VIOMUNDO

Diário da Resistência


Identificada bolsonarista do cerimonial do TRE-Minas que retirou à força das mãos de Beatriz Cerqueira a placa por Lula Livre; veja vídeos
Maria Berenice Rosa Vieira Sobral, do TRE-MG, foi que tirou o cartaz das mãos de Beatriz Cerqueira Uma busca em sua página no Facebook dá pistas de por que ela agiu com covardia e truculência contra Beatriz e fez vista grossa à hostilidade da plateia contra deputada federal eleita Aurea Carolina, do Psol. Seu Facebook tem várias referências ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Precisa desenhar?
Denúncias

Identificada bolsonarista do cerimonial do TRE-Minas que retirou à força das mãos de Beatriz Cerqueira a placa por Lula Livre; veja vídeos


20/12/2018 - 16h26

por Conceição Lemes

Beatriz Cerqueira é coordenadora-geral do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) e presidenta da CUT Minas.

Inegavelmente, uma das maiores lideranças sindicais do País.

Ética. Competente. Valente. Seriíssima.

A partir de 2019, o seu campo de luta passa a ser o parlamento.

Eleita deputada estadual (PT), Beatriz foi a mulher mais votada em Minas, na eleição de outubro.

Nessa quarta-feira (19/12), ocorreu a diplomação de todos os eleitos no Estado.

Beatriz acabou sendo vítima de uma ação arbitrária, ardilosa, da senhora do cerimonial, que fazia a locução do evento.

No vídeo acima, a partir de 18 segundos é possível acompanhar os lances.

Aos 21 segundos, ela dá o bote e tira à força das mãos de Beatriz a placa onde está escrito ”Lula livre”.

A partir daí, começou a confusão que envolveu o deputado Rogério Correia, eleito deputado federal.

Na sua página no Facebook, Beatriz relatou tudo:

”Eu acompanhei com respeito e educação a diplomação do Governador eleito Romeu Zema.

Ouvi seu pronunciamento sem manifestar qualquer deselegância ou agressão.

Ele foi eleito. Mesmo que eu não concorde com suas ideias, não teria o direito de lhe arrancar o discurso das mãos.

Também assisti com o mesmo respeito e educação a diplomação dos senadores eleitos que representarão Minas Gerais.

E assim me comportei com todos os deputados estaduais e federais.

Vi gente batendo continência num ambiente em que não caberia tal gesto. E nem por isso saí gritando para que não o fizesse.

Quando a deputada federal eleita Aurea Carolina foi anunciada para ser diplomada, parte do público presente agiu com extrema hostilidade.

Isso não incomodou o cerimonial do TRE. A hostilidade a uma mulher, negra, que tem uma forma de fazer política que cada vez aglutina mais pessoas não foi um problema para o Cerimonial.

A mulher com maior votação para a Câmara de Vereadores de Belo Horizonte! Uma mulher com a representatividade de mais de 160 mil votos! Ela ter sido ostensivamente hostilizada pareceu normal à maioria dos que estavam na Cerimônia.

Ela fez uma bela homenagem a Marielle Franco.

As pessoas que a vaiavam estavam aplaudindo o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro?

Após manifestações de parte do público presente para eu escondesse a placa que levava junto à bolsa, onde estava escrito ‘Lula Livre’, a moça do Cerimonial (não sei o seu nome), pela segunda vez me solicitou que retirasse a placa.

Respondi que não faria.

Ela me disse que meu comportamento estava tumultuando a cerimônia. Discordei.

Eu estava apenas com a placa. Não tinha feito, até aquele momento, nenhum gesto com ela além de carregá-la comigo.

Era a hostilidade de parte do público que estava atrapalhando, incapaz de conviver com pensamentos divergentes do seu.

Após ouvir a opinião do deputado estadual que estava ao meu lado e que era favorável a que a placa fosse retirada, ela arrancou a placa da minha mão e saiu. Seu comportamento foi aplaudido por parte do público.

Li todas as orientações e recomendações para a cerimônia da diplomação.

Eu fui pessoalmente ao Cerimonial do TRE buscar isso.

Em nenhum lugar estava escrito que eu deveria esconder a minha identidade partidária, ideológica e de pensamento.

A exceção de estado fica nítida quando uma mestre de cerimônias toma partido, concorda com a opinião de convidados que gritavam na plateia e de outro deputado que estava sendo diplomado e se sente no direito de arrancar das mãos de uma deputada eleita, que estava sendo diplomada, a sua identidade partidária.

