VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Maierovitch sugere que senadores considerem cassar Gurgel


14/05/2012 - 22h04

Wálter Maierovitch

14.05.2012 15:21

Mulher de Gurgel confessa rasgar lei

por Walter Maierovitch, na CartaCapital

É incrível, mas o casal Gurgel só consegue convencer os que têm interesse nas suas blindagens. Em defesa do procurador Roberto Gurgel já saíram Álvaro Dias e os ministros Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, ambos que só deveriam falar nos autos e deverão se declarar impedidos, por antecipação intempestiva de julgamento, na hipótese de o procurador geral bater à porta do Supremo para evitar uma convocação pelos representantes do povo (parlamentares), reunidos em Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI).

Desde  outubro de 1941 está em vigor o Código de Processo Penal (CPP).

Essa nossa lei processual penal estabelece –  ao Ministério Público e para casos de indiciados em inquérito policial que não estão presos –, o prazo de 15 dias para o início da ação penal pública incondicionada.

Ainda consoante o estabelecido no CPP, o representante do Ministério Público ( Gurgel é o chefe do Ministério Público federal) pode, ao invés de propor a ação penal, (1) solicitar novas diligências policiais ou (2) pedir à autoridade judiciária competente o arquivamento dos autos de inquérito policial. Tudo isso, frise-se, no prazo de 15 dias.

Como até um rábula de porta de cadeia de periferia sabe, o procurador Gurgel recebeu os autos de inquérito referente à chamada operação Vegas no ano de 2009. Ele só tirou da gaveta o referido inquérito em 2012, depois de o jornal O Globo divulgar o conteúdo de interceptações telefônicas a envolver a dupla Cachoeira-Demóstenes e dele ser pressionado por parlamentares que leram o informado no jornal.

Contado o prazo de 15 dias com base no calendário Gregoriano (elaborado em 24 de fevereiro de 1582 e vigorante no Brasil), o prazo de Gurgel, referentemente ao inquérito Vegas, não foi cumprido.

Agora, em maio de 2012, a mulher de Gurgel, subprocuradora Cláudia Sampaio, resolve explicar em nome do maridão Gurgel. Modestamente, se auto-elogia, ao afirmar que se tivesse arquivado o inquérito tudo estaria apagado e não teríamos Comissão Parlamentar Mista de Inquérito. Grande e excelentíssima Cláudia Sampaio !!!!!!

Graças à sua atuação, e não a do maridão Gurgel, a impunidade não existirá. Diante disso, nem vamos lembrar Camões e o seu alerta de que “elogio em boca própria é vetupério”. Na verdade, Cláudia Sampaio deu uma banana para o CPP e até obteve o apoio de Demóstenes, que aprovou a recondução de Gurgel: em interceptação, Demóstenes diz a Cachoeira que estava a bater em Gurgel, e se opor à sua recondução, para pressioná-lo a não mexer no inquérito Vegas.

Diante dessa afirmação de ter evitado a impunidade, não se sabe em que mundo vive a subprocuradora Cláudia Sampaio, embora dê expediente no gabinete de Gurgel.

Cláudia Sampaio esquece de uma importante súmula do Supremo Tribunal Federal. Faz tabula rasa, esquecimento,  da súmula que admite a reabertura de um inquérito policial com base em fato novo.

Às pamparras, existem fatos novos na Supremo Tribunal Federal, que resultou em inquérito policial e referente a ilegalidade por exploração de jogos eletrônicos de azar, lavagem de dinheiro, corrupção e tráfico de influência. Tudo a envolver, dentre outros, o senador Demóstenes, dois deputados, três governadores e a empresa construtora Delta.

Assim, a subprocuradora Cláudia Sampaio erra ao afirmar, sem corar a face, que:  “Se tivesse arquivado em 2009, a investigação morreria ali e não teria dado em nada”.

Será que Cláudia Sampaio já foi informada da Operação Monte Carlo, de 2012? Como não dar em nada? E a súmula que admite o desarquivamento?

Pano rápido. Alguns senadores poderiam, diante da gravidade do caso e da recusa de Gurgel em comparecer à CPMI, pensar no artigo 52, XI, da nossa Constituição republicana. Nossa Constituição permite que o Senado casse o mandato de procurador-geral de Gurgel. Para tanto, a Constituição exige votação secreta e maioria absoluta de senadores.

