VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

Brasil de Fato: Quem paga a roubalheira é o povão


06/07/2011 - 18h40

Cenas da luta de classes na administração do Estado

Análise

O país precisa urgente de um mutirão de debates sobre a necessidade de um projeto de desenvolvimento para o país

06/07/2011

Editorial Ed. 436, do Brasil de Fato

Nos últimos dias assistimos a vários episódios que revelam como se desenvolve a luta de classes em torno do controle dos recursos públicos e da forma de administrar o Estado brasileiro. A análise desses fatos mostra claramente que é preciso mudar a estrutura do atual modelo. Vamos aos fatos.

BNDES e o grupo Pão de açúcar

Os jornais da burguesia, até pelos interesses de frações de classe que cada um deles representa, escancararam a vergonhosa operação em que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) – empresa pública federal – esteve envolvido, no financiamento por meio de transferência de recursos públicos para que se resolvessem as batalhas internas da burguesia, entre três setores. De um lado o maior grupo brasileiro da burguesia comercial, do empresário Abílio Diniz, que opera a rede de supermercados Pão de Açúcar e, de outro lado, dois grupos do capital francês, disputando entre si quem seria o privilegiado de abocanhar e repartir a taxa de lucro que os Diniz conseguem com o oligopólio do comércio varejista no território brasileiro. Do capital francês, o grupo Casino – recomenda-se colocar o acento no final, assim: casinô, para não confundir com a jogatina, mas que na prática é quase a mesma coisa – e o conhecido grupo Carrefour.

Até hoje ninguém sabe ao certo qual dos dois grupos franceses vai ser sócio privilegiado da taxa de lucro brasileira, pois de qualquer maneira o Casino já possui parte das ações do grupo Diniz. E o mais provável é que a novela inter-burguesa termine com os três sócios do mesmo butim. Mas a gravidade não está aqui. A gravidade é que o BNDES, com recursos públicos, originários do tesouro, está financiando esta verdadeira jogatina inter-burguesa.

Esperamos que o governo federal intervenha, para evitar que ocorra essa malandragem. Por muito menor valor outros administradores públicos caíram!

Corrupção nos Transportes

Todos sabemos (até as pedras sabem!) que no Brasil as obras públicas financiadas com dinheiro público, no governo federal e na maioria dos governos estaduais, pagam pedágio aos políticos corruptos. Isso pode aparecer no superfaturamento, no financiamento das campanhas e outros subterfúgios que só Deus sabe. Mas que existem, existem. Frequentemente são denunciados, quando uma das partes, na hora de dividir o butim, se sente prejudicada. Agora, os refletores se voltam para cenas no Ministério dos Transportes: a denúncia de um esquema baseado na cobrança de propinas de 4% das empreiteiras e de 5% das empresas de consultoria que elaboram os projetos de obras em rodovias e ferrovias. O governo agiu rápido. Trocou alguns jogadores mais fracos, mas o time continua o mesmo. A sociedade brasileira está cansada disso.

Falta de recursos para a saúde

Não precisa ir aos rincões do país para assistir cenas de tristes episódios vivenciados pelo povo brasileiro, devido à falta de atendimento público na área da saúde. Basta ir a qualquer hospital da periferia das grandes cidades: enormes filas, desatenção, descomprometimento, e o povo largado à sua própria sorte. Uma vergonha! Claro que os recursos sempre serão limitados. Mas saúde e educação devem ser prioridade absoluta em qualquer sociedade.

A classe dominante brasileira, irresponsável, tirou o único imposto justo desse país que era a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que ajudava a aumentar as verbas para saúde. A classe média, egoísta, se protege nos convênios particulares. Há hoje no Brasil mais de 50 milhões de brasileiros que pagam convênios particulares para fugir das filas do Sistema Único de Saúde (SUS). E, mesmo assim, são espoliados, com taxas absurdas. As administradoras de convênios exploram duas vezes: de um lado, os consumidores de classe média, que pagam taxas absurdas; de outro, os profissionais de saúde que prestam atendimento, que recebem abaixo do valor justo.

Projeto de desenvolvimento

Esses três fatos demonstram as disputas da luta de classes na administração dos recursos públicos e do Estado brasileiro. Revelam também que a aliança eleitoral do PT-PCdoB-PSB com o PMDB-PTB-PDT-PP-PR , pode dar votos suficientes para eleger a presidenta da República, mas não consegue ser uma aliança político-social, de classes, para sustentar um projeto de desenvolvimento nacional sério. Isso porque a maioria dos políticos dos partidos burgueses não passam de lúmpen-burgueses, que apenas querem cargos públicos para se locupletarem e aumentarem seus patrimônios pessoais.

O país precisa urgente de um mutirão de debates sobre a necessidade de um projeto de desenvolvimento para o país, que atenda às necessidades do povo, e não apenas aos interesses de partidos e seus políticos. E o primeiro passo é as forças populares, sindicais, sociais, tomarem a iniciativa. Por isso são muito importantes as iniciativas como a jornada de mobilização da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em julho, e as demais mobilizações da classe trabalhadora organizada previstas para o período. Precisamos nos juntar – unidade em torno da classe trabalhadora – para gerar as energias e movimentar a construção de um projeto popular para o Brasil.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


102 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

O sucesso da Marcha contra a Corrupção em Brasília | Viomundo - O que você não vê na mídia

07 de setembro de 2011 às 13h59

[…] Brasil de Fato: Quem paga a roubalheira é o povão   […]

Responder

João PR

08 de julho de 2011 às 00h07

Ou temos um grande debate político sobre os rumos do Brasil, ou então corremos o risco de eleger um Piñera por aqui em 2014.

Em tempo: não confundam "João PR" com João.

Responder

    João

    08 de julho de 2011 às 13h08

    pelo amor de Deus…

    espero q não confundam mesmo!

    eu sou o NÃO PETISTA, viu!

    rsrsrsrs

    beattrice

    27 de julho de 2011 às 13h36

    Ou o Luciano Huck

bentoxvi - o santo

07 de julho de 2011 às 23h08

E o PT foi engolido pelo mundo real…

Responder

João

07 de julho de 2011 às 22h26

e nenhuma linha no BLOG sobre a demissão de mais um ministro ("dos transportes") envolvido em mais um escandalo de corrupção!!!!!!!

é… o assunto nem deve ter "relevância jornalistica"

mais importante, pelo visto, é falar do filho q não é filho do pai q não é pai…

Responder

Nelson

07 de julho de 2011 às 18h10

Na lei de responsabilidade fiscal, o combate à corrupção entrou de contrabando para facilitar sua aprovação, assim como na aprovação da liberação do plantio dos transgênicos, entraram as células-tronco. Neste caso, também nada tinha a ver uma coisa com a outra.
Os órgãos da mídia hegemônica chegaram a fazer uma espécie de chantagem emocional ao apresentar cadeirantes que teriam chance de voltar a se locomover caso fosse aprovada a liberação dos transgênicos, que esses órgãos ligaram intimamente à liberação das pesquisas com as células-tronco.

Responder

    João

    07 de julho de 2011 às 18h48

    q salada mais sem pé nem cabeça… e o Sr insiste com essa história!

    a LRF determina niveis de endividamento do Estado, limites de gastos com pessoal, estipula uma "regrinha simples": não se pode criar uma despesa sem ter uma receita para cobri-la… e outras coisas relacionadas…

    a LRF é sim uma lei muito importante na moralização do gasto e do endividamento público! talvez por isso o PT tenha sido contra ela…

    mas a LRF NÃO FOI FEITA PRA COMBATER A CORRUPÇÃO!

    Nelson

    07 de julho de 2011 às 22h20

    Quem leu com atenção e com calma meus comentários, e não tem ranço ideológico contra o PT, constatou que eu nunca afirmei que a LRF tenha sido feita para combater a corrupção.
    O caminho mais fácil, que muitos optma por seguir, quando não se conseguem compreender algum argumento alheio, é desmerecê-lo. Aí, vale tudo, até tachá-lo "de salada mais sem pé nem cabeça".

    João

    07 de julho de 2011 às 23h22

    Nelson · 13 horas atrás
    Roubalheira, corrupção no meio público?
    MAS A LRF NÃO IRIA ACABAR COM TUDO ISSO?
    A ACREDITARMOS NA IMENSA PROPAGANDA FEITA DURANTE O GOVERNO FHC PARA A APROVAÇÃO DE TAL LEI, ELA SERIA COMO A POMADA MILAGROSA, "A CURA PARA TODOS OS MALES"
    ——————–
    reconhece o texto? sabe quem escreveu?

    o q o Sr afirma é simplesmente mentira! NUNCA se colocou na LRF a responsabilidade de combater a corrupção! NUNCA NINGUEM fez esse tipo de inferencia a não ser o Sr… agora!

    procure alguma noticia da época q usava o combate à corrupção como "propaganda" pra se aprovar a LRF!

    ps: independentemente da sua "viagem", a LRF é importantissima! pena q, mais uma vez, o PT tenha ficado contra o Brasil pra fazer oposição burra ao governo…

jesus da silva

07 de julho de 2011 às 18h07

O sr, nascimento não serve para ser ministro porque roubou ou deixou roubar.
Mas serve para ser Senador.
Que bagunça!
Me dá meu boné que eu vou embora!

Responder

Nelson

07 de julho de 2011 às 18h05

Quero crer que tenha sido a pressa dos meus críticos, Edfg, Leonardo e o João. Leram meu primeiro comentário, na corrida, e se abstiveram de ler o segundo, publicado logo acima.
Sugiro que os companheiros voltem ler os dois comentários e, certamente, se darão conta do que eu quis dizer.
Ao afirmar que "Na verdade, o combate à corrupção nas instituições públicas entrou como contrabando nesta estória para tornar a lei, digamos, mais palatável", eu chamo a atenção para a grande manipulação feita em cima do povo brasileiro com a lei de responsabilidade fiscal. Prometeram, sim, com muita propaganda, que, aprovada, tal lei iria acabar com a corrupção no meio público.
Quando escrevi "No texto da mesma, praticamente não se mencionava a questão da corrupção" eu estou mostrando que, na verdade, a lei de responsabilidade fiscal nada tinha a ver com combate à corrupção.

Responder

    João

    07 de julho de 2011 às 18h55

    li os seus comentários…

    "Quando escrevi "No texto da mesma, praticamente não se mencionava a questão da corrupção" eu estou mostrando que, na verdade, a lei de responsabilidade fiscal nada tinha a ver com combate à corrupção."

    e ninguem, além do Sr insinuou q tivesse…

    o Sr insinou q usaram o tema "corrupção" como motivo pra aprovação da LRF, coisa q NUNCA FOI FEITA!

    a LRF foi feita para definir regras, limites e parâmetros de gastos e endividamento do ESTADO (Federal, Estaduais e Municipais) , o q por si só já é de extrema importancia!

    seus comentários carecem de sentido e verdade… de resto, estão "perfeitos"…

Marcelo de Matos

07 de julho de 2011 às 17h18

O UOL publica texto de Roger Cohen, do Herald Tribune. O autor diz que há muitos “especialistas” falando sobre o Brasil, mas, adverte com a frase de Tom Jobim: “O Brasil não é para amadores”. Cohen, depois de lembrar que o país cresceu 7,5% no ano passado, acrescenta: “Escolha entre os números de virar a cabeça. Havia 12 novos bilionários brasileiros na lista das pessoas mais ricas do mundo da Forbes este ano. O investimento estrangeiro direto cresceu numa taxa composta de 21% ao longo dos últimos cinco anos e chegou a US$ 78,7 bilhões em 2010. As ruas estão congestionadas com carros, os restaurantes cheios.” Você pode pensar que se trata de uma bolha passageira. Então, nem precisa ler o artigo. Fique só com o título que é auto-explicativo: “Boom econômico do Brasil é freado pelas falhas na educação e infraestrutura”. Os orientais resolveram parte do problema há várias décadas, investindo maciçamente em educação técnica e científica. Precisamos pensar nisso e na infraestrutura: portos, ferrovias, etc.

Responder

LUCAS PEREIRA

07 de julho de 2011 às 15h45

DILMA, QUERES MESMO MELHORAR O PAÍS?
QUE TAL COMEÇAR ASSIM: http://desatualidadescronicas.blogspot.com/2011/0

Responder

    Bonifa

    07 de julho de 2011 às 17h16

    Uma coletânea de equívocos.

Gustavo Pamplona

07 de julho de 2011 às 15h23

Vocês viram que a Blablarina Silva vai deixar o PV hoje?

Logo, logo… ela terá o mesmo destino da Heloísa Helena, o "ostracismo" e o máximo que vai conseguir é um carguinho de vereadora. hahahahhahahaha

—-
Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG
Desde Jun/2007 destinando "ostracismo" a Blablarina Silva no "Vi o Mundo"! ;-) hahahhahahhahah

Responder

    Mariele

    07 de julho de 2011 às 17h25

    Isso…calar as vozes discordantes sempre foi o sonho da situação.

Vinícius

07 de julho de 2011 às 15h16

Na boa, o governo não agiu e nem age rápido coisíssima nenhuma no caso dos Transportes. Pra mim o governo é conivente com a bandalha que vem acontecendo há anos por lá…

Responder

Gustavo Pamplona

07 de julho de 2011 às 15h13

Vocês viram que mais outro ministro foi derrubado… E novamente devido a denúncias do PIG… É ou não é uma coisa interessante…

Pergunta: Qual será o próximo alvo do PIG? (A Dilma como vocês já sabem, é o alvo principal)

E quanto ao PNBL e a Comissão da Verdade, nenhum avanço… Ta aí… precisamos derrubar o Paulo Bernardo e o Nelson Johnbim, vocês não acham isto também?

—-
Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG
Desde Jun/2007 derrubando ministros no "Vi o Mundo"! ;-)

Responder

    João

    07 de julho de 2011 às 23h57

    a questão principal não é ser ou deixar de ser "alvo do PIG"…

    a questão q deveria te incomodar é o fato de ser tudo verdade!

    a questão q deveria te incomodar é saber q tem zilhões de esquemas de corrupção sugando q nem carrapato o sangue do país!

    tomar q o PIG ou o diabo a quatro, ainda coloque muito ladrão pra correr… pq se depender dos petistas, fica tudo quietinho como está!

    cronopio

    09 de setembro de 2011 às 10h36

    Engraçado por que é o PT quem propõe uma reforma no financiamento de campanha, a maior causa da "corrupção endêmica" que assola o país. Não aguento mais essa conversa de lavadeira dos dois lados e acho que ficar colecionando escândalos não resolva nada. Ou você acha que as vultuosas doações da Odebrecht tanto para a campanha de Dilma quanto para a de Serra foi apenas espírito democrático?

Leonardo

07 de julho de 2011 às 14h52

Assembléia gaúcha aprova projeto que permite a estrangeiros ocupar cargos públicos no Estado.

http://wp.clicrbs.com.br/passofundo/2011/07/05/as

Se fosse um governador tucano propondo uma lei dessa, o que voces diriam?

OBS.: O que o Tarso Genro realmente deve ao Battisti a ponto de fazer uma lei por causa dele?

Responder

    Klaus

    07 de julho de 2011 às 15h31

    Ianques, go home!

    Marcelo de Matos

    07 de julho de 2011 às 16h07

    Procure se informar melhor antes de opinar. Essa lei não tem nada a ver com Battisti, que ficou preso em decorrência de possíveis crimes (prescritos) que teria praticado devido à pressão exercida pelo PIG sobre o STF. Essa lei decorre da CF, art. 37, inciso I, com a redação que lhe deu a EC 19/98: os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasileiros que preencham os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos estrangeiros, na forma da lei. Portanto, a Assembléia gaúcha não está fazendo mais que cumprir a CF. O PIG, porém, não perde a ocasião de criar novos factóides.

    Edfg.

    08 de julho de 2011 às 11h09

    Aposto que o Tarso vai descolar uma boquinha para ele lá. Pode esperar, boquinha é especialidade petista, até mulher de cara das FARC's descolou uma em Brasília.

Cronopio

07 de julho de 2011 às 14h50

A atitude da mídia brasileira atual, que em sua maior parte mostra-se indignada com os escânda-los, ora dos partidos de "direita", ora de "esquerda" equivale à atitude do guru indiano Baba Rambev, que realizou uma longa greve de fome em protesto contra a corrupção na Índia. É claro que as análises da esquerda, geralmente com menor circulação e menos comprometimento financeiro, são ainda um pouco mais dedutivas, mas empacam na necessidade de apontar o dedo para os maus sujeitos do poder.

Responder

Marcelo de Matos

07 de julho de 2011 às 14h47

Deram para falar, agora, que o BNDES dá dinheiro "para os ricos". Sim, sua função é essa: emprestar para as grandes, pequenas e microempresas. Para dirigi-lo é preciso ter visão macroeconômica e não espírito de Hobin Hood. O BNDES não é uma extensão do Bolsa Família. A melhor matéria que li sobre isso está no blog Óleo do Diabo: BNDES, a jóia do coroa – http://oleododiabo.blogspot.com/2011/07/bndes-joi… Isso mostra que há vida inteligente na blogosfera.

Responder

Avelino

07 de julho de 2011 às 14h05

Caro Azenha
Quando vejo esse tema: Pão de Açúcar-BNDES-Casino, me vem a cabeça dois pequenos livros, A ditadura dos Cartéis, e Condenados ao Sub-Desenvolvimento, de Kur Rudolf Mirow.
O Século XXI é um pouco mais complexo do que o século XX.
Mas Marx continua com tudo.
Saudações

Responder

    Donizeti

    07 de julho de 2011 às 16h22

    Avelino e Azenha: pelos interesses ocultos que envolvem esse negócio pretendido pelo Sr. Abilio Diniz, no qual o mega-empresário pretende passar a perna no seu sócio Casino, com o saque de módicos 4 bilhões de reais da "bolsa da viúva", vulgo erário federal em operação de interesse privado, o nome da nova empresa resultante da fusão deve ser :

    " Carrefurto, na qual a baguete é francesa, mas a rosca é brasileira."

