VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Novo Ministro da Justiça sugere que Sergio Moro pode ter violado lei que pune vazamento com pena de dois a quatro anos de prisão

17 de março de 2016 às 18h31

Captura de Tela 2016-03-17 às 18.30.02

Da Redação

O novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, disse em entrevista coletiva depois de tomar posse que um juiz de primeira instância que divulga interceptação de autoridade com foro privilegiado viola o artigo 10 da Lei de Interceptações, que entrou em vigor em 1996.

Aragão afirmou que o caso será investigado “doa a quem doer”.

O artigo mencionado por ele diz, textualmente:

Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça, sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de dois a quatro anos, e multa.

Na entrevista, o ministro afirmou que cabe à Advocacia Geral da União (AGU) avaliar o caso, mas afirmou, sem nunca citar nominalmente o juiz Sérgio Moro: “Quem tem foro privilegiado só pode ser investigado pelo seu juízo natural, pelo seu foro. Se houve alguma conversa da senhora presidenta que merecesse — e realmente parece que mereceu, porque deu-se publicidade — atenção jurisdicional não caberia ao juiz da primeira instância nem sequer aquilatar o valor daquela prova e muito menos dar-lhe publicidade. Deveria, como se trata de uma eventual prova obtida em encontro fortuito, sua excelência o meritíssimo juiz deveria ter fechado os autos e encaminhado ao Supremo Tribunal Federal. Não o fez e mais… ainda declarou de público que achava importante que a população soubesse. Isso desculpa muito, mas cheira muitas vezes artigo 10 da Lei de Interceptações que qualifica como crime quando se torna público uma gravação que diz respeito a investigações autorizadas dentro do marco legal e constitucional”.

Em seu discurso de posse, Aragão denunciou o corporativismo dentro do aparelho de Estado:

Infelizmente, nosso Estado tem ao longo dos últimos anos visto uma verdadeira apropriação das instituições por corporações. Corporações não cultivam a alteridade. Corporações cultivam o seu próprio umbigo. Corporações sempre buscam ser melhores do que as outras, mais valiosas do que as outras, e, em última análise, o que está nessa arrogância é nada mais do que o ganho econômico, o ganho de prestígio e o ganho de poder. Para sobreviverem e poder manter o seu naco de Estado nas mãos, fazem de tudo. Representam um risco permanente à governabilidade. Não que não possam legitimamente representar os interesses setoriais dos agentes do Estado. Mas elas têm de aprender a viver na alteridade e olhar para as outras instituições do Estado como igualmente legitimadas e igualmente importantes. Sem isso, essas corporações passam a ser um cancro dentro de nós. Desde que atuem com alteridade, nós a honraremos. As que queiram na base da cotovelada descredenciar órgãos do Estado, estas não terão o nosso diálogo.

Ele foi aplaudido quando disse que “não existe ninguém neste país com o monopólio da moralidade, o monopólio da salvação da Pátria”.

Ouça o discurso de posse do ministro a partir dos 15 minutos, abaixo:

Leia também:

Moro cita Nixon para justificar gravação de Dilma

 Ouça a entrevista do novo ministro da Justiça logo depois da posse

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora online e receba na sua casa!

 

21 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

FrancoAtirador

18/03/2016 - 17h40

.
.
Autocrata do Paraná:
O Legalista Sem-Lei.
.
.

Responder

Marcelo Gaúcho

18/03/2016 - 16h11

Quatro anos de reclusão ao Moro, nem um minuto a menos.

Responder

    lulipe

    18/03/2016 - 22h28

    Você também acredita em saci-pererê??? Sabe de nada inocente!!!

Urbano

18/03/2016 - 13h48

Com sugere e pode ter violado, a gente não vai pra canto nenhum…

Responder

Marinho

18/03/2016 - 10h33

Pão com mortadela? eu quero é caviar porra!

Responder

Julio Silveira

18/03/2016 - 07h33

O que eu espero do novo Ministro é que seja um ministro da justiça de fato, e hoje significa colocar sua casa em ordem. Corrigir os evidentes desvios aplicando naqueles sob sua responsabilidade que transgrediram a mais dura leitura da lei. E para a justiça em geral o restabelecimento da isonomia, com a busca de um peso cada vez maior da lei sobre aqueles que são responsáveis pela sua observâncias. Para mim não é justiça ser duro com ladrões de galinha e seus representantes e leniente ou cúmplice com os ricos que tem o poder de criar a culturas ilegais e imorais e espaço para comprar a propaganda da moralidade. A dureza tem que vir prioritariamente para aqueles que entendem bem as consequências de suas trangressões.

Responder

lulipe

17/03/2016 - 21h42

Eu sugiro que o Ministro procure aliados pra se manter no cargo, pois o presidente, ops, o ministro lula, já tá mexendo os pauzinhos pra colocar o Jobim em seu lugar….Ah, e vá procurar estudar um pouco mais de Direito..

Responder

Roberto de Paulo

17/03/2016 - 21h07

Estão esperando muito,para cassar as liminares dos juizinhos,que não querem deixar o LULA assumir,e o que é pior com o tal do cardozo o omisso.