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

A lógica por trás do “fim” da CPI do Cachoeira « Viomundo – O que você não vê na mídia

13 de julho de 2012 às 23h16

[…] você é leitor exclusivamente do Valor, clique aqui, aqui e aqui para Roberto Gurgel; aqui, aqui e aqui para a mídia no esquema Cachoeira; siga os links nos textos […]

Responder

CPI pede esclarecimentos por escrito a Gurgel « Viomundo – O que você não vê na mídia

15 de maio de 2012 às 20h04

[…] Maierovitch sugere que senadores considerem cassar Gurgel […]

Responder

Gustavo Pamplona

15 de maio de 2012 às 14h05

Nada como um dia após o outro… não é mesmo… galera? hahahhahahah

Depoimento do Cachoeira sendo adiado… Gurgel se negando a ser convocado… etc.

Eu venho falando que esta CPI aí não vai dar em nada… vocês não querem me ouvir… se não acabar em pizza vai acabar numa tremenda macarronada daquelas com almôndegas onde os comensais se fartarão até não dar mais.

Bom… somente o fato que o Relator da CPI Odair Cunha do PT dar entrevistas para a Rede Globo especialmente para o repórter Ari Peixoto que anda merecendo um prêmio pelo nível de manipulação, distorção e omissão dos fatos.

Que espécie de CPI é esta que supostamente iria julgar crimes da mídia corrupta mas cujos membros dão entrevistas para esta mesma mídia corrupta?

Além do mais, vocês viram o CQC de ontem?

[Felipe Andreoli leva tapa na cara de deputado]
http://www.youtube.com/watch?v=VjeVRJCZ44A

Detalhe: Não assisto o CQC mais… cansei de ver um programinha de provocações baratas… mas ainda me infomo para saber o que se passa e cheguei a ver este vídeo aí em cima.

Acho que está passando da hora de impor um limite a estes engravatados e a engravatada (a tal da Monica Iozzi) e enxotá-los do Congresso, mas quem é que disse que o Congresso algum dia será capaz de fazer isto.

Enfim… divirtam-se enquanto podem! hahahhahah

—-
Desde Jun/2007 falando que CPI’s não vão dar em nada no “Vi o Mundo”! ;-)

Responder

    Gil Rocha

    15 de maio de 2012 às 15h13

    Uma censura é isso?
    E pode dizer o porque?
    Os digníssimos deputados não
    podem ser questionados?

Genghis Khan

15 de maio de 2012 às 11h50

Mister Gurgel, “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.
Gurja, aproveite o resto de dignidade que lhe sobrou e pede prá sair. O Ministério Público não merece essa humilhação.

Responder

Mardones Ferreira

15 de maio de 2012 às 11h43

A Carta Capital e os blogs dos sujinhos estão dando um banho no quesito jornalismo desde 2003. O PIG está em pânico tentando defender a corja que vem mantendo o sistema de corrupção e impunidade no Brasil.

Só que agora é muito difícil esconder da população os nomes dos envolvidos nas tramas criminosas que tanto nos envergonha.

Depois do episódios dos HC cangurus para o Daniel Dantas dados pelos Gilmar Dantas que o livrou da cadeia, agora o representante maior do MP vem manchar esta importante instituição democrática.

Por essas e outras temos que seguir apoiando o financiamento público das campanhas e o fortalecimento da nossa democracia que ainda carece de homens dignos para ocupar postos como o de Ministro de STF, Procurador e Senador.

A globo, a folha e seus representantes no PMDB, PP, PSDB e DEM vão seguir tentando impedir que o Brasil varra essa corja de marginais que são patrocinados por empresários como o Cachoeira e têm um mandado político, mas aos poucos vamos conseguindo vitórias como o conhecimento daqueles que fazem parte dessa quadrilha organizada e muito poderosa.

Responder

Rudá

15 de maio de 2012 às 10h11

A verdade é uma só.

Essa Cachoeira se for investigada a sério (parece que não será) vai arrastar todo mundo junto como uma tromba dágua e isso está clarissimo, os dois lados jogando confete e mudando de conversa. Triste cena.

A Cachoeira se revela uma Tsunami de esgoto.

Pobre Dilma no meio dessa Corja, força Presidenta! Estamos de olho!

Blog Observatório 74

Responder

Café no Bule

15 de maio de 2012 às 08h51

Analisando friamente e baseado em contato por telefone entre Demóstenes e Cachoeira pelo assunto tratado dá pra confirmar que houve um acordo entre o Senador e o Gurgel. Pois vejamos: Primeiro o Demóstenes era contra a recondução do mesmo como PGR depois mudou de posição e ele foi reconduzido. O que dá para perceber quando o Demóstenes fala para o Cachoeira que está “batendo duro no homem” era para ter a certeza que ele iria engavetar o inquérito da PF e se não o fizesse o Demóstenes faria Oposição ao seu pleito de voltar ao PGR. Então foi feito um acordo : eu engaveto as denuncias e você me apoia. Vejam se não foi isto?
Uma mão lavou a outra e com isto foi eleito dois “picaretas (Demóstenes e Perilo) que na certas deveriam ter sido penalizados. Vejam se não está certo o raciocínio?

Responder

    Sérgio Ruiz

    15 de maio de 2012 às 12h00

    Café no Bule vc está certíssimo. O casal Gurgel nadou nessa podre cajueira.

JORGE

15 de maio de 2012 às 08h18

Azenha

Sem trocadilhos, aqui no seu blog e na Carta Capital eu já tinha dado a SENHA e, sugiro ao Senador Randolfe Rodrigues do PSOL que tome a iniciativa da representação no Senado Federal.

Um abraço.

Responder

Gerson Carneiro

15 de maio de 2012 às 08h18

Primeiro o mel.

“Nossa Constituição permite que o Senado casse o mandato de procurador-geral de Gurgel.”

Depois o fel.

“Para tanto, a Constituição exige votação secreta e maioria absoluta de senadores.”

Responder

    abolicionista

    15 de maio de 2012 às 11h02

    É isso mesmo, Gerson. No voto secreto ele seria absolvido. Triste e verdadeiro…

Elton

15 de maio de 2012 às 07h11

Que defenestrem esse canalha. O ideal seria cadeia, mas afasta lo e deixa lo viver com os frutos de sua honrosa vida larapia é suficiente, na falta de justiça isso já serviria.

Responder

Adilson

15 de maio de 2012 às 03h33

Azenha,

Algumas considerações: 1ª) vivemos um momento ímpar, se a faxina não for feita agora, o Brasil vai se eternizar como a terra aonde o crime compensa; 2ª) Wálter Maierovitch é um dos dignos juristas do Brasil que começou a usar o sol como desinfetante no que tange o envolvimento do casal de procuradores, mas cadê os outros juristas do Brasil para engrossar o caldo?
Cumpre lembrar, a sociedade não está exigindo a convocação de mais um caseiro do tipo Francenildo ou mais um motorista igual ao Francisco Eriberto Freire de França, o povo brasileiro reclama que o Sr. Gurgel e sua esposa prestem todos os escalrecimentos à nação, afinal trata-se do Procurador-Geral da República e, por conseguinte Presidente do Colégio de Procuradores da República, cargo que por determinação constitucional atua nas causas de competência do Supremo Tribunal Federal, do Superior Tribunal de Justiça, dentre outros tribunais.
Vale dizer, a lei orgânica do Ministério Público Federal determina que o membro do Ministério Público da União, em respeito à dignidade de suas funções e à da Justiça, deve observar as normas que regem o seu exercício e especialmente: cumprir os prazos processuais; adotar as providências cabíveis em face das irregularidades de que tiver conhecimento ou que ocorrerem nos serviços a seu cargo; e desempenhar com zelo e probidade as suas funções.
Portanto, os dignos motorista e caseiro citados acima, em momentos diferentes já deram suas contribuições no processo de amadurecimento do Estado Democrático de Direito brasileiro, assim sendo, não tem uma vírgula de razão, o homem encarregado de ser o fiscal da lei, se opor a dar esclarecimentos usando argumentos sem uma gota de fundamentação legal. Destarte, com a postura que teve, o Procurador e sua esposa estão respeitando à dignidade de suas funções e à da Justiça?

Responder

Gil Rocha

15 de maio de 2012 às 03h21

Realmente a coisa tá muito estranha.
Já passou da hora de esclarecer esse
assunto.
As datas referidas pelo Gurgel e a esposa
não batem.