Eu ouvi, sem agredir ninguém, inúmeros insultos, piadas, ironias durante o período da cerimônia.

Isso também parece não ter incomodado o Cerimonial. Os gestos simulando metralhadora também não significaram uma problema para o Cerimonial.

A tentativa de arrancar das mãos do deputado federal eleito Rogerio Correia a outra placa também não foi um problema.

Espero que, nesta quinta-feira, o Cerimonial do Tribunal Regional Eleitoral me devolva a placa que ilegitimamente foi arrancada das minhas mãos.

É um objeto que não lhe pertence e não tem o direito de ficar com ele.

Fica apenas com a responsabilidade do que fez hoje e com silêncio e omissão que teve diante da hostilidade que pessoas com pensamento diferente vivenciaram”.

NO FACEBOOK, DE BOLSONARO A FOTOS DE SANTAS CATÓLICAS

A pessoa do cerimonial do TRE-MG que tirou a placa das mãos de Beatriz chama-se Maria Berenice Rosa Vieira Sobral.

Uma busca em sua página no Facebook dá pistas de por que ela foi covarde e truculenta com Beatriz e fez vista grossa à extrema hostilidade da plateia à deputada federal eleita Aurea Carolina, do Psol.

Seu Facebook tem várias referências ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Precisa desenhar?

A propósito: o Facebook de Berenice Vieira Cabral é repleto de fotos de santas católicas, em especial de Nossa Senhora da Aparecida.

Certamente, elas devem ter reprovado a conduta nada cristã dessa serva mineira.

NOTA DE REPÚDIO

A Liderança do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados vem a público manifestar seu repúdio às manifestações de intolerância dirigidas às Bancadas do PT e do PSOL nos atos de diplomação dos eleitos, em diferentes estados.

Condenamos, em especial, de forma veemente os atos de violência contra os Deputados do PT, Beatriz Cerqueira e Rogério Correia, ocorridas ontem (19), durante o ato de diplomação no Estado de Minas Gerais.

Ao levantarem uma placa escrita “Lula Livre”, a mesma foi arrancada de suas mãos, seguida de agressões físicas desferidas pelo Deputado eleito pelo PSL, Junio Amaral.

O Parlamento é a expressão maior de um regime democrático, espaço da pluralidade e da livre expressão, por isso consideramos lamentável atos movidos pelo ódio e pela intolerância.

Reafirmamos o nosso compromisso com a defesa de uma democracia plena em nosso País, que seja representativa da diversidade da sociedade brasileira e garantidora dos direitos civis e políticos de todos.

Paulo Pimenta

Líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados

Abaixo, Beatriz conversa com os jornalistas após o término da cerimônia.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



36 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

22 de dezembro de 2018 às 23h11

https://c1.staticflickr.com/5/4864/32520405888_bbba61b827_b.jpg

Bea Cerqueira, A ÚnicA DeputadA Federal MineirA,
Linda de Vermelho, com a Placa “LULA LIVRE”,

Responder

emerson57

22 de dezembro de 2018 às 10h59

Se pesquisar a declaração de renda da “elemento”, o trato de seus empregados, à qual igrejinha ela e o seu companheiro pertencem, como conseguiu o cargo, ficará explicado o gesto.
Mais, cabe acusação de roubo. Diferente de Lula, haverá provas. Que tal ir a delegacia mais próxima e lavrar queixa?

Responder

Carlos Valentin

21 de dezembro de 2018 às 12h21

Enfim, diálogo com fascista só da certo, quando ele do outro lado ele esta pendurado na ponta de uma corda, como o Mussolini.

Responder

    MARCO ANTONIO GONÇALVES BOMPET

    21 de dezembro de 2018 às 17h11

    Não parece muito democrático enforcar quem pensa de modo diverso. Stalin aprovari esse esse tipo de conduta.

Abelardo

21 de dezembro de 2018 às 11h51

Imagino o sofrimento que teremos de suportar, antes do impeachment do destemperado bolsolionário e de todos e todas, que já se penduram na aba do chapéu parar tirar proveito próprio, antes do circo pegar fogo.

