VIOMUNDO

Diário da Resistência


Gerson Carneiro: A hipocrisia da Globo ao “combater” o racismo
Denúncias

Gerson Carneiro: A hipocrisia da Globo ao “combater” o racismo


05/07/2015 - 18h00

Captura de Tela 2015-07-05 às 18.04.30 O livro de Kamel, o estereótipo do Zorra Total e a propaganda subliminar na novela com a perversidade de usar uma atriz negra

O samba do branquelo doido da Rede Globo

por Gerson Carneiro, no Facebook

Não. Eu não estou alcoolizado.

Ligo o computador e me deparo com o anúncio de que o “Jornal Nacional vai noticiar o caso de racismo contra Maju”.

Maju é Maria Júlia Coutinho, “a mulher do tempo” do Jornal Nacional.

Negra, funcionária da Rede Globo, assim como a atriz Juliana Alves (negra e funcionária da Rede Globo) porém, ambas aparecem em cena em situações antagônicas na tela da TV no meio desse povo.

Juliana Alves apareceu em cena fantasiosa da novela “Duas Caras” (aqui mais uma irônica ironia do destino, sim, bem assim mesmo com todo esse pleonasmo) lendo o livro do manda chuva do jornalismo da Rede Globo, Ali Kamel, intitulado “Não somos racistas”.

Maria Júlia Coutinho aparece como protagonista em cena real, e não fantasiosa, como vítima de racismo proveniente das redes sócias.

Apresento-lhes meu povo o verdadeiro samba do branquelo doido da Rede Globo: o diretor de jornalismo da Rede Globo, Ali Kamel, publica um livro intitulado “Não somos racistas”. Em seguida em novela da Rede Globo aparece uma jovem negra, funcionária da casa, fazendo propaganda do livro do manda chuva do jornalismo da empresa para a qual trabalha. Tempo depois o telejornal, sob direção do autor do livro, faz denúncia daquilo que o diretor nega existir.

E para completar, o funcionário do Kamel apresentador do Jornal Nacional, o TodoAliKamel, William Bonner, lança no twitter a hashtag “SomosTodosMaju”.

Observe meu povo como a Rede Globo se empenha em negar, e é uma exímia combatente anti racismo. Até mesmo em seus programas de humor, como o Zorra Total.

A Tonga da Mironga do Kabuletê Alá Ali Kamel.

Leia também:

O manifesto em defesa da legalidade democrática





15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

denis dias ferreira

08 de julho de 2015 às 10h41

Eu vi e ouvi a própria Maju, ao lado do galã Bonner, declarar que as ofensas racistas eram manifestações de uma minoria e que ela recebera milhares de e-meios solidarizando-se com sua dor. Não, Maju, racistas, entre os brancos, não são minoria. Maju, o Brasil é um país racista. Essa sua declaração, Maju, demonstra que o Ali Kamel exerce grande influência sobre suas (da Maju) ideias acerca do racismo à moda brasileira e da situação dos negros no Brasil. Você, Maju. ignora a dura realidade, o dia-a-dia sofrido dos mais de cem milhões de negros brasileiros.

Responder

abolicionista

07 de julho de 2015 às 11h07

Caros, desculpem fugir do tema, mas hoje tem manifestação na Paulista (vão do MASP) contra a redução da maioridade penal. Estarei lá, a partir das 17h, fazendo frente ao avanço fascista. Convido todos a participarem e peço ajuda na divulgação.

Responder

Elias

06 de julho de 2015 às 21h44

Tentativa de interpretação das fotos que ilustram o texto de Gerson Carneiro

1ª – Kamel olha para a câmera como que espantado com o absurdo que escreveu.

2ª – Por que a Globo não põe em seus humorísticos estereótipos com brancas banguelas?

3ª – A expressão facial da atriz Juliana Alves lendo o livro sugere estar pensando: É muita besteira num só livro.

Responder

FrancoAtirador

06 de julho de 2015 às 18h24

.
.
A Presidente da República Federativa do Brasil, Dilma Vana Rousseff,
Sancionou a Lei Brasileira de Inclusão – Estatuto da Pessoa com Deficiência.
.
Marco Legal beneficia 45 Milhões de [email protected] com alguma Limitação Crônica.
.
Projeto de Lei foi de autoria do Senador Paulo Paim (PT-RS)
e tramitou no Congresso Nacional por mais de 12 anos.
(http://www.senado.gov.br/atividade/materia/detalhes.asp?p_cod_mate=54729)
.
(http://www.ebc.com.br/noticias/politica/2015/07/dilma-sanciona-lei-que-garante-direitos-da-pessoa-com-deficiencia)
(http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2015/07/06/sancionado-estatuto-da-pessoa-com-deficiencia)
.
.

Responder

Elias

06 de julho de 2015 às 15h53

Se o livro Não Somos Racistas fosse escrito por um negro, sem dúvida viria com interrogação: Não Somos Racistas? É, Sr. Kamel. Pimenta nos olhos dos outros é refresco.

Responder

FrancoAtirador

06 de julho de 2015 às 02h33

.
.
A ‘Revelação’ de Mariana Godoy sobre Apresentadores Papagaios da Rede Globo.
.
Por Paulo Nogueira, no DCM
.
As pessoas pareceram surpresas, nas redes sociais, com uma declaração da jornalista
Mariana Godoy, ex-Globo, sobre os apresentadores da emissora.
.
Numa entrevista, ela se disse feliz com seu novo emprego na Rede TV porque, finalmente, pode fazer perguntas, e não simplesmente ler as que os outros fazem por ela.
.
Outros não. Outro: Ali Kamel, diretor de jornalismo da Globo.
.
As pessoas achavam que os apresentadores da Globo
tinham luz própria para fazer alguma coisa além de declamar.
.
Não.
.
Mariana fez questão de incluir Bonner na lista dos que são papagaios de Kamel.
.
Numa discussão entre jornalistas no Twitter, alguém ponderou que, a rigor, não havia novidade.
.
Mas outro notou que era a primeira vez que alguém, com autoridade, dizia tão cruamente isso.
.
A primeira constatação é que Kamel não é um grande perguntador,
dado o nível de entrevistas da Globo.
.
A segunda é que ele é um centralizador doentio.
Um chefe inspirador recruta ou forma apresentadores
capazes de fazer perguntas a quem quer que seja.
.
Se seus comandados não são capazes de conduzir uma conversa,
o problema está em você, e não neles.
.
Ensine-os a pescar, em vez de dar-lhes os peixes.
.
Outra coisa é como é ruim trabalhar na Globo.
.
A emissora dá visibilidade, mas não oferece as coisas que realmente
tornam atraente uma atividade, a começar por autonomia.
.
Você pode miseravelmente pouco quando não é um Marinho na Globo, ou alguém de seu círculo mais próximo.
.
O que Mariana não disse, por ir além do que ela via, é que as perguntas de Kamel são devidamente aprovadas previamente por João Roberto Marinho, o irmão que cuida do conteúdo da Globo.
.
Não me refiro, obviamente, às perguntas triviais, mas às que verdadeiramente contam.
.
Por exemplo, as que foram feitas no Jornal Nacional aos candidatos à presidência.
.
O que os apresentadores devem saber fazer é lidar com as respostas.
.
Patrícia Poeta, pelo que se noticiou, não foi aprovada na maneira como encaminhou, ou desencaminhou, a entrevista com Marina, e foi tirada do JN.
.
Mas o mais relevante, no debate, é que o que ocorre na Globo
é um lugar comum nas corporações de mídia.
.
Só quem manda são os donos.
.
Na Veja, o diretor de redação Eurípides Alcântara
executa, apenas, as vontades dos Civitas.
.
Em outros tempos, você tinha um certo equilíbrio no jornalismo brasileiro.
.
Os donos, compreensivelmente, eram de direita.
Mas as redações eram, também compreensivelmente, progressistas.
.
Na Folha, Claudio Abramo puxava o jornal para um lado
e Octavio Frias para o outro, e o resultado era um conteúdo frequentemente instigante.
.
O equilíbrio se perdeu a partir de 2003, com a ascensão de Lula.
.
Os donos buscaram obsessivamente chefes de redação afinados com eles, ou ao menos completamente submissos, como Eurípides na Veja ou Kamel na Globo.
.
Para facilitar seu trabalho, estes também se cercaram de replicantes.
.
Na Globo, ascenderam, por essa lógica, jornalistas como Erick Bretas, diretor de mídias digitais da empresa – e com um viés antipetista tão intenso que, em março, ele convocou seus seguidores no Facebook para uma manifestação contra o governo. Avisou, é claro, que estaria na rua.
.
Ainda na Globo, outro jornalista que cresceu sob tal ambiente
é Diego Escosteguy, que fez da Época uma Veja, como se uma não bastasse.
.
Semanalmente, sob Escosteguy, a Época, como a Veja, se dedica a semear
denúncias “bombásticas” contra Lula e o PT que não dão em nada.
.
A Época não se detém diante de nada.
.
Na campanha presidencial, publicou uma pesquisa de um certo Instituto Paraná pela qual Aécio hoje estaria na presidência, tamanha a vantagem que lhe davam.
.
Mais recentemente, o mesmo instituto foi usado pela revista
para dizer que, se fossem hoje as eleições, Aécio levaria.
O leitor poderia responder: se fosse pelo instituto e pela revista,
Aécio já teria sido eleito em outubro.
.
Esta, enfim, é a mídia brasileira.
Se não é a pior do mundo, disputa esse título acirradamente.
.
Mariana Godoy apenas mostrou, para os iludidos, como é o ambiente
dentro das redações: péssimo, como o jornalismo que sai delas.
.
(http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-revelacao-de-mariana-godoy-sobre-os-apresentadores-da-globo-por-paulo-nogueira)
.
.