Responder

Wildner Arcanjo

15 de maio de 2012 às 03h01

O problema é a maioria absoluta em votação secreta. Azenha, você pagaria para ver?

Responder

João Bravo

14 de maio de 2012 às 23h53

Conceição,você sabe a admiração que tenho por você,mulher batalhadora, inteligente,enfim,uma mulher especial e jornalista sem par.
Particularmente,gostei muito de uma matéria que você postou com o titulo “troca,troca”,aqui no sul chamamos “fazer a meia”.O que me chamou mais a atenção foi a economia de comentários masculinos e os poucos que comentavam diziam:
-Eu não,nem quando era pequeno,foi muito engraçado.Com coisa que a criança que faz,ou melhor,os meninos que fazem troca-troca,vão ficar puto,bem puto mesmo,putão,bem putão,como diz o Jorge Da borracharia.Talvez por isso o gaúcho tem fama de machão,mas pra chegar lá fizeram muito troca-troca.
Isto me faz lembrar um causo aqui do sul,véspera de natal fila no confessionário,vai uma mocinha se ajoelha e diz ao padre:
-Padre,perdoa-me porque pequei,dei o cú pro meu namorado!
O padre meio aturdido sem saber o que fazer,corre a buscar o livro de penitencias.
Neste meio tempo a menina muito envergonhada com as bochechas vermelhas corre em disparada.
Um gauchão todo pilchado vendo a mocinha sair,vai e se ajoelha no confessionário,esperando o padre falar.
O padre se vira lendo o livro de penitencias e sem perceber pergunta:
-Quanta vezes tu deu o cú mesmo?
O gauchão irado responde ao padre:
-Uma vez só,quando era bem pequeninho,e vai advinhar assim lá pra puta que te pariu

Responder

    Marcio H Silva

    15 de maio de 2012 às 00h20

    Excelente! morri de rir………………….

    Meiacana

    15 de maio de 2012 às 11h44

    Onde é que você tava, João Bravo? A gente aqui no sufoco e você pescado cascudo no Guaíba.

    João Bravo

    15 de maio de 2012 às 13h52

    Eu estava aqui como aquele figurante,o f.d.p do diretor é que não me deixava entrar.Brincadeira,eu sempre estive aqui,só nÃO QUERIA TUMULTUAR ASSUNTOS IMPORTANTES.

    Meiacana

    15 de maio de 2012 às 18h39

    Assuntos importantes, João Bravo? Acho que você casou ou se converteu…

Marat

14 de maio de 2012 às 23h14

Já que vivemos um momento único, de acertos de contas, por que não acertar ao menos as mais fortes? Por que não peitar os coronéis que nos empurram ao atraso?

Responder

    Fabio Passos

    14 de maio de 2012 às 23h51

    Os coronéis do PIG?
    Em minha opinião as oligarquias midiáticas são as organizações mais corruptas e atrasadas do Brasil.

Jueli Cardoso Jordão

14 de maio de 2012 às 23h05

Azenha, a PF já soltou nota afirmando que a Procuradora mentiu. Isso é muito grave e basta para convoca-la na CPMI. O procurador também não tem como se safar. Devemos ainda incentivar a acariação entre os dois depois de depoimentos secretos em separado. Estão enrolados. Onde estará o PIG para desmentir a PF e reafirmar que a procuradora recebeu um pedido do Delegado?!…. Esse Lula!!!… Não foi a toa que aumentou salários, efetivos, equipamentos e liberou a atuação da PF. É certo que tivemos a interferência infame do STF no caso falso dos grampos que interrompeu os andamentos dos trabalhos da PF, e recordemos bem, tudo em função da ação dos mesmos bandidos de sempre. Agora não tem retorno. Polícia republicana com ação republicana. Não sobre nem procurador e famiglia engavetadores em favor de máfias que queriam tomar conta do estado por dentro.

Responder

Fabio Passos

14 de maio de 2012 às 22h48

gurgel favoreceu o crime organizado sabotando investigações da PF.
A defesa que o PIG fez do sujeito só piorou a situação. Logo o próprio carlinhos cachoeira e demóstenes torres vão defender o cara.
Fosse honrado gurgel pedia prá sair. Deve ser cassado.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!