VIOMUNDO

Paulo Pimenta: Globo blinda anunciantes de cerveja e não “vê” relação entre consumo de álcool e mortes no trânsito

03 de janeiro de 2016 às 11h53

bebida e acidentes de trânsito

O Globo blinda e “brinda” seus anunciantes de cerveja em matéria que não “vê” relação entre consumo de álcool e mortes no trânsito

por Paulo Pimenta

A proximidade com o carnaval e a dependência econômica que a mídia tem da publicidade de cerveja levaram o jornal O Globo a isentar, desde agora, a combinação bebida e direção como uma das causas da violência no trânsito.

Em matéria deste domingo (3), o jornal “analisa” a ocorrência dos acidentes em rodovias federais e aponta suas causas. O Globo “não viu”, em nenhum momento, o consumo de bebidas alcoólicas com um fator preponderante para as vítimas das estradas.

Para dar suposta credibilidade àquilo que O Globo quer esconder, ou não pode dizer  – a relação entre álcool e acidentes com veículos – um especialista em segurança de trânsito surge no texto para sentenciar que o “despreparo dos motoristas”, a “falta de manutenção dos veículos” e a “péssima qualidade das vias” é que são os responsáveis pelas colisões nas estradas. Nenhuma referência sobre álcool e direção, apesar de constar claramente no site da Polícia Rodoviária Federal que, nas operações de fiscalização de final de ano que terminam só depois do carnaval, a “embriaguez ao volante” é uma das “principais atitudes dos condutores que acarretam acidentes graves”.

No ano passado, a Revista Época, do grupo Globo,  revelou que a Ambev ocupava o sexto lugar entre as dez empresas que mais investiram em publicidade no primeiro semestre de 2015 no país.

Não fosse pelas razões óbvias e conhecidas, seria de se estranhar o fato de uma matéria que dedicou uma página inteira sobre acidentes em rodovias não ter ouvido nenhum especialista na área da saúde, por exemplo.

Até porque, se ouvisse, saberia que a Organização Mundial da Saúde aprovou, em texto assinado por 193 países no ano de 2010, a restrição da publicidade de cerveja como uma solução estratégica à diminuição da violência no trânsito. Dados da OMS afirmam que o álcool é o agente causador de 4% das mortes do mundo, vitimando mais do que doenças como AIDS e Tuberculose. O público jovem, especialmente do sexo masculino, representa a maior parte das vítimas.

Em outro estudo, a OMS verificou que países desenvolvidos que acabaram com a propaganda de álcool reduziram o consumo em 16% e tiveram 23% menos mortes no trânsito que os países onde não há restrições à propaganda, como o Brasil.

Aqui, o Conar, espécie de autorregulação da propaganda, é conivente com os recorrentes desrespeitos da publicidade de cerveja ao seu próprio código. Para modificar essa situação, em 2011 apresentei projeto de lei 701/11 que estabelece restrições à publicidade de cerveja, como sugere a OMS. Mas, o  Congresso Nacional não teve ainda a coragem necessária para enfrentar o “lobby” dos três setores que impedem a aprovação de uma legislação sobre esse tema no Brasil: a indústria de cerveja, as agências de publicidade e a mídia.

Há alguns anos,  o professor Braz de Lima, do Programa de Álcool e Drogas da UFRJ, estimou que o álcool está presente em 75% dos acidentes de trânsito que ocorrem no país.

Em 1996, o Congresso Nacional aprovou a restrição de publicidades ao cigarro. Nesses 20 anos, o número de fumantes no Brasil, que entre a década de 80 e 90 era de aproximadamente 30%, hoje apresenta índice de 10,8%, segundo o Ministério da Saúde. Isso fez do Brasil um dos países que mais reduziram o número de fumantes no mundo nos últimos anos.

Como se sabe, o carnaval é o período em que os segmentos de bebidas mais lucram, quando milhões e milhões de litros de cerveja são consumidos, e que também muito investem em publicidade.

O aumento do consumo de álcool nessa época faz com que esse seja o período, apontado pela Polícia Rodoviária Federal, como o mais crítico em termos de acidentes em rodovias federais.

Mas O Globo não “descobriu” nada disso. Nem poderia, já que a matéria foi construída para blindar – ou brindar ? – seu próprios anunciantes de qualquer responsabilidade sobre os acidentes e mortes no trânsito que ocorrerão durante o carnaval.

Paulo Pimenta é jornalista e deputado federal pelo PT-RS

 Leia também:

Leandro Fortes: Aos Frias, com carinho

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

20 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

FrancoAtirador

05/01/2016 - 20h12

.
.
Tópi Fáivi Fórbis-br 2015
.
Os 5 Mais Ricos do braZil
.
.
1° = Jorge Paulo Lemann
.
Fortuna Pessoal = U$ 25 BILHÕES
.
Corporação Privada = Anheuser-Busch Inbev (ABInbev = AMBEV+Interbrew+Budweiser)
.
Esse Carioca de 75 anos forma o Trio da Cerveja
junto com Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira.
Controlam a ABinBev, a Maior Cervejaria do Mundo,
com 25% de “market share” global, e uma da 5 Maiores
Empresas de Produtos de Consumo Mundial.
.
Se você bebe Cerveja Skol, Brahma, Antárctica, Polar …
(http://www.ambev.com.br/nossas-marcas/cerveja)
ou Pepsi, Sukita, Lipton Tea, Gatorade, Fusion …
(http://www.ambev.com.br/nossas-marcas/refrigerante)
está contribuindo para a Fortuna desses 3 Ricaços
que também são Donos das Lojas Americanas, Submarino.com,
Burger King, no braZil, e recentemente adquiriram,
em conjunto com Warren Buffet, a Heinz Ketchup
(o ketchup Mais Consumido no Planeta Terra).
.
Desde a queda da Grupo EBX, de Eike Batista,
Jorge Paulo Lemann ocupa pela segunda vez
a 1ª Posição na Lista de Super-Ricos da Forbes-braZil.
.
.
2° = Joseph Safra
.
Fortuna Pessoal = U$ 17,3 BILHÕES
.
Corporação Privada = BANCO SAFRA
.
É Libanês Naturalizado braZileiro.
Fundou, em Sociedade com seus irmãos,
o Safra, um dos 10 Maiores Bancos do braZil.
.
Tem Participação Societária na Aracruz Celulose,
em uma Empresa de Telefonia em Israel
e em Diversos Bancos em Outros Países.
.
.
3° = Marcel Herrmann Telles
.
Fortuna Pessoal = U$ 13 BILHÕES
.
Corporação Privada = Anheuser-Busch Inbev (ABInbev = AMBEV+Interbrew+Budweiser)
.
Com a Fusão da Antarctica com a Brahma, fundou a AMBEV,
depois InBev, com a Incorporação da Cervejaria Belga Interbrew.
Mais tarde, com a compra da Budweiser, tornou-se a ABinBev
(Anheuser-Busch Inbev), a Maior Cervejaria do Mundo.
.
Com os Sócios Jorge Paulo Lemann e Carlos Alberto Sicupira
administram e controlam o Reinado da Cerveja no braZil.
.
.
4° = Carlos Alberto Sicupira
.
Fortuna Pessoal = U$ 11,3 BILHÕES
.
Corporação Privada = Anheuser-Busch Inbev (ABInbev = AMBEV+Interbrew+Budweiser)
.
Em Conjunto com Jorge Paulo Lemann e Marcell Telles,
controlam a cervejaria Anheuser-Busch Inbev,
a ABInbev (AMBEV+Interbrew+Budweiser).
.
.
5° = Irmãos Marinho (Roberto Irineu, José Roberto e João Roberto)
.
Fortuna Pessoal = US$ 8.2 Bilhões, Cada Um [Soma = U$ 24,6 BILHÕES (2º na Forbes)]
.
Corporação Privada = Organizações Globo
.
Herdeiros de Roberto Marinho [o Dotô Robértu], Fundador do Grupo Globo
que atualmente é Controlador de 5 Emissoras de TV Aberta, com 117 Afiliadas,
além de mais de 30 Canais pagos da GloboSat: GloboNews, GNT, Multishow,
Megapix, SyFy, Gloob, Viva, Bis +, OFF HD, ‘Brasil’, Combate, SporTV e PFC.
também os Direitos de Transmissão da Universal Pictures e da Rede Telecine.
.
A Globo é a Segunda Maior Rede de Televisão Comercial de todo o Mundo,
atrás apenas da Rede Norte-Americana ‘American Broadcasting Company’ (ABC).
.
O Conglomerado Globo atua em todos os Setores de Mídia Impressa e Áudio-Visual.
.
A Gravadora Fonográfica Som Livre; a Produtora Cinematográfica Globo Filmes;
as Rádios Globo e CBN com Centenas de Retransmissoras nos Estados braZileiros;
a InfoGlobo que edita os Jornais O Globo, Expresso e Extra, dentre outros;
a Editora Globo que publica as Revistas Época, Marie Claire, Crescer, Casa e Jardim,
Pequenas Empresas & Grandes Negócios, Galileu, Globo Rural, Monet, Autoesporte;
e o Portal G1, de Internet; são algumas das Empresas dessa Corporação Privada.
.
(http://grupoglobo.globo.com/estrutura_corporativa.php)
(http://corp.editoraglobo.globo.com/o-grupo)
(https://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_Globo)
(https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_emissoras_da_Rede_Globo)
(https://www.infoglobo.com.br/anuncie/ProdutosTodos.aspx)
(https://pt.wikipedia.org/wiki/Globosat)
(https://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_Globo#Conte.C3.BAdo_para_TV_a_cabo_e_sat.C3.A9lite)
.
.

Responder

Luiz Fernando

04/01/2016 - 19h46

Talvez no futuro bebida alcoólica seja considerada uma droga

Responder

Lucas

04/01/2016 - 12h31

A receita de publicidade advinda da Ambev, possivelmente, tem um peso importante no adiantamento de cotas a times de futebol, na maquiagem do Bonner, na camisa apertada do Faustão e nos teclados nervosos dos “calunistas”. Por isso, o esforço do Grupo Globo em querer preservar a cervejaria na matéria citada – e o povo que se lasque.
.
Quanto ao projeto de lei que restringe a publicidade de cerveja, estou de acordo com o deputado. Mas penso, ainda, que faltam Brizolas no Brasil, gente com coragem para enfrentar e acabar de vez com as picaretagens desse grupo inescrupuloso.

Responder

Mauricio Gomes

03/01/2016 - 22h32

Como diria o companheiro franco atirador, essa é a mídia jabaculê. Leva que paga mais. Se pagarem bem seriam capazes de anunciar até máquinas de moer bebês.

Responder

    Mauricio Gomes

    03/01/2016 - 22h32

    *quem paga mais

    FrancoAtirador

    05/01/2016 - 21h04

    .
    .
    É Capetalismo:
    Pagando Bem,
    Que Mal Tem?
    .
    .

FR Albuquerque

03/01/2016 - 20h34

O Serra fez muitas campanhas contra o fumo. E porquê será que não faz contra as bebidas alcoólicas? Será por que a filha dele é sócia do Jorge Paulo Lemann, o da AMBEV?

Responder

Antonio Benedito Alves da Silva

03/01/2016 - 20h32

Está aí um dos motivos de eu achar que comparar a Rede Esgoto Global com a entidade mitológica Satanás é uma ofensa ao mundo dos “demônios”.

Responder

Roberto Locatelli

03/01/2016 - 20h03

A mídia mente, distorce e falsifica tudo. Os que ainda pagam para ler esse lixo (globo, folha, estadão, veja) deveriam repensar sua atitude.

Quanto ao álcool, apoio integralmente a proposta do deputado Paulo Pimenta de restringir a publicidade.

Obs.: interessante como há um descolamento entre petistas autênticos como o deputado Paulo Pimenta e certos ministros que concedem, gentilmente, entrevistas a esses lixos que alguns ainda chamam de “jornais”.

Responder

CaRLos

03/01/2016 - 16h19

Um dos bons deputados do PT. Tem visão e até agora não tem medo. Coisa rara. Espero que continue assim.

Responder

    Roberto Locatelli

    04/01/2016 - 07h46

    Realmente, combativo deputado, denunciando a globo. Enquanto isso, dirigentes do PT dão entrevista para… a globo. Há um descompasso entre a militância (inclusive parlamentares militantes) e a direção.

Jair Fonseca

03/01/2016 - 14h56

Entre os especialistas entrevistados, O Globo esqueceu-se de um especialista em dirigir bêbado: Aécio Neves.

Responder

Bacellar

03/01/2016 - 13h55

Se gastasse menos com publicidade poderiam por menos água, “cereais não maltados”, acidulantes e estabilizantes na cerveja…Toda a linha comum da ambev se tornou intragável…E olha que nunca fui do tipo cervejochato, o produto dos caras está podre mesmo. Paulo Lemman é o nome do sujeito que literalmente bota água no chope do brasileiro.

Esses 2 últimos anos peguei muita, mas muita, estrada. Sempre no volante.

Empiricamente percebi que os motoristas perigosos se dividem em 3 tipos: Os profissionais, os neuróticos e os roda-presas.

Caminhoneiros e motoristas de carros de empresa, por conhecerem trajetos, por cansaço e pressão de prazo de entrega, fazem barbaridades. Álcool e bolinhas são largamente utilizados.

Entre os motoristas de passeio a pior coisa é quando há o encontro entre os excessivamente lentos com os excessivamente acelerados. Impressionante como tem gente que insiste em andar a 100 na pista rápida e gente que insiste em andar a 180 em todas as pistas.

Nos dois grupos, mais notadamente nos acelerados, possivelmente em muitos casos há o uso não apenas de álcool como de outros alteradores de consciência…Apenas um feeling meu mas acredito que remédios do tipo tarja preta, se houvesse um levantamento do DER, figurariam pelo topo no ranking de substâncias presentes nos corpos dos acidentados…

Vi cada barbeiragem por aí, escapei de cada uma nesses últimos anos, que não é possível que tenham sido feitas por pessoas sóbrias…Valei-me meu S.Cristovão…

Responder

Henrique Dasilva

03/01/2016 - 13h28

Esse é um comportamento muito usado pelas Organizaçoes Globo, faz uma reportagem e pra dá credibilidade, procura um “especialista” no assunto, que concorde com tudo que ela (Globo) publicou!

Responder

Deixe uma resposta