VIOMUNDO

Diário da Resistência


FNP denuncia Castello Branco ao MPF: ‘Após deixar Petrobrás, onde participou da venda de ativos à 3R Petroleum, tornou-se presidente do seu Conselho’
Denúncias

FNP denuncia Castello Branco ao MPF: ‘Após deixar Petrobrás, onde participou da venda de ativos à 3R Petroleum, tornou-se presidente do seu Conselho’


20/05/2022 - 23h19

FNP pede que Ministério Público investigue se Castello Branco favoreceu a 3R Petroleum na compra de ativos da Petrobrás 

Por Alessandra Martins*, Observatório Social da Petrobrás

A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) entrou com denúncia no Ministério Público Federal (MPF), na tarde desta quinta-feira (19), contra o ex-presidente da Petrobrás Roberto Castello Branco por prática de improbidade administrativa, por conta da relação do executivo com a empresa 3R Petroleum.

A advogada Raquel Sousa, da FNP e do Observatório Social da Petrobrás (OSP), pede que seja investigada “a possibilidade de fornecimento de informações privilegiadas ou mesmo tráfico de influência”, que possam ter favorecido a 3R Petroleum na aquisição de ativos da Petrobrás durante a gestão de Castello Branco.

No início deste mês, ele foi eleito presidente do Conselho de Administração da empresa.

Na época em que aconteceu a venda de campos e complexos industriais dos polos Peroá, Macau, Potiguar, Recôncavo e Ventura para a 3R Petroleum, Castello Branco estava na presidência da Petrobrás, no Conselho de Administração e na diretoria executiva da estatal.

“É muito estranho que logo após ter saído da Petrobrás, onde participou do processo de negociação para a venda de ativos no qual a 3R foi a vencedora, Castello Branco tome posse do mais alto cargo daquela empresa”, afirma Raquel.

Para a advogada, o favorecimento trata-se de uma possibilidade concreta, já que os processos de alienação foram realizados com base no Decreto nº 9355/2018, “que permite que o vencedor – aquele que apresentou a melhor proposta – seja alterado após o resultado, por critérios sabe-se lá quais e que dificilmente será lícito”.

“Ou seja, o vencedor ainda poderá ter que enfrentar uma negociação e perder o direito adquirido. Isso abre um leque de possibilidades para extorquir do vencedor condições completamente estranhas ao interesse público”, declara Raquel.

O presidente da Petrobrás, de acordo com a denúncia, “tem poder na gestão dos negócios da companhia e poder para autorizar a transferência de ativos e praticar o ato de transferência, nos termos dos Artigos 33 e 29, III do Estatuto da Petrobrás”.

“Não podemos achar que tudo isso tenha sido uma mera coincidência. O que nos parece, na realidade, é que o posto de presidente foi uma premiação pelos serviços prestados e isso precisa, urgentemente, ser investigado”, conclui a advogada.

*Alessandra Martins é jornalista, assessora de imprensa do Observatório Social da Petrobrás

Leia também:

Rosangela Buzanelli: Venda do campo de Albacora Leste é um péssimo negócio para o Brasil e a Petrobrás





6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

28 de maio de 2022 às 03h29

“Outra refinaria da Petrobras vendida abaixo do preço,
dessa a vez a de Lubnor
no Ceará.
Segundo o Ineep, o valor
mínimo seria US$ 62 milhões
mas está sendo negociada
por US$ 34 mi.
A gente comprando combustível
em dólar e Bolsonaro acaba com
a chance de refinar petróleo aqui.”
https://twitter.com/Gleisi/status/1529869010162130947

“O Brasil é autossuficiente em petróleo,
mas importa gasolina porque o
consumo é maior que a produção.
Isso poderia ser diferente,
se não fosse o descaso do atual governo
com investimentos em refinarias.
É possível ter gasolina mais barata!”
https://twitter.com/LULAoficial/status/1530264113087234049

Responder

Zé Maria

21 de maio de 2022 às 20h56

Junta Tucano com Guedes/Bolsonaro e dá nisso.

Responder

    Zé Maria

    21 de maio de 2022 às 21h04

    Fosse na época do Governo do PT, o que estariam dizendo Globo, Abril, Folha, Estadão (GAFE) e toda a Mídia Venal?

Henrique Martins

21 de maio de 2022 às 17h29

Me desanima muito. Muito mesmo ver gente séria da esquerda dizendo que Bolsonaro não tem força para dar um golpe. Ora, meu Deus…. O golpe já foi dado com a prisão de Lula com direito à ameaça ao STF de general que à época estava na ativa (o tal de Vilas Boas), impecheament de Dilma e eleição na base das fake news para depois um bando de generais de pijama se aboletar no governo.
Eleição com base em fake news não é legítima não. Estamos vivendo sob a égide de uma ditadura digital e/ou virtual com selo de democracia capitaneada por generais de pijama e um cara que foi expulso do exército e se autodenomina capitão.
Na verdade, o que falta agora é perpetuar o golpe que já foi dado com fake news ou mudar o status dele. Com as fake news Bolsonaro não precisa das armas ou ação dos militares das Forças Armadas da Ativa não gente. E se não ganhar com elas (para isso o Musk veio ao país após anunciar a compra do Twitter) ele e os generais de pijama pretendem disseminar o caos na sociedade brasileira. E isso aí não é golpe não gente? Hah….neim……

Responder

Henrique Martins

21 de maio de 2022 às 14h03

Bolsonaro insiste em desacreditar vacinas e produzir mortes
https://www1.folha.uol.com.br/colunas/marceloleite/2022/05/bolsonaro-insiste-em-desacreditar-vacinas-e-produzir-mortes.shtml
Cientistas criam comitê por risco iminente de varíola dos macacos no Brasil
https://noticias.uol.com.br/colunas/carlos-madeiro/2022/05/21/cientistas-criam-comite-por-risco-iminente-de-variola-dos-macacos-no-brasil.htm
Varíola de macacos: ‘Não há motivo para pânico, tem vacina, remédio e pode ser contida’, diz virologista
https://oglobo.globo.com/saude/epoca/noticia/2022/05/variola-de-macacos-nao-ha-motivo-para-panico-tem-vacina-remedio-e-pode-ser-contida-diz-virologista.ghtml?utm_source=globo.com&utm_medium=oglobo

Dentro deste contexto eu digo: Então tá… ‘Não há motivo para pânico, tem vacina, remédio e pode ser contida’.
Sim. E por acaso nós temos um governante normal que acredita e investe em vacinas? Nós temos um governante normal que investe na saúde pública?
Soube que segundo a literatura a cada 10 pessoas contaminadas com a varíola dos macacos uma morre. Ou seja, 10% de mortes em cima dos contaminados. Que eu saiba em relação à Covid a taxa é de 3%.
Então REZEM para não termos que enfrentarmos mais um surto porque o país é governado por um genocida e já morreram mais de 600 mil pessoas com Covid.

Responder

abelardo

21 de maio de 2022 às 13h07

Em sendo verdade a existência do crime praticado contra a nação, a cadeira elétrica ou a injeção letal seria motivo de votação popular, caso as leis brasileiras permitisse esses tipos de punições. Quando autoridades se bandeiam para o lado da delinquência e da criminalidade, toda punição aplicada ao meliante deverá ser a mais rígida que a lei permita.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding