VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Júlio Cerqueira César Neto: Governo do Estado de São Paulo e Sabesp, não dá mais!
Paulo Pinto/Fotos Públicas
Denúncias

Júlio Cerqueira César Neto: Governo do Estado de São Paulo e Sabesp, não dá mais!


25/07/2012 - 10h28

por Júlio Cerqueira César Neto

Mais uma vez me sinto no dever cívico de vir a público para tratar da irresponsabilidade do Governo do Estado e da Sabesp com relação ao abastecimento de água da Região Metropolitana de São (RMSP).

É impressionante o descompasso entre o tamanho e importância da 2ª metrópole do mundo, junto com Nova York e cidade do México, com 20 milhões de habitantes e a total incompetência do Governo do Estado e especialmente da Sabesp de cumprir com as suas obrigações para gerenciá-la.

Afinal a Sabesp é a maior empresa de saneamento básico das Américas e 4ª do mundo com quase 30 milhões de usuários mas as suas atitudes e comportamento demonstram que não é capaz de compreender e avaliar a complexidade dos problemas sobre os quais é a responsável.

Há mais de 20 anos, após a conclusão do Sistema Cantareira, que proporcionou o atendimento de 100% da população, não fez mais investimentos em novos mananciais e a região não parou de crescer.

Em 2003 com a demanda e o consumo equilibrados em torno de 75 m³/s (incluídos os 10 m³/s das águas subterrâneas) a ocorrência de ano hidrológico desfavorável conduziu o sistema à beira do colapso, tendo sido salvo por questão de dias (começou a chover).

Esse fato assustou todo o mundo, menos a Sabesp e o Governo do Estado que até hoje, passados mais 9 anos (e a cidade crescendo), nenhuma providência foi tomada e pior, nenhuma preocupação foi demonstrada.

Hoje o sistema apresenta, incluindo alguma segurança hídrica, um déficit da ordem de 13 m³/s (3 milhões de pessoas sem água) que deve ser ampliado para 27 m³/s por volta de 2030 (caso se confirme a tendência de estabilização da população).

Essa situação envolve agravantes como é o caso de eventual colapso no abastecimento pelas águas subterrâneas (sistema em péssimas condições de operação), ocorrência de novo ano hidrológico desfavorável e negociação de parte do Sistema Cantareira com a bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ) já em 2014.

Veja, por enquanto estamos falando apenas em termos de quantidade de água.

Em termos de qualidade é notório que a qualidade das águas dos nossos mananciais já ultrapassou há vários anos a capacidade dos sistemas tradicionais de tratamento ainda em uso pela Sabesp, (tecnologia de mais de 100 anos), de modo que a água distribuída a população já não pode ser considerada potável.

Além disso, os nossos mananciais continuam desprotegidos e apenas 25% do esgoto doméstico gerado é tratado, e mesmo assim de forma precária.

O Sistema continua apresentando probabilidade real de colapso e essa probabilidade só tende a aumentar durante os próximos 10 ou 15 anos, considerando que caso o Governo do Estado comece a se preocupar hoje com o problema o tamanho, complexidade e prazos de execução não deixarão por menos.

Confesso que não sou capaz de avaliar a situação desses próximos 10 a 15 anos.

Senhor Governador, pelo amor de Deus, não dá mais!!!

Júlio Cerqueira Cesar Neto é engenheiro, durante 30 anos foi professor de Hidráulica e Saneamento da Escola Politécnica/USP.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Júlio Cerqueira César: "Alckmin e Sabesp já estão fazendo racionamento de água; é dirigido aos pobres, vão deixar os ricos para o fim" - Viomundo - O que você não vê na mídia

24 de março de 2014 às 19h35

[…] Júlio Cerqueira César Neto: Governo do Estado de São Paulo e Sabesp, não dá mais! […]

Responder

Júlio Cerqueira César: Estadão induz leitor a acreditar em programa que é ficção « Viomundo – O que você não vê na mídia

17 de dezembro de 2012 às 18h50

[…] Júlio Cerqueira César Neto: Governo do Estado de São Paulo e Sabesp, não dá mais! […]

Responder

AlvaroTadeu

27 de julho de 2012 às 02h02

Li um texto técnico do IGUSP (Instituto de Geociências da USP)informando que 50% (isso mesmo, metade!) da água subterrânea no município de São Paulo é oriunda de vazamentos da rede da SABESP. Na Europa Ocidental, os vazamentos da rede pública são inferiores a 10%. Em Israel, que detém a melhor tecnologia contra vazamentos, o número é quase zero. Em 2010, assistia a um jogo na TV do Goiás, no Estádio Serra Dourada. Havia uma enorme propaganda da SABESP. Que diabos a SABESP poderia ter interesses em um estado que nem limites geográficos com São Paulo tem? Por isso dei créditos a uma fofoca que ouvi de um amigo com largo trânsito entre o tucanato paulista: um secretário do governo Serra (ele não disse quem, pois sabia que que voto no PT), após a eleição de Geraldo Alckmin, não queria continuar no posto, queria porque queria a presidência da SABESP. Esquisito isso, não?

Responder

Apavorado por Vírus e Bactérias

26 de julho de 2012 às 18h41

Com a incompetência, corrupção, vendilhonismo e desmonte do Estado de SP pelo PSDB dos Senhores Alckmin e Serra, tudo aqui está desmoronando.

Responder

Daniel -jás r fede g Lobo

26 de julho de 2012 às 18h31

Flavio, esgoto tratado, é diferente de esgoto coletado. sao paulo, do cerra, e das (ilitis), talvez, falei talvez, esteja, próximo de 80% a 90%, pode ser, da coleta do esgoto produzido no estado. Daí, tratar o esgoto e devolver para os mananciais de água, há diferença.

O cerra e o psdb, a trinta anos, prometeram despoluir o rio tietê. Inclui nesse tempo, quercia, montoro, maluf, fleury, p egidio martins. A ordem está um pouco confusa, perdão. Bibliotecas, planasa, sanegran, tem tudo.

Em tempo, nenhum, governador progressista.

Responder

francisco pereira neto

25 de julho de 2012 às 19h34

Vejam só!
O professor Júlio Cerqueira Cézar Neto é um Zé Mané petista que postou essa denúncia num blog sujo e nazista, mesmo que o Azenha tenha afirmado que não aceita propagandas das estatais do governo federal, mas que é nazista, não tenham dúvidas que esse bolg é.
Onde já se viu um ex-professor da USP de uma universidade paulista atacar o governo?
Está cuspindo no próprio prato que comeu.
Assim não dá. Não pode.
Essa denúncia jamais poderia ser feita de um governo cujo partido vem governando São Paulo a vinte anos com extrema competência.
Saúde arrasada por conta de uma ação judicial que impediu o Estado de negociar com as empresas privadas de saúde, 25% dos leitos dos hospitais públicos. De que forma se pode resolver o problema da saúde se as empresas privadas não podem ajudar o estado? A Unimed, Amil e outras poderiam com o seu know-how solucionar todos os problemas que afligem o cidadão que precisa de atendimento médico.
Todos aqueles que se utilizam dessas empresas são unânimes em afirmar a excelência do atendimento prestados por elas. São atendimentos de primeiro mundo. Mas o poder judiciário impediu que o povão tivesse acesso pelas portas do fundo.
A educação então, nem se fale. A genial progressão continuada implantada pelo maior governador de São Paulo de todos os tempos, senhor Mário Covas, fez com que todas as crianças fossem educadas de maneira que hoje, já adultas, não sabem nem ler e escrever. Mas na matemática formou-se gênios que conseguem formular teses para provar que 2+2 são cinco.
Na segurança pública, tudo que vem sendo noticiado ultimamente é mentira. A PM tem padrão internacional em segurança. O seu efetivo de linha de frente são remunerados com salários dígnos pelos serviços prestados. A única coisa que não vai muito bem, são os salários do alto escalão da corporação. Passam o tempo todo confinado em suas salas elaborando estratégias para que a população se sinta segura.
As rodovias em São Paulo eram um horror. Hoje as melhores rodovias do país estão aquí. Isso não é fabuloso? Se não fosse as empresas que administram “nossas” rodovias isso não seria possível.
Vejam o sacrifcío dessas empresas para prestar um bom atendimento aos usuários. Como elas podem melhorar ainda mais as “nossas” rodovias com os recursos arrecadados com os preços vil pagos nos pedágios deles? Até o início desse mes, eles arrecadaram pouco mais de 3 bilhões. Com essa mixaria não para fazer nada.
A gestão do psdb em São Paulo é sem dúvidas exemplo para qualquer país do primeiro mundo.
E vem esse professorzinho falar em abastecimento de água e rede de esgoto para o povão! Para com isso!
Ele é um petralha que não honra as suas origens.
Será que ele é memo especialista em hidráulica e saneamento?

