VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Beatriz Lugão: Professores do Rio denunciam a ilha da fantasia de Sérgio Cabral


02/08/2011 - 22h06

por Luiz Carlos Azenha

Coordenadora-geral do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro, o SEPE, a professora Maria Beatriz Lugão Rios descreveu o Rio de Janeiro como uma espécie de ilha da Fantasia.

Os 80 mil profissionais de educação do estado estão em greve há quase dois meses, reivindicando 26% de reajuste emergencial, a incorporação imediata da gratificação Nova Escola (que vem sendo incorporada de forma escalonada) e o descongelamento do plano de carreira dos funcionários administrativos.

O salário inicial do docente 2, formado no ensino médio e que dá aulas para crianças do ensino fundamental, é de 610,00 reais, ou seja, pouco mais que um salário mínimo.

O salário inicial do professor com formação superior é de R$ 765,00.

Enquanto isso, a cidade do Rio de Janeiro se transforma em um canteiro de obras, com investimento superior a R$ 1 bilhão para reformar o Maracanã, por exemplo.

“Sabemos de casos em que ambulâncias levam pacientes de hospitais para morrer em casa”, ela diz, para descrever a situação caótica da saúde pública.

A Prefeitura do Rio e o governo do Estado recentemente gastaram 30 milhões de reais para promover o sorteio preliminar da Copa do Mundo.

“O Rio de Janeiro ficou em penúltimo lugar no IDEB [que mede o índice de desenvolvimento da educação básica]”, diz ela.

Há obras pagas com dinheiro público, boa parte dele federal, por toda a parte.

“Faltam dez mil professores nas escolas do Rio”, diz Beatriz.

Por causa do pré-sal, a expectativa é de que o Rio de Janeiro tenha um crescimento sustentado, de longo prazo.

“Aqui o governo aluga ar condicionado para escolas, aluga viaturas para a polícia, aluga contêineres para as UPAs (Unidade de Pronto Atendimento). É tudo terceirizado e custa mais caro”, afirma Beatriz, sugerindo que há mau uso do dinheiro público.

Além de sediar as principais competições e estruturas da Copa, o Rio ainda tem pela frente as Olimpíadas de 2016.

“O Rio é o segundo estado do país em arrecadação e proporcionalmente é o que menos gasta com o funcionalismo público”, conta a professora.

O Rio, maravilhoso, estrela as novelas nacionais, os filmes, é a cara do Brasil.

“As instalações escolares são precárias. Não temos salas de informática, quadras, bibliotecas. Quando foram instalar ar condicionado, não levaram em conta o estado da rede elétrica e em muitos lugares simplesmente caiu toda a rede”, descreve a professora. Nenhuma escola nova foi construída pelo governo Sérgio Cabral, ela denuncia.

“Estamos vivendo num país de marketing, de propaganda. Propagandeia-se que vai ter Copa do Mundo e Olimpíadas e que isso vai melhorar a vida do povo. No entanto, está melhorando a vida só dos donos das grandes empreiteiras, dos grandes empresários”.

Os professores permanecem acampados diante do prédio da Secretaria de Educação do Rio de Janeiro.

Para ouvir a entrevista, clique abaixo:

beatriz.wma

Para ler sobre greve dos professores de Minas Gerais, com a Beatriz Cerqueira clique aqui.

Para ler sobre a vitória política dos professores de Santa Catarina, com a Claudete Mittmann, clique aqui.

Para ler “É um espetáculo para inglês ver”, com Sandra Quintela (essas mulheres ainda vão arrumar o mundo…), clique aqui.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



67 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Os professores e o Rio dos mega-eventos: a ilha da fantasia de Sérgio Cabral | Matutações

26 de março de 2013 às 14h24

[…] Leia o post e ouça a entrevista completa que Luiz Carlos Azenha fez com a professora Maria Beatriz. CompartilheEmailTwitterFacebookGoogle +1MaisImprimirDiggLinkedInRedditStumbleUpon […]

Responder

Altamiro Borges: A marcha da UNE em Brasília | Viomundo - O que você não vê na mídia

31 de agosto de 2011 às 01h54

[…] Beatriz Lugão: No Rio, festa das empreiteiras encobre carência na Educação […]

