VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Cansou do Metrô em São Paulo? Vá de trem


17/05/2012 - 02h01

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



35 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Simão Pedro: Será que os tucanos vão pagar para ver outra tragédia? « Viomundo – O que você não vê na mídia

24 de maio de 2012 às 17h00

[…] Cansou do Metrô em São Paulo? Vá de trem […]

Responder

abolicionista

22 de maio de 2012 às 19h24 Responder

josé fernandes

20 de maio de 2012 às 15h30

sem falar no ensino municipal, uma verdadeira vergonha,que essa mídia safada e sem vergonha não mostra, vocês não tem ideia como e a escola pública do Kassab,pra vocês terem uma ideia os uniformes que eram pra serem entregue no inicio do ano só agora e entregue, sem falar nas reposição de aulas, simples mente não existe. ah sem deixar de dizer da qualidade do ensino. a ordem e simular uma qualidade de ensino de primeiro mundo. digo isso com porque tenho filho em escola pública

Responder

Evaristo

20 de maio de 2012 às 13h48

Os tucanos estão no governo há muito tempo em São Paulo, apesar de serem medíocres como governantes e representarem um balcão de negócios privados, como partido é por ter a Globo, Folha e Estado na base aliada deles. Além do engajamento ideológico dessas empresas que deram o golpe de estado em 1964, há a compra de assinaturas de jornais, revistas e farta propaganda do governo Alckmin no intervalo dos jogos na televisão. Ou seja, usam os dinheiros dos impostos que deveriam ir para educação, saúde, transportes e segurança para comprar a blindagem deles. No dia 16 último houve o maior acidente de Metrô da história de São Paulo e do Brasil. E a imprensa venal tratou como um problema localizado no Metrô e do governo tucano que está há mais de 16 anos no poder. Se fosse outro governo eles agiriam como hienas e ficariam repetindo o dia inteiro a tragédia. Principalmente as rádios CBN, Jovem Pan e Bandeirantes que em 2004 insuflavam o ódio dos paulistanos contra a prefeita por causa dos congestionamentos. O trânsito piorou e eles, que ajudaram a eleger o Kassab, apenas repetem miseravelmente que há 500 quilômetros de congestionamento na cidade de São Paulo. O povo paulista e paulistano é desinformado. Se houvesse jornalismo de fato a rejeição dos tucanos não permitiriam nem que eles apresentassem candidatos. É essa união imprensa com o PSDB a causa dos males em São Paulo, muito mais dos que as saúvas.

Responder

Elson

20 de maio de 2012 às 07h36

É a velha história de sempre, os tucanos deixam de investir, para que quando estiver tudo sucateado poderem ter um motivo pra privatizar.

Responder

Cláudio

20 de maio de 2012 às 03h13

Ley de Medios já ! ! ! Comissão da Verdade já ! ! !

Responder

marcosomag

19 de maio de 2012 às 23h48

Cadê o ExpansãoSP do Serra? Cadê os 200 Km de Metrô, do Alckmin? Pura embromação! O ExpansãoSP deveria modernizar os trens da CPTM para alcançar o padrão de Metrô. A realidade é que os tucanos conseguiram a proeza de tornar os trens metropolitanos de SP tão ruins ou piores que os da Supervia, no RJ! E os paulistas caíram como patinhos na propaganda do Alckmin, corroborada pelo PIG, de que seria possível um grupo político que fez apenas 25km de Metrô em 20 anos, fazer 200km de Metrô em 8 anos. Serra/Kassab cancelaram todos os novos corredores de ônibus previstos para SP, vetaram a expansão da Linha Verde até Sapopemba (periferia muito populosa). Ao invés disso, Metrô na Oscar Freire (ruas das lojas onde as madames paulistanas compram roupas)! Acordem, paulistanos e paulistas!

Responder

MARCOS

17 de maio de 2012 às 22h53

Cadê a GLOBO cobrar as metas de obras de expansão do metrô como faz no PAC.

Responder

Operante Livre

17 de maio de 2012 às 19h52

É assim…assim, o metrô do Alckmim.
É assim…assim, o metrô do Alckmim.
É assim…assim, o metrô do Alckmim.

Melô do metrô do Alckmim.

Responder

Roberto Locatelli

17 de maio de 2012 às 19h30

Depois dessa gestão Kassab e Alckmin, se Serra ganhar as eleições para prefeito, então a maioria dos paulistanos merece todo o sofrimento que Serra puder lhes infligir.

Responder

    Paulo Geroldo

    18 de maio de 2012 às 15h42

    Com muita tristeza, tenho que concordar contigo, Locatelli! Estou cansado desta cidade e não vejo muita perspectiva para os próximos anos. A tendência é piorar ainda mais. Temos que lutar muito para tirar São Paulo das mãos do PSDB, para começarmos a arrumar a casa e só depois retomar o crescimento. Se o Serra ganhar de novo, serão mais 4 anos de atraso, o prejuízo ficará ainda maior.

Francisco

17 de maio de 2012 às 18h36

Isso ai é no Brasil todo…

Como é que faz para aprovar um projeto que determine que, no último ano de mandato, o politico e sua familia do executivo, do legislativo e do judiciário (municipal, estadual ou federal) seja obrigado a usar o serviço público (saúde, transporte, educação)?

Ninguém é obrigado a se candidatar e nem a se concursar. Vai quem quer.

Responder

Carlos Zarattini: Mais metrô, menos embromação « Viomundo – O que você não vê na mídia

17 de maio de 2012 às 17h49

[…] Cansou do Metrô em São Paulo? Vá de trem […]

Responder

Julio Silveira

17 de maio de 2012 às 17h45

As vezes me questiono, será que as pessoas se acostumaram a essas situações vexatórias? será que acreditam ser isso máximo que podem esperar de seus eleitos? Por que acredito que se cada um desses humilhados cidadãos escolhessem os adversários dos que lhes dão tão pouco poderia haver uma corrida pela melhoria de suas vidas. Coisa ruim não pode superar o quatros anos legais, está na hora dos cidadãos entenderem que eles tem o poder, e não os que se dizem seus representantes, mas que em nenhum momento experimentam viver 30 dias com as suas condições.

Responder

Rudá

17 de maio de 2012 às 16h31

Não existe diferença entre o metrô do Rio e o de São Paulo quando o assunto é saturação e má gestão.

Pior não tem como ficar por questões fisicas, de simplesmente não ter mais para onde espremer.

Pobre de quem precisa do Metrô em qualquer uma dessas duas cidades na parte da manha e na hora de voltar para casa. Os trens a mesmissima coisa nas duas capitais também. A eficiência que opera lá opera aqui também, por pura coincidência a transporte Público nas maiores Cidades do Brasil são de níveis do Congo.

Abs
Rudá
Blog Observatório 74

Responder

eunice

17 de maio de 2012 às 15h33

São Paulo tem a maior concentração de pobres do Brasil.

Se se juntar e combinar o voto, derruba um governo ruim em 15 dias. Mas é condicionada a votar e manter um governo ruim 20 (vinte) anos.

´Por isso a professora me ensinou aos 20 que não assistisse a Globo e não lesse Ágatha Cristie.

Responder

eunice

17 de maio de 2012 às 15h31

É, mas a nova Classe média fica furiosa se chamar ela de pobre. Mas não sabe votar. Por isso é chamada de nova média. E é mesmo. Não politizada. E um até me xingou pois criei isto ‘a média classica e a nova média”, me chamou de racista. Mas não é verdade?

Responder

Marcio H Silva

17 de maio de 2012 às 15h12

Assisti a reportagem e veio a memória na época que estudava no CEFET, no Bairro de São Cristóvão no RJ e pegava trem, Isto lá na década de 70. O sufoco era o mesmo. Só que as composições na época operavam com nove vagões. Atualmente o sufoco é o mesmo nos trens de suburbio do RJ mas as composições operam com 6 vagões no horário do rush e as vezes tres vagões fora do horário do rush. Andei muito de metrô em Sampa nas decadas de 80 e 90 e era tranquilo, aliás, o metrô de SP era referencia para o metrô do RJ. Metro do RJ que na época funcionava razoalvemnete bem, mas muito aquém do de SP. Hoje trem e metrô de SP e RJ estão degradados. Em SP a culpa é do PSDB e no RJ a culpa é do PMDB. Não importa o partido, os governantes estão se lixando para transportes públicos de massa em nosso país.
Em 1985 estava em Recife, passsei 5 dias em uma cidade distante 40Km de Recife, ESCADA e peguei um trem em escada para ir a Recife, foi minha pior experiência no Nordeste com transporte de massa. O trem não cabia nem mosquito e apesar da experiencia péssima com os trens do RJ, quase desmaiei nesta viagem de tão cheio que o diacho estava.

Este modelo de letrinhas para confirmar o comentário tá um saco. Tem uns modelos mais simples de confirmação.

Responder

Willian

17 de maio de 2012 às 13h53

A sorte do restante do país, seja Salvador, BH ou Teresina, é que o transporte público, tanto o de ônibus, trens ou metrô, é completamente diferente do de São Paulo. Além de conforto, limpeza e pontualidade, características já esperadas para o serviço, o preço das passagens é infinitamente menor do que o da capital paulista. Mas as eleições estão aí, e basta que se vote no Haddad para que São Paulo tenha, assim como o resto do país já tem, um transporte público de primeiro mundo. Eleito Haddad, posts como este desaparecerão da blogosfera, acreditem!

Responder

    paulo roberto

    17 de maio de 2012 às 20h54

    Oh, “Sir” Willian. Bem se vê que não utilizas trem ou metrô, além de se considerar mais inteligente e perspicaz que a maioria de nós por ser um assíduo leitor da Veja e eleitor cativo do Serra.

Antonio C.

17 de maio de 2012 às 13h31

Cada vez mais, sinto-me muito próximo de me considerar “inimigo do povo” (lembrando a obra homônima de Ibsen). Tolerar erros, omissões e vícios da população que utiliza o transporte em São Paulo é renunciar às próprias ideias.

Votou no Serra? Votou no Alckmin? Votou no Kassab, no Maluf, no Pitta? O transporte público era esse mesmo que se queria? Tem que assumir a bobagem.

Hoje, por exemplo, uma mulher, quando abriu a porta da composição do metrô, simplesmente estendeu o braço lateralmente, de forma propositada, impedindo-me de entrar. Reagi, empurrando o seu braço, dizendo-lhe: “Da próxima vez, não vote errado. Eu já suporto demais os seus erros”.

Isso foi hoje. Mas já aconteceram coisas semelhantes.

Eu sou dogmático neste aspecto. Sinceramente, eu tenho razão.

Responder

    Christian Schulz

    17 de maio de 2012 às 23h24

    Você está certíssimo, Antonio C.

    Faço algo parecido, quando alguém faz alguma coisa do gênero.

    Minha “catch frase” é: “Votou 45? Então a culpa é sua!”

    Sempre funciona.

Flavia Pires Critical Mass Ches

17 de maio de 2012 às 13h27

É Azenha,
Tá OSSO !
E fica aquela pergunta … -Afinal cidade para quem?
Quando eu pego trem na linha Esmeralda em horário de pico, por conta do trabalho, espero por uns cinco vagões passarem, até ter espaço para entrar.
Por isso pedalo.

Maravilha a reportagem. Parabéns. ^^

Responder

Norberto

17 de maio de 2012 às 12h39

Tenho certeza que o governo de SP vai falar que foi sabotagem da oposição

Responder

Norberto

17 de maio de 2012 às 12h37

As pessoas precisam aprender a votar. Curioso é que essas coisas ruins que acontece no estado de SP, as pessoas nao ligam ao governod e SP,mas qualquer coisa culpam o governo federal do PT, mesmo que nao tenha culpa.
Existe um preconceito de classe, e mesmo quem é da classe menos favorecida absorve a ideologia e nao percebe, mesmo sendo prejudicado. Acorda povo de SP, vamos aprender a votar!!!

Responder

    eunice

    17 de maio de 2012 às 15h27

    Chamem o Pochmann para esclarecer quem vota em quem em S Paulo. Pode não ser o pessoal da área Leste.

Alexandro Rodrigues

17 de maio de 2012 às 12h21

Como disse em outro comentário, assim como o povo do Maranhão merece os Sarneys, o de Alagoas merece os Collors e Renans, São Paulo merece os tucanos.

Quem vai a hospital público, quem tem filho em escola pública, quem usa transporte público, que precisa da assistência do Estado e, mesmo assim, continua votando nesses caras a 20 anos merece!

Não que eu ache que o PT faria uma revolução… Revolução com quem? Com Palloci, Mercadante, Haddad..? Mas pelo menos tentariam algo novo, dariam uma nova chance para o estado. Se considerarem um erro a troca, é só corrigir na próxima eleição. Mas não, eles não querem pessoas que governem para os “diferenciados”!

Bem feito! Parabéns São Paulo!

Responder

    Rafael

    17 de maio de 2012 às 17h40

    O PT não fez revoluções na prefeitura de SPaulo, mas suas duas gestões, por duas mulheres “raçudas”, democratizando na prática o direito de ir e vir, foram notáveis nesta área de transporte público: Erundina fez os ônibus receberem por quilômetro rodado e não por gado carregado então tinha ônibus toda hora nos pontos dos trajetos. Marta, além dos corredores, instituiu o bilhete único tão boicotado pela demotucanagem. As duas encheram a cidade de ônibus novos e tiveram que brigar e lutar muito contra as máfias das empresas (Marta até precisou usar colete contra balas). Mas o preconceito, reacionarismo e alienação política de grande parte dos paulistanos, estimulados às alturas pela mídia, cortaram a continuidade desses dois oásis no deserto do serviço público paulistano.

    Alexandro Rodrigues

    17 de maio de 2012 às 20h01

    Rafael, repare nos nomes do PT de São Paulo que eu destaquei: Pallocci, Mercadante, Haddad… entendeu a ironia?

    Concordo plenamente com você, agora cabe uma pergunta: o que a cúpula petista fez com Erundina e com Marta? Erundina teve que sair do partido, é uma das mais importantes líderes da esquerda brasileira, e foi humilhada, escanteada, sabotada pela cúpula do PT. E Marta, depois dos grandes serviços prestados ao partido e a São Paulo, virou persona non grata.

    É por essas e outras que o PT de São Paulo é o grande responsávle pela decadência moral do partido. A esperança é que nomes como o Marcio Pochmman se estabilizem e tomem as redeas do partido no estado. Só assim o PT terá chance de governar São Paulo um dia…

RicardãoCarioca

17 de maio de 2012 às 11h27

No JN, todos os dias, reportagens lindas sobre ciência e/ou medicina e/ou educação em SP, sempre em SP. Parece até Alemanha! Mas é SP, sob a óptica da Globo. Um paraíso na Terra, enquanto um tucano estiver no poder. Já o povão… esse, leva a culpa pelos males da cidade, de autoridades e do PiG, mas continua votando mal.

Responder

Gerson Carneiro

17 de maio de 2012 às 11h10

O PSDB só está no Palácio dos Bandeirantes há 20 anos porque os eleitores paulistas estão distraídos.

Secretário do Alckmin disse que o povo se machucou no metrô porque estava distraído. Então no metrô o povo deve andar tenso o tempo topo.

Há 6 meses outro secretário do Alckmin disse que a pia da casa de uma sra. caiu porque ela estava transando em cima da pia.
Uma daquelas casas distribuída pelo Alckmin em sorteio.

E 15 dias após tomar posse como prefeito, em 15/01/2005, o Serra disse que a cidade estava alagada porque o povo era mal educado e jogava lixo na rua.

Ou seja, o PSDB vive chamando o povo de otário e continua mandando em São Paulo.

Responder

José Oswaldo Conti-Bosso

17 de maio de 2012 às 10h37

Sobral Pinto (legislação de proteção aos animais) e o Metrô
http://blogln.ning.com/profiles/blogs/sobral-pinto-legisla-o-de-prote-o-aos-animais-e-o-metr
Caros geonautas,

Em retrospectiva a história de nossa memória e em homenagem a Sobral Pinto, que ao defender um preso político no Estado Novo, comparou que o tratamento dispensado ao preso político infringia até dispositivos da legislação de proteção aos animais.
Nossa realidade no Brasil zil zil de longa data: Qualquer transporte comercial de gato, galinha e porco (por exemplo, pois são transporte de “bens de capitais”, investimento, capital financeiro), são transportados com melhores condições de acomodação por metro quadrado do que a realidade dos usuários do transporte público de Metrô e Trem.
Pano rápido, é um transporte pior que “um balaio de gato”, literalmente. Que música vamos entoar, Martinho da Vila, “A vida vai melhorar”, ou Zé Ramalho, “vida de gado, povo marcado”?
E la nave va

Responder

Jaime

17 de maio de 2012 às 09h07

Quem vota como gado, é tratado como gado.

Responder

FelipeB

17 de maio de 2012 às 08h30

Eu não sei até quando a imprensa paulista vai blindar o Alckmin.

A Educação é uma vergonha e ninguém atribui isso a ele.

Os trens fazem as pessoas sofrerem todo dia e ninguém bota isso no colo dele.

A situação dos hospitais é calamitosa e isso não é culpa dele.

O que mais falta?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.