sexto andar, mas hoje não existe um elevador interno ligando o décimo sexto ao décimo oitavo andares. Porém, o laudo da PF (ver no pé do post) fala num elevador interno, para servir aos três andares, que teria custado pouco mais de R$ 104 mil.

O prédio, no entanto, está no osso: sem nenhum acabamento, nem portas, janelas ou elevadores. É nele que a família Lula da Silva deverá ocupar a cobertura triplex, com vista para o mar. Apesar dos imponentes 19 andares e de um projeto que prevê duas torres, com apartamentos entre 80 e 240 metros quadrados, o Mar Cantábrico é conhecido na vizinhança como “o prédio abandonado”. Texto de O Globo, de 10.03.2010, atualizado em 01.11.2011, informando sobre a existência do triplex, citado na sentença por Moro

O Edifício Solaris, onde a família Lula da Silva tem apartamento, ficou pronto em dezembro do ano passado. A reforma do apartamento 164 é tocada por seu filho Lulinha, segundo funcionários do edifício, e foi vistoriada por dona Marisa o tempo todo. Ela mesmo providenciou a decoração do local, visitado por Lula apenas três vezes. A família Lula construiu um elevador privativo para levá-los do 16º ao 18º, que no projeto original tinha apenas escadas internas. Lulinha usou também parte do quarto de empregada e um canto da sala para fazer um escritório. Mandou também colocar porcelanato em tudo. A cobertura com piscina também recebeu uma boa área gourmet. Texto de O Globo, de 07.12.2014

Será que alguém de bom senso nesse país imagina que eu ia pedir um elevador num apartamento que não era meu e deixar de pedir no que eu moro há 20 anos? Lula, em depoimento a Sérgio Moro, depois de mostrar escada em caracol existente em seu apartamento em São Bernardo, contestando que tivesse pedido um elevador no triplex atribuído a ele

Fake Press, Fake Justice, Fake Democracy

por Marcelo Zero

O episódio do “muquiplex”, cuja verdade foi revelada pelo MTST, mostra que o Brasil não tem imprensa de verdade. Tem uma Fake Press.

Não se trata de uma imprensa que se equivoca eventualmente ou que produz “fake news” ocasionalmente. Não. A imprensa oligárquica brasileira, quando se trata de cobrir os acontecimentos que envolvem o PT e a esquerda de um modo geral, é sistematicamente fake. Mentirosa.

Claro está que toda imprensa tem lado, tem ideologia, tem posições políticas.

Porém, em países democráticos há maior diversidade de posições, devido às leis democráticas de regulação da mídia, e certo comprometimento com a produção e distribuição de informações objetivas, equilibradas e fidedignas.

Há algum respeito à verdade, até mesmo para que a posição política defendida tenha legitimidade e se permita o debate democrático.

Entretanto, no Brasil do Golpe, a imprensa oligárquica, dominada inteiramente por meia dúzia de famiglias, perdeu completamente a compostura e a vergonha e dedica-se, diuturnamente, a mentir e a distorcer com grosseira impunidade.

No caso do “muquiplex”, por exemplo, nenhum órgão da nossa fake press se preocupou em investigar se teria havido de fato a tal reforma de R$ 1,2 milhão, como tinha alegado a acusação no processo contra Lula.

A defesa requereu uma inspeção, mas foi negada pelo juiz.

Ninguém questionou a negativa de pedido tão racional e singelo.

Pior ainda, produziram imagens fictícias da “luxuosa reforma” e as difundiram como verdades incontestáveis.

Mas o vergonhoso episódio do “muquiflex”, que foi vital para condenar um inocente, é apenas um exemplo.

Tudo, ou quase tudo, que se divulga sobre Lula, o PT e a esquerda é fake.

No caso do fake impeachment, toda a imprensa oligárquica embarcou na lorota das “pedaladas fiscais”, operações contábeis que já tinham sido realizadas, sem quaisquer questionamentos, por governos anteriores.

Isso era de conhecimento público, mas a fake press, em vez de investigar e falar a verdade sobre o fenômeno, preferiu reproduzir a mentira grosseira de que as pedaladas eram um “grave crime” e que tinham “quebrado a economia”.

O mesmo padrão propositalmente fake de notícias configurou-se na cobertura da Lava Jato, mediante uma articulação com fake delações, fake power points, fake evidences e verdadeiras convicções partidárias.

Enquanto a presidenta honesta foi deposta num fake impeachment e o ex-presidente inocente foi condenado numa fake conviction, os políticos relevantes da direita foram preservados, mesmo com provas materiais robustas, tornando inteiramente fake o lema de “a lei é para todos”.

O fato de Aécio ter se tornado réu recentemente não muda em nada essa constatação, pois Aécio é um político moribundo, hoje sem a menor relevância.

Ademais, contra ele há provas materiais concretas e irrefutáveis. Já Lula é o maior político brasileiro vivo e o maior líder popular da nossa História.

Contra ele, há apenas esse vergonhoso fake triplex, que nunca foi dele.

Trata-se do primeiro caso na História em que alguém é condenado com base em propriedade “metafísica” de um bem.

Inventou-se uma jabuticaba jurídica para condená-lo. Lula seria o “proprietário platônico” do “muquiflex”. Nada mais fake.

Em qualquer país civilizado, Lula teria sido absolvido liminarmente na primeira instância, tal a fragilidade das acusações e as arbitrariedades cometidas contra ele.

Em qualquer país civilizado, Lula não precisaria de segunda instância ou terceira instância. A questão principal não está no processo, nas formalidades.

A questão essencial no caso de Lula é a ausência de justiça e a evidente vontade política de condená-lo para não atrapalhar a agenda regressiva e antinacional do Golpe.

A questão aqui é que, mesmo se Lula tivesse direito a 50 instâncias, em todas elas o veredito de culpado já estaria pré-determinado.

A questão central é que, nesse caso, nós temos apenas uma fake justice.

Se a nossa fake press fosse séria e tivesse algum compromisso com a verdade, provavelmente eles investigariam as relações entre certas operações, como a Lava Jato, e as procuradorias norte-americanas.

Procurariam saber porque os termos do acordo bilateral em matéria penal com os EUA não são respeitados. Indagariam porque os termos das multas pagas pela Petrobras aos acionistas norte-americanos não passaram pelo Senado Federal, como exige a Constituição Federal.

Questionariam a razão pela qual a Lava Jato provocou prejuízos de mais de 2% anuais do PIB, nos últimos dois anos, e porque setores estratégicos inteiros da economia brasileira foram destruídos.

Para a fake press, nada disso importa. O relevante é que Lula foi preso e, com isso, poderemos ter as fake elections com que a nossa direita sonha.

Ter uma fake press e uma fake justice é terrível. Mas o pior é que tudo isso conduz a uma fake democracy.

Uma democracia composta por formalidades vazias de direitos e de verdades.

A informação é uma espécie de matéria-prima da democracia. É por ela que se produz o debate democrático.

Contudo, como diria Karl Popper, um autor conservador, a informação, a opinião, a tese precisam ser falseáveis ou refutáveis para terem validade.

Ou seja, elas têm de ser capazes de serem submetidas a provas, a questionamentos.

É assim que a ciência evolui. Segundo ele, as “sociedades abertas”, as democracias, também devem funcionar dessa forma, permitindo sempre os questionamentos e as refutações.

Entretanto, quando há uma fake press e uma fake justice não se produzem informações, teses, hipóteses ou juízos refutáveis.

Nessas circunstâncias, tudo fica congelado e embaçado no nevoeiro autorreferenciado das mentiras irrefutáveis e das sentenças irrecorríveis.

O Golpe está construindo um país fake. Sem verdades, sem direitos, sem justiça, sem soberania e sem futuro.

Aprisionaram a verdade numa cela em Curitiba. Ela está incomunicável.

PS do Viomundo: Abaixo, o laudo da Polícia Federal no qual o juiz Sérgio Moro se baseou para condenar Lula. Há estimativa dos valores da reforma, as mudanças que teriam sido realizadas e fotos do que seria o elevador interno.

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

RONALD

23 de abril de 2018 às 15h29

MUQUIPLEX é ótimo !!!!!

Responder

FrancoAtirador

20 de abril de 2018 às 19h07

O braZil Canta de Galo com a Bolívia
Mas é uma Galinha dos Estados Unidos

OPERAÇÃO CONDOR 2 CONTRA A BOLÍVIA

Argentina, braZil, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru anunciaram sua retirada,
por tempo indeterminado da UNASUR (União de Nações Sul-Americanas).

A justificativa dada pela saída seria por conta da Bolívia
ter assumido a presidência no dia 17 de Abril, depois da Argentina.

http://www.causaoperaria.org.br/paises-que-sofreram-golpe-abandonam-unasur

Responder

Antonio

19 de abril de 2018 às 08h21

Enquanto isso, um dos maiores ladrões do Brasil é homenageado

SERRA FOREVER

Governo de SP contrata pintura de retrato de José Serra por R$ 85 mil
Obra deverá ficar em galeria

O senador José Serra (PSDB) ganhará 1 quadro com seu retrato pago pelo governo de São Paulo. O custo da obra é de R$ 85 mil. O artista contratado é Gregório Gruber, conhecido por retratar paisagens paulistanas.

https://www.poder360.com.br/brasil/governo-de-sp-contrata-pintura-de-retrato-de-jose-serra-por-r-85-mil/

Responder

    RONALD

    23 de abril de 2018 às 15h26

    Esta é a maior das infâmias !!!

    Serra, o maior ladrão e lesa-pátria da história de todos os tempos !!!!

    Tinha que estar encarcerado em cela com cama de pedra !!!!

FrancoAtirador

19 de abril de 2018 às 03h03 Responder

Sônia Bulhões

18 de abril de 2018 às 22h56

S. Marisa, pessoa fina e de bom gosto não quis o imóvel…. Esse aí tão feio e acanhado. Quando ela fez o negócio na planta, era uma cooperativa dos bancários. Lula também não era presidente. Quando a construtora tornou-se dona do imóvel, ela, D Marisa, optou por ter o dinheiro de volta,pois não lhe interessava. Sei que entrou com processo para reaver o dinheiro. Agora vejo quão péssimo é o tal tríplex…. graças ao MTST e verdade apareceu.

Responder

FrancoAtirador

18 de abril de 2018 às 22h11

.
Os Canalhas da Casta Judiciária jamais admitiram que o LULA
pudesse Receber mais do que um desses DDs ou Juizécos
por uma Palestra para uma Empresa ou uma Universidade.

Responder

Heitor

18 de abril de 2018 às 21h46

A rede Globo engana o povo desde 64 e tem gente que ainda acredita 100% na Globo.
A folha e o Estadão tb apoiaram a ditadura e tem gente que acredita na boa intenção dos jornalistas paus mandados dessa imprensa que detesta pobre. Basta ver que nesses jornaloes nem tem cadernos direcionados as classes C, D e E. Tudo é para as classes A e B.
Os marinhos, frias, Civitas estão muito preocupados conosco. Como tem idiota nesse mundo. Acredita piamente na narrativa do narrador.

Responder

Doril

18 de abril de 2018 às 21h38

Qual projetista cara palida ? Kkkkkk

Responder

PEDRO PIRES

18 de abril de 2018 às 21h37

Pessoal,

Tem uma porta de elevador no último andar (acho 18)
Da pra ver no vídeo do MTST uma porta fechada com um botão 3 (borrado) logo antes de entrar no local onde esta a escada.

Concordo que o acabamento do apto da OAS é uma m……a.

Responder

    José Neto

    22 de abril de 2018 às 18h16

    O elevador existe, o UOL fez uma filmagem em 360°, o que não há é o luxo cantado em prosa e verso, sequer há lustres e bocais de iluminação, há pontos com infiltração, teto com buracos, móveis de péssimo gosto e quartos minúsculos, louças e movéis de banheiros simples, armários de cozinha muito simples, sem acabamentos como das mansões. Uma fraude sem precedentes, crime judicial e midiático que merece punição exemplar.

    https://youtu.be/ysSzYVgdqrc

FrancoAtirador

18 de abril de 2018 às 21h12

.
A Farsa do Triplex e a Fábrica de Mentiras para Condenar Lula

https://youtu.be/fegzMwpZOSA?t=118

Responder

FrancoAtirador

18 de abril de 2018 às 20h25

.
Senadora Ana Amelia, da RBS/Globo, também colabora

na Criação de Realidades Paralelas Contra os Árabes

https://twitter.com/gleisi/status/986691391127506944

Responder

Luiz

18 de abril de 2018 às 18h44

Como diria Galeano, as veias da América Latina continuam abertas

Responder

Julio Silveira

18 de abril de 2018 às 16h47

Eu fico indignado com essa polemica que os defensores do golpe criam sobre a propriedade do imovel. Facil resolver, e que tem um minimo de conhecimento sobre direito imobiliario sabe que um imovel, na planta, so tem reserva de propriedade, e com a assinatura de um contrato de compra e venda e tem que ser tomada por ambas as partes, vendedor e comprador. Podendo, até a entrega, haver desistencia de ambas as partes, tanto por questões de problemas economicos, de ambas as partes, quanto por problemas de execução industrial. E nestes casos geralmente fica indicado no contrato o foro juridico para resulução de pendencias. Eu gostaria que mostrassem o contrato de compra e venda desse badalado imovel, assinado por ambos, provavelmente reconhecido em cartorio. Também de saber a forma de pagamento, se foi pago, se houve pagamento a vista, se não, ou seja, por conta de ser a unica forma dele ser considerado propriedade do Lula. E somente após pronto, e ter passado pelo registro de imoveis, com registro no nome do ex presidente, ou de sua falecida esposa. No nome de um de seus filhos até poderia levantar suspeições dos canalhas aplicadores de golpe por conta de suas proprias praticas, mas ainda assim teria que ficar no campo da fofoca politica. E, a proposito, um imovel para ter registro no cartorio de registro de imoveis tem de estar pronto e acabado, e ter passado por vistorias da prefeitura local para receber um instrumento chamado habite-se. Se não tem, nem pode ser considerado um imovel mas sim uma obra em andamento. Parem com a empulhação e mostrem a prova da propriedade da construção em nome do Lula, pois por tudo que mostram esta em nome da OAS, mas mostrem com sua assinatura e autenticada. Coisa que deve ser facil, ainda mais agora esse passou a ser um processo publico e aberto pela midia dos golpistas, os parceiros dos anti Lula e beneficiarios da fraqueza do Brasil.

Responder

Lemos

18 de abril de 2018 às 16h22

Joao Lourenço. Acho q vc é que ainda não chegou. Acontece que tanto o apto de FHC quanto o de Cabral ESTÃO registrados em seus devidos nomes. O que não acontece com o tal muquiflex, que continua em nome da empreiteira. Eu pergunto. Qual a vantagem de receber um apto que não poderia ser utilizado? Ou vc acha que o fisco, a globo, o raio que o parta não iriam descobrir caso o apto fosse transferido para Lula ou família, sem uma origem legal dos recursos. Outra coisa. Leo Pinheiro disse em depoimento que “destruiu” as provas contra Lula. Eu pergunto. E por que ele não destruiu as provas contra ele mesmo?

Responder

RONALD

18 de abril de 2018 às 16h04

Hoje, 18.04.18, faz 11 dias de ilegalidade, inconstitucionalidade contra o cidadão brasileiro e contra Lula.

O tempos passa, mas a indignação permanece viva !!!!

LULA LIVRE JÁ !!!!!!

Responder

João Lourenço

18 de abril de 2018 às 16h03

Zero ,vc chegou meio tarde pra ajudar a responder sobre este Triplex do Lula .Vc como viários sabemos que era do Lula .Logico que não é um apto de luxo tipo nível de FHC em Paris ou apto do Cabral em Ipanema,mas é dele sim .Espero que vc tenha levantado os nomes de outros proprietários vizinhos dele ali mesmo no condomínio .Espero que vc também tenha acesso a cozinha do sítio onde vc vai ver que ambas as cozinhas sítio e Triplex vieram da mesma loja e do mesmo,projetista .Bom trabalho pra vc !

Responder

    emerson57

    18 de abril de 2018 às 19h14

    “mas é dele sim .”
    Sr. João,
    Essa cabeça que o sr. traz sobre os ombros, que o sr. acha que é sua, deixou de ser.
    Hoje ela pertence à globo.
    …Cozinhas ap. e sítio, mesmo projetista das “Casas Bahia, uma gigante do ramo”.
    Bom trabalho para o sr. também.

    Hudson

    18 de abril de 2018 às 20h54

    Seu caso é grave…

    Está demonstrado cabalmente que não houve a alegada reforma milionária na quitinete tripla.

    Ficou evidente por que o promotor guantanaMoro negou a produção de provas: ele sabia que tudo era mentira, que não existiu reforma nem mobília no apezinho. Portanto não podia haver inspeção, para não contrariar os chefes do Norte.

    Promotor guantanaMoro e seus trombaDDinhas são criminosos.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!