VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Pimenta denuncia grupo que invadiu plenário da Câmara


03/12/2014 - 21h01

Paulo_pimenta

Deputado Pimenta (PT-RS) desmascara grupo que invadiu o plenário da Câmara dos Deputados

via assessoria

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) denunciou a verdadeira identidade dos líderes do grupo que tumultuou a sessão plenária de ontem (2), na Câmara dos Deputados.

Trata-se de Marcello Reis e Mauro Sheer, comandantes do movimento Revoltados Online, que atua, especialmente, a partir do Facebook.

O grupo é conhecido por defender o regime militar, disseminar o preconceito contra nordestinos, e contra minorias, como gays, de liderar manifestações pelo impeachment da Presidenta Dilma, e ter se associado à campanha de Aécio Neves para presidente.

“É um grupo de extrema-direita, que se diz representante do povo, que está tumultuando o trabalho do Congresso Nacional”, acusou Pimenta.

O líder do Revoltados Online, Marcello Reis, é o autor do Habeas Corpous número 125655, protocolado hoje (3) no Supremo Tribunal Federal para garantir a ocupação das galerias da Câmara à “coletividade interessada em assistir à sessão do Congresso Nacional”.

No plenário, o deputado Paulo Pimenta fez um alerta à oposição. “Não se abracem a essa organização, porque se trata de uma organização fascista”, disse.

Durante toda essa quarta-feira, Marcello Reis postou fotos ao lado do cantor Lobão, pedindo doações em dinheiro e divulgando contas bancárias para dar continuidade à “guerra entre o Bem e o Mal”, pois “não temos ninguém por trás de nós”.

Além disso, o grupo Revoltados Online comandou ameaças e impediu a entrada de diversos parlamentares no Congresso Nacional ao longo do dia.

Quem é Marcello Reis, o fundador do Revoltados Online

Antes de iniciar o Revoltados OnLine, o fundador Marcello Reis criou diversos sites com oportunidades de negócio “incríveis”.

Desde ofertas de precatórios federais, créditos de ICMS e até mesmo vendas de apartamentos no exterior. Marcello Reis possui extensa “ficha corrida” de tentativas de golpe pela Internet.

Nas ações de Marcello Reis,  é possível verificar diversos indícios de fraude. Em todos eles, Reis utiliza símbolos de órgãos do Governo tentando vincular sua imagem a instituições reguladoras, como Banco Central, CVM e Receita Federal.

Além disso, alega fazer parte de uma organização formada por “renomados” profissionais.

Os blogs que Marcello Reis administra têm algo em comum: todos têm a palavra online, assim como o Revoltados Online.

http://ativosfinanceirosonline.blogspot.com.br
http://precatoriosonline.blogspot.com.br
http://brasilbusinessonline.blogspot.com.br
https://www.facebook.com/pages/Ativos-Financeiros-ON-LINE/134420486629575

Leia também:

PT-SP entra com ação contra Bruno Covas e o presidente da Cetesb

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



48 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Maria

10 de dezembro de 2014 às 17h12

Está na hora de, também, verificar a ficha do deputado/ou senador

Domingos Sávio do PSDB de Minas.

Ele é tão atrevido e abusado nas críticas a Dilma que como todo tucano

deve estar desviando a atenção de algo muito importante e comprometedor.

Responder

José X.

08 de dezembro de 2014 às 11h47

Pessoal, uma dica: minha impressão é que esse pessoal aí (“revoltados online”) é só “músculo”, o “cérebro” mesmo é o grupo “Movimento Brasil Livre”, que se apresenta como “apartidário” ou “supra-partidário”, mas na verdade é um grupo de extrema-direita bem organizado, e que suspeito seja financiado ou tenha ligações com o Instituto Millenium e/ou Instituto Liberal (e não duvido que finaciamento de vocês sabem quem). Vejam no Facebook/Twitter/Google esses nome: “Movimento Brasil Livre”, Marcel van Hatten, Fábio Ostermann, Alexandre Seltz, Adolfo Sachsida, entre outros. Por coincidência (ou não ?) são todos relativamentes jovens, de sobrenome germânico, vêm do sul, foram candidatos derrotados, e estão ligados ou ao Millenium ou ao Instituto Liberal. Esse pessoalzinho aí está se expondo, obviamente, para serem candidatos novamente nas próximas eleições.

Nas manifestações de sábado (6dez14) em SP havia dois grupos, um na Paulista, digno de Monty Python, e outro na Consolação, bem organizado, sob controle do tal “Movimento Brasil Livre”. Segundo consta Serra falou nessa manifestação na Consolação. Alguém aí em sã consciência acha que o Serra se arriscaria a aparecer se não estivesse num ambiente 100% controlado ?

Acompanhei parcialmente as manifestações de sábado por twitcasting, o cara do “Movimento Brasil Livre” que estava fazendo discurso na Consolação era um típico agitador profissional, com completo domínio de cena. Não se iludam, essas manifestações e confusões todas são coisas muito bem organizadas. Podem não ser bem sucedidas e ridículas, mas quem as está preparando sabe muito bem o que quer.

Responder

Nelson Sales e Silva.

07 de dezembro de 2014 às 21h35

Está cheio de inocentes úteis que são capazes de apoiar esses aproveitadores. Olho aberto Gente

Responder

Andre

06 de dezembro de 2014 às 01h17

O avanço do fascismo no Brasil conta por um lado com uma esquerda que se tornou minoritária especialmente entre os jovens, além de pouco disciplinada e que se limita a fazer discursos, manifestos e algumas poucas passeatas.Por outro lado a total leniencia e omissão das instituições – a policia, o judiciário e os partidos políticos e o legislativo – com relação ao fascismo só pode ser explicada pela presença de membros ativos de organizações fascistas infiltrados nessas instituições, além do apoio de redes internacionais de outros grupos fascistas que tem maiores recursos econômicos e políticos do que no Brasil. Denunciar as duas criaturas que são só a ponta do icebergue, a parte exposta da tropa de choque fascista não e o suficiente, e preciso uma investigação seria e independente sobre as redes fascistas atuantes no Brasil e o seu desmantelamento. E inacreditável por exemplo, que Brasil não haja grupos independentes que monitorem sistematicamente os grupos de extrema direita, como existe nos EUA.

Responder

MAAR

05 de dezembro de 2014 às 13h11

Gravíssimas as denúncias feitas pelo deputado Paulo Pimenta. A revelação de indícios de manipulação política das atividades criminosas praticadas por grupos de direita é requisito para a imperativa coibição de tais atos danosos. Diante desta realidade, cabe instar o poder público a agir com rigor e agilidade para aplicar a lei. A escalada das iniciativas de desestabilização promovidas pela direita golpista desde as eleições caracteriza flagrante tentativa de imposição paulatina de uma ditadura extra-oficial. E tal processo visa estabelecer condições para um golpe de estado, que pretende agredir a democracia com base em farsas fascistóides. O relatado episódio de violência, orquestrada para coagir o legislativo federal, prova que os métodos dos asseclas do golpe não são apenas antidemocráticos, mas sim eminentemente fascistas. Assim, urge conclamar a sociedade a implementar com vigor a estratégia proposta no artigo em apreço, pois é indispensável a ampla e intensa denúncia das implicações e significados dos graves atentados contra a democracia que têm sido observados. É preciso que as instituições representativas da sociedade civil cumpram sua função social de estruturar a expressão dos anseios e das preocupações da nação brasileira, a fim de pugnar, de forma pacífica e organizada, em prol da plena vigência do Estado Democrático de Direito.

Responder

abolicionista

05 de dezembro de 2014 às 12h36

Quem sabe o PT acorda? Viram a tímida menção aos meios de comunicação? Bem rapidinho, mas estavam lá…

Responder

ricardo silveira

04 de dezembro de 2014 às 23h18

E o que vai acontecer a esses que provocaram o tumulto no Congresso? NADA! Continuarão soltos para novos tumultos.

Responder

Maurici Aazevedo

04 de dezembro de 2014 às 20h22

ENTRE O MEDO E A INDIFERENÇA.
No livro “Cegueira Moral”, no cap. 3 com o título “Entre o Medo e a Indiferença: Perda da Sensibilidade”, um dos autores do livro, Leonidas Donskis, `pags. 155/157, nos dá noção exata e atual de como a mídia nos induz para dentro de um pensamento único (pensamento hegemônico), como se ela fosse a pedra filosofal da civilidade.
Diz assim o texto: ” Será que o comercialismo consumado é apenas encorajado pela falta de um jornalismo de qualidade ou deu ma mídia alternativa válida, ou será que as razões estão em outro lugar? Estaríamos ficando para trás em relação ao ocidente, ou, ao contrário, estaríamos livres da alta cultura, e nos veríamos em meio a uma vanguarda bárbara moderna, muito a frente do ocidente, onde uma rica herança civilizacional ainda consegue interromper e restringir esse surto de primarismo e vulgaridade?
Será que estamos enredados no novo barbarismo, que ainda (já) abre caminho no ocidente? Um capitalismo sem democracia? Um livre mercado sem liberdade pessoal? O fortalecimento da ditadura econômica, a concomitante morte do pensamento político e a transformação final da política em parte da cultura de massa e do show busines? O poder e a governança reais nas mãos não de um representante eleito, mas de alguém escolhido pelo seguimento mais poderoso da sociedade, fora do controle público, mas na vanguarda da burocracia central, dos negócios e da mídia? Financiado pelo poder econômico que além de controlar os negócios e a mídia, também quer controlar tuas escolhas?
Ainda que haja apenas um pequeno traço de verdade nesses pressupostos tenebrosos, eles ainda não conseguem explicar nossa extraordinária capacidade de criar um inferno emocional e apresentar nosso país como se fosse afligido por uma catástrofe ou tinha se tornado o lugar mais terrível do planeta. É estranho que esse inferno interno seja criado pela própria Lituânia…”
São tão similares os pressupostos, que eu, pediria ao autor a mais profunda “vênia” e substituiria o nome do seu país por BRASIL pois, da forma como parte da imprensa vêm tratando a vencedora do último pleito presidencial e o seu partido, não parece querer traçar um perfil adequado de quem se submeteu ao sufrágio eleitoral e foi vencedora. Volto aos pressupostos e, identifico a mesma tentativa desmoralizante do cenário político atual dado aos últimos acontecimentos no nosso Senado Federal promovidos por uma oposição insana e insuflada por uma direita retrógrada, teimando em restringir os atos soberanos daquela casa legislativa. Identificados os grupos que promovem a balbúrdia, a descoberto da real democracia, devem os homens de bem dessa nação brasileira tomar posição firme sobre esses acontecimentos para impedir que se perpetuem e prejudiquem o andamento democrático da reconstrução do nosso país.
Não podemos ter medo, ficarmos indiferentes e nem tão pouco perdermos a sensibilidade !

Responder

    Luiz

    04 de dezembro de 2014 às 21h18

    Eu não concordo com o fato de que a submissão ao sufrágio eleitoral possa livrar qualquer cidadão ou cidadã de cumprir as leis. Atribuir a reação de um grupo contra uma manobra fiscal irresponsável a uma consequência de um pleito eleitoral é banalizar a democracia. Calar vozes contrárias transforma o progressista em reacionário e o democrata em fascista.

    abolicionista

    05 de dezembro de 2014 às 12h37

    Democracia não é ausência de leis. Incitação ao crime (como no caso de dizerem que alguém deve atirar num político) é crime previsto na Constituição.

renato

04 de dezembro de 2014 às 18h10

Então é assim..
policia Federal, Processo, investigação, dinheiro Publico, pois investigação demanda verbas.
Varios processos…e não dá nada.
O cara continua na frente do SENADO????????
Estão de brincadeira.
Se eui fizesse isto, estava preso e teria apanhado até por dentro do ZÓIO.
È brincadeira, o que acontece…
Se fosse em MARTE, eles já estaria em Guantanamo.
E eles pedem para outros fazerem o serviço, pois sabem que pessoas assim são
doentes…e farão..
Aumentem a Segurança do DILMA e RENAN.
Mais dinheiro publico vamos gastar por conta disto.

Responder

Mauro Silva

04 de dezembro de 2014 às 16h00

os fascistóides estão assanhadinhos!
um jumento pé-rapado, digo, um sem-ferradura, defende o fim da função social da propriedade e se acha ‘jenial’.
o bom da democracia é isso: até um jumento pode se achar ‘jenial’; ‘jênio’.
os jumentos são tão espertos que não mudam o time que está perdendo, mas querem mudar o que está ganhando: ‘jênios’!

Responder

Luiz

04 de dezembro de 2014 às 15h01

É quase uma fórmula: os políticos atacam o interlocutor ao invés de atacar o argumento. É uma maneira eficiente de desviar a atenção do assunto principal que é a vergonhosa atuação do Congresso Nacional para aprovação de uma lei que autoriza o descumprimento de outra. A manobra fiscal é lamentável, e um retrocesso para aqueles que brigaram tanto para se verem livres da submissão ao capital estrangeiro. Ao proibirem a livre manifestação contra este absurdo, tornaram-se cúmplices. Infelizmente, pela vergonhosa manobra e pela imoral proibição, andamos para trás.

Responder

apolinario jose pereira

04 de dezembro de 2014 às 13h55

CARO DEPUTADO PIMENTA

Esses bandidos bagunceiros que adentraram as galerias do congresso sao um monte de bandidos fascistas apoiados pelos parlamentares do DEM/PSDB/PPS/CANTOR LOBAO e cia/GLOBO/VEJA/FLS/ISTOÉ E CIA, e já que entraram com um pedido na justiça na suprema corte, e que eles façam também bagunças la da suprema corte, pra ve se os juizes irão autorizar entradas no congresso e nao permitirão na suprema corte, e aí congresso nacional dependente da justiça, que palhaçada e fraquesa do nosso parlamento.Que poderes independentes e harmonicos, quando na realidade quem manda mesmo é o ministerio publico que também manda na justiça. Acordo Congresso Nacional!!! Isso é uma vergonha

Responder

    leo

    04 de dezembro de 2014 às 15h49

    Bandidos, também, são os black blocks, os depredadores da Veja, os mensaleiros mineiros, do DEM e de Minhas, assim como aqueles que assaltaram a Petrobras, o Aeros, o Postalis, o Visanet, etc.

    Deixemos de ser ideologicamente parciais. Pensem no Brasil e julguem por si só as falcatruas de petistas, peemedebistas, tucanos, etc.

Mancini

04 de dezembro de 2014 às 11h26

Meninas e Meninos, uma palavra: TIBIEZA. Chamem o Requião para defender o Poder Central. Chamar o pmdb de prostituta não adianta. A população quis assim. Mais: politização em massa. A via tresloucada do Consumo já mostra sinais de exaustão! http://refazenda2010.blogspot.com

Responder

Eduardo Lima

04 de dezembro de 2014 às 10h16

O PT deveria exigir uma investigação séria sobre os patrocinadores desta baderna, levá-los à Comissão de Ética por quebra de decoro e cassar seus mandatos pelo bem da democracia. A culpa do golpismo é da inação do PT/Governo, que não faz o enfrentamento político com os meios de que dispõe. Está mais do que na hora de o governo mostrar força, recompor sua base política e também sua base popular. Tenho chamado a atenção para a necessidade de garantir e ampliar as conquistas dos que já ascenderam socialmente. Refiro-me à Classe C, que é a chave contra o golpismo. É preciso uma série de medidas políticas e econômicas que pensem o suporte às multidões que ascenderam da pobreza para a base da classe média. É preciso informar melhor, proporcionar melhor acesso à saúde e a educação e aliviar o peso dos impostos sobre essa parcela da população. Garantir que continuem avançando e possam reconhecer quem lhes possibilitou isso. A série de textos abaixo reflete sobre esses temas:

Informação Independente:
http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR2.html

Saúde:
http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR3.html

Educação:
http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR4.html

Introdução:
http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR.html

Responder

indeciso aqui e no CAF

04 de dezembro de 2014 às 09h43

nada disso pimenta, esse povo pode ser desordeiros a soldo. não há motivos
para tanto; ou há?
transparência já héhéhé!!

Responder

`Pedro Ribeiro

04 de dezembro de 2014 às 08h58

O Lobobão resistiu a vários tipos de drogas, até preso foi quando era chamado de maconheiro, mas não conseguiu resitir a merda da Veja. Isso é que droga!

Responder

JURIDICO

04 de dezembro de 2014 às 08h26

Aviso aos navegantes: Aecio faz todo esse estardalhaco para ofuscar o que Pimentel vai encontrar no seu governo em Minas, principalmente quanto foi repassado por sua irma ,que trabalha de graca, para suas emissoras

Responder

Molina

04 de dezembro de 2014 às 08h21

Quando se é contra os interesses do PT, quem discorda é considerado fascista. Vergonha!

Responder

    Lukas

    04 de dezembro de 2014 às 09h43

    A esquerda tem o monopólio de várias coisas, desde manifestações até invasões.

    Alexandre

    04 de dezembro de 2014 às 11h13

    Tentar impedir deputados de entrar no Congresso é discordar? Pedir a morte de petistas, nordestinos, gays e negros é discordar? Vocês estão todos loucos e não sabem em que vespeiro estão mexendo. Ou será que essa direita imbecil espera que a população brasileira acompanhe novamente calada um golpe de estado? Não estamos mais em 64. Fascistas, não passarão!!!

    Rodrigo

    04 de dezembro de 2014 às 12h08

    “Ou será que essa direita imbecil espera que a população brasileira acompanhe novamente calada um golpe de estado? Não estamos mais em 64”

    Pelo andar da carruagem, logo logo eles estarão sim por lá, mas eleitos. Nem de golpe precisarão.

    Mauro Silva

    04 de dezembro de 2014 às 16h11

    golpe?
    com quem?
    com a pm paulista?
    porque esses jumentos não encaram nem craqueiro chapado: precisam ‘terceirizar’.
    muito anabolizante no rabo dá nisso: conta com soldado para fazer o que não tem culhão.
    só que a tropa tá fora dessa.
    aí, sobrou os ‘ianques’.
    a direita brasileira sempre foi covarde: davam roupa empesteada antes de atacar as aldeias; chamavam capitão do mato; soldado semi-alfabetizado e por aí vai.

    abolicionista

    05 de dezembro de 2014 às 12h33

    Olha o Lukas defendendo incitação ao crime e golpe militar. Não vou esquecer disso, viu, tucaninho?

    Andre

    06 de dezembro de 2014 às 01h24

    Concordo com você. A questão e justamente esta: e a direita fascista que esta tendo o monopólio do ativísmo político em toas as suas formas, desde a propaganda – como a que voce, possivelmente um dos agentes de propaganda da extrema direita esta fazendo aqui – até a ação direta. então, seguindo sua sugestão a esquerda deveria usar seu poder de monopólio para invadir os covis da extrema direita. Ah, estou falando da esquerda mesmo, aquela que ‘vai para pau’ e não do PT que de esquerda só tem a auto definição.

    abolicionista

    05 de dezembro de 2014 às 12h32

    Defender golpe militar não é fazer oposição ao PT, é fazer oposição à democracia.

FrancoAtirador

04 de dezembro de 2014 às 02h25

.
.
A Organização Criminosa que Apoiou Aécio Neves (PSDB-MG)

Por Antonio Lassance*, na Carta Maior

O Senador Aécio Neves (PSDB-MG) terá que engolir sua afirmação
de que foi derrotado por uma Organização Criminosa nas eleições deste ano.

Grande parte dos políticos corruptos
que receberam propina do esquema que saqueou a Petrobrás,
citados por um dos delatores,
apoiou a campanha de Aécio, desde o primeiro turno.

Ainda conforme os próprios delatores,
o envolvimento de cada um deles
com essa Organização Criminosa
data do governo do presidente Fernando Henrique (PSDB-SP).

Já basta desse lenga-lenga de Paulo Roberto Costa, Nestor Cerveró e Roberto Duque.

Os brasileiros querem saber os nomes dos políticos
que receberam dinheiro de propina do esquema que assaltou a Petrobrás.

O que se espera agora é que as informações já vazadas
sejam confirmadas no inquérito da Polícia Federal,
se os delegados fizerem o trabalho de delegados
e não de cabos eleitorais [tucanos] de distintivo.

O que se quer é que todos sejam imediatamente julgados pelo STF
ou fujam logo de seus mandatos para serem processados em primeira instância,
como fizeram os acusados Eduardo Azeredo (PSDB-MG)
e Clésio Andrade (PFL-MG),
mensaleiros amigos de Aécio Neves (PSDB-MG).

Quando os nomes ligados a Aécio nas eleições de 2014
e que constam da delação premiada
forem qualificados como parte do esquema,
Aécio terá uma Organização Criminosa para chamar de sua.

No PP, o senador Francisco Dornelles (PP-RJ),
ao que consta, um dos citados na delação,
organizou o apoio de todo o Diretório do Partido Progressista
do Rio de Janeiro ao Presidenciável Tucano.

Outro citado, João Pizzolatti, presidente do PP de Santa Catarina,
articulou o apoio desse diretório a Aécio
e ao chapão em aliança com o PSDB no estado,
incluindo o apoio à candidatura do tucano Paulo Bauer, a governador,
e de Paulo Bornhausen ao Senado, pelo PSB – também apoiador de Aécio.

Mesmo no PMDB, muitos dos nomes citados estiveram oficialmente associados à oposição,
como o atual presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN),
o senador Romero Jucá, de Roraima, e o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A recomendação ética de Aécio aos membros prediletos
dessa que acusa de ser uma Organização Criminosa foi:
“suguem mais um pouquinho e depois venham para o nosso lado”.
(http://abre.ai/aecio-e-os-sanguessugas)

A consequência da baixaria do senador e presidente do PSDB é que ele próprio,
ao nivelar por baixo o debate político, ao invés de agir como líder da oposição,
incorporou o discurso e vestiu a camisa de chefe de um bando desqualificado
de extrema direita que pretende levar a disputa política para as vias de fato.

A partir de agora, Aécio torna-se responsável direto por qualquer ato
que fuja do controle do processo democrático e revele a face
não apenas golpista e autoritária, mas violenta desse bando.

O que se viu nas galerias do Congresso (terça, dia 2) é apenas o começo
de algo que, na República, sempre teve um fim triste e personagens obtusos.

Aécio acaba de entrar para a essa galeria de personagens obtusos.

*Antonio Lassance é cientista político.

(http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/-A-organizacao-criminosa-que-apoiou-Aecio-Neves/4/32353)
.
.

Responder

Seu Zé

04 de dezembro de 2014 às 02h23

Não estavam lá por vontade própria. Quem os levou?

Responder

Silvio Torres

04 de dezembro de 2014 às 01h20

E a Marina Silva, continua ao lado do Aécio e dessa quadrilha?

Responder

Mancini

03 de dezembro de 2014 às 23h35

Como pode uma ‘dupla de dois’ causar tanta baderna e confusão?! Fascitinhas de M.! Hoje, sobre o juros! Em: http://refazenda2010.blogspot.com.br/

Responder

Julio Silveira

03 de dezembro de 2014 às 23h28

Ou seja o cara é um baita falcatrua que só continua criando suas oportunidades e facilidades por conta das leís vagabundas, como ele, desse país. Mas numa coisa estou com ele, sou um revoltado por conta de politicos que não enxergam como facilitam a vida desses vagabundos, se preocupando, de araque, com o efeito e não com a causa.

Responder

Lukas

03 de dezembro de 2014 às 23h03

PT contra uma invasão. Vivi para ver isto.

Responder

    Dodge

    04 de dezembro de 2014 às 00h15

    Deixe os fascistas invadirem, né? bobalhão

    Lukas

    04 de dezembro de 2014 às 09h41

    Invasão é só para os móvementos sóceais, né Dodge. Se não é fascismo…rs

    Mário SF Alves

    04 de dezembro de 2014 às 15h17

    Pra quem até aqui viveu com um olho só, sim, deve ser verdade.

    Por um olho só, entenda-se: aquele singelo olhar resultante da ideologia dominante. Ou seja, a realidade vista de forma fragmentada e em plena conformidade e conformismo com o que determina a ideologia da direita mais burra do mundo.

    E assim caminha a desumanidade em Terras de Vera Cruz; crucificante como sempre.

    abolicionista

    05 de dezembro de 2014 às 12h34

    Esse aí é militonto pago pelo PSDB, Mário. Peixe pequeno, não deve ser levado a sério.

    abolicionista

    05 de dezembro de 2014 às 12h41

    Ora, faz tempo que o PT tem mandado a sentar a borracha em movimentos sociais, você vive em que planeta? Só porque agora as vítimas são seus amiginhos da KKK e da gestapo? Eu não sabia que você apoiava grupo racista, mas de tucaninho pago podemos esperar tudo.

FrancoAtirador

03 de dezembro de 2014 às 22h44

.
.
Além de Criminosos,

os Muares Fascistas

são Mercenários…

(https://www.facebook.com/Lobaooficial/timeline?ref=page_internal)
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    03 de dezembro de 2014 às 23h15

    .
    .
    AND HIP HIP HOORAY!

    JABUTICABA REVOLUTION!

    Jabuticaba

    Composição: Bebel Gilberto/Carlinhos Brown
    Interpretação: Bebel Gilberto

    If I could name
    A fruit for you
    It would be jabuticaba
    Blue, black and small
    On the outside
    And soft and sweet within

    My favourite memory
    Was under that tree
    That’s been there since
    I was three
    Now I would like to
    Sing for you
    My jabuticaba song

    Isn’t she lovely
    Like purple rain
    Walking on sunshine with you
    (over the rainbow)
    Quiet nights, quiet stars
    It’s summertime
    Quiet nights, quiet stars and you

    If I could name
    A tree for you
    It would be
    Jabuticaba
    Under the shade
    Of the cool green leaves
    It all comes back to me

    So when that taste
    Reminds you
    You know just where
    To find me
    And now I would like to sing for you
    My jabuticaba song
    Jabuticaba tree
    Jabuticaba song

    (http://letras.mus.br/bebel-gilberto/114231)
    .
    .

Rodrigo

03 de dezembro de 2014 às 22h30

Com essa ficha corrida não é a toa que ele quer ocupar o congresso.

Está se sentindo praticamente em casa.

Responder

    Jader

    04 de dezembro de 2014 às 12h35

    Tal como no Palácio do Planalto…

Antonio Carvalho

03 de dezembro de 2014 às 21h58

Precisamos urgentemente, criar leis anti-facistas nos moldes da Alemanha, de forma a garantir a Democracia e manter esses grupelhos antidemocratas na cadeia.

Responder

    Renato

    04 de dezembro de 2014 às 11h01

    Assim como a constituição do Brasil deveria ser alterada e retirado inciso XXIII – a propriedade atenderá a sua função social. Proibindo assim a cubanização desse país.

    Mário SF Alves

    04 de dezembro de 2014 às 15h21

    Uai! Então é isso sô? Ma que quadrilha… sô.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.