Responder

#foraricardoteixeira, em estádios do Nordeste ao Sul | Viomundo - O que você não vê na mídia

29 de agosto de 2011 às 18h44

[…] Beatriz Lugão: Professores do Rio questionam a ilha de Fantasia de Sérgio Cabral   […]

Responder

STF determina: Hora de pagar o piso aos professores | Viomundo - O que você não vê na mídia

24 de agosto de 2011 às 17h32

[…] Beatriz Lugão: No Rio, Cabral produz uma ilha da Fantasia […]

Responder

Ex-mulher do goleiro Bruno: “Por 300 contos, eu fico em casa” | Viomundo - O que você não vê na mídia

19 de agosto de 2011 às 12h40

[…] Beatriz Lugão: A penúria nas escolas do Rio de Janeiro   […]

Responder

Maioria dos estados e municípios não paga o piso dos professores | Viomundo - O que você não vê na mídia

17 de agosto de 2011 às 20h50

[…] Beatriz Lugão: A ilha da Fantasia de Sérgio Cabral   […]

Responder

Débora Vaz: As escolas de photoshop do Ceará | Viomundo - O que você não vê na mídia

15 de agosto de 2011 às 13h19

[…] Professores do Rio de Janeiro: Sérgio Cabral é dos empreiteiros   […]

Responder

NY Times: Gringos desembarcam para tirar proveito do boom brasileiro | Viomundo - O que você não vê na mídia

13 de agosto de 2011 às 22h53

[…] Beatriz Lugão: O Rio é a ilha da Fantasia de Sérgio Cabral […]

Responder

Eliomar Coelho: Remoções no Rio são marcadas pela truculência | Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de agosto de 2011 às 22h44

[…] Beatriz Lugão: O Rio é uma ilha da Fantasia   […]

Responder

Professores federais: Sem diálogo, governo Dilma cassa direitos | Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de agosto de 2011 às 15h17

[…] Sérgio Cabral vende o paraíso, mas professores do Rio enfrentam o diabo para sobreviver   […]

Responder

Estudantes, no Chile: “Pública, de qualidade e gratuita” | Viomundo - O que você não vê na mídia

10 de agosto de 2011 às 09h29

[…] E os professores do Rio de Janeiro dizem viver numa ilha da Fantasia   […]

Responder

Cid Gomes vai pessoalmente “fazer remoção” da Copa | Viomundo - O que você não vê na mídia

06 de agosto de 2011 às 19h32

[…] Beatriz Lugão: Professores do Rio denunciam a ilha da fantasia de Sérgio Cabral “Estamos vivendo num país de marketing” […]

Responder

Rogerio Correia: Entre o contracheque e o “choque de gestão” | Viomundo - O que você não vê na mídia

05 de agosto de 2011 às 00h46

[…] No Rio, a ilha da Fantasia de Sérgio Cabral   […]

Responder

Professores de Minas ganham o pior salário do Brasil | A Tal Mineira – Blog da Sulamita

04 de agosto de 2011 às 18h57

[…] Para ler sobre a ilha de fantasia de Sérgio Cabral, no Rio de Janeiro, clique aqui […]

Responder

Breno Cunha

04 de agosto de 2011 às 12h56

É lastimável o que ocorre com o profissional de educação em alguns Estados, pois em regiões mais distantes e com um PIB modesto se valoriza mais este profissional, a exemplo do Maranhão, Tocantis e Acre.
Veja o Estado mais rico da Federação, trata o professor como idiota com este falso aumento anunciado aos 4 ventos, no estilo "pai de santo", pois só incorporou gratificações que a classe já recebia…

Responder

yacov

04 de agosto de 2011 às 00h30

Como "Luis Inácio falou, Luis Inácio avisou", se Jesus voltasse à terra hoje, teria que fazer aliança com Judas, para governar. Mas creio que, ao longo do tempo, como aconteceu como PR, hápouco, vamos nos livrando dos cascas-de-ferida. VIVA O BRASIL!!!

"O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBO – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

Responder

Bernardino

03 de agosto de 2011 às 22h47

o SR LULA tem culpa no cartorio com esses desmandos do RIO.Foi ele quem despejou dinheiro no estado nom panamericano,avallizpu as olimpiadas de 2016 e copa do mundo tudo para aparecer e posar de meninio do RIO como o sr Cabral o chama. Om sr LULA melhorou de um lada o pais,mas por outro lado foi conivente com a CORRUPÇAO,exemplo agora com o PR pego com a boca na botija e cuja aliança fora feita em nome da governabilidade!!A qui predomina a malandragem Portuguesa em particular no RIO que foi a segunda sede da COROA Portuguesa e a primeira a Bahia cuja bandalheira é semelhante a do Rio.

Responder

    José Ruiz

    04 de agosto de 2011 às 05h53

    Isso é uma completa inversão de valores. Panamericano, Olimpíadas e Copa do Mundo são eventos que todos os países do mundo querem sediar porque atraem investimentos e dão lucro, além de colocar o nome do país no foco internacional. É uma grande bobagem dizer que o Lula é culpado porque investiu ou trouxe esses eventos para cá. Isso é uma coisa. Outra completamente diferente é a roubalheira que a nossa elite político-financeira faz em cima desses eventos… Lula conivente com a corrupção? Mentira! Conivente é o povo que elege ladrão.. o presidente tem que se virar com o legislativo que colocam para ele… esse é o nosso sistema… a malandragem é do povo, que tem preguiça de fiscalizar seus representantes…

Marcio H Silva

03 de agosto de 2011 às 22h07

Vejam porque o PT cada vez mais vai se afundar no RJ:
"Para minha surpresa e de outros colegas parlamentares, a anistia dos bombeiros do Rio aprovada antes do recesso, não irá imediatamente para a sanção da presidente Dilma Rousseff. Antes que se alarmem, não existe nenhum perigo de não sair a anistia. O problema é que o deputado Ademir Camelo PDT/MG entrou com um recurso para que a anistia aprovada por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça, por acordo de lideranças, seja obrigada a passar por votação no plenário, atrasando todo o processo.
É um recurso que não altera nada, só vai atrasar a anistia penal dos bombeiros do Rio de Janeiro, mas o mais surpreendente é que entre os deputados que assinaram o recurso prejudicial aos bombeiros estão Benedita da Silva e Edson Santos, ambos do PT – RJ, conforme reprodução acima. Os dois são do Rio, acompanharam todo o sofrimento dos bombeiros, por que atrasar a anistia? Quem vai se beneficiar com isso?

Responder

José Silva

03 de agosto de 2011 às 21h38

Os professores deveriam ocupar um quartel do corpo de bombeiros no RJ, aí o governador pelo menos ia ficar muito p da vida.

Responder

Annibal Botto

03 de agosto de 2011 às 21h32

Sou professor público do estado do RJ e tudo isso que a Lugão diz é absolutamente verdadeiro. Que governo é esse que, além de pagar míseros salários ao magistério, tentou REDUZIR o percentual entre as referências de 12 para 7%? Que governo é esse que dá incentivos fiscais no valor de 50,2 BILHÕES de reais (segundo o jornal "O Globo") Que dá a Rede Globo 30 milhões pra festa da copa? Que ALUGA viaturas da PM em um montante que, segundo o jornal O Globo, daria para triplicar a frota?
Quando um pai ou responsável deixa o filho fora da escola, o Ministério Público, o convoca para lhe dar uma "dura". Porque o Ministério Público, tão cioso das crianças quando se trata de punir pais, não enquadra o governador e o secretário de educação por NÃO NEGOCIAR com os professores e fazer a greve se alongar…a greve vai completar dois meses no próximo dia sete e o Ministério Público não pressiona o goveernador. A OAB não se oferece para mediar o conflito, os "especialistas de educação" sempre tão falantes, emudecem. Medrosos! A coragem deles e o senso de responsabilidade pública só aflora contra os pais pobres.

Responder

fabio

03 de agosto de 2011 às 20h35

sergio cabral e aecinho do bafometro devem conversar muito a respeito de politicas educacionais uma vez que tanto em MG quanto no RJ a situaçao do sistema de ensino eh muito semelhante.

Responder

Rogério Floripa

03 de agosto de 2011 às 20h01

Acho que os professores devessem invadir um quartel para serem ouvidos.

Documentário – Pro Dia Nascer Feliz – Uma lente sobre a educação http://fwd4.me/08Co

Responder

Marta

03 de agosto de 2011 às 19h21

Enquanto isso, no Nordeste maravilha, a históriamé bem diferente. Sugiro que os leitores leiam como o funcionalismo público é tratado em Campina Grande, Paraíba.

Responder

Rafael

03 de agosto de 2011 às 17h59

E a globo ganhou 15 milhões para um "cala boca".

Responder

Ed RJ

03 de agosto de 2011 às 15h23

Parabéns Azenha por colocar na pauta de discussões a greve dos professores do RJ. Nós professores fluminenses estamos sendo humilhados diariamente pelo governo Sérgio Cabral. Segunda-feira passada, o nobre governo teve a ousadia de nos oferecer 3,5% de reajuste. Já para o Eike Batista, Globo e Cavendish….

Responder

Elton

03 de agosto de 2011 às 14h53

Pela legislação, vc tem direito a dois empregos públicos. Se vc tivesse outra matrícula no estado, não podeiria ter mais nenhum tipo de vinculo publico e ganharia perto der$2600,00, pois, o abono por dourorado é apenas em uma das matriculas. vc acha razoável um profissional com doutorado ganhar r$2600,00 mensais? Ainda tem mais, é dificil uma escola encaixar todos os seus tempos em dois turnos, a grande maioria não consegue.Logo, vc tarbalharia 3 turnos para cada matricula. E o tempo para planejamento, estudo e aperfeiçoamentoficaria para os outros dois turnos, completando 8 turnos de trabalho.E aí, é para fazer greve???

Responder

Fernando

03 de agosto de 2011 às 14h16

Não entendo o porquê do PT fluminense não romper com o governo Sérgio Cabral.

Carlos Minc, Jorge Bittar e demais petistas no alto escalão, tenham dignidade e entreguem seus cargos!!

Responder

    Haroldo

    04 de agosto de 2011 às 13h14

    É porque a "boquinha" é boa, Fernando. O único deputado do PT fluminense que sempre bateu de frente com o Cabral, Picciani e a turma do PMDB é o Alessandro Molon. O restou foi todo cooptado.

Cunha

03 de agosto de 2011 às 13h36

E na cabeça dele, dos amigos deles, dos lobbistas e etc, o problema do Rio é o Galeão.
O problema é porque não está com ele, para apinhá-lo de gente da ALERJ e instalar por lá uma UPP especial, o Comando Delta.
Como li:
Em 1500,na localidade chamada de Porto Seguro,o Brasil foi descoberto por Cabral.
500 anos depois, em Porto Seguro, Cabral foi descoberto pelo Brasil.
Tucanóide…

Responder

ZePovinho

03 de agosto de 2011 às 11h52

O Padre Antônio Vieira,o que escreveu "Os Sermões",já conhecia o Bom Ladrão Privado:

"……..Entretanto, o Bom Ladrão Privado esforça-se por convencer assalariados, pensionistas, desempregados, consumidores, contribuintes, eleitores e sobretudo os pobres em Ciências do Ter & do Poder de que o Público é a raiz do mal, apesar de tão grande Riqueza Privada não existir sem tamanha Pobreza Pública"………..
http://resistir.info/portugal/sermao_do_bom_ladra

Sermão do bom ladrão
por César Príncipe [*]

Corria e decorria o período quaresmal do Ano da Graça de 1655 em Lisboa. Na Igreja da Misericórdia, postavam-se, em solene recolhimento, Dom João IV, o rei, os seus ministros, os seus conselheiros e os seus magistrados. Com uma lacerante concepção do mundo, da história, do Estado, da Sociedade e do Evangelho, levanta-se António Vieira, o pregador. Começou por advertir Sua Majestade e os seus próximos de que a prédica mais se adequaria à Capela Real, já que incidiria sobre questões de poder e corrupção, opulência e indigência, adulação e mistificação. Mas quiseram as circunstâncias que a Palavra da Luz se fizesse ouvir na Conceição Velha. Corre e decorre o Ano da Graça de 2011 e o sermão mantém-se pertinente, bastando substituir a Índia por União Europeia, o rei por presidente, os ministros por ministros, os conselheiros por assessores, os magistrados por magistrados.

Responder

Combate ao Racismo Ambiental » Professores de Minas publicam contracheques para provar que estado é PSDB*

03 de agosto de 2011 às 11h35

[…] Para ler sobre a ilha de fantasia de Sérgio Cabral, no Rio de Janeiro, clique aqui […]

Responder

Antonio

03 de agosto de 2011 às 11h21

Sérgio Cabral desgoverna como o PSDB, transpirando corrupção. Pelas terceirizações escorre o dinheiro público para a mão dos amigos, apadrinhados, partido, correligionários e para o próprio bolso. É só o Ministério Público procurar que acha.

Responder

Adilson

03 de agosto de 2011 às 11h19

Pessoal e não esqueçamos de uma coisa. Com essa visibilidade exacerbada, o RIO DE JANEIRO, se tornou em menos de 2 anos uma das cidades mais caras pra viver do Mundo!!!! Pulou da 189 posição para a 19.

Uma pesquisa mostrou recentemente: Corte de cabelo mais caro que Londres, croissant mas cara que paris, yoga mais cara que Hollywood, academias de ginástica mais cara que a de Madonna…E não fica só no consumo da elite não (que paga quanto for sem questionar)

Todos os preços estão sendo abruptamente puxados pra cima a cada dia: Passagens de ônibus, o quilo dos restaurantes de rua, cinema, serviços etc.

Os aluguéis então, meu Deus que está no céu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Quem é do Rio pode comprovar: viver aqui está muito, mas muito dificil pra quem ganha salário.

Portanto, a situação se agrava, porque os baixíssimos salários pagos aos professores do RJ se tornam quase que nada considerando-se o custo de vida milionário da cidade.

Responder

sergio mario

03 de agosto de 2011 às 10h52

Talvez os professores do Rio devessem invadir algum quartel…

Responder

Augusto

03 de agosto de 2011 às 10h06

Os militares pagavam melhor que os atuais "democratas". Eu acho que essa tal democracia não funciona mais. Aliás, nem sequer chegou a funcionar.

Responder

glapido

03 de agosto de 2011 às 09h59

Reforço as palavras do Leonardo Câmara, parabéns pelo exemplo de jornalismo independente.
Graças a vocês, independentes, é possível agora informar-se sem ter que recorrer às mídias tradicionais.
A única sugestão que faço é que a reportagem cite as fontes daqueles números que a professora menciona, referentes aos gastos realizados em algumas das obras e organização de eventos.
Já que se trata mesmo de uma mídia multi, é importante que as provas do "crime" (no caso, as fontes que comprovem aqueles números citados pela professora) já viessem anexadas, ou linkadas, na matéria.

Responder

Augusto

03 de agosto de 2011 às 09h58

Hoje em dia as terceirizações servem para desvio de dinheiro. Soube que os integrantes da alta corte governamental do Rio estão todos milionários, inclusive o príncipe. Definitivamente, não vale mais a pena ser professor. Vão fazer outra coisa na vida.

Responder

pperez

03 de agosto de 2011 às 09h45

Mas cá entre nós a quem esse Cabral engana?
Sempre foi tucano e agora no PMDB tenta dar uma conotação mais progressista para quem sempre teve ideias e comportamentos ditatoriais e ultraconservadoras, como no recente caso dos bombeiros.
Mas, o Rio de janeiro amarga a sina politica de uma caveira de burro enterrada que vou te contar, depois da destruição laranja nos anos de Cesar Maia eis que surge Eduardinho Paes para resolver os problemas da cidade em parceria com Cabral.
Creio até que a cidade herdará alguma coisa de positivo com estas obras faraonicas pré olimpicas e Copa do mundo mas ao custo da aniquilação profissional do funcionalismo publico e a paralisação de beneficios sociais importantes como a farmacia popular que, está a 2 meses sem as fraldas geriatricas.
Os velhinhos agradecem penhorados ao Cabral!

Responder

nilton de souza

03 de agosto de 2011 às 09h18

sou professor de quimica e ganho muito pouco

Responder

nilton de souza

03 de agosto de 2011 às 09h17

6 vezes menos

Responder

nilton de souza

03 de agosto de 2011 às 09h15

itapeba

Responder

José Ruiz

03 de agosto de 2011 às 08h40

Enquanto isso, no Rio de Janeiro tem apartamento com m2 valendo R$ 20 mil (é isso mesmo, R$ 2 milhões por um AP de 100m2). Isso também ocorre em São Paulo, Brasília, etc. Professor, que é o cara responsável pela formação do cidadão, ganhando R$ 1000/mês vai morar na favela.. o mesmo vale para policial, bombeiro, médico, etc… alguma coisa está muito errada no Brasil, só não vê quem não quer… => só para exemplificar: em Salvador os caras estão há 11 anos construindo um metrô que já custou R$ 1 bilhão (!!) e tem 6Km inconclusos.. e ninguém foi preso (e nem vai.. a última informação do processo na justiça é que ele estava parado por falta de barbante para amarrar os documentos – perdeu-se a vergonha..).. para roubar desse jeito é preciso ter um povo idiota (mesmo!).. sabe quando esses caras vão melhorar a educação nesse país? Nunca! (PS.: em Salvador temos a influência do governo federal (PT), estadual (PT) e prefeitura (ex-PMDB, agora PP) – os problemas não estão sendo enfrentados, pelo contrário, estão sendo ampliados – imagino que Rio deva ser a mesma coisa).

Responder

Marinho

03 de agosto de 2011 às 08h37

O medico na Prefeitura ganha com 24 horas semanais em fim de carreira RS 1918,00 e as condiçoes e a evasão é absurda. E o prefeito informa que deu aumento de 6,56%, ou seja repós a inflação.Estamos em campanha fazendo atendimento porém nãi gerando AIHS e coisas afim de repasse . Nossa Campanha de Valorização MÉDICO é silenciosa, porém está caminhando.Azenha. ajude-nos avaliando nossa Campanha, pois na mídia nada vejo.

Responder

bentoxvi - o santo

03 de agosto de 2011 às 08h35

Azenha.

Foi esse sujeitinho que estava chorando por mais dinheiro do pré-sal?Taí o politico que não investe no futuro do seu estado…e o aumento da violência é sua maior consequência…

Responder

    José Ruiz

    03 de agosto de 2011 às 10h15

    Exatamente, essa choradeira pelo pré-sal é só para sustentar a corte carioca… o povo mesmo, está ferrado…

    Marcio H Silva

    03 de agosto de 2011 às 18h45

    Ele tá se lixando para os royalties. Os governadores de SP e ES chamaram o do RJ para defender em conjunto seus interêsses junto ao governo federal e ele não mandou nem representante.

Antônio de Sampaio

03 de agosto de 2011 às 03h09

O Brasil de Lula e do PT é uma grande farsa…

Falsários mesmo e que alguns incautos ainda caem na lábia deles.

Responder

    Guanabara

    03 de agosto de 2011 às 09h33

    É isso aí! Bom mesmo é a SP do PSDB com enchentes, maiores engarrafamentos do mundo, assaltos a caixas eletrônicos, obras que desmoronam e escolas de lata. Ou o RS do PSDB com Yeda Crusius e todos seus escândalos de corrupção e superfaturamento. Ou as MG do PSDB, em que o Senador mora no RJ, é flagrado dirigindo embriagado e imprensa é livre pra dizer o que o governo quer.

    Julio Silveira

    03 de agosto de 2011 às 10h06

    A grande farsa vivemos a seculos, meu caro. O Lula foi uma das poucas pessoas, no decorrer de nossa história, que buscou trazer um pouco mais de equilíbrio a sociedade. Não é a toa que o País está muito mais forte do que quando ele assumiu, mas isso não quer dizer que não hajam coisas coisas a serem feitas, como por exemplo os cidadãos que elegem a politicalha que sempre os afundou começarem a se dar conta de que não são apenas os políticos os responsáveis, devem também, com humildade, assumir sua parcela de irresponsabilidade, mas com inteligência encarar de frente essa indolência e passar a praticar a analise dos candidatos a homens publicos, não tratando algo tão importante como loteria, onde se marca os volantes esperando que a aleatoriedade esteja a seu favor. Reverter essas incoerências, por exemplo, não permitindo que categorias importantes como as dos professores se sintam desestimuladas a praticar seus oficios. Devem começar a perceber que políticos dão mostras de suas intenções justamente no trato que dão a determinadas categorias tão necessárias ao crescimento da cidadania, e dentre essas categorias os professores são os pilares. Culpar o Lula, um governante que fez a diferença para muitos brasileiros, pelo mal que acomete a séculos o País e mais que desconhecimento é ignorância, mas pode haver, também, nesse conceito pitadas de preconceito e aí, amigo, pode ser caso de analista.

    jose marcos

    03 de agosto de 2011 às 12h18

    É isto mesmo Sr Antonio Tucano Sampaio, que beleza era o Brasil de FHC, que só quebrou 3 vezes, que beleza é SP dos tucanos, sem nenhum corrupão e por ai vai. Quanto custou mesmo a a lei que permitiu a reeleição do FHC? quanto mesmo ja foi aditivado nas obras da marginal??? han sim ea educação publica de SP é uma maravilha não??? deixa de ser cinico meu caro, olhe para o seu umbigo primeiro

José Eduardo Camargo

03 de agosto de 2011 às 01h28

Essa é a tal "modernização conservadora" da qual nos falam os historiadores. Altera-se e embeleza-se a fachada mas não se muda a estrutura. Ou seja, ela (a modernização que nos é imposta) é bem a cara de nossa elite jurássica, pré-capitalista, a mais predadora e infame do planeta e de toda a história da humanidade. Se dependesse de mim, "paredón", já, nessa elite de merda!!! Pronto, desabafei, e me desculpem pela expressão chula!

Responder

ZePovinho

02 de agosto de 2011 às 23h59

No Rio,como em todo Brasil,montaram-se consórcios de amigos do poder para assaltar o Estado.O sujeito cria uma empreiteira,uma concessionária de serviços públicos(que DEVIAM SER FEITOS PELO ESTADO PORQUE É MAIS BARATO,EFICIENTE,EFICAZ E EFETIVO),um motel,um bordel ou o caralh…. que o parta e passa a explorar os cidadãos com serviços péssimos,sujos e carésimos.
Nunca pensei que veria uma nomenklatura "capitalista" aboletada nas barbas do Estado e vivendo o sonho "capitalista" americano:ter uma empresa contratista do governo…………

Responder

Os professores e o Rio dos mega-eventos: a ilha da fantasia de Sérgio Cabral « Matutações

02 de agosto de 2011 às 23h36

[…] Leia o post e ouça a entrevista completa que Luiz Carlos Azenha fez com a professora Maria Beatriz. […]

Responder

Marcio H Silva

02 de agosto de 2011 às 23h21

Há uma contradição entre a gestão pública federal e a estadual. O Governo Federal deveria apertar mais os estados quando o assunto é educação, saúde e segurança. To de saco cheio de ver isto desde que me entendo como gente. Não adianta investir em infra estrutura se não desenvolvermos uma infra-estrutura humana adequada. Com a taxa de crescimento atual nos próximos 5 anos precisaremos no mínimo de mais de 8 milhões de pessoas educadas e treinadas para tocar o país. O que estes Governadores estão pensando que são? Quem vai acabar com esta promiscuidade entre o poder executivo estadual e o poder judiciário estadual? Onde está o estado de direito? que democracia é esta? Ainda vivemos um regime coronelista.

Responder

    Adilson

    03 de agosto de 2011 às 00h06

    Márcio, sua revolta é absolutamente justa e seu ponto de vista está corretíssmo.

    Mas infelizmente temos uma constatação aqui no Brasil: Quando o assunto é educação há uma unanimidade, uma espécie de "consenso invisível" já que definitivamente não é prioridade de NENHUM governo, seja ele de esquerda, direita, de centro, de cima, de baixo, norte, sul, leste ou oeste.

    Azenha vc dá uma enorme contribuição trazendo a baila a precarização do ensino e a situação dos professores no Brasil.

    josaphat

    03 de agosto de 2011 às 11h54

    Corretíssimo, Adilson! No Brasil e em quase todo o mundo, a educação é ferramenta essencial para a manutenção do status quo e da divisão de classes.

    Antônio de Sampaio

    03 de agosto de 2011 às 03h17

    Oito anos de incompetência e corrupção do governo federal e tu vem por a culpa nos estados rapaz????

    Assumam suas responsabilidades pela própria lambança e incompetência.

    Parem de culpar os outros pelo que não presta quando o culpado são vocês mesmo.

    sergio mario

    03 de agosto de 2011 às 10h50

    Ô Antonio, incompetência e corrupção não são exclusividade dos governos do PT. A história mostra isso de forma clara, ou voce acredita que tudo começou após 2002?
    E a culpa é dos estados sim uma vez que o ensino fundamental e médio é de responsabilidade dos governos estaduais e municipais.

    Gênio da lampada

    04 de agosto de 2011 às 14h36

    A culpa é dos estados e das prefeituras, que tem fiscalização precária, incapacidade total de gerenciamento e, se já é difícil pro governo federal impor perfil técnico, imagina na prefeiturazinha aonde se manda e desmanda? Vê se a globo(e cia) detona as prefeituras/governantes do PSDB.
    "Claro que não, são muito menos corruptos que o governo federal!" ?
    Tire seu cavalinho da chuva, ou seu corpo do país(pois a mente já foi pra um conto de fadas)

    Porque querem criar um novo estado no país? De certo é porque vai melhorar a capacidade do estado em gerenciar? Obviamente, não.

    Saia pelo brasil a fora, e comece a perguntar sobre problemas na prefeitura, multiplique isso pelos 5.565 , vai dar grana pra caralho.

Leonardo Câmara

02 de agosto de 2011 às 23h15

Parabéns mais uma vez para o Viomundo. O caminho é este, expor este governantes hipócritas que dizem investir em educação e não o fazem.

Enquanto o salário do professor não for digno, o sistema público de ensino continuará falido. Só quem pode mudar isto somos nós cidadãos.

Aliás, poderíamos todos ter educação gratuita e de qualidade assim como na França. Como isso diminuiria o custo de vida, não? Aliás, educação e saúde…

Responder

    @renan2112

    03 de agosto de 2011 às 13h31

    Poderia, mas educação gratuita e de qualidade incomodaria muita gente.

    Incomodaria a bancada religiosa, que veria pessoas questionando seu proselitismo e sua apologia ao ódio disfarçada de "liberdade de expressão".

    Incomodaria as grandes empresas, que não conseguiriam vender sua "felicidade em 48x", seu estilo de vida irreal das propagandas seria questionado e criticado, assim como o seu greenwashing etc…

    Incomodaria o governo, que se veria na obrigação de ser honesto :)

edmil

02 de agosto de 2011 às 22h38

ENFIM! ALQUEM DISSE A VERDADE SOBRE ESSE GOVERNADOR CORRUPTO PENA QUE O RIO NÃO "TEM " MINISTERIO PÚBLICO SENAÃO JÁ TERIAMOS SECRETÁRIOS NA CADEIA. OS PROFESSORES MERECEM TODO O APOIO E A SOCIEDADE VAI IR AS RUAS AGUARDEM!!!

Responder

Fernando R.

02 de agosto de 2011 às 22h33

Só falta esclarecer que este valor, de 765,00 é para início de carreira, para uma carga horária que pode ser cumprida em dois turnos, ou seja, uma manhã e uma tarde, ou duas noites…
Eu sou professor do Estado há onze anos, tenho doutorado, e por isso, recebo pelas duas noites de trabalho um valor líquido pouco acima de 1.500,00. É pra fazer greve?

Responder

    João PR

    02 de agosto de 2011 às 23h58

    Você quer dizer que os R$ 765,00 é para oito horas de trabalho??
    Quer dizer que se o Professor trabalhar 40 horas temos que multiplicar os R$ 765,00 por cinco?
    Se for esta a verdade, acho que vou me mudar para o RIo de Janeiro e ser Professor do Estado.
    Como não acredito em Papai Noel, fico por aqui mesmo.

    Luis

    03 de agosto de 2011 às 10h30

    Povo corrupto! Como se vendem. Farinha pouca, meu pirão primeiro.

Professores de Minas publicam contracheques para provar que estado é PSDB* | Viomundo - O que você não vê na mídia

02 de agosto de 2011 às 22h19

[…] Para ler sobre a ilha de fantasia de Sérgio Cabral, no Rio de Janeiro, clique aqui […]

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.