VIOMUNDO

Diário da Resistência


Indígenas dizem que não vão entregar seus territórios “para honrar o acordo de Bolsonaro e seus coronéis”; leia a carta
Brasilia DF 06 12 2018 Representantes de povos indígenas vão ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) entregar carta para o presidente eleito Jair Bolsonaro. Marcelo Camargo/Ag Brasil
Denúncias

Indígenas dizem que não vão entregar seus territórios “para honrar o acordo de Bolsonaro e seus coronéis”; leia a carta


04/01/2019 - 14h00

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Nayara

07 de janeiro de 2019 às 10h29

Se vc esqueceu os índios já estavam aqui, antes de qualquer um chegar aqui temos uma dívida enorme com a população indígena . Bolsonaro terá de rasgar a constituição para poder entrar em terrenos de demarcação indígenas.

Responder

Julio Silveira

05 de janeiro de 2019 às 08h23

Pobres indios brasileiros, com esse grupo golpista que entra no governo estarão no ultimo degrau da escala de preconceitos, estarão atrás de negros e até dos gays. Por esses tipos não são considerados gente.

Responder

Antônio César Guimarães

04 de janeiro de 2019 às 14h10

Índio já se acostumou com o lado capitalista do socialismo. Mamar na vaca todo mundo quer.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!