Responder

    jose carlos

    26 de julho de 2012 às 12h01

    O governo de sp e extrema competencia na mesma frase???? Faz me rir, seu verme. Em que estado vc mora, seu lixo humano? Em SP os bandidos mandam e desmandam, principalmente agora que venceu o acordo que o crapula do alckmin fez com o PCC, e tome homicidio, e a PM colaborando e matando a rodo. Mas pra vc Francisquinho Tonto, que está ganhando dinheiro público para ficar trolando, tá tudo bem, né!? E aproveita que não tem nada pra fazer e vai se informar sobre história, antes de ficar repicando o que o escroto do cerra vomita.

    francisco pereira neto

    26 de julho de 2012 às 12h54

    Zé Carlos
    Faça um pouquinho de esforço e leia com mais atenção o que eu escrevi.
    Não quis imitar o professor Hariovaldo, mas o texto acabou saindo dessa forma.
    Por falar nele, voce já leu o blog dele?
    Se eu sou lixo humano, o que será que o professor Hariovaldo é?
    Poxa vida! E eu pensando que iria agradar com meu texto…

    jose carlos

    26 de julho de 2012 às 13h33

    poxa, desculpe Francisquinho, tô com o modo eleição no máximo, e ao ler o começo do seu texto já saquei a INA, agora que percebi a fineza do texto…. :) desculpe de novo!

    Altemar

    26 de julho de 2012 às 20h17

    Aí Azenha, deve ser hora de botar bafômetro no blog (qui, 26/07/2012 – 12:01).

    O cara (qua, 25/07/2012 – 19:34) arrebentou!

    flavio

    26 de julho de 2012 às 14h39

    kkkkkk, quase morro de rir, pois o josé carlos não entendeu a ironia no texto do francisco pereira neto……………

    Luiz Carlos Azenha

    26 de julho de 2012 às 20h32

    Uma vez eu me quebrei por causa de ironia por escrito. Nem todos entendem. abs

O_Brasileiro

25 de julho de 2012 às 15h30

No Brasil ainda há muita coisa a ser feita: muitas escolas e hospitais para construir, muitas rodovias, hidrovias e ferrovias, falta metrô, falta corredor de ônibus, estações de tratamento de esgoto.
Ou seja, ainda há muitos empregos que poderiam estar sendo gerados para o bem do povo brasileiro, mas que, por questões de escolha, são negligenciados.
Enquanto isso só se produz carros, celulares, eletrodomésticos, televisores e outras coisas supérfluas, que pouco beneficiam o povo. Estimula-se o consumismo irracional, ao invés do bem-estar social. Bilhões “debaixo do colchão” e em paraísos fiscais, ao invés de ser investido em produção de algo útil. Tudo para manter o “status quo”.
Sei que vão dizer que o Lula tentou mudar isso, e é verdade. Começou a dar andamento às ferrovias, aos estaleiros, às refinarias. Mérito dele! Assim como é mérito do PSDB ter construído rodovias (rodoanel), metrô.
Mas ainda é pouco, perto do que o país precisa. É um problema cultural! E não adianta tentarem me convencer de que o povo é “inocente” nessa história…

Responder

Aline C. Pavia

25 de julho de 2012 às 11h27

Cadê os trolhas habitués do blog para aplaudir mais essa façanha dos tucanalhas?

Aliás depois do Palocci, do Antonio Nascimento e do Orlando Silva, hoje mais uma ex-ministra foi inocentada pela justiça. Erenice Guerra. Por enquanto nenhuma retratação foi vista na grande mídia. Nem por parte de todos aqueles que os acusaram.

Inclusive alguns comentaristas ávidos por “denúncias” e “escândalos” envolvendo os “petralhas corruptos” autores do “mensalão”.

Responder

    LEANDRO

    25 de julho de 2012 às 16h16

    Até parece que no Brasil algum político é condenado. Você conhece algum preso por desvio de dinheiro? Até o maluf ta aí, soltinho e ainda exercendo mandato e amigo do lula. E não é só a Sabesp que é exemplo de empresa pública que só faz lambança, olha a Cedae no RJ, outa vergonha. Mas o objetivo aqui é só atacar SP.

    Willian

    25 de julho de 2012 às 16h49

    Aline, sabe onde o saneamento básico é muito bom no Brasil? Na Bahia.

    http://atarde.uol.com.br/noticia.jsf?id=5816748

Flavio Moreira

25 de julho de 2012 às 10h40

Caro Professor:
Alarmante essa sua denúncia. O descaso do governo assusta, mas a hipocrisia desse mesmo governo e da Sabesp é ainda maior, pois divulgam que em São Paulo 100% do esgoto é tratado! Isso é um absurdo, mas não creio que vá mudar sem movimentação popular e sem mais denúncias. Obrigado pelo esclarecimento.
Abraços

Responder

    Zezinho

    27 de julho de 2012 às 09h29

    Vc poderia postar o link aonde consta que se trata 100% do esgoto em SP?


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!