    Precisa falar mais?

Edfg.

07 de julho de 2011 às 13h47

Nesse acordo dos supermercados que os ministros (do PT) estão loucos para aprovar, o pão é francês, mas a rosca é brasileira.

Responder

Leonardo

07 de julho de 2011 às 12h57

É impressão minha ou aqui tem gente fingindo que os dois pivôs de escândalos nos poucos meses de governo Dilma, são HERANÇAS DO LULA?

Depois de Palocci, Lula fingiu ter esquecido também do ministro Alfredo Nascimento, que é parte do seu "legado" a Dilma.

Responder

    Edfg.

    07 de julho de 2011 às 13h54

    Exatamente.

Julio Silveira

07 de julho de 2011 às 12h50

Para os escapistas. Ah! mas ele era de outro partido.

Responder

mello

07 de julho de 2011 às 12h40

A direita tá doida para achar um berlusconni, um sarkozy, um bush, para "por ordem" nas coisas….Se isso contar também com a ajuda luxuosa do psol, do pv e do sempre "útil" pps…
Sonham com un novo caçador de marajás ou um homem da vassoura….

Responder

    emerson57

    07 de julho de 2011 às 13h20

    huch, o luciano, vem ai !!!!!!

    M.S. Romares

    07 de julho de 2011 às 16h55

    O psdb vai se engraçar com o aecim, o collor de Minas.

LUCAS PEREIRA

07 de julho de 2011 às 11h50

DILMA, QUERES MESMO MELHORAR O PAÍS?!
Que tal começar assim: http://desatualidadescronicas.blogspot.com/2011/0

Responder

monge scéptico

07 de julho de 2011 às 11h29

Pero Vaz de Caminha já sabia que ia dar nisso. ARGH!!!!!!

Responder

Roberto Locatelli

07 de julho de 2011 às 11h13

Existem dois tipos de governos progressistas na América Latina.

Um tipo é aquele governo que não se apoia no movimento de massas, preferindo uma ação dentro das instituições do Estado. Dilma, Cristina Kirchner (Argentina) e Fernando Lugo (Paraguai) estão dentro desses parâmetros.

O outro tipo, muito mais interessante, é o que SE APOIA no movimento e na organização da sociedade, estimulando o fortalecimento de sindicatos, partidos e organizações civis. Exemplos: Hugo Chávez (Venezuela) e Evo Morales (Bolívia).

O primeiro tipo de governança é muito mais suscetível a "aliados" de direita, políticos de honestidade duvidosa e gente que ganha dinheiro dentro do sistema capitalista.

Chávez um dia disse a Lula: "Amigo, sabe qual é o seu problema? É que os estadunidenses jamais desejarão derrubar você". Acho que o mesmo se aplica ao Governo Dilma.

Responder

    Leonardo

    07 de julho de 2011 às 13h11

    Sem nenhuma cerimônia, pregando um golpe bolivariano no Brasil.

    Tsc tsc tsc…

    Lousan

    07 de julho de 2011 às 13h43

    é a velha briga sobre quem deve ser despedido: aquele que tentou mas fez errado, ou aquele que não tentou e não correu o risco de fazer errado.

    César Augusto Sandri

    07 de julho de 2011 às 14h02

    Roberto,
    Sua análise é muito lúcida! Sempre tive essa questão comigo: porque o governo PT que é tão popular não se apoia nisso em vez de se juntar com esses corruptos ? E vc me deu essa resposta.
    Mas a cada resposta surge outra dúvida; porque não toma o primeiro caminho? Será o eterno complexo de vagabundo que temos? Não acreditamos em nós mesmos(o povo) e teremos sempre que reverenciar os poderosos?

    Klaus

    07 de julho de 2011 às 15h36

    Basicamente porque as instituições brasileiras são mais sólidas do que as destes outros países. Não dá pra passar por cima das leis e do congresso. Melhor que Bolivia e Venezuela, o comentarista deve considerar Cuba, onde não há oposição, há somente a vontade do povo que, coincidentemente, é a vontade do partido, que, coincidentemente, é a vontade do tirano de plantão que, coincidentemente, é irmão do tirano anterior.

    beattrice

    07 de julho de 2011 às 14h07

    Sua análise me parece muito pertinente, mas discordaria no que se refere ao casal K, CFK em particular tem identidade com amplos movimentos da sociedade argentina.

    Roberto Locatelli

    08 de julho de 2011 às 11h02

    Ôpa, essa informação eu não tinha, Beattrice. Acho que estou precisando ler mais sobre a Argentina em fontes que não sejam do PIG…

    Marcelo de Matos

    07 de julho de 2011 às 14h37

    Foi o tempo em que os EUA derrubavam alguém. São capazes de escaramuças, como as que eliminaram Saddam Hussein e Osama Bin Laden. A ação militar tem de ser breve para não ficar muito cara. Jogaram a guerra contra Kadafi nas mãos da Otan, mas, o dinheiro por lá também anda curto. Isso garante sobrevida a Chaves e Morales. Quando a URSS invadiu o Afeganistão o PIG só não a chamou de santa. Agora os russos franquearam seu território para as tropas americanas atacarem o país com mais facilidade e menores despesas. O PIG não criticou nem a invasão nem a solidariedade russa.

    francisco.latorre

    07 de julho de 2011 às 15h23

    o povo. decide.

    tem que combinar com ele.

    quem tenta conduzir ou acelerar derrapa.

    povo. história.

    líderes?.. são a cara do povo. ou não são líderes.

    chavez. bolivariano. falador. vizinho de cuba colombia usamerika. mucho venezuela.

    os kirchner. tango. e a cristina.. muy mafalda.

    morales. o índio mandela. mais que mandela.

    lugo. padre. paraguaio.

    não é piada. divertido. sim.

    lula?.. na terra do acordo.. do grande acordo pra nada mudar.. fez acordo pra mudar.

    ..

    povos/circunstância/história. criam/destróem líderes/movimentos.

    o lance mesmo.. é compreender/apreciar o espetáculo.

    pra intervir/agir/lutar quando necessário/útil/conveniente.

    ..

    curtam companheiros. tá curtível.

    possível. quase fácil.

    ..

    fácil?.. nem precisa. — possível já é jogo.

    ..

Nelson

07 de julho de 2011 às 10h18

Na verdade, o combate à corrupção nas instituições públicas entrou como de contrabando nesta estória para tornar a lei, digamos, mais palatável. No texto da mesma, praticamente não se mencionava a questão da corrupção.
Então, o verdadeiro fim da tal lei de responsabilidade fiscal sempre foi garantir que o pagamento dos juros das dívidas das prefeituras, governos estaduais e união se tornasse a prioridade primeira; bem ao gosto dos banqueiros e especuladores dos títulos públicos.
Assim, poder-se-ia desviar, de forma legal, recursos que deviam ser destinados às necessidades básicas da população – saúde, educação e saneamento – para o pagamento das dívidas.
O pior é que tem muita gente de esquerda – ou que assim se diz – que embarcou nessa e anda até elogiando a citada lei. Como se no Brasil já não houvesse leis suficientes para coibir a corrupção, faltando apenas o seu cumprimento.

Responder

Nelson

07 de julho de 2011 às 10h09

Roubalheira, corrupção no meio público?
Mas a lei de responsabilidade fiscal não iria acabar com tudo isso?
A acreditarmos na imensa propaganda feita durante o governo FHC para a aprovação de tal lei, ela seria como a pomada milagrosa, "a cura para todos os males".

Responder

    João

    07 de julho de 2011 às 11h16

    rapaz vc tá louco?

    a lei de responsabilidade fiscal não tem NADA A VER COM CORRUPÇÃO!

    se informe antes de escrever… evitaria muita bobagem!

    Leonardo

    07 de julho de 2011 às 12h50

    Tem que ser muito acéfalo e cego pela ideologia…

    Edfg.

    07 de julho de 2011 às 13h56

    Mas é cada artista que me aparece…. o que tem uma coisa a ver com a outra, mestre?

eduardo di lascio

07 de julho de 2011 às 10h07

Eu desistí. Vou alienar de uma vez. O sistema político brasileiro está doente de cima a baixo e não existe nenhuma alternativa à vista. Apocalipse now para todo mundo. Fui.

Responder

    Helio Aguiar Filho

    07 de julho de 2011 às 10h54

    Pode ir, tem varios sites limpinhos por ai…apocalipticos.
    Ah! Aproveite e leve seus amiguinhos que andam enchendo
    o saco por aqui.

Daniel Neto

07 de julho de 2011 às 09h11

Mais um defensor da CPMF, e aponta no mesmo texto que os "esquerdistas" estão rumando para o centro… Uma ironia e tanto, não?
O que esses defensores se esquecem é que nós JÁ TEMOS uma carga tributária de primeiro mundo. Então, seria mais ou menos assim: a caixa d'água está com um furo e vazando. Ao invés de consertar esse furo, vamos aumentar a quantidade de água despejada pra compensar.
Concordo, porém, que precisamos de um amplo debate na Web, até porque, hoje em dia, nem político pra defender os bombeiros lá do RJ apareceu, que dirá pra representar/defender o trabalhador no dia a dia…

Responder

leandro

07 de julho de 2011 às 08h57

Não sei porque o Brasil tá assim, depois de descobrirmos o genio em finanças que é o Palocci, agora surge um ainda mais talentoso, o filho do ministro dos transportes. Aumentou o capital da empresa em 86.500% e isso só com 27 anos, com 21 já era socio de uma das maiores empreteiras do amazonas. Esse pais ainda vai ganhar um Nobel de economia, é muito talento junto. Ah, ainda tem os filhos do lula.

Responder

    Klaus

    07 de julho de 2011 às 11h57

    É mais um Ronaldinho…

Uélintom

07 de julho de 2011 às 08h55

Em paralelo às discussões sobre a corrupção, que de forma alguma é território exclusivo da direita, há que se notar a atuação da imprensa principalmente nos casos Palocci e do Ministério dos Transportes. A linha, seja no Globo, na Folha ou no Estadão, é atacar diretamente o ex-presidente Lula. Para mim, não se trata apenas de tentar atingir a Presidenta Dilma de forma indireta, mas acima de tudo, de minar, de jogar abaixo a autoestima dos trabalhadores, de destruir qualquer construção de uma auto-imagem positiva vinculada a partidos que não sejam aprovados pelo PiG.

Responder

    Uélintom

    07 de julho de 2011 às 09h36

    É dureza entrar nessa disputa ideológica quando o campo está minado pela corrupção. Mas precisamos nos questionar: será que a corrupção é inevitável? Apesar do esforço do PiG durante o Governo Lula em mosrtar que era tudo uma bandalheira, a verdade é que a sensação foi de que os desvios diminuíram, principalmente com a atuação forte da PF. Talvez a presença de Lula no Governo fosse intimidadora para ilícitos mais explícitos e descarados. Mas, e aí, a esquerda vai depender disso? Afinal, a direitona logo logo vai apresentar um salvador, erudito (mesmo que só pedante), para provar que os trabalhadores não têm condições de comandar.

    João

    07 de julho de 2011 às 11h19

    presença do Lula era intimidadora da corrupção?

    essa foi ÓTEMA!!!!!!

    Lula, o mais sábio dos ignorantes, o mais honesto dos bandidos descarados, vale tanto quantoo uma nota de R$ 3!

Nana

07 de julho de 2011 às 08h52

Sou a favor da CPMF principalmente por este imposto mostrar quem são os ricos que podem pagar impostos e deixam para trabalhadores de carteira assinada pagar por eles. Sou a favor da CPMF desde que retirem o mesmo valor arrecado para isentar um número maior de trabalhadores corrigindo a tabela de Imposto de renda para beneficiar aqueles que mais trabalham neste pais e que carregam nas costas o nosso país já que os empresários ricos se beneficiam de caixa dois, maracutaias para pagar menos impostos como criação de Ongs, entidades e doações para campanha política. Para os empresários corruptos: TUDO; para os trabalhadores e empresários honestos: NADA! Quem pode mudar isto? Quantas Dilmas (do povo) vão precisar para começar esta luta?

Responder

    Marcelo de Matos

    07 de julho de 2011 às 14h27

    Também sou a favor, Nana. Acontece que o lobby do PIG e dos sonegadores é muito forte. A carga tributária é alta porque nem todos pagam impostos. Se todos pagassem, poderiam pagar menos. A CPMF minimizaria o problema da sonegação, mas, quem pode vencer essa cultura do Brasil? O PIG gosta de mostrar o Impostômetro e o tamanho da carga tributária. Um jornalista mostrou que os automóveis, por exemplo, não são caros em razão dos impostos, mas, dos lucros excessivos das montadoras. Agora esse mesmo jornalista está desmentindo suas próprias afirmações.

    João

    07 de julho de 2011 às 15h15

    tem como explicar pq o PT foi contra a CPMF quando era oposição?

    o PT estava do lado do PIG e dos sonegadores?

    ps: 50% do valor do carro q vc compra é imposto!

José Ruiz

07 de julho de 2011 às 08h21

existem vários outros sintomas de que a "esquerda" representada por PT/PC do B "migrou" para o centro e alguns, meio que sem freio, estão até cortejando a direita. Não estou dizendo que os esquerdistas mudaram de posição, não, continuam esquerdistas, mas não tem mais espaço nesses partidos.. se tornaram minorias, penduricalhos, chorões.. Oras, vejam aí a questão da reforma do código florestal.. a direita levou.. fizeram uma festa, tiraram fotos abraçados aos latifundiários… e o projeto brasileiro para mídia.. cadê? A reforma do judiciário? Não vejo nada disso.. a reforma política… é para inglês ver.. e tantas outras questões que diariamente nos mostram que o pragmatismo venceu a ideologia.. com tantos trilhões correndo por aí, é conveniente esse "acordão"… é conveniente afastar os "radicais"… prá que brigar, se dá para ajeitar… é preciso sinalização mais clara do que a presença da Dilma nos "90 anos da Folha", logo depois de toda a porcalheira que o jornal fez contra ela? Por outro lado, essas mobilizações, com já ocorreram em outras épocas, me parecem movimentos para acomodação de forças, algo como um recado dos líderes para o governo "olha, eu sou forte, vamos dividir esse bolo". No final, fica tudo como está, à exceção da citada acomodação. Porque? Porque estamos fazendo a mesma coisa há muitos anos. Temos que mudar a forma de fazer política. Vamos radicalizar essa questão. Vamos criar um novo partido na WEB, que pratique democracia direta. Existe tecnologia para isso. Os scripts de fóruns permitem tranquilamente a criação de instâncias, separação, discussão e votação de temas. E aí eleger pessoas que cumpram as decisões da maioria…

Responder

    Carlos Mundim

    07 de julho de 2011 às 15h09

    Prezado Jose Ruiz,

    Voce colocou o xis na questao, os pingos nos is, concordo em numero e grau com o seu posting vamos sim criar alternativas aos tradicionais partidos mas sem a ditadura das cupulas partidarias, dos caciques e coroneis que a muito nao representam o verdadeiro anseio popular e os interesses do pais como um todo.

    Politica virou um grande negocio e o que importa e ficar rico, e o povo, o povo que exploda por que de direita, centro ou esquerda a maioria dos politicos esta la para fazerem os deles, soa barato mais e a pura verdade.

    Precisamos de verdadeiros democratas e amantes do nosso Brasil, gente que represente as aspiracoes nacionais (e como a ideologia foi sepultada pelo Mercado) precisamos de um partido de orientacao desenvolvimentista nacionalista e que traga e defenda acima de tudo o interesse dos brasileiros e brasileiras.

    As ferramentas estao ai, como voce bem disse, temos a WEB e vamos usa-la, querendo o povo pode transformar esta utopia em realidade. Comece este partido e voce podera ficar surpreso com a quantidade de pessoas que irao aderir, com poucas gotas poderemos nos transformar em um enorme tsunami de democracia participativa.

    Conte comigo.

    P.S. Os donos do poder nao querem a banda larga popular e o direito democratico a informacao por causa de pessoas perigosas como voce, eles devem ter medo de uma Primavera Arabe no Brasil e para quer dar direito de informacao quando construir estadios de futebol, criar oligopolios com as benesses governamental e pagar juros estratosfericos da muito mais lucro e nao ameaca o status quo atual.

edu marcondes

07 de julho de 2011 às 08h21

A bem da verdade é bom lembrar que a matéria do Brasil de Fato comete um erro decorrente da crença nas informações dos "jornais da burguesia". O BNDES não pretende por dinheiro público (FAT, Tesouro) numa possivel transação com os grupos Pão de Açúcar/Carrefour. Se houver participação será do BNDESPar, cujos recursos são originários de lucros advindos de participação em empresas privadas.
Não alimente o PIG, ele pode te devorar amanhã!

Responder

Klaus

07 de julho de 2011 às 08h14

Não consigo imaginar como um governo PT/PSDB pudesse ser pior do que um governo em que um destes se alie a PMDB, PR e estas outras tranqueiras. Devo ser ingênuo.

Responder

vera queiroz

07 de julho de 2011 às 08h06

Concordo no geral, discordo no particular: desde quando aquele malfadado imposto – CPMF – ajudou em alguma medida os necessitados de saúde pública? O país não precisa de nenhum imposto, já os tem demais, precisa é de tomar uma surra de vergonha na cara e de vontade político-administrativa para resolver os problemas de todas as ordens, sobretudo no campo da ética, da administração.

Na verdade, a verba do imposto só servia para encher os bolsos desses mesmos políticos que enchem as sacas com nossos … impostos. De resto, acho que estamos precisando fazer uma passeata dos 100 mil com urgência para nos tornar visíveis a essa corja de malandros que se diz nossos representantes. A sociedade civil precisa acordar desse sortilégio que a torna incapaz de protestar com força e veemência a respeito de tanto descalabro que há anos corrói todos os níveis do estado brasileiro.
att,
vera queiroz

Responder

Roberto Ribeiro

07 de julho de 2011 às 05h21

Quem vai atrás da "Turma do Rodoanel"?
Quem vai atrás da "Turma da CPTM/Alstom"?
Quem vai atrás da "Turma das Obras do Metrô"?
Quem vai atrás da "Turma dos Pedágios"?
Quem vai atrás da "Turma das OSS" dos Hospitais de SP"?
A Veja?
A Folha?
O Estadão?
As Globos?
Nãããooo!!!!!!
A Carta Capital?
A Record?
Também nãããooo!!!!
Pois as duas acima não vão atrás do Tucanodemonato, apenas ajudam a dar repercussão à pauta do PIG.
não há ninguém que vá atrás dos tucanodemos.
A "Bancada (?) do PT" na Alesp? (xiii!!!)….

Responder

    leandro

    07 de julho de 2011 às 08h53

    Para petista é assim mesmo, não é preciso ser honesto, basta se igualar que já ta justificado o erro. Isso só mostra que o pt em nada se distingue dos outros, rouba igual e protege seus apadrinhados igual aos demos e tucanos. O pior, sempre que explode um escandalo, basta culpar a imprensa, a oposição. Quanta ingenuidade. Sofreram lavagem cerebral igual as fanaticos do bispo macedo.

    Leider_Lincoln

    07 de julho de 2011 às 12h34

    Por falar em honestidade e em imprensa: http://www.bsbcapital.com.br/2011/07/ipp-registra… e http://noticias.r7.com/economia/noticias/inflacao… Cadê a crise inflacionária, prezado defensor damídia "limpa e honesta" que nós temos?

    leandro

    07 de julho de 2011 às 14h38

    Continua aí. O alcool tá com o maior preço para época de safra, a gasolina não recuou, alimentos então…
    fonte portal R7 "Com isso, a inflação oficial no primeiro semestre deste ano fechou em 3,87%, acima da taxa de 3,09% observada no mesmo período de 2010." Só que nesse governo, um escandalo encobre o outro, é tanto que nem dá tempo de esquentar o noticiário.

    "Nos últimos 12 meses, que o que realmente importará no final do ano, quando o governo fechar o índice em dezembro, o IPCA está na casa de 6,71% – o maior patamar para o período dos últimos seis anos. A meta oficial de inflação do governo é de 4,5% para este ano, com tolerância de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Isso significa que pode chegar a 2,5% ou subir a 6,5%.

Martin

07 de julho de 2011 às 01h10

Srs. !!!
A Raiz do problema está no SISTEMA POLÍTICO…
Temos que QUEBRAR essa relação UMBELICAL entre os "políticos" e os Grupos Financeiros !!!!!!!
Se "político" é FUNCIONÁRIO PÚBLICO, temos que selecioná-los MUITO MELHOR e torná-los NÃO DEPENDENTES dos Grupos Financeiros !!!
Simples !! E fácil de fazer…Basta o POVO EXIGIR isto !! Mas alguém tem que esclarecer isso ao POVO…
Att.
Martin

Responder

Martin

07 de julho de 2011 às 01h05

O Sistema Político (Internacionalmente PARECIDO, com eleições a cada 4 anos, dominadas pelo PODER dos Grupos Financeiros em COMPRAR a eleição de seus representantes) faz tbém com que os braços MIDIÁTICOS desses Grupos nos apresentem discussões "sérias" sobre economia, para concluírem (e "concluirmos") que sua pauta É ACEITÁVEL e factível como a melhor "solução" para nossos "problemas"…

Att.
Martin

Responder

Arthur Schieck

07 de julho de 2011 às 00h58

Apesar de uma alfinatada aqui, outra ali, o que eu percebo é que o Pig não está tão descontente com Dilma como era com Lula. Esse pra mim é o melhor termômetro de como as coisas estão estranhas. Eu vou discordar do autor quando classifica em dois grupos os partidos aliados. Pra mim são quatro:
PT-PCdoB-PSB (esquerda/centro); PDT (centro); PMDB-PR (de aluguel); PP-PTB (oposição disfarçada).

Responder

ZePovinho

07 de julho de 2011 às 00h03

Enquanto isso,a Europa embarca no "Caminho da Servidão":o planejamento central da economia por banqueiros ladrões.
http://resistir.info/crise/hudson_24jun11_p.html

Os banqueiros aceleram a marcha para o saqueio da Grécia– e os sociais-democratas votam pelo suicídio nacional
por Michael Hudson [*]

Escalonamento das dívidas impagáveis da Grécia. A luta pelo futuro da Europa joga-se em Atenas e restantes cidades gregas, na sua resistência às exigências da finança, que são a versão do século XXI de um verdadeiro ataque militar. A ameaça de um absoluto domínio da banca não é certamente o tipo de política económica liquidatária que possibilite heróicos feitos de armas. As políticas financeiras destrutivas assemelham-se mais a um exercício da banalidade do mal – neste caso, os pressupostos pro-credores do Banco Central Europeu (BCE), União Europeia (UE) e FMI (incitado pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos).

Como sublinhou Vladimir Putin há uns anos atrás, as reformas neoliberais postas nas mãos de Boris Yeltsin pelos Harvard Boys nos anos 90 causaram na Rússia uma descida da natalidade, da esperança média de vida, e uma vaga de emigração – a maior queda do crescimento populacional desde a II Guerra Mundial. A fuga de capitais é outra das consequências da austeridade financeira. A "solução" proposta pelo BCE para o problema da dívida grega assevera-se autodestrutiva. Procura apenas ganhar tempo para que o BCE se aproprie de mais dívida do governo grego, deixando a factura para todos os contribuintes europeus. Foi evitar esta transferência das perdas dos bancos para os contribuintes que Angela Merkel insistiu para que os accionistas privados absorvessem algumas das perdas resultantes dos seus maus investimentos…………………………………………………………………………….

Responder

Sadi

06 de julho de 2011 às 23h42

Há muitos que opininan conforme a onda de noticias da midia apelidada de PIG. Dizem que o PIG mente, inventa, cria factóides mas estão ávidos por essas noticias e começam a malhar o governo, igualzinho o PIG que dizem combater… O post acima diz bem isso e alguns comentários além de endossar ainda apimentam mais as noticias, indo contra ao governo que dizem ter apoiado. Não leem, não pesquisam, não buscam os fatos verdadeiros e vem com comentários que só denigrem… Tem um ai acima que disse que os blogueiros estão desiludidos com o goveerno. Fala como se fosse o representante dos mesmos.

Responder

LuisCPPrudente

06 de julho de 2011 às 23h40

Sou totalmente contra o uso do dinheiro público, dinheiro que vem do BNDES para ajudar um sujeito como o Abiliô a se unir com o Carrefour e criar uma empresa multinacional privada e que em tese seria brasileira.

Se o BNDES está preocupado com a desnacionalização do nosso varejo, o BNDES deveria era financiar as médias e pequenas redes supermercadistas com o intuito destas redes terem força para combater os tubarões (que hoje se vestem de verdadeiros brasileiros, caso do nosso Abiliô) que tentam criar um cartel varejista.

O BNDES já gastou bilhões de reais que veio do povo para ajudar na fusão de multinacionais privadas (cartel do frigorífico nacional, Antartica/Brahma/Ambev, Sadia/Perdigão e a tal da BrOi).

Responder

Sadi

06 de julho de 2011 às 23h30

Há muitos que opinião conforme a onde de noticias da midia apelidada de PIG. Dizem que o PIG mente, inventa, cria factóides mas estão ávidos por essas noticias e começam a malhar o governo, igualzinho o PIG que dizem combater… O post acima diz bem isso e alguns comentários além de endossar ainda apimentam mais as noticias, indo contra ao governo que dizem ter apoiado. Não leem, não pesquisam, não buscam os fatos verdadeiros e vem com comentários que só denigrem… Tem um ai acima que disse que os blogueiros estão desiludidos com o goveerno. Fala como se fosse o representante dos mesmos.
Deixa a presidenta trabalhar. Não basta o fogo inimigo havidos pelo poder? Qual o objetivo disso? Pensem amigos, pensem e ajudem…

Responder

    Carlos Mundim

    07 de julho de 2011 às 06h56

    Prezado Sadi, acredito que o comentario relativo ao fato dos blogueiros progressistas estarem desiludidos com o governo vem do meu posting e portando sinto-me na obrigacao de compartilhar o porque desta minha observacao.

    Como voce deve ter percebido pela minha pobre gramatica portuguesa a muito tempo eu deixei o Brasil, mas o Brasil e os brasileiros nunca deixaram o meu coracao e sempre faco e farei questao de apresentar-me como um orgulhoso Cidadao Brasileiro, um apaixonado pelo seu pais e pelo seu povo. Para mim nao importa se o governo e de direita, esquerda ou centro, o que importa e que ele seja bem governado nao somente no quesito de combate a corrupcao mas tambem no quesito de oferecer acesso a populacao direitos que hoje sao consagrados como direitos universais do ser humano, o qual inclui o direito a informacao, saude, educacao, transporte e moradia, resumindo, servicos publicos de qualidade. Governantes que governam bem nao estao fazendo nada mais do a obrigacao imposta pelos seus cargos.