Responder

Márcio Gaspar

17/03/2016 - 20h51

Se não houver uma reação a isso tudo, e prevalecer a “República Totalitária do Paraná” , poderemos caminhar da ficção de um livro “1984” de George Orwell para uma realidade igual a ficção narrada no livro, onde a população estava sujeita a absoluta fiscalização e controle por parte dos agentes do Estado em um grande Big Brother a vigiar por meio de espionagens a sociedade no sentido de defender um moralismo o qual o Estado preconizava. É necessário defender o Estado Democrático de Direito, a paz e não a golpe.

Responder

Severino

17/03/2016 - 20h20

Todos amanhã nas ruas.
Vamos defender a democracia.
Não ao Golpe!!!
Viva Lula, viva o Brasil!!!

Responder

    lulipe

    17/03/2016 - 21h43

    Vai ter pão com mortadela??

    thila

    17/03/2016 - 22h08

    A Paulista vai ser desocupada? Duvido muito. Esta é a Democracia deles. Eu tinha certeza que haveria alguma coisa para impedir a Manifestação. Isto é que as redes sociais devem ficar atentos e os partidos do Governo entrar em ação pois não adianta chorar o leite derramado. Inclusive com aquele gilmar co 7 pedidos na mão dele.

    Rolando Opéte

    18/03/2016 - 09h52

    Lulipe… acho que não vai ter, não!!! Vc não ouviu o deputado gritando VERGONHA! VERGONHA! quando ele soube que tinham comido toda a mortadela do buffet de posse e só deixaram pãozinho?

Messias Franca de Macedo

17/03/2016 - 20h03

UM POUCO MAIS SOBRE A MÁFIA DO PIMG (Partido da Imprensa Mafiosa &$ Golpista)

… As organizações criminosas Globo dos Marín(ho) não desloca um(a) mísero(a) ‘pena amestrada’ a $oldo IMUNDO para Liechtenstein do ‘Aécio 1/3 El Chato Liechtenstein Furnas Forever';
nem tampouco para Avenue Loch do FHC do ‘Miriamgate’!
Muito menos para a longínqua (sic) Paraty da mansão TRIPLEX dos Marín(ho) em nome de ‘laranjas podres’!
Nem..
No entanto, as mesmas organizações criminosas Globo enviaram duas mancebas para acompanharem a visita do *’procurador [parcial] da República [em frangalhos]’ sob o cenário gélido da Suíça…
E como o infame traidor aproveitou bem os dois minutinhos de fama na GloboNews…

*’Rodrigo Brindeiro Fernando Barbosa Moro Gurgel’ ‘O Sonso geral da nação’!

Perdão aos vermes!

Responder

    Wagner Ortiz

    17/03/2016 - 22h32

    Enquanto isto, na Sala da Justiça, o antigo ministro, agora AGU, não tomou providência alguma contra este crime contra a Segurança: espionar presidente é ou não crime? Ainda mais sem autorização! Ou será que o Janot, o quinta coluna autorizou? Que país é este?

    bonobo de oliveira, severino

    18/03/2016 - 07h57

    Eu acredito que o Janot não tem essa competência. E as que tem ele não exerce.

tim

17/03/2016 - 20h01

Se prender o ex-juiz Moro o povo que está nas ruas (o mesmo que votou em 2014 no aécio) findará por entender que estava sendo manipulado e induzido ao crime !!!
O que é mais chocante nisso tudo é a passividade do STF. Um juiz de primeira instância faz o que quer, adota medidas de exceção como regra, grampeia a presidente e não há reação.
Quando em 2008 o então presidente do Supremo, Gilmar Mendes, acreditou ter sido grampeado, acusou o “estado policial”. Lula, presidente à época, demitiu o diretor-geral da PF. O atual silêncio do STF é ensurdecedor.

Responder

Euler

17/03/2016 - 19h58

Passa da hora da presidenta Dilma ocupar a cadeia de rádio e TV em diferentes horários para explicar didaticamente ao povo brasileiro o golpe que está em curso no país. Mostrar o papel negativo dessa mídia, que incita a população em conluio com esse juiz da CIA e sua equipe de golpistas do Paraná. Mostrar o que está em jogo com o golpe. Que esses pilantras querem acabar com as conquistas sociais e trabalhistas do nosso povo; querem acabar com as garantias constitucionais e com a nossa democracia, impondo uma ditadura da mídia e de parte do judiciário e procuradores em conluio com a oposição de direita. Querem, portanto, acabar com a manifestação popular que de forma majoritária escolheu uma presidenta, que está sendo derrubada sem qualquer motivo. Mostrar, finalmente, como essa ação nefasta da direita paralisa a economia, gera desemprego e caos para milhões de pessoas. É hora de enfrentar esses canalhas, que perderam completamente o respeito pelas leis vigentes e pelo povo brasileiro. Não passarão!

Responder

Seu Zé

17/03/2016 - 19h13

Escutas? A PF não tem pessoal para fazer tantas. Alguma dúvida dos tentáculos da NSA ainda?

Responder

    lulipe

    17/03/2016 - 21h44

    Você esqueceu do Mossad e do MI6….

Cláudio

17/03/2016 - 19h13

:

: * * * * 19:13 * * * * .:. Ouvindo A Voz do Bra♥♥S♥♥il e postando:

L uz do povo brasileiro
U m digno e fiel lutador
L astreando com real valor
A honra do BraSil inteiro.

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

Deixe uma resposta