VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


A Cármen Lúcia, Fachin, Fux, Mello, Toffoli, Marco Aurélio e Moraes: Vão esperar algum grevista de fome morrer na frente do STF?
Fotos: SCO/STF e Adilvane Spézia/MPA
Denúncias

A Cármen Lúcia, Fachin, Fux, Mello, Toffoli, Marco Aurélio e Moraes: Vão esperar algum grevista de fome morrer na frente do STF?


22/08/2018 - 12h25

Fotos: SCO/STF e Adilvane Spézia/MPA

por Conceição Lemes

Em 7 de agosto, os sete militantes de movimentos populares em greve de fome protocolaram no Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de agendamento de audiência com cada um dos 11 ministros da Corte, como este abaixo dirigido à presidente Cármen Lúcia.

O assunto é a votação das ações declaratórias de Constitucionalidade (ADCs) 43 e 44.

A intenção é tratar da urgência de a Suprema Corte pautar a votação das Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs) 43 e 44, com o objetivo de suspender a execução antecipada da pena após condenação em segunda instância.

Se acatadas pelo STF, as ADCs teriam força de reparar entendimento anterior da Corte, que, em 2016, fez prevalecer a tese da prisão provisória após condenação em segunda instância.

Ao reformar tal decisão, o Supremo estaria garantindo ao ex-presidente Lula e a milhares de outros brasileiros o usufruto do princípio constitucional da presunção de inocência.

Até hoje, quarta-feira, 22 de agosto, um único ministro recebeu pessoalmente os grevistas de fome em audiência: Ricardo Lewandowski.

O grupo foi recebido também em audiência pelo chefe de gabinete do ministro  Gilmar Mendes.

“O pedido de audiência com a ministra Cármen Lúcia está mantido”, afirma ao Viomundo Cleber Buzatto, secretário-executivo do Conselho Missionário Indiginista (Cimi), que integra o grupo de movimentos apoiadores.

“A  audiência de 14 de agosto  não foi a pedido dos que estão em greve”, prossegue.

Em 14 de agosto,  a magistrada recebeu em audiência pública um grupo formado, entre outros, por: Adolfo Pérez Esquivel, prêmio Nobel da Paz; frei Sérgio Görgen, um dos sete grevistas de fome;  Osmar Prado, ator, João Pedro Stedile, dirigente do MST;  Beatriz Cerqueira, representando a Frente Brasil Popular; além de juristas, intelectuais e representantes da sociedade civil.

“Naquela ocasião, foi reiterada a importância de ela receber os grevistas e a ministra disse que receberia ou, se fosse necessário, iria até onde eles estão, no CCB [Centro Cultural Brasileiro]”, salienta Buzatto.

Assim, nessa segunda-feira (20/08), eu, Conceição Lemes, enviei aos ministros que não haviam agendado a audiência e também à assessoria de imprensa do STF a seguinte demanda:

Estou fazendo uma reportagem sobre os sete grevistas de fome — Frei Sérgio Görgen,  Rafaela Alves, Luiz Gonzaga, Jaime Amorim, Zonália Santos,Vilmar Pacífico e Leonardo Soares.
 
Em 7 de agosto, eles protocolaram no STF pedidos de audiência com os 11 ministros dessa Corte, entre os quais o senhor. 
 
Diante disso, gostaria de saber: 
 
1) O senhor vai agendar audiência com os grevistas de fome?
 
2) Se sim, quando seria?
3) Se não, por quê?
Prontamente, Edna Cristina de Almeida Aquilino, secretária de gabinete do ministro Luís Roberto Barroso,  respondeu a esta repórter:
Prezada Sra. Conceição Lemes:

Considerando a indisponibilidade da agenda do ministro Luís Roberto Barroso, o gabinete agendou audiência com a chefe de gabinete, Dra. Renata Saraiva no dia 09/08/2018, mas eles não compareceram nem responderam a mensagem.

Esperamos ter ajudado.

Atenciosamente,

Edna Cristina de Almeida Aquilino

Secretária

Questionado, Buzatto esclareceu:

“O e-mail do gabinete do ministro Barroso misturou-se com e-mails de apoio e solidariedade aos grevistas e, de forma involuntária, não foi devidamente visualizado em tempo hábil.No dia 18, último sábado, foi enviado e-mail ao Ministro em nome dos grevistas, reiterando o pedido de agenda.

A audiência, com a chefe de gabinete de Barroso, está reagendada para esta quarta-feira, às 15h.

Os grevistas reiteraram o pedido aos ministros que ainda não a agendaram.
Só a ministra Rosa Weber confirmou. Será na tarde desta quarta-feira, após a sessão no STF.

Diante disso, nós, do Viomundo,  voltamos perguntar a Cármen Lúcia, Edson Fachin, Luiz Fux, Celso de Mello, Luiz Toffoli, Marco Aurélio e Alexandre de Moraes: Data vênia, digníssimos ministros, por que ainda não agendaram audiência com os grevistas de fome? Vão esperar um deles morrer na frente do STF?

OS SETE COM A SAÚDE BEM FRAGILIZADA; ZONÁLIA PASSOU MAL 2 VEZES

Nesta quarta-feira (22/08),  Vilmar Pacífico,  Zonália Santos  (MST), frei Sérgio Gröjen, Rafaela Alves, Jaime Amorim (Movimento de Pequenos Agricultores -MPA) e  Luiz Gonzaga Silva ( Gegê, da Central de Movimentos Populares– CMP) completam 23 dias estão sem comer nada.Leonardo Soares, do Levante Brasil Popular, que reforçou o grupo depois, 17 dias.

Ontem,  a grevista Zonália Santos passou mal durante ato em frente ao STF.  É a segunda vez que isso acontece, desde que iniciou a greve de fome, em 31 de julho.
Inicialmente, Zonália foi atendida em frente ao STF pelos médicos Ronald Wolff e Maria da Paz,da Rede de Médicos e Médicas Populares.
“Zonália apresentou uma hipotensão postural bastante acentuada, foi acometida por uma síncope e perdeu os sentidos”, explicou o médico Ronald Wolf, em nota do grupo de comunicação da Greve de Fome.
“Colocamos ela no chão, elevamos as pernas e passamos afazer manobras para que ela recuperasse os sentidos”, acrescentou.
Zonália foi levada pela equipe do SAMU para atendimento médico no Hospital Regional Asa Norte.

Em seguida, retornou ao ao CCB, onde segue em observação.

Os sete grevistas de fome sabem dos riscos que correm, mas permanecem irredutíveis nos seus propósitos. Prometem ir às últimas consequências.

“A culpa dessa situação é do Supremo Tribunal Federal, que não demonstrou até agora um mínimo sinal de sensibilidade para com estes companheiros e companheiras que estão há 22 dias esperando dolorosamente para serem recebidos por um ministro, por uma ministra”, desabafou Maria Kazé, dirigente do MPA.

Para a líder camponesa, os ministros que simbolicamente representam o terceiro poder do país tem renegado constantemente a sua obrigação de guardar, respeitar e defender a Constituição Federal.

Leia também:

Apoio a Lula aumentou enquanto ele está preso em Curitiba

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Edo Portugal

24 de agosto de 2018 às 11h07

Assassinaram um ministro do STF e sequer buscaram aprofundamento investigativo, não é de se estranhar que não se importarão com a morte de alguém que nunca viram cara a cara.
O STF não vira refém de ninguém sendo o poder máximo do país e a turma que o preside já demonstrou seu caráter arbitrário ignorando escandalosamente a carta magna da nação! Estamos vivendo sob uma ditadura de toga e numa ditadura, a morrer e matar de fome de raiva e de sede são tantas vezes gestos naturais.

Responder

Valdir

24 de agosto de 2018 às 08h03

Ué, não tem comida? Comam e não morrerão… Já pensou se o Judiciário ficar refém desse tipo de artimanha? Aí não haverá como legislar, julgar ou governar nesse já bagunçado país.

Responder

Lukas

23 de agosto de 2018 às 10h55

Quase 24 horas da postagem e 1 comentário. Nem seus leitores estao ligando.

Puseram pobres e negros para morrer de fome. Seus cadáveres são mais fotogenicos?

A culpa pela morte deles será de quem se beneficia pela greve.
A culpa é sua também.

Responder

Lukas

23 de agosto de 2018 às 09h48

Conceição, Lula e todos os petistas torcendo pela morte dos grevistas. Adoram um cadáver para exibir.

A morte de um grevista será sua culpa, PESSOALMENTE, Conceição.

Responder

OSVALDO LESCRECK FILHO

22 de agosto de 2018 às 15h40

Se a Globo manar esses escroques atendem na hora… Lula Livre e moro e seus comparsas na cadeia!!!

Responder

    Maluh

    24 de agosto de 2018 às 09h48

    O que é isso, soltar um condenado e por na cadeia uma pessoa de conduta ilibada? É por essa e outras que estamos nessa meleca…bandidos tem prioridade. Se querem morrer de fome, que morram…mas a justiça já decidiu e o povo brasileiro aplaudiu…lula na cadeia.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.