    Nao digo que todos os blogueiros estao decepcionados com a Dilma, mas em minhas conversas com os chamados blogueiros progressistas afirmo que 9 entre 10 estao decepcionados com os rumos do Governo Dilma e pelo meu passeio diario pelos blogs dos famosos blogueiros somente o Brizola Neto parece ser o mais solidario com a Dilma, mas lembre-se que ele e politico da base e mesmo assim postou que a Dilma precisa falar diretamente com os seus eleitores e constituintes, esclarecer sobre estas posicoes antagonicas ao esperado do programa de um governo progressista e de cunho nacionalista.

    Mas esta comunicacao direta com o povo nao acontence, aos eleitores somente longos videos sem edicao de atos e cerimonias do governo na qual ela diz algo sobre este ou aquele assunto que esta a dominar a pauta da imprensa (PIG ou Blogues Sujos). Minha pergunta e se com a pessima qualidade e preco da internet no Brasil, quem e que vai ter tempo e dinheiro para baixar estes videos da SECOM ou sera que Blog do Brizola Neto vai virar de fato a secretaria de comunicacao da Presidencia.

    A grande imprensa nao vai divulgar nenhuma agenda positiva do governo e vai combater a Dilma tirando snippets destes eventos transformando-os em noticia negativa ao Governo, eles nao estao satisfeitos que ela faca somente o omelete, eles querem que a Dilma prepare um grande banquete para o Mercado.

    Veja (do verbo ver), o PIG (veiculo de ataque do Mercado) nao teve a menor cerimonia em fritar o Maitre D’Or Palocci para mostrar que quem manda mesmo sao eles e se ela Dilma nao preparar o prato com a receita imposta por eles, ela podera acabar virando literalmente um mexido de tutu a mineira com arroz de carreteiro. A elite alinhada ao mercado esta mostrando que tem meios para trocar o Chef no restaurante Brasil e a sensacao que temos e que a Dilma esta acreditando nisto.

    As vezes confundimos bons gerentes com lideres, mas eles sao distintos e nem sempre um grande lider e um bom gerente e vice-versa, e talvez ai estaja ai a razao da nossa frustacao com o Brasil atual.

    TULIO

    07 de julho de 2011 às 11h17

    Dilma nao precisa servir nada alem do que vem servindo ao mercado: o MERCADO via pig EXIGE: juros vao aumentar 0,25% e batata, o juros aumentam na exata medida exigida dos donos do país, e assim ficamos sem recursos para saude educacao transporte publico etc, que mais é preciso?Dilma já alimenta seus preferidos e ignora aos que lhe deram 55 milhoes de votos, nossos votos nao valem nada. As obras da copa vao acontecer pq os interessaos, as empreiteiras estao c a boca aberta para abocanhar ortuna em aditivos conseguidos c a chantagem que lhes é peculiar, se fosse p atender necessidades do povo que esperassemos sentados, mas como tem empreiteiras doadoras d campanha na jogada…O Brasil só vai consertar quando fizermos uma revolucao com sangue, sangue DELES tem que derramar sangue dos poderosos, pq na conversinha fiada, discurso e promessas nao siremos do lugar que nos legaram, o de escravos. NAO NOS REPRESENTAM.

    Marcelo de Matos

    07 de julho de 2011 às 14h15

    Serei breve: não tenho a habilidade do Mundim de acondicionar uma garoupa numa lata de sardinha. Os blogueiros são um microcosmo desse universo que é a classe média. Essa oscila como o pêndulo dos antigos relógios cuco: ora à esquerda, ora a direita, mas, sempre radical. Na Europa, os socialistas e revolucionários de 1968 ora aliam-se à direita xenófoba que quer ver longe os refugiados do Oriente Médio. Dilma terá de enfrentar forte oposição desse estrato social: além do PIG, dos demotucanos e seus satélites, como o PPS, teremos pela frente psolistas, marineus e kassabófilos. Não há motivo para pânico: o pêndulo poderá voltar, em breve, para o nosso lado. A força de Dilma vem do povão, a que FHC chamava de voz rouca das ruas. Esse é o apoio que Dilma deve priorizar e já deve estar priorizando. Isso me faz lembrar um livro de crônicas de Rubem Braga, O Homem Rouco: “Fiquei dias afônico, e hoje me comunico e lamento com uma voz de túnel, roufenha, intermitente e infame. Deus sabe o que andei falando por aí; coisa boa não há de ter sido, pois Ele me tirou a voz.” Cala-te boca!

ZePovinho

06 de julho de 2011 às 22h23

Veja esse caso,Azenha,onde o atual governador da Paraíba(Ricardo Coutinho-PSB,aliado de Cássio Cunha Lima-PSDB) tenta trocar um terreno(do Estado) de 8 hectares,EM UMA ZONA HIPERVALORIZADA DE JOÃO PESSOA(Mangabeira),por outro terreno de um empresário dono do maior shopping da mesma cidade(Manaíra Shopping) que tem um pouco mais de 4 hectares e fica no distante bairro do Geisel,na sofrida capital paraibana.

Esse colunista detalha tudo:
http://www.wscom.com.br/blog/www.wscom.com.br

A permuta de Ricardo com Santiago é 100% ilegal

Essa troca de terrenos envolvendo o governo de Ricardo Coutinho (RC) e o empresário Roberto Santiago (RS) é uma coisa irrefletida e lastimável. Mas traz à tona uma oportunidade de a população saber como convergem certos interesses privados e outros públicos fora do alcance e da vigilância do povo. Sim, porque não basta que os governos se autoproclamem honestos e corretos, é preciso que isso seja sempre demonstrado de um lado e percebido do outro. De vez em quando, estoura uma bomba e só a partir do estrondo é que a sociedade vai compreender o que está acontecendo. É o processo já conhecido da descoberta, da revelação daquilo que, por alguma razão idônea ou inidônea, legítima ou ilegítima, legal ou ilegal, estava ocultado em segredo de poucos interessados. E enquanto durar a ocultação, os interessados terão prazer e tirarão proveito. Ocorre também, com frequência, de os interessados nem terem prazer e nem tirarem vantagens, porque simplesmente não deu tempo.

Um caso histórico de ocultação e descoberta
No princípio dos anos 60 do século passado (1961), o Ministro da Guerra da Inglaterra, John Profumo, conhecido por Jack, envolveu-se com a bailarina e prostituta londrina Christina Keeler, de 19 anos. Encontrava-se com ela às escondidas numa casa de campo suspeita pertencente ao socialite Stephen Ward, acusado de viver de ganhos imorais. O caso, denominado “Profumo Affair”, só foi revelado em 1963, quando o jornal sensacionalista Sunday Mirror publicou uma fotografia da bela e pormenorizou o escândalo. A repercussão foi devastadora na Inglaterra pelo fato de Keeler ter entre seus amantes um espião soviético – era o tempo da Guerra Fria, que tensionava o mundo. Jack Profumo foi obrigado a renunciar ao cargo comissionado da realeza. Keller foi condenada a nove meses de prisão e o proxeneta Ward se matou. Até o governo do Primeiro-Ministro Harold Maemillan caiu depois, e o caso foi tema de filmes, biografias e musicais. A prostituta granfina ainda vive em Londres e Profumo morreu em 2006, aos 91 anos, depois de haver se dedicado à filantropia e ter recebido o perdão dos ingleses, pois não ficou provado que tenha passado à amante segredos do Estado.

Quando Profumo anunciou sua renúncia, um repórter buliçoso abordou-lhe: “– Ministro, que grande problema este em que o senhor se meteu, hein?”. John Profumo reperguntou: “- Que problema?”. Adiantou o repórter: “- Este da amante, ministro!”. Foi aí que o sábio e imprecavido Jack Profumo professorou: “- Meu caro, o problema nunca foi a amante, o problema foi ter sido descoberto”.

Nesse caso dos terrenos movediços e o shopping virtual que transitou pelos canais oficiais na penumbra, como a bailarina e o ministro naquelas noites londrinas de 1961 a 1963, o problema é ter sido descoberto. Senão vejamos:

O troca-troca, o crime e a pressa
Quinta-feira, 15 de junho, aporta na Assembleia a Mensagem nº 033, do governador Ricardo Coutinho, encaminhando para apreciação o Projeto de Lei nº 277/11, que já entra em pauta de votação na segunda-feira próxima, dia 19. O presidente do Poder, Deputado Ricardo Marcelo, advertido por setores da sociedade, retira o projeto da pauta. Estabelece-se a celeuma.

O Projeto de Lei pede autorização da Assembleia para que o governo possa permutar um terreno do Estado, medindo oito hectares e meio, situado em Mangabeira, por outro, pertencente a uma empresa chamada Futura Administração de Imóveis Ltda., que mede a metade (4,32 ha), situado no Conjunto Ernesto Geisel………………………………………………………………………………………………..

Responder

Ze Duarte

06 de julho de 2011 às 22h17

O texto peca pela premissa de que o pt é bom, mas é atrapalhado pelos mauzinhos dos aliados, quando na verdade o que acontece é que são exatamente farinha do mesmo saco. se tivesse o mínimo de interesse já teria dizimado esses problemas. mas precisam roubar muito ainda

Responder

Gerson Carneiro

06 de julho de 2011 às 22h12

Se o Estado continuar oprimindo o povo e protegendo incondicionalmente os mandatários, logo teremos justiça feita com as próprias mãos.

O povo não pode continuar sendo visto apenas como sinônimo de voto.

O cidadão não pode ao menos protestar, manifestar sua insatisfação, é vigiado e espancado pela PM. E nada, absolutamente nada, acontece com os mandatários do Estado quando descumprem suas obrigações, ou até cometem crimes.

Responder

Gerson Carneiro

06 de julho de 2011 às 21h51

"Desde sábado o ministro dos transportes está cai não cai. Vc não viu nada na blogosFERA independente, né? Outra coisa que vc não verá por aqui é porque Lula fez tanta questão que ele fosse o Ministro, vai ter que pesquisar por conta própria" – Klaus, em 6 de julho de 2011, aqui no Viomundo, no post "Reitor da UNB responde a uma certa revista".

Tá vendo Klaus, você não quis me ajudar meu amigo Azenhão pesquisou pra mim e trouxe. Tá vendo aí, quem tem amigo não passa necessidade. Agora não preciso mais de sua ajuda. Nunca mais fale comigo.

Valeu Azenhão! Por você, e pela Conceição Lemes, eu escovo urubu até virar garça.

Responder

Calves

06 de julho de 2011 às 21h41

Navengantes do Brasil, esse discurso do PSOL, PCO, ou qualquer coisa esquerdista do genêro é muito fácil. Mas o que ele consegue, na maioria dos casos, é fazer o jogo da direita, da própria burguesia que a angelicalidade intelectualóide desse discurso tem dentro de si.

Insisto: eu sou partidário de um Brasil com um sistema capitalista com a forte presença do Estado que caminha no sentido de erradicar a miséria e estabelecer a justiça social. Quem não é, como no caso daqueles que elaboraram o artigo acima publicado, que se declarem abertamente e proclamem uma REVOLUÇÃO. Quem não faz isso objetivamente e agita esses argumentos radicalóides no seio desse complexo embate de classes em que vivemos, esta ajudando a desmontar e por abaixo essa nova era que o Brasil vive.

Esquerdismo desse tipo não ajuda. É muito fácil fazê-lo. É uma radicalidade formal que joga água no moinho da burguesia. Não sabe enfrentar a luta de classes objetivamente. Basta ver o isolamento em que se colocam quando denunciam a coalisão PT-PCdoB-PSB com o PMDB-PTB-PDT-PP-PR. O que sobrou? A tucanalha e o esquerdismo.

Responder

    assalariado.

    07 de julho de 2011 às 22h14

    Calves, pelo seu discurso voce deve ser daquela turma,vamos explorar o povo mas, nem tanto.

    A aliança estratégica tem que ser com o povo. De que forma voce vê este governo e o anterior, no sentido do "avanço" nada alem do desenvolvimento do capital com direito a distribuir pobreza. Não mais do que isto. No final não vai sobrar povo e muito menos o pragmatismo debilóide da social democracia. Onde voce viu na história recente, uma social democracia que desse certo a favor do povo assalariado, coisa que, voce não deve ser.

    Saudações Socialistas.

Carlos Mundim

06 de julho de 2011 às 21h03

Excelentissima Presidenta Dilma Roussef,

Este movimento da CUT e dos movimentos sociais pode ser o comeco do fim do seu governo, ou a senhora faz meia-volta aderindo as politicas desenvolvimentistas nacionalista e populares ou vai acabar como presidenta do Partido dos Trabalhadores sem o apoio das massas trabalhadora.

Presidenta, mesmo com o apoio do carismatico Presidente Lula a senhora dificilmente ira ganhar de um opositor do tipo Aecio Neves pelas seguintes razoes :

1) O Senador Aecio Neves, pode ser um pao de queijo playboy e um fraco senador, mas ele tera o apoio total do PIG e da classe media que ira preferir um original NEO-LIBERAL simpatico em vez do generico NEO-PETISTA.

2) Sem a banda larga popular e barata o dito povao vai continuar sintonizado na Rede Globo, Lembre-se que depois da novela das sete vem o JN e la todos sabem o que acontece, bolinhas de papel irao se tornar balas de chumbo e dificilmente teremos professores do RGS estudando o video quadro por quadro para desmanchar as mentiras dos especialistas da grande imprensa que a senhora prestigious fazendo omelete ou honrando com a sua presenca em jantares de aniversario.

3) Os Blogs ditos sujos e eleitores progressistas estao desiludidos com a atuacao do seu governo e certamente nao irao participar e/ou defender a sua candidatura com tal veemencia como na campanha de 2010. Este povo estava preparado para doar o sangue pela sua vitoria e se no passado a esperanca derrotou o medo, hoje nos estamos com medo da esperanca tornar-se uma frustacao. Esta constatacao nao e ciume mas uma constatacao.

4) O teu indice de aprovacao ainda continua alto mas o povao (que o FHC detesta) certamente nao esta imune ao PIG e pelas minhas conversas com amigos no Brasil a insatisfacao comeca a alastrar no Nordeste que foi uma regiao decisiva na sua vitoria. Se o Eduardo Campos sair candidato ou se compor com o Aecio a senhora ira perder e feio no Nordeste. O Aecio pode ser PSDB mas e um PSDB mais simpatico do que o do representado pelo Serra, e tem o apoio de lideres importantes como o Ciro Gomes e possivelmente de todo o PSB . A Senhora esta isolando estas liderancas progressistas, o Sarney e o Collor nao irao lhe trazer os votos que a senhora ira precisar para a re-eleicao.

Com todo o respeito Presidenta, me atrevo a dizer que esta na hora da senhora sentar na beira do Paranoa e tomar um chazinho de camomila, que acalma e ajuda na meditacao, volte os seus olhos e atencao para os seus eleitores. Por favor Presidenta, pare de ler a VEJA, FOLHA, O GLOBO e ESTADAO e comece a ler o que os seus eleitores e os destemidos e sujos blogueiros, que tanto lutaram para lhe defender na imunda guerra de 2010, estao lhe tentanto mostrar.

Acorda Presidenta Dilma, nao seja o OBAMA brasileiro, a senhora ainda tem tempo para mudar de rumo e destino deste grande pais, o povo certamente ira lhe apoiar integralmente, este povo lutara ate o final para lhe defender e tudo que ele pede e que o estado lhes de o que no fim nao passa de obrigacao minima de qualquer governante ou seja:

1) Direito democratico e acesso universalizado a informacao (Banda Larga Popular e Ley dos Medios) – O povo sabe que o Bernado e seu ministro e muito bom seguidor de ordens.

2) Educacao e saude de qualidade e universal – Cade o dinheiro do orcamento para estes ministerios, ate os ministros parecem que desapareceram do mapa e nada sem ouvem deles mais, nada mesmo.

3) Juros e taxas de servicos bancarios civilizados – Acreditamos e gostamos da dupla Tombini e Mantega mas nao existe inflacao e a taxa de juros la na estratosfera que so ajuda a trazer mais dolares e fazer a alegria do deus mercado.

4) Distribuicao de renda justa e sem criacao de oligopolios na economia – O PT cria campeoes nacionais com o dinheiro do povo para os nossos ricos empresarios venderem estes oligopolios no proximo dia para interesses alheios ao nacional, embolsando fortunas em lucros de negocios que muitas vezes nao colocarao um centavo sequer de seus propio dinheiro (VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA) – O povo nao e cego ou bobo Presidenta.

5) Uma Justica de verdade e nao esta gangue de protecao ao ricos e famosos – Mande uma lei contra estes excessos do judiciario que estamos presenciando no dia a dia do seu governo, pelo menos critique estes juizes bandidos nao fique calada em nome da igualdade dos poderes da republica. A senhora Presidenta recebeu mais de 50 milhoes de votos da populacao e eles receberao indicacoes de politicos e padrinhos politicos e usam da torga para pagar de volta os favores das elites, sao simples servicais do ricos e poderosos e nao Juizes da Republica. Toda regra tem honrosa excessoes, mas uma celula cancerosa pode matar um corpo sao se nao for extipada a tempo.

6) Traga o Brasil de volta para os brasileiros – Estamos cansados deste neo-colonialismo do mercado e dos grupos e interesses estrangeiros, hoje quase nada pertence ao Brasileiro, isto nao e globalizacao e sim uma nova colonizacao da terra brasilis.

Presidenta Dilma, a senhora ainda tem tempo de ser a Presidenta que o povo sonhou e acreditou depositando o seu voto ao lado do teu nome, a senhora ainda pode salvar o nosso amado Brasil das garras destes lesa-patrias e do onipotente e onipotente deus mercado e so querer.

Boa sorte,

Um simples brasileiro

Responder

    ZePovinho

    06 de julho de 2011 às 22h04

    Valeu,Carlos Mundim!!

    Fabricio Alves

    07 de julho de 2011 às 00h28

    é isso ai!!

Jorge Nunes

06 de julho de 2011 às 21h00

E o erro da aliança de Dilma é que pensaram apenas em vencer e não na capacidade partidos sem ligação alguma com a sociedade para manter um governo.

Certo é necessário vencer, juntar o que se podia para derrotar forças reacionárias.

E realmente se houvesse debate, que a grande mídia nega a sociedade brasileiras muitas alianças não seriam feitas. A oposição não seria tão idiotizada ao ponto de Alvaro Dias ser o porta voz dos indignados e o governo não teria uma base tão problemática, que chega a ter partidos que padecem do mesmo problema da oposição como o PR e o PP.

Responder

assalariado.

06 de julho de 2011 às 20h30

Ora, quando foi que o Estado capitalista, burguês não foi exercido desta forma. Melhor dizendo, quem é que faz todas estas mazelas dentro do Estado a não ser o seu próprio dono. As elites do capital industrial e financeiro, entre outros, se escondem dentro deste cavalo de troia chamado Estado -(eles estão invisíveis porém, atuam o tempo todo dentro deste)-, é um braço avançado/ organizado de toda a classe burguesa, para gerir o bem comum dos donos dos meios de produção. Evidentemente, a teoria politica burguesa não define o Estado deste modo. Pelo contrário, ela diz que o Estado tem o objetivo de proteger o bem comum. Reparemos, porém, que se trata de uma definição abstrata, feita a partir do que se acha que o Estado deveria ser, e não da observação com ele surgiu (da luta de classes), do que ele historicamente foi e do que continua sendo até hoje.

Ou seja, a função principal do Estado é fazer prevalecer os interesses da parcela dominante sobre o conjunto da sociedade. Para isto é necessário que o Estado tenha poder de coerção (policia, FFAA ), a fim de assegurar estes interesses pela força,sempre que seja necessário. Há varias rebeliões contra o capital, em andamento planeta afora,da uma olhada na Grécia,o governo "socialista", põe o Estado contra o povo, tudo isso para manter a ordem, a ordem capitalista. Agora podemos redefinir, o Estado como sendo uma instituição politica, jurídica,administrativa e militar que, tem por objetivo, dirigir o conjunto da sociedade, de acordo com os interesses da parcela economicamente dominante.

Saudações Socialistas.

Responder

    Carlos Mundim

    06 de julho de 2011 às 21h25

    Caro assalariado, na minha proxima visita a Londres irei passar no Cemeterio de Highgate para ver se o esqueleto do Karl Marx ainda esta la ou decidiu ir para o forno do Golders Green Crematorium e fazer compania as cinzas do Sigmundo Freud e Bram Stoker.

    Pobre Marx, ele ira precisar de muita psicanalise para entender os partidos de esquerda do mundo atual, a dita esquerda virou, como as personagens do Bram Stoker, vampiros (Cade o Cerra??).

    Estamos orfao, o mundo esta orfao.Veja o meu caso, vivo em um pais em que o mais proximo a esquerda e um empresario corrupto e foragido da justica, populista mas que pelo menos fez algo, muito mais do que o PT atual, para o seu povo, este corrupto (sera mesmo?) acabou de eleger a irma dele. Falo da Tailandia.

    No meu pais paterno a esquerda morreu com o Sr Georges Marchais no dia 16 de novembro de 1997.

    Cade os ideologos da nova esquerda mundial, sera que eles virao da Praca Tahir ou das pracas espanholas…

    da muito no que pensar.

    Gabi

    07 de julho de 2011 às 12h15

    Não vamos agora querer defender sistemas ideologicos totalizantes nem utopias ingênuas… Mas é preciso admitir que de fato o Estado envolve uma contradição fundamental, que é fruto da propria antinomia entre individuo e coletividade presente em cada um de nos.

    O Estado, sobretudo no ocidente, sempre se justificou filosoficamente como uma solução para refrear o egoismo e a selvageria natural dos homens. Em outras palavras o Estado serve para pôr ordem no caos. Se não fosse ele viveriamos numa anarquia, numa luta de todos contra todos (homo homini lupus). Trata-se portanto de salvaguardar o interesse coletivo do interesse individual.

    Entretanto, todo Estado permite a formação de uma casta que se coloca acima das normas, e que goza de prerrogativas para exprimir seus desejos egoistas e selvagens supostamente naturais em detrimento do resto da sociedade. Em outras palavras, o Estado permite que certos grupos possam pôr caos na ordem. Graças a ele, uma classe dominante se permite explorar os outros de forma anarquica ou arbitraria. Enfim, ele acaba por salvaguardar o interesse individual em detrimento do coletivo.

    Gracas a sistemas complexos de crenças, em função das circunstâncias historicas,essa equação do Estado pode tomar a forma de regimes monarquicos ou republicanos. Mas ela sempre apresenta essa contradição fundamental. O coletivo so se exprime no individual e o individual so se exprime no coletivo. Historicamente as tentativas de democracia plena sempre fracassaram no embrião.

    O neoliberalismo é mais uma forma de exprimir essa equação, so que de modo extremamente eficiente, econômico e simplificado. Justificado hoje em dia não mais pelo direito divino nem pela isonomia republicana, mas pela interpretação enviezada da biologia darwinista e genética, ele afirma que somos predadores por natureza, e que portanto temos que competir. Esse teoricamente tem regras, claro, mas na pratica alguns podem pegar a bola com as mãos e dar carrinho por tràs, os outros tem que respeitar as regras do jogo. E ainda aplaudimos os vencedores dizendo que eles merecem, e vaiamos e pedimos punição aos jogadores dos times pequenos que fazem faltas.

    Pode-se enfim inferir que a ideia de que o homem tem uma natureza abjeta que precisa ser governada não passa de um mito (dentre muitos outros!) para justificar a existência do direito e do Estado. A origem do Estado e do direito devem ser procurados em alguma outra explicação, em algum desequilibrio na simbiose dentro do grupo entre individuo e coletivo em algum momento da historia humana. Ele nasce como um meio de preservação, de reprodução do grupo, justificado pelo medo e pelo instinto de autoproteçaõ e de ação. Mas em algum momento os fins se perderam de vista, os meios se impuseram como fins, e o processo entrou em metastase. E no fim das contas o Estado (ou o poder), pelo menos desde que se tem registro historico na civilização, não tem funcionado como outra coisa senão um aparelho gerador de exploraçaõ e de privação de liberdades em proveito da riqueza e liberdade de uma casta. E quanto mais o tempo passou, mais as crenças se enraizaram.

    Cronopio

    07 de julho de 2011 às 14h42

    Caro Carlos, obrigado pelos comentários pertinentes. Respeito sua opinião, mas discordo em relação ao que Marx pensaria dos autais partidos de esquerda. Como se sabe, Marx e Engels foram os fundadores do Partido Social Democrata alemão, e tiveram de abandoná-lo. A atuação nefasta do partido social-democrata alemão no pós-1ª guerra só demonstrou que Marx não se enganara. Você a de convir que, segundo uma perspectiva marxista, um "partido socialista" é já uma contradição em termos. Finalmente, considero que a esquerda de hoje é mais lúcida do que a esquerda que via na URSS a materialização das ideias de Marx. Acho que hoje, mais do que nunca, é preciso voltar a ler a tradição marxista original. Os teóricos de esquerda de hoje ainda valem a pena justamente por serem céticos em relação às alternativas viciadas que se nos apresentam.

    Sagarana

    07 de julho de 2011 às 17h02

    "Você A de convir que, segundo uma perspectiva marxista" Ai!

    cronopio

    09 de setembro de 2011 às 10h41

    percebi o erro assim que escrevi, mas não muda em nada a compreensão. Ou você é daqueles que tem chiliques quando ouve pobre das entrevista e comenta: "ai, essa gente não sabe nem falar e quer escolher presidente".

    Vai um poeminha do Olavo Bilac para ti:

    Última flor do Lácio, inculta e bela,
    És, a um tempo, esplendor e sepultura:
    Ouro nativo, que na ganga impura
    A bruta mina entre os cascalhos vela…

    Amo-te assim, desconhecida e obscura.
    Tuba de alto clangor, lira singela,
    Que tens o trom e o silvo da procela,
    E o arrolo da saudade e da ternura!

    Amo o teu viço agreste e o teu aroma
    De virgens selvas e de oceano largo!
    Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

    em que da voz materna ouvi: "meu filho!",
    E em que Camões chorou, no exílio amargo,
    O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

    cronopio

    09 de setembro de 2011 às 10h43

    Outro agora, do Oswald:

    Vício da fala

    Para dizerem milho dizem mio
    Para melhor dizem mió
    Para pior pió
    Para telha dizem teia
    Para telhado dizem teiado
    E vão fazendo telhados"

    Mais algum comentário prescritivo, Pasquale de meia-pataca?

Roberto Ribeiro

06 de julho de 2011 às 19h55

E quanto às obras do Rodoanel?
Já receberam a aprovação da Veja?
Da Folha?
Do Estadão?
Das Globos?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!