Responder

rogerio

05 de julho de 2015 às 19h54

“Duplipensar” do admirável mundo novo

Responder

    rogerio

    05 de julho de 2015 às 19h56

    desculpe, de 1984 de g. orwell

FrancoAtirador

05 de julho de 2015 às 18h33

.
.
O FEITIÇO FASCISTA SE VOLTOU CONTRA A FEITICEIRA GLOBO
.
O Portal da Globo na Internet (G1) é contumaz em publicar
.
Comentários de Racistas e de toda Escória Nazista, em Geral,
.
estimulando todo Tipo de Comportamento Criminoso no site,
.
pois, desde que partam de eleitores Antipetistas, vale tudo.
.
Agora, hipocritamente, a Globo faz uma campanha em defesa
.
de uma de suas Jornalistas, que é Negra e está sendo vítima
.
de Racismo praticado pelos mesmos Nazi-Fascistas na Rede.
.
Os Blogs ‘Sujos’ cansaram de alertar aos Donos da Mídia
.
de que, cedo ou tarde, essa Permissividade Criminosa
.
iria se voltar contra @s Pró[email protected] Repórteres das Empresas,
.
que, em grande parte, são trabalhadores(as) [email protected]
.
Não há Antídoto ao Nazi-Fascismo que não seja a Censura.
.
(http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2015/07/maria-julia-coutinho-maju-e-vitima-de-racismo-no-facebook.html)
.
.
“Dos Meus Negros Cuido Eu”
.
AK dos Marinho
Diretor da Globo
(Parafraseando Dotô Roberto)
.

http://www.alikamel.com.br/home
.
(http://www.cartacapital.com.br/blogs/midiatico/jornalista-da-globo-e-alvo-de-racismo-3178.html)
(http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/187558/Morais-%E2%80%98somos-ou-n%C3%A3o-racistas-Ali-Kamel%E2%80%99.htm)
(http://www.diariodocentrodomundo.com.br/um-olhar-atual-para-o-livro-de-ali-kamel-que-diz-que-nao-somos-racistas)
(http://www.informacoesemfoco.com/2015/07/no-brasil-nao-ha-racismo-nao-e-mesmo.html)
.
.

Responder

    Sidnei Brito

    06 de julho de 2015 às 11h15

    É bem isso mesmo: um lance meio “caixa de pandora”.
    Acredito que muitos dos barões da imprensa e de seus colunistas até que não tinham essa má intenção toda: o objetivo deles é só acabar com o PT – o que não é pouca coisa, claro!
    O que ninguém imaginava, é que a direita, ao sair do armário com os afagos da mídia, iria querer bem mais do que “apenas” exterminar o PT.
    A coisa vai além: eles também não querem, por exemplo, negros em posição de destaque em órgãos de comunicação.
    E não para por aí.
    Brincaram com a democracia em razão de um objetivo imediato. Ao que parece, deles será exigida a entrega de mais mercadorias.

Gerson Carneiro

05 de julho de 2015 às 18h32

Fiquei sabendo que na reportagem do Jornal Nacional não foi citado o termo “racismo”.
Teria sido uma proibição?

Responder

    FrancoAtirador

    05 de julho de 2015 às 21h08

    .
    .
    Isso o Freud não explicaria.
    .
    Mas o AK dos Marinho, sim:
    .
    (http://imgur.com/0ZuUiPZ)
    .
    .

lulipe

05 de julho de 2015 às 18h22

Tava demorando…Parece um karma essa fixação na Globo, nem Freud explica!!!

Responder

    Sidnei Brito

    06 de julho de 2015 às 11h16

    E qual o problema?
    Só a Globo que pode, “democraticamente”, ter suas fixações?

    Luiz (o outro)

    06 de julho de 2015 às 13h27

    E essa sua fixação pelo Lula e pelo PT? Quem explica?


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding