VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

PT pode ir ao STF contra Raquel Dodge caso não tenha investigado denúncias de Tacla Durán a membros da Lava Jato

12 de abril de 2018 às 21h20

Reprodução You TubeLíder do PT anuncia representação contra Dodge por prevaricação

PT na Câmara

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Lula Pimenta (RS), informou hoje (12) que o partido poderá protocolar, no Supremo Tribunal Federal (STF), uma representação contra a procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, por prevaricação.

A medida poderá ser efetuada se ficar definitivamente comprovado que a PGR deixou de investigar denúncias de tráfico de influência e outros crimes praticados por integrantes do Ministério Público que integram a Operação Lava Jato, conduzida pelo juiz Sérgio Moro.

As denúncias foram feitas pela bancada à PGR em dezembro último e na quarta-feira (11) foram reiteradas pelo ministro Gilmar Mendes, durante sessão do STF.

Porém, até agora nenhuma informação foi dada sobre eventuais providências acerca do pedido encaminhado pela bancada, com base em denúncias feitas pelo ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Durán, que apontou fortes indícios de crime no âmbito da Lava Jato, como tráfico de influência, falsificação de documentos e prevaricação.

No final de fevereiro, Pimenta e os deputados Wadih Lula Damous (PT-RJ) e Paulo Lula Teixeira (PT-SP) cobraram novamente, por intermédio do subprocurador-geral da República Carlos Alberto Vilhena, providências por parte da PGR.

O líder do PT reclamou que o partido já tentou diversas vezes se reunir com Dodge para tratar da denúncia, mas nunca foi recebido pela procuradora-geral. O líder disse que será pedida, de novo, audiência com Dodge.

Segundo Pimenta, cópias dos documentos encaminhados à PGR serão entregues também a Gilmar Mendes.

“Caso fique comprovado que não houve a investigação por parte da PGR, vamos analisar a possibilidade de representar por prevaricação contra a procuradora-geral, que está protegendo e não investigando”.

Ele observou que em casos até mesmo sem provas houve prisões preventivas no âmbito da Lava Jato, mas agora, mesmo com denúncias documentadas envolvendo procuradores e outros atores da operação conduzida por Moro, tudo, aparentemente, está sendo jogado por baixo do tapete.

Gilmar Mendes tem feito várias críticas ao Ministério Público. Afirmou que o uso de prisões provisórias para forçar pessoas a fazerem delação premiada é “tortura em qualquer lugar do mundo” e que quem “chancela” essa prática está ferindo a Constituição.

“Todos nós comungamos da necessidade de combate da corrupção, mas deve ser feita seguindo o devido processo legal. Tem de fazer na forma da lei. Ninguém me dá lição nessa área”, disse Gilmar.

O ministro afirmou que agentes do MP ganharam “superpoder pessoal”.

Na denúncia encaminhada à PGR, a Bancada do PT expôs farta documentação obtida do advogado Rodrigo Tacla Durán na CPMI da JBS.

Ele trouxe um conjunto de denúncias importantes com documentos, com extratos, com perícias, que mostram evidências de possíveis ilegalidades que tenham ocorrido nas investigações da Lava Jato.

Uma das denúncias feitas por Tacla Durán revelou o chamado “esquema Zucolotto”, que põe em xeque os acordos de delação premiada da Lava Jato.

Duran apontou o advogado Carlos Zucolotto – amigo próximo do juiz Sérgio Moro e ex-sócio de sua esposa, Rosângela Moro – como intermediador do seu acordo de delação com o Ministério Público.

Disse ainda que o amigo da família Moro foi autor de uma proposta de redução de US$ 10 milhões na multa a ser cobrada de Durán, caso ele fizesse um pagamento de US$ 5 milhões “por fora”.

Leia também:

Jon Lee Anderson, na New Yorker: A democracia brasileira está mais débil

Apoie o VIOMUNDO

Crowdfunding

Veja como nos apoiar »

O lado sujo do futebol

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Entre os mais vendidos da VEJA, O Globo, Época e PublishNews. O Lado Sujo do Futebol é o retrato definitivo do que acontece além das quatro linhas. Um dos livros mais corajosos da história da literatura esportiva, revela informações contundentes sobre as negociatas que empestearam o futebol nos últimos anos. Mostra como João Havelange e Ricardo Teixeira desenvolveram um esquema mafioso de fraudes e conchavos, beneficiando a si e seus amigos. Fifa e CBF se tornaram um grande balcão de negócios, no qual são firmados acordos bilionários, que envolvem direitos de transmissão e materiais esportivos. Um grande jogo de bolas marcadas, cujo palco principal são as Copas do Mundo.

por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet.

Compre agora online e receba em sua casa!

 

9 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jardel

16/04/2018 - 02h58

Tacla Durán é a assombração do Moro e do judiciário golpista. Pelo que estamos vendo o cara jamais será ouvido pelas autoridades brasileiras.
Chama o ladrão!

Responder

Luis CPPrudente

14/04/2018 - 13h52

Raquel Dodge, Rodrigo Janot, STJ, STF e justissa é tudo a mesma porcaria de corruptos golpistas e canalhas. Eles estão de mãos dadas com a corrupção. A denúncia é mais uma das provas de que não existe mais justiça no Brasil.

Responder

Julio Silveira

13/04/2018 - 18h57

já era, sem papo, sem papo. Perdeu play boy, passa a carteira. Rsrsrs.

Responder

Cláudio

13/04/2018 - 04h16

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: Poesia contra a distopia ( = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários [?!?!!?!!!] em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia.).
.:.
Poema Z
(para Dilma, LULA e o PT e todas/os as/os progressistas do mundo inteiro. Sinta-se homenageada/o, também)

Penso
Logo(S)
ReXisto
:: .:. :: Poema de Cláudio Carvalho Fernandes (Poeta anarcoexistencialista)
.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja: sem vaselina) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * * ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

Cláudio

13/04/2018 - 04h13

:: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: Poesia contra a distopia (= Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários [?!?!!?!!!] em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia.).
.:.
Poema Z
(para Dilma, LULA e o PT e todas/os as/os progressistas do mundo inteiro. Sinta-se homenageada/o, também)

Penso
Logo(S)
ReXisto
:: .:. :: Poema de Cláudio Carvalho Fernandes, Poeta anarcoexistencialista.
.:.
Poema de Luiz (Inácio LULA da Silva) Vaz de Camões :
Esparsa sua ao desconcerto do mundo

Os bons vi sempre passar
no mundo graves tormentos;
e, para mais me espantar,
os maus vi sempre nadar
em mar de contentamentos.
Cuidando alcançar assim
o bem tão mal ordenado,
fui maL (ajudei os/as pobres); mas fui castigado.
Assim que só para mim
anda o mundo concertado.
.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja: sem vaselina) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * * ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

Jardel

12/04/2018 - 23h16

“o amigo da família Moro foi autor de uma proposta de redução de US$ 10 milhões na multa a ser cobrada de Durán, caso ele fizesse um pagamento de US$ 5 milhões “por fora”.”

Se reduz multa, também reduz pena e escolhe delatado.
Essas “delações” foram uma FRAUDE!
Quem seria o “DD” entre os membros da Lava Jato, que têm competência para negociar delações premiadas?
Seria Deltan Dalagnol ou Duiz Dinácio?

Responder

Na lata

12/04/2018 - 22h12

Vai lá, no cartório dos GOLPISTAS, perder mais uma.

Responder

Bel

12/04/2018 - 22h07

Afinal, quem indica os procuradores de todas as estâncias?

Responder

FrancoAtirador

12/04/2018 - 21h30

https://youtu.be/RPIT8GcYuuA

Responder

Deixe uma resposta