Responder

Neto

21 de dezembro de 2018 às 11h04

“A burguesia fede, a burguesia quer ficar rica. Enquanto houver burguesia não vai haver poesia…..” Cazuza

Responder

    MARCELO KAWATOKO

    22 de dezembro de 2018 às 02h50

    Esqueceu de citar o “bom burguês. “

Elmar

21 de dezembro de 2018 às 10h52

Não adianta quererem nos calar. O mundo todo sabe que Lula é preso político. LULA LIVRE

Responder

Falcon

21 de dezembro de 2018 às 10h28

Os idiotas militontos amestrados nao entenderam que a quadrilha do PT nao esta mais no poder onde podiam fazer de tudo quanto é arruaça e bandalheiras. Fez bem em tirar a placa, pois diplomação não e palanque para armarem seus circos

Responder

    Cleivonir

    22 de dezembro de 2018 às 14h10

    Circo e que vcs estão fazendo, suas atitudes facistas ,achando que podem exterminar pessoas, que podem agredir e decidir quem fala, cerceando as liberdades duramente conquistadas, palhaçada e ficar fazendo sinal de Arminha, e ameaças a quem pensa diferente e vcs são incapazes de conviver com o contraditório, e quem não tem argumento só pode apelar mesmo , pois são fracos de idruas

João

21 de dezembro de 2018 às 00h47

Os que possuem os intestinos nos crânios e defecam pela boca, não tem a capacidade de respeitar a diversidade.

Responder

    Bandite

    21 de dezembro de 2018 às 09h01

    Huhum tá, mas e aí vc é a favor ou contra, não deu pra entender

Carlos tote

20 de dezembro de 2018 às 23h26

É fácil fazer um comentário à favor ou contra ! Temos que ser coerentes não doentes e fanáticos como os petispetista.

Responder

Zé Maria

20 de dezembro de 2018 às 23h08

https://medium.com/@mariaberenicerosavieirasobral
Cabeça Ôca, Admiradora dos Admiradores de Trump

Responder

    Zé Maria

    22 de dezembro de 2018 às 20h44

    Falando no Donald Monster # ResignTrump …
    Alguém mais percebeu que a assinatura de Trump
    se parece muito com o gráfico [da Bolsa] Dow Jones 2018 ?
    https://pbs.twimg.com/media/DvCptn7V4AAoEfn.jpg

Engenheiro Civil Odair Santos Junior

20 de dezembro de 2018 às 22h48

Bolsa “Famiglia”, cadê o Queiroz?

Responder

Hellen Garcia

20 de dezembro de 2018 às 22h41

Povo burro, enquanto isso o Aécio continua solto. Esse é o pais da justissa.
Deviam abrir a porta de todas as cadeias e soltar todo mundo. Aécio solto é uma porrada na cara do povo honesto desse pais. Se o Lula ta preso por que o Aecio esta solto ?
Justissa tabajara.
Nao vale a pena ser honesto no Brasil. Aécio é a maior prova disso.

Responder

Welber

20 de dezembro de 2018 às 22h20

Como alguém que pede a liberdade de um criminoso que assaltou o país com sua quadrilha e trioudiou sobre a inteligência de um pa8s inteiro pode ser considerada pessoa ética? Podem taxar a Direita de troglodita, de grosseira ou de todo nome que quiserem, mas o povo finalmente entendeu que para nosso país voltar a ser uma plena democracia, não podia mais se manter na obscuridade do progrssismo da canalhice e dos detentores do monopólio da virtude prostituta.
Se o PT se voltasse para os princ8pios pelos quais foi criado, já teria demonstrado ombridade e seriedade dando a Lula, o mesmo tratamento que dizia dar para corruptos e não há tentativa de monopolizar a narrativa histórica que mude isso.
Enquanto continuarmos batendo na tecla da inocência de bandidos como Lula, estaremos de mãos dadas com canalhas como Renan, Barbalho e outros trastes que se perpetuam e se especializam cada vez mais na arte de roubar o pobre.
Tá na hora de evoluir gente.

Responder

    Marcos Almeida

    21 de dezembro de 2018 às 10h36

    Caro Welber, lendo o que escreveu, ficou evidente que não se interessou em estudar o processo do famoso “Triplex”. E, por óbvio, que desconhece completamente as regras que regem o processo penal no seu país. E, mais grave, não se deu ao trabalho de ler a sentença que o condenou. Diante de tudo isso, permita-me uma pergunta respeitosa (não estou aqui para agredir, mas para debater): de onde vem tamanha convicção? Acrescento que não sou petista. Se essa condenação tivesse como réu Aécio, também discordaria de suas certezas. Inconteste que você não pode ser confundido com os bolsotários que vagam por aí babando sua tremenda ignorância política. E por isso achei por bem abrir esse debate. Estou pronto para sua resposta. E que sejamos razoáveis nas palavras. Respeitosamente, Marcos de Almeida

    João Ribett

    21 de dezembro de 2018 às 11h12

    Enquanto houver idiotas como você que repete como papagaio que ouve, mulas sem cabeça como o Bolsonaro e sua família serão eleitos. Antes de soltar zurros, se informe sobre o que escreve.

Amália torres

20 de dezembro de 2018 às 22h17

Aos brasileiros que pensam que vão calar a esquerda, estão muito enganados. Vcs estão mais sujos do que pai de galinheiro.

Responder

    eduardo

    21 de dezembro de 2018 às 11h36

    não queremos calar a esquerda, queremos exterminar a esquerda para o bem do mundo

NotJack

20 de dezembro de 2018 às 22h16

Me parece que querer “Lula livre” seria apologia aos crimes que ele cometeu. Está provado. A matéria é absolutamente tendenciosa. Os sindicatos e os sindicistas do Brasil são arruaça. Desconhecem negociações educadas e pautadas em objetividade. Querem no grito. Aí quando recebem o mesmo tratamento chamam de truculência. Piada pronta. Bem feito.

Responder

Oliveira

20 de dezembro de 2018 às 22h06

Políticos defensores de bandidos… Adorei o soco que o Rogério Correia levou na fuça… Merecido!!!!

Responder

Amara

20 de dezembro de 2018 às 21h19

Isso é apenas o começo. Os capirotos e seus seguidores mostram a cara…Breve vai sobrar pra Todos com exceção dos eleitos com ele, familiares e financiadores…Ops! NÃO VEM AO CASO!

Responder

Ricardo da Silva Santos

20 de dezembro de 2018 às 21h01

tem que acabar essa onda de Lula livre,quem mandou ser corrupto
agora aguenta.

Responder

    a.ali

    20 de dezembro de 2018 às 22h04

    sim, vai começar: aécio @ cia. preso… bobagem, né ? ele, o mentor da bancarrota que se encontra o pais, hj, portanto vai ficar assim livre leve e solto, enquanto a justiSSa for partidária, quer dizer tiver lado…

    mariocinelli

    20 de dezembro de 2018 às 22h21

    Pode me informar onde está o Queiroz, bozominion?

    João Ferreira Bastos

    21 de dezembro de 2018 às 10h04

    Cadê o Querioz ?

    Esta levando os 200 mil da jbs pra outro banco ?

Zé Maria

20 de dezembro de 2018 às 20h59

Diplomação no RS: “Reich Tropical num Caldeirão”
https://twitter.com/_pinheira/status/1075531115102957568

“No RS teve vaias, ofensas.
A esquerda foi vaiada, as mulheres de esquerda +ainda.
Quem vaiou? A direita tosca igual ao primata chamado de mito.

Quando me chamaram desfilei com altivez em direção ao diploma.
Demorei bastante pra cansarem de gritar.
E vesti um vermelho PT.”

Deputada Federal @mariadorosario

https://twitter.com/mariadorosario/status/1075596050516332544

Responder

Zé Maria

20 de dezembro de 2018 às 20h50

https://twitter.com/i/status/1075591844074016768

“Se Parlamentares eleitos são impedidos
de expressar opinião política
é pq ñ há liberdade dos mandatos!”

Deputada Federal @mariadorosario
https://twitter.com/mariadorosario/status/1075591844074016768

Responder

David

20 de dezembro de 2018 às 20h16

Gostei dessa cerimonialista…colocou a petista no seu lugar…

Responder

    Fidel Martins

    20 de dezembro de 2018 às 21h37

    É David, agora é moda, um bando de gorilas querem cagar ordem, pois agora é a revolução dos idiotas, dos terra-planistas, dos anti-intelectual…
    Voltaremos a era medieval e já temos um rei idiota.

    João Ribett

    20 de dezembro de 2018 às 21h57

    Pra um comedor de capim e alfafa como você, só podia mesmo apoiar ma bandida roubando uma placa. Por isso votou numa mula sem cabeça .

Zé Maria

20 de dezembro de 2018 às 17h59

https://pbs.twimg.com/media/Du3sje4VsAEVi1n.jpg
O Judiciário em Minas foi Aparelhado pelo Aécio.

Responder

Zé Maria

20 de dezembro de 2018 às 17h26

A Reação à Agressão, à Ofensa e, no mínimo, à Falta de Educação,
é tratada pelo Bando de neofascistas testas-de-ferro do Bolsonaro
como ‘mi-mi-mi do politicamente correto’ [E Cadê o Queiroz?]

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.